27-05-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Miss Sheila acaba de completar 15 anos de carreira, com o lançamento da sua editora “Digital Waves”, onde pretende encontrar novos talentos da música eletrónica. É uma das melhores DJs a nível nacional, sempre fiel ao seu estilo próprio e já deu muitas cartas no estrangeiro. Depois de ter sido destacada como uma das 20+ de 2014 pelo Portal 100% DJ, a artista concedeu uma entrevista exclusiva, onde fala sobre a sua carreira, o preconceito em relação às DJs e o estado da música eletrónica na atualidade.

 

O que te levou a fundar a editora "Digital Waves"?
A "Digital Waves" já é um sonho desde do tempo que trabalhava com a "Kaos Records". Sabia que um dia queria ter a minha própria editora, mas primeiro precisava de alguns anos para aprender tudo o que era preciso para geri-la, assim como dominar a área da produção musical. Para mim isto era fundamental.
 
Que novidades relativas à carreira da Miss Sheila poderemos ouvir nos próximos meses?
Estou a trabalhar em vários temas que irão ser lançados pela minha editora e não só. Vou começar a preparar a primeira mixed, uma compilação para a editora que também será da minha autoria.  Tenho mais alguns projetos, mas esses para já estão nos segredos dos deuses.
 

Sabia que um dia queria ter a minha própria editora (...)

 
Preferes atuar em pequenos clubes ou em festivais de maior dimensão?
Gosto dos dois de maneiras diferentes. Quando toco em festivais, é claro que não é tão pessoal e intimista com o público como é num clube, mas tenho que dizer que atuar para as massas também é muito bom, pela quantidade de pessoas a curtir, a energia é multiplicada vezes sem conta. Quem me conhece sabe bem que adoro clubes pequenos, pois também essa é a altura em que temos contato quase direto com o público e conseguimos ver cada expressão na cara das pessoas consoante a música, pois consigo ouvir o que cada um me diz e sentir o amor que me dão. É completamente diferente mas ambos muito bons.
 
 
Qual é a melhor memória que guardas dos teus 15 anos de carreira?
Como devem calcular, tenho memórias sem fim e seria impossível mencionar tantas, mas penso que as que me marcaram mais foram no início da minha carreira, onde tudo era novidade e não estava a acreditar o que me estava acontecer. Vivíamos tudo com muita intensidade e ter massas de gente à nossa frente tinha tanto de bom como de "medo"!
 
Quem são as tuas inspirações?
No início da minha careira, a minha inspiração, todos sabem que era o DJ Vibe, eu dizia que ele tinha quatro mãos e trocava-me as voltas constantemente. É claro que ele ainda continua a ser uma inspiração, mas hoje em dia temos muito mais acesso a DJs e produtores que não tínhamos na altura e sem dúvida tenho agora muitos mais que me inspiram, incluindo mulheres, coisa que antigamente não sentia. Hoje já posso dizer que finalmente há mulheres à séria no panorama da música eletrónica, como a Nicole Moudaber por exemplo.
 
Com quem gostarias de vir a colaborar um dia?
Adorava colaborar com o meu produtor preferido da atualidade que é o argentino Adrian Hour, pois ele faz música que me enche as medidas. É claro que não é só ele, mas assim a lista seria infinita.
 
Que sonhos ainda tens por concretizar, a nível pessoal e profissional?
A nível pessoal, penso que passa por ter um filho, mas não para já! A nível profissional, tenho vindo a mentalizar-me para perder o medo de voar, porque ainda gostava de correr o mundo a fazer o que mais amo!
 
Qual é a tua opinião sobre a música eletrónica dos dias de hoje?
Está totalmente diferente do que era. Para começar, muita da música que hoje chamamos de techno antes chamava-se house. Há uma fusão enorme nos estilos musicais e como não podia deixar de ser, torna-se cada vez mais difícil catalogar um género musical. O certo é que nos últimos anos ouve um "boom" enorme de música eletrónica à volta do mundo, independentemente de ser "EDM", comercial, techno ou hard techno, tudo é música eletrónica!
 

(...) os meus fãs sabem o quanto levo a minha carreira a sério (...)

 
Sentes que ainda existe preconceito em relação às carreiras femininas de DJ?
Sim, infelizmente ainda sinto, mas sei que não é só nesta área. Penso que continua a ser em praticamente todas as profissões do mundo. É certo que já não é tão evidente para DJs como era quando comecei, mas em parte a culpa também passa por algumas mulheres decidirem ridicularizar a profissão, ao atuarem de topless, etc... Depois somos julgadas de forma global e não somos levadas a sério! Claro que não sinto que entro nesse campeonato. Sei que pelo menos os meus fãs sabem o quanto levo a minha carreira a sério, mas não tenho duvidas que nós, mulheres sérias, temos que trabalhar o dobro para sermos vistas e respeitadas como verdadeiras artistas.
 
Dentro do teu estilo musical, o que gostavas de ver alterado em Portugal?
Não vejo assim grandes coisas que tenham que ser alteradas, "underground" é mesmo isso. Não é para as massas, nem é para dar muito nas vistas. Para já, temos promotores que fazem festas e também já temos festivais para o género musical, por isso está muito bem!
 
Segue a Miss Sheila
     
 
Publicado em Entrevistas
Uma vez na Internet, na Internet para sempre. Foi essa a máxima que o DJ e produtor francês Merzo se esqueceu de ter em conta, quando ontem, após a vitória da seleção Portuguesa no Europeu de Futebol, fez uma publicação xenófoba na sua Página de Facebook a atacar claramente Portugal.
 
 
A frase que rapidamente gerou polémica em toda a Internet foi entretanto eliminada e o impacto negativo para o DJ é irreversível, uma vez que a declaração faz analogia aos milhares de portugueses que emigram para a França à procura de uma vida melhor, muitos deles para realizar serviços no âmbito da construção civil. 
 
Kamel Merzouk assume-se artisticamente como Merzo e é um jovem DJ e produtor francês que conta com faixas em editoras de sucesso mas é no lançamento de bootlegs e músicas gratuitas que tem conseguido alguma notoriedade na sua carreira. Sem lançamentos registados nos últimos tempos, o jovem prepara um retorno ao cenário eletrónico com um lançamento pela Armada Trice ainda neste mês de julho. Resta saber se a prestigiada editora irá manter o acordo após esta feia investida à comunidade portuguesa.
 
Recorde-se que no Verão passado, o DJ lituano Ten Walls foi largamente condenado numa clara demonstração de que os preconceitos não serão tolerados, depois de uma publicação homofóbica na sua página de Facebook. 
 
A exemplo de Ten Walls, exige-se agora um pedido público de desculpas a Merzo pela declaração xenófoba repleta de uma gigantesca falta de fair-play e talvez… mais qualquer coisa.
 
 
Fonte: Phouse.
 
Publicado em Mix
O canal de televisão A&E, disponível em Portugal, vai estrear no próximo dia 7 de outubro pelas 21 horas uma nova série sobre música eletrónica, com o DJ Tommie Sunshine.
 
Intitulada de “Música Eletrónica”, a série retrata a viagem de Tommie por nove cidades diferentes para descobrir o que existe de melhor na área da electronic dance music em todo o planeta.
 
São Francisco, Las Vegas, Ibiza, Los Angeles e o festival Mysteryland são alguns dos locais por onde Tommie Sunshine esteve a gravar a série, dividida em sete episódios e que será transmitida todas as sextas-feiras a partir do dia 7 de outubro.
 
  • 7 de outubro (21h00): Ibiza
  • 7 de outubro (21h25): Mysteryland
  • 14 de outubro (21h00): Los Angeles
  • 21 de outubro (21h00): Las Vegas
  • 28 de outubro (21h00): São Francisco

 

{youtube}j_Ghm7bllws{/youtube}

Publicado em Mix
O momento insólito regista-se através de uma câmara de filmar numa típica tasca em Portugal (não sabemos onde se situa, mas gostaríamos de saber). Embriagados ou não, os dois protagonistas do vídeo dançam um puro ritmo Trance, como se não houvesse amanhã, parecendo mesmo mesmo que estão a «curtir».
 
O vídeo foi publicado há poucas horas e já faz furor nas redes sociais. Os "atores" são apenas dois, segundo a descrição: um cliente e o respetivo dono da tasca.
 
Estará o Trance a chegar a novos públicos?
 
 
Publicado em Mix
quarta, 17 abril 2013 12:50

Unicer lança nova bebida em Portugal

A Unicer acaba de lançar a primeira Radler em Portugal, um produto refrescante de cerveja com sumo de limão, com teor reduzido de álcool.
 
A marca afirma que a Cheers Radler, com um volume de 2% de álcool e um sabor a limão típico de refrigerante, é um produto para consumidores que não gostam de cerveja, mas que pretendem fazer uma aproximação gradual às bebidas com álcool. É ideal para consumir em qualquer momento.
 
Apresenta-se numa garrafa de vidro verde, com um rótulo que reforça o sabor a limão e as propriedades próximas dos refrigerantes, transmitindo os conceitos de frescura e leveza. A partir de 29 de abril, Cheers Radler vai estar disponível no canal alimentar em packs de seis garrafas de 0,33 cl.
Publicado em Marcas

 

Com o objetivo de celebrar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, o Spotify divulgou a lista das músicas mais ouvidas pelos portugueses.
 
A listagem está dividida por regiões, mas poucas são as alterações encontradas e algumas músicas eletrónicas estão presentes nas mesmas. O Spotify conclui ainda que os portugueses ouvem mais música entre as 16 e as 18 horas.
 
Avicii, Jack U, Kygo e Major Lazer são alguns dos artistas que fazem parte da lista divulgada pelo Spotify.
 
Confere abaixo as tabelas:
 
Aveiro:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 - James Bay – Hold Back The River
  • 7 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 8 - Hozier – Take Me To Church
  • 9 – Jack U feat. Justin Bieber – Where Are U Now
  • 10 - 10 – Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
 
Beja:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 – Carlão – Os Tais
  • 7 – Diogo Piçarra – Tu e Eu
  • 8 - James Bay – Hold Back The River
  • 9 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 10 - Hozier – Take Me To Church
 
Braga:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 – Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 7 – Hozier – Take Me To Church
  • 8 – James Bay – Hold Back The River
  • 9 – Ed Sheeran – Thinking Out Loud
  • 10 – Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
 
Coimbra:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 – Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 7 - James Bay – Hold Back The River
  • 8 - Hozier – Take Me To Church
  • 9 - Jack U feat. Justin Bieber – Where Are U Now
  • 10 – Avicii – The Nights
 
Faro:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 - Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
  • 4 - OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 5 - Kygo – Firestone
  • 6 - Hozier – Take Me To Church
  • 7 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 8 - Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 9 - Ed Sheeran – Thinking Out Loud
  • 10 - Jack U feat. Justin Bieber – Where Are U Now
 
Leiria:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 - Kygo – Firestone
  • 4 - OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 5 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 6 - James Bay – Hold Back The River
  • 7 - Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 8 - Hozier – Take Me To Church
  • 9 - Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
  • 10 - Jack U feat. Justin Bieber – Where Are U Now
 
Lisboa:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 - Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 7 - Hozier – Take Me To Church
  • 8 - Ed Sheeran – Thinking Out Loud
  • 9 - James Bay – Hold Back The River
  • 10 - Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
 
Porto:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 – Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 7 – Hozier – Take Me To Church
  • 8 - Ed Sheeran – Thinking Out Loud
  • 9 - James Bay – Hold Back The River
  • 10 – Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
 
Publicado em Mix
quinta, 14 novembro 2013 21:15

Sagres dá força a Portugal

A Sagres foi a primeira patrocinadora da Seleção Nacional e desde 1993 que a marca de cerveja tem entrado em campo com a equipa das quinas. Aproveitando o momento decisivo que se vive nas aspirações da seleção, a Sagres lançou mais uma campanha publicitária de apoio.
 
Na véspera do jogo do playoff Portugal x Suécia, a frase "Força Portugal" vai fazer parte de uma campanha presente na plataforma digital e na rede de mupis do país.
 
Apelar ao espírito nacional e apoiar a Seleção é o grande objetivo de uma campanha que vai ainda estender numa das bancadas do estádio da Luz, no dia do jogo, uma camisola gigante de 14 metros de altura da Seleção Nacional.
 
Publicado em Marcas
No Dia Internacional da Amizade e a poucos momentos do arranque de mais uma edição do festival Tomorrowland, fomos conhecer a “Tomorrowland Crew Portugal”, um grupo de amigos bastante especial que tem uma paixão em comum: a música eletrónica. Laëtitia Esteves desde 2013 que lidera esta comunidade, que tem vindo a ganhar cada vez mais seguidores.
 
O grupo, fundado em 2013, inicialmente não tinha um nome específico. “A partir daí, sempre que um DJ internacional vinha a Portugal, sempre que havia um evento de Electronic Dance Music (EDM) ou sempre que o Pete Tha Zouk atuava, juntávamo-nos todos. Começaram-se a juntar amigos nossos que não tinham ido ao Tomorrowland mas que acabaram por fazerem parte deste grupo por acharem o ambiente fantástico”, salientou.
 
Vestiam-se sempre a rigor, com t-shirts, pulseiras e a famosa bandeira do Tomorrowland, que os acompanha em todos os eventos. O nome “Tomorrowland Crew Portugal” surgiu através de Pete Tha Zouk. Durante uma atuação do DJ português na Discoteca Pedra do Couto, em Santo Tirso, a crew esteve “na frontline a noite toda”, uma das características do grupo e “durante o set foi puxando pelo público, como é habitual e apelidou-nos de Tomorrowland Crew Portugal”, incluindo o novo nome numa publicação na sua página oficial de Facebook. “Desde então somos a Tomorrowland Crew Portugal com o melhor padrinho que alguma vez poderíamos ter: Pete Tha Zouk”.
 

 
O grupo conta com cerca de 60 elementos “mas vai crescendo todos os dias. A cada evento, juntam-se mais pessoas” e “temos a sensação que nos conhecemos há imenso tempo. No fundo, temos uma única coisa que nos junta: a paixão por música eletrónica”. Laëtitia Esteves revelou ainda que a “Tomorrowland Crew Portugal” tem como objetivo principal “juntar o maior número possível de elementos” para “formar o maior e melhor grupo de festivaleiros portugueses de sempre”.
 
Esta Crew já esteve presentes em eventos como o Ultra Music Festival, Ultra Europe, Amesterdam Music Festival, Qapital, Mega Hits Kings Fest, Melhores do Ano da rádio Nova Era, EDP Beach Party, RFM SOMNII - O Melhor Sunset de Sempre, MEO Sudoeste, Where’s The Party by Carlsberg, Azurara Beach Party e em digressões de artistas como Armin van Buuren, Hardwell, Alesso e o português Pete Tha Zouk por vários países do mundo.
 
Laëtitia Esteves ainda não tem um futuro definitivo para a Tomorrowland Crew Portugal, porque “é tudo muito recente”, mas pode “passar pela organização de eventos de EDM”.
 
Publicado em Tomorrowland
sexta, 12 outubro 2012 21:14

Absolut Unique já chegou a Portugal

A 39ª edição da Moda Lisboa foi o palco escolhido para o lançamento em Portugal da nova Absolut Unique, uma edição limitada de quase quatro milhões de garrafas, numeradas individualmente e cada uma com um design exclusivo.

Para conseguir que cada garrafa se tornasse uma peça de arte única, a Absolut teve de remodelar e alterar totalmente todo o processo de produção. Foram montadas pistolas de tinta e máquinas de geração de cor e complexos algoritmos de revestimento, padrões e localização foram programados para garantir que não seriam fabricadas duas garrafas iguais.

Foram ainda usadas 38 cores e 51 tipos de padrões diferentes aplicados nas garrafas. O aspeto marcante foi conseguido através de contrastes de cor, complementado por um rótulo de papel branco mate que apresenta o número individual de cada garrafa.
 
Publicado em Marcas
Portugal é o sétimo país mais barato da União Europeia para pernoitar, sendo que o preço médio por noite desceu para 73 euros em janeiro, face a 75 euros em dezembro, indica o trivago Hotel Price Index agora divulgado.
 
Apesar dos referidos custos de dormida em Portugal serem dos mais baixos desde o início de 2011, igualam os valores de fevereiro último, quando o custo médio de um quarto duplo era de 73 euros, precisamente.
 
Entretanto, a nível local, o destaque vai para Portimão, que regista um aumento significativo (+21,7 por cento) face ao mês passado e para a Covilhã, que subiu os seus preços quase 3 por cento, de 78 euros em dezembro para 80 euros atualmente. "Este valor está, ainda assim, muito longe do que se registava por esta altura em 2013, quando pernoitar na cidade às portas da Serra da Estrela custava 104 euros por noite", conclui o estudo.
 
As outras cidades portuguesas a contrariar a tendência nacional de redução são: Braga (+5,8 por cento), Lagos (+4,5 por cento), Faro (+4,2 por cento), Coimbra (+1,85 por cento), Estoril (+1,6 por cento) e Guimarães (+1,5 por cento). Lisboa cai quase cinco pontos percentuais face ao último mês, pelo que pernoitar na capital portuguesa custa agora, em média, 79 euros, enquanto no Porto baixa de 58 para 57 euros (-1,7 por cento).
 
Publicado em Mix
Pág. 1 de 8
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.