22-11-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Não é muito habitual ver artistas internacionais responderem a comentários nas redes sociais. Mas hoje, o DJ e Produtor holandês - Hardwell quebrou o protocolo e não teve «papas na língua» respondendo de forma insólita e a roçar no ridículo, a uma provocação de um seguidor.
 
Utilizando a sua página oficial de Facebook, que conta com mais de três milhões de seguidores, Hardwell anunciava a abertura das votações do famoso "IDMA Awards" e apelava a todos o voto na sua pessoa, no radioshow com a sua assinatura e na Revealed Recordings, editora fundada pelo próprio. 
 
Um seguidor não gostou do post e comentou em jeito de provocação: "Armin van Buuren é o melhor DJ do mundo! 'State of Trance' é o melhor radioshow! 'Armada Music' a melhor editora! Hardwell tu não és ninguém em comparação com o Armin van Buuren!" 
 
Mal sabia esse seguidor que iria fazer «estalar o verniz» a Hardwell, que não se poupando em pormenores, respondeu com todas as letras: "Obrigado pelo elogio. Se tu pensas que eu toquei um set pré-gravado, basicamente disseste que eu mixei sem falhas. A única coisa que eu gravei foi a afterparty com a tua irmã. Tem um óptimo dia!"
 
Há quem considere, a resposta épica, e há quem afirme que o holandês desceu de nível ao responder daquela forma. Certo mesmo, é que este assunto está a provocar um frenesim nas redes sociais e não são poucos os seguidores que gostariam que a "irmã" tivesse uma dita "afterparty" com o número 1, segundo a DJ Mag.
 
 
Nota de redação 03-01-2013 23:12h - O post foi entretanto removido da Página do artista.
 
Publicado em Artistas
O DJ e produtor Hardwell vai ser o primeiro artista de música eletrónica a transmitir em direto a sua atuação em realidade virtual e em 360 graus diretamente de Miami, durante a Miami Music Week. O livestream, exclusivo do Littlstar, está marcado para o próximo dia 16 de março, na festa “Hardwell Presents Revealed” que vai decorrer no Nikki Beach.
 
Esta vai ser uma oportunidade única para os fãs de Hardwell que não podem estar presentes em Miami, que vão poder assistir à atuação do artista holandês como se estivessem a dividir o palco com o antigo número 1 do Top 100 da DJ Mag.
 
A iniciativa é uma parceria entre a VBR, LeaseWeb e a Littlstar e vai estar disponível na internet, Apple TV, Android e iOS. Além de Hardwell, Dannic, FTampa, Julian Jordan, Kill The Buzz e o português Kura vão subir ao palco do Nikki Beach.
 
{youtube}1Vq8ZWEZZiw{/youtube}
Publicado em Artistas
A MEO Arena, em Lisboa, recebeu no passado sábado cerca de 14 mil pessoas para assistir ao novo espetáculo de Hardwell, “United We Are”, especialmente dedicado ao seu álbum de estreia, lançado em janeiro. O evento teve a duração de cinco horas e contou com o warm-up de Kill The Buzz. O DJ “número 1”, segundo a revista britânica DJ Mag, voltou a encantar os portugueses num dos eventos de música eletrónica mais aguardados do ano, tendo os seguidores do holandês começado a concentrar-se nas imediações do recinto logo pela manhã.
 

A ESTREIA QUE FEZ “BUZZ” (COM ENTREVISTA)

Diretamente de Breda, a mesma cidade de Robbert, chega Kill The Buzz, o primeiro a dominar a batuta. Além das suas próprias faixas e da estreia de novos temas, The Buzz durante as duas horas de set, reproduziu também músicas de David Guetta (“Just One Last Time” com Taped Rai) e Alesso (“Tear The Roof Up”). No dia anterior ao espetáculo, tinha estreado uma nova faixa intitulada “Metric”, em colaboração com Manse, no radioshow “Hardwell On Air”.
 
Numa entrevista exclusiva ao Portal 100% DJ e ainda com a adrenalina pós-gig a fervilhar, Kill The Buzz não escondeu o orgulho e satisfação que é fazer o warm-up de Hardwell: “Eu e o Robbert somos amigos desde, mais ou menos, 8 ou 9 anos, e tenho-o acompanhado nas suas tours como amigo, nomeadamente em muitos festivais na Holanda. Há cerca de três anos atrás produzi três faixas que ele gostou imenso. Significa muito para mim que ele me tenha trazido para o seu espetáculo. É ótimo estar aqui!”
 
Questionado quanto ao grau de dificuldade em abrir as hostes do “#1”, The Buzz confessa que Hardwell lhe diz as coisas mais difíceis de tocar ao vivo. “Por exemplo, não podes tocar muitas músicas que são “top” e que grande parte das pessoas quer ouvir num festival. Essencialmente não te podes expor. A coisa mais inteligente num warm-up é dizer às pessoas que tu estás ali” referiu.
 
 
Esta é a primeira vez do holandês em Portugal: “Estou a adorar esta cidade - Lisboa. Um ótimo sítio para estar, e as pessoas são simpáticas, bem como a comida. É ótima!” rematou com um sorriso nos lábios, indicando Kura como o DJ português que conhece.
 

A PROVA QUE SOMOS UNIDOS

A estrutura e logística de palco teve assinatura portuguesa, enquanto que a estrutura superior foi desenhada na Holanda e irá acompanhar Hardwell nesta tour. Semelhante a uma nave espacial, Hardwell, que desta vez “aterrou” em Portugal acompanhado pela sua cara-metade, levou os fãs a uma viagem alucinante e cheia de energia, ao som dos maiores êxitos do passado, do presente, e ainda, de novas músicas.
 
Vestindo uma nova camisola de Portugal, oferecida pela rádio Mega Hits, tal como aconteceu no espetáculo de 2013, o artista holandês contagiou os presentes com a sua paixão e dedicação pela música eletrónica, criando uma forte interação e ligação com o público que delirava em todo o recinto, erguendo por vezes uma bandeira portuguesa e um cachecol, gritando algumas palavras como “braços no ar” e “obrigado”.
 
As letras de algumas músicas eram visíveis no ecrã gigante, que acompanhadas por efeitos de CO2, pirotecnia e um conjunto de luzes único, transformaram a MEO Arena numa autêntica pista de dança gigante. Na plateia e no balcão 1, podiam-se observar vários cartazes, t-shirts e ainda bandeiras do Tomorrowland e de países como Portugal, Espanha, Colômbia, Holanda e Brasil.
 
 
Apesar do balcão 2 não ter sido aberto ao público, a moldura humana de 14 mil fãs do “#1” demonstrou que Portugal tem um dos melhores públicos a nível mundial.
 
Além do seu álbum de estreia, “United We Are”, lançado em janeiro, Hardwell também estreou novas sonoridades. Da sua autoria, não podiam faltar os sucessos como “Spaceman” e “Dare You”, enquanto gritava “Portugal, i love you!”. Hit’s como “Blame” (Calvin Harris & John Newman), “A Sky Full Off Stars” (Coldplay & Avicii), “Drop It Like It’s Hot” (Snoop Dogg & Pharrel Williams) e “Leave The World Behind” (Swedish House Mafia) fizeram as delícias dos fãs, que receberam uma pequena surpresa no final: as últimas duas músicas contaram com selo português: “Hangover” e “Kalemba (Wegue Wegue)”, dos Buraka Som Sistema, foram os temas que finalizaram a atuação, numa recordação que nos retornou ao espetáculo de 2013, ocorrido no mesmo local.
 

NEM OS FAMOSOS RESISTEM A HARDWELL

Algumas caras conhecidas compareceram no MEO Arena para assistir a um dos eventos mais esperados do ano. Nomes como Inácio Ramos, Luís Evaristo, Diogo Dias, Diana Monteiro, João Montez, Dan Maarten, Olga Ryazanova, Dynamic Duo, Hugo Rizzo, Ricardo Silva, Mauro Barros, Olívia Ortiz e Joana Vieira fizeram questão de marcar presença neste regresso de Hardwell ao nosso país.
 

VOX POP

José Paulo Costa, de 20 anos, veio de Santa Maria da Feira para assistir ao concerto de Hardwell pela primeira vez. Para ele, a prestação do “número 1” foi "espetacular e fantástica". Já Telma Silva, de 32 anos, "estava à espera de um pouco melhor" em relação à área VIP do evento. Tiago, natural de Almeirim, de 36 anos, confessou-nos que achou um bom espetáculo, mas que o mesmo "acabou muito cedo". Já Mónica, de 31 anos, gostou do seu primeiro espetáculo de Hardwell e admitiu voltar um dia.
 
 

A PARCERIA DE SUCESSO CONTINUA (COM ENTREVISTA A NELSON CUNHA)

Depois de “One Last Tour” (Swedish House Mafia), o RFM SOMNII e a tour “I Am Hardwell”, foi a vez da “United We Are” chegar a Portugal. Mais uma vez, a parceria entre a Genius Y Meios, a Mega Hits e a Sociedade Lusa de Espetáculos foi um sucesso, elevando a fasquia para aquilo que poderá vir no futuro. 
 
“Duas vezes ‘melhor do mundo’, duas vezes em Portugal no MEO Arena, e superámos as espectativas. Voltámos a repetir a ‘dose’ com um espetáculo diferente, inovador... e o Hardwell está praticamente a ‘jogar em casa’”, revelou-nos Nelson Cunha, Diretor da Mega Hits. “Existem fortes afinidades de Hardwell com Portugal, ele sente o nosso país de uma maneira muito especial. A maior parte dos países da Europa onde ele toca não tem um público tão emotivo, e aqui sim, ao mínimo toque/gesto, o público português reage e isso é muito bom”, por isso, “ele gosta de vir a Portugal e é por isso que veio cá outra vez” disse o diretor da estação.
 
Em relação à rádio Mega Hits, Nelson desvendou algumas das novidades, como a estreia do radioshow da editora de Hardwell – Revealed Records, o radioshow semanal do Quintino, a residência mensal com Djeff Afrozilla e, além dos Beatbombers, o “regresso” do DJ Glue e a Mega DJ Academy. Quanto ao Mega Hits Kings Fest, que contou com a presença de Martin Garrix no ano passado, está a ser realizado um “trabalho de pesquisa”.
 
Para concluir e em relação ao Portal 100% DJ, Nelson Cunha prestou um agradecimento: “Quero agradecer à 100% DJ por ter vindo mais uma vez, pelo grande apoio dado à dance music em Portugal, mantendo sempre aquela isenção, que é importante, e respeitando os artistas e produtores. Têm feito um trabalho excecional - parabéns a vocês”.

 

BACKSTAGE

Nos bastidores do espetáculo, Hardwell teve ainda tempo de conhecer alguns dos seus fãs portugueses, através de um Meet & Greet. Diogo Calhó, de 16 anos, foi um dos fãs sortudos que teve a oportunidade de conhecer o seu ídolo. “Achei-o uma pessoa simpática e nada fria com os fãs”, foi a descrição que Diogo nos fez, em exclusivo, sobre o sonho de conhecer o DJ holandês, pois é o seu ídolo e inspiração. Relativamente ao espetáculo, o jovem de Barcarena confessou que adorou todo o espetáculo, desde os “LED’s, sonoridade, ambiente e a interação com o público”. Foi o primeiro espetáculo de “EDM” de Diogo e “teve um maior significado por ser do Hardwell”, revelou.
                        
A Mega Hits, patrocinadora do evento, além da t-shirt, ofereceu a Hardwell o prémio de “Melhor DJ do Ano”, um totem com logótipo da rádio em 3D.
 

BILHETES SOLIDÁRIOS

Todos os espetáculos da tour “United We Are” têm uma vertente solidária. Para quem comprou bilhete, contribuiu automaticamente com 50 cêntimos para a organização DANCE4LIFE. Este projeto de solidariedade é apoiado por Robbert e tem como objetivo o combate à SIDA nos jovens a nível mundial, através da educação, música e dança.
 

REDES SOCIAIS

Nas redes sociais como o Facebook, Instagram e Twitter, Hardwell foi um dos temas que mais “buzz” gerou. Quando o DJ chegou ao nosso país, fez questão de colocar uma fotografia na sua página oficial de Facebook e do Instagram, de uma vista privilegiada de Lisboa, elogiando o clima: “A aproveitar o lindo clima em Lisboa. Preparado para a I Am Hardwell desta noite!”. Kill The Buzz publicou também uma fotografia sua, com a descrição: “A aproveitar esta vista de topo em Lisboa, Portugal”. Após o espetáculo na MEO Arena, Hardwell partilhou ainda uma fotografia tirada durante o concerto, onde se pode ler “Obrigado Portugal! #UnitedWeAre”.
 

 

O REGRESSO ANUNCIADO

O DJ e produtor holandês, em entrevista à Mega Hits, confirmou acidentalmente o seu regresso ao MEO Sudoeste deste ano, pouco tempo antes da sua atuação em Lisboa. Entretanto, a organização do festival alentejano já confirmou a presença de Hardwell na Zambujeira do Mar, no dia 8 de agosto. Robbert esteve presente na edição de 2014 do MEO Sudoeste.
 
Vemo-nos em Agosto, Robbert!
 
Publicado em Reportagens
2013 é sem dúvida o ano de Hardwell. O Jovem Holandês de 25 anos acaba de conquistar o número 1 do Top 100, promovido pela Revista DJ Mag. A votação decorreu entre os meses de julho e setembro através da plataforma online disponibilizada pela revista, e os fãs eram convidados a votar em 5 nomes - por ordem de preferência. Desta feita, Hardwell subiu uma mão cheia de posições em relação a 2012, atirando Amin Van Buuren - o vencedor que possui mais troféus (5) - para o 2º lugar.
 
Também em relação ao ano passado, Avicii ficou intacto na 3ª posição e Tiësto caiu do número 2 para o 4. O Francês David Guetta que em 2011 foi o número 1, também recuou uma posição, ocupando agora o lugar número 5 - deixado por Hardwell.
 
Sem surpresas e devido ao enorme sucesso que ambos têm tido com a marca 'Tomorrowland', a dupla Dimitri Vegas & Like Mike sobe 32 posições e ocupa agora o lugar cativo número 6.
O patrão da Protocol Recordings - Nicky Romero - que em 2012 entrou pela primeira vez no Top e abriu a 17ª porta, este ano sobe 10 degraus e senta-se num estável 7º lugar.
 
Steve Aoki com os seus poderes sobrenaturais, este ano gerou uma 'turbulence' mundial e da posição 15, subiu para a número 8.
Sem qualquer alteração, Afrojack permanece na nona posição e a fechar o 'top ten' está Dash Berlin que desceu apenas 3 posições.
 
As novidades
Para o Top deste ano, registou-se a entrada de 12 novos artistas, como é o caso de Dyro, que ocupou diretamente o lugar número 30. Com mais 10 posições está o produtor de 'Animals' - Martin Garrix (40), que é também o mais novo artista a fazer parte desta lista - tem apenas 17 anos.
Vicetone (60), Gunz For Hire (63), Diplo (64), Antonie (68), Blasterjaxx (71), Dillon Francis (73), Dannic (74), Adaro (75), Diego Miranda (94) e DJs From Mars (95) estrearam pela primeira vez o seu lugar no Top 100.
 
Oscilações
A queda mais acentuada desta votação soube a amargo à dupla Cosmic Gate (Nic Chagall e DJ Bossi) registando menos 41 posições. Por outro lado, o DJ e Produtor de trance Andrew Rayel conquistou a maior subida - 49 posições.
 
Portugal
Pete Tha Zouk desapareceu do Top dando lugar a Diego Miranda. O DJ algarvio não conseguiu alcançar a lista dos 100 - ele que em 2012 ocupava o 47º lugar e em 2011 o 37º. 
Este ano o produtor de 'Say Yeah!' entrou diretamente para a posição número 94, subindo assim 14 números em relação a 2012 (108), colocando desta feita, Portugal no Top 100.
 
Histórico de Vencedores TOP 100 da DJ Mag
1997 - Carl Cox
1998 - Paul Oakenfold
1999 - Paul Oakenfold
2000 - Sasha
2001 - John Digweed
2002 - Tiësto
2003 - Tiësto
2004 - Tiësto
2005 - Paul van Dyk
2006 - Paul van Dyk
2007 - Armin van Buuren
2008 - Armin van Buuren
2009 - Armin van Buuren
2010 - Armin van Buuren
2011 - David Guetta
2012 - Armin Van Buuren
2013 - Hardwell
 
Em baixo confere a lista completa e oficial divulgada pela DJ Mag.
 
2013 NOME DIFERENÇA
100 Ran D down (12)
99 Ummet Ozcan New entry
98 Solar Stone Re entry
97 Umek down (38)
96 Matt Darey Re entry
95 DJs From Mars New entry
94 Diego Miranda New entry
93 Mat Zo down (21)
92 Paul Oakenfold down (23)
91 Bl3nd New entry
90 Stafford Brothers New entry
89 Benny Benassi down (16)
88 Bob Sinclar up (6)
87 Tenashar New entry
86 Da Tweekaz up (13)
85 Skazi Re entry
84 Tiddey Re entry
83 Wasted Penguinz down (8)
82 John O’Callaghan Re entry
81 Heatbeat «»
80 Cosmic Gate down (41)
79 Myon and Shane 54 Re entry
78 Felguk up (12)
77  Martin Solveig down (29)
76 Richie Hawtin up (2)
75 Adaro New entry
74 Dannic New entry
73  Dillon Francis New entry
72 D Block and S Te Fan down (8)
71 Blasterjaxx New entry
70 Project 46 up (30)
69 Quentin Mosimann up (5)
68  DJ Antoine New entry
67 Mike Candys up (19)
66 Noisecontrollers down (39)
65 Tenishia down (15)
64 Diplo New entry
63 Gunz For Hire New entry
62 DJ Feel down (6)
61 Brennan Heart down (12)
60 Vicetone New entry
59 Madeon down (5)
58 R3hab up (15)
57 Arty down (29)
56 Wildstylez down (15)
55 Tommy Trash up (7)
54 Eric Prydz down (2)
53 Infected Mushroom down (10)
52 Bingo Players up (14)
51 Gareth Emery down (37)
50 Zatox down (14)
49 Orjan Nielsen down (17)
48 Omnia up (10)
47 Bobina up (6)
46 Carl Cox down (1)
45 Coone down (8)
44 Krewella New entry
43 Chuckie down (8)
42 Ferry Corsten down (20)
41 Porter Robinson down (1)
40 Martin Garrix New entry
39 Sander Van Doorn down (21)
38  Steve Angello up (19)
37 Frontliner up (42)
36 Kaskade down (6)
35 Dada Life down (11)
34 Angerfist up (8)
33 ATB down (12)
32 Paul Van Dyk down (16)
31 Laidback Luke down (2)
30 Dyro New entry
29 Fedde Le Grand down (3)
28 Andrew Rayel up (49)
27 Showtek Re entry
26 Swedish House Mafia down (14)
25  Knife Party up (8)
24 Zedd up (27)
23 Headhunterz down (12)
22 Daft Punk up (22)
21 Markus Schulz down (8)
20 Aly & Fila down (1)
19 Axwell up (4)
18 Sebastian Ingrosso up (16)
17 Above & Beyond down (9)
16 Nervo up (30)
15 Calvin Harris up (16)
14 W&W up (11)
13 Alesso up (7)
12 Deadmau5 down (7)
11 Skrillex down (1)
10 Dash Berlin down (3)
9 Afrojack «»
8 Steve Aoki up (7)
7 Nicky Romero up (10)
6 Dimitri Vegas & Like Mike up (32)
5 David Guetta down (1)
4 Tiesto down (2)
3 Avicii «»
2 Armin van Buuren down (1)
1  Hardwell up (5)

 

Publicado em Mix
Os artistas Hardwell e Kygo estão entre os artistas com mais prémios arrecadados na última edição dos International Dance Music Awards, que decorreu a semana passada, durante a Miami Music Week nos Estados Unidos da América.
 
“Best Global DJ”, “Best Artist (Solo)” e “Best Progressive House/Electro DJ” foram algumas das categorias onde Hardwell saiu vencedor, enquanto que Kygo levou para casa os prémios de “Best Chillout/Lounge Track” e “Best Break-Through DJ”.
 
O festival Tomorrowland, a editora Spinnin’ Records e a discoteca Ushuaia em Ibiza também conquistaram prémios nesta cerimónia que aconteceu em Miami. Os vencedores da edição deste ano foram escolhidos pelos fãs, através de uma votação online, com uma média de 2 milhões de votos vindos de 209 países.
 
Confere abaixo todos os vencedores:
 
Best Underground Dance Track:
  • Shiba San – Burn Like Fire
 
Best Alternative/Indie Rock Dance Track:
  • Eric Prydz VS Chvrches – Tether
 
Best Indie Dance Track:
  • Purple Disco Machine & Boris Dlugosch – L.O.V.E.
 
Best Latin Dance Track:
  • Kryder, Tom Staar & The Wulf – De Puta Madre
 
Best House/Garage/Deep House Track:
  • Bob Sinclar feat. Dawn Tallman – Feel The Vibe
 
Best R&B/Urban Dance Track:
  • The Weeknd – Can’t Feel My Face
 
Best Electro/Progressive House Track:
  • Tiesto & KSHMR feat. Vassy – Secrets
 
Best Rap/Hip Hop/Trap Dance Track:
  • David Guetta feat. Nicki Minaj, Bebe Rexha & Afrojack – Hey Mama
 
Best Trance Track:
  • Armin van Buuren feat. Mr Probz – Another You
 
Best Dubstep/Drum & Bass Track:
  • Skrillex & Diplo Present Jack U with Justin Bieber – Where Are U Now
 
Best Tech House/Techno Track:
  • Alcatraz – Give Me Luv (Nicole Moudaber Remix)
 
Best Chillout/Lounge Track:
  • Kygo – Stole The Show
 
Best Commercial/Pop Dance Track:
  • Major Lazer & DJ Snake feat. MO – Lean On
 
Best Compilation or Full Length DJ Mix:
  • Hardwell – Hardwell Presents Revealed Volume 6
 
Best Global DJ:
  • Hardwell
 
Best North American DJ:
  • Skrillex
 
Best European DJ:
  • Dimitri Vegas & Like Mike
 
Best Break-Through DJ:
  • Kygo
 
Best EDM/Pop DJ:
  • Calvin Harris
 
Best Trance DJ:
  • Armin van Buuren
 
Best House/Garage/Deep House DJ:
  • Claptone
 
Best Indie Dance/Underground DJ:
  • Jamie XX
 
Best Progressive House/Electro DJ:
  • Hardwell
 
Best Techno/Tech House DJ:
  • Carl Cox
 
Best Dubstep/Drum & Bass DJ:
  • Skrillex
 
Best Hardstyle DJ:
  • Headhunterz
 
Best Podcast or Radio Mixshow DJ:
  • Hardwell – Hardwell On Air
 
Best Artist (Solo):
  • Hardwell
 
Best Artist (Group):
  • Dimitri Vegas & Like Mike
 
Best Break-Through Artist (Solo):
  • Kygo
 
Best Break-Through Artist (Group):
  • Mr. Belt and Wezol
 
Best Full Length Studio Recording:
  • Disclosure – Caracal
 
Best Featured Vocalist Performance:
  • Hardwell feat. Jake Reese – Mad World
 
Best Music Video:
  • Major Lazer & DJ Snake feat. MO – Lean On
 
Best Producer:
  • Calvin Harris
 
Best Remixer:
  • Skrillex
 
Best US Club:
  • Omnia – Las Vegas (EUA)
 
Best Global Club:
  • Ushuaia Ibiza (Espanha)
 
Best Music Event:
  • Tomorrowland (Bélgica)
 
Best Radio Station:
  • BBC Radio 1
 
Best Music Media Resource:
  • DJ Mag
 
Best Music App:
  • Soundcloud
 
Best Global Music Label:
  • Spinnin’ Records
 
Best American Music Label:
  • Ultra Music
 
Best Indie/Underground Music Label:
  • Drumcode
 
Best Music Label Promotor Or Exec In-House:
  • Eelko van Kooten – Spinnin’ Records
 
Best Independent Music Promotion/Marketing:
  • Promo Only Promotions – Cary Vance, John Suraci & John Parker
 
Best Promo Subscription Service/Music Pool:
  • Promo Only
 
Best New Product Of The Year:
  • Pioneer – DJM-S9
 
Best Manufacturer Of The Year:
  • Pioneer DJ
 
Best Studio Product Of The Year:
  • Apple – Logic Pro X
 
Best DJ Software:
  • Native Instruments – Traktor Pro 2
 
Best Mixer/Controller:
  • Pioneer – DJM-900NXS
 
Best Media Player:
  • Pioneer – CDJ-2000NXS
 
Best Headhphones:
  • Senheiser – HD-25 II
Publicado em Artistas
O MEO Sudoeste está de regresso de 4 a 11 de agosto de 2018 e já se conhecem as primeiras confirmações. Hardwell e Marshmello são os artistas divulgados hoje pela organização do festival da Zambujeira do Mar.
 
Os DJs e produtores não são estreias neste evento, tendo já subido ao palco principal da Herdade da Casa Branca em edições anteriores.
 
Os bilhetes já estão à venda com preços entre os 30 e os 180 euros até ao final deste ano. Podes também adquirir o Fã Pack Fnac, que inclui o passe para todos os dias do festival, área de campismo exclusiva, uma t-shirt oficial do MEO Sudoeste e ainda podes ser um dos 20 premiados e ter acesso à zona VIP.
 
Publicado em Festivais
O MEO Arena, em Lisboa, foi o palco escolhido pela editora de Hardwell, a Revealed Recordings e pela rádio Mega Hits, para receber uma passagem de ano especial com um line up recheado de vários artistas internacionais incluindo o português Kura.
 
Dannic, Sick Individuals, Joey Dale, Julian Calor, Manse e Tom & Jame transformaram a maior sala de espetáculos do país numa festa única com a melhor música eletrónica em grande destaque.
 
A inaugurar a cabine e durante cerca de uma hora esteve a dupla Tom & Jame que antes de voar até Gondomar, passou o ‘testemunho’ ao DJ e produtor Manse. O melhor amigo de Hardwell, Dannic, mais uma vez não desiludiu e foi com um set cheio de energia que contagiou tudo e todos, abrindo assim caminho para o artista que se seguia, o único português no line up: Kura - artista que ficou encarregue de inaugurar o ano 2016. Julian Calor assumiu já no dia 1 de janeiro de 2016 os comandos do MEO Arena com um set único, provando o seu talento para a arte do djing. De seguida, Joey Dale subia à cabine para provar, em terras nacionais, que é um dos jovens produtores dono de um potencial e talento singular.
 
Para finalizar a noite, a chegada da dupla Sick Individuals estremeceu o antigo Pavilhão Atlântico com hits da atualidade, temas originais e faixas melódicas acompanhadas dos habituais e energéticos drops.
 
Um palco repleto de ecrãs LED, efeitos pirotécnicos, fogo, lasers e C02, juntamente com as melhores músicas do momento, fizeram as delícias dos presentes que tiveram a oportunidade de receber o ano de 2016 rodeados de amigos e família.
 
O Pavilhão de Multiusos de Gondomar também recebeu a mesma festa de passagem de ano, uma iniciativa que aconteceu em Portugal pela primeira vez. Thomas Newson foi o artista exclusivo do New Year Revealed da zona norte.
 
Em baixo poderás conferir a entrevista de Joey Dale ao Portal 100% DJ, momentos antes da sua atuação no MEO Arena.
 
Quais são as tuas expectativas para esta noite?
As minhas expectativas para Portugal são sempre altas. O público é sempre fantástico. E agora no MEO Arena, uma das maiores arenas da Europa, tenho umas expectativas muito altas.
 
Qual é a tua opinião acerca do público português?
Esta é a quinta vez que atuo cá e o público português é sempre bom. Sempre cheio de energia, sabem as músicas e qual é a faixa que estou a tocar. É um público muito bom, um dos melhores da Europa.
 
 
Que memórias guardas em relação às tuas atuações em Portugal?
Uma das atuações que está no meu Top 3 em toda a minha vida foi no RFM Somnii, um dos meus primeiros espetáculos por cá. Foi já há um ano atrás mas continua a ser um dos melhores que já fiz.
 
Como é atuar ao lado de grandes colegas e amigos como Dannic ou Kura?
É uma mistura de sentimentos. O Kura é um herói nacional no vosso país e o Dannic é um dos meus ídolos há muitos anos e atuar com ele, tal como os Sick Individuals e grandes talentos como Thomas Newson e Julian Calor é uma mistura de sentimentos.
 
O apoio de Hardwell continua a ser essencial para a tua carreira?
Sim, continua a ser muito importante. É o fundador da Revealed Recordings e eu lancei a maior parte das minhas músicas nessa editora. Sem Hardwell ou a Revealed eu acredito que neste momento não estava aqui.
 
Qual é o segredo para ter uma carreira de sucesso no mundo da música eletrónica?
É uma pergunta difícil! Eu acho que não existe segredo, apenas trabalho árduo e dedicação à tua paixão. Se o teu sonho é ser um DJ de sucesso, não existe segredo nenhum, é só trabalhar muito.
 

Se o teu sonho é ser um DJ de sucesso, não existe segredo nenhum, é só trabalhar muito.

 
Que novidades podes desvendar em relação ao futuro da tua carreira?
Tenho muitas músicas a sair. Passei os últimos dois meses em casa e fiz umas sete faixas até agora. Vou lançar mais um tema pela Revealed, por isso vem aí muita música.
 
Alguma nova colaboração?
Sim, com os Paris & Simo, vai sair pela Revealed e também outras colaborações que podem vir a acontecer, mas nada está planeado ainda.
 
Para ti, quais foram os hits de 2015?
Uma das minhas favoritas é dos Major Lazer e DJ Snake, “Lean On”.
 
E da Revealed Recordings?
Aquela que ocorre agora é dos Paris & Simo e Makko, “Not Alone”, é uma faixa muito, muito boa. Continuo a ouvi-la todos os dias.
 
Com que artista português gostarias de colaborar?
Kura, claro! Nós por acaso já falámos sobre isso e trocámos algumas ideias entre nós. Nada está planeado até agora mas há de acontecer de certeza absoluta.
 
Que mensagem gostarias de deixar aos leitores e seguidores do Portal 100% DJ?
Como já disse, vocês são um dos melhores públicos do mundo e eu amo atuar aqui. Para mim, é um dos meus países favoritos da Europa. Obrigado por aqui estarem e espero ver-vos em breve!

 

Publicado em Reportagens
Em parceria com Fatman Scoop, os DJs e produtores Hardwell, Deorro e MAKJ lançaram recentemente uma nova colaboração intitulada “Left, Right”, com o selo da Revealed Recordings.
 
A faixa já tinha sido apresentada em vários festivais de música eletrónica a nível internacional pelas mãos de Hardwell e viu este mês o seu lançamento oficial, onde já conta com o apoio de Fedde Le Grand, W&W e do português Kura.
 
Os estilos diferentes dos três artistas e a voz única e inconfundível de Fatman Scoop transformaram esta faixa num verdadeiro hit, que irá certamente ser um sucesso nos festivais e pistas de dança a nível internacional.
 
Publicado em Música
A gala de entrega dos prémios Melhores do Ano, da rádio Nova Era, decorreu ontem à noite no Pavilhão Rosa Mota, no Porto, com atuações de DJ Ride, DJ Slim Cutz, Club Banditz e Karetus. A after party ficou a cargo de Pete Tha Zouk, Kura e da dupla W&W.
 
Hardwell, DVBBS e Dimitri Vegas & Like Mike foram alguns dos vencedores internacionais da noite, que agradeceram através de vídeos previamente gravados.
 
Confere abaixo a lista dos vencedores e das respetivas categorias:
 
  • Melhor DJ: Hardwell
  • Melhor Dance: Dimitri Vegas & Like Mike feat. Martin Garrix – Tremor
  • Melhor DJ Nacional: Kura
  • Revelação: DVBBS
  • Melhor Colaboração: Dimitri Vegas & Like Mike feat. W&W - Waves
 
Publicado em Eventos
domingo, 11 fevereiro 2018 23:54

Zinko lança música pela editora de Hardwell

O artista de música eletrónica é o mais recente português a lançar um tema pela Revealed Recordings, editora de Hardwell, juntando-se assim aos KEVU ou Kura. O tema, apresentado na passada sexta-feira no Hardwell On Air, tem o nome de “Guaraná”.
 
“A Revealed é um sonho dos amantes de electronic dance music. É uma das maiores editoras do mundo, então, posso dizer que foi o marco mais importante da minha carreira”, confessou Zinko, em entrevista ao Portal 100% DJ.
 
A faixa “foi uma produção super natural em que o fluxo de trabalho foi rápido”, tendo o DJ e produtor demorado cerca de três dias a terminar, acreditando “a 200% na música”.
 
Esta não é a primeira vez que o nome Zinko é reconhecido por Hardwell, uma vez que outra faixa também já tinha sido reproduzida no radioshow do antigo número 1 do Top 100 da DJ Mag.
“Guaraná” está disponível em download gratuito em todas as plataformas digitais e também no site oficial da Revealed Recordings.
 
Recorde-se que Zinko ficou colocado na posição número 24 do TOP 30 do Portal 100% DJ do ano passado.
 
Publicado em Música
Pág. 1 de 7
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.