23-01-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Com as votações encerradas, só resta contabilizar os resultados da tabela mais famosa e polémica da história da música eletrónica. O Top 100 da DJ Mag, realizado anualmente, vai decorrer no próximo dia 19 de outubro no Heineken Music Hall em Amesterdão.
 
No ano passado, o topo da tabela foi conquistado pela dupla Dimitri Vegas & Like Mike e houve ainda espaço para os portugueses Diego Miranda e Kura, colocados nas posições 58 e 61, respetivamente.
 
A cerimónica de entrega dos prémios do Top 100 da DJ Mag vai ser acompanhada ao vivo e com atualizações ao minuto a partir do Portal 100% DJ e nas redes sociais associadas, numa cobertura com direito a conteúdos exclusivos.
 
A festa na Holanda continua entre os dias 22 e 23 de outubro no Amsterdam Music Festival que conta com nomes como Alesso, Armin van Buuren, Blasterjaxx, Dash Berlin, Hardwell e Steve Aoki.
 
{youtube}Dp4_-GwZNW0{/youtube}
Publicado em Mix
Segundo os últimos resultados do mais famoso e polémico ranking de DJs - divulgado no passado sábado, 18 de outubro - Hardwell, sem grandes surpresas, volta a alcançar o número 1 de uma listagem de 100 artistas. O DJ e produtor holandês recebe, desta feita, a medalha de “mais popular do mundo”, com Dimitri Vegas & Like Mike e Armin van Buuren a completar o pódio, no segundo e terceiro lugar respetivamente.
 
A lista tem recebido inúmeras críticas relacionadas com o desajustado posicionamento de alguns DJ's reconhecidos mundialmente, como é o caso de Carl Cox, ou pela ausência de Erick Morillo, por exemplo.
 
Pelo terceiro ano consecutivo, o Portal 100% DJ lançou o desafio a três rostos conhecidos e influentes na noite nacional para participar no Vox Pop, onde a pergunta é: "Qual é a sua opinião sobre o Top 100 da Revista DJ Mag?"
 
O nosso terceiro e último convidado a opinar é o DJ e produtor Hugo Rizzo.
 
A Redação 100% DJ.

 
Para mim o top 100 da DJ Mag é um top de popularidade referente a um período de tempo. E acho que o motivo de tantas críticas é que pouca gente o encara como tal.
 
É óbvio que os resultados são sempre controversos. Não há vivalma que consiga compreender que artistas como Erick Morillo, Fatboy Slim, Licle Louie Vega, Danny Tenaglia, Roger Sanchez ou Bob Sinclar fiquem de fora de um Top que avalia os melhores do mundo. Não há também vivalma que consiga conceber uma dimensão em que projectos com tão pouca história - apesar da sua inequívoca qualidade - como Martin Garrix, DVBBS ou Blasterjaxx fiquem melhor posicionados do que artistas como Daft Punk ou Carl Cox. Nem mesmo haverá vivalma que ache normal que artistas de topo de géneros musicais como o Tech House, Techno, Deep House ou mesmo Hip Hop sejam completamente excluídos desta votação ano após ano.
 
Eu simplesmente acho que o problema não é o TOP mas sim as expectativas que são criadas em seu redor. Isto não é o TOP do DJ tecnicamente mais evoluído, se não certamente que o nosso Ride era dos mais votados. Não é o top do DJ com melhor leitura de pista se não certamente que há por aí dezenas de DJs residentes por esse mundo fora que não ficariam de fora. Não é o TOP do DJ mais eclético ou evoluído musicalmente ou onde estariam nomes como Laurent Garnier?

Eu simplesmente acho que o problema não é o TOP mas sim as expectativas que são criadas em seu redor.

É este o meu argumento principal nas conversas que tenho tido com várias pessoas sobre isto.
 
O Top 100 da DJ Mag é um top de popularidade referente ao ano de 2014. Ou seja, os DJs que mais alcançaram ou mantiveram popularidade no último ano foram os melhores classificados. Ponto final. Não façam dele mais do que é.
 
PS: Eu sei que vou chover no molhado mas como raio é possível não destacar o desempenho excepcional do Kura este ano? Foi sem dúvida uma grande notícia para a scene portuguesa. E se alguém algum dia duvidou que o trabalho compensa... já estará convencido do contrário certo?
 
DJ e Produtor
 
Publicado em Mix
sexta, 16 outubro 2015 00:31

E os piores DJs de 2015 são...

Um dia antes de serem revelados os grandes vencedores do Top 100 da DJ Mag, foram divulgados os Bottom 100 DJs, considerados os ‘piores DJs do mundo’. Estes ‘prémios’ são entregues através de uma votação aberta ao público.
 
Este hilariante Top apresentou este ano algumas curiosidades, como a entrada de “ID” e o recorde de 3 presenças de Diplo, a nível individual e em grupo com Jack U e Major Lazer. Outras personalidades como Barack Obama, Zac Efron e Justin Bieber também constam na tabela, uma vez que já mostraram os seus dotes de djing em determinados momentos.
 
No ano passado, deadmau5, Paris Hilton e Pauly D estiveram presentes no Top 3 dos Bottom 100 DJs, que incluiu ainda alguns grandes nomes do cenário da música de dança internacional como David Guetta, Steve Aoki ou Martin Garrix.
 
Confere abaixo a lista completa:
 
  • 1 – David Guetta
  • 2 – deadmau5
  • 3 – Paris Hilton
  • 4 - VINAI
  • 5 – Professor Meowingtons
  • 6 – Dimitri Vegas & Like Mike
  • 7 - Hardwell
  • 8 – Martin Garrix
  • 9 – Dada Life
  • 10 - DVBBS
  • 11 – Steve Aoki
  • 12 – My Penis
  • 13 - KSHMR
  • 14 - Tiesto
  • 15 – Armin van Buuren
  • 16 - Avicii
  • 17 – DJ Potato
  • 18 - Borgeous
  • 19 – W&W
  • 20 – Delta Jack
  • 21 - Skrillex
  • 22 – Zac Efron
  • 23 – Dash Berlin
  • 24 - ATB
  • 25 – Paul van Dyk
  • 26 – PhlapJack!
  • 27 - Afrojack
  • 28 – Pauly D
  • 29 - Carnage
  • 30 – The Chainsmokers
  • 31 – Calvin Harris
  • 32 - Krewella
  • 33 - Diplo
  • 34 – Sasha Grey
  • 35 – Kristian Nairn
  • 36 – Justin Bieber
  • 37 – Rene Rodrigezz
  • 38 – Aiden Jude
  • 39 - Zedd
  • 40 - Alesso
  • 41 – Your Mom
  • 42 – Caked Up
  • 43 – Oliver Heldens
  • 44 - Blasterjaxx
  • 45 – DJ Snake
  • 46 – DJ BL3ND
  • 47 – R3hab
  • 48 – Axwell /\ Ingrosso
  • 49 – Dillon Francis
  • 50 – Nicky Romero
  • 51 - Repow
  • 52 – The Next Suspect
  • 53 – Luke K
  • 54 – Timmy Trumpet
  • 55 - Kygo
  • 56 – Barack Obama
  • 57 - Me
  • 58 - NERVO
  • 59 – Gabry Ponte
  • 60 - Borgore
  • 61 - Deorro
  • 62 - Showtek
  • 63 – 3LAU
  • 64 – Tom Swoon
  • 65 – Jack U
  • 66 - Zaeden
  • 67 - LoudMates
  • 68 – Porter Robinson
  • 69 - MAKJ
  • 70 – Knife Party
  • 71 - Quintino
  • 72 – Carl Cox
  • 73 – Ummet Ozcan
  • 74 - Galantis
  • 75 – DJ Diesel
  • 76 – DJ Soda
  • 77 – Don Diablo
  • 78 – Eric Prydz
  • 79 – Juicy M
  • 80 - Milwin
  • 81 – Above & Beyond
  • 82 - Dyro
  • 83 - Crystalize
  • 84 – Steve Angello
  • 85 – M.A.N.D.Y.
  • 86 – Mat Zo
  • 87 - ID
  • 88 – Martin Solveig
  • 89 – Robin Schulz
  • 90 – Major Lazer
  • 91 - Dannic
  • 92 - Kaskade
  • 93 – Laidback Luke
  • 94 - Shaan
  • 95 – DJ Antoine
  • 96 – Danny Avila
  • 97 – Gareth Emery
  • 98 - Headhunterz
  • 99 – Sander van Doorn
  • 100 - Gaia
 
Publicado em Mix
O DJ Português Pete Tha Zouk ocupa este ano a 47º posição no TOP100 da Revista DJ Mag - o ranking que anualmente atesta a popularidade dos DJs mundiais através do voto do público.

Com o Holandês Armin Van Buuren a encabeçar a lista, Tiësto em 2º lugar, Avicii em 3º e com David Guetta em 4º, este TOP é usado como referência pelos promotores de festas mundiais, já que o voto é do público e os 100 mais atestam a capacidade de mobilização de pessoas que cada DJ consegue.

Pete Tha Zouk é o destaque nacional deste ano, que conquistou a 47ª posição, descendo 10 lugares em relação a 2011. Numa entrevista exclusiva ao Portal 100% DEEJAY, o próprio afirmou já estar à espera que o TOP oscilasse nas posições.
Questionado sobre a sua chegada ao número 1 do TOP, o DJ algarvio não vacila e garante que "vai continuar a trabalhar para agradar às pessoas" e que, se algum dia ganhar esse prémio "é com elas que vai partilhar essa alegria".


Mais uma vez, repetiste a proeza de estar no TOP100. Descreve-nos a sensação de estar nos 50 melhores do Mundo.
É uma sensação muito boa mas de muita responsabilidade, porque é necessário trabalhar mais e melhor para conseguir manter-me no Top50.
 
Desceste 10 posições em relação a 2011. Estavas à espera que este ano o TOP 100 oscilasse tanto nas posições?
Sim, estava. A EDM explodiu nos Estados Unidos que, como sabemos, é um mercado gigantesco e isto trouxe não só mais público a votar como mais artistas a fazer campanha pelo voto. Este ano a globalização é uma coisa patente no Top100, os DJs de trance continuam a liderar mas temos muitas entradas de artistas – como as Nervo, por exemplo – que têm nome primariamente nos Estados Unidos. Seria apenas natural que com mais concorrência houvesse descidas, novas entradas e algumas subidas de posição. Independentemente de ter descido continuo a estar no Top50, e há dois anos consecutivos, é um motivo de grande alegria.  
 
Como te sentes ter 'ao lado' Martin Solveig, DJ com que partilhaste a cabine no Festival Sudoeste?
É uma grande honra! O Martin é um excelente DJ e produtor, e estar ao lado dele é algo que faria qualquer DJ feliz!
 
Seria apenas natural que com mais concorrência houvesse descidas, novas entradas e algumas subidas de posição. Independentemente de ter descido continuo a estar no Top50, e há dois anos consecutivos, é um motivo de grande alegria.

Esperas num futuro próximo estar no número 1?
Bem… nunca se sabe! Vou trabalhar para continuar a agradar às pessoas que acompanham o meu trabalho e,
se algum dia lá chegar, é com elas que vou partilhar essa alegria.

Na tua opinião, deveriam estar mais portugueses no TOP100?
Penso que temos que olhar para o TOP100 como um top de popularidade e não como um decalque da qualidade dos DJs. O que está em causa no TOP100 é a capacidade de mobilização de um artista, é saber quantas pessoas votam em ti quando confrontadas com a questão: Quem é, para ti, o melhor DJ do mundo?

O que podemos esperar de pete Tha Zouk nos próximos meses?
Nos próximos meses vou dividir-me entre Portugal, Brasil, Angola e Estados Unidos, mas podem sempre acompanhar tudo ou no Facebook www.facebook.com/djpetethazouk ou no Twitter em www.twitter.com/petethazouk.

Que mensagem gostarias de deixar aos teus fãs?
Tenho que lhes agradecer pelo voto de confiança que me deram, uma vez mais e pelo terceiro ano consecutivo. São eles que dão sentido a todo o meu trabalho e tento retribuir o melhor que posso a cada actuação. Estamos juntos!
 
Publicado em Mix
Até ao ano passado, apenas quatro artistas portugueses tinham figurado no Top 100 da Revista britânica DJ Mag: Kura, Pete Tha Zouk, Diego Miranda e DJ Vibe, que possuí o título de melhor posição de um português até ao momento (#36), decorria 1997, o primeiro ano em que este Top estreava as diferentes posições, hoje bastante disputadas. Apesar de ser o artista nacional com mais posições alcançadas, DJ Vibe não faz parte deste Top desde o ano 2011 (#84).
 
O DJ e produtor algarvio Pete Tha Zouk estreou-se em 2010 com uma entrada direta para a 80.ª posição. No ano a seguir (2011) subiu até ao número 37, a segunda melhor posição de um português neste Top.
 
E porque é de popularidade que esta listagem se faz, também Diego Miranda - que nos últimos anos tem arrastado multidões com o seu carisma e interatividade - não poderia faltar e foi em 2013 que comemorou a sua estreia na posição número 94. O trabalho de apelo ao voto deu frutos e o ano passado escalou até ao 70.º “andar”.
 
Além de Diego Miranda, o ano de 2014 também foi feliz para Kura, que ao jeito de um “kamehameha”, entrou a grande velocidade na cauda do Top e só parou na posição 42 - o número da sua estreia nestas andanças.
 
Ao que tudo indica, este ano será de muitas oscilações, quiçá novas entradas de artistas portugueses, mas tudo ficará em aberto até ao próximo dia 16 de outubro, data em que se realizará a cerimónia de apresentação do Top 100 no Amsterdam Music Festival, evento inserido no ADE (Amsterdam Dance Event) aquele que é considerado o maior encontro de música eletrónica a nível mundial e que este ano realiza a sua edição de 14 a 18 de outubro.
 
Em baixo, poderás conferir todas as posições alcançadas pelos DJs portugueses ao longo dos anos.
 

DJ Vibe

1997 - #36
1998 - #87
2004 - #80
2005 - #40
2006 - #47
2007 - #40
2008 - #79
2010 - #100
2011 - #84
 

Pete Tha Zouk

2010 - #80
2011 - #37
2012 - #47
 

Diego Miranda

2013 - #94
2014 - #70
 

Kura

2014 - #42
Publicado em Mix
Vai estar disponível dentro de poucas horas a mais popular e polémica votação de DJs de todo o Mundo, promovida pela revista Britânica - DJ Mag.
Até meados de setembro, os fãs dos artistas são mais uma vez convidados a votar nos seus cinco ídolos - por ordem de preferência (1-5) -, através da plataforma digital disponibilizada pela revista.
 
Nos últimos anos, esta votação tem-se revelado bastante polémica. Há registo de uma fraude que foi descoberta, quando vários DJs votaram várias vezes em si mesmos, utilizando softwares para camuflar o IP, e até mesmo uma venda de votos do Ebay por 1000 euros - situações que receberam inúmeras criticas e colocaram em causa a credibilidade da própria votação. No entanto ano após ano, a DJ Mag afirma que esta é uma eleição dos artistas mais populares e não necessariamente dos melhores da 'cena'.
 
É cada vez maior a preocupação da revista em melhorar a sua plataforma, a fim de evitar fraudes nas votações, e é também cada vez maior o número de candidatos em agressivas campanhas promocionais 'vota em mim'.
 
Recorde-se que o último vencedor foi Amin Van Buuren que voltou a conquistar o primeiro lugar, depois de em 2011, David Guetta lhe ter 'passado a perna' por apenas 1 lugar. Neste momento Van Buuren arrecada cinco primeiros prémios dos anos 2007, 2008, 2009, 2010 e 2012.
 
Pete Tha Zouk (47º), Diego Miranda (108º), e DJ Vibe (150º), foram os quatro portugueses que figuraram no Top, mas apenas Pete Tha Zouk ocupou lugar no Top 100.
 
A exemplo de outros anos, os resultados serão conhecidos no próximo mês de outubro na 18ª edição do ADE - Amsterdam Dance Event, que este ano decorre entre 16 e 20 de outubro.
 
 
Publicado em Mix
Martin Garrix é o mais recente número 1 da famosa e polémica tabela do mundo da música eletrónica internacional, o Top 100 da revista holandesa DJ Mag. A cerimónia decorreu esta noite durante o Amsterdam Music Festival, na Holanda.
 
Os vencedores da edição do ano passado, Dimitri Vegas & Like Mike, ficaram colocados em segundo lugar este ano, seguidos de Hardwell, Armin van Buuren e Tiesto.
 
Diplo é o único artista a aparecer na lista três vezes, através dos Major Lazer, Jack U e a nível individual. As faltas mais sentidas nesta tabela foram de Chuckie, Erick Morillo, Nicole Moudaber, Richie Hawtin, Danny Avila, Disclosure, UMEK, Kaskade, Krewella, Sander van Dorn, MAKJ, Thomas Gold, entre outros.
 
Entre as novas entradas constam nomes como Marshmello, Lost Stories, Vintage Culture, Alan Walker, entre outros. Este ano, os artistas portugueses Diego Miranda e Kura mantêm-se na tabela, nas posições 58 e 51 respetivamente.
 
Além das posições na lista, foram entregues ainda prémios especiais a Oliver Heldens, Angerfist e Don Diablo A listagem resultou de um milhão de votos online e o prémio foi entregue a Martin Garrix pelas mãos de Tiesto, que ainda teve tempo de contar a história de quando e como conheceu o jovem DJ e produtor holandês.
 
Confere abaixo a lista completa:
 
1 – Martin Garrix
2 – Dimitri Vegas & Like Mike
3 - Hardwell
4 – Armin van Buuren
5 - Tiesto
6 – David Guetta
7 – Steve Aoki
8 – Oliver Heldens
9 - Skrillex
10 - Afrojack
11 - Avicii
12 - KSHMR
13 – W&W
14 – Calvin Harris
15 – Don Diablo
16 – Axwell /\ Ingrosso
17 – Dash Berlin
18 – The Chainsmokers
19 – Ummet Ozcan
20 - Alesso
21 – R3hab
22 – DJ Snake
23 - Diplo
24 - DVBBS
25 - Alok
26 - Kygo
27 – Swanky Tunes
28 - Marshmello
29 – Nicky Romero
30 – Steve Angello
31 – deadmau5
32 - Quintino
33 – DJ Chetas
34 - Bassjackers
35 - Zedd
36 - Headhunterz
37 - VINAI
38 – Florian Picasso
39 - Galantis
40 – Jack U
41 – Aly & Fila
42 - Shogun
43 - Blasterjaxx
44 – Major Lazer
45 - NERVO
46 - Angerfist
47 – Above & Beyond
48 – Yellow Claw
49 - Marlo
50 – Fedde Le Grand
51 - Kura
52 – Lost Stories
53 - Deorro
54 – Vintage Culture
55 – Alan Walker
56 – Tom Swoon
57 - Coone
58 – Diego Miranda
59 – Brennan Heart
60 – Paul Van Dyk
61 - ATB
62 – Yves V
63 - Woflpack
64 – Dillon Francis
65 – Andrew Rayel
66 – Eric Prydz
67 - Felguk
68 – Radical Redemption
69 – Robin Schulz
70 - Dannic
71 – Da Tweekaz
72 – Daft Punk
73 – Will Sparks
74 – Carl Cox
75 – Timmy Trumpet
76 - Borgore
77 - Firebeatz
78 - Tujamo
79 – Laidback Luke
80 – Markus Schulz
81 - Vicetone
82 – Martin Jensen
83 - Jauz
84 - Carnage
85 - Netsky
86 – Carl Nunes
87 – Sam Feldt
88 – Miss K8
89 – Jay Hardway
90 – Porter Robinson
91 - Bobina
92 - Zatox
93 - Dyro
94 - Flume
95 – Infected Mushroom
96 - Showtek
97 – Daddy’s Groove
98 – Martin Solveig
99 – Ferry Corsten
100 – DJ Feel
Publicado em Mix
O website Resident Advisor divulgou hoje a lista dos 100 DJs do ano, escolhido através de uma votação online aberta ao público. Este top representa o oposto daquele que é apresentado pela conhecida revista DJ Mag onde o pódio é ocupado pelos irmãos Dimitri Vegas & Like Mike.
 
Nicole Moudaber, Steve Lawer, Luciano, Dubfire, Carl Cox, Jeff Mills, John Digweed, Sven Vath e Richie Hawtin são alguns dos artistas presentes nesta nova lista, liderada por Dixon, Maceo Plex e Tale Of Us, que ocupam o primeiro, segundo e terceiro lugar, respetivamente.
 
É uma disputa que levanta muitas críticas, até pelos próprios artistas de estilos musicais diferentes, mas esta batalha está longe de terminar, apesar de haver lugar para todos.
 
Confere abaixo o Top 100 do Resident Advisor:
 
  • 1 – Dixon
  • 2 – Maceo Plex
  • 3 – Tale Of Us
  • 4 – Ben UFO
  • 5 – Jackmaster
  • 6 – Ricardo Villalobos
  • 7 – Seth Troxler
  • 8 – Ben Klock
  • 9 – Ame
  • 10 – Rodhad
  • 11 – Four Tet
  • 12 – Laurent Garnier
  • 13 – Solomun
  • 14 – Motor City Drum Ensemble
  • 15 – Mano Le Tough
  • 16 – Jamie Jones
  • 17 – Bicep
  • 18 – Mind Against
  • 19 – Adam Beyer
  • 20 – Nina Kraviz
  • 21 – Richie Hawtin
  • 22 – Raresh
  • 23 – Marco Carola
  • 24 – Marcel Dettmann
  • 25 – John Talabot
  • 26 – Hunee
  • 27 – The Martinez Brothers
  • 28 – Job Jobse
  • 29 – Sven Vath
  • 30 – DJ Koze
  • 31 – Joris Voorn
  • 32 – Loco Dice
  • 33 – Eats Everything
  • 34 – Zip
  • 35 – Gerd Janson
  • 36 – Floating Points
  • 37 – The Black Madonna
  • 38 – Joseph Capriati
  • 39 – Hot Since 82
  • 40 – Apollonia
  • 41 – Skream
  • 42 – DVS1
  • 43 – John Digweed
  • 44 – Jeff Mills
  • 45 – Jeremy Underground
  • 46 – Daniel Avery
  • 47 – Rhadoo
  • 48 – Patrick Topping
  • 49 – Pan-Pot
  • 50 – DJ Tennis
  • 51 – Joy Orbinson
  • 52 – Roman Flugel
  • 53 – Black Coffee
  • 54 – Helena Hauff
  • 55 – Scuba
  • 56 – Adriatique
  • 57 – Sasha
  • 58 – Lee Burridge
  • 59 – Carl Cox
  • 60 – Jamie xx
  • 61 – Robert Hood
  • 62 – Enzo Siragusa
  • 63 – Claude VonStroke
  • 64 – Move D
  • 65 – Objekt
  • 66 – Midland
  • 67 – Levon Vincent
  • 68 – Dubfire
  • 69 – Chris Liebing
  • 70 – Len Faki
  • 71 – Alan Fitzpatrick
  • 72 – Kerri Chandler
  • 73 – tINI
  • 74 – Blawan
  • 75 – Maya Jane Coles
  • 76 – Donato Dozzy
  • 77 – DJ Harvey
  • 78 – Petre Inspirescu
  • 79 – Sonja Moonear
  • 80 – Luciano
  • 81 – Jasper James
  • 82 – Fur Coat
  • 83 – wAFF
  • 84 – Kolsch
  • 85 – George FitzGerald
  • 86 – Richy Ahmed
  • 87 – Hernan Cattaneo
  • 88 – Function
  • 89 – Barac
  • 90 – Mike Servito
  • 91 – Tama Sumo
  • 92 – Steve Lawler
  • 93 – Dusky
  • 94 – Barnt
  • 95 – Carl Craig
  • 96 – Ryan Elliot
  • 97 – Margaret Dygas
  • 98 – Omar-S
  • 99 – Answer Code Request
  • 100 – Nicole Moudaber
 
{youtube}WwTjqXtYyJA{/youtube}
Publicado em Mix
Após a divulgação dos resultados do Top 100 DJs deste ano, que deu a vitória à dupla Dimitri Vegas & Like Mike, a revista DJ Mag divulgou hoje as posições entre os números 101 e 150, sem portugueses na lista.
 
Alguns artistas cuja falta foi notória no Top 100 estão presentes nestas novas posições, como é o caso de Fatboy Slim, Jay Hardway, FTampa, Jamie Jones e Paul Kalkbrenner.
 
No entanto, há DJs e produtores como Martin Solveig, Erick Morillo ou Bob Sinclar que continuam de fora da tabela mais conhecida e polémica do mundo da música eletrónica.
 
Confere abaixo a lista entre as posições 101 e 150:
 
  • 101 – Twoloud
  • 102 – 3 Are Legend
  • 103 – DJ Feel
  • 104 – Bobina
  • 105 – Ran D
  • 106 – Zomboy
  • 107 – Noisecontrollers
  • 108 – Kryder
  • 109 – Carl Nunes
  • 110 – Adaro
  • 111 – DJs From Mars
  • 112 – Infected Mushroom
  • 113 – Atmozfears
  • 114 – Flume
  • 115 – Merk & Kremont
  • 116 – Ftampa
  • 117 – MOTi
  • 118 – Vintage Cultura
  • 119 – Tony Junior
  • 120 – Alvaro
  • 121 – The Chainsmokers
  • 122 – Jamie Jones
  • 123 – Maceo Plex
  • 124 – Felguk
  • 125 – Wasted Penguinz
  • 126 – 3LAU
  • 127 – TJR
  • 128 – Omnia
  • 129 – Dubvision
  • 130 – Julian Jordan
  • 131 – Orjan Nilsen
  • 132 – E-Force
  • 133 – Heatbeat
  • 134 – Angger Dimas
  • 135 – Arty
  • 136 – Jay Hardway
  • 137 – Marco Carola
  • 138 – Dzeko & Torres
  • 139 – Dada Life
  • 140 – Psyko Punkz
  • 141 – Sasha
  • 142 – Paul Kalkbrenner
  • 143 – Bobby Puma
  • 144 – Fatboy Slim
  • 145 – Gunz 4 Hire
  • 146 – Loco Dice
  • 147 – Korsakoff
  • 148 – Seth Troxler
  • 149 – Joey Dale
  • 150 - Flosstradamus
 
{youtube}Dp4_-GwZNW0{/youtube}
Publicado em Mix
segunda, 07 novembro 2011 18:52

Club Banditz sobem no Top da DJ Mag

Os Club Banditz batem recorde de popularidade ao subirem mais de 4000 posições na DJMAG TOP CHART em apenas um ano. Este chart que é considerado pela indústria como o mais fiel barómetro da cena actual DJ, serve anualmente para os principais players do mercado comprovarem a popularidade dos artistas no ranking mundial.

A provar o reconhecimento do empenho dos CBZ em 2011, seja pela qualidade dos seus bootlegs, remixes, sets, radio shows ou acima de tudo pela energia impressa nos seus gigs, os fãs dos Club Banditz “tomaram de assalto” a DJ CHART da DJMAG, subindo-os nada menos do que 4.037 lugares no ranking, classificando-os numa posição de enorme prestígio - 347º lugar.

A ajudar nesta proeza, tiveram a mais recente "Brazil Winter Tour” e “Yacht Week Tour”, nesta última ficaram como DJs oficiais do evento que decorre anualmente na Croácia, Sardenha, Ibiza e Mediterrâneo, o que, juntamente com uma enorme campanha on-line gerou milhares de fãs e seguidores da “quadrilha”.
Publicado em Artistas
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.