27-05-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Este ano, na quinta edição, passaram pelo Parque da Bela Vista, 353 mil pessoas vindas de vários pontos do país, e do Mundo.
 
À semelhança das edições anteriores, a organização voltou a apostar nos encontros únicos no Palco Sunset e no público adepto da música de dança. Até ao fecho de portas, a Eletrónica tomou conta do Parque da Bela Vista.

Uma das novidades do Rock in Rio-Lisboa 2012 chama-se Rock Street. Estreada no Rock in Rio 2011, no Rio de Janeiro, este novo espaço do evento bebe do espírito da cidade norte-americana Nova Orleães.

A Street Dance é outras das novidades do Rock in Rio-Lisboa 2012. A estreia foi na capital portuguesa. Segue agora para Madrid e para o próximo ano é a vez do Rio de Janeiro e Buenos Aires, na Argentina, acolher este espaço onde a dança de rua está em destaque.

Em 2014, o Parque da Bela Vista volta a ser a Cidade do Rock. O anúncio oficial foi feito este domingo, 03 de junho.
 
Publicado em Rock in Rio
O Ultra Music Festival (UMF) regressa à baixa de Miami pela 18ª vez consecutiva nos próximos dias 18, 19 e 20 de março. É um dos festivais de música eletrónica mais famosos, reconhecidos e desejados a nível internacional, com um cartaz de luxo e repleto de novidades a cada ano que passa.
 
Este ano o cartaz é composto por nomes como Blasterjaxx, Don Diablo, Alok, Dyro, Julian Jordan, Afrojack, Carl Cox, Dash Berlin, deadmau5, Kygo e o português Diego Miranda que se estreia no UMF no Stage7.
 
Para quem não tem oportunidade de se deslocar, existem as habituais transmissões em direto através da internet, que deixam os fãs do evento literalmente colados ao ecrã durante várias horas. O livestream da edição deste ano já foi anunciado, através de um video que tem como protagonista Hardwell e o seu cão Jager van de Corput. A transmissão em direto vai ter início a 18 de março e prolonga-se durante os dois dias seguintes.
 
 
A exemplo do ano passado, o Portal 100% DJ esteve à conversa com vários amantes da música eletrónica que já embarcaram no avião com destino a Miami, para viver e experienciar toda a magia do UMF e da Miami Music Week.
 
João Santos é natural de Sintra, tem 22 anos e vai pela primeira vez ao festival. Com expectativas “muito elevadas”, pretende ver bem de perto artistas como The Prodigy, Yellow Claw, Andrew Rayel, e deadmau5. “Para mim existem dois festivais de música eletrónica no mundo: Tomorrowland (Bélgica) e UMF (Miami). O resto é cópia. Uma vez que já fui ao Tomorrowland, falta-me o UMF para cumprir o meu sonho. Não podia estar mais feliz!”, confessa o jovem ao Portal 100% DJ. As suas preferências recaem sobre Pete Tha Zouk e Massivedrum, quando questionado sobre os artistas nacionais que gostaria de ver no "UMF". Na mala de viagem leva a bandeira de Portugal, t-shirt da "Tomorrowland Crew Portugal", protetor solar e calçado confortável. Na opinião do português, no nosso país falta um festival “grandioso”, uma vez que estão reunidas todas as condições tais como “espaço, sol e cerveja”. “Bastava um espaço cuidado e um cartaz competitivo! As pessoas vinham de todo o lado. Vejam o exemplo do Tomorrowland”, diz. Uma vez que ir ao "UMF" não é um investimento barato, o jovem admite que “não foi nada fácil arranjar todo o dinheiro necessário” e teve de “fazer uma espécie de contrato” consigo mesmo: todos os meses, levantava uma quantia certa de dinheiro. O bilhete e os voos foram planeados com alguma antecedência “para garantir os melhores preços”.
 
 
Uma das representantes do sexo feminino português é Susana Coelho, de 35 anos, que partiu diretamente de Boliqueime para Miami pela primeira vez. Apesar de já ter estado presente em alguns festivais, “as expectativas são as mais altas possíveis” e nem as consegue exprimir por palavras. Em Portugal, Susana afirma que existem “excelentes profissionais e pessoas super talentosas” que poderiam subir a um dos palcos do "UMF", como vai acontecer com Diego Miranda. Sapatos e roupa confortável “para dançar e pular todos os segundos do festival”, máquina fotográfica “para poder reviver em Portugal os grandes momentos” e a bandeira nacional são alguns dos objetos que leva na bagagem. Para viajar até Miami, a algarvia realizou algumas poupanças mas afirma que “com algum esforço todos os meses, 'grão a grão' consegue-se. Quando colocamos metas e objetivos, tudo se consegue!”. Um dos conselhos que deixa a quem pretende ir ao "UMF" no futuro é comprar as viagens e bilhetes bastante tempo antes, uma vez que o preço é mais acessível e “não custa tanto, porque os pagamentos são faseados ao longo do ano”.
Hardwell, Armin van Buuren e Steve Angello são os artistas que deseja ver com mais atenção em Miami. “Já que temos tanto turismo, praia e clima fantásticos, porque não sermos conhecidos também por festivais brutais e controlados”, que ao mesmo tempo atraem “mais pessoas a virem conhecer o nosso país?”, questiona Susana deixando a sugestão para a realização de um grande festival em Portugal.
 
 
Tiago Rodrigues tem 27 anos e vive em Issy-les-Moulineaux, em França, de onde partiu em direção ao Ultra Music Festival pela primeira vez. O português não vive de ilusões e vai para Miami com o objetivo de “ver para crer”, toda a grandiosidade do festival de música eletrónica. Apesar de não estar presente atualmente em Portugal, Tiago não foge às suas origens e destaca Pete Tha Zouk como o artista nacional que gostaria de ver num palco do Ultra Music Festival. Na sua mala de viagem, além de todos os objetos essenciais, o português garante que não se vai esquecer da sua garrafa de whisky. Relativamente a Portugal, Tiago afirma que “a nível de festivais, não estamos mal servidos” e que não tem “razão de queixa” quando questionado a respeito do investimento feito para viajar até ao Ultra. Nos seus planos, a atuação de Martin Garrix será imperdível.
 
 
Residente em Leiria, Zé Manel leva as suas expectativas para Miami “muito altas, visto que o line-up está muito bom”. Em Portugal, considera que existem ótimos DJs como o Kura, afirmando que seria “muito bom” vê-lo atuar neste Festival. A câmara GoPro, carteira, bilhete do festival, bandeira de Portugal e da marca Armin van Buuren Intense são alguns dos objetos que irão consigo para Miami. “Infelizmente Portugal precisa de um festival a sério”, afirma Zé Manel ao Portal 100% DJ, poucos dias antes de embarcar no avião com destino aos Estados Unidos da América. Para esta viagem, o português admite que é fácil: “Basta querer. Lutei para ir, pois é complicado devido aos salários baixos que se recebe em Portugal”. Entre os artistas que pretende assistir estão deadmau5, Armin van Buuren e Tiesto.
 
 
Daniel Reis tem 28 anos e vive na Cordinhã (Coimbra). Esta vai ser a sua estreia no Ultra, juntamente com o seu irmão. As suas expectativas são “muito grandes” e consigo leva a bandeira de Portugal, uma “peça fundamental”, tal como o bilhete pois “sem ele não há festa”. Pete Tha Zouk seria a sua escolha nacional para estar presente no cartaz do UMF, se o português fizesse parte da equipa de organização do festival. A atuação dos The Prodigy é uma das mais esperadas por Daniel, que certamente irá assistir bem de perto, uma vez que para realizar esta “viagem de sonho para um festival único” teve “dois anos a juntar dinheiro”. Em relação ao facto de Portugal vir a receber no futuro um evento como o Ultra Music Festival, o jovem confessa que o território lusitano “não tem condições nem logística para um festival deste género”.
 
 
{youtube}F0xoBUDUYyo{/youtube}
 
Publicado em Reportagens
A edição deste ano do NOS Alive foi considerada como a mais mediática de 2015, segundo do estudo “Maratona dos Festivais de Verão” da Cision realizado entre outubro de 2014 e setembro passado.
 
Foram publicadas 5703 notícias sobre o festival do Passeio Marítimo de Algés e mais de 26 horas de tempo de antena sobre o evento. O Super Bock Super Rock e MEO Sudoeste também fazem parte da lista.
 
Este estudo analisa a presença dos festivais de verão em mais de 2000 meios de comunicação como a televisão, rádio, imprensa e online. Os resultados são medidos com o número de notícias identificadas, espaço e tempo de antena, incluindo ainda as audiências e o espaço ocupado pela publicidade nos meios de comunicação social.
 
Confere abaixo a lista:
 
  • 1 – NOS Alive
  • 2 – Super Bock Super Rock
  • 3 – MEO Sudoeste
  • 4 – Vodafone Paredes de Coura
  • 5 – MEO Marés Vivas
  • 6 – NOS Primavera Sound
 
{youtube}dq3v5Mmz5OU{/youtube}
Publicado em Festivais
A Optimus lançou uma campanha que dá a oportunidade de recuperar integralmente o valor do bilhete do festival Optimus Alive’12, em comunicações. Para ter acesso a esta campanha é necessário apresentar o bilhete ou passe de 3 dias numa loja exclusiva Optimus, juntamente com o número de telefone. Caso o cliente não tenha ainda bilhete ou passe, pode comprá-lo numa loja Optimus e aderir simultaneamente à campanha Optimus Alive’12.
 
A recuperação do valor será processada em função do tarifário do cliente. No caso dos tarifários pré-pagos, o valor do bilhete/passe é recuperado em saldo, através de duplicação das recargas até ser atingido o valor do bilhete (53€) ou passe de 3 dias (105€). Para os clientes com Tarifários pós-pagos, o valor do bilhete/passe pode ser recuperado em factura, em 10 prestações de igual valor.
 
O Festival Optimus Alive’12 decorre nos dias 13, 14 e 15 de Julho, no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras. Entre as bandas confirmadas estão AWOLNATION, Big Deal, Buraka Som Sistema, Caribou, Danko Jones, Death in Vegas, Dum Dum Girls, Florence + The Machine, Here We Go Magic, Justice (Live), Katy B, Lisa Hannigan, LMFAO, Mazzy Star, Metronomy, Miles Kane, MIUDA, Mumford & Sons, Noah and the Whale, PAUS, Radiohead, Refused, Santigold, SBTRKT, SebastiAn (Live), Snow Patrol, The Antlers, The Cure, The Kills, The Kooks, The Maccabees, The Stone Roses, Tricky performing Maxinquaye com Martina Topley-Bird e Warpaint.
 
Publicado em Marcas
A organização do maior evento de música e entretenimento do mundo confirma as presenças de Stevie Wonder, Bryan Adams, Joss Stone e The Gift no Palco Mundo no dia 2 de junho, num dia transversal a todas as gerações.

Stevie Wonder é uma lenda viva... Após a sua atuação no Rock in Rio 2011, no Rio de Janeiro, para 100 mil pessoas, chega agora a vez do Rock in Rio-Lisboa receber o Rei da Motown. Para Roberto Medina, Presidente do Rock in Rio, o concerto de Stevie Wonder na edição do ano passado na Cidade Maravilhosa foi “o mais espetacular da história do evento”.

Bryan Adams é um dos maiores cantores românticos de todos os tempos, com mais de 30 anos de carreira e cerca de 60 milhões de discos vendidos em todo o mundo, o canadiano vem pela primeira vez ao Rock in Rio. Ao longo da sua longa e sólida carreira, Bryan Adams compôs temas que marcaram gerações: “Please Forgive Me”, “Run To You”, “Summer of ‘69”, “Straight from the Heart”, “Heaven” ou “Everything I Do (I Do It For You)” são apenas alguns temas conhecidos mundialmente e que vão pôr a Cidade do Rock a cantar em coro.

Joss Stone, a doce menina que encantou o público do Rock in Rio-Lisboa 2008 e do Rock in Rio 2011, volta para um concerto cheio de soul e boa música. Com apenas 24 anos, a norte-americana é já uma das principais referências do Soul mundial tendo, por isso, vendido mais de 11 milhões de discos e vencido um Grammy na categoria de “Melhor Performance de R&B” em 2007.
Temas como “You Had Me”, “Right to Be Wrong” ou “Cry Baby Cry” fazem parte do imaginário de milhões de pessoas em todo o mundo e a sua postura em palco e simpatia têm conquistado o público que assiste aos seus concertos.

Para os The Gift é uma dupla estreia. Depois de terem atuado com os Asteroids Galaxy Tour no Palco Sunset da edição brasileira, vão subir ao Palco Mundo do Rock in Rio-Lisboa onde vão mostrar porque são uma das principais referências da música nacional. A banda liderada por Sónia Tavares iniciou o seu percurso em 1994 e desde então a sua notoriedade e legião de fãs tem vindo a aumentar gradualmente. Com 5 discos editados e centenas de concertos dados por todo o país, a banda já arrecadou vários galardões entre os quais um prémio da MTV European Music Award e o Globo de Ouro na categoria de “Best Portuguese Act” e “Melhor Grupo” respectivamente.
 
Os bilhetes para o evento já se encontram à venda e custam 61 euros. Os bilhetes estão disponíveis na FNAC, em 68 sucursais do Millennium bcp, nos postos de abastecimento da BP aderentes (33 euros + 1.500 pontos BP premierplus) e no site oficial do evento em www.rockinriolisboa.sapo.pt. Já é também possível comprar bilhetes para o evento no Continente com 20% de desconto em cartão, nas lojas da Amadora, Braga, Cascais, Colombo, Guia, Matosinhos, Oeiras e Vasco da Gama e em http://www.rockinrio.continente.pt. Os bilhetes VIP estão pela primeira vez disponíveis para compra por 240 euros (site oficial e FNAC) e contemplam serviço de estacionamento e shuttle para a Cidade do Rock.
 
Confere o cartaz do Palco Mundo:
 
Publicado em Rock in Rio
Um jovem de 20 anos foi esfaqueado ontem à noite, no festival de trance Play Music, que decorria na Lagoa da Ervedeira na região de Leiria. Os ferimentos foram feitos no peito da vítima mas não são considerados graves.
 
A GNR foi chamada ao local às 06h30 da madrugada depois de um desacato que aconteceu no evento da freguesia de Coimbrão. Segundo o jornal Correio da Manhã ainda não foi apresentada queixa às autoridades e a vítima já teve alta hospitalr.
 
O festival Play Music acontece até este domingo e conta com Cosmosis, Nikki S, Orca, H-Side, E-Mov e muitos outros no cartaz.
Publicado em Mix
A agência Pepper foi a escolhida para levar a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa à edição deste ano do Rock in Rio. Esta é a primeira vez que a instituição participa num festival deste tipo, sob o lema "Por tua causa", em que vai ficar encarregue de acompanhar os festivaleiros da entrada até à saída do evento.

Em representação de todas as instituições da Santa Casa da Misericórdia, a ativação vai ter como pontos principais o stand central, a aposta nos valores nacionais presentes no palco Sunset e na nova montanha russa Jet Star.

A pensar na folia do público, a Santa Casa vai também marcar presença com um rastreio de alcoolemia. Outra iniciativa é a raspadinha Rock in Rio, uma aposta habitual, mas agora com a presença da Santa Casa.

A Pepper vai ter ainda a seu cargo diversas animações durante todo o festival, nos intervalos dos concertos e na zona VIP.
 
Publicado em Rock in Rio
quarta, 18 novembro 2015 23:27

Tomorrowland anuncia datas para 2016

A edição belga e original do Tomorrowland já tem datas. Nos dias 22, 23 e 24 de julho do próximo ano, a cidade de Boom, na Bélgica, volta a receber os festivaleiros de várias partes do mundo, que se juntam apenas por um motivo: a música eletrónica.
 
Ainda sem cartaz definido para a edição belga, vai ser lançado em dezembro o filme “This Was Tomorrow”, que promete retratar os dias vividos naquele festival pelos seus visitantes e também pelos DJs e produtores que sobem aos vários palcos do recinto.
 
A organização do evento, a SFX, tem vindo a sofrer com a crise económica nos últimos tempos e muitos são os rumores que circulam na internet sobre o assunto, chegando a falar-se da falência da empresa. A última edição norte-americana, o TomorrowWorld, ficou marcada pelas piores razões devido às más condições climatéricas, que até levaram ao cancelamento do último dia do evento.
 
Em relação ao Tomorrowland Brasil, a primeira confirmação para o line-up será revelada na próxima segunda-feira.
 
{youtube}HuAxVfZasUk{/youtube}
Publicado em Tomorrowland

 

Em comemoração dos 10 anos do Youtube, a empresa revelou ao público os 10 vídeos mais vistos pelos portugueses e também as músicas mais ouvidas. Nenhuma das faixas do Top 10 é de música eletrónica.
 
Uma das curiosidades acerca dos 10 vídeos mais vistos pelos lusitanos é a presença do aftermovie do festival Tomorrowland de 2012, em oitavo lugar.
 
Confere abaixo a lista divulgada:
 
  • 1 – Pintinho Amarelinho – DVD Galinha Pintadinha
  • 2 – Ruca e os Amigos
  • 3 – O Sapo não lava o pé – DVD Galinha Pintadinha
  • 4 – Charlie bit my finger – again!
  • 5 – James Arthur sings Shontelle’s impossible – The Final – The X Factor UK 2012
  • 6 – Bo tem mel by Diogo Morgado e Rui Unas
  • 7 – OLX – Como Inserir um Anúncio
  • 8 – Tomorrowland 2012 | official aftermovie
  • 9 – Nike Football: Winner Stays ft. Ronaldo, Neymar Jr., Rooney, Ibrahimovic, Iniesta & more
  • 10 – VOU TE ENCOXAR | Parodia PSY – GANGNAM STYLE
 
 
Publicado em Tomorrowland
segunda, 16 abril 2012 22:40

Festival Kazantip gera polémica

O Kazantip, um festival de música eletrónica que nasceu na Crimeia, Ucrânia, é conhecido na internet como o "festival orgia" e a sua versão portuguesa está marcada para julho e agosto, nas margens do Alqueva, concelho de Moura. Mas promete polémica.
Segundo avança o Jornal de Notícias, o Ministério Público recebeu recentemente uma queixa sobre um vídeo colocado numa página na Internet.
 
Nas imagens, supostamente filmadas num dos festivais Kazantip, surge uma criança de seis anos envolvida num concurso de sexo oral cujo prémio é uma t-shirt com cerca de 200 pessoas a assistir. A Procuradoria Geral da República decidiu investigar.

O vídeo, com cerca de 20 minutos, foi conhecido em Portugal através de um site dedicado as questões homossexuais: o dezanove.pt, que se queixava de que a organização iria proibir a entrada a homens e mulheres homossexuais. Foi nesse site que uma cidadã portuguesa viu a cena de sexo com a criança e apresentou queixa na Procuradoria-Geral da República (PGR). Numa detalhada descrição do vídeo, a queixa questiona os moldes em que o festival irá decorrer em Portugal e sobretudo o concurso. No entanto, a ligação entre o vídeo em causa e o evento em Portugal não está claramente estabelecida e caberá à PGR, que recebeu a queixa em janeiro, investigar.

Estes excessos são condenados no site oficial do evento português, que ameaça eventuais comportamentos desviantes com a expulsão. No sítio da Internet disponível em português, os organizadores não promovem nada de ilegal e prometem amor livre, diversão, música, liberdade e desporto, excluindo o "sexo rápido ou primitivo". Mas promove casamentos livres, em cerimónias improvisadas um dia por cada uma das cinco semanas da rave.

A ideia do festival - cuja propriedade é reclamada, em simultâneo, pelos organizadores do evento em Portugal e pelos ucranianos - é viver numa república imaginária isolada do resto do mundo, ao som da música tecno.

Segundo o site dezanove.pt, o evento Kazantip Party Land tem origem na Ucrânia, mas segundo os responsáveis pelo evento original, os promotores do festival em Portugal, não têm autorização para o uso do mesmo nome.
 
Fontes: Jornal de Notícias; Dezanove.pt.
Publicado em Festivais
Pág. 1 de 11
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.