21-02-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Depois de terem marcado presença no programa semanal "Trickstar" da rádio britânica Metropolis, os Bubbha Brothers vão regressar às ondas radiofónicas, desta vez na conhecida Rádio espanhola Los40, que conta com uma audiência que chega aos 3 milhões de ouvintes.

O novo DJ set acontece esta sexta feira pelas 6 da manhã em direto na estação espanhola que detém cerca de 138 estações locais em todo o território espanhol e em Andorra, além de filiais em países latinos, como a Argentina, Colômbia, Costa Rica, Chile, México e a República Dominicana. 

"É sempre bom saber que a nossa música é ouvida e reconhecida, especialmente quando se tratam de rádios desta dimensão e prestigio. Dedicamos estas últimas conquistas aos nossos fãs, porque são eles os verdadeiros obreiros de tudo de bom que nos tem acontecido" conta a dupla de DJs do Algarve ao Portal 100% DJ.
 
Andrew Weatherall, DJ e produtor musical britânico faleceu esta manhã aos 56 anos. Esteve em Lisboa, no ano passado, na Discoteca Lux Frágil.

"Lamentamos profundamente anunciar que Andrew Weatherall faleceu nas primeiras horas desta manhã, segunda-feira, 17 de fevereiro, no Whipps Cross Hospital, em Londres. A causa da morte foi uma embolia pulmonar. Estava a receber tratamentos no hospital, mas infelizmente o coágulo de sangue atingiu-lhe o coração. A sua morte foi rápida e pacífica" escreveu, em comunicado, a agência que representa o artista.

Weatherall foi uma figura-chave no movimento acid house dos anos oitenta e noventa. Era mais conhecido pelo seu trabalho de produção no álbum Screamadelica de 1991 do Primal Scream. Amplamente reconhecido como um dos principais inovadores da música eletrónica no Reino Unido, continuou a trabalhar como DJ até ao seu falecimento.

Depois de Screamadelica, o artista britânico produziu discos para artistas como Beth Orton e One Dove. Além disso, produziu remixes para artistas como Björk, New Order, My Bloody Valentine e Siouxsie Sioux.

A Altice Portugal adquiriu 51% da Blueticket, a empresa especialista na venda de bilhetes para espetáculos, conferências, festivais e exposições. O acordo feito com a Arena Atlântico garante-lhe uma posição como acionista, mantendo a restante metade. "Esta aquisição é a prova da aposta da Altice Portugal na diversificação de portfólio e alargamento a novas plataformas, com vista a oferecer os melhores conteúdos, produtos e serviços, e proporcionar a melhor experiência aos seus clientes", refere em comunicado.

A empresa de telecomunicações pretende assim investir na divulgação e valorização da cultura, entretenimento e arte, áreas que afirma já ter fortes ligações. Exemplo disso é a sua associação à Altice Arena e Altice Fórum Braga, e outras iniciativas relacionadas com festivais de música, como o MEO Sudoeste, MEO Marés Vivas, MEO Sons do Mar e MEO Monte Verde.

Para Alexandre Fonseca, presidente executivo da Altice Portugal, esta operação "reforça a estratégia de criação de valor e acesso aos melhores produtos e serviços, proporcionando aos seus clientes uma experiência diferenciadora e proximidade ao mercado".
quarta, 12 fevereiro 2020 23:17

Portugal recebe tour mundial de Black Coffee

A Arena do Campo Pequeno em Lisboa recebe no próximo dia 3 de maio, domingo, a tour mundial do icónico DJ e produtor Black Coffee. Depois de esgotar todos os palcos por onde tem passado, o artista sul-africano ruma agora até Lisboa onde irá apresentar o seu novo álbum "SBCNCSLY", num espetáculo único juntamente com outros DJs que a organização irá divulgar muito em breve.

Além de um palco exclusivo, este espetáculo será repleto das já conhecidas sonoridades house, deep house e afro house, que transformarão o Campo Pequeno no maior palco da música eletrónica em Portugal, tendo como cabeça de cartaz Nkosinathi Maphumulo, dono da editora Soulistic Music, pela qual editou o álbum "Pieces Of Me" em 2015.

Os bilhetes encontram-se à venda em toda a rede da Ticketline com valores que oscilam entre os 25 e os 87,50 euros.
 
O festival norte-americano de hip-hop Rolling Loud, vai estrear-se na Europa este ano. Depois de várias edições de sucesso nos Estados Unidos da América e em Hong Kong, terá lugar este ano nos dias 8, 9 e 10 de julho, na Praia da Rocha, em Portimão. 

O festival que se realiza desde 2015 na Florida vai levar ao barlavento algarvio nomes como A$AP Rocky, Young Thug, Lil Uzi, Chief Keef, Gucci Mane, Lil Baby, Meek Mill e Pop Smoke, entre mais de meia centena de nomes. Na listagem dos artistas portugueses fazem parte Piruka, Lon3r Johny, Sippinpurpp, Yuzi e Minguito.

Os bilhetes estão a ser vendidos de forma faseada no site Festicket com preços que oscilam entre os 226,96 euros pelo bilhete regular e os 240,17 euros o passe geral. Os passes VIP mais económicos, onde se inclui entrada prioritária e bar privado custam 299 euros. A estes valores são acrescentados 27,24 euros de "taxa de reserva". Estão também disponíveis pacotes que incluem alojamento com opções que variam de 473 até 913 euros por pessoa. De salientar que a entrada é limitada a maiores de 18 anos.

Nos Estados Unidos, este evento tem sido produzido pela Live Nation. Em Portugal, terá assinatura da Event Horizon Entertainment, sediada no Reino Unido, auxiliada pela portuguesa MOT, responsável pelo RFM Somnii e também ligada ao Afro Nation, festival que teve a sua primeira edição em 2019 e que este ano decorre em Portimão uma semana depois.
O Boom Festival, que se realiza em Idanha-a-Nova de dois em dois anos, tem um impacto económico total no país de 55,3 milhões de euros, segundo um estudo da Ernst & Young (EY). O relatório final do estudo do impacto económico, social e na sustentabilidade ambiental do Boom em Idanha-a-Nova, a que a agência Lusa teve acesso, explica que o valor económico total, uma estimativa que exprime o impacto total do festival em Portugal, é de 55,3 milhões de euros. O valor económico total é o montante que representa a soma dos impactos diretos, indiretos e induzidos no território nacional.

Segundo o documento, o evento gera um valor acrescentado de 29,4 milhões de euros, principalmente nos sectores do comércio e da indústria, tendo um impacto indirecto e induzido de 30,1 milhões de euros. No sector do turismo, o impacto é de 6,9 milhões de euros, sendo que o documento explica que 47% dos boomers aproveitam a vinda ao festival para estadias mais prolongadas em Portugal.

Portugal, França, Alemanha e Reino Unido têm sido as nacionalidades mais representadas ao longo das diferentes edições do festival, sendo que, nos últimos anos, a participação de pessoas com nacionalidade holandesa tem sido reforçada de forma estável. 

Sobre o número de pessoas envolvidas no evento, entre boomers, artistas e outros profissionais, este fixa-se nos 41 mil, "valor que representa 4,9 vezes a população de Idanha-a-Nova e equivale a cerca do dobro dos turistas que visitam o município por ano". O Boom Festival cria ainda 549 postos de trabalho directos, sendo que "as despesas com remuneração deste volume de emprego ascenderam a 14 milhões de euros".

Recorde-se que o tema da edição de 2020 é o "Antropoceno" e realiza-se entre os dias 28 de julho e 4 de agosto em Idanha-a-Nova.
 
Um mês depois de ter desafiado os três artistas portugueses Igor Jesus, Isabel Madureira Andrade e a dupla Musa paradisiaca a conceberem uma obra contemporânea, colaborativa e artesanal, a marca Cervezas Alhambra selecionou o projeto de Igor Jesus para ganhar vida numa peça de arte. Este trabalho será também o primeiro com assinatura portuguesa a integrar a plataforma de criação contemporânea crear/sin/prisa de Cervezas Alhambra, cuja apresentação pública decorrerá na próxima edição da ARCOlisboa 2020.

A avaliação das propostas artísticas realizou-se na passada quarta feira, dia 29, na Culturgest, e juntou à mesma mesa um ilustre painel de jurados que selecionou a obra "Diapasão", da autoria de Igor Jesus.

Apresentado o esboço e a ideia, Igor Jesus avançará agora com a conceção da sua obra, que é inspirada na Alhambra Reserva 1925 - a primeira Cervezas Alhambra a ser introduzida no mercado português e um dos produtos que melhor representa os valores da marca, como o prazer de saborear a vida em todas as suas nuances e com os cinco sentidos. 

Igor Jesus converte-se assim no primeiro artista português a integrar a plataforma de criação contemporânea de Cervezas Alhambra, crear/sin/prisa. Criada em 2016 para divulgar e valorizar o trabalho desenvolvido por artesãos contemporâneos, esta plataforma reúne atualmente mais de 20 obras, maioritariamente de artistas espanhóis, como Guillermo Mora, Jacobo Castellano ou Teresa Solar. 
Começou esta quinta feira a venda oficial dos bilhetes para o Rock in Rio Lisboa e para garantirem o seu lugar no Parque da Bela Vista nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho, os festivaleiros já podem adquirir os seus bilhetes nos locais habituais - Lojas FNAC, Continente, Blueticket, Ticketline, e ainda parceiros internacionais.

Este ano, pela primeira vez, podem também fazê-lo através do site oficial do Rock in Rio Lisboa, onde escolhem os dias em que querem visitar a Cidade do Rock. O bilhete diário custa 69 euros e o passe de fim de semana 112 euros, sendo os bilhetes entregues em formato digital, e sem qualquer custo adicional. Ao adquirirem o seu bilhete no site do Rock in Rio Lisboa, os festivaleiros terão apenas de apresentar o bilhete eletrónico na entrada da Cidade do Rock, sem ser necessário imprimir.

Recorde-se que o Rock in Rio Lisboa decorre nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho no Parque da Bela Vista, esperando-se, como sempre, uma edição histórica. O cartaz ainda não está completo mas já conta com nomes como David Carreira, Ivete Sangalo, Camila Cabello e The Black Eyed Peas (dia 20), Liam Gallagher, Foo Fighters e The National (dia 21) e Anitta e Post Malone (dia 28). No Galp Music Valley as sonoridades vão do rock ao pop, do funk à eletrónica, com nomes incontornáveis como Incubus, Delfins, Ney Matogrosso, Sam the Kid ou The Black Mamba, e fenómenos da atualidade como Iza, Giulia Be, El Columpio Asesino, Bárbara Tinoco, Plutónio, entre outros, e projetos musicais como a banda do filme Variações.

A Bela Vista receberá 14 espaços de entretenimento, 14 horas de experiências inesquecíveis, durante quatro dias, com diversas ofertas para toda a família e para todos os gostos: da música à gastronomia, do desporto ao gaming, do mundo digital ao espaço para os mais pequenos, são muitas as novidades e os momentos surpreendentes.
O Rock in Rio está nomeado para o prémio de "Melhor Festival do Mundo" nos NME Awards, um dos prémios mais antigos e relevantes da indústria da música, atribuído pela revista britânica New Musical Express. Além do Rock in Rio, estão nomeados nesta categoria outros festivais internacionais de grande dimensão como Coachella (Estados Unidos da América); Fuji Rock (Japão); Glastonbury (Reino Unido); Mad Cool (Espanha); Sziget (Hungria); entre outros.

Além da categoria "Melhor Festival do Mundo", serão também atribuídos outros prémios, na cerimónia que se realiza a 12 de fevereiro, nomeadamente o galardão de melhor álbum e melhor canção do mundo. Para este último, está nomeada "Circles", faixa do último álbum de Post Malone, um dos nomes confirmados para o Palco Mundo do Rock in Rio Lisboa, no dia 28 de junho.

Os prémios da New Musical Express realizam-se desde 1953 e, este ano, constituem um "evento especial por várias razões, marcando o final de uma década brilhante para a música e o começo de uma nova cheia de possibilidades". 

O Rock in Rio comemora este ano o seu 35.º aniversário e decorre, em Lisboa, nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho no Parque da Bela Vista. Camila Cabello, The Black Eyed Peas e David Carreira (dia 20), Liam Gallagher, Foo Fighters e The National (dia 21), Post Malone (dia 28), são os primeiros artistas já confirmados.
O DJ e produtor Diego Miranda será o primeiro artista português a pisar o palco principal do festival Tomorrowland na Bélgica. A atuação no Mainstage realiza-se no dia 19 de julho, domingo. Esta será a quinta vez consecutiva que Diego representa Portugal naquele que é apelidado como o maior evento de música eletrónica do mundo. Recorde-se que no ano passado atuou no palco Generation Smash partilhando a cabine com Bassjackers, Chuckie e ainda a dupla Wolfpack.

Esta confirmação representa um passo importante na carreira de Diego Miranda, que nos últimos meses tem oferecido a sua sonoridade em território asiático.  A conquista do TOP 100 da revista britânica DJ Mag também é uma realidade. O fundador da editora Less Is More ocupa agora a 55.ª posição nesta listagem internacional e a posição número 2 no TOP 30 nacional, levado a cabo pelo Portal 100% DJ.

O Festival Tomorrowland regressa a Boom, na Bélgica, entre os dias 17 e 19 de julho e novamente de 24 a 26 de julho, sob o tema "The Reflection Of Love". Para esta edição estão confirmados inúmeros palcos que recebem a curadoria de diversas editoras de renome como A State of Trance, Afterlife, Axtone, The Masquerade, Cocoon, Glitterbox e Q-Dance.
 
Pág. 1 de 56
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.