17-07-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

sábado, 26 maio 2012 11:22

O primeiro dia em números

A cor negra dominou o cenário no primeiro dia de Rock in Rio-Lisboa 2012 mas de longe foi sinónimo de luto ou tristeza. Muito pelo contrário, 42 mil pessoas cruzaram os portões da Cidade do Rock, no Parque da Bela Vista, para assistirem aos concertos de sonoridades mais pesadas, com os Metallica como cabeças de cartaz.
 
Antes de começarem os concertos nos palcos Mundo e Sunset, a Rock Street, com casas coloridas inspiradas em Nova Orleães, foi a sala de visitas do Rock in Rio-Lisboa 2012, recebendo os visitantes com música, performances e artistas de rua.
Ao longo da noite, a animação continuou neste espaço e os números não negam o sucesso da Rock Street: 69 por cento do público deu nota máxima a esta novidade do evento.

Pelo Palco Mundo, passaram nomes sonantes do heavy metal, como Sepultura, Mastodon ou Evanescence, mas James Hetfield e companhia eram os mais aguardados pelo público.

76 por cento dos espetadores vieram nesta sexta-feira ao Rock in Rio-Lisboa 2012 para ver Metallica. E a banda não dececionou, mostrando por cerca de duas horas o seu carinho pelo público português.

E, como não poderia faltar, as tradicionais diversões do festival foram muito procuradas e quem quis andar na roda gigante, montanha russa e slide teve que esperar, em média, 30 minutos.

Hoje, os cabeça de cartaz são os Smashing Pumpkins e os Linkin Park, num dia que também contará com as atuações dos Offspring e Limp Bizkit.
 
Publicado em Rock in Rio
A melhor passagem de ano de Lisboa vai ter a assinatura da LX Music, com uma festa repleta de música eletrónica. Ao todo, são 30 horas de música seguidas com um cartaz de luxo que vai decorrer na FIL, em Lisboa.
 
Agents Of Time, Woo York, Alex.Do, Positive Centre, Miguel Torga, Trigger, Tilikum, Sebastian Mullaert, Stephan Hinz, John-E, Glove, Midinoize, ARBG, Luhk, Snupi e Vitor Pereira fazem parte do line-up do evento, cujas atuações têm início às 22h00 e no dia seguinte, 1 de janeiro de 2018, as restantes performance começam logo pelas 08h00.
 
Os bilhetes já estão disponíveis a preços entre os 5 e os 40 euros e podem ser adquiridos através dos embaixadores, Xceed, Festicket e Resident Advisor.
 
Publicado em Eventos
quinta, 19 maio 2011 01:00

Super Bock 'vive' as festas de Lisboa

A associação da Super Bock às Festas de Lisboa 2011 é feita sob o mote “Vive a Festa” “num desafio a todas as pessoas para participarem, e se divertirem, no maior evento cultural e lúdico da capital, que decorre durante os próximos dois meses”, explica a marca.

Já a partir de hoje, a Super Bock, enquanto patrocinador oficial das Festas de Lisboa, vai decorar as ruas da cidade e marcar presença em centenas de espectáculos, eventos e exposições que fazem parte do cartaz deste ano.

Paralelamente, a marca vai ainda promover um conjunto de actividades para dinamizar a presença neste grande acontecimento e reforçar a ligação à cidade de Lisboa. Uma das iniciativas consiste na exposição de três guitarras gigantes, decoradas por jovens artistas, em resposta a um desafio colocado pela marca no The Talent City, uma cidade virtual dedicada a estudantes e recém-licenciados, projecto promovido pela consultora Jason Associates e da qual a Unicer é parceira.
 
As Festas de Lisboa, organizadas pela EGEAC, recebem, todos os anos, cerca de meio milhão de visitantes nacionais e estrangeiros que se deslocam à capital para assistir às marchas e arraiais populares, concertos, espectáculos, exposições, oficinas e ateliês, mostras de cinema, teatro, fado, e muitas mais iniciativas dentro e fora de portas.

A parceria iniciada, em 2009, entre a Unicer – através da marca Super Bock -, a Câmara Municipal de Lisboa e a EGEAC – Empresa Municipal de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural, regista resultados positivos. A Unicer tem, actualmente, uma presença forte na capital portuguesa com o patrocínio às Festas de Lisboa mas, anualmente, as marcas da empresa – principalmente Super Bock, Água das Pedras e Vitalis – são presença em diversos eventos de referência (musicais, culturais e desportivos).
Publicado em Marcas
Um novo projeto da Red Bull Radio chega entre os dias 21 e 28 de março a Lisboa com vários convidados especiais. Trata-se da Red Bull Radio Pop-Up Studio + Bar e pretende mostrar ao público as sonoridades de Portugal, Brasil e Angola.
 
A partir de um estúdio especialmente feito para esta iniciativa, serão seis horas diárias entre as 15h e as 21h com debates, encontros, show cases, dj sets, live acts e misturas ao vivo, no número 30 da Rua do Alecrim em Lisboa.
 
No estúdio, sonorizado pela Genelec, estarão os hosts Joaquim Quadros, Maze, Rita Maia, Jorgue Caiado e Rui Miguel Abreu, que irão receber artistas como Beatbombers, Branko, DJ Satélite, Sam The Kid, Rui Vargas, entre muitos outros.
 
Outra das iniciativas deste evento será o side act “The Club”, localizado num sítio secreto da estação de metro do Cais de Sodré, com uma instalação sonora que pretende relacionar a arquitetura e a música techno, no dia 25 de março entre as 18h e as 22h com acesso limitado. As entradas serão geridas na sede da Rua do Alecrim.
 
Quem se deslocar de Uber durante entre os dias 21 e 28 de março poderá ouvir esta emissão especial através da app.
 
{youtube}aSveoFrbSHs{/youtube}
Publicado em Marcas
A festa prometia ser épica e assim foi. Depois de Cascais e Portimão, a maior sala de espetáculos do país recebeu no passado dia 18 de dezembro a última Carlsberg Where’s The Party deste ano, com a dupla sueca Axwell /\ Ingrosso e os portugueses Diego Miranda, Club Banditz, DJ Ride e Eddie Ferrer no lineup.
 
Ainda que sem lotação esgotada, o MEO Arena em Lisboa transformou-se na maior pista de dança portuguesa durante a noite da passada sexta-feira. Além de assistirem ao espetáculo, os noctívagos tiveram ainda a oportunidade de participar em experiências únicas proporcionadas pela Carlsberg, como Meet & Greet’s com os artistas, pinturas faciais fluorescentes e ainda o famoso Photo Wall by ReusePic.
 
O espetáculo ficou também marcado pelo grande aparato multimédia, onde se destacaram os efeitos visuais, com vários ecrãs LED, pirotecnia, fogo, lasers e C02 - dispositivos com selo de qualidade da empresa Expresso Audio.
 

TALENTO PORTUGUÊS EM GRANDE DESTAQUE

 
 
Em todas as suas edições anteriores deste ano, o evento contou com a presença de um leque de artistas portugueses e também no MEO Arena o talento português não foi esquecido. Depois de Eddie Ferrer e Diego Miranda subirem ao palco de Cascais e de Portimão, chegou a vez de assumirem esta nova cabine, acompanhados também pela dupla Club Banditz e pelo campeão DJ Ride.
 
Com a responsabilidade de abrir as “hostes” ficou Eddie Ferrer, que transmitiu toda a energia necessária para a continuação do espetáculo dos seus colegas, através de um set repleto de ritmos contagiantes e hits do momento. 
 
Pouco depois, DJ Ride foi recebido de braços abertos e apresentou mais uma vez o seu incrível talento no scratch. Géneros como drum & bass, trap, hip hop e dubstep tiveram um resultado positivo no público, que ficou contagiado com toda a energia e sonoridade. Esta foi certamente uma escolha acertada por parte da organização, ao apostar num artista versátil, com um estilo diferente de todo o resto do line-up.
 
Antes do evento, e juntamente com a equipa do Espalha-Factos, o Portal 100% DJ teve a oportunidade de conversar com DJ Ride, nos bastidores do MEO Arena. 2015 revelou-se um grande ano para o artista português, que considera ter corrido “muito bem e com bastantes highlights. O meu álbum, sem dúvida, foi um dos momentos altos, o Red Bull Thre3Style foi provavelmente uma das melhores experiências que tive ao nível de campeonatos e estar dez dias no Japão foi mesmo uma coisa incrível”, confessou DJ Ride.
 

(...) o público também quer coisas mais diferentes.

 
O seu irmão, Holly, também estava presente no evento, apesar de não ir atuar, mas DJ Ride considera “brutal e é engraçado ver a nova geração, o sangue novo, pois não há assim muitos new commers no scratch e no hip hop, a nível de DJs, infelizmente, porque Portugal também é um país pequeno”. Em relação ao convite para subir ao palco do MEO Arena, DJ Ride achou “super positivo”, dando destaque ao facto de haver “DJs de outros estilos” e que “o público também quer coisas mais diferentes”. Dentro da indústria da música o artista português considera que existem rivalidades onde “quem gosta muito de um estilo, depois não respeita o outro. Às vezes o pessoal não gosta da minha música, isso para mim é um elogio, porque eu também não gosto de tudo”, referiu o DJ. 
 
No Japão, o artista confessou que teve “pouco tempo para treinar o campeonato”, pois “acordava, treinava e ia dormir” mas mesmo assim conseguiu chegar à final desta competição “que está a crescer cada vez mais, até porque tem a marca Red Bull por trás a apoiar e a suportar tudo e isso é importante”.
 
 
Ainda não tinham pisado o palco e já se podiam observar nas primeiras filas as várias bandeiras que os fãs dos Club Banditz levaram para o evento. Apesar do seu reconhecimento a nível nacional ter sido apenas concretizado no último ano, é já notório que o número de fãs está a aumentar a um bom ritmo, graças ao seu talento e presença em palco. A enérgica atuação da dupla meteu o público ao rubro recebendo desta feita, uma distinção positiva para o gig de estreia no MEO Arena.
 
A exemplo de DJ Ride, também os Club Banditz receberam em mãos, o simbólico troféu da iniciativa levada a cabo pelo Portal 100% DJ - “Os 20 Mais de 2015”, divulgada no passado dia 8 de dezembro.
 
É o número 58 do Top 100 da DJ Mag e muitos dos fãs que votaram em Diego Miranda estavam presentes no MEO Arena, prontos para assistir a mais um espetáculo do DJ e produtor português. Vários hits do momento como “Ping Pong” de Armin van Buuren entoaram na sala da capital, seguida da atuação de Mikael Solnado no tema “Turn The Lights Out” e de Mod Martin em “Never Surrender”.
 
“Foi um bom ano e a minha posição alcançada no Top 100 foi o culminar”, confessou Diego Miranda em relação a 2015, instantes antes de subir à cabine. Recentemente o artista português lançou uma faixa numa onda de techno, com o brasileiro Alok e está preparar novidades para fevereiro, mês em que será editada a sua colaboração com Wolfpack, na editora de Dimitri Vegas & Like Mike.
 
A despedida ficou concluída com a equipa de reportagem 100% DJ a fazer mais uma entrega do troféu que distingue “Os 20 Mais de 2015”.
 
 

A ESTREIA EXPLOSIVA DA FUSÃO SUECA

 
O momento mais esperado da noite, e muito provavelmente do ano, estava prestes a acontecer. Depois de um pequeno intervalo para alterações de logística, surge finalmente a dupla Axwell /\ Ingrosso, preparada para estrear em Portugal, e de forma explosiva, o seu novo projeto. As músicas assinadas pelos Swedish House Mafia não foram esquecidas e durante o set, o público vibrou ao som de “One”, “Don't You Worry Child” e “Save The World”. Outros êxitos como “Reload” (Sebastian Ingrosso & Tommy Trash), “One More Time” (Daft Punk), “Firestone” (Kygo), “Heroes” (Alesso & Tove Lo) e “How Deep Is Your Love” (Calvin Harris & Disciples) fizeram as delícias auditivas de todos.
 
Em relação aos temas originais, foram também apresentados algumas ID’s e hits já conhecidos de todos como “Can’t Hold Us Down”, “This Time”, “On My Way” e “Something New”. Para o final, ficou reservada “Sun Is Shining”, acompanhada de um espetacular efeito visual. A dupla sueca despediu-se do público com um “Obrigado”.
 
 

UM ANIVERSÁRIO ESPECIAL

 
Foi a segunda vez que Axwell comemorou o seu aniversário a trabalhar em Portugal. A última vez aconteceu em 2012, também no MEO Arena, na última digressão dos Swedish House Mafia (One Last Tour). 
 
Na passada sexta-feira, Axwell celebrou o seu 38.º aniversário nos bastidores do recinto, juntamente com alguns fãs, organização, Sebastian Ingrosso e jornalistas, que cantaram os parabéns ao artista sueco, a quem foi oferecido um bolo personalizado e uma garrafa gigante da cerveja patrocinadora do evento.
 
Já em palco e quase no fim do espetáculo foi a vez de Sebastian Ingrosso falar ao público, desafiando todos a cantar os parabéns ao seu amigo e colega aniversariante. Um momento que o DJ e produtor sueco tão depressa não irá esquecer
 

“NÃO SE MOSTRARAM SUPERIORES MAS SIM ACESSÍVEIS”

 

 
Existem sempre admiradores mais sortudos que têm a oportunidade de estar junto dos seus ídolos. Club Banditz, Diego Miranda e Axwell /\ Ingrosso foram alguns dos artistas que fizeram questão de receber os seus seguidores, dando-lhes a oportunidade de trocar algumas palavras, tirar fotografias e, claro, os autógrafos habituais.
 
João Garcia ganhou a oportunidade de estar no Meet & Greet com Axwell e Sebastian Ingrosso e “conhecê-los pessoalmente foi estranho, pois não está ao alcance de todos”, referiu em entrevista ao Portal 100% DJ. “Ver o camarim, estar perto deles, cantar os parabéns a Axwell juntamente com a imprensa foi muito bom”, afirmou João Garcia, que considera os artistas suecos como “pessoas impecáveis e que falaram sem problemas. Não se mostraram superiores mas sim acessíveis!”. Em relação à atuação da dupla, João refere que “já não são novos mas continuam a puxar pelo público e a conseguir pôr a malta jovem em delírio, além das grandes músicas produzidas”, concluiu João Garcia.
 

TRÊS EVENTOS DE SUCESSO COM ASSINATURA CARLSBERG

 
Ao longo do ano, foram três eventos de música eletrónica de excelência, que tiveram lugar na marina de Cascais, no Nosolo Água de Portimão e no MEO Arena em Lisboa. Nomes como NERVO, Alok, Diego Miranda, Danny Avila, Deorro, Tom Enzy, Eddie Ferrer, Christian F, Hugo Rizzo, DJ Ride, Axwell /\ Ingrosso e muitos mais marcaram presença nas três festas com assinatura da marca de cerveja premium Carlsberg. 
 
Os eventos ficaram ainda marcados pelas experiências que a organização ofereceu aos fãs de música eletrónica, desde viagens de helicóptero, meet & greets e ações interativas.
 
A edição da marina de Cascais ficou marcada pelo cancelamento da atuação dos brasileiros Felguk, devido às más condições meteorológicas que se agravaram no dia da sua realização.
 

OS MELHORES MOMENTOS PARTILHADOS COM O MUNDO

 
As redes sociais, nomeadamente o Facebook, o Twitter e o Instagram, mais uma vez encheram-se de fotografias, vídeos e testemunhos de quem viveu a festa épica no MEO Arena, no passado dia 18 de dezembro.
 
Antes das portas abrirem, Eddie Ferrer e DJ Ride partilharam fotografias dos bastidores das suas atuações. Após o evento, Diego Miranda, DJ Ride, Club Banditz, Eddie Ferrer, Axwell e Sebastian Ingrosso publicaram nas suas páginas oficiais algumas fotografias do evento, acompanhadas de descrições e elogios ao público presente.
 

Thank you PORTUGAL! Where's The Party was epic!

Publicado por Axwell Λ Ingrosso em Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2015
 
Publicado em Reportagens
A Cidade do Rock está pronta a abrir portas! Com um cartaz gigantesco e a promessa da melhor edição de sempre, a festa regressa ao Parque da Bela Vista em Lisboa nos próximos dias 23, 24, 29 e 30 de junho, com milhares de festivaleiros reunidos em torno de um objetivo: divertir-se ao máximo.
 
The Chemical Brothers, DJ Vibe, DJ Kamala, Diego Miranda e Karetus são alguns dos nomes confirmados para o Rock in Rio Lisboa, cujos horários podes conferir aqui. Os bilhetes encontram-se à venda nos locais habituais a partir de 69 euros, estando já esgotados os passes de fim-de-semana e a entrada do dia 24 de junho.
 
Confere abaixo todas as áreas da edição deste ano:
 
Palco Mundo
 
 
O Palco Mundo é o mainstage do evento, por onde vão passar nomes como os The Chemical Brothers. Ao todo são 2500m2, 80m de comprimento, 27m de altura, mais de 500 mil watts, mais de 400 projetores, 80 toneladas de estrutura e 8 torres de delay.
 
Music Valley
 
 
Desde o hip hop à eletrónica, o palco Music Valley vai receber vários artistas de vários géneros musicais, como Moullinex e Vintage Culture. Além disso, os festivaleiros podem ainda refrescar-se nas Somersby Pool Parties.
 
EDP Rock Street
 
 
O tema desta área é a cultura africana, com a atuação de diversos artistas do género. Ao todo são 19 casas inspiradas em vários países de África e está programado ainda um desfile ao meio dia com um elefante de 3 metros de altura.
 
Super Bock Digital Stage
 
Este palco é uma novidade e irá receber fenómenos do entretenimento digital como youtubers e humoristas, mas também espetáculos de karaoke, lip sync battles, desafios interativos e quizzes.
 
Yorn Street Dance
 
São 114 bailarinos que vão passar por este palco com muitas horas de dança. A curadoria fica a cargo da Jazzy Dance Studios.
 
Pop District
 
 
É um quarteirão inteiramente dedicado à cultura pop com várias iniciativas, incluindo a Wall of Fame.
 
Worten Game Ring
 
 
Esta zona é uma novidade no Rock in Rio Lisboa, onde os festivaleiros poderão entrar no mundo do gaming, com torneios de vídeo jogos a decorrer.
 
Time Out Market Rock in Rio
 
Se pretendes ter uma refeição mais requintada, este é o local ideial. O Time Out Market será um mercado pop-up de alta cozinha com a presença de chefs conceituados.
 
Dino Parque
 
 
Além de novidade é uma área para toda a família, com dinossauros que irão animar as tardes dos mais pequenos.
 
Roda Gigante Cofidis
 
Prepara a máquina fotográfica e os telemóveis. Aqui vais poder tirar fotografias a todo o recinto desde o ponto mais alto, com uma belíssima vista de Lisboa.
 
Slide 7UP
 
É outro clássico do Rock in Rio Lisboa. O habitual slide está de volta, para poderes viver uma aventura radical enquanto os melhores artistas atuam no Palco Mundo.
 
Área VIP
 
 
É a melhor vista para o Palco Mundo, com todas as comodidades de luxo. Contém duas áreas lounge e sete bares.
Publicado em Rock in Rio
A história há poucos anos criada por nomes como Justice ou Boys noize tem um novo rosto. Steve Aoki é hoje o Rei e Senhor de toda a cultura New Rave e incontornavelmente nome máximo do Djing nos Estados Unidos.

Homem por detrás da DIM MAK Records e habituado a grandes enchentes, Aoki, ganhou credito após ter lançado carreiras de nomes como Bloc Party, The Kills, Klaxons, The Bloody Beetroots, The Gossip e remixando artistas como Michael Jackson, The Killers, Lenny Kravitz, etc.

A Kalimodjo a Tuff e a Produtora B-Side, têm o prazer de projectar um espaço e uma noite de música, que poucos terão coragem perder na Discoteca The Loft a 7 de Dezembro - Véspera de Feriado.

O alinhamento será completo com nomes como a dupla Drop Top, DJ Ride (representante português no próximo World DMC Championship) o projecto 'Refill' , o Live PA de 'Da Chick' entre outros.

Na segunda área predominarão sonoridades Drum'n'Bass, Breaks e Dubstep, pelas mãos de Dj Nokin, Sebastião Delerue, Zeder e Groovekid.
As entradas estão à venda na Ticketline e Lojas FNAC pelo valor de 20 euros e a lotação está limitada a 1500 pessoas. Já sendo certo que os ingressos esgotem em poucas horas, escusado será dizer, que os mesmos, serão a 25 euros comprados no próprio dia. Promete!
Publicado em Eventos
quinta, 07 fevereiro 2019 20:20

Talkfest’19 anuncia programação completa

A edição deste ano do Talkfest – International Music Festivals Forum, que vai decorrer no dia 13 de março no Museu das Comunicações em Lisboa e a 22 do mesmo mês em Vigo (Espanha) já conta com a sua programação completa.
 
Conferências, workshops, apresentações científicas, documentários, entrega de prémios, encontros e exposições são algumas das iniciativas organizadas pela APORFEST – Associação Portuguesa de Festivais de Música.
 
Confere abaixo a programação completa e os participantes:
 
Abertura Talkfest'19 
9h00-9h10
Pela organização do evento, Fundação Portuguesa das Comunicações e elemento do governo
 
CONFERÊNCIAS (Auditório I)
9h10-10h10
> Qual a correta mensagem social que um festival deve ter?
Moderadora: Marta Leite de Castro (jornalista N360 / RTP)
1. Alfredo Vasconcelos (production manager Good Mood Org. / Boom Festival)
2. Gonçalo Lopes (Vereador CmLeiria | Resp. Leiria Festival)
3. Lu Araújo (diretora Mimo Festival)
4. Luís Carvalho (curador e responsável EA Live)
5. Paulo Santos (Vereador CmFaro | Resp. Festival F)
 
10h10-11h10
> Os festivais conseguem seguir hoje todas as regras e legislação em vigor?
Moderador: Idevor Mendonça (repórter RTP)
1. Edson Santos (Vice-President CmÁgueda | Resp. AgitÁgueda)
2. António Guimarães (diretor AMG Music - O Sol da Caparica)
3. Isaltino Morais (presidente CMOeiras)
4. José Aguiar Silva (produtor Laurus Nobilis Music Famalicão)
5. Rui Dâmaso (diretor Out.Fest)
 
11h25-12h25
> Marcas: patrocinadores, lobbying, relações de confiança e um mercado fechado a novos festivais e promotores?
Moderadora: Ana Filipa Nunes (jornalista TVI)
1. Miguel Silva (Music Manager Red Bull Portugal)
2. Maria João Matos (Com. Director SCML)
3. Ricardo Costa (diretor ArtCor Light)
4. Jorge Rodrigues Silva (executive director Bons Sons)
5. Rita Pinho Branco (Mkt. Director  Ass. Mutualista Montepio Geral)
 
12h25-13h25
> Rototom Sunsplash: the history of the world's reggae festival
Keynote Speaker: Filippo Giunta (director Rototom Sunsplash)
 
14h10-15h10
> Que problemas convergem nas várias disciplinas artísticas aquando da concepção de um festival?
Moderador: TBC
1. Hugo Nóbrega (diretor The Famous Fest)
2. Luís Garcia (Programador cultural Município Évora / Artes à Rua)
3. Gui Garrido (Artistic Director Festival A Porta)
4. Pedro Souto (Diretor Motel/X )
5. Rui Costa (Coordenador Serralves em Festa)
 
15h10-16h10
> As exigências dos artistas para um concerto: um vício, uma cortesia ou uma dor de cabeça para os promotores - uma história com bons e maus exemplos
Moderadora: Iryna Shev (journalist Sic Notícias / Expresso)
1. Marco António (manager / singer The Lucky Duckies)
2. Fernando Cabral (director / booking agent Soundsgood)
3. Ingrid Berger (Resp. Backstage Rock in Rio)
4. Nuno Laranjo (diretor Expofacic)
5. Fernando Daniel (artista)
 
16h30-17h30
> A produção exigida em contexto de festival: a mais, a menos, com vista ao incremento de qualidade e diferenciação de concorrência ou não?
Moderadora: Carolina Valadas (jornalista SIC)
1. Adilson Lima Auxiliador (Co-founder Festival Iminente)
2. Terry Costa (diretor Cordas World Music Festival)
3. António Alves (diretor Nortaluga)
4. Fred Martinho (guitar player HMB)
5. Leocádia Silva (General Director Fx Road Lights)
6. Isabel Candeias (produtora Edp Cooljazz / Id_no limits)
 
17h30-18h30
> Amsterdam Dance Event: case study
Keynote Speaker: Mariana Sanchotene (director Amsterdam Dance Event )
 
18h30-19h30
> Música ao vivo: A Coreografia/Cenografia está inerente como parte de um concerto apenas nos grandes artistas?
Moderadora: Sara Lima (journalist RTP)
1. Mundo Segundo (artista)
2. Blaya (artista)
3. Paulo Magalhães (diretor artístico / coreógrago PMP Eventos)
4. Joaquim Silva (partner Feeders)
5. Mickael Carreira (artista)
 
PITCH STAGE (Auditório II)
10h00-10h30
EcoEventos - o que os festivais podem fazer para se tornarem mais sustentáveis? (Ana Loureiro, Com. Director EGF)
 
10h30-11h00
BusUp - mais mobilidade para o público dos festivais (Rui Fernandes, CEO)
 
11h00-11h30
Artes à Vila - património, música, cultura e a 2ª edição (Eduardo Jordão, diretor)
 
11h30-12h00
Event Planning – A importância do Planeamento Profissional na Entrega da promessa da Experiência de Marca (Marcelo Duarte, Engenheiro)
 
12h00-12h30
Academia de Música de Alcobaça - Cistermúsica e Gravíssimo! como festivais comunicados para nichos de público (Dulce Alves, Mkt. & Ext. Relations Coord.)
 
12h30-13h00
Guitarras ao Alto - expressão musical no Alentejo e apresentação da edição de 2019 (Vasco Durão, diretor)
 
14h00-14h30
Multidados - como dar números e tornar tangível um festival? (Florbela Borges, partner)
 
14h30-15h00
Estratégia de preparação e resposta para Eventos de Massa e respetiva operacionalização, na salvaguarda da saúde pública (Ricardo Mexia, Public Health Doctor INSA)
 
15h00-15h30
Associação Salvador - como melhorar a experiência de portadores de mobilidade reduzida nos festivais? (Joana Gorgueira, project manager)
 
15h30-16h00
All Music Fests - o sonho de ter os festivais de todo o mundo numa plataforma(Francisco Pereira, diretor)
 
16h00-16h30
Sou Quarteira - o caminho para mais uma edição (Naomi Guerreiro e Inês Oliveira, produção)
 
16h30-17h00
Exib - como colocar música e artistas nos mercados lusófonos e hispânicos? (Adriana Pedret, director)
 
17h00-17h30
TBC
 
17h30-18h00
Deco - proteção do consumidor na experiência de um festival (Paulo Fonseca, Coord. Dept. Jurídico e Económico)
 
18h00-18h30
Give Me 4 - onde até o público que assiste é voluntário (Bernardo Capucho, diretor)
 
18h30-19h00
Fever - como utilizar dados para criar melhores eventos  (Isabel Solano, Head of Fever Originals)
 
19h00-19h30
TBC
 
APRESENTAÇÕES CIENTÍFICAS (Meeting Room 1)
9h45-10h15
A experiência do consumidor em festivais de música de nicho - fatores que influenciam a experiência do consumidor em festivais de música de pequena e média dimensão e disparidades entre públicos de diferentes géneros musicais (Inês André, thesis, ESCS, 2017)
 
10h15-10h45
Leveraging brands at music festivals: Nos Alive sponsorship (Gonçalo Trindade, thesis, ISCTE-IUL, 2017)
 
10h45-11h15
Estratégias de Internacionalização de Festivais de Música (Rodrigo Ferreira, thesis, Universidade Porto, 2018)
 
11h15-11h45
Creating  Shared Value in Rock in Rio Business Model - an evolution study (Tatiana Ribeiro, paper, ISCTE-IUL, 2018)
 
11h45-12h15
Bioplásticos compostáveis na Economia Circular: possibilidades para os festivais (João Costa, paper, Faculdade de Belas Artes, 2018)
 
12h15-12h45
O Efeito Punk - Rock : um arquivo do papel da música na expressão do design (Rita Prates, thesis, Faculdade de Belas Artes, 2018)
 
12h45-13h15
Annual Report e Perfil Festivaleiro - o raio-x dos festivais em Portugal (Ricardo Bramão, study, Aporfest, 2019)
 
WORKSHOPS (Meeting Room 2)
9h45-11h30
Proteção de dados: aplicação do novo regulamento e regime jurídico para entidades associadas a atividades culturais (Rumos - Carlos Figueira e João Leitão)
 
11h45-13h30
How to sell out my events, shortly and all by myself (Arenal Sound - Case-study)(See Tickets - Antoine Biehler)
 
14h00-15h45
Music didn’t killed the data star! -  A Comunicação Digital na Música e Festivais (SA365 - Maria Manuel, Marina Faria e Margarida Pinto)
 
18h00-19h45
Como vender o meu espetáculo e/ou artista além-fronteiras? (WDB Management, José Manso)
 
DOCUMENTÁRIOS (Meeting Room 1)
15h00-16h00
Sean Riley & Slowriders - Farewell (2018, PT, 48')
 
16h00-16h45
Paus- Madeira (2018, PT, 60')
 
16h45-18h25
Slave to the Grind (2018, CN, 100')
 
18h40- 19h55
The Legendary Tiger Man - Fade into nothing (2018, PT, 70')
 
VOX EXPERT
Estúdio com entrevistas ao longo de todo o dia com os presentes no evento e emissão no YouTube
 
Atividades Extra
9h00-20h20 - Exposição | "Refrão" por Hugo Adelino
16h00-17h45 - Encontro Festivais da Região Centro [exclusivo para promotores, entidades municipais, culturais e municipais] / Meeting Room 2
23h00-02h00 - Afterparty | Lisboa Night Tour
 
Publicado em Eventos
Já falta pouco menos de um mês para um dos maiores espetáculos de música eletrónica do ano. A nova tour do nº1, segundo a revista DJ Mag, “I Am Hardwell – United We Are” tem data marcada em Lisboa, no MEO Arena, no próximo dia 7 de março, desta vez com uma vertente solidária.
 
Para quem adquirir o bilhete para o espetáculo de Hardwell, está automaticamente a contribuir com 50 cêntimos para a organização DANCE4LIFE. Este projeto de solidariedade é apoiado por Robert e tem como objetivo principal o combate à SIDA nos jovens a nível mundial, através da educação, música e dança.
 
Hardwell é embaixador desta organização de solidariedade há quase um ano, em conjunto com a ALDA Events. A DANCE4LIFE existe desde 2004 e já chegou a mais de 1 milhão e meio de jovens.
 
Os bilhetes para o espetáculo de Lisboa estão à venda na Blueticket e nos locais habituais, com preços desde os 25,50 até aos 50,50 euros.
 
As empresas Comboios de Portugal e a Slide In uniram-se para disponibilizar as melhores opções de transporte dos fãs de Hardwell até Lisboa, no dia 7 de março.
 
A CP criou um comboio especial Intercidades, que parte da estação da capital portuguesa no Oriente, na madrugada do dia 8, às 3h30, após o espetáculo. Este comboio fará paragens nas estações de Santarém, Entroncamento, Pombal, Coimbra B, Aveiro, Espinho, Gaia e Porto Campanhã. Existem também descontos jovens de 25% em todos os serviços e desconto para família e amigos de 50% em Alfa Pendular e Intercidades. Os bilhetes podem ser adquiridos na Bilheteira Online, Linha de Atendimento, bilheteiras CP, Agencias de Viagens e no Multibanco.
 
A Slide In criou autocarros que irão percorrer várias cidades do país até Lisboa, incluindo ainda a viagem de regresso. O preço pode incluir o bilhete para o espetáculo na plateia em pé e estão disponíveis na página de Facebook da Slide In Travel. A chegada ao MEO Arena está prevista para as 19 horas.
 
Publicado em Eventos
A última sessão marcada para 30 de agosto, promete concluir o primeiro ciclo do Piknic em Portugal de forma memorável. A reunião deste domingo terá como moderadores Brutus, Moullinex & Xinobi, DJ Vibe e, a encerrar, M.A.N.D.Y. Há bilhetes disponíveis pelo preço de 10 euros.
 
Além dos criteriosos cartazes que têm vindo a ascender as expetativas de famílias e amigos que se reunem todos os domingos na Tapada da Ajuda, também o Petit Piknic aumentou a sua procura por parte de todos os que optam por levar filhos e crianças ao parque mais eletrónico da capital.
 
“A continuidade do Piknic Électronik em Portugal é ainda uma incógnita mas, a avaliar pelo que o frenesim dos «novos fãs» tem conjeturado, arriscamos afirmar que o evento tem tudo para continuar a dar certo por cá” diz a organização em comunicado. 
 
Para este domingo o cartaz está novamente rechado do melhor que se faz na eletrónica e o arranque será dado por Brutus, a recente dupla formada pelos conterrâneos Señor Pelota e Ruy Estêvão. Segue-se Moullinex & Xinobi e ainda DJ Vibe - o mestre das pistas de dance music entra em cena às 18 horas, antes mesmo da derradeira prestação de M.A.N.D.Y que regressa agora a Portugal envolto pelo mistério que encobre o verdadeiro significado por trás do seu acrónimo (um apelido que incorpora os talentos mútuos dos amigos de infância Philipp Jung e Patrick Bodmer) e por uma película de novidades eletrónicas com que já habituou o público português.
 
O Piknic Électronik teve a sua estreia em Portugal no dia 26 de julho e desde então tem animado os quentes domingos de verão com os mais afamados DJs e produtores de música electrónica, quer a nível nacional como do panorama internacional. O público tem sido convidado a levar o seu próprio piquenique e desfrutá-lo comodamente em plena Tapada da Ajuda.
 
Publicado em Eventos
Pág. 1 de 40
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.