21-05-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

A Google vai lançar um novo serviço de música de subscrição chamado YouTube Music Key, avança o Android Police.
 
O serviço permitirá a reprodução de música sem anúncios, terá a capacidade de gravar canções e vídeos para ouvir offline, disponibilizará uma interface específica para a reprodução de áudio quando o utilizador está ocupado com outras tarefas e custará 9,99 dólares por mês.
 
Ainda não foi revelada a data de lançamento deste serviço, mas tudo aponta para que o YouTube Music Key venha a englobar o atual serviço ‘Google Play All Access’ que a empresa já disponibiliza.
 
Fonte: Exame Informática.
 
Publicado em Mix
O Spotify recusa-se a apagar playlists criadas por utilizadores com alinhamentos exatamente iguais aos das compilações criadas pela Ministry of Sound. A acusação é feita pela editora londrina, que na segunda-feira interpôs uma ação judicial contra a plataforma de música.
 
O caso deverá fazer jurisprudência. Os 24 milhões de utilizadores que o Spotify tem atualmente, criaram desde o lançamento deste serviço de música online, em 2008, mais de mil milhões de playlists. É uma funcionalidade popular para reunir e partilhar conjuntos de canções com amigos - que também podem participar na construção dos alinhamentos - ou, nos casos de alguns sites, com leitores.
 
À escolha existem mais de 20 milhões de temas (dados de Dezembro de 2012), devidamente licenciados, que os utilizadores podem ouvir ou compilar. Entre eles estão os temas usados nas compilações da Ministry of Sound, que apenas detém os direitos para os editar em formato disco (físico ou digital) mas não para streaming
 
A Ministry of Sound, marca associada a uma discoteca de Londres com o mesmo nome, aceita essa contingência como uma dificuldade criada pela transformação da indústria da música no tempo da Internet. O que a deixa a lutar pelo que sobra - a curadoria. A editora defende que esse trabalho intelectual também deve estar protegido pela lei dos direitos de autor.
 
"O que fazemos é mais do que agrupar temas: há muita pesquisa na criação das nossas compilações e propriedade intelectual envolvida nisso. Não é apropriado que alguém faça corta-e-cola com elas", argumenta o presidente executivo da Ministry of Sound, Lohan Presencer, em declarações ao "Guardian", que deu a notícia do processo à imprensa.
 
A editora londrina - que se dedica à música de dança e já vendeu mais de 50 milhões de discos nos últimos 20 anos - exige na ação judicial que as playlists sejam apagadas, que o Spotify bloqueie de forma permanente a possibilidade de os seus alinhamentos voltarem a ser copiados e ainda uma indeminização que a compense por danos e custos com o processo.
 
O diário britânico lembra que, em 2010, houve um caso idêntico no Reino Unido, envolvendo as ligas de futebol inglesa e escocesa. Na altura, o Tribunal Superior deu razões a estes dois representantes dos clubes britânicos, que pretendia que os seus calendários (ordem dos jogos) fossem protegidos pela lei dos direitos de autor. Mas a decisão foi revertida na sequência de um recurso. No setor da música, é o primeiro caso a chegar à justiça.
 
Fonte: P3.
 
Publicado em Mix
Um estudo levado a cabo pelo Instituto de Cardiologia da Universidade de Nis, na Sérvia, revela que ouvir música faz bem ao coração. Segundo os investigadores, ouvir música fortalece o coração e ajuda à recuperação dos doentes com problemas cardíacos.
 
As conclusões dão conta de que as sensações sentidas, ao ouvir os nossos temas e melodias preferidos, são benéficas à saúde do coração. 
 
Nos ensaios, os 74 pacientes em análise, com problemas cardíacos, foram divididos em três grupos: um para ter aulas de exercício físico durante três semanas, outro para ter as mesmas aulas mas também ouvir música à sua escolha, a qualquer altura do dia, durante 30 minutos, e um último que só ouvia música, sem fazer os exercícios cardio, ao contrário daquilo que é habitualmente prescrito aos doentes com este tipo de patologias.
 
No final, aqueles que ouviram música e levaram a cabo o plano de exercícios cardio revelaram significativas melhorias a nível do funcionamento do coração, com a aptidão física a registar uma evolução de 39%.  
 
O grupo que só praticou exercícios aeróbicos revelou uma melhoria de 29% nas suas capacidades físicas e aquele que não fez qualquer tipo de atividade, para além de ouvir as suas músicas preferidas durante uma hora e meia por dia, deu, mesmo assim, provas de 19% de evolução a nível cardíaco.
 
Os resultados foram apresentados no congresso anual da Sociedade Europeia de Cardiologia e dão conta da libertação de hormonas chave para o bom funcionamento do sistema cardiovascular. Em comunicado, Delijanin Ilic, líder da investigação, explica que "quando ouvimos música, o nosso cérebro liberta endorfinas que melhoram o desempenho do nosso coração". 
 
"Não há nenhuma música que seja a 'melhor' para se ouvir. O que interessa é aquilo que a pessoa gosta e a faz feliz", acrescenta a especialista. Embora os ensaios tenham sido feitos apenas com pacientes com problemas cardíacos, Ilic acredita que os resultados são aplicáveis a uma população muito mais abrangente.
 
 
Publicado em Mix

O interesse do Twitter no Soundcloud já dura há dois anos, mas agora a rede social acaba de investir 70 milhões de dólares na plataforma de música. Segundo o website Recode, este investimento é apenas uma pequena parte do negócio, que poderá chegar aos 100 milhões de dólares.

 

O Soundcloud vale neste momento 700 milhões de dólares e com este investimento feito por parte do Twitter, a rede social fica com cerca de 10% da plataforma musical.

 

Ainda não está esclarecido o objetivo principal deste investimento, feito no início deste ano, mas o negócio já foi confirmado por Jack Dorsey, CEO do Twitter.

Publicado em Mix
 
O Instituto de Meteorologia prevê para este fim-de-semana boas condições climatéricas para a prática do desporto mais apetecido de sempre - audição de boa música. Apenas basta clicar no 'Play' e começar a surfar nas melhores ondas sonoras, com o volume no máximo!
(Se algum player não aparecer, faz refresh, clica em F5)
 
1
 
 
2
 
 
3
 
 
4
 
 
5
 
 
6
 
 
7
 
 
8
 
 
Publicado em Mix
Está comprovado que a música certa consegue levar as pessoas a esforçarem-se mais e melhor no ginásio. Uma lista motivadora de músicas e será mais fácil manter essas resoluções de ano novo, diz o Spotify, o serviço de streaming de música online que recentemente passou a ser gratuito no telemóvel.
 
Para encontrar a playlist perfeita para o ginásio, o Spotify analisou 6,7 milhões de listas criadas para o exercício e consultou um especialista em Psicologia de Desporto da Universidade de Brunel, em Londres, Costas Karageorghis.
 
"Quando sincronizamos os nossos movimentos com o ritmo da música, isto aumenta a intensidade do nosso exercício à medida que o cérebro vai ouvindo um ou dois BPM além da nossa zona de conforto - isto aumenta o esforço físico com a característica de que a diferença de esforço será quase imperceptível", explica o especialista. A playlist resultante é baseada na popularidade global das músicas e no seu ritmo, estilo e conteúdo lírico.
 
O resultado é a playlist "Ultimate Workout" do Spotify, que engloba faixas de aquecimento, trabalho e relaxamento:
 
1. Roar - Katy Perry 
2. Talk Dirty - Jason Derulo ft 2 Chainz 
3. Skip To The Good Bit - Rizzle Kicks 
4. Get Lucky - Daft Punk ft Pharrel Williams 
5. Move - Little Mix 
6. Need U 100% - Duke Dumont ft A*M*E
7. You Make Me - Avicii
 
 
8. Feel My Rhythm - Viralites 
9. Timber - Pitbull ft Ke$ha 
10. Applause - Lady Gaga 
11. Can't hold us - Macklemore & Ryan Lewis
12. Happy - Pharrell Williams
13. The Monster - Eminm & Rihanna
14. Love me again - John Newman
 
 
15. Get down - Groove Armada & Stush
16. #thatPOWER - will.i.am & Justin Timberlake
17. It's my party - Jessie J. 
18. Play Hard feat. Ne-Yo & Akon - David Guetta
 
 
19. Burn - Ellie Goulding
20. Royals - Lorde
 
Em Portugal os dados do Spotify indicam que as mulheres preferem ir ao ginásio de manhã, enquanto que os homens optam pela hora de almoço, e este é o top de músicas que ouvem:
 
1. Leaving You (Radio Edit) Audiene Michael S.
 
 
2. From Nowhere - Live At Spotify Offices - Dan Croll 
3. Do It - Pitbull 
4. The Best Thing (That Never Happened) - We Are The In Crowd 
5. Evolved - Sex Ray Vision
 
 
6. Masquerade - Nicki Minaj 
7. Nice To Meet You - Forever The Sickest Kids 8. The Monster - Eminem 
9. United Kids of the World - Headhunterz 
10. Tonight Is The Night - Outasight
 
Publicado em Mix

 

Uma nova iniciativa intitulada “Música Nova às Sextas” foi lançada ontem, 10 de junho, e alterou o dia de lançamento de álbuns musicais para as sextas-feiras. Antes eram editados às segundas-feiras, tal como em França e no Reino Unido.
 
Todos os novos discos chegam agora ao mercado às 00h01 (hora de cada país) de sexta-feira, em mais de 45 países, com o objetivo de “gerar um maior entusiasmo e sensação de participação no que toca ao lançamento de novos álbuns e singles”, referiu a Associação Fonográfica Portuguesa num comunicado enviado à imprensa.
 
“Com esta medida, implementada por editoras, comerciantes e artistas a nível internacional, os fãs nos vários países deixam de ter de esperar vários dias para terem acesso a faixas e álbuns acabados de lançar”, concluiu a associação.
 
Publicado em Mix
segunda, 30 julho 2018 19:01

Mauro Barros lança novo single

Ninguém pára Mauro Barros. O DJ e produtor português acaba de lançar o seu mais recente single, intitulado “You Can’t Stop Me”, em colaboração com o artista americano Wes Writer. 
 
Com uma mensagem que pretende destacar a força e a motivação, o tema conta com uma energia contagiante que promete pôr todos os amantes de música eletrónica a dançar.
 
Esta faixa é mais uma prova do desafio que Mauro Barros começou no ano passado, explorando outros estilos musicais depois de “Funky Monkey”, “Hold Me Now” e “When The Sun Is Up”.
 
“You Can’t Stop Me” já está disponível em todas as plataformas digitais. Recorde-se que Mauro Barros foi um dos artistas mais votados para fazer parte do TOP 30 de 2017 do Portal 100% DJ, ficando colocado na 17ª posição.
 
Publicado em Música
Já se encontra disponível em Portugal, o Google Play Music Premium, um novo serviço de assinatura mensal de música no Google Play. Dá acesso a ilimitado a uma enorme biblioteca com milhões de músicas, possíveis de reproduzir online ou a partir de qualquer dispositivo - desde PCs e tablets a smartphones e outros dispositivos portáteis.
 
Segundo a empresa, a versão portuguesa do Google Play Music Premium disponibiliza não só o catálogo internacional do Google Play Music, composto por dezenas de milhões de músicas, artistas e álbuns, como inclui um amplo leque com milhares de álbuns e músicas de artistas portugueses - contemplando desde as novidades até aos clássicos da música nacional.
 
O novo Google Play Music Premium permite ao utilizador criar várias listas de reprodução, assim como uma estação de rádio interactiva de um artista ou com as músicas que mais gosta, livre de publicidade.
 
É possível adicionar, remover ou reordenar a estação como mais gostar, tendo a possibilidade de ver o que vem a seguir; e pode ainda procurar recomendações da equipa de especialista em música da Google, explorando o género pretendido.
 
Adicionalmente, a opção "Listen Now" coloca um leque de opções de artistas e estações de rádio recomendados para o respetivo utilizador, de modo a que a audição comece assim que a biblioteca de músicas é aberta.
 
É possível experimentar o novo Google Play Music Premium, tendo acesso grátis por um mês e pagar apenas 7.99€ nos meses seguintes. O preço normal para quem se inscrever após o dia 31 de Agosto será de 9,99€ por mês, com o teste gratuito durante 30 dias.
 
Publicado em Mix
Depois de anunciar que muito em breve estará de regresso ao selo holandês Spinnin Records e com um tema tocado no passado fim-de-semana no Mainstage do Ultra Music Festival, o DJ e produtor português Pedro Carrilho remistura agora um dos mais emblemáticos músicos jamaicanos de sempre: Shaggy. O tema intitula-se "Own The Night" e nele participam também Nicola Fasano e Honorebel. 

"Achei o tema original bastante catchy e decidi dar-lhe uma roupagem mais club e festivaleira, de forma a poder enquadrar-se nos meus DJ sets. O Nicola Fasano adorou o resultado e foi rapidamente assinada como remistura oficial. Na fase de promos tivemos ótima recetividade por parte de DJs e diversas rádios um pouco por todo o mundo. Estou muito satisfeito com o feedback até agora!" conta Pedro Carrilho, que atualmente ocupa a posição número 15 do TOP 30 - 100% DJ.

Esta nova remix está disponível nas plataformas Spotify, Beatport e iTunes, pela Route75 Recordings.
 
Publicado em Música
Pág. 1 de 10
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.