20-10-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

 

Com o objetivo de celebrar o Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, o Spotify divulgou a lista das músicas mais ouvidas pelos portugueses.
 
A listagem está dividida por regiões, mas poucas são as alterações encontradas e algumas músicas eletrónicas estão presentes nas mesmas. O Spotify conclui ainda que os portugueses ouvem mais música entre as 16 e as 18 horas.
 
Avicii, Jack U, Kygo e Major Lazer são alguns dos artistas que fazem parte da lista divulgada pelo Spotify.
 
Confere abaixo as tabelas:
 
Aveiro:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 - James Bay – Hold Back The River
  • 7 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 8 - Hozier – Take Me To Church
  • 9 – Jack U feat. Justin Bieber – Where Are U Now
  • 10 - 10 – Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
 
Beja:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 – Carlão – Os Tais
  • 7 – Diogo Piçarra – Tu e Eu
  • 8 - James Bay – Hold Back The River
  • 9 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 10 - Hozier – Take Me To Church
 
Braga:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 – Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 7 – Hozier – Take Me To Church
  • 8 – James Bay – Hold Back The River
  • 9 – Ed Sheeran – Thinking Out Loud
  • 10 – Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
 
Coimbra:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 – Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 7 - James Bay – Hold Back The River
  • 8 - Hozier – Take Me To Church
  • 9 - Jack U feat. Justin Bieber – Where Are U Now
  • 10 – Avicii – The Nights
 
Faro:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 - Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
  • 4 - OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 5 - Kygo – Firestone
  • 6 - Hozier – Take Me To Church
  • 7 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 8 - Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 9 - Ed Sheeran – Thinking Out Loud
  • 10 - Jack U feat. Justin Bieber – Where Are U Now
 
Leiria:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 - Kygo – Firestone
  • 4 - OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 5 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 6 - James Bay – Hold Back The River
  • 7 - Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 8 - Hozier – Take Me To Church
  • 9 - Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
  • 10 - Jack U feat. Justin Bieber – Where Are U Now
 
Lisboa:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 - Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 - Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 7 - Hozier – Take Me To Church
  • 8 - Ed Sheeran – Thinking Out Loud
  • 9 - James Bay – Hold Back The River
  • 10 - Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
 
Porto:
  • 1 – Wiz Khalifa feat. Charlie Putch – See You Again
  • 2 – Major Lazer feat. MO & DJ Snake – Lean On
  • 3 – OMI – Cheerleader (Félix Jaehn Remix Radio Edit)
  • 4 – Kygo – Firestone
  • 5 – Bruno Mars feat. Mark Ronson – Uptown Funk
  • 6 – Ellie Goulding - Love Me Like You Do
  • 7 – Hozier – Take Me To Church
  • 8 - Ed Sheeran – Thinking Out Loud
  • 9 - James Bay – Hold Back The River
  • 10 – Rihanna feat. Kanye West & Paul McCartney – FourFiveSeconds
 
Publicado em Mix
Thijs Westbroek, conhecido no meio por Brooks, tem apenas 23 anos e já não passa despercebido na dance scene, não fosse a sua vasta seleção de originais e remixes, amplamente tocados em todo o mundo. David Guetta e Martin Garrix são alguns dos seus amigos com quem já produziu músicas entretanto lançadas por importantes editoras como é o caso da Spinnin Records e da Future House Music. 
A propósito do seu regresso a Portugal, marcado para o próximo dia 8 de julho na Figueira da Foz, o Portal 100% DJ esteve à conversa com o jovem holandês, que além das novidades na sua carreira, também nos falou das expetativas no seu regresso a terras lusas.

Apesar de ainda teres uma curta carreira, tens muito sucesso, o que fez também com que recebesses o prémio "Best Talent" na SLAM! Awards. Descreve-nos como tem sido a tua vida ultimamente depois disso.
Ganhar o SLAM! na categoria de "Melhor Talento" foi definitivamente um dos destaques da minha carreira até agora. Sinto que muita coisa aconteceu desde que comecei a apostar na música e isso só vem reafirmar, para mim, que estou onde estou por um motivo. Está mesmo a valer a pena! Desde então, tenho estado em digressão e a atuar sem parar - está provado que vai ser uma temporada agitada de festivais, sem esquecer que recentemente lancei meu novo single "Lynx" pela STMPD.
 
Qual é a sensação de ter uma colaboração com o atual número 1 do Top 100 da DJ Mag, Martin Garrix?
É uma sensação fantástica! Há algum tempo que eu e o Martin temos estado em contacto. Quando comecei a fazer música a sério, cheguei a enviar-lhe algumas faixas, até que finalmente chegou o momento de unirmos forças quando lançámos a "Byte". Depois lançámos a "Boomerang" e mais tarde, a cereja em cima do bolo, o lançamento do "Like I Do" com David Guetta. Temos uma atitude muito semelhante no que toca a produzir e por isso trabalhamos bem juntos. Estou feliz que estes eventos se realizem para que continuemos a fazer música que as pessoas gostem tanto como nós.
 
Já produziste vários remixes para diferentes artistas. Gostarias de deixar algum conselho para jovens produtores?
Encontrar o seu próprio estilo é a chave para se conseguir destacar e captar a atenção do público. É mais fácil falar do que fazer e sabemos que hoje em dia existe muita competição e pressão na indústria da dance music. A produção musical é muito acessível agora, não há desculpa para não "perdermos" tempo a aperfeiçoar o nosso som e fazer dele o nosso próprio estilo, torná-lo característico. Pretende-se que as pessoas oiçam a música e saibam logo que é daquele artista.
 


Preferes atuar num Club ou num Festival?
Tanto os clubs como os festivais têm coisas muito boas. Num club é um ambiente mais intimista e consegue-se chegar até às pessoas mais facilmente. O que não é tão frequente num festival. O que os festivais têm de bom é a sua dimensão, com milhares de pessoas a gritar e a cantar as músicas, é algo que não esqueço tão depressa.

Que tipo de hardware e software consideras essencial para se começar nesta área?
Num começo pode-se usar apenas um software e uns phones ou com umas simples speakers. Primeiro que tudo, é importante que se tenha um Daw em que o produtor se sinta confortável. Uso Fruity Loops como DAW o que é relativamente fácil para quem está a começar, mas é possível usar-se outras DAWs também. A respeito de plugins, podem assistir às minhas masterclasses no meu canal de youtube e ver que plugins aconselho.
 
Que expectativas tens para a tua performance no RFM Somnii?
Primeiro que tudo, Portugal é um dos meus sítios preferidos no mundo e só quero chegar para aproveitar algum tempo antes do festival começar. De mim, podem esperar muita energia e mãos no ar. Pela minha experiência de outras atuações em Portugal, espero um público que se sabe divertir e que não tem medo de sentir a música. A comunidade da dance music em Portugal percebe do assunto, por isso sei que vai ser um espetáculo envolvente. Mal posso esperar!
 
Queres revelar-nos algumas novidades sobre o futuro da tua carreira?
Neste momento estou no meio da época dos festivais. Tenho atuações agendadas na Hungria, Polónia, Holanda, Alemanha... Se assistirem a estes espetáculos vão ouvir-me passar alguma música nova. Tenho passado muito tempo em estúdio, quando não estou em tour, por isso podem esperar grandes colaborações e lançamentos brevemente.
 
Que mensagem queres deixar aos leitores e seguidores do Portal 100% DJ?
Vocês são brutais! Obrigado pelo vosso trabalho e por terem conversado comigo. Obrigado por continuarem a apoiar-me enquanto lanço novas músicas, tenho novidades para os vossos ouvidos em breve.
 
Publicado em Entrevistas

No aquecimento para duas atuações em Portugal - em Aveiro a 25 de abril, e em Faro a 10 de maio - falámos em exclusivo com Martin Solveig numa altura em que a EDM vive dias de verdadeira procura de identidade: se por um lado toda a gente toca as mesmas coisas e produz o mesmo tipo de música, por outro os produtores buscam o som do futuro, de um futuro que é já amanhã. Como não podia deixar de ser, graças à sua experiência na cena eletrónica, Martin mostra que está atento e lança pistas para o santo graal da EDM.

 
Olá Martin! Tens duas visitas em breve a Portugal - a 25 de abril na Queima em Aveiro e a 10 de maio na Semana Académica do Algarve - estás feliz por voltar ao nosso país?
Fico sempre feliz e excitado por voltar a Portugal porque considero que os portugueses são um dos melhores públicos do mundo. Na última década construí uma relação especial com os meus fãs portugueses: eles são dos poucos que seguem a minha carreira inteira desde o "Everybody" (de 2005) passando pelo "The Night Out" e "Hey Now", e claro, pelo "Hello" que foi um enorme sucesso também em Portugal. Sempre me senti muito bem recebido pelos portugueses. 
 

Sempre me senti muito bem recebido pelos portugueses.

 
Partilhaste recentemente com o mundo que 2014 seria um ano criativo para ti, que não tocarias muito e que cada atuação seria especial. Podes dizer-nos o que tens preparado para Portugal?
Tenho estado a trabalhar em muitas versões especiais e edits das minhas músicas. Estas versões não estão disponíveis em lado nenhum, não estão na internet, são apenas para usar nos meus DJ sets, por isso têm que vir ver-me e ouvir a música exclusiva que levo comigo e, espero que isso seja o que vai fazer a diferença nas minhas atuações em Portugal.
 
Tens estado ocupado em estúdio a fazer música nova. Quando é que podemos esperar novidades?
Estou neste momento no estúdio, tenho passado muito tempo aqui. Não sei quando a música será editada porque entrei num processo profundo de tentar reinventar o meu estilo, ou pelo menos trabalhar numa evolução sónica digna desse nome. Sinto que chegou a hora de o meu som evoluir. Obviamente um processo destes demora algum tempo e eu sempre preferi esperar até ter algo de verdadeiramente relevante para oferecer aos meus fãs do que apressar e editar algo que não estou seguro a 100%. 
 
Estás a produzir para outros artistas? Vamos ter mais colaborações com a Madonna ou outros artistas pop? 
Não estou a produzir para outros artistas. É algo que farei mais tarde.
 
"Blow", a tua colaboração com o Laidback Luke, foi o teu mais recente single. A música que estás a fazer segue aquela linha?
Não, o "Blow" não é de todo a direção em que estou a trabalhar. O tema foi produzido na alegria do momento, para fundir dois estilos num único tema e pelo divertimento de trabalhar com o Laidback Luke. Mas não define uma nova direcção para mim.
 

Sinto que Miami agora é mais uma celebração do sucesso mundial e do apreço pela EDM e da música de dança em geral.  

Como é que foi a Winter Music Conference? Ouviste alguma música nova e excitante que queiras partilhar connosco?
A WMC é sempre muito caótica, muito louca mas muito boa. Não estive em Miami muito tempo por isso não tive oportunidade de ouvir muita música mas ouvi alguns sets e destaco o do Diplo e do Dillon Francis que tocaram alguns temas exclusivos que são musicalmente entusiasmantes. Comparando os dias de hoje com os dias em que a internet não era tão globalmente disponível, eu diria que os DJ sets hoje têm que chegar a uma audiência mais genérica: para ter um bom feedback do público, tens que tocar uma série de temas que já são conhecidos pelas pessoas. Sinto que Miami agora é mais uma celebração do sucesso mundial e do apreço pela EDM e da música de dança em geral.
Sinto que há grandes mudanças no horizonte para a música eletrónica. Neste momento há duas tendências muito diferentes e muito fortes nos Estados Unidos e na Europa; e ambas vão em direções diferentes. Não estou com isto a querer dizer que uma tendência é melhor que a outra ou que uma vai sobrepor-se à outra, mas as coisas estão a evoluir muito. É uma oportunidade para quem quer inovar. Pode ser um pouco confuso no início mas no fim de contas precisamos que as músicas não soem todas iguais e é isso que irá acontecer, provavelmente, nos próximos anos. E é uma coisa boa.
 
 
Publicado em Entrevistas
O Portal 100% DJ tem a honra de anunciar o mais recente parceiro da iniciativa TOP 30 de 2016, única em Portugal, cujas votações arrancam esta quarta-feira, dia 26 de outubro e prolongam-se até ao dia 8 de dezembro.
 
Esta ação irá contar com o apoio da Rádio Nova Era, líder das audiências do norte do país, que irá divulgar o TOP 30 de 2016, com o objetivo de aumentar o público-alvo dos dois projetos que têm uma paixão em comum: a música eletrónica.
 
Pelo quinto ano consecutivo, o Portal 100% DJ volta a distinguir os DJs e produtores que mais se destacaram este ano, mas desta vez numa nova iniciativa que apenas conta com o voto dos nossos leitores e fãs dos artistas de música eletrónica nacional.
 
Os resultados vão ser divulgados no próximo dia 15 de dezembro, através das várias plataformas associadas à marca 100% DJ. Esta ação é destinada não só aqueles que já estabeleceram o seu lugar na dance scene nacional, como também para os novos talentos, que com o seu excelente trabalho já começam a emergir no mercado eletrónico.
Publicado em 100% DJ
quinta, 31 janeiro 2013 21:27

Sagres desafia adeptos portugueses

A Sagres está a desafiar os adeptos portugueses a escreverem frases de apoio à Seleção Nacional para o jogo Portugal-Equador, que será realizado já no próximo dia 6 de fevereiro, na cidade de Guimarães.

Para participar nesta ação basta aceder à página do Facebook da Cerveja Sagres e escrever na App "Somos Seleção" duas frases de apoio, limitadas a 25 caracteres cada.

A iniciativa, que decorre até 4 de fevereiro, irá premiar as 25 participações mais votadas com a oferta de dois bilhetes a cada participante. Os vencedores com as quatro frases mais criativas, selecionados por um júri da marca, irão ver ainda as suas palavras nas linhas LED (placards eletrónicos) do estádio em pleno jogo.

Esta é uma ação que está em linha com a estratégia de comunicação da marca. Recorde-se que a Sagres é patrocinadora da Seleção Nacional desde 1993.
Publicado em Marcas
Os nomeados para a edição deste ano dos Portugal Festival Awards foram divulgados e a organização anunciou um recorde de participações. Ao todo, são 140 festivais que vão a votos, contabilizando assim mais de 2,3 milhões de espectadores.
 
Entre os nomeados encontram-se festivais como a EDP Beach Party, NEOPOP, MEO Out Jazz, Sol da Caparica, NOS Alive, entre muitos outros. Algumas queimas das fitas como a de Lisboa e Évora também estão nomeadas como Melhor Festival Académico.
 
A votação é aberta ao público através do site oficial e da página oficial de Facebook dos Portugal Festival Awards, dividida em várias categorias. Os vencedores serão escolhidos pelo público e por um painel de júris que inclui Zé Pedro (Xutos e Pontapés), Tó Trips (Dead Combo), Vítor Belanciano (Público), Pedro Esteves (Observador), Fred Pinto Ferreira (Orelha Negra/Kambas/Banda do Mar/5:30), Ana Teresa Ventura (SIC), Álvaro Costa e Nuno Calado (Antena 3), Joana Cruz (RFM), Pedro Ramos (Radar), Rita Carmo (Blitz), Hélio Morais (PAUS/Linda Martini), Ana Markl (Canal Q/Antena 3), Valete, Tó Pereira (DJ Vibe) e outras personalidades da área da música, comunicação social, turismo, sustentabilidade e comunicação.
 
A cerimónia de entrega dos Portugal Festival Awards decorre no próximo dia 17 de novembro no Cinema São Jorge, em Lisboa, pelas 21h30.
 
{youtube}b8P-PGhOluw{/youtube}
Publicado em Mix
Ao terminar a sua atuação no Sunset RFM SOMNII que decorreu ontem na Figueira da Foz, o DJ e Produtor sueco publicou nas suas redes sociais uma imagem da multidão que estava à sua frente, acompanhada da surpreendente mensagem escrita na língua de Camões:  "Eu Amo Vocês Portugal!!!!!".
 
Esta «declaração» veio vincular a forte ligação que o artista tem com os seus fãs portugueses.
 
Também o português Kura, utilizou as redes sociais para descrever a sua atuação como "Incrível! Que energia, top!", agredecendo ao público presente.
 
Pelo Sunset assinado pela RFM passaram mais de 25 mil pessoas, que dançaram e vibraram em pleno areal da Praia do Relógio, posicionando a estação de rádio, como líder também na zona centro.
 

 

Publicado em Artistas
Em 2013, para o estudo "Perfil do festivaleiro português e ambiente social nos festivais", foram contabilizados 127 festivais de música em Portugal, tendo sido retiradas bastantes conclusões apresentadas no Talkfest’14, através da análise de mais de 400 respostas.
 
Este ano, o estudo vai ser replicado em setembro, após a grande vaga de festivais, tendo-se incluído novos itens para análise do festivaleiro e das suas preferências, assim como das marcas. O Talkfest contabiliza até ao momento 106 festivais de música que acontecem em Portugal durante este ano, e o número pode pecar por defeito, uma vez que existem festivais que não têm atualizações desde a sua última edição.
 
Na infografia em baixo, podes conferir alguns dados resultantes do estudo efetuado pelo Talkfest, evento que volta a realizar-se no próximo ano entre os dias 4 e 6 de março no ISEG em Lisboa, subordinado ao tema "Life is a Festival".
 
 
 
Publicado em Infografias
quarta, 08 abril 2009 23:35

Big Ali amanhã em Portugal

Big Ali, o homem que entrou com Bob Sinclar pela porta grande em Portugal, regressa ao nosso País amanhã ao In Seven Club.

Senhor de uma presença brutal, Big Ali, não deixa nada nem ninguém indiferente à razia característica nas suas actuações.

Com estilo muito próprio, Big Ali faz a diferença na proporção da sua dimensão física, pelo que já na próxima quinta-feira, o In Seven Club virá certamente abaixo.

A assinar esta produção vai estar Chiote, um membro cada vez mais activo no circuito das produções nacionais.
Publicado em Artistas
No Dia Internacional da Amizade e a poucos momentos do arranque de mais uma edição do festival Tomorrowland, fomos conhecer a “Tomorrowland Crew Portugal”, um grupo de amigos bastante especial que tem uma paixão em comum: a música eletrónica. Laëtitia Esteves desde 2013 que lidera esta comunidade, que tem vindo a ganhar cada vez mais seguidores.
 
O grupo, fundado em 2013, inicialmente não tinha um nome específico. “A partir daí, sempre que um DJ internacional vinha a Portugal, sempre que havia um evento de Electronic Dance Music (EDM) ou sempre que o Pete Tha Zouk atuava, juntávamo-nos todos. Começaram-se a juntar amigos nossos que não tinham ido ao Tomorrowland mas que acabaram por fazerem parte deste grupo por acharem o ambiente fantástico”, salientou.
 
Vestiam-se sempre a rigor, com t-shirts, pulseiras e a famosa bandeira do Tomorrowland, que os acompanha em todos os eventos. O nome “Tomorrowland Crew Portugal” surgiu através de Pete Tha Zouk. Durante uma atuação do DJ português na Discoteca Pedra do Couto, em Santo Tirso, a crew esteve “na frontline a noite toda”, uma das características do grupo e “durante o set foi puxando pelo público, como é habitual e apelidou-nos de Tomorrowland Crew Portugal”, incluindo o novo nome numa publicação na sua página oficial de Facebook. “Desde então somos a Tomorrowland Crew Portugal com o melhor padrinho que alguma vez poderíamos ter: Pete Tha Zouk”.
 

 
O grupo conta com cerca de 60 elementos “mas vai crescendo todos os dias. A cada evento, juntam-se mais pessoas” e “temos a sensação que nos conhecemos há imenso tempo. No fundo, temos uma única coisa que nos junta: a paixão por música eletrónica”. Laëtitia Esteves revelou ainda que a “Tomorrowland Crew Portugal” tem como objetivo principal “juntar o maior número possível de elementos” para “formar o maior e melhor grupo de festivaleiros portugueses de sempre”.
 
Esta Crew já esteve presentes em eventos como o Ultra Music Festival, Ultra Europe, Amesterdam Music Festival, Qapital, Mega Hits Kings Fest, Melhores do Ano da rádio Nova Era, EDP Beach Party, RFM SOMNII - O Melhor Sunset de Sempre, MEO Sudoeste, Where’s The Party by Carlsberg, Azurara Beach Party e em digressões de artistas como Armin van Buuren, Hardwell, Alesso e o português Pete Tha Zouk por vários países do mundo.
 
Laëtitia Esteves ainda não tem um futuro definitivo para a Tomorrowland Crew Portugal, porque “é tudo muito recente”, mas pode “passar pela organização de eventos de EDM”.
 
Publicado em Tomorrowland
Pág. 1 de 8
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.