17-07-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 106

Foi com agrado que recebi o convite da 100% DJ para efectuar uma antevisão do TOP 100 da DJ MAG. 
Se em anos anteriores foi relativamente "fácil" acertar nas posições cimeiras desta tabela (um lugar acima ou abaixo), este ano não tenho tantas certezas. 
Muitos de vocês poderão estar neste momento a pensar que é óbvio que este será o ano do Martin Garrix, outros que o Hardwell ou o Armin Van Buuren regressam ao primeiro lugar e ainda outros que os vencedores do ano passado (Dimitri Vegas e Like Mike) permanecem no topo da tabela, no entanto, nenhum de nós pode afirmar com toda a certeza que o seu palpite será o correcto. 
 
2016 foi ano de Campeonato Europeu de Futebol e tivemos o David Guetta com uma exposição planetária com o seu tema oficial, temos sempre um Tiësto na "corrida" e não nos podemos esquecer do "adeus" do Avicii, do "Sr. dos bolos" Steve Aoki, do Calvin (Harris) e do ano em grande do Oliver Heldens, sem esquecer o DJ Snake, KSHMR e o Kygo (qualquer um destes últimos três nomes devem subir lugares na tabela). 
 
A "luta" pelo Top 20 vai ser mais renhida que nunca e não arrisco dar a minha previsão para posições certas. Estou a esquecer-me de muitos nomes que poderão entrar nos 20 primeiros? 
Certamente que sim (Skrillex, Alesso, W&W, Afrojack, DVBBS, Axwell e Ingrosso, Nicky Romero e até os JackU ou o próprio Diplo). 
 
Por esta altura, já estarás tão baralhado e sem certezas tal como eu estou e nem sequer mencionei os Yellow Claw, Eric Prydz, Major Lazer, Carnage, Kaskade, Don Diablo ou o Steve Angello. Percebes agora as minhas dúvidas para a tabela deste ano? 
 
Falta-me falar dos "nossos" portugueses. Parece-me óbvio que o Kura e o Diego vão fazer parte do Top 100 mas também não consigo prever se irão subir ou descer na classificação. O importante para mim e para os portugueses é que ambos se mantenham nesta tabela sendo a sua classificação irrelevante. Teria certamente um relevo maior se estivessem a competir ou com probabilidades de entrar num Top 10 ou 20 mas não é o caso e assim sendo a classificação que tiverem, para nós portugueses, já é motivo de orgulho (seja ela qual for). 
 

O importante para mim e para os portugueses é que ambos se mantenham nesta tabela sendo a sua classificação irrelevante.

 
Gostava de deixar uma última nota. 
Muitos de vocês ainda se lembram dos nomes que compunham esta tabela à meia dúzia de anos atrás. Certamente 70% ou 80% desses nomes não entram neste Top. Podíamos divagar e voltar a abrir a discussão dos motivos e/ou da forma como estas votações são efectuadas e seria algo que não nos levaria a lado nenhum. Todos temos de compreender que a indústria da música electrónica mudou. É uma indústria que envolve milhões (dinheiro e pessoas) e devido a isso teve de ser adaptada. Hoje em dia "não se vende música" (formato físico ou até digital) como se vendia antigamente, as fontes de rendimento são outras (actuações, streaming, youtube, etc.) e o marketing tem uma importância vital no sucesso dos DJs, mas, na minha opinião, o principal factor de mudança foi a própria musica. 
 
Se à 10 anos atrás me dissessem que o D&B ia mover multidões, que ia haver um estilo "esquisito" como o Dubstep que enchia pavilhões e arenas ou que o Electro ia ter este impacto, eu iria desatar a rir. Tudo acelerou e o que antigamente era "Underground" passou a ser "pop". O que era "moda" e todos ouviam (House, Techouse, etc.) passaria para segundo plano em termos de massas. Alguém conseguiria prever que haveria festivais só com DJs que levassem mais pessoas que os concertos de bandas Internacionais? 
 
Quero acreditar que a música era e vai continuar a ser o principal factor para todas as tabelas, rankings, escolhas do público e até investimento desta indústria. Quem decide é sempre quem consome a música que é produzida. A dimensão que um DJ ou produtor atinge, se é com investimento em marketing, se é produzida por terceiros, se são factores externos (sejam eles quais forem) é sempre algo secundário porque se o público não consumir a música desse artista, não há marketing que lhe valha ou investimento que dê retorno. A música é sempre o primeiro factor de diferenciação.
 
Ricardo Silva
 
Publicado em Mix
sexta, 11 setembro 2015 20:45

Steve Aoki é o melhor DJ americano de 2015

A revista DJ Times, em colaboração com a Pioneer DJ, lançou uma votação para eleger o melhor DJ americano de 2015 com votos do público. Os resultados foram agora revelados, dando vitória a Steve Aoki.
 
“Estou incrivelmente honrado por ter sido escolhido como vencedor este ano. Primeiro que tudo, eu quero agradecer a todos os meus fãs pelo apoio durante estes anos. Estou muito agradecido por continuar a ter os melhores fãs do mundo. Quero também agradecer à DJ Times e à Pioneer pelos anos de apoio, incluindo também os fantásticos promotores que marcam os meus shows nos melhores clubs e festivais na América do Norte. Não tenho palavras para expressar o quanto eu aprecio este prémio e vou continuar a minha paixão por djing nas próximas décadas”, referiu Steve Aoki.
 
O grande vencedor vai receber o galardão personalizado, um Pioneer DJM-900nexus mixer dourado, no próximo dia 11 de outubro, na cerimónia dos America’s Best DJ Awards no Omnia Nightclub em San Diego.
 
Confere abaixo o Top 10 dos melhores DJs americanos:
 
  • 1 – Steve Aoki
  • 2 – Kaskade
  • 3 – Diplo
  • 4 – Skrillex
  • 5 – Claude von Stroke
  • 6 – Dillon Francis
  • 7 – Bassnectar
  • 8 – Flosstradamus
  • 9 – A-Trak
  • 10 - Audien
 
{youtube}GUFvedRFijY{/youtube}
Publicado em Artistas
Faltam poucos dias para terminar a única votação em Portugal que vai eleger o TOP 30 de DJs e produtores nacionais, numa ação levada a cabo pelo Portal 100% DJ. Os votos continuam a subir, ultrapassando recordes de dia para dia e os teus artistas favoritos contam com o teu voto para fazerem parte desta listagem. Em baixo apresentamos-te 10 factos que neste momento tens de saber sobre esta iniciativa:
 
  1. 1. A votação está disponível até às 00 horas de 8 de dezembro (inclusive) em www.deejay.pt/top30.
  2.  
  3. 2. O TOP 30 será anunciado de forma gradual a partir das 18 horas do dia 15 de dezembro no Instagram 100% DJ.
  4.  
  5. 3. Esta é uma ação única em Portugal onde o principal objetivo é distinguir o trabalho e talento dos DJs e Produtores nacionais.
  6.  
  7. 4. É o sexto ano consecutivo em que o Portal 100% DJ distingue artistas portugueses.
  8.  
  9. 5. Do Techno ao Trance, do Deep ao Electro. Qualquer género de música eletrónica é aceite nesta votação. 
  10.  
  11. 6. A exemplo do ano passado, os 30 artistas distinguidos receberão um troféu comemorativo.
  12.  
  13. 7. O voto do público é decisivo. Através da soma dos votos, os artistas ficarão dispostos da 1.ª à 30.ª posição.
  14.  
  15. 8. Todos os artistas com nacionalidade portuguesa podem apelar ao voto/criar campanhas. Caso necessitem, existe um kit com material gráfico disponível para download gratuito e devidamente estruturado.
  16.  
  17. 9. Esta votação é monitorizada e os votos devem contemplar apenas e exclusivamente o nome correto de 4 DJs/produtores portugueses. Tudo o que seja diferente dessa regra, será classificado como inválido/voto nulo e não fará parte das contagens.
  18.  
  19. 10. Pelo segundo ano consecutivo a Rádio Nova Era, líder nas audiências a norte do país, é a Rádio Oficial desta ação.
Publicado em 100% DJ
Com as votações encerradas, só resta contabilizar os resultados da tabela mais famosa e polémica da história da música eletrónica. O Top 100 da DJ Mag, realizado anualmente, vai decorrer no próximo dia 19 de outubro no Heineken Music Hall em Amesterdão.
 
No ano passado, o topo da tabela foi conquistado pela dupla Dimitri Vegas & Like Mike e houve ainda espaço para os portugueses Diego Miranda e Kura, colocados nas posições 58 e 61, respetivamente.
 
A cerimónica de entrega dos prémios do Top 100 da DJ Mag vai ser acompanhada ao vivo e com atualizações ao minuto a partir do Portal 100% DJ e nas redes sociais associadas, numa cobertura com direito a conteúdos exclusivos.
 
A festa na Holanda continua entre os dias 22 e 23 de outubro no Amsterdam Music Festival que conta com nomes como Alesso, Armin van Buuren, Blasterjaxx, Dash Berlin, Hardwell e Steve Aoki.
 
{youtube}Dp4_-GwZNW0{/youtube}
Publicado em Mix
quinta, 19 novembro 2015 14:32

5 motivos para votares nos "20 Mais de 2015"

Pelo quarto ano consecutivo, o Portal 100% DJ vai realizar uma ação singular em território nacional que reconhece a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano, por parte dos DJs e produtores portugueses.
 
Este ano, a lista volta a apresentar 20 artistas, sendo que 17 deles serão eleitos pela redação do Portal e três sairão do resultado dos mais votados pelo público, através de um formulário online que está disponível até dia 30 de novembro. 
 
Os "20 Mais de 2015" vão ser apresentados ao público a 8 de dezembro, na data exata em que o Portal 100% DJ comemora o seu 8.º aniversário.
 
Para os indecisos e para quem ainda não inseriu o seu voto, apresentamos em baixo cinco boas razões para o fazer nos próximos dias.
 
1É uma ação única em Portugal, que distingue sem posições e de forma igualitária o trabalho realizado durante este ano por parte dos artistas nacionais, tendo em conta o lançamento de produções originais, álbuns, atuações em Portugal e no estrangeiro, prémios recebidos, qualidade musical e técnica.
 
2A música eletrónica é de e para todos. Entendemos mesmo que deve ser encarada como uma arte e não como uma competição. Nos "20 Mais de 2015" serão tidos em conta os diversos géneros musicais da eletrónica.
 
3Cultura do DJing e da música eletrónica está numa evolução contínua no nosso país. A dedicação pela área é cada vez mais notória e assenta em vários princípios que distinguem o talento português de outros países.  
 
4A opinião do público, de quem paga e quem consome música, tem uma importância bastante elevada nesta ação. O desafio lançado passa por, em consciência, votar nos três artistas que na sua visão mais se destacaram durante este ano, pelo seu talento, dedicação e trabalho desenvolvido em prol da música eletrónica nacional.
 
5Através do voto e da inserção dos dados solicitados, como a localização e a idade, o Portal 100% DJ terá noção de importantes segmentos de forma a poder proporcionar melhores conteúdos, adequados aos gostos musicais e artísticos dos nossos leitores.
 

Clica aqui para votar

 
Publicado em 100% DJ
A ‘campanha eleitoral’ para o Top 100 da DJ Mag deste ano já começou. Além dos artistas internacionais, são muitos os DJs e produtores portugueses que estão a apelar ao voto, utilizando, maioritariamente, as redes sociais.
 
Kura, que se estreou o ano passado na lista ocupando a posição número 42, iniciou a sua campanha através de um vídeo que mostra os bastidores da vida de DJ. “As votações da DJ Mag já começaram, o vosso apoio é mais importante do que nunca!”, revelou Kura na sua página oficial de Facebook.
 
Há também outros DJs portugueses empenhados a tentar a sua sorte para a edição deste ano do mais disputado TOP 100 de DJs, com apelo ao voto através das redes sociais, junto dos fãs. É o caso do DJ The Fox, que considera que “esta entrada em votação é idealizada de forma a querer mostrar mais do que se faz em Portugal. A produção é o foco e um resultado inesperado pode acontecer!”.
 
Tom Enzy também já iniciou a sua ‘campanha eleitoral’, afirmando que “tem sido um ano incrível” e que “é o momento certo para fazer isto acontecer!”. Depois de apelar votos aos seus fãs, agradece por tornar este “sonho em realidade”.
 
Depois de atuarem no mesmo palco de grandes nomes como Dimitri Vegas & Like Mike ou Steve Angello, a dupla Club Banditz decidiu também apelar ao voto. “As votações da DJ Mag já começaram, o vosso apoio é muito importante!”, relatam os DJs e produtores na página oficial de Facebook.
 
Diego Miranda é também outro português que quer continuar a marcar presença na lista mais cobiçada da música eletrónica. Além de apelar ao voto durante as suas atuações o DJ aposta ainda na distribuição de autocolantes pelos fãs. Através de um vídeo com alguns dos melhores momentos da sua carreira nos últimos anos, o DJ tem contado com o apoio dos seus seguidores para fazer história.
 
Desde o ano 1997 que a presença de portugueses na lista já vem sendo habitual. DJ Vibe foi o estreante, na posição número 36, a mais alta de um DJ nacional até aos dias de hoje.
 
Pete Tha Zouk, Diego Miranda e Kura também já estiveram presentes no Top 100 da DJ Mag nos últimos anos.
 
Em baixo poderás conferir todas as posições de DJs portugueses no Top da DJ Mag, nos respetivos anos:
 
DJ Vibe:
  • 1997 - #36
  • 1998 - #87
  • 2004 - #80
  • 2005 - #40
  • 2006 - #47
  • 2007 - #40
  • 2008 - #79
  • 2010 - #100
  • 2011 - #84
 
Pete Tha Zouk:
  • 2010 - #80
  • 2011 - #37
  • 2012 - #47
 
Diego Miranda:
  • 2013 - #94
  • 2014 - #70
 
Kura:
  • 2014 - #42
 
 
{youtube}b_fjj48U3zk{/youtube}
Publicado em Mix
O website da Momondo, uma agência de planeamento de viagens e férias, realizou recentemente um top 10 dos melhores festivais de música a nível internacional. O festival português Be-In Gathering, em Idanha-a-Nova, foi um dos escolhidos.
 
O Be-In Gathering foi destacado pela sua música trance, os seus workshops, massagens, meditações, as paisagens naturais e ainda a possibilidade de “purificar o coração, corpo e a alma”.
 
Na lista também estão presentes festivais como o Sónar (Espanha), Lollapalooza (Alemanha), Hideout Festival (Croácia) e Secret Solstice (Islândia).
 
Confere abaixo a lista completa:
 
  • Calvi On The Rocks (França)
  • Sónar (Espanha)
  • Woodstock Festival (Polónia)
  • Secret Solstice (Islândia)
  • Hideout Festival (Croácia)
  • Lollapalooza Berlim (Alemanha)
  • Supersonic Festival (Reino Unido)
  • Musik I Lejet (Dinamarca)
  • Down the Rabbit Hole (Holanda)
  • Be-In Gathering (Portugal)
 
{youtube}9lNQ4o5yko4{/youtube}
Publicado em Festivais
Até ao ano passado, apenas quatro artistas portugueses tinham figurado no Top 100 da Revista britânica DJ Mag: Kura, Pete Tha Zouk, Diego Miranda e DJ Vibe, que possuí o título de melhor posição de um português até ao momento (#36), decorria 1997, o primeiro ano em que este Top estreava as diferentes posições, hoje bastante disputadas. Apesar de ser o artista nacional com mais posições alcançadas, DJ Vibe não faz parte deste Top desde o ano 2011 (#84).
 
O DJ e produtor algarvio Pete Tha Zouk estreou-se em 2010 com uma entrada direta para a 80.ª posição. No ano a seguir (2011) subiu até ao número 37, a segunda melhor posição de um português neste Top.
 
E porque é de popularidade que esta listagem se faz, também Diego Miranda - que nos últimos anos tem arrastado multidões com o seu carisma e interatividade - não poderia faltar e foi em 2013 que comemorou a sua estreia na posição número 94. O trabalho de apelo ao voto deu frutos e o ano passado escalou até ao 70.º “andar”.
 
Além de Diego Miranda, o ano de 2014 também foi feliz para Kura, que ao jeito de um “kamehameha”, entrou a grande velocidade na cauda do Top e só parou na posição 42 - o número da sua estreia nestas andanças.
 
Ao que tudo indica, este ano será de muitas oscilações, quiçá novas entradas de artistas portugueses, mas tudo ficará em aberto até ao próximo dia 16 de outubro, data em que se realizará a cerimónia de apresentação do Top 100 no Amsterdam Music Festival, evento inserido no ADE (Amsterdam Dance Event) aquele que é considerado o maior encontro de música eletrónica a nível mundial e que este ano realiza a sua edição de 14 a 18 de outubro.
 
Em baixo, poderás conferir todas as posições alcançadas pelos DJs portugueses ao longo dos anos.
 

DJ Vibe

1997 - #36
1998 - #87
2004 - #80
2005 - #40
2006 - #47
2007 - #40
2008 - #79
2010 - #100
2011 - #84
 

Pete Tha Zouk

2010 - #80
2011 - #37
2012 - #47
 

Diego Miranda

2013 - #94
2014 - #70
 

Kura

2014 - #42
Publicado em Mix
Ibiza, a conhecida ilha espanhola, é um dos lugares de culto para os amantes de música eletrónica, devido à grande oferta de festas dos mais variados estilos. O verão é a época alta, onde os maiores DJs do mundo sobem às cabines dos melhores clubs de Ibiza, incluindo as suas residências, com convidados especiais.
 
O Shazam, a aplicação que permite descobrir o nome e autor da música que está a ser reproduzida, divulgou os dez temas mais procurados em Ibiza, entre agosto e setembro.
 
Confere abaixo o Top 10:
 
1 - Gregory Porter - Liquid Spirit (Claptone Remix)
 
 
2 - Frankey & Sandrino - Acamar
3 - Format:B - Chuncky
4 - Elderbrook - How Many Times (Andhim Remix)
5 - Kollektiv Turmstrasse - Sorry I'm Late
 
 
 
6 - Tom Odell - Another Love (Zwette Edit)
7 - Ninetoes - Finder
8 - Volkoder - Sensation
9 - Junge Junge feat. Kyle Pearce - Beautiful Girl
10 - Matt Simons - Catch & Release (Depend Remix)
 
 
Publicado em Mix
sábado, 20 outubro 2012 23:15

Top 100 DJ Mag: o melhor DJ do mundo é...

Está revelada a listagem mais esperada do momento - o TOP dos 100 melhores Deejays do Mundo, segundo a Revista britânica DJ MAG.
 
Anunciado sempre debaixo de fortes críticas pelo facto das posições não corresponderem à realidade, segundo os seguidores dos artistas, este famoso TOP foi divulgado ontem à noite em Amesterdão, onde decorre até Domingo o Amsterdam Dance Event (ADE).
 
Amin Van Buuren voltou a conquistar novamente o primeiro lugar, depois de em 2011, David Guetta lhe ter 'passado a perna' por apenas 1 lugar. Bem pesada está certamente a prateleira dos 5 troféus que Van Buuren tem em exposição na sala, ou não fosse ele vencedor durante 4 anos consecutivos – 2007, 2008, 2009, 2010 – e agora 2012. Sim, 5 troféus não é para todos.
 
A grande novidade desta edição foi divulgação dos 49 DJs (através da Página de Facebook da Revista) que não entraram no TOP dos 100.
 
A fechar a lista (posição 150) está o Português DJ Vibe, que em relação ao ano passado registou uma acentuada descida de 66 posições. No entanto, não foi o único que baixou a sua posição. Os quatro e únicos DJs portugueses que figuram nesta listagem também desceram de patamar.
 
Diego Miranda que em 2011 não entrou no TOP 100 por 1 lugar apenas (posição 101), este ano desceu 7 casas, ocupando assim o 108º lugar na tabela.
 
O Algarvio Pete Tha Zouk é o destaque deste ano, que acaba de conquistar a 47ª posição, descendo 10 lugares em relação a 2011. Atualmente encontra-se 'em cima' do seu companheiro de cabine do passado dia 1 de agosto no Festival Sudoeste, o produtor Martin Solveig. Acreditamos que Pete Tha Zouk, como bom português, é pessoa para dar um grande 'Hello!' ao vizinho francês e até convidá-lo para uma bela petiscada no próximo Festival do Marisco.
 
A nível geral, e como já se esperava, o TOP deste ano sofreu bastantes oscilações, ocorrendo um verdadeiro bailado de subidas e descidas e até novas entradas, como é o caso de Nicky Romero que entrou diretamente para a 17ª posição e ainda Knife Party, NERVO, Madeon, Bingo Players, entre muitos outros. Segundo a imprensa internacional, o sueco Avicii poderá ser o novo aspirante a número 1 – se em 2013 subir outras 3 posições como subiu este ano (posição 3), ficará obviamente no trono.
 
A maior subida (56 lugares) pertence ao DJ e Produtor americano - Porter Robinson, que actualmente ocupa o lugar número 40. Já a maior descida (61 posições), soube a azedo ao produtor que inventou a geração do amor – Bob Sinclar – que passou da posição número 33 para a 94. Por um fio ficava fora dos 100.
 
No meio da tabela (posição 50) está a dupla de Trance – Tenishia e na cauda (posição 100) estão os Project 46.
 
Preferências e posições de parte, o destaque vai obviamente para os quatro portugueses, Pete Tha Zouk, Diego Miranda, e DJ Vibe a quem felicitamos pelo lugar alcançado e por levarem o bom nome e a bandeira de Portugal [sempre direita] além-fronteiras. Obrigado!
 
 
Histórico de Vencedores TOP 100 da DJ MAG
1997 - Carl Cox
1998 - Paul Oakenfold
1999 - Paul Oakenfold
2000 - Sasha
2001 - John Digweed
2002 - Tiësto
2003 - Tiësto
2004 - Tiësto
2005 - Paul van Dyk
2006 - Paul van Dyk
2007 - Armin van Buuren
2008 - Armin van Buuren
2009 - Armin van Buuren
2010 - Armin van Buuren
2011 - David Guetta
2012 - Armin Van Buuren
 
 
Confere a listagem completa e oficial
2012 NOME 2011 DIFERENÇA
1 Armin van Buuren 2 (up 1)
2 Tiësto 3 (up 1)
3 Avicii 6 (up 3)
4 David Guetta 1 (down 3)
5 Deadmau5 4 (down 1)
6 Hardwell 24 (up 18)
7 Dash Berlin 8 (up 1)
8 Above & Beyond 5 (down 3)
9 Afrojack 7 (down 2)
10 Skrillex 19 (up 9)
11 Headhunterz 17 (up 6)
12 Swedish House Mafia 10 (down 2)
13 Markus Schulz 9 (down 4)
14 Gareth Emery 13 (down 1)
15 Steve Aoki 42 (up 27)
16 Paul Van Dyk 11 (down 5)
17 Nicky Romero - (new entry)
18 Sander van Doorn 16 (down 2)
19 Aly & Fila 22 (up 3)
20 Alesso 70 (up 50)
21 ATB 15 (down 6)
22 Ferry Corsten 18 (down 4)
23 Axwell 12 (down 11)
24 Dada Life 38 (up 14)
25 W&W 36 (up 11)
26 Fedde Le Grand 14 (down 12)
27 Noisecontrollers 35 (up 8 )
28 Arty 25 (down 3)
29 Laidback Luke 20 (down 9)
30 Kaskade 30 (non-mover)
31 Calvin Harris 34 (up 3)
32 Orjan Nilsen 49 (up 19)
33 Knife Party - (new entry)
34 Sebastian Ingrosso 26 (down 8 )
35 Chuckie 32 (down 3)
36 Zatox 47 (up 11)
37 DJ Coone 41 (up 4)
38 Dimitri Vegas & Like Mike 79 (up 41)
39 Cosmic Gate 43 (up 4)
40 Porter Robinson 96 (up 56)
41 Wildstylez 80 (up 39)
42 Angerfist 39 (down 3)
43 Infected Mushroom 21 (down 22)
44 Daft Punk 28 (down 16)
45 Carl Cox 31 (down 14)
46 Nervo - (new entry)
47 Pete Tha Zouk 37 (down 10)
48 Martin Solveig 29 (down 19)
49 Brennan Heart 98 (up 49)
50 Tenishia 91 (up 41)
51 Zedd - (new entry)
52 Eric Prydz 46 (down 6)
53 Bobina 44 (down 9)
54 Madeon - (new entry)
55 John O’Callaghan 52 (down 3)
56 DJ Feel 57 (up 1)
57 Steve Angello 23 (down 34)
58 Omnia - (new entry)
59 UMEK 60 (up 1)
60 Wolfgang Gartner 56 (down 4)
61 AN21 85 (up 24)
62 Tommy Trash - (new entry)
63 Francis Davila 77 (up 14)
64 D-Block & S-te-Fan 40 (down 24)
65 Tritonal 83 (up 18)
66 Bingo Players - (new entry)
67 Psyko Punkz 78 (up 11)
68 Shogun - (new entry)
69 Paul Oakenfold 69 (non-mover)
70 Benny Benassi 27 (down 43)
71 tyDi 48 (down 23)
72 Mat Zo 73 (up 2)
73 R3hab - (new entry)
74 Quentin Mosimann - (new entry)
75 Wasted Penguinz - (new entry)
76 Dirty South 93 (up 17)
77 Andrew Rayel - (new entry)
78 Richie Hawtin 45 (down 33)
79 Frontliner - (new entry)
80 Myon & Shane 54 66 (down 14)
81 Heatbeat - (new entry)
82 Thomas Gold - (new entry)
83 Nero 88 (up 5)
84 Roger Shah 51 (down 33)
85 Feed Me - (new entry)
86 Mike Candys - (new entry)
87 Andy Moor 50 (down 37)
88 Ran-D - (new entry)
89 Richard Durand 59 (down 30)
90 Felguk 87 (down 3)
91 Paul Kalkbrenner 62 (down 29)
92 Moonbeam 65 (down 27)
93 Sean Tyas 72 (down 21)
94 Bob Sinclar 33 (down 61)
95 Netsky - (new entry)
96 Neelix - (new entry)
97 Mark Knight 71 (down 26)
98 John Digweed 55 (down 43)
99 Da Tweekaz - (new entry)
100 Project 46 - (new entry)
 
Publicado em Mix
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.