21-05-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 109

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 85

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

A banda norte-americana de heavy metal originária de Los Angeles, lançou esta segunda-feira uma edição especial de cerveja Budweiser com a sua assinatura.
 
Esta edição limitada conta com 91 mil latas que foram produzidas para marcar a inauguração da Centre Vidéotron, no Canadá, uma nova casa de espetáculos onde a banda Metallica irá dar dois concertos.
 
Em comunicado, a Budweiser afirma que foi inspirada na força e vibração deste espetáculo histórico para criar uma cerveja com a "imagem do poder do rock". A marca anunciou ainda que esta edição limitada de cervejas, apenas estará à venda no Canadá.
Publicado em Marcas
A Super Bock reforçou o seu patrocínio com o FC Porto para as próximas duas épocas desportivas, com a possibilidade de ser extensível por mais um ano. Com esta renovação, a marca da Unicer volta a marcar presença nos equipamentos da equipa do Dragão.
Esta parceria estabelece ainda que a insígnia se mantenha visível nos locais privilegiados do Estádio do Dragão, nomeadamente na bancada Super Bock.

Ainda aliado a este protocolo, a Super Bock vê asseguradas várias iniciativas de ativação de marca sob a chancela da plataforma Super Bock Super Adeptos. Esta iniciativa promove experiências junto de todos os adeptos, de todos os clubes, que vivem a paixão da modalidade.

Durante esta temporada, a marca também criou passatempos específicos com os adeptos do FC Porto integrados no projeto "Somos Porto", que culminaram no passado sábado com a festa de comemoração do 26º título de campeão nacional.

Além da ligação da Super Bock ao futebol, a Unicer apoia também outras modalidades do FC Porto, assim como o andebol, basquetebol e hóquei em patins, através da água Vitalis como marca patrocinadora.

A colaboração entre a Unicer e o FC Porto existe há quase duas décadas e a Super Bock é, desde 2009, uma das principais marcas patrocinadores do clube.
Publicado em Marcas
 
Com a proposta de Orçamento do Estado para 2015, o imposto sobre as cervejas e bebidas espirituosas vai aumentar 2,9%.  A medida aguarda agora aprovação do Parlamento.
 
O imposto das cervejas irá desde os 7,75 euros por hectolitro para volumes de álcool mais baixos, até 27,24 euros por hectolitro em volumes elevados. Atualmente, este imposto era de 7,53 euros até 26,45 euros por hectolitro.
 
Em relação às bebidas espirituosas, o valor passa de 1.251,72 euros por hectolitro para 1.289,27 euros, valor a aplicar a partir de janeiro do próximo ano.
 
Com este aumento de 2,9%, o Governo tem a previsão de uma receita líquida de 201,1 milhões de euros com o Imposto sobre Álcool e Bebidas Alcoólicas. Para 2014, a estimativa era de 177,9 milhões de euros.
 
Publicado em Nightlife
terça, 30 julho 2013 23:47

Vamos falar de cerveja

'Vamos falar de cerveja' é o mote da iniciativa que a Sociedade Central de Cervejas, empresa que detém a marca Sagres, pretende levar a cabo em diversos pontos de venda. São várias as ações que irão decorrer até novembro, em cadeias de hipers e supermercados, com o objetivo de informar, formar e credenciar embaixadores da categoria de cerveja no mercado.
 
Os consumidores poderão encontrar, nestes espaços, informação e conteúdos sobre herança e tradição, ingredientes e naturalidade, cerveja e nutrição, consumo responsável, inovação e progressismo e contribuição económica, através de uma plataforma digital e interativa e com o acompanhamento personalizado de uma promotora.
 
"Estas acções surgem no âmbito do compromisso da nossa empresa em valorizar e promover a categoria de cerveja. Pretendemos que os consumidores estejam sensibilizados para a importância deste setor para as várias áreas da sociedade", afirma Nuno Pinto de Magalhães, Diretor de Comunicação e Relações Institucionais da SCC.
 
A Central de Cervejas quer, assim, promover a categoria de cerveja e construir uma história positiva do impacto desta bebida na empresa.
 
Publicado em Mix
A Gumelo, empresa que dinamizou a produção de cogumelos a partir de borras de café, vai lançar este mês no mercado nacional e internacional a Gumelo UMA, uma cerveja feita a partir de cogumelos.
 
Disponível em dois tipos de cerveja - a Porcini Weiss e a Porcini Dunkel -, a Gumelo UMA foi desenvolvida pela própria Gumelo e pela Faustino Microcervejeira, um dos principais produtores de cerveja artesanal em Portugal.
 
Tiago Marques, um dos fundadores da Gumelo, explica que o que levou à criação da cerveja de cogumelos foi “a nossa paixão por cogumelos que é tão grande como a nossa paixão por cerveja. Agora juntámos as duas e criámos uma cerveja artesanal com cogumelos.”
 
Para produzir a UMA, a Gumelo desenvolveu uma forma de fazer um extrato líquido de cogumelos, que conserva a sua essência e os seus aromas. Este extrato é adicionado a uma receita de cerveja, desenvolvida para potenciar esta fusão.
 
“A Gumelo UMA, composta por trigo e aromatizada com extrato de cogumelos, é produzida apenas com ingredientes naturais, sem aditivos nem conservantes, e sem injeção artificial de CO2. O gás presente na cerveja é fruto do processo natural de fermentação”, refere a marca em comunicado.
 
A Gumelo UMA será comercializada através do seu site oficial, em lojas gourmet, em lojas de presentes e em concept stores.
Publicado em Marcas

 

A cerveja Sagres Branca ganhou a Grande Medalha de Ouro do concurso internacional Monde Selection de la Qualité 2015, prémio de reconhecimento mundial, apenas atribuído a marcas que tiveram um resultado entre os 90 e 100 por cento na prova e avaliação.
 
Este modelo da cerveja Sagres já ganhou até ao momento 18 medalhas de ouro deste concurso. A Sagres Preta, Radler e a Bohemia também já receberam este galardão.
 
A marca de cerveja portuguesa, que comemora este ano 75 anos, tem no total de 50 medalhas da Monde Selection, consolidando assim o seu lugar no topo das preferências dos portugueses.
 
Publicado em Marcas
"The Bottle with a Mission" é o nome do filme e da ação que levou o público de Amesterdão a viver uma Heineken Experience. O museu conta a história da mais famosa cerveja holandesa, que já se tornou praticamente num ponto turístico da cidade.
 
Para atrair novos visitantes, a marca resolveu colocar um GPS nas suas garrafas, espalhadas pelas ruas da capital, em lugares aleatórios. Quando alguém resolvia tirar uma dessas garrafas, esta começava a vibrar acendendo uma luz vermelha que com uma seta indicada o caminho a seguir. O final do percurso é o museu da marca.
 
“Distribuir folhetos não faz parte do ADN da Heineken e, por isso, continuamos a apostar na nossa famosa criatividade, na sagacidade da marca e espírito pioneiro para criar algo que se destaque”, referiu ao Adnews Brasil, Dirk Lubbers, gerente da Heineken Experience.
 
Com criatividade da JWT Amsterdão, a marca diz no ano passado ter atraído mais de 730 mil pessoas, sendo que com as novas garrafas o número terá tendência a aumentar.
 
 
Fonte: Imagens de Marca.
 
Publicado em Marcas
O Village Underground Lisboa foi o palco escolhido para o duelo final da promoção da cerveja premium Heineken relacionada com a UEFA Champions League “Quem quer ganhar a cada minuto de cada jogo?”.
 
O duelo final onde os concorrentes se candidatam a um bilhete duplo para a final da UEFA Champions League, tem como host2 o antigo guarda-redes Vítor Baía, e o animador de rádio, Pedro Ribeiro para “arbitrar” os respetivos duelos.
 
O evento oferece aos participantes a possibilidade de ganhar prémios através da acumulação de pontos conquistados na compra de cerveja Heineken ou através da participação em quizzes sobre a UEFA Champions League.
 
Fonte: Imagens de Marca.
 
Publicado em Marcas

 

Super Bock Mix é o nome da nova gama de cervejas da marca, compostas por duas fusões: Super Bock Mix Vodka Limão e Super Bock Mix Caipirinha. Estes dois novos sabores são as apostas da cerveja portuguesa, que promete refrescar as noites do verão que se aproxima.
 
O público-alvo são indivíduos urbanos, que gostam de saídas noturnas e convívios com os amigos, apostando assim nas redes sociais com a hashtag #unlockatuanoite, que significa “o desbloquear de novas oportunidades e momentos” que o produto proporcionará.
 
A Super Bock Mix Vodka Limão, com elementos gráficos alusivos à Rússia, é uma cerveja mais forte e aromatizada com vodka e limão, que é considerada refrescante, doce, suave e fácil de beber. A Super Bock Mix Caipirinha também contém grafismos que lembram o Brasil, com ingredientes como aromas a aguardente de cana e lima, num sabor suave, doce, forte e refrescante.
 
A garrafa de vidro é azul, de 0,33 cl e encontra-se à venda em hipers e supermercados, num formato four-pack a 5,49 euros. O seu consumo deve ser a uma temperatura de 5ºC.
 
A marca vai realizar duas festas de lançamento das novas cervejas, no dia 7 de maio, no Urban Beach em Lisboa e no dia 16 de maio, no Armazém do Chá, no Porto. Serão realizadas também várias ações de rua, para dar a provar ao público as novas cervejas.
 
Publicado em Marcas
"Ridículo" é a palavra utilizada pelo hepatologista Fernando Ramalho para classificar o diploma aprovado na passada quinta-feira no Conselho de Ministros que proíbe a venda e consumo de bebidas espirituosas a jovens até aos 18 anos, mas mantém nos 16 anos a idade limite para o vinho e a cerveja. O especialista considera que o álcool é todo igual e acusa o Governo que não querer proteger a saúde dos portugueses, mas "patrocinar algumas empresas de bebidas".
 
"O Governo, ao aprovar uma lei do álcool que permite que com 16 anos se continue a beber cerveja e vinho, não está a proteger a saúde dos portugueses." Esta é a opinião do responsável da unidade de hepatologia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.
 
"Eu sou frontalmente contra isso. É o diploma mais ridículo que já vi. O álcool é todo igual, seja vinho, cerveja ou outra coisa", referiu Fernando Ramalho que indignado lamenta que "os interesses das empresas que vendem álcool se sobreponham ao interesse da saúde dos portugueses".
 
O Conselho de Ministros aprovou na reunião de 21 de fevereiro, um novo diploma que prevê a proibição de venda e consumo de bebidas espirituosas a jovens até aos 18 anos, mas mantém nos 16 anos a idade limite para o consumo de vinho e cerveja.
 
Na Europa ainda há países que permitem o consumo de algumas bebidas aos 16 anos, como o Reino Unido e a Bélgica, mas em Espanha, França, Irlanda ou Finlândia já se impõe os 18 anos como limite mínimo de consumo de qualquer bebida alcoólica.
 
O hepatologista de Santa Maria e professor na Faculdade de Medicina de Lisboa alerta que o álcool "é todo igual", independentemente de ser cerveja, vinho ou vodka, e lastima que haja políticos que "continuam interessados em patrocinar algumas empresas de bebidas", escusando-se a ouvir a opinião "de quem está no terreno".
 
Recorde-se que o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Leal da Costa, anunciou diversas vezes que a nova legislação iria aumentar a idade legal para consumo e aquisição de álcool para os 18 anos.
 
Fonte: RTP.
Publicado em Mix
Pág. 1 de 8
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.