27-05-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O Ultra Europe, a versão do velho continente do Ultra Music Festival, vai decorrer nos próximos dias 10, 11 e 12 de julho, em Split, na Croácia, com grandes nomes da música eletrónica internacional.
 
Afrojack, Alesso, Andy C, Armin van Buuren, Axwell /\ Ingrosso, Blasterjaxx, Carl Cox, Dash BErlin, David Guetta, DVBBS, Galantis, Hardwell, Jamie Jones, Knife Party, Nicky Romero, Paul van Dyk, Steve Angello, Tiesto e Zedd são alguns dos artistas confirmados para o Ultra Europe deste ano, em vários palcos.
 
 
O conceito do palco Resistance, que se estreou no Ultra Music Festival de Miami, é uma das novidades deste ano, para os amantes da música eletrónica alternativa. O Ultra Europe está inserido no Destination Ultra Croatia Music Week, composto ainda por uma festa de abertura no Giraffe Palm Beach House (9 de julho), Yacht Regatta na Ilha de Brac Zlatni Rat em Bol (13 de julho), o Ultra Beach, na ilha de Hvar no hotel Amfora Grande Beach Resorte (14 de julho) e pela festa de encerramento na ilha de Vis, em Fort George (15 de julho).
 
O Portal 100% DJ esteve à conversa com alguns portugueses que vão embarcar em direção à Croácia, para vivenciar a experiência única do Ultra Europe. Fábio Lindeza, Marc Matos e Pedro Lino são três amigos do Fundão e contaram-nos alguns pormenores da sua viagem.
 
“Esta será a minha primeira vez no Ultra Europe e as minhas expetativas são altíssimas, com a ansiedade à mistura, sinto-me capaz de dizer que ir a um Ultra é a realização de um sonho”, confessou Fábio Lindeza, de 25 anos. A escolha deste festival foi devido a “todas as emoções” que o mesmo proporciona e “ao facto da realização de outras festas, como o Ultra Beach e a Boat Party”, além de que o português é “fã incondicional de tudo o que seja Ultra Music Festival”.
 
Na sua mala leva “a bandeira do glorioso” e “uma pitada de felicidade misturada com excitação”, pois vai ser “o festival mais importante” da sua vida. Galantis, Steve Angello, Axwell /\ Ingrosso e o “mítico” Carl Cox são os artistas que não quer perder nem um minuto.
 
“Em Portugal seria interessante ver um festival desta dimensão, mas na minha opinião nunca será possível, pois não reunimos condições financeiras para tal”, afirmou Fábio ao Portal 100% DJ, dias antes de embarcar no avião para a Croácia. O adepto de música eletrónica deixou ainda um conselho aos leitores “que trabalhem e juntem dinheiro e vão para fora, pois aí é que a electronic dance music é grande. Para não falar do ambiente vivido lá fora, onde se pode experienciar mais de 100 nacionalidades diferentes”.
 
Marc Matos, de 23 anos, estreia-se também este ano no Ultra Europe, que considera como o “melhor festival da Europa” devido às festas que lhe estão associadas. Na bagagem leva calções, toalha, uma câmara GoPro e uma bandeira de Portugal, a representar a nação. Para ir ao Ultra Europe teve de “poupar bastante” e considera que “Portugal poderia ter um festival deste género, apesar de ter um evento muito bom como a EDP Beach Party”. Axwell /\ Ingrosso são, sem dúvida, os artistas que mais quer ver em palco do Ultra Europe.
 
As expectativas de Pedro Lino, de 24 anos, são “as melhores” para a sua primeira vez no Ultra Music Festival da Croácia. É “uma grande panóplia de DJs excecionais e um multiculturalismo humano” que Pedro tem “muito interesse em conhecer e assistir”. Para ir a este festival, o português aconselha a “comprar os bilhetes com antecedência” e, principalmente em relação à viagem de avião. Na sua mala leva o cachecol do Sport Lisboa e Benfica e a bandeira nacional, para marcar presença nas atuações de Afrojack, Martin Garrix e Galantis, os artistas que mais deseja ver no Ultra Europe. Pedro Lino considera ainda que Portugal tem falta de um festival deste género, mas “cada vez temos mais festas que atraem um bom número de DJs com qualidade”.

 

Publicado em Reportagens
Disse aos amigos, que no Ultra Music Festival, não se importava de tocar em qualquer lado, nem mesmo na roulotte das bifanas. Este ano, João Rosário, membro da dupla KEVU, estreou-se no cartaz do evento e atuou, não na roulotte, mas no palco The Arrival, que embora pequeno em tamanho, tem um significado gigante na sua carreira. Uns metros ao lado e pela segunda vez consecutiva, o jovem português, em conjunto com Mykris subiu à cabine do palco principal para apresentar o seu novo remix para Sean Paul. Além dessa experiência, nesta entrevista exclusiva realizada em Miami, quisemos também saber que oportunidades tem tido nos vários eventos internacionais por onde tem passado e que novidades tem na sua carreira.

Pelo segundo ano consecutivo subiste ao palco principal do Ultra Music Festival. Conta-nos como foi essa experiência.
Tanto este como no ano passado fui ao mainstage com o Mykris. O Ultra para mim é o melhor festival do mundo, além do Tomorrowland. Prefiro o Ultra porque gosto muito de Miami. Subir ao palco foi uma experiência incrível. Começámos a ver o livestream há 4 anos, ainda não eramos DJs e estarmos a ver na televisão é uma coisa e depois pisar o palco é um pouco surreal. Foi uma experiência espetacular que também me ajudou a nível de credibilidade da marca KEVU. Foi inesperado para muita gente e ajudou-nos também no nosso país. A experiência em si é surreal. 

Que expectativas tinhas para a edição deste ano?
A representar os KEVU, fui tocar num palco novo, pequenino, mas que já é um palco do Ultra. Eu disse aos meus amigos, que no Ultra, nem que fosse na roulotte das bifanas, eu não me importava de tocar. Toquei num palco bastante interessante, o The Arrival, penso que é para aqueles DJs que estão agora a entrar no Ultra. Quem sabe, para o ano, não tocamos no mainstage, não é impossível. Se há 4 anos eu nem sequer era DJ e agora estou aqui… tudo pode acontecer.

Qual é a sensação de representarem Portugal na Miami Music Week e também no Ultra Music Festival?
Portugal é um dos países mais fortes, senão o mais forte a nível de público e paixão pela música. Tivemos a oportunidade de estar na EDP Beach Party no ano passado e conseguir ver isso. É um orgulho imenso mas a vontade é cada vez chegar mais longe, para podermos continuar a crescer como marca e colocar o nosso país no mapa, porque há mesmo muito talento em Portugal.

Certamente que este tipo de eventos internacionais dá-vos a oportunidade de conhecer artistas e personalidades do meio da música eletrónica. Consideras que são importantes para a vossa carreira? Já vos abriram algumas portas?
Sim, quer seja o Ultra, a Miami Music Week ou o Amesterdam Dance Event na Holanda, são eventos onde está presente todo o negócio. Já conheci nestes dias muita gente, conversei com várias pessoas no backstage e depois surgem colaborações, troca de ideias e números de telefone. Ou seja, em casa não se conseguia fazer isto. Aqui há uma facilidade muito maior de se chegar a outros DJs de renome, a outras labels e fazer contactos com pessoas de outros países, como do México ou do continente asiático. São esse tipo de coisas que vamos falando no backstage e que vai ajudar-nos na carreira certamente.

Que novidades podem desvendar sobre o futuro dos KEVU?
Felizmente temos uma agenda muito preenchida daqui para a frente. Temos também quatro ou cinco músicas já assinadas em grandes labels mundiais, colaborações com Blasterjaxx a sair agora, com o MOTi também. 
 

Publicado em Entrevistas
O design do palco do Ultra Music Festival deveria estar no segredo dos deuses, mas foi acidentalmente divulgado por Martin Garrix, através de uma fotografia publicada na sua página oficial de Instagram.
 
Na foto, o DJ e produtor holandês aparece junto da sua equipa, que preparam os efeitos de iluminação e vídeo. É possível observar nos ecrãs a maquete do palco do Ultra Music Festival, com os testes dos efeitos que irão ser utilizados.
 
Em entrevista ao website Your EDM, Martin Garrix revelou que irá reproduzir no seu espetáculo do primeiro dia do Ultra Music Festival, 8 ou 9 faixas inéditas, que fazem parte do seu álbum de estreia com data de lançamento marcada para abril. O festival de Miami vai decorrer entre os dias 18, 19 e 20 de março, com o português Diego Miranda no cartaz.
 
 
Publicado em Ultra Music Festival
O DJ e produtor português Diego Miranda acaba de anunciar a sua confirmação na edição 2016 do Ultra Music Festival a decorrer no próximo fim-de-semana no Bayfront Park em Miami.
 
O português que atualmente ocupa a posição número 58 do Top 100 da DJ Mag irá atuar no Stage7, pela 1 hora da madrugada (hora de Portugal) de sábado dia 19 de março. Pela cabine deste palco e neste dia irão também passar outros artistas como Infuze, Adam Trigger, Nick Talos, Tommy Walker e o brasileiro Rodrigo Vieira que recentemente assinou a faixa “I Luv U baby” em conjunto com Eddie Ferrer e Rizzo.
 
Na sua página de Facebook, Diego Miranda revelou que este é “mais um sonho realizado” e que o mesmo não seria possível de concretizar sem a ajuda dos seus fãs, os quais descreve mo “os melhores do mundo”. 
 
Este não é o seu único sonho a ser realizado. Durante a semana passada, o artista português viu também a sua presença a ser confirmada no Tomorrowland Brasil, festival onde irá atuar na sexta-feira dia 22 de abril no “Fusion Pool Stage”, ao lado de artistas como Alok, Romeo Blanco e Dirtyloud.
 
Recorde-se que Diego Miranda foi um dos três artistas que mais votos recebeu na ação realizada pelo Portal 100% DJ “Os 20 Mais de 2015”, onde 17 artistas foram distinguidos pela redação e 3 foram reconhecidos pelo público, numa votação online. 
 
 
Publicado em Ultra Music Festival
sexta, 29 janeiro 2016 21:14

Ultra Music Festival regressa ao Brasil

O Ultra Music Festival está de volta ao Brasil. Segundo a Phouse, projeto parceiro do Portal 100% DJ, o festival de música eletrónica vai realizar-se no próximo dia 14 de outubro, na Marina da Glória do Rio de Janeiro.
 
O anúncio oficial foi feito hoje durante a Rio Music Conference, no Porto Maravilho do Rio de Janeiro. Até ao momento não há artistas confirmados para o line up do Ultra Music Festival Brasil, mas a Phouse avança com nomes como Martin Garrix e Carl Cox como prováveis presenças no evento.
 
Nos últimos anos o Brasil tem sido palco de grandes festivais como é o caso do Tomorrowland e o Electric Daisy Carnival. O território carioca já recebeu outras edições do Ultra Music Festival no passado, mais propriamente em 2008, 2010 e 2011, em locais diferentes e com artistas como Erick Morillo, Benny Benassi, Gui Boratto, Kaskade, Swedish House Mafia e Laidback Luke no cartaz.
 
{youtube}VhyCqQ3b1U8{/youtube}
Publicado em Ultra Music Festival
A segurança do Ultra Music Festival será novamente uma prioridade não só da organização como também das autoridades de Miami. No 20.º aniversário do festival, agendado para o próximo fim de semana, os padrões de segurança serão altíssimos e todas as operações são definidas ao pormenor. Além de inúmeras câmaras de videovigilância, pontos de controlo e barreiras anti-colisão nas movimentadas avenidas, as imediações do festival serão vigiadas por mais de 300 polícias auxiliados por centenas de seguranças.

A propósito do tiroteio que ocorreu no passado mês de outubro em Las Vegas durante o Festival Route 91 Harvest, muitos festivais tomaram importantes medidas com vista a  reforçar protocolos de segurança e o Ultra Music Festival seguiu o exemplo, não fosse a configuração também semelhante, com vários hotéis ao redor do Bayfront Park. Em conferência de imprensa, a Polícia divulgou que irá atribuir um número a cada prédio, de forma a localizar rapidamente possíveis ocorrências. 

A política "clear-bag" será também reforçada. De forma a que drogas, armas de fogo e outros objetos sensíveis não entrem no festival, a organização irá disponibilizar várias caixas à entrada para que os participantes possam anonimamente depositar materiais ilícitos sem qualquer tipo de sanção. 

Freddie Cruz, o comandante da polícia de Miami, nessa mesma conferência de imprensa, enfatizou a importância de todos os festivaleiros serem responsáveis. "Se vir alguma coisa, diga alguma coisa. Qualquer movimento nesses edifícios, qualquer coisa suspeita, lembre-se, ligue para o 911."
 
Publicado em Ultra Music Festival
O famoso e tão esperado livestream do Ultra Music Festival em Miami, que vai decorrer entre os próximos dias 18 e 20 de março, conta este ano com novidades.
 
A transmissão em direto das atuações do festival poderá ser visualizada no site oficial do evento, UMF Radio, Ultra Live e na aplicação exclusiva que está disponível para iOs e Android. Uma das novidades na UMF Radio é que será a maior transmissão mundial sobre música eletrónica, durante 8 horas para 50 rádios espalhadas por 38 países e apresentado por Andy Pate.
 
Em Portugal, a transmissão da UMF Radio vai também acontecer nas rádios Kiss FM, Nova Era, Top FM, Hiper FM, e Antena 3.
 
Até ao momento, está confirmada a transmissão das atuações de Afrojack, Armin van Buuren, Avicii, Aly & Fila, Andrew Rayel, Carnage, Cedric Gervais, The Chainsmokers, Dash Berlin, Fedde Le Grand, Galantis, Hardwell, Kaskade, KSHMR, Laidback Luke, Markus Schulz, Martin Garrix e W&W.
 
No recinto do festival e pela primeira vez vai estar presente um estúdio ao ar livre onde os amantes da música eletrónica poderão ter contacto com os artistas e convidados especiais, que vão estar junto dos apresentadores Andrea Feczko e Andie Helfrich.
 
O Portal 100% DJ vai acompanhar bem de perto todos os pormenores do festival, cujos conteúdos, alguns exclusivos, podem ser consultados no website e nas redes sociais como o Facebook e Instagram.
 
{youtube}oqxO0_4iVIE{/youtube}
Publicado em Ultra Music Festival
A notícia foi recebida de forma inesperada e o artista português não acreditou à primeira. Na atuação deste sábado no palco principal do Ultra Music Festival em Miami, Armin van Buuren incluiu no seu set a faixa "For Life" assinada pelo DJ e produtor português Francisco Cunha, que atualmente ocupa a posição número 18 do TOP 30 da 100% DJ. 

Esta sua última faixa, lançada em janeiro pela Release Records tem recebido feedback positivo e apoio de grandes nomes da música eletrónica como é o caso de Yves V, Lost Frequencies, Oliver Heldens, Blasterjaxx, Don Diablo e agora do holandês Armin van Buuren.

A par disso, Cunha prepara-se para viajar esta sexta-feira até Londres onde irá ter uma presença especial no conhecido Ministry of Sound ao lado dos Third Party, numa apresentação da "For Life".

Publicado em Artistas
A Organização do Ultra Music Festival acaba de surpreender tudo e todos ao divulgar um comunicado que anuncia o fim da Era do Ultra Music Festival em Miami, 20 anos depois.

O anúncio revela que após serem analisados vários feedbacks sobre a experiência do festival do passado mês de março, num novo local (o Virginia Key Beach Park), a organização percebeu que os festivaleiros não tiveram a melhor experiência no evento, facto pelo qual pesou no término do evento em Miami. "Decidimos terminar voluntariamente a licença com o Governo de Miami e estamos à procura de um outro local que possa ser a casa permanente do Ultra no Sul da Flórida", pode ler-se no comunicado.

Recorde-se que os dissabores com as autoridades de Miami começaram em novembro do ano passado onde foi recusada a realização do evento no Bayfront Park, colocando-se em cima da mesa o seu cancelamento. As queixas dos moradores, o barulho, a confusão e o facto do parque ficar fechado ao público durante muito tempo foram determinantes para que o festival rumasse até Virginia Key, que acaba agora por ser a sua última "casa".

Confere o comunicado na íntegra:
 
Publicado em Ultra Music Festival
1828 dias passaram desde a última atuação do mais bem sucedido projeto de música de dança eletrónica. No palco principal do Ultra Music Festival em Miami e perante milhares de pessoas, não só presentes no evento como a assistir à transmissão em direto em todo o mundo, o trio despediu-se de forma emotiva das luzes da ribalta, pelo menos enquanto tutores da "máfia sueca".
 
Nos últimos anos, os rumores dispararam sempre que existia algum movimento, um encontro entre artistas. Muita tinta correu a propósito de um possível regresso e muitos arrepios foram sentidos no corpo só de pensar nisso mesmo. A estratégia de três artistas juntos é delineada ao pormenor e nada pode falhar, nem o término, nem o regresso: cinco anos depois, no mesmo local, numa edição em que tudo pode acontecer, assim garante a organização.
 
A confirmação é feita em exclusivo à redação do Portal 100% DJ por fontes próximas dos artistas e juntando inúmeros factos que ocorreram nas últimas semanas, a margem de erro é quase nula. Garantidamente os três artistas estarão juntos no palco principal durante cerca de 1 hora, no domingo, 25 de março, quando forem 03 horas da madrugada em Portugal. Fica a dúvida se Axwell, Sebastian Ingrosso e Steve Angello darão continuidade ao projeto Swedish House Mafia.
 

As movimentações

O primeiro sinal foi dado no início deste mês na Página de Facebook do coletivo, aquando a atualização de uma nova fotografia de perfil e de capa.
 
O possível reencontro também foi dado como certo por Hardwell. Numa entrevista à rádio holandesa SLAM!, o DJ e produtor holandês foi questionado sobre os rumores do regresso do projeto sueco. “Eu acredito que vai acontecer. Do nada, Steve Angello cancelou sua tour na Ásia, não tem nenhum espetáculo agendado e está em Miami. Para mim, isso significa que vão voltar”.
 
Charly Bendenounm, técnico de iluminação que já trabalhou com o trio, também deixou os fãs a salivar, quando recentemente colocou uma publicação (entretanto eliminada) no seu Facebook, afirmando que os artistas iriam atuar no festival.
 
A pressão é gigante e a fasquia está elevada. Diariamente as redes sociais dos artistas são inundadas com centenas de comentários com pedidos muito sentidos. Dificilmente os artistas suecos não irão ceder. É esperar e ver para crer.
 
Última atualização às 19:00h, 25-03-2018: Hora de atuação. 
 
Publicado em Artistas
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.