23-01-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O seu nome artístico é Leo Smillle, é cego e está a concretizar um sonho. Após uma formação na Academia Internacional de Música Eletrónica (AIMEC) foi convidado por Alok, o DJ mais popular do Brasil, a subir ao palco do Happy Holi em Campinas e atuar para milhares de pessoas.

 
A AIMEC é considerada a melhor escola para DJs do Brasil e deu um grande apoio a Leonardo Freire durante o curso e na preparação para a atuação no Club 88 e no Happy Holli. “Hoje o meu coração transbordou de todos os sentimentos lindos que existem. Sem palavras: meu aluno Leo Smille tocando na Happy Holi com Alok! Obrigado por abraçar esta causa comigo parceiro!”, salientou Rafaella de Vuono, DJ e professora na AIMEC, na sua página pessoal de Facebook.
 
O próprio Alok já partilhou várias fotografias e testemunhos nas redes sociais, incluindo um vídeo de bastidores e da atuação de Leo Smille no Happy Holi, onde é possível observar a felicidade do brasileiro ao ouvir o público.
 
“Ele é cego... Mas quem disse que isso impede ele de sonhar? O sonho dele é se tornar um DJ e hoje ele pôde viver um pouco disso comigo no palco! (...) Não é preciso de visão para enxergar, mas de sensibilidade. A mesma sensibilidade que a música pede e isso o Leo tem de sobra, alem de muita determinação e força de vontade”, referiu Alok na sua página oficial de Facebook.

 

 

 
DJ Leo Smille

Não é preciso de visão pra enxergar, mas de sensibilidade, a mesma sensibilidade que a música pede, e isso o Leo tem de sobra, além de muita determinação e força de vontade. Que seja apenas o primeiro passo na sua carreira Leo!

Posted by Alok on Segunda, 6 de julho de 2015
Publicado em Artistas
Está oficialmente fechado o cartaz da Eletrónica, que promete levar o público do Parque da Bela Vista ao rubro, no 10º aniversário do Rock in Rio-Lisboa. Nomes como Hercules and Love Affair, DJ Vibe, Rui Vargas, Magazino e Miss Sheila são alguns dos 30 artistas nacionais e internacionais que prometem animar a Cidade do Rock pela noite fora. 
 
A fechar o certame de grandes nomes da eletrónica internacional, Hercules and Love Affair e Claude Von Stroke, no dia 30 de maio, e Claptone, no dia 25 de maio - que vem substituir os londrinos Dusky -, juntam-se à festa do Rock in Rio-Lisboa. 
 
Para comemorar em grande o 10º aniversário do maior evento de entretenimento e música do mundo, a organização preparou muitas surpresas e, pela primeira vez num evento de música, apresenta um plantel de luxo, 100% nacional, para o dia 29 de maio. Uma das novidades, são as atuações "B2B", juntando na mesma cabine, numa apresentação inédita e exclusiva, DJs que se juntam propositadamente para atuações únicas como é o caso dos DJs Vibe e Rui Vargas e os DJs Jiggy e A.Paul que aceitaram este convite e juntam-se, pela primeira vez, na Eletrónica do Rock in Rio-Lisboa. A estes, juntam-se também outros nomes como Magazino e Ari, Miss Sheila e Mirror People Live. 
 
Depois de estrear no Rock in Rio 2013, no Rio de Janeiro, a Cidade do Rock de Lisboa vai agora receber a nova Eletrónica: uma estrutura com 40 metros de diâmetro com uma cenografia futurista, inspirada na forma de uma aranha robótica em que pilares de 11 metros de altura simulam a forma de patas gigantes. Com um espaço para público de mais de 1500 m2, a Eletrónica aproxima ainda mais o público dos Dj’s, ao colocar a cabine num espaço central, que fica completamente rodeado pelo público. 
 
Confere aqui o cartaz eletrónico completo e prepara-te para a festa!
 
 
Publicado em Rock in Rio
quinta, 08 março 2018 22:05

As mulheres na música eletrónica

Em quase todos os line-ups dos festivais internacionais, a presença de DJs femininas tem uma percentagem de apenas 10%. No ranking da revista Forbes, não existe nenhuma DJ feminina e no Top 10 da famosa tabela da DJ Mag, também nunca uma mulher figurou. O sexo forte representa apenas 4% de toda a lista. Quais foram as últimas três DJs mulheres que já ouviste ao vivo?

É do conhecimento geral que o mundo da música eletrónica é dominado pelo género masculino. Um mercado lucrativo em ascensão a nível mundial, onde a pouco e pouco as mulheres vão assumindo a sua posição de destaque na música de dança, área associada aos homens. 

"(...) neste campo uma mulher tem que trabalhar o dobro para alcançar metade do reconhecimento de um artista masculino", referiu Miss Sheila, na sua crónica de opinião publicada no Portal 100% DJ, “Djing no feminino”. No entanto, a artista portuguesa considera que “as coisas estão a mudar de uma forma mais positiva”.

Apesar desta lenta mudança de mentalidade, ainda é pouca a credibilidade que é dada às DJs, muito por culpa de algumas artistas que prejudicaram a imagem do género feminino da música eletrónica. Mariana Couto, na crónica de opinião publicada em 2014, intitulada "Teremos sempre Paris", criticava Paris Hilton por ter entrado no mundo da música eletrónica: "Presença habitual nos melhores clubs do mundo, Paris a Empreendedora conseguiu encontrar a forma certa de continuar a fazer dinheiro. (...) Mas é por isso que alguém "vai ver" a Paris Hilton? A expressão está lá: "ver", que ouvir é outra coisa. Afinal, ainda que separadas por um oceano de dinheiro, não há todo um segmento no mercado nacional que está na cabine para - essencialmente - ser visto?", remata.

Recentemente a dupla Krewella também comentou a presença de mulheres na área. “A indústria da música eletrónica pode ser assustadora para as mulheres. Se mais mulheres estiverem dispostas a assumirem grandes riscos e não terem medo do ridículo e quaisquer outros contratempos ou problemas, nós começaremos lentamente a ver mais mulheres a produzir músicas, espetáculos e festivais, e assim teríamos mais espaço no Top 100.”

É importante que a igualdade de género seja uma realidade e que a curto prazo consigamos ver mais DJs femininas no topo do mundo da música eletrónica. Em baixo, apresentamos algumas artistas nacionais e internacionais, referências na área da eletrónica, enquanto DJs e também produtoras de música.
 
  • - Miss Sheila
  • - Von di Carlo
  • - Kika Lewis
  • - Poppy
  • - Rita Zukt
  • - Joana Perez
  • - Rita Mendes
  • - Miss Pink
  • - DJoana
  • - Heartbreakers
  • - Lady M
  • - Lady Van
  • - Magalie
  • - Miss Blondie
  • - Miss Nutz
  • - Mónica Seidl
  • - NERVO
  • - Nicole Moudaber
  • - Krewella
  • - Juicy M
  • - Alison Wonderland
  • - Nina Kraviz
  • - Deborah de Luca
  • - Sophie Francis
  • - Ruby Rose
  • - Miss Nine
  • - Oriska
  • - Lovra

 

Publicado em Mix
quarta, 09 novembro 2016 22:54

DJs reagem à vitória de Donald Trump

Inesperadamente para muitos, Donald Trump é o novo presidente dos Estados Unidos da América, um dos países mais influentes do mundo. Esta vitória contra Hillary Clinton gerou diversas reações nas redes sociais por várias personalidades, incluindo nomes da música eletrónica internacional.

 
Recorde-se que Zedd foi um dos artistas que, desde o anúncio da candidatura de Donald Trump à presidência dos EUA, admitiu abandonar o país se o candidato saísse vitorioso nas eleições de 8 de novembro.
 
Confere abaixo algumas reações de DJs e produtores:

 

Publicado em Artistas
Vai estar disponível dentro de poucas horas a mais popular e polémica votação de DJs de todo o Mundo, promovida pela revista Britânica - DJ Mag.
Até meados de setembro, os fãs dos artistas são mais uma vez convidados a votar nos seus cinco ídolos - por ordem de preferência (1-5) -, através da plataforma digital disponibilizada pela revista.
 
Nos últimos anos, esta votação tem-se revelado bastante polémica. Há registo de uma fraude que foi descoberta, quando vários DJs votaram várias vezes em si mesmos, utilizando softwares para camuflar o IP, e até mesmo uma venda de votos do Ebay por 1000 euros - situações que receberam inúmeras criticas e colocaram em causa a credibilidade da própria votação. No entanto ano após ano, a DJ Mag afirma que esta é uma eleição dos artistas mais populares e não necessariamente dos melhores da 'cena'.
 
É cada vez maior a preocupação da revista em melhorar a sua plataforma, a fim de evitar fraudes nas votações, e é também cada vez maior o número de candidatos em agressivas campanhas promocionais 'vota em mim'.
 
Recorde-se que o último vencedor foi Amin Van Buuren que voltou a conquistar o primeiro lugar, depois de em 2011, David Guetta lhe ter 'passado a perna' por apenas 1 lugar. Neste momento Van Buuren arrecada cinco primeiros prémios dos anos 2007, 2008, 2009, 2010 e 2012.
 
Pete Tha Zouk (47º), Diego Miranda (108º), e DJ Vibe (150º), foram os quatro portugueses que figuraram no Top, mas apenas Pete Tha Zouk ocupou lugar no Top 100.
 
A exemplo de outros anos, os resultados serão conhecidos no próximo mês de outubro na 18ª edição do ADE - Amsterdam Dance Event, que este ano decorre entre 16 e 20 de outubro.
 
 
Publicado em Mix
domingo, 09 março 2014 23:27

Marketing musical: o Facebook e os DJs

 

É bastante comum ouvir produtores e DJ's em início de carreira dizerem que "só lhes falta o marketing" para conseguirem ter "sucesso" ou que "DJ tal ou produtor tal" só tem sucesso porque "tem uma máquina de marketing e publicidade por trás". Bem... em certa medida não deixa de ser verdade. A scene, actualmente (e desde sempre, diga-se de passagem) tem uma componente de marketing muito presente. Não há nenhum DJ ou produtor profissional que não empregue, pelo menos, uma ou duas pessoas no desenvolvimento de estratégias de marketing em torno da sua carreira. Eu não vejo este panorama com maus olhos, muito pelo contrário. O marketing e a publicidade sempre fizeram parte das nossas vidas em tudo. Desde o nosso nascimento, que consumimos produtos de marketing e até quando morremos há um sem número de funerárias a vender o seu produto. O marketing está em todo o lado e é impossível construirem uma carreira sem recorrerem a estratégias de marketing.
 
É importante recorrer a alguém profissional neste sentido? É. É possível cumprir os serviços mínimos sem o fazer? Também é. E foi por isso que decidi fazer este artigo para vos dar algumas dicas básicas de como gerir o vosso marketing, nomeadamente, a vossa página de facebook.
 
1. Foquem-se num ou dois sites de redes sociais no máximo. Mais vale trabalhar um ou dois bem, do que cinco ou seis mais ou menos. E acreditem, a não ser que não façam mais nada da vida, é impossível conseguir trabalhar bem mais do que um ou dois sites de redes sociais. A questão que parece subsistir é quais os mais importantes? Bem, eu diria que o facebook é essencial com o soundcloud logo atrás, mas o youtube e o twitter têm ganho bastante força ultimamente.
 
2. Mantenham o vosso público agarrado à vossa página. Isto é importantíssimo. De forma resumida, o facebook utiliza um algoritmo - chamado Edge Rank - para calcular o alcance da vossa página. Basicamente, se os vossos posts tiverem muitos likes, comentários e partilhas, mais facilmente aparcerão nos feeds de notícias dessas pessoas. Pensem assim, quando vocês fazem scroll down no vosso feed de notícias de quem são os conteúdos que aparecem? Certíssimo, das pessoas com quem vocês interagem mais. É por isso que é importante fomentar a interacção com a vossa página. É precisamente a isto que chamamos de engagement.
 
3. Escolham uma boa hora para fazer posts. Eu sei que são 5 da manhã, acabaram uma música e querem partilha-la com Portugal inteiro. Mas Portugal está a dormir - pelo menos grande parte dele. Escolham a melhor hora para fazer os vossos posts. O facebook diz-vos, na secção de estatísticas, qual a hora a que o vosso público mais está online. Pessoalmente aconselho a fazerem os posts mais importantes entre as 9 e as 11 da noite. Ainda assim, é importante que não deixem de fazer posts a outras horas. O meu horário de facebook não é o mesmo do meu vizinho.
 
4. Utilizem imagens sempre que possível. As imagens têm um retorno de engagement muito superior a vídeos e estados. Acompenhem, sempre que possível, os vossos posts com imagens.
 
5. Utilizem estratégias de call-to-action. Sim, eu sei que parece estúpido estar a pedir likes nas publicações às pessoas ou a fazer perguntas que parecem conversa de chacha. Mas como já referi, quanto mais likes, comentários e partilhas tiverem, maior é o alcance da vossa página. Por isso, sejam estúpidos e façam conversa de chacha. Resulta.
 
6. Usem publicidade segmentada. Duas questões se levantam neste aspecto. Em primeiro lugar: a publicidade no facebook é baratíssima. Com 1€ por dia conseguem revolucionar o alcance da vossa página. Mas têm que o aprender a fazer bem, caso contrário é dinheiro deitado à rua. Será que é igual publicitar a vossa página para o Sr. Fernando que tem 58 anos e trabalha numa mercearia enquanto ouve Tony Carreira, e para o Miguel, um estudante universitário de 21 anos que segue de perto o trabalho do Hardwell ou Avicii? Claro que não. Se tivessem 1€ para investir nestas duas pessoas, usavam 50 cêntimos no Sr. Fernando e outros 50 cêntimos no Miguel? Ou gastavam tudo no Miguel? Agora multipliquem isto por milhares de pessoas. Faz sentido gastar a mesma quantidade de investimento nos senhores Fernandos do que nos Miguéis? É por isso que segmentar o vosso público é essencial. Podem fazê-lo de forma básica, por idade, sexo ou geograficamente. Mas também o podem e devem fazer recorrendo a interesses específicos. Bandas, DJ's, produtores, etc...
 
7. Não comprem likes. Likes comprados são amigos imaginários. Eu sei que custa mais, mas mais vale de longe construirem o vosso público de forma consistente e a longo-prazo do que, de um dia para o outro, aparecerem com 20 mil likes turcos ou indonésios na vossa página - como alguns DJ's e produtores bastante conhecidos da nossa praça, diga-se de passagem.
 
E pronto, não me vou alongar mais. Se tiverem dúvidas ou sugestões, estou disponível no e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
 
Hugo Serra Riço
Publicado em Mix
segunda, 06 fevereiro 2012 12:41

Malibu lança aplicação «DJ Music Mixer»

A marca de bebidas alcoólicas Malibu lançou uma plataforma portátil de mistura de músicas denominada “DJ Music Mixer”, disponível para iPhone, iPod Touch e iPad.

A aplicação permite «misturar músicas a partir de dual decks que automaticamente sincronizam o “beat-mix” e a partir daí “brincar” com os efeitos de som, fazer loop da base específica de uma música, misturar duas músicas, gravar, guardar e partilhar as novas misturas» nas redes sociais, explica a Malibu em comunicado.

A aplicação Malibu “DJ Music Mixer” já se encontra carregada com músicas de DJ’s como Major Lazer, Riva Starr e Mowgli, e pode ser descarregada gratuitamente na iTunes Store.
Publicado em Marcas

 

O famoso produtor de reality-shows de talentos para a televisão, Simon Cowell, vai produzir um novo concurso, desta vez direcionado para DJs. O programa irá estrear no Yahoo e poderá chamar-se “Ultimate DJ”, em parceria com a SFX Entertainment.
 
Fatboy Slim foi um dos convidados para integrar o painel de jurís do programa, mas acabou por recusar, por achar que esta iniciativa é uma “ideia terrível”, segundo o Digital Spy.
 
Simon Cowell é uma das personalidades mais conhecidas da televisão mundial, tendo participado como jurí nos programas X-Factor, American Idol e Britain’s Got Talent. Leona Lewis, Cher Lloyd, One Direction, Fifth Harmony e Emblem 3 são alguns dos artistas descobertos pelo produtor.
 
Publicado em Mix
Por vezes a criatividade e as ideias escasseiam - e é exactamente isso que este Tumblr mostra: as mais hilariantes poses fotográficas que um artista pode fazer. O 'Posing DJs' está a tornar-se viral nas redes sociais e a fazer um tremendo sucesso. Quem sabe, não vá inspirar uns quantos books fotográficos que alguns DJs pretendam produzir.
 
Com ou sem efeitos, incluindo adereços imagináveis, há fototografias para todos os gostos. 
Este blogue "sensação" dá para soltar umas valentes gargalhadas, não colocando - como é óbvio - em causa a qualidade dos artistas que lá aparecem.
 
Confere todas as fotografias e escolhe a tua preferida. Clica aqui.
 
Publicado em Mix
 
A plataforma que mede a audiência do mundo da indústria musical - JustGo -, divulgou os resultados de um estudo que fez sobre os 100 DJs que mais êxito obtiveram nas redes sociais no decorrer do ano 2013. A base do estudo esteve assente nas quatro principais redes sociais Soundcloud, Youtube, Twitter e Facebook. Este estudo teve também a parceria da Topple Track - a plataforma que protege produtores e editoras da pirataria. 
 
A maioria deste Top é composto por artistas da vertente mais comercial, onde Hardwell lidera o topo. Facto é, que nem Armin van Buuren nem Tiësto estão no Top 10 e, infelizmente o mérito e presença dos portugueses nas redes sociais não foi reconhecida neste Top 100.
 
O total desta lista ultrapassa os 295 milhões de fãs em todo o mundo, onde dois terços desses fãs são apenas no Facebook. Durante o ano passado, o número de fãs nas redes sociais registou um total de 34% mas o destaque vai para a plataforma Soundcloud que registou o maior crescimento na ordem dos 60%, tornando-se a rede social mais emergente.
 
Neste estudo, soube-se ainda os artistas que mais terão crescido em cada rede social. Foram eles, Quintino no Facebook, Dyro no Twitter, Disclosure no Youtube e Armin van Buuren no Soundcloud.
 
Também a plataforma Topple Track que salvaguarda a proteção dos produtores e das editoras colaborou neste estudo revelando os cinco DJs mais pirateados de 2013. E a ordem é: Hardwell, Calvin Harris, Dimitri Vegas & Like Mike, Nicky Romero e Zedd.
 
A infografia para conferir em baixo.
 
 
Publicado em Infografias
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.