19-07-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

No próximo dia 20 de outubro o eixo entre a Rua do Açúcar e a Capitão Leitão recebe a segunda edição da Oktober Festa, a versão lisboeta da famosa festa e feira de cerveja alemã. O desafio lançado pelo Lisbon Beer District, colectivo marvilense que reúne a Dois Corvos, a Lince e a Musa, vai misturar a cerveja com a música, os pretzels com o chouriço assado, o passado histórico bairro industrial com a cidade cada vez mais virada para o mundo e para o futuro. 

A segunda edição da Oktober Festa acontece entre as 14 e as 2 da manhã, e terá dezenas de variedades diferentes de cervejas para experimentar, desde as mais refrescantes lagers às mais complexas stouts, passando pelas aromáticas IPAs, as desafiantes Sours ou a Marzen (a cerveja típica das Oktoberfest). Uma das novidades este ano será também o lançamento de três criações colaborativas com cervejas artesanais nacionais: a nortenha Letra, a lisboeta Oitava Colina a alentejana Barona.

Acompanhando o ritmo eclético da cidade, a música vai cruzar os diversos cantos que compõem o mapa da cidade, do world, à funk, da soul ao brass, com as escolhas musicais de DJ Quesadilla, Silk (frontmen dos Cais do Sodré Funk Connection), Pedro Primo Figueiredo, Johnny Chase, Abel Santos, entre outros.

A Oktober Festa contará ainda com uma conversa informal sobre o novo universo cervejeiro artesanal e uma prova comentada das cervejas colaborativas criadas de propósito para o evento.
Publicado em Eventos
 
A Cerveja Sagres voltou a desafiar os consumidores a conviver “À portuguesa” entre amigos este Verão. Com o novo videoclip “Sai da toca, Zé!”, interpretado por César Mourão e Salvador Martinha, a marca afirmou novamente a sua aposta no humor despertando a importância do convívio.
 
Com criatividade da agênca BAR, o objetivo passa por mostrar como é possível aproveitar os pequenos prazeres da vida portuguesa, seja na praia, no bar, esplanada ou café, com amigos e família.
 
Esta nova campanha assenta num tom divertido e descontraído tornando o “Sai da toca, Zé! no hit viciante de Verão.
 
 
Fonte: Imagens de Marca.
 
Publicado em Marcas
segunda, 12 fevereiro 2018 15:08

Cultura da cerveja tem uma nova marca

A Associação Portuguesa dos Produtores de Cerveja (APCV), sofreu recentemente um rebranding, passando agora a denominar-se Cervejeiros de Portugal. À nova identidade gráfica junta-se também um site renovado, tendo como principal objetivo valorizar a cultura da cerveja.
 
“A mudança da designação de marca, pretende reforçar o posicionamento de inovação, dinamismo e modernização que queremos projetar para este setor. Um processo que resulta do compromisso e união de todos os parceiros empenhados na promoção de uma verdadeira cultura da cerveja, e do seu valor estratégico para a economia nacional” referiu, em comunicado, o presidente da Associação, François-Xavier Mahot.
 
Segundo dados divulgados por esta associação o consumo de cerveja em Portugal cresceu 8% no ano passado, face a 2016, e as exportações subiram 12,6%.
Publicado em Marcas
A ingestão de cerveja - ou qualquer bebida alcoólica - após a realização de exercício físico ou de estômago vazio não é, por norma, aconselhável. Agora, porém, um grupo de investigadores australianos desenvolveu uma cerveja hidratante, que pode ajudar a equilibrar a quantidade de líquidos no organismo e até a evitar a ressaca.
 
Habitualmente, beber álcool aumenta a desidratação, mas uma equipa do Griffith University's Health Institute em Queensland, na Austrália, acredita ter descoberto a solução.
 
Os nutricionistas australianos manipularam os níveis de eletrólitos, presentes em muitas bebidas energéticas, de duas cervejas comerciais (uma normal e uma light), que, depois, foram ingeridas por pessoas que tinham acabado de fazer exercício vigoroso.
 
Os investigadores acabaram por concluir que, embora esta não costume ser uma prática recomendável, a cerveja light modificada mostrou ser um terço mais eficaz a hidratar os indivíduos do que a cerveja normal. 
 
"Não é uma boa ideia, mas a verdade é que há muitas pessoas que suam muito no dia-a-dia e que, depois, saem do trabalho e vão beber uma cerveja, como é o caso, por exemplo, dos trabalhadores da construção civil", explica Ben Desbrow, um dos cientistas envolvidos no estudo, citado pela Australian Associated Press.
 
Segundo os especialistas, esta nova cerveja pode ser também o primeiro passo para o desenvolvimento de produtos capazes de diminuir as hipóteses de ressaca.
 
Publicado em Mix
Há 256 anos que a Guinness faz a sua cerveja da mesma forma, mas isso está prestes a mudar. No próximo ano, a empresa deixará de utilizar bexigas de peixe nos seus filtros, depois de vários anos de queixas por parte dos vegan irlandeses.
 
Segundo a imprensa britânica, há muito que estes estão a pedir à cervejeira para não utilizar ictiocola, um subproduto da indústria de pesqueira, usado para remover o fermento extra da Stout e ajudá-lo a estabilizar de forma mais rápida. Este produto é utilizado desde o século XIX.
 
“A ictiocola é eficiente e usada há muitos anos, mas vamos deixar de a utilizar assim que o novo processo de filtração for introduzido”, explicou um porta-voz da marca ao The Times. O que deverá ocorrer já no próximo ano.
 
Há cerca de 12 anos que a comunidade vegan e vegetariana insistem que a Guinness altere a sua técnica de produção da Stout. “Temos noção de que a sua utilização é uma barreira ao consumo dos nossos produtos por parte de algumas pessoas. Por isso estamos a procurar alternativas”, sublinhou o porta-voz da Guinness.
 
Esta decisão surge numa altura em que o Parlamento Europeu pôs em prática um plano para forçar as cervejeiras a destacar a utilização de ictiocola nas suas garrafas.
Publicado em Marcas
A banda norte-americana de heavy metal originária de Los Angeles, lançou esta segunda-feira uma edição especial de cerveja Budweiser com a sua assinatura.
 
Esta edição limitada conta com 91 mil latas que foram produzidas para marcar a inauguração da Centre Vidéotron, no Canadá, uma nova casa de espetáculos onde a banda Metallica irá dar dois concertos.
 
Em comunicado, a Budweiser afirma que foi inspirada na força e vibração deste espetáculo histórico para criar uma cerveja com a "imagem do poder do rock". A marca anunciou ainda que esta edição limitada de cervejas, apenas estará à venda no Canadá.
Publicado em Marcas
 
Com a proposta de Orçamento do Estado para 2015, o imposto sobre as cervejas e bebidas espirituosas vai aumentar 2,9%.  A medida aguarda agora aprovação do Parlamento.
 
O imposto das cervejas irá desde os 7,75 euros por hectolitro para volumes de álcool mais baixos, até 27,24 euros por hectolitro em volumes elevados. Atualmente, este imposto era de 7,53 euros até 26,45 euros por hectolitro.
 
Em relação às bebidas espirituosas, o valor passa de 1.251,72 euros por hectolitro para 1.289,27 euros, valor a aplicar a partir de janeiro do próximo ano.
 
Com este aumento de 2,9%, o Governo tem a previsão de uma receita líquida de 201,1 milhões de euros com o Imposto sobre Álcool e Bebidas Alcoólicas. Para 2014, a estimativa era de 177,9 milhões de euros.
 
Publicado em Nightlife
A Gumelo, empresa que dinamizou a produção de cogumelos a partir de borras de café, vai lançar este mês no mercado nacional e internacional a Gumelo UMA, uma cerveja feita a partir de cogumelos.
 
Disponível em dois tipos de cerveja - a Porcini Weiss e a Porcini Dunkel -, a Gumelo UMA foi desenvolvida pela própria Gumelo e pela Faustino Microcervejeira, um dos principais produtores de cerveja artesanal em Portugal.
 
Tiago Marques, um dos fundadores da Gumelo, explica que o que levou à criação da cerveja de cogumelos foi “a nossa paixão por cogumelos que é tão grande como a nossa paixão por cerveja. Agora juntámos as duas e criámos uma cerveja artesanal com cogumelos.”
 
Para produzir a UMA, a Gumelo desenvolveu uma forma de fazer um extrato líquido de cogumelos, que conserva a sua essência e os seus aromas. Este extrato é adicionado a uma receita de cerveja, desenvolvida para potenciar esta fusão.
 
“A Gumelo UMA, composta por trigo e aromatizada com extrato de cogumelos, é produzida apenas com ingredientes naturais, sem aditivos nem conservantes, e sem injeção artificial de CO2. O gás presente na cerveja é fruto do processo natural de fermentação”, refere a marca em comunicado.
 
A Gumelo UMA será comercializada através do seu site oficial, em lojas gourmet, em lojas de presentes e em concept stores.
Publicado em Marcas
sábado, 06 junho 2015 16:08

Cerveja de alfarroba nasce em Tavira

 

Chama-se Moura e é uma cerveja artesanal algarvia, cujo ingrediente principal é a alfarroba. Chegou ao mercado nacional durante o mês de maio e os stocks já estão esgotados.
 
A cerveja nasceu em Tavira pelas mãos de Sebastião Afonso e Ivânia Lourenço, que tiraram o curso de produção de cerveja artesanal no Porto e em Barcelona. O nome escolhido para o produto, Moura, teve origem na lenda da Moura Encantada de Tavira, com o lema “Artesanal de Alfarroba, Cerveja de Encantar”.
 
O sucesso foi imediato, pois vinte dias após a entrada do produto no mercado, os stocks esgotaram. São feitas cerca de 50 garrafas por dia, mas os proprietários já estão a trabalhar no aumento de produção.
 
Podes encontrar à venda esta cerveja em Tavira, Olhão, Faro e Almancil, em algumas lojas gourmet e restaurantes, a um preço médio de 3 euros. O público alvo a que se destina o produto são hotéis, feiras medievais, campos de golf, restaurantes e lojas gourmet. A marca Moura vai estar presente também em algumas feiras e festivais.
Publicado em Marcas
O novo espaço jovem, dinâmico e especial que alia o design ao carácter cosmopolita da marca, está a surpreender todos os visitantes, desde a sua abertura no final do ano passado.
 
Resultante de uma parceria entre a marca Heineken e o Grupo Moiagest, o Heineken Grandcafé apresenta uma oferta diversificada de iguarias gastronómicas, desde o sushi fresquíssimo aos pequenos-almoços, aos snacks e, claro, sem faltar a cerveja que lhe dá o nome - Heineken. Este é um conceito já presente em outros aeroportos a nível global, como Amesterdão, Dubai e Miami.
 
Para quem todos os minutos contam, o serviço de take-away é a opção ideal, que conta com uma caixa de pagamento prioritária, para que ninguém perca o seu avião.
 
O Heineken Grandcafé está aberto todos os dias, das 6 às 22 horas, e será um espaço convívio para todos os que queiram desfrutar de um café e/ou de uma cerveja Heineken.
 
Publicado em Marcas
Pág. 1 de 8
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.