23-03-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Erro

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens eventos-meoarena deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens eventos-meoarena deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

Desde que foi inaugurada, em 1998, pela maior sala multiusos do país já passaram inúmeros eventos, das mais diferentes tipologias, desde congressos, exposições, concertos e até mesmo provas desportivas.
 
Localizada às portas de Lisboa, a (agora) Meo Arena dispõe de uma área total de construção de 47 mil metros quadrados e na sua capacidade máxima pode albergar 20 mil pessoas em pé e 12.900 sentadas. Tem dois balcões (1.º e 2.º andar) e a área total da arena é de 5.200 metros quadrados.
 
A ideia de construir este edifício remonta às primeiras discussões sobre o Plano de Urbanização da Expo 98. Ao contrário de outras cidades europeias, Lisboa não possuía uma sala polivalente para acolher eventos de grande envergadura. As salas existentes, tanto na capital como noutros pontos do país, ou tinham lotação limitada - até 4000 lugares -, ou eram dificilmente adaptáveis a eventos não convencionais, como o desporto de alta competição em recinto coberto. Além disso, não dispunham do aparato tecnológico exigido para coberturas televisivas modernas ou pelos grandes espetáculos musicais ou teatrais.
 

Na sua capacidade máxima pode albergar 20 mil pessoas em pé e 12.900 sentadas.

 
Recuando atrás no tempo, durante os 132 dias de Expo 98, o edifício era designado Pavilhão da Utopia, onde era realizado, quatro vezes ao dia, um espetáculo de efeitos teatrais clássicos com as modernas tecnologias multimédia, designado "Oceanos e Utopias". A sua autoria foi de François Confino e Philipe Genty, produzido pela empresa Rozon. 
 
Esta construção não foi feita ao acaso. A localização foi um dos pontos fortes aquando da fase de projeto, pois tinha a vantagem de servir não só a população da maior área metropolitana portuguesa, mas também o país no seu conjunto, dada a proximidade da Estação do Oriente (onde se interligam os principais meios de transporte público) e dos principais nós rodoviários.
 
Ao longo dos últimos anos, além dos concertos que estamos habituados a assistir com banda, também os espetáculos de música eletrónica têm vindo a ganhar o seu lugar cativo nesta arena portuguesa e a atingir um público-alvo cada vez maior. O primeiro evento com DJs aconteceu em 2003. O conhecido “Olá Love 2 Dance” contou com uma gigantesca produção, onde em destaque esteve a música e todo o conjunto de efeitos multimédia. Roger Sanchez, Luís leite, Carlos Manaça, Diego Miranda e Miss Blondie estreavam desta feita a maior “discoteca” do país. 
 
Na timeline em baixo, poderás conferir todos os eventos de música eletrónica que decorreram na Meo Arena a partir do ano 2003. De recordar que os dois últimos ainda vão acontecer este ano, dias 18 e 31 respetivamente.
 
 
{gallery}eventos-meoarena{/gallery}
 
Agradecimentos 
  • Meo Arena
  • Unilever Portugal
 
Publicado em Infografias
segunda, 06 fevereiro 2012 12:41

Malibu lança aplicação «DJ Music Mixer»

A marca de bebidas alcoólicas Malibu lançou uma plataforma portátil de mistura de músicas denominada “DJ Music Mixer”, disponível para iPhone, iPod Touch e iPad.

A aplicação permite «misturar músicas a partir de dual decks que automaticamente sincronizam o “beat-mix” e a partir daí “brincar” com os efeitos de som, fazer loop da base específica de uma música, misturar duas músicas, gravar, guardar e partilhar as novas misturas» nas redes sociais, explica a Malibu em comunicado.

A aplicação Malibu “DJ Music Mixer” já se encontra carregada com músicas de DJ’s como Major Lazer, Riva Starr e Mowgli, e pode ser descarregada gratuitamente na iTunes Store.
Publicado em Marcas
Pelo sétimo ano consecutivo e de forma a comemorar os seus 11 anos de existência, o Portal 100% DJ vai distinguir, em conjunto com todos os noctívagos, a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano, por parte dos DJs e produtores nacionais, numa iniciativa única que pretende não só revolucionar a indústria da música eletrónica como também contribuir para o desenvolvimento da carreira dos artistas.

Mais uma vez a opinião do público será decisiva, pois é quem irá delinear as posições deste TOP 30, através de uma votação online, onde todos podem eleger os seus DJs e produtores portugueses favoritos, aqueles que mais se destacaram em 2018 independentemente do estilo de música eletrónica que tocam. Mais uma vez esta ação será destinada, não só para aqueles que já estabeleceram o seu lugar na dance scene nacional, como também para os novos talentos, que com o seu excelente trabalho já emergem no mercado da música.

Todos os pormenores desta ação serão aqui anunciados a 25 de setembro, que, segundo Ivo Moreira, diretor do Portal 100% DJ "tem todas as condições para ser novamente um sucesso. No ano passado as expectativas foram superadas em larga escala, com uma adesão em massa por parte de pessoas dos mais variados pontos do país e do mundo, que votaram nos seus artistas favoritos. Sobre esta nova edição, há novidades a serem preparadas para em dezembro - mês em que anunciamos as posições do TOP - apresentarmos algo diferente do habitual."
Publicado em 100% DJ
Uma listagem de regras, algumas hilariantes, está a tornar-se viral e a correr as redes sociais. O "regulamento" faz parte de um novo clube que vai abrir portas durante este mês de fevereiro, na cidade do pecado - Las Vegas.
 
No documento pode ler-se que não é permitido tocar alguns géneros musicais como trap, hip hop e até mesmo dubstep. Faixas de artistas como Hardwell, Calvin Harris, Martin Garrix, Tiësto, Swedish House Mafia e Wolfgang Gartner estão também proibidas de serem tocadas. Fora de questão, está também o DJ falar ao microfone. 
 
No remate final a administração do clube, que assina o documento, avisa que se alguma das regras for quebrada, o DJ sai imediatamente da cabine e não será renumerado. 
Que te parecem estas regras? Puro marketing?
 
 
Publicado em Nightlife
Um incêndio de grandes proporções lavra desde ontem em Pedrógão Grande, na região de Leiria, sendo considerado uma nas maiores tragédias de sempre em território nacional.
 
Até ao momento foram confirmadas 62 vítimas mortais e mais de 60 feridos. Vários artistas de música eletrónica portugueses como Kura e Miss Sheila já expressaram os seus votos de pesar em relação a esta grande tragédia nas suas redes sociais.
 

Publicado em Mix
quinta, 20 dezembro 2012 21:46

10 Músicas que vão impedir o fim do mundo

Não sabemos ao certo nem podemos prever se a "coisa", se "dá". Os grandes cérebros da NASA dizem que não, e é tudo mentira. O reboliço é tanto, que até já entrámos na onda.
Temos a certeza que as 10 músicas que apresentamos em baixo, impedem que isto algum dia acabe. Play!
 
1
 
 
2
 
 
3
 
 
4
 
 
5
 
 
6
 
 
7
 
 
8
 
 
9
 
 
10
 
 
Publicado em Mix
A ‘campanha eleitoral’ para o Top 100 da DJ Mag deste ano já começou. Além dos artistas internacionais, são muitos os DJs e produtores portugueses que estão a apelar ao voto, utilizando, maioritariamente, as redes sociais.
 
Kura, que se estreou o ano passado na lista ocupando a posição número 42, iniciou a sua campanha através de um vídeo que mostra os bastidores da vida de DJ. “As votações da DJ Mag já começaram, o vosso apoio é mais importante do que nunca!”, revelou Kura na sua página oficial de Facebook.
 
Há também outros DJs portugueses empenhados a tentar a sua sorte para a edição deste ano do mais disputado TOP 100 de DJs, com apelo ao voto através das redes sociais, junto dos fãs. É o caso do DJ The Fox, que considera que “esta entrada em votação é idealizada de forma a querer mostrar mais do que se faz em Portugal. A produção é o foco e um resultado inesperado pode acontecer!”.
 
Tom Enzy também já iniciou a sua ‘campanha eleitoral’, afirmando que “tem sido um ano incrível” e que “é o momento certo para fazer isto acontecer!”. Depois de apelar votos aos seus fãs, agradece por tornar este “sonho em realidade”.
 
Depois de atuarem no mesmo palco de grandes nomes como Dimitri Vegas & Like Mike ou Steve Angello, a dupla Club Banditz decidiu também apelar ao voto. “As votações da DJ Mag já começaram, o vosso apoio é muito importante!”, relatam os DJs e produtores na página oficial de Facebook.
 
Diego Miranda é também outro português que quer continuar a marcar presença na lista mais cobiçada da música eletrónica. Além de apelar ao voto durante as suas atuações o DJ aposta ainda na distribuição de autocolantes pelos fãs. Através de um vídeo com alguns dos melhores momentos da sua carreira nos últimos anos, o DJ tem contado com o apoio dos seus seguidores para fazer história.
 
Desde o ano 1997 que a presença de portugueses na lista já vem sendo habitual. DJ Vibe foi o estreante, na posição número 36, a mais alta de um DJ nacional até aos dias de hoje.
 
Pete Tha Zouk, Diego Miranda e Kura também já estiveram presentes no Top 100 da DJ Mag nos últimos anos.
 
Em baixo poderás conferir todas as posições de DJs portugueses no Top da DJ Mag, nos respetivos anos:
 
DJ Vibe:
  • 1997 - #36
  • 1998 - #87
  • 2004 - #80
  • 2005 - #40
  • 2006 - #47
  • 2007 - #40
  • 2008 - #79
  • 2010 - #100
  • 2011 - #84
 
Pete Tha Zouk:
  • 2010 - #80
  • 2011 - #37
  • 2012 - #47
 
Diego Miranda:
  • 2013 - #94
  • 2014 - #70
 
Kura:
  • 2014 - #42
 
 
{youtube}b_fjj48U3zk{/youtube}
Publicado em Mix
São mulheres, são DJs e partilham o mesmo gosto e paixão: a música de dança. O estilo musical é dos poucos itens que as diferencia.
 
O gráfico em baixo, demonstra bem que ser-se DJ, não é só profissão para homens. Antes pelo contrário. Portugal dá-se ao luxo de estar, e muito bem, representado no DJing - e também na produção musical - pelo 'sexo forte'.
 
Um pouco por todo o mundo, o número de mulheres a comandar as pistas de dança é cada vez maior e segundo o party people - elas sabem bem o que fazem.
 
Recorde-se que no ranking da revista DJ Mag - há apenas uma posição ocupada por mulheres entre os 100 melhores: o duo NERVO, formado pelas gémeas Miriam e Olívia Nervo que preenchem a 46ª posição.
 
O Portal 100% DJ associa-se ao Dia Internacional da Mulher e deixa a pergunta: "Quem disse que as cabines eram só para os homens?"
 
 
Publicado em Infografias
Os Melhores do Ano da Nova Era vão decorrer no dia 14 de abril, na Exponor, em Matosinhos e são agora conhecidos todos os nomeados nas diversas categorias, cujos vencedores são escolhidos pelo público através do site oficial da rádio.

Hardwell, Marshmello e Martin Garrix estão nomeados na categoria de Melhor DJ, enquanto que os Karetus, com a sua colaboração com os Wet Bed Gang intitulada "Maluco", são candidatos ao prémio de Melhor Single Nacional.
 
Os Melhores do Ano vão contar com a atuação de Vini Vici, Karetus, Kevu, Club Banditz, entre muitos outros.
 
Confere todos os nomeados nas respetivas categorias:
 
Melhor Single
Ed Sheeran - Shape of You
Major Lazer - Sua Cara
Post Malone - Rockstar
 
Revelação
Dua Lipa
Lil Uzi Vert
Post Malone
 
Melhor Dance
Burak yeter - Tuesday
Camelphat - Cola
Martin Jensen - Solo
 
Melhor DJ
Hardwell
Marshmello
Martin Garrix
 
Melhor Single Nacional
Carolina Deslandes - A Vida Toda
Karetus & Wet Bed Gang - Maluco
Piruka - Se eu não acordar amanhã
 
Melhor Act Nacional
Diogo Piçarra
Mundo Segundo
Slow J
 
Publicado em Eventos
 
A plataforma que mede a audiência do mundo da indústria musical - JustGo -, divulgou os resultados de um estudo que fez sobre os 100 DJs que mais êxito obtiveram nas redes sociais no decorrer do ano 2013. A base do estudo esteve assente nas quatro principais redes sociais Soundcloud, Youtube, Twitter e Facebook. Este estudo teve também a parceria da Topple Track - a plataforma que protege produtores e editoras da pirataria. 
 
A maioria deste Top é composto por artistas da vertente mais comercial, onde Hardwell lidera o topo. Facto é, que nem Armin van Buuren nem Tiësto estão no Top 10 e, infelizmente o mérito e presença dos portugueses nas redes sociais não foi reconhecida neste Top 100.
 
O total desta lista ultrapassa os 295 milhões de fãs em todo o mundo, onde dois terços desses fãs são apenas no Facebook. Durante o ano passado, o número de fãs nas redes sociais registou um total de 34% mas o destaque vai para a plataforma Soundcloud que registou o maior crescimento na ordem dos 60%, tornando-se a rede social mais emergente.
 
Neste estudo, soube-se ainda os artistas que mais terão crescido em cada rede social. Foram eles, Quintino no Facebook, Dyro no Twitter, Disclosure no Youtube e Armin van Buuren no Soundcloud.
 
Também a plataforma Topple Track que salvaguarda a proteção dos produtores e das editoras colaborou neste estudo revelando os cinco DJs mais pirateados de 2013. E a ordem é: Hardwell, Calvin Harris, Dimitri Vegas & Like Mike, Nicky Romero e Zedd.
 
A infografia para conferir em baixo.
 
 
Publicado em Infografias
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.