28-03-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

A Cerveja Sagres está a convidar todos os portugueses a assistirem em direto aos jogos da Seleção Nacional, durante o Mundial 2014 que se realiza no Brasil, nos três Estádios Sagres, em Lisboa, Braga e Faro.
 
O Estádio Sagres de Faro abre as portas dia 6, enquanto que os de Lisboa e Braga são inaugurados no dia 12 de junho. A entrada é gratuita, e todos os adeptos da Seleção Nacional vão assim poder assistir, através de ecrãs gigantes, aos jogos do Campeonato Mundial de Futebol.
 
No espaço irá haver ainda muita animação, música e outras surpresas para todos os adeptos de futebol.
 
Publicado em Marcas
sábado, 12 setembro 2015 22:46

Alok: 'O meu berço foi a música eletrónica'

Chama-se Alok e é um dos nomes da atualidade da música eletrónica brasileira, que mais destaque tem alcançado a nível internacional com atuações no Rock In Rio Las Vegas e em várias edições das famosas festas das cores Happy Holi. Depois de ser considerado como o DJ e produtor mais popular da terra do carnaval pela House Mag, o artista estreou-se em Portugal na edição de Cascais da Where’s The Party by Carlsberg. O Portal 100% DJ esteve à conversa com Alok numa entrevista exclusiva, acompanhada pelas filmagens do seu novo documentário, onde os temas destacados na mesma foram a sua carreira, o nosso país e o cenário da música eletrónica no Brasil.
 
 
O facto dos teus pais serem DJs influenciou a tua escolha desta profissão?
Com certeza. Eu nasci neste meio eletrónico. O meu berço foi a música eletrónica e os meus pais inspiraram-me muito e ainda inspiram.
 
Porque decidiste criar a tua própria editora “Up Club Records”?
Porque acho que há muitas pessoas talentosas por aí e muitas vezes não conseguem demonstrar o seu trabalho, porque não se conseguem encaixar ou adequar-se ao formato das editoras. A editora é aberta para todos os tipos de criatividade - o que importa é a criatividade, nós não rotulamos nada. É mais uma porta e uma oportunidade para as pessoas poderem mostrar o seu trabalho e não serem influenciados pelas editoras a criar a música que eles querem.
 
Que novos talentos tens debaixo de olho?
Há muito bom talento. É o caso de um rapaz chamado Illusionize - ele está a “rebentar”. Existe também o Dazzo, ele já toca há muitos anos, mas está agora a ter destaque. Também comecei a ver vários nomes novos que nunca tinha ouvido falar e vou fazer o lançamento. Possivelmente irei divulgar no melhor momento, depois de toda a parte burocrática, contrato, etc…
 

A editora é aberta para todos os tipos de criatividade - o que importa é a criatividade, nós não rotulamos nada.

 
Tens viajado em digressão por quase todo o Brasil. Qual é a tua visão do cenário da música eletrónica no país?
No Brasil, estamos a viver agora um momento de maior ascensão. Começamos a apercebermo-nos que as crianças hoje estão muito inseridas na música eletrónica e isso é algo inédito, porque anteriormente as pessoas só se inseriam na música eletrónica a partir dos 18 ou 19 anos.
 
Nos últimos meses, o Brasil tem recebido grandes e importantes festivais de música eletrónica, como é o caso do Tomorrowland, onde também atuaste. Qual foi a sensação de estar na cabine do Main Stage, daquele que é considerado o melhor festival do mundo?
Foi a realização de um sonho e não poderia ter sido melhor. Realmente foi o melhor gig da minha vida. Abriu portas a muitas coisas positivas na minha carreira, e bem... o Tomorrowland é um fenómeno, não é? Fiquei muito feliz por fazer parte desse palco e dividi-lo com grandes nomes.
 
Tencionas atuar na edição da Bélgica?
Este ano não, somente no TomorrowWorld, nos Estados Unidos da América.
 
Sabemos que o teu nome significa luz. Consideras a luz uma fonte de inspiração para as tuas produções?
Nunca tinha parado para pensar, mas pode-se dizer que sim.
 
Foste considerado pela House Mag como o DJ número 1 do Brasil. Com que sentimento recebeste essa distinção?
É curioso porque em todos os outros anos eu nunca tinha entrado. E na minha estreia, foi logo em primeiro lugar. Eu sei que há muitas pessoas muito boas no Brasil também, pela qualidade e até pessoas com mais técnicas que eu, só que de repente faltou um pouco de acreditar em si mesmo entendeu? E eu sempre acreditei, colhi frutos e acabei sendo... Os meus números falam muito alto, como o voto é de popularidade e não há juízes por trás, o DJ mais popular do Brasil hoje sou eu.
 
 
A tua vinda mais cedo para Portugal, deu para conheceres um pouco do nosso país?
Sim, eu dei uma volta por vários sítios e estou apaixonado. É muito porreiro.
 
Tencionas voltar?
Com certeza. Quero voltar e quero comer muito aqui nos restaurantes porque foi a melhor comida que comi na vida.
 
Como descreves a atuação no Where’s The Party em Cascais? Superou as expetativas?
Para ser sincero foi muito difícil... A minha sonoridade, no meio da “EDM” é muito mau para mim. Mas faz parte e nós temos que estar preparados para tudo. Criei muitas expectativas, uma ideia na minha cabeça e acabou por ser mais difícil do que eu imaginava. Nem tudo é assim tão fácil - o que é bom, porque saí da minha zona de conforto, que no Brasil para mim é tudo mais fácil, logo foi um desafio também.
 
Que artistas portugueses de música eletrónica conheces?
O Diego Miranda apenas.
 
Que projetos tens para desenvolver a curto e longo prazo?
A curto prazo vou lançar o meu álbum e a editora. Estamos também a produzir o documentário da minha vida que acho que vai levar um a dois anos para estar no ar, ou seja um projeto a longo prazo.
 
Vais fazer campanha este ano para o Top 100 da DJ Mag?
Estamos a fazer uma campanha muito forte. O ano passado nem apostámos muito e fiquei em 117º lugar.
 
Acreditas portanto na tua estreia no Top 100?
Vamos ver, acredito que sim.
 
Que mensagem queres deixar aos leitores do Portal 100% DJ?
Quero agradecer por me terem recebido tão bem aqui e quero voltar mais vezes, esperando que da próxima vez não me coloquem entre dois DJs de EDM, mas sim no horário certo.
 
 
Segue Alok nas redes sociais

     

 
Publicado em Entrevistas
Após ter comprado marcas como o Beatport, Tomorrowland e adquirido 50% do Rock in Rio, o grupo de entretenimento SFX criado em 2012, acaba de comprar da agência PlusTalent - uma das maiores empresas do Brasil liderada por Luiz Eurico Klotz, Edo Van Duyn e Silvio Conchon, responsável pelo agenciamento e management de DJs, e a criação e produção de eventos de música eletrónica, incluindo o Tomorrowland em terras de Vera Cruz.
 
“Ter os ingressos do Tomorrowland Brasil esgotados em tempo recorde é a consagração do poder da música eletrónica no Brasil. A Plus Talent é uma empresa talentosa, criativa e que possuí a mais profunda experiência no mercado brasileiro”, disse o presidente e CEO da SFX Robert F.X Sillerman em comunicado.
 
O Festival Tomorrowland - criado na Bélgica em 2005 - terá a sua primeira edição no Brasil nos dias 1, 2 e 3 de maio do próximo ano na cidade de Itu, interior de São Paulo. Com 870.000 pré-registos e 180.000 ingressos vendidos em menos de 3 horas, conseguiu-se constatar a força do mercado brasileiro no que diz respeito aos eventos de música eletrónica.
 
Além destas aquisições, a SFX obteve recentemente a marca de cerveja Skol - que já possui um longo e relevante histórico ligado à música eletrónica.
 
Publicado em Mix
Diego Miranda e Paranormal Attack são os primeiros portugueses a pisar o palco do Tomorrowland brasileiro. A confirmação foi feita hoje pela organização do evento, que decorre entre os dias 21 e 23 de abril, em São Paulo.
 
O Brasil não é um território desconhecido para Diego Miranda, uma vez que tem atuado nos últimos meses em vários Happy Holis, as festas das cores que têm invadido os países da América Latina e também Portugal.
 
Paranormal Attack é natural de Lisboa e o seu verdadeiro nome é Rui Oliveira. Durante a sua carreira já atuou em vários festivais como Planeta Atlântida, Xxxperience Festival e Playground Festival. “A bandeira de Portugal no Tomorrowland! Não aguentava mais guardar este segredo! Não imaginava o que era esta emoção ao ver o meu nome nesse line-up!”, afirmou Paranomal Attack na sua página oficial de Facebook.
 
O tema deste ano do Tomorrowland Brasil é “The Key to Hapiness”, já utilizado na edição belga no passado. Os bilhetes para o festival encontram-se à venda no site oficial do evento.
 
No mesmo cartaz constam nomes como Axwell /\ Ingrosso, Alok, Ferry Corsten, Laidback Luke, Gui Boratto e Yves V. Confere abaixo o cartaz completo. 
 
 

 
Publicado em Tomorrowland
Depois do sucesso da primeira edição brasileira do festival Tomorrowland, a cidade de São Paulo prepara-se agora para receber o Electric Daisy Carnival (EDC), nos próximos dias 4 e 5 de dezembro.
 
O festival, de origem americana, vai acontecer no Autódromo de Interlagos, na capital brasileira, depois de vários boatos que corriam na internet durante os últimos meses.
Os nomes que vão compor o cartaz ainda não foram revelados, mas o anúncio deve acontecer na próxima semana, depois da realização do EDC Las Vegas, que começa hoje até domingo.
 
O EDC Las Vegas conta com a presença de Avicii, Hardwell, Tiesto, Calvin Harris e muitos outros grandes nomes da música eletrónica mundial. A organização do festival já confirmou o livestream do evento, que pode ser acompanhado através do Yahoo! Live.
 
Publicado em Eventos
A última edição do Atmosphere Festival, que decorreu no passado fim de semana, em Rio Grande do Sul, no Brasil, ficou marcado pelas piores razões. O mau tempo que se fez sentir no domingo fez com que a estrutura do palco caísse, matando um DJ e ferindo outras três pessoas.
 
DJ Kaleb é a vítima mortal, um artista brasileiro que percorria vários eventos e festivais de música eletrónica em todo o território brasileiro.
 
A organização do Atmosphere Festival já emitiu um comunicado oficial na sua página de Facebook, onde informa que sempre tiveram atenção com a segurança do público, cumprindo todos os processos e autorizações pedidos pelas autoridades brasileiras.
 
“Estamos desolados, perdemos um amigo, um artista. Nossa prioridade é dar assistência aos feridos e suas famílias. Agradecemos à Brigada Militar e ao Corpo de Bombeiros por toda a assistência”, concluiu a organização do evento na rede social.
 
Publicado em Festivais
A cantora Aurea, as bandas Orelha Negra, The Black Mamba e The Gift e os DJs Vibe e Ride fazem parte da comitiva de artistas que irão representar este ano Portugal no Rock in Rio Brasil.

O festival decorre em setembro no Rio de Janeiro, e os Orelha Negra dividem no dia 13 de setembro o palco Sunset com o músico brasileiro Flávio Renegado, que se move nas mesmas áreas musicais dos portugueses, hip-hop e soul.

No dia 15 atuam também no palco Sunset a cantora Aurea e o trio The Black Mamba, no dia 20 é a vez de os The Gift apresentarem-se ao Rock in Rio, dividindo o palco com os brasileiros AfroReggae.

A banda de Alcobaça, liderada por Sónia Tavares, já se tinha apresentado no palco secundário do Rock in Rio do Rio de Janeiro em 2011, ao lado do grupo dinamarquês Asteroids Galaxy Tour.

Quem também regressa ao festival brasileiro em setembro, depois de uma primeira apresentação em 2011, é DJ Vibe, que tem atuação marcada para o dia 21 na tenda eletrónica.

No mesmo palco, mas dois dias antes, a 19 de setembro, atua também o português DJ Ride.

A edição deste ano do Rock in Rio Brasil decorre no Rio de Janeiro nos dias 13, 14, 15, 19, 20 e 21 de setembro. Como cabeças de cartaz estão já confirmados os nomes de artistas como os norte-americanos Beyoncé, Metallica, Justin Timberlake e Beyoncé, e os britânicos Iron Maiden e Muse.
Publicado em Rock in Rio
A Corrida das Cores que decorreu no passado domingo em Vitória, no Brasil, ficou marcada pela presença de uma "atleta" bastante especial, imparável ao som do set da DJ Jess Benevides que captou o momento em que Aleide Tebaldi, de 92 anos, faz furor na frontline, aquando uma colorblast - altura em que o público faz uma contagem decrescente e atira pó colorido para o ar, criando uma nuvem gigante de várias cores.

O vídeo, publicado no Instagram da DJ, já se tornou viral e conta com mais de 48 mil visualizações e outras tantas partilhas, uma vez que são raras imagens como estas.

"No meio da festa, após a chegada dos atletas, vi aquela senhora com uma bolsinha, uma blusa de oncinha, a dançar super animada e pedi ao meu namorado para fazer um vídeo. Todos estavam encantados com a animação dela. Acredito que ela estava a passar pelo local, viu a festa e acabou por participar" conta a DJ ao jornal brasileiro Gazeta, recordando um momento inesquecível, o qual podes conferir em baixo.
 
 
Publicado em Mix
O canal televisivo MTV vai transmitir uma compilação com os melhores momentos do festival Tomorrowland que decorreu no passado mês de maio (1, 2 e 3) em Itu, São Paulo.
 
Durante os próximos dois fins-de-semana, a rúbrica MTV World Stage vai ter em destaque inúmeros planos captados no festival de música eletrónica que esgotou 180 mil bilhetes em apenas três horas.
 
A estreia do evento por terras de Vera Cruz foi de tal maneira um sucesso absoluto que a organização não hesitou e confirmou a presença do evento no Brasil por mais cinco anos, ou seja até 2020. No próximo ano decorre entre os dias 21 e 23 de abril.
 
Pelo segundo ano consecutivo a MTV é a televisão oficial do Tomorrowland que este ano acontece nos dias 24, 25 e 26 de julho em Boom, na Bélgica. O cartaz artístico já se encontra fechado e dele fazem parte vários artistas da música eletrónica como é o caso de Afrojack, Oliver Heldens, Steve Aoki, Dyro, Romeo Blanco, Ummet Ozcan e The Martinez Brothers.
 
Recorde-se que no ano passado esta estação televisiva já tinha transmitido dois MTV World Stage exclusivos e um documentário que retratava os 10 anos de existência do festival.
 
Confere agora o horário da transmissão portuguesa do MTV World Stage:
  • Sexta-feira (19 junho) - 00:15 horas
  • Sábado (20 junho) - 10:00 horas 
  • Domingo (21 junho) - 00:45 horas
  •  
  • Sexta-feira (26 junho) - 00:15 horas
  • Sábado (27 junho) - 10:00 horas 
  • Domingo (28 junho) - 00:45 horas
Publicado em Tomorrowland
Metallica, Iron Maiden e Bruce Springsteen são os primeiros nomes revelados para o cartaz do Rock in Rio 2013, a realizar no Rio de Janeiro em setembro do próximo ano.

A 15 de setembro de 2013, Bruce Springsteen e a The Street Band regressam ao Brasil 25 anos após o primeiro e único concerto no país. Em junho deste ano, o músico norte-americano e a sua banda fecharam com chave de ouro a mais recente edição portuguesa do Rock in Rio, em Lisboa, perante 80 mil pessoas.

Os Metallica, que também passaram pelo Rock in Rio Lisboa 2012, serão os cabeças-de-cartaz de do festival brasileiro no dia 19 de setembro. Esta será a sexta vez que a banda californiana atua no evento que nos últimos anos se tem dividido por Portugal, Brasil e Espanha.

Presentes no primeiro e no terceiro Rock in Rio, no Brasil, em 1985 e 2001, os Iron Maiden voltam ao Rio de Janeiro a 19 de setembro com o novo espetáculo, «Maiden England», que recria a digressão mundial da banda britânica em 1988.

O Rock in Rio 2013 acontecerá no Rio de Janeiro nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro.
 
Publicado em Rock in Rio
Pág. 1 de 6
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.