21-03-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

 
O Rock in Rio Lisboa foi o festival de Verão com melhor desempenho mediático nos meios de comunicação social, durante o mês de maio de 2014. 
 
O evento realizado no Parque da Bela Vista reforçou desta forma a liderança que mantém desde janeiro na “maratona dos Festivais de Verão 2014”. Este estudo, realizado de forma continuada pela Cision (líder global em serviços e software de pesquisa, monitorização e análise de media), está a analisar a evolução do mediatismo comparado de diversos festivais de música realizados em Portugal, ao longo dos meses, até ao final do Verão. 
 
Para a obtenção deste resultado pelo Rock in Rio, no mês de maio, foram decisivas as 3042 notícias apuradas e as setenta e quatro horas e trinta e seis minutos de tempo de antena registados pelo festival em meio televisivo. 
 
De salientar são ainda os resultados dos festivais Optimus Alive, que conseguiu o segundo lugar no ranking com 498 notícias e 32 minutos de tempo de antena em televisão, e a manutenção na terceira posição do festival Super Bock Super Rock, com 242 notícias apuradas e 40 minutos registados em meio televisivo.
 
O objeto de análise deste estudo são todas as notícias referentes aos diferentes festivais, veiculadas no espaço editorial português, em mais de 2000 meios de comunicação social (televisão, rádio, online e imprensa). O período temporal sobre o qual incide é sempre o mês imediatamente anterior à elaboração do ranking, neste caso de 1 a 31 de maio de 2014.
 
Em baixo poderás conferir a posição mediática de nove festivais realizados em Portugal.
 
 
Publicado em Rock in Rio
sexta, 31 julho 2009 14:24

Rock In Rio 2010 vai a votos

O Rock in Rio-Lisboa 2010 vai voltar ao anfiteatro natural do Parque da Bela Vista, em Lisboa, nos dias 21, 22, 27, 28 e 29 de 2010 mas a emoção do maior evento de música e entretenimento do mundo vai começar a contagiar os portugueses muito antes dessas datas!

A organização do evento, a Vodafone e a RFM lançaram a semana passada uma votação de bandas para conhecer os interesses e preferências musicais do público português e desta forma tentar criar o cartaz ideal para 4ª edição do evento em território nacional.

A organização e a Vodafone foram pioneiras neste tipo de iniciativas e desenvolveram um inquérito ao público para preparar a primeira edição portuguesa do Rock in Rio. Agora repetem a iniciativa para apurarem as bandas que os portugueses mais gostariam de ver no Rock in Rio-Lisboa 2010. Este ano, com o apoio e promoção da RFM – rádio oficial do evento – o público poderá votar até dia 9 de Agosto nas bandas que mais lhe agradam através do Portal Vodafone live!, do site da RFM e do site oficial do Rock in Rio-Lisboa.
Mas as novidades não ficam por aqui! Todos os que participarem nesta votação ficam automaticamente apurados para o sorteio de 60 bilhetes duplos para o Rock in Rio-Lisboa 2010. Este sorteio está marcado para dia 11 de Agosto e os vencedores serão anunciados no dia 13 de Agosto nas plataformas referidas e na emissão da RFM.

Agatha Arêas, Directora de Marketing do Rock in Rio, explica que "A Votação de Bandas é uma das várias iniciativas que farão parte de uma presença mais significativa do evento no universo virtual, posicionando o site oficial do Rock in Rio-Lisboa como o principal ponto de confluência de informações e opiniões, fomentando mais do que nunca a interactividade entre a organização e o público do evento".

O Portal Oficial do Evento: http://rockinrio-lisboa.sapo.pt
Publicado em Rock in Rio
Foram anunciados a noite passada os vencedores do Casting Rock in Rio SIC RFM. Inês Folque e Nuno Casanovas são os novos representantes da próxima edição do Rock in Rio-Lisboa, sucedendo a Sofia Brazão, vencedora da edição passada, e a Carolina Patrocínio (2008), Ana Rita Clara (2006) e Sílvia Alberto (2004).

O anúncio foi feito em directo na SIC Radical, num programa especial criado para o efeito, conduzido por Diana Bouça Nova, apresentadora do Curto-Circuito. Durante a emissão o público teve oportunidade de conhecer melhor os oito finalistas do Casting Rock in Rio SIC RFM e de os ver cumprir um último desafio: defender uma das dez acções finalistas do Pepsi Refresh Project, iniciativa da Pepsi que desafia os limites da criatividade e da imaginação dos jovens consumidores portugueses, e que patrocinou esta edição do Casting.

Inês Folque, de 24 anos, licenciada em Gestão pela Universidade Nova de Lisboa e Nuno Casanovas, de 22 anos, que frequenta o 3º ano do curso de Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia na Universidade Lusófona, demonstraram ter grande poder de comunicação, carisma e espírito de equipa durante a realização desta iniciativa.

Estes vencedores vão receber formação técnica em televisão e rádio, partem em Setembro para o Rock in Rio 2011 no Rio de Janeiro para gravar os anúncios de promoção da próxima edição portuguesa, vão fazer parte da equipa de reportagem da SIC e da RFM na edição brasileira de 2011 e na edição portuguesa de 2012 e recebem um cachet no valor de 1.000 euros cada um.

Centenas de jovens inscreveram-se nesta edição do Casting com o sonho de se juntarem ao maior evento de música e entretenimento do mundo. O público acompanhou de perto todo o processo, entre 31 de Maio a 27 de Julho: os vídeos dos participantes do Casting Rock in Rio SIC RFM instalados no site oficial do Rock in Rio-Lisboa foram visualizados mais de 690 mil vezes e registaram-se 342.003 votos online, correspondentes à 2ª e 3ª fases de selecção dos semi-finalistas.

Todas as informações sobre o Casting Rock in Rio SIC RFM estão disponíveis em www.rockinriolisboa.sapo.pt.
O Rock in Rio-Lisboa regressa ao Parque da Bela Vista nos dias 25 e 26 de Maio e 31 Maio, 1 e 2 de Junho de 2012.
Publicado em Rock in Rio
segunda, 19 março 2012 19:28

Rock in Rio 'acorda' Portugal

A organização do maior evento de música e entretenimento do mundo apresenta “Wake Up Portugal”, uma campanha multimeios gravada no Brasil que já se encontra a circular em vários suportes.
 
O filme “Wake Up Portugal” é protagonizado pelos brasileiros Sepultura e pelos franceses Tambours du Bronx, dupla que atuará no Palco Mundo no dia 25 de maio, e foi gravado numa das melhores vistas do Rio de Janeiro, o Mirante Dona Martha. Neste local, a banda brasileira é rodeada pelos franceses e seus tambores, num ambiente portentoso onde o claim “Wake Up Portugal” é entoado em alto e bom som, relembrando a todos que o Rock in Rio-Lisboa está de regresso com toda a sua força.

Esta campanha marca, sem dúvida, a abertura da temporada Rock in Rio-Lisboa 2012. O filme, cuja produção exigiu um investimento à volta dos 400.000 euros é o “toque de despertar” para todos os que desejam garantir um lugar na Cidade do Rock em maio e junho próximos”, afirmou Agatha Arêas, Diretora de Marketing do Rock in Rio-Lisboa 2012.

Os bilhetes para os dias 25 e 26 de Maio, 1 e 3 de Junho já se encontram à venda e custam 61 euros. Os interessados em adquirir bilhetes para estes dias podem fazê-lo na FNAC, em 68 sucursais do Millennium bcp, nos postos de abastecimento da BP aderentes (33 euros + 1.500 pontos BP premierplus) e no site oficial do evento em www.rockinriolisboa.sapo.pt. Já é também possível comprar bilhetes para o evento através do site do Continente, em http://www.rockinrio.continente.pt/, com 20% de desconto em cartão. Relembramos que quem adquiriu o Kit de Natal do Rock in Rio-Lisboa 2012 deve trocar o voucher até dia 7 de abril por um bilhete para qualquer dia de evento.

O Rock in Rio-Lisboa volta ao Parque da Bela Vista nos dias 25, 26 de maio e 1, 2 e 3 de junho de 2012 e até ao momento estão confirmadas as presenças de Metallica, Evanescence, Mastodon e Sepultura com os Tambours du Bronx no dia 25 de maio; Smashing Pumpkins, Linkin Park, The Offspring e Limp Bizkit no dia 26 de maio; Lenny Kravitz, Maroon 5, Ivete Sangalo e Expensive Soul no dia 1 de junho; e Bruce Springsteen, Xutos & Pontapés e James no dia 3 de junho.
 
 
Publicado em Rock in Rio
Realizou-se na passada semana a cerimónia que marcou o arranque das obras na Cidade do Rock, em Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. O presidente da Câmara, Eduardo Paes, o presidente do Comité Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, e a vice-presidente do Rock in Rio, Roberta Medina, reuniram-se com outras entidades para anunciar o início das obras do Parque Olímpico Cidade do Rock, na Avenida Salvador Allende, s/n°, no Recreio dos Bandeirantes. A obra tem um investimento de R$ 37 milhões, a cargo da Câmara, e deverá ser finalizada em nove meses.

A instalação do Parque Olímpico Cidade do Rock é um desejo antigo da cidade, já que, actualmente, não há espaços destinados para grandes eventos ao ar livre. O Parque está previsto no dossiê da candidatura do Rio de Janeiro e é um equipamento fundamental para a realização dos Jogos, tornando-se mais um legado para a cidade após a realização da competição. A Câmara encontrou o local ideal na região da Baixada de Jacarepaguá, numa área de 250 mil m², que será provida com equipamentos desportivos e de lazer.

Para Roberta Medina, a parceria com a Câmara e o Governo Estadual garante um evento com absoluta perfeição. “A infraestrutura do Parque foi desenhada por nós em conjunto com a Câmara e garante as condições necessárias para receber 100 mil pessoas diariamente, e abrigará não só o Rock in Rio, mas outros eventos, de todos os portes, no Rio de Janeiro”.

Além do Rock in Rio 2011, a ideia é que o evento também seja realizado, pelo menos, em 2013 e 2015. De acordo com Eduardo Paes, o Rock in Rio traz retorno de imagem para a cidade, além de proporcionar criação de emprego, activação do sector de turismo e serviços. A estimativa é que só a edição de 2011 traga um retorno financeiro maior do que está a ser investido pela Câmara, incluindo R$ 7 milhões, verba destinada para a desapropriação dos moradores que residiam na área.  Em 2001, o Rock in Rio teve um impacto financeiro de 350 milhões de dólares na economia da cidade do Rio.
Publicado em Rock in Rio
sexta, 26 março 2010 17:14

Rock In Rio Lisboa fecha cartaz

A organização do Rock In Rio, acaba de confirmar a presença dos últimos nomes para o Palco Mundo – Amy Macdonald actua a 29 de Maio e os Soulfly no dia 30 de Maio.

Com estas confirmações fica fechado o line-up do Palco Mundo da quarta edição do Rock in Rio-Lisboa. À semelhança das outras edições, a organização preparou dias temáticos para agradar a diferentes gostos musicais. O dia 21 de Maio será dedicado aos fãs da música pop; a 22 de Maio irá celebrar-se o 25º aniversário que o Rock in Rio comemora este ano, com música que tem marcado várias gerações; o dia 27 de Maio é dedicado aos fãs do rock, o dia 29 destina-se à família e o dia 30 está reservado para os fãs de rock mais pesado.

Para Roberta Medina, Vice-Presidente do Rock in Rio “Estamos muito felizes por termos, mais uma vez, conseguido um cartaz bastante eclético que irá agradar a um grande número de pessoas e com vários artistas que vão actuar em Portugal pela primeira vez. O Rock in Rio é um evento para todas as idades e gostos por isso tentamos sempre fazer um cartaz variado, que agrade a todos.”

Amy Macdonald vem a Portugal apresentar “A Curious Thing”, o novo disco lançado este mês e recordar o seu primeiro trabalho que foi um grande sucesso de vendas. Com o lançamento do novo disco previsto para Maio, também os Soulfly trazem novidades para apresentar aos fãs.
Publicado em Rock in Rio
Os habituais copos de plástico descartáveis estão proibidos no recinto do Rock in Rio Lisboa, que vai decorrer nos dias 23, 24, 29 e 30 de junho, no Parque da Bela Vista, em Lisboa.
 
Para substituí-los, a organização do eventos lançou uma coleção exclusiva de copos reutilizáveis que vai ser oferecida a todos os festivaleiros que estiverem dentro da Cidade do Rock. Ao todo, são 10 copos diferentes que podes levar para casa, com um design inspirado na pop art, disponíveis nas medidas de 25, 40 e 50cl. Todos os que reutilizarem o copo irão ter um desconto na Super Bock, Somersby, 7Up e outros refrigerantes.
 
“Apesar de já apresentarmos uma excelente taxa de reciclagem e valorização, ao adotarmos esta medida dos copos reutilizáveis para consumo de bebida dentro do recinto, poderemos, também, diminuir significamente os resíduos produzidos, enquanto incentivamos o nosso público para uma atitude mais sustentável”, referiu Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio.
 
O festival Rock in Rio foi sempre reconhecido pelas suas iniciativas a pensar no bem-estar do planeta Terra e do seu ambiente, além de proporcionar uma experiência única com boa música aos seus visitantes, tudo “Por um Mundo Melhor”. Até ao momento, o Rock in Rio Lisboa é o único festival certificado a nível nacional com a norma ISSO 20121 – Eventos Sustentáveis.
 
O cartaz do evento encontram-se completo e no line-up constam nomes como The Chemical Brothers, Diego Miranda, Vintage Culture, Moullinex, DJ Vibe, Karetus, Kamala, Rich & Mendes e o famoso conceito Revenge Of The 90s.
 
Os bilhetes para a edição deste ano do Rock in Rio Lisboa encontram-se à venda com preços entre os 69 e os 117 euros.
 
 
Publicado em Rock in Rio
segunda, 23 novembro 2015 23:20

Rock in Rio Lisboa coloca à venda o kit natal

Como já vem sendo habitual, a organização do festival Rock in Rio Lisboa acaba de lançar o Kit Natal, em exclusivo nas lojas Fnac, que inclui o Rock in Rio Card e uns óculos de sol da marca Chili Beans.
 
Este Kit Natal, em formato de mala, vem acompanhado de uma nova campanha publicitária, protagonizada por Donald Sutherland, ator e vencedor de um Globo de Ouro e um Emmy. O anúncio foi gravado em Praga e está repleto de ação, como se de um filme de Hollywood se tratasse.
 
O Kit está disponível em várias versões, para o cliente ter a possibilidade de escolher o modelo dos óculos que mais gosta, a um preço de 69 euros. O voucher incluído na mala tem de ser posteriormente trocado por um bilhete diário entre o dia 1 e 31 de março do próximo ano, numa das lojas Fnac espalhadas pelo país. Esta troca está sujeita à disponibilidade de cada dia.
 
Até ao momento já foram revelados dois cabeças de cartaz para o evento, os Queen & Adam Lambert e The Hollywood Vampires (Johnny Depp, Alice Cooper e Joe Perry), que vão receber os milhares de visitantes nos dias 20, 21, 26, 27, e 28 de maio de 2016, no Parque da Bela Vista em Lisboa. O espetáculo de abertura, intitulado “Rock in Rio – O Musical”, vai levar o público numa viagem de 30 anos, com paragens no Brasil, Espanha, Portugal e Estados Unidos da América.
 
{youtube}9PzjGY3uAkM{/youtube}
Publicado em Rock in Rio
sábado, 26 maio 2012 11:22

O primeiro dia em números

A cor negra dominou o cenário no primeiro dia de Rock in Rio-Lisboa 2012 mas de longe foi sinónimo de luto ou tristeza. Muito pelo contrário, 42 mil pessoas cruzaram os portões da Cidade do Rock, no Parque da Bela Vista, para assistirem aos concertos de sonoridades mais pesadas, com os Metallica como cabeças de cartaz.
 
Antes de começarem os concertos nos palcos Mundo e Sunset, a Rock Street, com casas coloridas inspiradas em Nova Orleães, foi a sala de visitas do Rock in Rio-Lisboa 2012, recebendo os visitantes com música, performances e artistas de rua.
Ao longo da noite, a animação continuou neste espaço e os números não negam o sucesso da Rock Street: 69 por cento do público deu nota máxima a esta novidade do evento.

Pelo Palco Mundo, passaram nomes sonantes do heavy metal, como Sepultura, Mastodon ou Evanescence, mas James Hetfield e companhia eram os mais aguardados pelo público.

76 por cento dos espetadores vieram nesta sexta-feira ao Rock in Rio-Lisboa 2012 para ver Metallica. E a banda não dececionou, mostrando por cerca de duas horas o seu carinho pelo público português.

E, como não poderia faltar, as tradicionais diversões do festival foram muito procuradas e quem quis andar na roda gigante, montanha russa e slide teve que esperar, em média, 30 minutos.

Hoje, os cabeça de cartaz são os Smashing Pumpkins e os Linkin Park, num dia que também contará com as atuações dos Offspring e Limp Bizkit.
 
Publicado em Rock in Rio
DJay Rich e António Mendes são os DJs oficiais da emissora portuguesa RFM e residentes do festival RFM SOMNII. Quer a nível individual ou em dupla, jápercorreram muitos dos palcos nacionais mas agora são artistas indispensáveis de se ter no line-up de um festival. Detentores de uma energia única e contagiante, unem-se, ajudam, apoiam e incentivam os jovens talentos da música eletrónica e essa atitude éde louvar. O Portal 100% DJ esteve àconversa com a dupla portuguesa nos bastidores do Music Valley, momentos antes de subirem ao palco do Rock in Rio Lisboa.
 
Estrearam-se no Rock In Rio. Qual é a sensação desta primeira vez no festival?
Mendes: A sensação é óptima. Já tínhamos noção da dimensão do festival por causa da relação que temos através da RFM com o Rock in Rio, mas ter o nome no cartaz está a ter um feedback muito espetacular. As pessoas estão a dizer que é um outro nível. E isso é muito bom. 
 
Contam um verão preenchido: Rock in Rio, RFM Somnii, Algarve... O que é que o público pode esperar de vocês?
Mendes: Além desses locais, ainda vamos estar no RFM Beach Power na Madeira, nos Açores... 
 
Rich: Podem esperar o mesmo de sempre: muita alegria nos sets. Gostamos de tocar aquilo que apreciamos mesmo. Tentamos fazer sets diferentes, principalmente no RFM Somnii onde tocámos três noites, pois somos residentes do festival. Este ano levámos dois convidados, para fazer algo diferente: o Pete Tha Zouk e o Pedro Cazanova. São pessoas com quem lidamos e trabalhamos há muitos anos, portanto fazia todo o sentido convidá-los.
 
Como está a ser a aceitação da vossa nova música com o Michael Teixeira?
Rich: A música é muito boa. Tem um hook muito forte e muito fácil e nós tocámos o remix no Rock in Rio pela primeira. Ainda está um pouco em segredo, mas já temos alguns DJs internacionais interessados em fazer remixes. Estamos muito satisfeitos com o resultado final e ter um contacto como o Michael que, para além de ser um excelente produtor, está nos Estados Unidos da América e dá-nos a vantagem de termos vozes norte-americanas. Essa é uma das nossas preocupações quando lançamos um tema cantado em inglês, porque quando temos alguém cá a cantar inglês, temos de estar sempre a mandar corrigir as letras lá fora para ver se existe alguma coisa que não faça sentido. Assim, manda-se a ideia, trabalha-se a ideia, discutimos, faz-se um rascunho e fica perfeito. 
 
Cláudio.Photos
 
No vosso radioshow dão algum destaque a novos talentos. Como é que encaram a nova geração da música eletrónica em Portugal?
Mendes: Essa tem sido sempre uma preocupação nossa: dar espaço a novos talentos. Mesmo no recente concurso que fizemos para o RFM Somnii, tivemos muitas participações e a dificuldade foi mesmo escolher e chegar ao lote de 10 finalistas. Apareceram-nos faixas muito bem produzidas nos vários sub-géneros da música eletrónica, o que é sempre bom. Diria que há muito bom talento em Portugal nesta área. 
 
Rich: Na área da produção, vemos chegar músicas brutais. As pessoas que participam pensam muita coisa. Houve DJs conhecidos a concorrerem ao concurso e não passaram. Nós não os escolhemos porque quisemos ser fiéis à nossa opinião e as pessoas têm que aceitar que nós fomos o júri. Foi a nossa opinião e foram as músicas que nós mais gostámos, independentemente de haver muito boa produção. Foram 267 participações e quando começámos a reduzir chegámos às 150 e ficámos sem saber o que fazer. Eram 150 artistas que nós gostávamos de meter numa página a votação. Tínhamos de escolher 10 e foi a nossa opinião em termos de gosto e foi isso que prevaleceu. Já fizemos algo semelhante, não tão absorvida como esta, para o disco do RFM Somnii e lançámos um desafio o mais transparente possível. Também escolhemos sete produtores, eram para ser cinco mas não conseguimos e abrimos exceção. Foram sete artistas para o disco e a votação nessa altura foi através de downloads do iTunes. A escolha foi completamente transparente como foi no site, desta última vez. Quem ganhou foi quem conseguiu mais votos, independentemente daquilo que conseguisse fazer. É sempre complicado não conseguir, mas o importante é participar e há que respeitar a decisão das pessoas. 
 
Mendes: O importante é os participantes acreditarem em si próprios, não desistir. Frustrações e coisas que correm mal, toda a gente tem. Se acreditas, continua a acreditar. 
 
Querem dar alguns exemplos de novos talentos que estejam debaixo de olho?
Mendes: Ao dizer nomes não ia ser politicamente correto. Se destacar um ou dois nomes, vamos sempre correr o risco de deixar alguém de fora. É um pouco difícil. 
 
Rich: Nessa perspetiva, nós já trabalhámos com jovens produtores. O ano passado no RFM Somnii levámos dois produtores novos para cima do palco. Acho que isso é um incentivo magnífico para eles. Foram o Batista e o Khamix. É muito importante para estes artistas tentar trabalhar com alguém que já tenha nome no mercado e que tenha ferramentas e meios para divulgar o trabalho. Não conseguimos dar a todos mas não somos aqueles produtores que dizem: “Não vamos fazer música com produtores desconhecidos”… Não, nós adoramos a nova produção, ‘fazemos bandeira’ no RFM Somnii Radioshow e queremos divulgar novos talentos e incentivá-los. As oportunidades surgem. As coisas não caem do céu. É trabalho, é sorte, são oportunidades que temos de agarrar. Temos de estar dispostos a muita coisa para que isso aconteça. Às vezes há muitos destes jovens que pensam que, por exemplo, o Martin Garrix que fez uma música e foi um sucesso, que vai ser igual. Mas, outro exemplo, o Avicii foi o produtor que durante muito tempo ninguém lhe ligava nenhuma. O próprio Bob Sinclar ou o David Guetta que em 2004 esteve no Porto e ninguém se lembra disso. Quando ele rebentou, foi a loucura. Ele não caiu do céu. Se as pessoas olharem, há, de facto, jovens talentos que começam logo e há outros que só começam a aparecer mais tarde. 
 
Que novidades podem revelar sobre o futuro da vossa carreira?
Mendes: Estamos a preparar mais umas músicas. 
 
Rich: Nós levamos isto muito na boa. Já não estamos cá há dois dias. Porque os nossos objetivos profissionais foram outros, apesar de que esta sempre foi uma carreira que ficou sempre. Nunca tivemos o objetivo de ser vedetas. Gostamos disto e levamos a nossa carreira de uma forma muito descontraída. A prova disso é que nós somos muito pouco ‘facebookianos’. 
 
Que mensagem gostariam de deixar aos leitores e seguidores do Portal 100% DJ que estão a ler esta entrevista?
Rich: Sigam os nossos conselhos.
Mendes: E, sobretudo, divirtam-se!
 
 
Publicado em Entrevistas
Pág. 1 de 14
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.