19-07-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

DJ Vibe, Rui Vargas e Diego Miranda estão confirmados para o Rock In Rio Brasil, na tenda eletrónica, que se realiza entre os dias 18 e 20 e 24 e 27 de setembro.

 
Os veteranos DJ Vibe e Rui Vargas irão atuar em modo B2B, enquanto que o número 70 do Top 100 da DJ Mag, Diego Miranda, vai ter Rodrigo Shá como participação especial.
 
Entre os nomes internacionais, o festival conta com a atuação de Headhunterz, Crookers e os brasileiros Alok, Felguk e Gui Boratto.
 
Confere abaixo o cartaz confirmado até ao momento da tenda eletrónica do Rock In Rio Brasil:
 
18 de setembro:
 
  • Kerry Chandler
  • Barbara Tucker
  • DJ Memê
  • Mary Olivetti, Kassin e O Baile do Lincoln (homenagem a Lincoln Olivetti)
  • Vivi Seixas e participação especial de Lustosa (homenagem a Raul Seixas)
 
19 de setembro:
  • Crookers
  • Headhunterz
  • Tropkllaz
  • A Liga
  • Chemical Surf
 
20 de setembro:
  • Matador
  • Pig + Dan
  • Gui Boratto
  • Flow&Zeo + Karina Zeviani
  • Elekfantz
 
24 de setembro (“Kids want Techno”):
  • Nome a anunciar
  • Vintage Culture
  • Anderson Noise + Mau Mau + Renato Cohen
  • 2 Attack com DJ Paula Chalup + Mau Mau
 
25 de setembro (“Brasil EDM worldwide”):
  • Alok
  • Volkoder
  • Felguk
  • Marcelo Cic
  • HNQO
 
26 de setembro (B2B):
  • Davide Squillace B2B Mathias Tanzman
  • DJ Vibe B2B Rui Vargas
  • Leo Janeiro B2B Leozinho
  • Conti B2B Mandi
 
27 de setembro
  • Nome a anunciar
  • Life Is a Loop (live)
  • Diego Miranda, com participação especial de Rodrigo Shá
  • Ely Yabu
  • Amanha Chang

 

 

Publicado em Rock in Rio
segunda, 16 março 2015 16:04

Frechaut de novo em digressão pelo Brasil

O DJ português Frechaut inicia uma tour pelo Brasil, pela segunda vez, com início no próximo dia 28 de março na discoteca Excess Club (Rio de Janeiro), na comemoração dos 9 anos de carreira de Rafa Carneiro.
 
Esta digressão promete várias surpresas, entre elas a apresentação do seu novo tema intitulado “Take It All”, lançado pela editora brasileira Play House Records, numa colaboração com Andy John. A nova música vai ser remixada por artistas cariocas como Roger Lyra, Jetset, Vogait, entre outros.
 
Publicado em Artistas
terça, 26 agosto 2014 20:32

Cerveja Sagres quer conquistar o Brasil

A Cerveja Sagres anunciou hoje que está a produzir no Brasil, numa unidade da Heineken Brasil. O objetivo, para já, é comercializar no Rio de Janeiro a cerveja Premium Sagres Clássica adaptada ao perfil e gosto dos consumidores cariocas.
 
Com um teor alcoólico de 5%, a receita desta cerveja foi desenvolvida pelo mestre cervejeiro da Sociedade Central de Cervejas em parceria com o homólogo brasileiro da Heineken Brasil. A marca garante que para o lançamento foram realizados vários estudos de mercado junto dos consumidores brasileiros, assim como o desenvolvimento de ações de degustação em diversos pontos de venda.
 
Nuno Pinto de Magalhães, Diretor de Comunicação e Relações Institucionais da Sociedade Central de Cervejas referiu, em comunicado, que este lançamento "só é possível através da disponibilidade e oportunidade que a plataforma de produção e de distribuição local nos proporciona".
 
Fonte: Imagens de Marca.
 
Publicado em Marcas
quarta, 14 setembro 2011 22:55

A lata de cerveja que se transforma em copo

A marca brasileira de cerveja Brahma vai lançar, no seu mercado de origem, a “Brahma Copaço”, uma lata que se transforma em copo graças a um sistema de abertura total da tampa.
 
De acordo com a insígnia, a criação do produto teve por base investigações mensais realizadas pela Ambev, que envolveram mais de 2 mil pessoas, e que permitiram à Brahma concluir que o público prefere consumir a cerveja com a experiência do copo mas com a conveniência da lata, noticia a Exame brasileira.

A “Copaço” será brevemente comercializada em supermercados de São Paulo, em latas de 350 ml.
Publicado em Mix
A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados do Brasil aprovou no passado mês de novembro, um projeto de lei que regulamenta a profissão de DJ. Entretanto foi alterado e volta em breve ao Parlamento brasileiro para que possa ser novamente discutido e, por sua vez, votado.
 
Para exercer a profissão de DJ no Brasil, os artistas têm de ter frequentado um curso técnico de 800 horas, em instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação. Para realizar o curso, é obrigatório ter pelo menos 16 anos e o ensino médio completo (ou estar ainda a frequentar).
 
Esta nova regra não se aplica aos profissionais que já estejam a trabalhar na área há, pelo menos, cinco anos, nem para os DJ estrangeiros que permaneçam no Brasil até um mês.
 
A duração do trabalho de um DJ profissional também foi tida em conta e não pode superar as seis horas por dia e ir até 30 horas por semana. Essa duração é o período de apresentação ao público, incluindo também ensaios e atividades de promoção do artista. O DJ deverá ainda ter direito a um intervalo para refeição e descanso de 45 minutos, no mínimo. Em relação às horas extras, o pagamento tem uma subida de 100% sobre o valor normal. Se o artista trabalhar em condições perigosas, o projeto de lei prevê ainda que o mesmo deva receber um pagamento adicional.
 
Em Portugal, “Disc Jockey” é reconhecido como um profissional das artes do espetáculo. Isto é, desde 2010 que o Instituto Nacional de Estatística inclui o “Djing” na Classificação Portuguesa de Profissões com o número 26.59.1 e é conferido o direito de usar o C.A.E. 90010 a quem iniciar/exercer a atividade com esse número.
 
Em termos burocráticos, recorde-se que a PassMúsica (entidade legal de proteção dos direitos autor ligados à música) possui uma licença - a Licença de Reprodução para DJs - que abrange todas as pessoas que exerçam a atividade de DJ (profissional ou acessória) cujo objetivo objetivo passa por permitir aos DJs a utilização de gravações musicais em formatos diferentes daqueles em que foram adquiriram originalmente. A licença tem o valor anual de 350 euros.
Publicado em Mix
Dez anos após a última edição brasileira (2001) o maior evento de música e entretenimento do mundo regressa à cidade que o viu nascer.
O Rock in Rio 2011 começa hoje e prolonga-se pelos dias 24, 25, 29 e 30 de Setembro e 1 e 2 de Outubro, na Lagoa de Jacarapaguá, Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.
Confere a programação em www.rockinrio.com.br/pt/live/lineup.php.

 


A Cidade do Rock
O Rock in Rio vai utilizar durante os seus sete dias cerca de 12 mil KWA, energia que dá para abastecer o equivalente a 600 casas. O recinto tem dez torres de som e luz, com o formato de rabo de peixe, com 15 metros de altura e 10 toneladas cada. Cerca de 600 pessoas trabalharam diarimante na construção da Cidade do Rock, que tem 40 mil m² de relva sintética, mais de 200km de cabos, 7 ecrãs gigantes e um total de 3 mil toneladas de material utilizado para a montagem das estruturas.
Ao todo foram montados 16 stands, 46 lojas, 12 quiosques, mais de 11 bares e restaurantes, cinco caixas multibanco e cinco cabines anti-ruído espalhadas pelo espaço.
A zona frontal da Cidade do Rock tem 1km de extensão, com 2,5km de perímetro na área que compreende o Palco Mundo e o Palco Sunset e 150m de distância entre os dois espaços. Para encontrar uma área de restauração ou sanitários o público não vai precisar de andar mais do que 60m.

 

 

 

Palco Mundo
O Palco Mundo vai receber grandes nomes da música brasileira e internacional. Tem 86m de frente de palco, 25m de altura, pesa 600 toneladas, e os artistas estarão a uma altura de 2,5m. O revestimento cenográfico é composto por painéis dinâmicos côncavos e
convexos arredondados em placas de metal, uma forma de representar a interactividade entre palco, artistas e público. Estes painéis ampliam os efeitos da iluminação durante a noite, transformando-o num espectáculo à parte.

 

 

 

Palco Sunset
Palco dos grandes encontros ao pôr-do-sol, onde artistas brasileiros e internacionais se vão juntar em jam sessions especiais, inusitadas e inesquecíveis, o Palco Sunset tem 31m de frente, 15m de altura e pesa 100 toneladas. Esta estrutura é menor que a anterior para que os concertos sejam mais intimistas e o público se sinta mais próximo dos artistas que estarão apenas a 2 metros de altura. A ideia por trás deste projecto é oferecer um espaço onde os músicos têm total liberdade para experimentar, onde podem interpretar o reportório uns dos outros, convidar mais nomes para subir ao palco, libertar a criatividade em concertos especialmente preparados para o evento. O conceito estende-se aos bastidores, com os camarins voltados para um lounge, um espaço com instrumentos para os artistas se aventurarem e improvisarem, podendo depois levar essas criações para palco.

 

 

 

Tenda Electrónica
Os melhores DJ’s do mundo vão fazer dançar os fãs da música electrónica numa área com 40m de diâmetro com capacidade para mais de 5 mil pessoas. A Electrónica é composta por equipamentos de som e luz de última geração, além de 6 megafones gigantes, de 9 metros de altura, que pesam em conjunto 20 toneladas, ecrãs gigantes para projecção de imagens e plataformas onde vão estar os bailarinos, assim como um espaço especial para o DJ comandar a festa.

 

 

 

Diversões e Village
A Cidade do Rock será dedicada não apenas à música mas também ao entretenimento, com uma série de atracções que vão para além dos concertos. O Slide com 200 metros de extensão vai permitir o “voo” sobre o público à frente do Palco Mundo, inclusive durante os concertos. Com 28 metros de altura, a Roda Gigante vai oferecer uma vista panorâmica da Cidade do Rock. O Free Fall, localizado à entrada da Rock Street, vai despertar fortes emoções nos adeptos de actividades radicais, com uma queda livre de 17 metros de altura. A Montanha Russa é o único divertimento a encerrar o funcionamento juntamente com os concertos do Palco Mundo.
Para quem gosta de compras, o Village funcionará como um espaço com stands focados em gastronomia, lazer, compras, cada um com uma decoração própria, apresentados ao longo de 200 metros. Um total de 28 lojas de 45m2 cada, sendo 12 de alimentação e 16 de marcas, que funcionam das 14 horas às 4 horas.

 

 

 

Rock Street
A Rock Street é a grande novidade do Rock in Rio 2011 e promete surpreender o público. Esta rua cenográfica é inspirada em Nova Orleães (EUA) tem 160 metros de dimensão e terá 20 lojas, bares e restaurantes onde o público vai encontrar todos os dias, desde a abertura de portas (14h00) às duas horas da manhã, actuações de artistas do mundo do jazz e do blues, músicos que vão circular pela rua, artistas de sapateado como Stephen Harper e Max Pollack, malabaristas, acrobatas, mágicos, estátuas humanas, caricaturistas entre outras surpresas que a organização preparou.

 

Publicado em Rock in Rio
sábado, 04 julho 2015 20:21

Frechaut conquista público brasileiro

O DJ e produtor Frechaut, uma das jovens promessas do nosso país no género da música eletrónica, já começou a dar cartas no Brasil. Esteve recentemente em território carioca em digressão e passou por várias cidades como Niterói, Ararauama, Campos dos Goytacazes, Cachoeiro do Itapemirim e Volta Redonda.
 
Esta viagem serviu também para captar algumas imagens que vão ser utilizadas no próximo videoclip de Frechaut. O DJ teve também a oportunidade única de estar em estúdio com vários produtores brasileiros, incluindo Roger Lyra.
 
Está também disponível um aftermovie da tour brasileira de Frechaut, onde poder-se-á ver filmagens das melhores paisagens, festas brasileiras e ainda o DJ a distribuir merchandising do Portal 100% DJ. As imagens foram captadas e editadas por Rodrigo Albuquerque.
 
{youtube}FdMbr7amaF4{/youtube}
Publicado em Artistas
A maior rede de escolas de DJs do Brasil acaba de chegar a Lisboa, sendo a primeira escola internacional de música eletrónica presente em Portugal. A AIMEC (Academia Internacional de Música Eletrónica) foi fundada em 2004 e hoje já conta sete unidades espalhadas pelo Brasil. Na passada quinta-feira foi a vez de inaugurar o seu novo espaço, no 12.º andar do Edifício Castil em Lisboa.

Com amplas salas e uma incrível vista sobre a capital alfacinha, além de uma Academia de aprendizagem, neste novo espaço será possível estabelecer contatos com artistas, construir novos projetos e viver uma experiência imersiva dentro da música eletrónica. 


"Portugal precisa de uma escola como a nossa"

Foi precisamente essa a ideia, que Luísa Pyrrait e António Penalva tiveram em mente há cerca de dois anos atrás, quando, depois de 10 anos no Brasil, decidiram regressar ao país que os viu nascer, muito por culpa da família que "falou mais forte" conta Luísa. Além da agora nova Academia de Lisboa, Luísa e António são também proprietários das AIMEC de Balneário Camboriú e Florianópolis. "Feitos os estudos de mercado, e de encontrarmos o Bernardo, nosso sócio e peça fundamental para que a AIMEC Portugal hoje exista, resolvemos abrir esta escola" releva à nossa redação.

A oferta de um ensino de qualidade e a criação de uma comunidade são os principais objetivos desta Academia e Luísa Pyrrait garante que "o grande mérito da AIMEC é que além do seu ensino ser muito bom e das técnicas utilizadas serem únicas, é o conseguir sempre formar à sua volta uma comunidade e uma segunda família para os nossos alunos que não têm idade." A provar que a idade é apenas um número, Luísa conta que no Brasil existem "alunos com 10, 11 anos e temos também avós que fizeram cursos com os filhos na mesma turma".
 


Em termos comerciais, a AIMEC Portugal tem disponíveis cursos de DJ, Produção Musical, Produção Musical Avançada, Teoria Musical e Mixagem & Masterização. Embora o rol de professores não esteja totalmente fechado, alguns nomes já foram selecionados, como é o caso do DJ Handerson (Brasil) e DJ Nokin (Portugal).

"Primeiramente, conheçam a AIMEC, quero muito, de coração, que todos os leitores saibam o que é a AIMEC. Não queremos ser uma escola de DJs, mas sim uma Academia de música eletrónica, onde as pessoas possam vir, tenham convívio, tenham uma comunidade que envolva o país e até Europa inteira, e que os nossos alunos sejam cabeças de cartaz dos melhores festivais e clubs, tal como no Brasil" convida Allan Gee, também sócio da Academia de Lisboa.

Questionados sobre uma possível expansão na Europa, Luísa e Allan Gee não têm dúvidas que esse será o caminho a seguir, "mas primeiro pretendemos cimentar bem a marca em Portugal" afirmam.
 
Publicado em Reportagens
Steve Aoki, David Guetta, Hardwell e Armin van Buuren são alguns dos artistas da primeira fase, confirmados hoje pela organização do Tomorrowland Brasil. A edição carioca de um dos maiores festivais de música eletrónica vai decorrer de 1 a 3 de maio, em São Paulo.
 
Os brasileiros Alok, Ftampa e Gui Boratto também irão estar presentes no Tomorrowland, que promete escrever um “novo capítulo no ‘The Book Of Wisdom’”.
 
Confere abaixo o cartaz completo:

 

 

 

Publicado em Tomorrowland
Na sua primeira edição em terras de Vera Cruz, - no passado fim de semana - o festival belga Tomorrowland, deixou bem claro que o seu grande atrativo é o famoso Mainstage - amplo espaço outdoor que acolhe não só os melhores DJs da cena eletrónica, como também milhares de festivaleiros oriundos de todo o mundo. 
 
Com sucesso absoluto e ingressos completamente esgotados, a organização do Festival que nasceu na Bélgica e que agora está a ser exportado para outros países, confirmou a presença do evento no Brasil por mais cinco anos, ou seja, até 2020 e anunciou ainda as datas para o próximo ano: 21, 22 e 23 de abril.
 
Afrojack, Borgore, David Guetta, Dimitri Vegas & Like Mike, Nicky Romero, Nervo, W&W entre muitos outros artistas divididos por diversos palcos, transformaram a Arena Maeda, em Itu (São Paulo), numa gigantes discoteca que recebeu mais de 50 mil pessoas 
 
Na listagem em baixo, poderás conferir as músicas mais tocadas em pleno MainStage do Festival Tomorrowland Brasil, sendo que as últimas três, foram as mais remisturadas.
 
  • Dimitri Vegas, Martin Garrix, Like Mike - Tremor
  • Alesso - Heroes (We Could Be)
  • Armin Van Buuren - Ping Pong (Hardwell Remix)
  •  

 

  • Calvin Harris - Blame It On The Night (Feat. John Newman)
  • David Guetta, Ne-Yo, Akon - Work Hard, Play Hard
  • Darude - Sandstorm
 
  • Rhythm Of The Night - Corona
  • Oasis - Wonnderwall
  • Queen - We Will Rock You
Publicado em Tomorrowland
Pág. 1 de 6
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.