22-09-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Christian F continua imparável. Além das atuações por todo o país e além-fronteiras, o DJ e produtor que atualmente ocupa a posição número 11 do TOP 30 nacional, lançou a semana passada uma nova faixa, mesmo a tempo da época veranil que se aproxima.

Com sonoridades groovy tech-house, "Hold It Up" foi lançada com o selo da Glorie Records, uma das mais reputadas editoras do Brasil e já pode ser adquirida nas habituais plataformas online de venda de música.

Segundo o artista, esta nova aposta musical "promete ser muito tocada na nossa Península Ibérica e também no Brasil".
 

Publicado em Música
O site Midomi surgiu para resolver o problema de quem está com uma música na cabeça, mas que não sabe ou não se lembra do nome para a poder pesquisar. Com esta nova plataforma, agora disponível na Internet, é possível descobrir o nome da música bastante apenas cantar o seu ritmo, não sendo necessário pronunciar as palavras corretamente - isto é, ter dotes para o canto. 
 
O Midomi que também é uma rede social de música, funciona como o Shazam, mas, ao contrário de identificar uma música gravada, consegue descobrir o nome através do seu ritmo. Com um catálogo variado, basta apenas criar uma conta gratuita para partilhar, ouvir e classificar conteúdo. Ah! E é necessário também um microfone, claro.
 
Além da web a aplicação está também disponível numa versão mobile para iOS e Android.
 
Publicado em Mix
A música é capaz de provocar as mais fortes sensações e uma das mais fascinantes é descrita por algumas pessoas como um "orgasmo da pele". Escreve a BBC que esse "orgasmo" carateriza-se por arrepios ou formigueiros que percorrem o corpo e são provocados por algumas músicas.
 
Psyche Loui, violinista e pianista, além de ser psicóloga e investigadora de neurologia, conta à estação britânica que teve esta sensação quando ouviu o Concerto No. 2 para piano de Rachmaninov. No entanto, existem uma série de outras músicas com as quais isso pode acontecer.
 
Normalmente o nosso corpo apenas reage de forma tão intensa em situações que possam garantir ou ameaçar a nossa sobrevivência - a comida pode fazê-lo, bem como o ato sexual. Ou até um assustador passeio numa montanha russa. Mas o ato de ouvir música não parece encaixar em nenhuma dessas categorias.
 
Tal como aconteceu com Loui, muitas pessoas são capazes de distinguir o que lhes provoca essas sensações. Assim, através desses relatos, a psicóloga e violinista foi capaz de perceber quais são as caraterísticas das músicas que mais facilmente podem desencadear estas sensações. Por exemplo, mudanças na harmonia, saltos dinâmicos na melodia e notas dissonantes que chocam com a melodia principal estão entre os "culpados".
 
No youtube existe uma playlist com músicas que podem criar "orgasmos da pele". Entre outros, encontram-se músicas de Adele, Céline Dion e Oasis.
 
A investigadora acredita que um dos principais responsáveis por esta sensação é a forma como o nosso cérebro lida com as expetativas. Se a música for muito convencional não vai captar a nossa atenção, mas se for um registo muito fora do comum, o cérebro interpretará o som como ruído. Por isso, uma música que nos cause um "orgasmo" deve estar algures entre a familiaridade e o incomum.
 
A antecipação e a resolução das nossas expetativas provoca a liberação de dopamina, um neurotransmissor, que age em duas regiões-chave do cérebro pouco antes e logo após o "orgasmo". Este é o mesmo químico que é libertado no corpo quando uma pessoa está sob o efeito de drogas ou quando tem relações sexuais.
 
Esta investigação pode assim ajudar a explicar o facto de considerarmos algumas músicas "viciantes". Quando mais familiarizados estamos com uma música mais intensas podem ser as sensações de orgasmo, uma vez que ultrapassado a surpresa acabamos por condicionar a emoção que obtivemos com aquela música.
 
"As nossas experiências autobiográficas interagem com os dispositivos musicais para que todos encontremos uma diferente parte da música recompensadora", afirmou a artista à BBC.
 
Publicado em Mix
quarta, 08 fevereiro 2017 22:27

Kura lança "Loki" na editora de Hardwell

A faixa número 300 da Revealed Recordings, editora de Hardwell, tem a assinatura do português Kura, que continua a demonstrar o seu talento na área da música eletrónica pelo mundo.
 
“Loki” foi lançada esta semana, mas estreou na passada sexta feira no Hardwell On Air, o programa de rádio do ex número 1 do Top 100 da DJ Mag que é transmitido semanalmente.
 
Esta é a quinta vez que Kura edita um tema pela Revealed Recordings. Recorde-se que Kura foi um dos artistas escolhidos pelo público para integrar o Top 30 do Portal 100% DJ.
 
{youtube}lSewUzPD1w8{/youtube}
Publicado em Música
Está comprovado que a música certa consegue levar as pessoas a esforçarem-se mais e melhor no ginásio. Uma lista motivadora de músicas e será mais fácil manter essas resoluções de ano novo, diz o Spotify, o serviço de streaming de música online que recentemente passou a ser gratuito no telemóvel.
 
Para encontrar a playlist perfeita para o ginásio, o Spotify analisou 6,7 milhões de listas criadas para o exercício e consultou um especialista em Psicologia de Desporto da Universidade de Brunel, em Londres, Costas Karageorghis.
 
"Quando sincronizamos os nossos movimentos com o ritmo da música, isto aumenta a intensidade do nosso exercício à medida que o cérebro vai ouvindo um ou dois BPM além da nossa zona de conforto - isto aumenta o esforço físico com a característica de que a diferença de esforço será quase imperceptível", explica o especialista. A playlist resultante é baseada na popularidade global das músicas e no seu ritmo, estilo e conteúdo lírico.
 
O resultado é a playlist "Ultimate Workout" do Spotify, que engloba faixas de aquecimento, trabalho e relaxamento:
 
1. Roar - Katy Perry 
2. Talk Dirty - Jason Derulo ft 2 Chainz 
3. Skip To The Good Bit - Rizzle Kicks 
4. Get Lucky - Daft Punk ft Pharrel Williams 
5. Move - Little Mix 
6. Need U 100% - Duke Dumont ft A*M*E
7. You Make Me - Avicii
 
 
8. Feel My Rhythm - Viralites 
9. Timber - Pitbull ft Ke$ha 
10. Applause - Lady Gaga 
11. Can't hold us - Macklemore & Ryan Lewis
12. Happy - Pharrell Williams
13. The Monster - Eminm & Rihanna
14. Love me again - John Newman
 
 
15. Get down - Groove Armada & Stush
16. #thatPOWER - will.i.am & Justin Timberlake
17. It's my party - Jessie J. 
18. Play Hard feat. Ne-Yo & Akon - David Guetta
 
 
19. Burn - Ellie Goulding
20. Royals - Lorde
 
Em Portugal os dados do Spotify indicam que as mulheres preferem ir ao ginásio de manhã, enquanto que os homens optam pela hora de almoço, e este é o top de músicas que ouvem:
 
1. Leaving You (Radio Edit) Audiene Michael S.
 
 
2. From Nowhere - Live At Spotify Offices - Dan Croll 
3. Do It - Pitbull 
4. The Best Thing (That Never Happened) - We Are The In Crowd 
5. Evolved - Sex Ray Vision
 
 
6. Masquerade - Nicki Minaj 
7. Nice To Meet You - Forever The Sickest Kids 8. The Monster - Eminem 
9. United Kids of the World - Headhunterz 
10. Tonight Is The Night - Outasight
 
Publicado em Mix
O Spotify recusa-se a apagar playlists criadas por utilizadores com alinhamentos exatamente iguais aos das compilações criadas pela Ministry of Sound. A acusação é feita pela editora londrina, que na segunda-feira interpôs uma ação judicial contra a plataforma de música.
 
O caso deverá fazer jurisprudência. Os 24 milhões de utilizadores que o Spotify tem atualmente, criaram desde o lançamento deste serviço de música online, em 2008, mais de mil milhões de playlists. É uma funcionalidade popular para reunir e partilhar conjuntos de canções com amigos - que também podem participar na construção dos alinhamentos - ou, nos casos de alguns sites, com leitores.
 
À escolha existem mais de 20 milhões de temas (dados de Dezembro de 2012), devidamente licenciados, que os utilizadores podem ouvir ou compilar. Entre eles estão os temas usados nas compilações da Ministry of Sound, que apenas detém os direitos para os editar em formato disco (físico ou digital) mas não para streaming
 
A Ministry of Sound, marca associada a uma discoteca de Londres com o mesmo nome, aceita essa contingência como uma dificuldade criada pela transformação da indústria da música no tempo da Internet. O que a deixa a lutar pelo que sobra - a curadoria. A editora defende que esse trabalho intelectual também deve estar protegido pela lei dos direitos de autor.
 
"O que fazemos é mais do que agrupar temas: há muita pesquisa na criação das nossas compilações e propriedade intelectual envolvida nisso. Não é apropriado que alguém faça corta-e-cola com elas", argumenta o presidente executivo da Ministry of Sound, Lohan Presencer, em declarações ao "Guardian", que deu a notícia do processo à imprensa.
 
A editora londrina - que se dedica à música de dança e já vendeu mais de 50 milhões de discos nos últimos 20 anos - exige na ação judicial que as playlists sejam apagadas, que o Spotify bloqueie de forma permanente a possibilidade de os seus alinhamentos voltarem a ser copiados e ainda uma indeminização que a compense por danos e custos com o processo.
 
O diário britânico lembra que, em 2010, houve um caso idêntico no Reino Unido, envolvendo as ligas de futebol inglesa e escocesa. Na altura, o Tribunal Superior deu razões a estes dois representantes dos clubes britânicos, que pretendia que os seus calendários (ordem dos jogos) fossem protegidos pela lei dos direitos de autor. Mas a decisão foi revertida na sequência de um recurso. No setor da música, é o primeiro caso a chegar à justiça.
 
Fonte: P3.
 
Publicado em Mix
O jovem DJ e produtor Prilho lançou no passado dia 6 de março a sua mais recente produção musical, intitulada de “Gamer”, com o selo da editora Noise Control. Outra das novidades do português é a sua próxima digressão pelos Açores.
 
A faixa já se encontra disponível para compra no Beatport e promete fazer furor nas pistas de dança nacionais nos próximos meses, tendo já o apoio de nomes como Ummet Ozcan, Diego Miranda, DJ Bl3nd e Thomas Gold.
 
Na próxima semana Prilho parte em direção aos Açores com uma tour que irá passar pelo Marginal Club (Terceira), Xtra Primavera ’17 (Pico) e Entre Montes (Faial) nos dias 13, 14 e 15 de abril, respetivamente.
 
O videoclip oficial também já foi lançado e retrata o dia-a-dia do jovem artista de música eletrónica nas suas atuações e nos bastidores das mesmas, disponível para visualização na página oficial de Youtube de Prilho.
 
Recorde-se que Prilho lançou no ano passado uma colaboração com Diego Miranda com o nome de “Kami”.
 
{youtube}_9aNS4eFiOc{/youtube}
Publicado em Música
O festival Creamfields, que decorreu nos dias 28, 29 e 30 de agosto, no Reino Unido, recebeu grandes nomes da música eletrónica como Dimitri Vegas & Like Mike, Oliver Heldens ou Steve Aoki. “Higher Place”, o mais recente single da dupla de irmãos belgas, em colaboração com Ne-Yo, foi a música mais procurada durante o fim de semana do festival inglês, na aplicação Shazam.
 
A faixa já soma mais de 3 milhões de reproduções no Spotify, 2 milhões de visualizações no Youtube e está há 6 semanas no primeiro lugar da tabela de singles da Bélgica. O remix de “Higher Place”, feito pela dupla Blasterjaxx, encontra-se em 7º lugar na mesma lista.
 
Dimitri Vegas & Like Mike estiveram recentemente em Portugal, pisando o palco do festival MEO Sudoeste e da primeira edição do Sound Beach, no Algarve.
 
Confere abaixo a lista completa das músicas mais procuradas através do Shazam, durante a última edição do Creamfields:
 
  • 1 – Dimitri Vegas & Like Mike feat. Ne-Yo – Higher Place
  • 2 – Format:B – Chunky
  • 3 – Martin Solveig & GTA – Intoxicated
  • 4 – Sigala – Easy Love
  • 5 – Valentino Khan – Deep Down Low
  • 6 – Dimitri Vegas & Like Mike feat. Ne-Yo – Higher Place (Blasterjaxx Remix)
  • 7 – Felix Jaehn – Ain’t Nobody (Loves Me Better)
  • 8 – Joe Stone feat. Montell Jordan – The Party (This Is How We Do It)
  • 9 – Philip George & Anton Powers – Alone No More
  • 10 – Calvin Harris & Disciples – How Deep Is Your Love
 
{youtube}JG94OgopDB0{/youtube}
Publicado em Mix
 
2013 está mesmo na reta final. De entre vários factos positivos que aconteceram no decorrer deste ano, destacamos a produção de novas músicas, muitas delas rapidamente transformadas em 'hits', liderando vários tops em todo o mundo. O Portal 100% DJ quis saber quais as três músicas que marcaram o ano de seis conhecidas pessoas da noite portuguesa. Neste vox-pop desafiámos Andreia Parrinha da Groove TV, Henri Josh, Hélder Vilas Boas da HVB/Xonserviceprod, o DJ e produtor Kura, a conhecida «Tia» Maya e Ricardo Silva da DWM-D World Management.
 
 
 
 

 
 
 

 
 
 

 
 
 

 
 
 

 
 
 
 
Publicado em Mix
O festival Dancefloor, que vai decorrer no estádio municipal Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria nos dias 27 e 28 de julho, já tem música oficial. Chama-se "Be Free" e foi produzida pelos portugueses KEVU em colaboração com Vendark

Considerada pelos próprios como uma faixa "enérgica, emocional e surpreendente", a música promete viciar todos os amantes da música eletrónica e representar da melhor maneira o festival que vai fazer vibrar Leiria em pleno Verão.

"Esta música teve a particularidade de ser produzida quase totalmente em Miami uns dias antes da nossa atuação no Ultra Music Festival, pelo que aproveitámos a inspiração proveniente das paisagens da cidade, mas também um pouco dos DJ sets que fomos ouvindo por lá ao longo da semana", confessaram os KEVU, em entrevista ao Portal 100% DJ.

Uma vez que o Ultra Music Festival é um evento reconhecido a nível internacional, muitos são os DJs e produtores que aproveitam para experimentar novas faixas e sonoridades e isso contribuiu para a produção de "Be Free". "Reparámos que os DJs estavam a tocar faixas muito melódicas, e optámos por fazer algo nesse sentido", referiram. 

A dupla de artistas portugueses, que no ano passado ficaram colocados em 4º lugar no TOP 30 do Portal 100% DJ, sobe ao palco do festival Dancefloor no dia 27 de julho e consideram que o evento "é enorme" e conta com um "público muito energético, pelo que estamos bastante ansiosos e esperamos uma reação bastante positiva das pessoas em relação à nossa atuação." Além disso, prometem "apresentar novos temas" que vão "lançar depois do verão e, sim, também algumas colaborações com artistas de enorme renome".
 

Em relação ao festival, João Pedro e João Rosário consideram que "fazia muita falta, porque além de ter a particularidade de ser feito num estádio, o que é único em Portugal, também traz mais pessoas àquela zona do país onde os eventos daquela dimensão são menos frequentes".

O cartaz da edição deste ano do Dancefloor conta com nomes como Noisecontrollers, Blasterjaxx, Audioctricz, KEVU, Borgore, Nicky Romero, Will Sparkz, Tujamo e Zatox no line-up. "O cartaz que podemos ver até agora, está bastante diverso com artistas de enorme qualidade e algumas estreias em Portugal. Pensamos que o nosso país está cada vez com maiores nomes, ano após ano, nos diversos eventos de música eletrónica que cá se organizam e o Dancefloor em nada fica atrás", concluíram.

Os bilhetes para o festival podem ser adquiridos na Bilheteira Online a partir de 10 euros. O Portal 100% DJ é Media Partner Oficial do evento.
Publicado em Festivais
Pág. 1 de 10
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.