21-03-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

domingo, 28 setembro 2014 17:06

Publicidade a cervejas tem novas regras

A publicidade a cerveja só estará em antena a partir das 22.30 horas, quer tenha ou não álcool. Trata-se de uma decisão da Associação Portuguesa de Produtores de Cerveja (APCV), que congrega todas as empresas cervejeiras que operam no mercado nacional.
 
Em sede de autorregulação, a APACV decidiu que a publicidade em televisão e rádio a marcas de cerveja sem álcool devia seguir o exemplo da publicidade a cervejas com álcool, isto é, ser interdita entre as 7 e as 22.30 horas.
 
Além disso, a associação acordou com o Instituto Civil da Autodisciplina da Comunicação Comercial (ICAP) o envio prévio de toda a comunicação de marcas de cerveja com álcool nos formatos publicitários de outdoor, nomeadamente para análise da mensagem de responsabilidade social "Seja responsável. Beba com moderação".
 
Fonte: Briefing.
 
Publicado em Mix
quarta, 31 julho 2013 16:09

Museu da Cerveja 'Brinda a Lisboa'

Brindar a Lisboa é o mote da iniciativa com a qual o Museu da Cerveja, Núcleo Museológico e espaço de cervejaria no Terreiro do Paço, se associa, pelo segundo ano consecutivo, às celebrações do Dia Internacional da Cerveja, comemorado a 2 de agosto.
 
Definido como um espaço de cultura, gastronomia e cerveja, onde se celebra o património da cerveja dos Países de Língua e Expressão Portuguesa, o Museu da Cerveja pretende, com a ação, enaltecer o são convívio entre as pessoas em torno desta bebida.
 
A iniciativa, que envolve um conjunto de atividades, a realizar em 2 e 3 de agosto, entre as 21 e as 23 horas e inclui no primeiro dia, o programa "Rocha no Ar", da RFM, parceira oficial do Museu da Cerveja, a transmitir em direto da esplanada com a presença de um painel de convidados - nomeadamente do diretor-geral da Associação Turismo de Lisboa, Vítor Costa, e do ator Carlos Cunha -, para além da atuação ao vivo de Miguel Ângelo, e acesso gratuito ao núcleo museológico, situado no primeiro piso deste espaço.
 
No segundo dia mantém-se o acesso gratuito ao núcleo museológico (entre as 15 e as 20 horas) e realiza-se o "Live Music", com o DJ Paulo Fragoso, na esplanada.
 
O Dia Internacional da Cerveja, criado em 2007, conta com a participação de mais de 50 países, entre os quais Portugal, representado pelo Museu da Cerveja.
 
Publicado em Eventos
A Carlsberg, detida em Portugal pela Unicer, será a cerveja oficial da Barclays Premier League ao longo das próximas três temporadas, reforçando assim a sua ligação aos eventos desportivos.

A marca é patrocinadora oficial do campeonato UEFA Euro deste 1998, apoiando também clubes ingleses como o Arsenal e o Liverpool.

Para o grupo Carlsberg, esta parceria vai permitir a criação de uma plataforma a longo prazo que agregue consumidores e amantes de futebol em todo o mundo, gerando um maior envolvimento com a marca.

Já para a Premier League, o empenho e o investimento de parceiros comerciais como a Carslberg vai ajudar a manter a elevada qualidade da competição.
Publicado em Marcas
"Ridículo" é a palavra utilizada pelo hepatologista Fernando Ramalho para classificar o diploma aprovado na passada quinta-feira no Conselho de Ministros que proíbe a venda e consumo de bebidas espirituosas a jovens até aos 18 anos, mas mantém nos 16 anos a idade limite para o vinho e a cerveja. O especialista considera que o álcool é todo igual e acusa o Governo que não querer proteger a saúde dos portugueses, mas "patrocinar algumas empresas de bebidas".
 
"O Governo, ao aprovar uma lei do álcool que permite que com 16 anos se continue a beber cerveja e vinho, não está a proteger a saúde dos portugueses." Esta é a opinião do responsável da unidade de hepatologia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa.
 
"Eu sou frontalmente contra isso. É o diploma mais ridículo que já vi. O álcool é todo igual, seja vinho, cerveja ou outra coisa", referiu Fernando Ramalho que indignado lamenta que "os interesses das empresas que vendem álcool se sobreponham ao interesse da saúde dos portugueses".
 
O Conselho de Ministros aprovou na reunião de 21 de fevereiro, um novo diploma que prevê a proibição de venda e consumo de bebidas espirituosas a jovens até aos 18 anos, mas mantém nos 16 anos a idade limite para o consumo de vinho e cerveja.
 
Na Europa ainda há países que permitem o consumo de algumas bebidas aos 16 anos, como o Reino Unido e a Bélgica, mas em Espanha, França, Irlanda ou Finlândia já se impõe os 18 anos como limite mínimo de consumo de qualquer bebida alcoólica.
 
O hepatologista de Santa Maria e professor na Faculdade de Medicina de Lisboa alerta que o álcool "é todo igual", independentemente de ser cerveja, vinho ou vodka, e lastima que haja políticos que "continuam interessados em patrocinar algumas empresas de bebidas", escusando-se a ouvir a opinião "de quem está no terreno".
 
Recorde-se que o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Leal da Costa, anunciou diversas vezes que a nova legislação iria aumentar a idade legal para consumo e aquisição de álcool para os 18 anos.
 
Fonte: RTP.
Publicado em Mix
A cerveja Heineken, patrocinadora oficial do Rock in Rio-Lisboa, lançou uma aplicação no Facebook, sob o mote "Aumenta o Volume", que vai oferecer ao todo 50 bilhetes para o festival de música. Os cinco grupos que reunirem o maior número de votos através da aplicação, tem entrada garantida. Para se habilitarem a esta promoção, todos os consumidores e fãs da marca na rede social, desde que indiquem serem maiores de idade, podem criar um grupo de dez amigos, inserindo códigos presentes em qualquer produto Heineken, ficando automaticamente habilitados para ir a um dia no Rock in Rio Lisboa.

Paralelamente ao concurso no Facebook, a marca continua também a oferecer bilhetes no seu site oficial. Os consumidores têm também de inserir os códigos dos produtos Heineken e habilitam-se automaticamente a ganhar vários prémios, entre os quase mil bilhetes para o Rock in Rio Lisboa, 610 colunas de som para computador, 1500 sacos-mochila e 1600 auriculares.

Para além das ofertas no mundo virtual, a Heineken já se pôs sobre rodas com o "Heineken Tour Bar", um autocarro que está a percorrer nove cidades portuguesas até ao início do Rock in Rio Lisboa, no final de Maio. Durante as paragens, entre outros passatempos, a Heineken terá disponível um jogo para iPad, no qual se ganham brindes imediatos.

A ativação online, focada no Rock in Rio Lisboa, aliada ao "Heineken Tour Bar", insere-se na aposta da marca premium de cerveja em estar cada vez mais próxima dos consumidores e de proporcionar experiências marcantes, ligadas aos maiores eventos de música do país.
 
 
Publicado em Rock in Rio
Há 256 anos que a Guinness faz a sua cerveja da mesma forma, mas isso está prestes a mudar. No próximo ano, a empresa deixará de utilizar bexigas de peixe nos seus filtros, depois de vários anos de queixas por parte dos vegan irlandeses.
 
Segundo a imprensa britânica, há muito que estes estão a pedir à cervejeira para não utilizar ictiocola, um subproduto da indústria de pesqueira, usado para remover o fermento extra da Stout e ajudá-lo a estabilizar de forma mais rápida. Este produto é utilizado desde o século XIX.
 
“A ictiocola é eficiente e usada há muitos anos, mas vamos deixar de a utilizar assim que o novo processo de filtração for introduzido”, explicou um porta-voz da marca ao The Times. O que deverá ocorrer já no próximo ano.
 
Há cerca de 12 anos que a comunidade vegan e vegetariana insistem que a Guinness altere a sua técnica de produção da Stout. “Temos noção de que a sua utilização é uma barreira ao consumo dos nossos produtos por parte de algumas pessoas. Por isso estamos a procurar alternativas”, sublinhou o porta-voz da Guinness.
 
Esta decisão surge numa altura em que o Parlamento Europeu pôs em prática um plano para forçar as cervejeiras a destacar a utilização de ictiocola nas suas garrafas.
Publicado em Marcas
A Heineken e a Krups acabam de lançar em Portugal a THE SUB, uma inovadora máquina de cerveja de pressão concebida pelo designer industrial Marc Newson que oferece a possibilidade aos consumidores portugueses de saborearem uma cerveja de pressão, no conforto das suas casas.
 
Esta nova máquina utiliza barris de dois litros de cerveja, chamados THE TORP, o que permite uma cerveja com a temperatura e pressão ideais por muito mais tempo. Para além da cerveja Heineken, os consumidores dispõem de uma seleção de marcas de todo mundo, como Brand, Pelforth, Birra Moretti, Wieckse, Desperados, entre outras.
 
A THE SUB pode ser adquirida apenas no site pt.the-sub.com e está disponível em quatro edições: preto, cinza, vermelho e edição Heineken. Esta última apresenta um design em alumínio polido e uma gravação do icónico logotipo da marca, oferecendo um acabamento de qualidade premium. Existe ainda uma seleção de copos e acessórios que garantem uma experiência completa. A entrega está limitada à área de Lisboa, mas em breve será alargada ao resto do país.
Publicado em Marcas
A 3ª edição do Concurso Nacional de Cervejas Caseiras & Artesanais realiza-se este sábado, 18 de abril, pela primeira vez na Cerveteca Lisboa. Numa organização conjunta dos sites Cervejas do Mundo, Cerveja Caseira e Sabor Artesanal, o evento, para além da componente competitiva propriamente dita, tem como objetivo proporcionar uma jornada de confraternização entre cervejeiros e apreciadores de cerveja.
 
O concurso está aberto a todos os cervejeiros caseiros e artesanais, com cervejas originais, cuja produção não possua características comerciais (inferiores a 100 litros por estilo de cerveja).
 
A competição está divida nas categorias "Destaque" que compreende um estilo de cerveja selecionado pela comissão organizadora e "Livre" que compreende os demais estilos, no entanto dentro desta categoria, cada cerveja será julgada de acordo o respetivo estilo mas numa classificação única.
 
O painel de jurados será constituído por mestres-cervejeiros, provadores e outros aficionados desta nobre bebida e os três primeiros lugares de cada categoria receberão um troféu, sendo que os vencedores terão um prémio especial, nomeadamente matérias-primas para a produção cervejeira e a oportunidade de elaborar a receita vencedora nas instalações da Mean Sardine, uma das marcas de maior destaque na produção de cerveja artesanal portuguesa.
 
Publicado em Eventos
terça, 21 agosto 2012 23:23

Nova cerveja chega a Portugal

A marca de cerveja alemã Fucking Hell vai começar a ser distribuída em Portugal e Espanha pela empresa B33R, criada por Rui Faustino e Bruno Queirós. Trata-se de uma pilsner à base de cevada, lúpulo e água, com 4,9 graus.
 
A marca chegou a gerar alguma polémica na Alemanha e na Áustria. O nome da cerveja, que em inglês pode ser entendido como uma expressão de irritação ou de surpresa, conjuga a designação da localidade austríaca de Fucking e a palavra hell (significa cerveja branca no sul da Alemanha e na Áustria). Após uma primeira recusa em 2007, em 2010 as autoridades europeias autorizaram a criação da marca Fucking Hell, permitindo o arranque da produção.
 
Em causa estava uma queixa da autoridades de Fucking que consideravam que se estava perante a apropriação do nome da localidade, onde não existe qualquer cervejeira, além de que a própria designação Fucking Hell poderia ser considerada ofensiva.
 
Não foi esse, no entanto, o entendimento do Trade Marks and Designs Registration Office (departamento de registo de marcas e design) da União Europeia. "A combinação de palavras não tem referência a uma pessoa ou a um grupo de pessoas. Não incentiva a um acto em particular. Não pode ser entendida como uma indicação de que o leitor deva ir para o inferno", podia ler-se na deliberação.
Publicado em Marcas
A Desperados, cerveja com aroma a tequila, promoveu uma nova experiência musical em parceria com os Mount Kimbie intitulada de “Train Trax”. Esta iniciativa é assinada pela Inner Tequila Studios e consistiu numa atuação inédita dentro de um comboio em Varsóvia, na Polónia, para um pequeno número de fãs.
 
Os Mount Kimbie tiveram a oportunidade de produzir uma das suas faixas ao vivo, recorrendo a sensores exteriores de RFID que foram colocados no percurso do comboio, convertidos depois o sinal em notas musicais integradas in loco pelos artistas, durante a viagem.
 
A velocidade do meio de transporte resultava no BPM do bass drum, ou seja, quando maior a velocidade, maior era a batida. O público também teve um papel muito importante na produção da faixa e na iniciativa, através das luzes e câmaras.
 
O resultado final deste projeto é um ‘live train remix” de Synthi, uma nova produção que será lançada no final do ano juntamente com um vídeo dos Mount Kimbie.
 
“A experiência foi surreal porque atuámos numa área de experimentação musical nunca antes explorada. Ver como as pessoas e o comboio criaram o próprio set tornou esta atuação completamente única. A reação dos nossos fãs foi incrível”, referiu Kai Campos, um dos elementos dos Mount Kimbie.
 
{youtube}4mau57UVWGw{/youtube}
Publicado em Marcas
Pág. 1 de 8
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.