18-02-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Erro

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens hardwellpt deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

É um dos radioshows a nível internacional mais conhecido e ouvido pelos fãs de música eletrónica e de Hardwell. A próxima sessão do “Hardwell On Air”, que vai decorrer na sexta-feira, dia 15 de janeiro pelas 21 horas, vai ser muito especial para comemorar o episódio número 250.
 
Convidados especiais, novas faixas e ID’s são algumas das novidades desvendadas para sexta-feira, que vai acontecer ao vivo através do Youtube e do site oficial de Hardwell durante duas horas. Este radioshow vai também ser transmitido através de 40 estações de rádio espalhadas por todo o planeta.
 
Kura, Ben Ambergen, Hugo Rizzo e Stego foram alguns dos artistas portugueses que tiveram a oportunidade de estrear faixas neste radioshow, em edições passadas.
 
{youtube}3lVWxfE1iyM{/youtube}
Publicado em Artistas
A quarta edição dos prémios do Rio Music Conference aconteceu esta semana, no Rio de Janeiro, no Brasil. Gui Boratto, Alok e Hardwell foram alguns dos vencedores desta cerimónia, arrecadando os galardões de Live Act, DJ e Tour Internacional, respetivamente.
 
Estes prémios são dedicados à música eletrónica e tudo aquilo que a envolve, como jornalistas, fotógrafos VJs e agências.
 
Confere abaixo a lista dos vencedores:
 
  • Personalidade do Ano: Lincoln Olivetti
  • Fotógrafo: Gui Urban
  • Veículo Especializado: House Mag
  • Jornalista Especializado: Camilo Rocha
  • VJ: Toshiro
  • Escola/Curso para DJs: Centro Europeu AIMEC
  • Agência de Artistas: Entourage
  • Agência de Eventos: No Limits
  • Tour Internacional: Hardwell
  • Melhor Club (até 1000 pessoas): D-Edge
  • Melhor Superclub (mais de 1000 pessoas): Warung Beach Club
  • Melhor Festival de Música Eletrónica: Tribaltech “Reborn”
  • Live Act: Gui Boratto
  • Produtor/Remixer: Volkoder
  • Track de 2014: Sonic Future – “Regrets”
  • DJ Revelação: Volkoder
  • DJ: Alok
 
Publicado em Artistas
Um dos objetivos editoriais do Portal 100% DJ, passa por oferecer aquilo que os leitores procuram. Em 2013 não fugimos à regra e a nossa extensa oferta de conteúdo é fruto da procura dos nossos leitores, a quem agradecemos publicamente a preferência e confiança. 
 
Fizemos um apanhado das três palavras mais procuradas e das que receberam mais 'hits' no Portal 100% DJ durante todo o ano de 2013. O resultado no gráfico em baixo.
 
 

 
Publicado em Infografias

A música corre-lhe nas veias. Encara o dia-a-dia com naturalidade e "energia" é a palavra que melhor o define. Aos 25 anos, Hardwell transforma um sonho realidade. Tornou-se o DJ número um do mundo - cimentado, desta feita, a sua posição na cena eletrónica mundial, sendo o mais novo DJ a conquistar o cobiçado Top 100 da Revista Britânica DJ Mag. A ascensão do menino da cidade de Breda (Holanda) tornou-se um conto inspirador para todos, relatado na primeira pessoa no documentário 'I Am Hardwell' - que será exibido em várias salas em todo o mundo - desenvolvido com o lema "Se você pode sonhar, você pode fazê-lo".

A poucos dias da sua vinda a Portugal, o Portal 100% DJ foi ao encontro de Hardwell, para saber quais as suas expectativas e a resposta foi direta: "Vai ser brutal!", estando o DJ holandês à espera de uma "festa selvagem" no próximo dia 14 de dezembro, em Lisboa. Na entrevista exclusiva, o DJ e produtor falou do importante prémio recebido, de Portugal, do evento 'I Am Hardwell' e revelou quais os seus planos para concretizar no próximo ano.

 

Antes de mais, queremos felicitar-te em nome de todos os teus fãs portugueses. Como é que te sentiste quando foi revelado o teu nome nos prémios da DJ Mag?
Fiquei sem palavras e ainda estou estupefacto! Tive um sorriso de orelha a orelha durante duas semanas.
 
Consideras este prémio um marco importante na tua carreira? É uma responsabilidade de peso ter este prémio nas mãos?
Estou muito orgulhoso e sinto-me honrado em ter sido votado para o número 1 e é definitivamente um marco importante para mim, mas não é tudo. A minha música é a coisa mais importante e desde que os fãs estejam contentes com ela, tudo é secundário.
 
Se pudesses dedicar o prémio a alguém, a quem seria?
Aos meus fãs, por mostrarem todo o seu apoio e acreditarem em mim ao longo do caminho.
 
Descreve em três palavras o evento 'I Am Hardwell'...
O, melhor, incrível, espetáculo… ok, são quatro palavras, mas prometo será uma festa fantástica.
 
Desta tour mundial qual foi até agora o gig que mais te surpreendeu e porquê?
Não consigo escolher apenas um, pois são todos diferentes, no entanto estou a gostar imenso dos espetáculos ‘I Am Hardwell’. A produção, a energia de cada evento… nunca senti nada igual.
 
Que feedback tens tido nos outros países?
Muito, muito feedback positivo. Tem sido muito divertido até agora e mal posso esperar para vos levar este espetáculo, porque vocês vão adorar.
 
Quais são as tuas expectativas para o próximo dia 14 de dezembro no Meo Arena?
Vai ser brutal! Estou à espera de uma festa «selvagem».
 
Vais trazer o teu amigo Dannic. Consideras que a ajuda que lhe tens dado, serviu também para o impulsionar a nível mundial?
O sucesso do Dannic tem sido feito por ele próprio. Somos bons amigos e conhecemo-nos há muitos anos e ele sempre foi muito dedicado à sua música e ao djing. Ele é extremamente trabalhador e tem uma boa visão. Estou muito contente de o ver a dar-se muito bem com a sua música.
 
O que é que te vem à cabeça quando se fala em Portugal? Que referências tens?
Praias incríveis, marisco e que deu ao mundo alguns futebolistas famosos.
 
O que é que gostarias de conhecer melhor em Portugal?
Estou desejoso de poder passar algum tempo no vosso país nesta viagem e experienciar mais da vossa cultura e da maravilhosa comida.
 
Que planos tens para concretizar em 2014?
Em 2014 será tudo à volta da música. Quero concentrar-me em acabar o meu primeiro álbum como artista. Também estou a concentrar-me na minha tour mundial 'I Am Hardwell' e pretendo levá-la a mais destinos à volta do mundo. O próximo ano vai ser muito ocupado e um período excitante para mim tanto em estrada como no estúdio.
 
Tens em vista a edição de mais trabalhos de produtores portugueses na tua editora Revealed?
Estou aberto para trabalhar com diferentes escritores, cantores e produtores de todo o mundo, e claro que seria muito bom trabalhar com portugueses. Alguma sugestão?
 
Que mensagem gostarias de enviar para os teus fãs portugueses e leitores do Portal 100% DJ?
Obrigado pelo suporte contínuo que me têm dado. Estou desejoso de poder «rebentar» a vossa festa dia 14.
 

 

Publicado em Entrevistas
No dia 14 de dezembro, a tour mundial - I Am Hardwell - chega a Portugal, ao Meo Arena, com a Rádio Mega Hits. 
 
A explosão da música eletrónica de dança é uma realidade e em Portugal tem cada vez mais adeptos. Por isso a CP Comboios de Portugal associa-se ao evento mais esperado do ano em Portugal. 
 
A CP disponibiliza um comboio especial, que dá a oportunidade a todos os fãs de Hardwell viajarem de todo o país até Lisboa, para assistir ao espetáculo do DJ Nº1 do mundo - segundo a DJ Mag - e de regressarem de forma confortável a suas casas, evitando os incómodos do trânsito e do estacionamento
 
'A CP leva-te à música I Am Hardwell e a casa no final', é a promoção criada pela CP para este evento. A empresa disponibiliza por isso qualquer comboio Alfa Pendular ou Intercidades no comboio especial Intercidades, que parte da estação Lisboa Oriente na madrugada de dia 15 de dezembro, às 03:50 horas. Este comboio pára nas estações de Santarém, Entroncamento, Pombal, Coimbra B, Aveiro, Espinho e Gaia e tem como destino final - Porto Campanhã. 
 
Os bilhetes já podem ser adquiridos no netTICKET (cp.pt), no Call Center CP, nas Bilheteiras da CP, em Agências de Viagens e no Multibanco a partir de 25 de novembro.
 
 
Publicado em Eventos
Não é muito habitual ver artistas internacionais responderem a comentários nas redes sociais. Mas hoje, o DJ e Produtor holandês - Hardwell quebrou o protocolo e não teve «papas na língua» respondendo de forma insólita e a roçar no ridículo, a uma provocação de um seguidor.
 
Utilizando a sua página oficial de Facebook, que conta com mais de três milhões de seguidores, Hardwell anunciava a abertura das votações do famoso "IDMA Awards" e apelava a todos o voto na sua pessoa, no radioshow com a sua assinatura e na Revealed Recordings, editora fundada pelo próprio. 
 
Um seguidor não gostou do post e comentou em jeito de provocação: "Armin van Buuren é o melhor DJ do mundo! 'State of Trance' é o melhor radioshow! 'Armada Music' a melhor editora! Hardwell tu não és ninguém em comparação com o Armin van Buuren!" 
 
Mal sabia esse seguidor que iria fazer «estalar o verniz» a Hardwell, que não se poupando em pormenores, respondeu com todas as letras: "Obrigado pelo elogio. Se tu pensas que eu toquei um set pré-gravado, basicamente disseste que eu mixei sem falhas. A única coisa que eu gravei foi a afterparty com a tua irmã. Tem um óptimo dia!"
 
Há quem considere, a resposta épica, e há quem afirme que o holandês desceu de nível ao responder daquela forma. Certo mesmo, é que este assunto está a provocar um frenesim nas redes sociais e não são poucos os seguidores que gostariam que a "irmã" tivesse uma dita "afterparty" com o número 1, segundo a DJ Mag.
 
 
Nota de redação 03-01-2013 23:12h - O post foi entretanto removido da Página do artista.
 
Publicado em Artistas

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens hardwellpt deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

Antes do espectáculo, Hardwell revelou ao Portal 100% DJ estar à espera de uma festa selvagem em Portugal e isso confirmou-se na noite do passado sábado, dia 14. As filas intermináveis e a agitação que se vivia em redor do Meo Arena, comprovavam a lotação esgotada que se tinha anunciado poucas horas antes. A noite começou com um excelente warm-up de Dannic que aqueceu o público já presente e o que ainda entrava. Dez minutos antes do cabeça-de-cartaz entrar em palco, o 74º melhor DJ do mundo terminava o seu set com um ritmo fora do comum.
 
À hora marcada e sem atrasos, o «número 1» entra em palco, com uma assistência arrepiante de 18 mil pessoas, onde se destacava o piscar dos telemóveis e das máquinas fotográficas. Nesse mesmo momento, Hardwell surpreende tudo e todos, aparecendo vestido com uma t-shirt da seleção portuguesa de futebol, anteriormente oferecida pela estação oficial do evento, a Mega Hits.
 
Hardwell transformou literalmente aquele espaço numa pista de dança cheia de cor, luz e muita emoção. Numa panóplia de efeitos especiais de CO2, pirotecnia e laser, sincronizados com sons alternativos e mainstream, o mais jovem DJ a estar no topo da DJ Mag, compôs um set de três horas que deixou o público ao rubro. Temas como "What It Feels Like" de Armin van Buuren, "Live For The Night" dos Krewella, "I Love It" dos Icona Pop ou "Alive" (Empire Of The Sun) colocaram as 18 mil pessoas a dançar e a cantar, de braços no ar. "Apollo", "Spaceman", "Never Say Goodbye" e "Dare You" foram alguns dos seus originais que o público instintivamente cantava de olhos fechados como se de uma oração se tratasse. 
No final Robbert van de Corput garantiu que este foi o "melhor espetáculo da 'I Am Hardwell Tour' até agora"
 
Humildade e dedicação holandesa
Nos momentos que antecederam a sua entrada em palco, Hardwell foi ao encontro dos jornalistas e dos fãs, num meet & greet exclusivo, onde revelou que gosta muito de atuar para o público português. 
Descontraído, com humor aguçado e demonstrando a sua natural simplicidade, o DJ e produtor holandês, contagiou os presentes respondendo às questões que lhe foram dirigidas. Interrogado sobre que palavra melhor o descreveria, Hardwell não teve dúvidas e respondeu-nos: "Dedication!"
Nesta conferência, além de alguns membros da produção, estava também presente a sua mãe, muito atenta ao que o filho dizia e visivelmente orgulhosa. Uma imagem que nos ficará na memória. O próprio confessou que fez questão de trazer os seus pais a Portugal. 
Mais tarde, e ainda com os batimentos cardíacos acelerados, foi a vez de Dannic privar com a Mega Hits, a MTV e os membros do Portal 100% DJ. O protegido de Hardwell, que o tem acompanhado nesta tour mundial, não conseguia conter o sorriso e a alegria de ter visto tanta gente a vibrar com a sua atuação. Depois de um inesperado cancelamento na Queima das Fitas de Coimbra, por atraso dos transportes, eis que o 74º DJ do Top 100, se estreia em Portugal - num grande evento, com um gig que classificou de "amazing".
 
Genius Y Meios e WDB - a união de sucesso
Mais uma vez, a empresa do grupo Renascença - Genius Y Meios - e a agência WDB mostraram a sua força quando se unem. Neste terminar de ano, é certamente com balanço positivo e bons momentos que brindarão os copos de champanhe. Esta união de sucesso tem assinado alguns dos melhores eventos eletrónicos do país, tendo já no seu portfolio a vinda de Swedish House Mafia a Portugal, na 'One Last Tour', 'O Maior Sunset de Sempre' na Figueira da Foz, com Sebastian Ingrosso, Dyro, Sharam e Otto Knows, e agora a tour mundial do «número 1» 'I Am Hardwell'. É caso para dizer: Que venha a próxima!
 
O público
A internacionalização do público nos eventos portugueses, é cada vez mais uma realidade. O espetáculo 'I Am Hardwell' não fugiu à regra e no meio da multidão, além de maioritariamente portugueses, destacou-se também a presença de vários fãs oriundos da vizinha Espanha, Suíça, Holanda e França, apetrechados de bandeiras e cartazes com as mais variadas frases de apoio ao seu ídolo e com as letras das músicas na ponta da língua.
 
As caras conhecidas
Foram inúmeras as caras conhecidas que se juntaram neste regresso de Hardwell a Portugal. Quer na área vip, como até mesmo na plateia, fizeram questão de marcar presença várias personalidades da noite, dos eventos, da televisão e da música. Pete Tha Zouk, Kura, Luís Evaristo, Luís Montez, DJ China, Hugo Tabaco, D’jay Rich, Rui Maria Pêgo, DJ Ari, Tiago Caridade, os irmãos Marco e Sérgio Delgado, a apresentadora e modelo Ana Sofia, entre outros que não faltaram à chamada para uma noite memorável.
 
Frenesim nas redes sociais
A presença do «número 1» em Portugal, gerou, nas redes sociais, milhares de posts, tweets, e fotografias na plataforma Instagram, sendo que no sábado e no domingo, a hashtag "#hardwell" obteve o primeiro lugar no top das mais utilizadas no nosso país. Na era do 'social network', o destaque vai também para os próprios artistas, que utilizaram as suas páginas para agradecer a presença do público. Robbert van de Corput publicou uma fotografia em cima da cabine, com a legenda "Thank you Portugal, for this epic I Am Hardwell show!". Dannic não se esqueceu de Camões e publicou um "Obrigado Portugal!". Hoje, Hardwell fez questão de, pela primeira vez, alterar a capa da sua página de Facebook, com uma fotografia da sua tour captada no sábado passado.
 
 
Portugal e os portugueses
"Arrepiante!" Foi desta forma que várias pessoas nos descreveram o momento quando Hardwell passou a música "Bumbershoot" do DJ e produtor Português - Kura. Já no encontro com os jornalistas, o holandês admitiu conhecer o trabalho do português, elogiando as suas produções, definindo-as como "incríveis". No final da resposta, e até fazendo-o corar, Hardwell não lhe poupou elogios: "É um bom produtor e DJ, e além disso uma óptima pessoa, o que é importante para esta área."
Como forma de agradecimento ao público, a noite terminou com "Kalemba (Wegue Wegue)", da banda portuguesa Buraka Som Sistema, e com o anfitrião da noite a circular pelo palco com a bandeira nacional, fazendo com que 18 mil vozes entoassem a plenos pulmões "PORTUGAL, PORTUGAL".
 
 
{gallery}hardwellpt{/gallery}
 
 
Publicado em Reportagens
O DJ e produtor Hardwell vai ser o primeiro artista de música eletrónica a transmitir em direto a sua atuação em realidade virtual e em 360 graus diretamente de Miami, durante a Miami Music Week. O livestream, exclusivo do Littlstar, está marcado para o próximo dia 16 de março, na festa “Hardwell Presents Revealed” que vai decorrer no Nikki Beach.
 
Esta vai ser uma oportunidade única para os fãs de Hardwell que não podem estar presentes em Miami, que vão poder assistir à atuação do artista holandês como se estivessem a dividir o palco com o antigo número 1 do Top 100 da DJ Mag.
 
A iniciativa é uma parceria entre a VBR, LeaseWeb e a Littlstar e vai estar disponível na internet, Apple TV, Android e iOS. Além de Hardwell, Dannic, FTampa, Julian Jordan, Kill The Buzz e o português Kura vão subir ao palco do Nikki Beach.
 
{youtube}1Vq8ZWEZZiw{/youtube}
Publicado em Artistas
A MEO Arena, em Lisboa, recebeu no passado sábado cerca de 14 mil pessoas para assistir ao novo espetáculo de Hardwell, “United We Are”, especialmente dedicado ao seu álbum de estreia, lançado em janeiro. O evento teve a duração de cinco horas e contou com o warm-up de Kill The Buzz. O DJ “número 1”, segundo a revista britânica DJ Mag, voltou a encantar os portugueses num dos eventos de música eletrónica mais aguardados do ano, tendo os seguidores do holandês começado a concentrar-se nas imediações do recinto logo pela manhã.
 

A ESTREIA QUE FEZ “BUZZ” (COM ENTREVISTA)

Diretamente de Breda, a mesma cidade de Robbert, chega Kill The Buzz, o primeiro a dominar a batuta. Além das suas próprias faixas e da estreia de novos temas, The Buzz durante as duas horas de set, reproduziu também músicas de David Guetta (“Just One Last Time” com Taped Rai) e Alesso (“Tear The Roof Up”). No dia anterior ao espetáculo, tinha estreado uma nova faixa intitulada “Metric”, em colaboração com Manse, no radioshow “Hardwell On Air”.
 
Numa entrevista exclusiva ao Portal 100% DJ e ainda com a adrenalina pós-gig a fervilhar, Kill The Buzz não escondeu o orgulho e satisfação que é fazer o warm-up de Hardwell: “Eu e o Robbert somos amigos desde, mais ou menos, 8 ou 9 anos, e tenho-o acompanhado nas suas tours como amigo, nomeadamente em muitos festivais na Holanda. Há cerca de três anos atrás produzi três faixas que ele gostou imenso. Significa muito para mim que ele me tenha trazido para o seu espetáculo. É ótimo estar aqui!”
 
Questionado quanto ao grau de dificuldade em abrir as hostes do “#1”, The Buzz confessa que Hardwell lhe diz as coisas mais difíceis de tocar ao vivo. “Por exemplo, não podes tocar muitas músicas que são “top” e que grande parte das pessoas quer ouvir num festival. Essencialmente não te podes expor. A coisa mais inteligente num warm-up é dizer às pessoas que tu estás ali” referiu.
 
 
Esta é a primeira vez do holandês em Portugal: “Estou a adorar esta cidade - Lisboa. Um ótimo sítio para estar, e as pessoas são simpáticas, bem como a comida. É ótima!” rematou com um sorriso nos lábios, indicando Kura como o DJ português que conhece.
 

A PROVA QUE SOMOS UNIDOS

A estrutura e logística de palco teve assinatura portuguesa, enquanto que a estrutura superior foi desenhada na Holanda e irá acompanhar Hardwell nesta tour. Semelhante a uma nave espacial, Hardwell, que desta vez “aterrou” em Portugal acompanhado pela sua cara-metade, levou os fãs a uma viagem alucinante e cheia de energia, ao som dos maiores êxitos do passado, do presente, e ainda, de novas músicas.
 
Vestindo uma nova camisola de Portugal, oferecida pela rádio Mega Hits, tal como aconteceu no espetáculo de 2013, o artista holandês contagiou os presentes com a sua paixão e dedicação pela música eletrónica, criando uma forte interação e ligação com o público que delirava em todo o recinto, erguendo por vezes uma bandeira portuguesa e um cachecol, gritando algumas palavras como “braços no ar” e “obrigado”.
 
As letras de algumas músicas eram visíveis no ecrã gigante, que acompanhadas por efeitos de CO2, pirotecnia e um conjunto de luzes único, transformaram a MEO Arena numa autêntica pista de dança gigante. Na plateia e no balcão 1, podiam-se observar vários cartazes, t-shirts e ainda bandeiras do Tomorrowland e de países como Portugal, Espanha, Colômbia, Holanda e Brasil.
 
 
Apesar do balcão 2 não ter sido aberto ao público, a moldura humana de 14 mil fãs do “#1” demonstrou que Portugal tem um dos melhores públicos a nível mundial.
 
Além do seu álbum de estreia, “United We Are”, lançado em janeiro, Hardwell também estreou novas sonoridades. Da sua autoria, não podiam faltar os sucessos como “Spaceman” e “Dare You”, enquanto gritava “Portugal, i love you!”. Hit’s como “Blame” (Calvin Harris & John Newman), “A Sky Full Off Stars” (Coldplay & Avicii), “Drop It Like It’s Hot” (Snoop Dogg & Pharrel Williams) e “Leave The World Behind” (Swedish House Mafia) fizeram as delícias dos fãs, que receberam uma pequena surpresa no final: as últimas duas músicas contaram com selo português: “Hangover” e “Kalemba (Wegue Wegue)”, dos Buraka Som Sistema, foram os temas que finalizaram a atuação, numa recordação que nos retornou ao espetáculo de 2013, ocorrido no mesmo local.
 

NEM OS FAMOSOS RESISTEM A HARDWELL

Algumas caras conhecidas compareceram no MEO Arena para assistir a um dos eventos mais esperados do ano. Nomes como Inácio Ramos, Luís Evaristo, Diogo Dias, Diana Monteiro, João Montez, Dan Maarten, Olga Ryazanova, Dynamic Duo, Hugo Rizzo, Ricardo Silva, Mauro Barros, Olívia Ortiz e Joana Vieira fizeram questão de marcar presença neste regresso de Hardwell ao nosso país.
 

VOX POP

José Paulo Costa, de 20 anos, veio de Santa Maria da Feira para assistir ao concerto de Hardwell pela primeira vez. Para ele, a prestação do “número 1” foi "espetacular e fantástica". Já Telma Silva, de 32 anos, "estava à espera de um pouco melhor" em relação à área VIP do evento. Tiago, natural de Almeirim, de 36 anos, confessou-nos que achou um bom espetáculo, mas que o mesmo "acabou muito cedo". Já Mónica, de 31 anos, gostou do seu primeiro espetáculo de Hardwell e admitiu voltar um dia.
 
 

A PARCERIA DE SUCESSO CONTINUA (COM ENTREVISTA A NELSON CUNHA)

Depois de “One Last Tour” (Swedish House Mafia), o RFM SOMNII e a tour “I Am Hardwell”, foi a vez da “United We Are” chegar a Portugal. Mais uma vez, a parceria entre a Genius Y Meios, a Mega Hits e a Sociedade Lusa de Espetáculos foi um sucesso, elevando a fasquia para aquilo que poderá vir no futuro. 
 
“Duas vezes ‘melhor do mundo’, duas vezes em Portugal no MEO Arena, e superámos as espectativas. Voltámos a repetir a ‘dose’ com um espetáculo diferente, inovador... e o Hardwell está praticamente a ‘jogar em casa’”, revelou-nos Nelson Cunha, Diretor da Mega Hits. “Existem fortes afinidades de Hardwell com Portugal, ele sente o nosso país de uma maneira muito especial. A maior parte dos países da Europa onde ele toca não tem um público tão emotivo, e aqui sim, ao mínimo toque/gesto, o público português reage e isso é muito bom”, por isso, “ele gosta de vir a Portugal e é por isso que veio cá outra vez” disse o diretor da estação.
 
Em relação à rádio Mega Hits, Nelson desvendou algumas das novidades, como a estreia do radioshow da editora de Hardwell – Revealed Records, o radioshow semanal do Quintino, a residência mensal com Djeff Afrozilla e, além dos Beatbombers, o “regresso” do DJ Glue e a Mega DJ Academy. Quanto ao Mega Hits Kings Fest, que contou com a presença de Martin Garrix no ano passado, está a ser realizado um “trabalho de pesquisa”.
 
Para concluir e em relação ao Portal 100% DJ, Nelson Cunha prestou um agradecimento: “Quero agradecer à 100% DJ por ter vindo mais uma vez, pelo grande apoio dado à dance music em Portugal, mantendo sempre aquela isenção, que é importante, e respeitando os artistas e produtores. Têm feito um trabalho excecional - parabéns a vocês”.

 

BACKSTAGE

Nos bastidores do espetáculo, Hardwell teve ainda tempo de conhecer alguns dos seus fãs portugueses, através de um Meet & Greet. Diogo Calhó, de 16 anos, foi um dos fãs sortudos que teve a oportunidade de conhecer o seu ídolo. “Achei-o uma pessoa simpática e nada fria com os fãs”, foi a descrição que Diogo nos fez, em exclusivo, sobre o sonho de conhecer o DJ holandês, pois é o seu ídolo e inspiração. Relativamente ao espetáculo, o jovem de Barcarena confessou que adorou todo o espetáculo, desde os “LED’s, sonoridade, ambiente e a interação com o público”. Foi o primeiro espetáculo de “EDM” de Diogo e “teve um maior significado por ser do Hardwell”, revelou.
                        
A Mega Hits, patrocinadora do evento, além da t-shirt, ofereceu a Hardwell o prémio de “Melhor DJ do Ano”, um totem com logótipo da rádio em 3D.
 

BILHETES SOLIDÁRIOS

Todos os espetáculos da tour “United We Are” têm uma vertente solidária. Para quem comprou bilhete, contribuiu automaticamente com 50 cêntimos para a organização DANCE4LIFE. Este projeto de solidariedade é apoiado por Robbert e tem como objetivo o combate à SIDA nos jovens a nível mundial, através da educação, música e dança.
 

REDES SOCIAIS

Nas redes sociais como o Facebook, Instagram e Twitter, Hardwell foi um dos temas que mais “buzz” gerou. Quando o DJ chegou ao nosso país, fez questão de colocar uma fotografia na sua página oficial de Facebook e do Instagram, de uma vista privilegiada de Lisboa, elogiando o clima: “A aproveitar o lindo clima em Lisboa. Preparado para a I Am Hardwell desta noite!”. Kill The Buzz publicou também uma fotografia sua, com a descrição: “A aproveitar esta vista de topo em Lisboa, Portugal”. Após o espetáculo na MEO Arena, Hardwell partilhou ainda uma fotografia tirada durante o concerto, onde se pode ler “Obrigado Portugal! #UnitedWeAre”.
 

 

O REGRESSO ANUNCIADO

O DJ e produtor holandês, em entrevista à Mega Hits, confirmou acidentalmente o seu regresso ao MEO Sudoeste deste ano, pouco tempo antes da sua atuação em Lisboa. Entretanto, a organização do festival alentejano já confirmou a presença de Hardwell na Zambujeira do Mar, no dia 8 de agosto. Robbert esteve presente na edição de 2014 do MEO Sudoeste.
 
Vemo-nos em Agosto, Robbert!
 
Publicado em Reportagens
O DJ e produtor Hardwell acaba de cancelar a sua atuação em Antuérpia, na Bélgica, incluída na digressão “I Am Hardwell United We Are”, devido a uma ameaça terrorista.
 
A atuação estava marcada para o próximo dia 13 de maio e os fãs do artista holandês foram avisados do cancelamento através de um e-mail. A equipa de Hardwell decidiu “que este não é o momento e o local certo para realizar este evento”, como se pode ler no comunicado oficial.
 
A digressão “I Am Hardwell United We Are”, que passou por Portugal em março do ano passado, vai terminar com uma atuação numa cidade europeia, numa data ainda a anunciar. Até ao momento, Hardwell não se pronunciou acerca deste cancelamento.
 
Recorde-se que a Bélgica continua em alerta máximo, depois dos atentados terroristas de 22 de março no aeroporto de Zaventem, local onde anualmente desembarcam todos os festivaleiros do Tomorrowland, que causaram a morte de mais de 30 pessoas e mais de 200 feridos.
 
Sobre o clima de insegurança, a redação do Portal 100% DJ falou com a organização do Tomorrowland, onde ficou claro que a equipa “está ciente de tudo o que se está a passar pelo mundo e como tal estamos em constante comunicação com todas as instituições governamentais na Bélgica e pelo mundo inteiro”, disse Debby Wilmsen, representante do festival, em exclusivo ao Portal 100% DJ.
 
Entretanto, o governo belga está a preparar uma nova proposta de lei, juntamente com a organização de grandes festivais como o Tomorrowland, que passa pela proibição da entrada de mochilas nos eventos.
 
{youtube}R1-sWDhzB50{/youtube}
Publicado em Eventos
Pág. 1 de 7
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.