23-05-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

A Organização do Ultra Music Festival acaba de surpreender tudo e todos ao divulgar um comunicado que anuncia o fim da Era do Ultra Music Festival em Miami, 20 anos depois.

O anúncio revela que após serem analisados vários feedbacks sobre a experiência do festival do passado mês de março, num novo local (o Virginia Key Beach Park), a organização percebeu que os festivaleiros não tiveram a melhor experiência no evento, facto pelo qual pesou no término do evento em Miami. "Decidimos terminar voluntariamente a licença com o Governo de Miami e estamos à procura de um outro local que possa ser a casa permanente do Ultra no Sul da Flórida", pode ler-se no comunicado.

Recorde-se que os dissabores com as autoridades de Miami começaram em novembro do ano passado onde foi recusada a realização do evento no Bayfront Park, colocando-se em cima da mesa o seu cancelamento. As queixas dos moradores, o barulho, a confusão e o facto do parque ficar fechado ao público durante muito tempo foram determinantes para que o festival rumasse até Virginia Key, que acaba agora por ser a sua última "casa".

Confere o comunicado na íntegra:
 
Publicado em Ultra Music Festival
O velho ditado quando se aplica, bate sempre certo - 'Quando a esmola é grande, o santo desconfia' - neste caso o 'Cartaz'.
O Evento 'Academy Returns DJ 2010' há muito que anda a dar que falar e já tem história e título para um grande filme.

No dia 24 de Setembro a Agência 'Grooves Production' comunicava através do seu Facebook oficial que as artistas 'L&M Connection' não iriam actuar no evento 'Academy Returns DJ 2010' por falta de pagamento por parte da organização do evento. Desde aí, alguns artistas colocaram o 'pé atrás' no que diz respeito à credibilidade da produção.

O evento inicialmente estava agendado para ser realizado nos dias 8, 9 e 10 de Outubro no Estádio de Aveiro. Porém, e devido ao mau tempo que se fazia sentir nesse fim-de-semana (Alerta Laranja), a Protecção Civil de Aveiro e a Produção, decidiram adiar o evento para segurança de todos.
Posterior a esse dia em que foi adiado, a Produção anunciava as novas datas - 22 e 23 de Outubro - e em vez de ser Outdoor, sería Indoor numa tenda gigante.

Até há bem poucos minutos atrás, tudo, ou quase tudo, estava confirmado se não fosse a 'desorganização da Produção'  tal como descrevem vários artistas com actuações previstas para a noite de hoje e amanhã.
Citam também 'incumprimentos contratuais' e até mesmo 'a divulgação do nome no Cartaz, não estando o artista confirmado'.
 
Aquele que, possivelmente seria um grande evento de música electrónica hoje e amanhã em Aveiro não passará de uma 'banhada de água fria', não só para, os já portadores de ingressos, como também para os artistas e sponsors associados ao evento.

Se os artistas possuem termos e condições nos contratos, são para serem obrigatóriamente cumpridos. Caso contrário, os artistas ou os seus agentes estão no direito de cancelar a actuação dos mesmos. Foi o que vários nomes do cartaz fizeram até à minutos atrás.
'A produção não informou a tempo as horas, o local e dormida' e os 'telemóveis desligados também são uma realidade' - Queixam-se vários artistas indignados com a situação que se está a passar, à espera de uma justificação por parte da Produção e a menos de 5 horas de ser dado o inicío do evento.

É de profundo lamentar que situações como estas ainda aconteçam na noite portuguesa. Pois, só prejudicam a credibilidade e confiança de outras Produtoras de eventos, que lutam por boas Produções. No entanto, é situações como estas, que filtram as 'boas' das 'más'.
Publicado em Mix
domingo, 12 julho 2009 23:33

Depeche Mode cancelam concerto

Dave Gahan, vocalista dos Depeche Mode, sofreu na Sexta Feira passada, no concerto dado pela banda em Bilbao, uma lesão no músculo da perna que obriga a banda, por indicação médica dada ao vocalista, a cancelar os dois últimos concertos da tour europeia, que incluíam o concerto de dia 11 de Julho no Super Bock Super Rock no Porto.
Todos os restantes concertos desta data do Festival mantêm-se como previsto.

A Música no Coração e a Unicer / Super Bock lamentam o cancelamento do concerto e informam que todos os possuidores de bilhetes para o dia 11 de Julho poderão:

•Assistir a ambas as datas do Super Bock Super Rock, Porto dia 11 de Julho e Lisboa dia 18 de Julho, mediante apresentação do seu bilhete para o Porto, ou
•Usar o seu bilhete de dia 11 para o Super Bock Super Rock em Lisboa no dia 18 de Julho para assistirem a The Killers, Duffy, Mando Diao, Brandi Carlile, The Walkmen e Bettershell, ou
•Reclamar o valor do mesmo a partir de segunda-feira, e durante 60 dias a partir de 11 de Julho, nos locais onde os adquiriram, sendo condição necessária para tal que apresentem o seu bilhete totalmente intacto
Todos os esclarecimentos serão prestados em www.musicanocoracao.pt, www.superbock.pt, e pelo telefone da Música no Coração, a partir de segunda-feira.

Chegando este ano à sua 15ª edição, a história do Festival Super Bock Super Rock tem sido caracterizada pela capacidade contínua de inovação, dinamismo e reinvenção, afirmando-se como uma referência no panorama musical português. Isto permitiu-lhe ganhar um espaço único na vida cultural portuguesa, ser uma fonte de revelação de bandas portuguesas e ainda a privilegiada porta de entrada de bandas internacionais, credibilizando Portugal junto da indústria musical à escala mundial e colocando o nosso país na rota dos grandes festivais de música.

Desde a primeira edição, o Super Bock Super Rock já teve vários formatos, assim como já esteve em várias cidades, tendo-se mesmo aventurado além fronteiras. No entanto nunca perdeu a sua identidade, apenas a diversificou e se consolidou como o ‘festival camaleão’ português. Este ano não é excepção.
Publicado em Artistas
A Semana Académica do Algarve e a Queima das Fitas de Coimbra estavam preparadas para receber DJ Fresh. Infelizmente, as duas datas do artista inglês em solo nacional foram canceladas.
 
Em Faro, o evento dos estudantes de ensino superior tinha confirmado a presença de DJ Fresh na noite de ontem, mas a organização anunciou em comunicado oficial nas redes sociais que o artista tinha perdido o voo e que possivelmente a data seria remarcada para breve.
 
A atuação de DJ Fresh na Queima das Fitas de Coimbra seria no próximo dia 12 de maio, mas por um “motivo inesperado de conflito de agenda” o artista foi substituído por Chuckie.
 
A Semana Académica do Algarve, que terminava ontem à noite, foi um dos eventos afetados pelas más condições climatéricas que se fizeram sentir por todo o país. A noite de ontem foi cancelada pela organização, que anunciou a decisão através de um comunicado oficial divulgado nas redes sociais. As atuações dos DJs na tenda eletrónica foram transferidas para as discotecas Twice e First Floor, em Faro.
 
{youtube}N7OPZOBJZyI{/youtube}
Publicado em Artistas
O DJ e produtor Hardwell acaba de cancelar a sua atuação em Antuérpia, na Bélgica, incluída na digressão “I Am Hardwell United We Are”, devido a uma ameaça terrorista.
 
A atuação estava marcada para o próximo dia 13 de maio e os fãs do artista holandês foram avisados do cancelamento através de um e-mail. A equipa de Hardwell decidiu “que este não é o momento e o local certo para realizar este evento”, como se pode ler no comunicado oficial.
 
A digressão “I Am Hardwell United We Are”, que passou por Portugal em março do ano passado, vai terminar com uma atuação numa cidade europeia, numa data ainda a anunciar. Até ao momento, Hardwell não se pronunciou acerca deste cancelamento.
 
Recorde-se que a Bélgica continua em alerta máximo, depois dos atentados terroristas de 22 de março no aeroporto de Zaventem, local onde anualmente desembarcam todos os festivaleiros do Tomorrowland, que causaram a morte de mais de 30 pessoas e mais de 200 feridos.
 
Sobre o clima de insegurança, a redação do Portal 100% DJ falou com a organização do Tomorrowland, onde ficou claro que a equipa “está ciente de tudo o que se está a passar pelo mundo e como tal estamos em constante comunicação com todas as instituições governamentais na Bélgica e pelo mundo inteiro”, disse Debby Wilmsen, representante do festival, em exclusivo ao Portal 100% DJ.
 
Entretanto, o governo belga está a preparar uma nova proposta de lei, juntamente com a organização de grandes festivais como o Tomorrowland, que passa pela proibição da entrada de mochilas nos eventos.
 
{youtube}R1-sWDhzB50{/youtube}
Publicado em Eventos
Após as notícias da má situação financeira da SFX, detentora do Tomorrowland, Sensation e Beatport, a empresa anunciou agora o cancelamento do festival norte-americano TomorrowWorld, depois de muitos rumores que circularam na comunicação social nos últimos meses.
 
“Queridos amigos, é com o coração apertado que informamos que não haverá TomorrowWorld em 2016. Infelizmente, na situação atual, não será possível oferecer-vos a experiência que vocês merecem. Vamos deixar de nos ver em setembro (...). Vocês, People Of Tomorrow, a fundação do TomorrowWorld, são a nossa inspiração. Vamos guardar e valorizar todas as magníficas memórias nos nossos corações, isto não é uma despedida...”, são as palavras da organização do evento, em comunicado oficial divulgado hoje nas redes sociais.
 
O TomorrowWorld foi também alvo de várias críticas e problemas na edição do ano passado, cujo último dia do festival chegou a ser cancelado devido a más condições climatéricas.
 
Dear Friends, It’s with a heavy heart that we inform you, TomorrowWorld will not take place in 2016. Unfortunately in the current environment, it is not possible to give you the best and unique experience you deserve.We will miss seeing each other in September and experiencing the magic of TomorrowWorld as one. You, the People of Tomorrow, the foundation of TomorrowWorld, are our inspiration. Let’s lock and cherish all the magnificent memories in our hearts, this is not farewell… TomorrowWorld
Publicado por TomorrowWorld em Quarta, 2 de março de 2016
 
Publicado em Tomorrowland
Segundo consta no website do mesmo, o evento foi obrigado a fechar portas tendo como base a falta de licenciamento correto para venda de ingressos e venda de comida. A organização reembolsará o valor dos ingressos.
 
O evento comecou na passada sexta-feira, ocupando um milhão de metros quadrados junto à Barragem de Alqueva, no concelho de Moura e decorria até ao dia 26 de agosto.
 
Segundo algumas fontes, o evento recebeu uma ação de fiscalização das autoridades competentes (ASAE), onde detetaram falta de licenciamento correto, nomeadamente para a venda de comida (Feirantes) e para a venda de ingressos.
 
Recorde-se que desde o passado dia 6 de fevereiro o Ministério Público tem em curso uma investigação sobre o festival. Na origem está um vídeo que circula pela Internet, alegadamente filmado numa das edições anteriores do KaZantip, onde se vê uma criança envolvida numa cena de sexo oral ao vivo.
O Departamento de Investigação e Acção Penal do Estado declarou à Lusa, que o processo "está na fase de inquérito, ou seja, de recolha de prova em ordem ao apuramento dos factos e das responsabilidades penais".
 
O evento foi também falado por milhares de pessoas nas redes sociais, inclusivé num Portal onde se pode ler que o evento em Portugal não corresponde ao 'evento verdadeiro', estando também descrita uma mensagem do 'Presidente' do evento onde cita que "não tem nada contra Portugal", antes pelo contrário, "tem bonitas cidades fortificadas". Na mesma mensagem pode ler-se que "eles [organização] não têm nada, exceto o desejo de vender tours e vizas (senha) para fazer algum dinheiro rápido".
 
Alguns artistas, nomeadamente deejays, queixaram-se através das redes sociais pela falta de consideração por parte da organização, onde a mesma, oferecia um saco de cama, espaço para dormir, e o artista tinha ainda a possibilidade de levar três amigos. Situação que também gerou alguma polémica.
 
A Página do evento no Facebook foi eliminada.
 
 
 
Publicado em Festivais
A organização do TomorrowWorld atravessa agora diversos problemas, que estão a afetar a sua imagem e credibilidade. As más condições meteorológicas, além de obrigarem a adiar a abertura de portas do recinto do festival para uma hora mais tarde no sábado, obrigou ao cancelamento da noite de domingo, exceto para os campistas da Dreamville.
 
A chuva intensa que se fez sentir no passado fim-de-semana causou diversos estragos nos parques de estacionamento e nas estradas de acesso ao TomorrowWorld, o que fez com que os carros e autocarros que iriam transportar os festivaleiros ficassem atolados na lama. As pessoas ficaram sem transporte e foram obrigadas a andar durante vários quilómetros, às escuras. Muitas delas chegaram a casa apenas na manhã seguinte, passando várias horas sem comer ou beber.
 
Há também relatos de supostas violações e registos em fotografias e vídeos de pessoas a dormir no chão. As redes sociais foram palco de vários relatos do ‘horror’ vivido na madrugada de sábado, com diversas pessoas a queixarem-se da má organização do TomorrowWorld e da arrogância dos seus funcionários.
 

 
“Vocês têm pessoas drogadas e alcoolizadas a andar durante mais de 5 horas para chegar aos carros, sem rede de telemóvel ou a dormir na estrada sem comida e bebida” e “é muito bom ter o bilhete VIP e oferecer uma experiência de sem-abrigo” foram alguns dos testemunhos deixados na página oficial de Twitter do TomorrowWorld.
 
A comunicação social norte-americana tem feito várias notícias acerca do acontecimento, com entrevistas a testemunhas e vítimas desta situação.
 
Para evitar que este acontecimento se repetisse, o dia de domingo foi cancelado para quem tinha bilhete diário. As atuações de Martin Garrix, Armin van Buuren ou David Guetta foram apenas feitas para os 40 mil campistas da Dreamville. Em comunicado, publicado através da página oficial de Facebook do TomorrowWorld, a organização anunciou que irá devolver o dinheiro dos vários bilhetes individuais de domingo.
 

 
Muitas das pessoas que passaram por esta má experiência afirmaram que não vão voltar mais ao TomorrowWorld. Depois das primeiras edições terem registado uma fraca adesão, estes acontecimentos estão a afetar e muito a imagem e a marca do festival. Pelas redes sociais, já se fala do fim do TomorrowWorld.
Publicado em Tomorrowland
O evento Carlsberg Where’s The Party na Marina de Cascais acaba de ser cancelado e mudou a sua localização para Portimão, no Algarve. O sunset irá decorrer no próximo dia 30 de julho, das 16 às 2 horas, no recinto do NoSolo Água.
 
O motivo desta mudança é devido a dificuldades de agenda e programação e o cartaz do evento vai ser anunciado em breve. Para quem já adquiriu bilhete, podem usá-lo para a edição algarvia ou solicitar a devolução do valor das entradas a partir de hoje até ao dia 30 de julho, nos locais onde foram adquiridos. É obrigatório que o bilhete esteja intacto.
 
A devolução pode também ser feita através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou pelo número 707 234 234. Para qualquer esclarecimentos, pode ser contactada a promotora do evento, WeLove Events, através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..
 
A Carlsberg Where’s The Party volta assim à praia de Portimão, depois de no ano passado receber nomes como Deorro, Danny Avila, Diego Miranda, Eddie Ferrer, Rizzo e Christian F.
 
Publicado em Eventos
A atuação de Kura na Queima das Fitas de Coimbra, que estava marcada para hoje, em formato sunset, foi cancelada pela WDB Management, agência que representa o artista “devido a dois incumprimentos de contrato”, segundo o comunicado oficial divulgado pela empresa.
 
Os dois incumprimentos relatados no comunicado publicado na página oficial de Facebook da WDB Management que levaram ao cancelamento da atuação de Kura baseiam-se na falta de pagamento e o facto da performance de Kura estar previamente marcada para o palco principal mas foi alterada ontem para um palco secundário “por aparente incompatibilidade com a ficha técnica” do mainstage da Queima das Fitas de Coimbra e dos artistas que iriam atuar a seguir, o conceito Revenge Of The 90’s.
 
Após conversações entre a Associação Académica de Coimbra e a WDB Management, a empresa acabou por cancelar a atuação de Kura desta noite. A associação académica prometeu esclarecer o sucedido através de uma conferência de imprensa marcada para esta tarde.
 
Para substituir Kura no sunset da Queima das Fitas de Coimbra, a organização escolheu Van Breda e a dupla KEVU.
 
Kura, através de um vídeo publicado na sua página oficial de Facebook, confessa-se “triste e chocado com os acontecimentos”, explicando tudo o que se passou na primeira pessoa. “Queria tocar no palco principal com visuais que tenho preparados especificamente para esta data e música nova” porque, segundo o artista, “era uma data especial” e pede desculpas aos seus fãs, no vídeo que podes assistir abaixo:
 
Publicado em Eventos
Pág. 1 de 3
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.