Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Semanal
segunda, 11 outubro 2010 15:33

Noite de pecado este sábado

A seguir os passos da 'Madrinha' e Tia Maya está André Patuleia.
Ensinado a destacar-se no meio multidão e a 'trabalhar pela mais alta fasquia', o Relações Públicas algarvio que se destacou este Verão no Manta Beach, assina no próximo Sábado dia 16, uma festa onde a Eva e o Adão não irão faltar para cometerem um grande 'Pecado'.
 
O Palco para tal acontecimento será o Bar Meeting em Tavira e nos ritmos sonoros estará o DJ Eddie Ferrer mas o aquecimento será feito pelo DJ Mike Fuentez.
 
O Dress Code será obrigatóriamente 'Sexy' e a guest poderá ser feita por mensagem: 962 802 020 ou pelo e-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..
É caso para dizer, que Sábado, é noite de Pecado.
Publicado em Eventos
Foram 166 as faixas avaliadas pelo júri composto pelo próprio Pete Tha Zouk, por um representante da marca Meo e outro da promotora Música no Coração.
 
O concurso "Queres ir tocar ao MEO Sudoeste?" desafiava os produtores portugueses a criar uma remistura para o tema "We Are Tomorrow" lançado o ano passado e assinado por Pete Tha Zouk em união com Deepblue. 
 
Segundo os promotores, o passatempo teve a duração de dois meses e das muitas remisturas recebidas a que mais se destacou pela atualidade e pela qualidade de produção foi a do conhecido Eddie Ferrer, que por sua vez, irá atuar no Moche Room no dia 11 de agosto.
 
A 9 de agosto Pete Tha Zouk actuará pela segunda vez consecutiva no palco principal do evento logo após ao set do intemporal Fatboy Slim.
 
Em baixo poderás conferir a remistura do vencedor, com um ritmo bastante melodioso que irá fazer tremer a Herdade da Casa Branca, em pleno litoral alentejano.
 
Publicado em Música
sábado, 18 outubro 2008 19:03

Diego Miranda hoje em Portalegre

O Dj Eddie Ferrer apresenta-se hoje na discoteca Crisfal em Portalegre, numa noite que promete ter história já que da agenda, consta o mano a mano com o Dj Diego Miranda, um dos grandes nomes do mercado nacional.

Depois de Dj Vibe, parece chegada agora a hora de Diego Miranda impor a diferença na Crisfal Portalegre.

Tendo alterado ligeiramente as sonoridades com que até há pouco se apresentava no mercado, Eddie Ferrer, parece decidido a trabalhar para também ele para o ataque ao palanque máximo do pódio nacional.

Hoje, Portalegre promete ter festa até de manhã.
 
Publicado em Artistas
O DJ e produtor português voltou a lançar uma nova faixa através da Green Valley Records, editora brasileira com o mesmo nome daquele que já foi considerado o club número 1 pela DJ Mag.
 
O tema chama-se “Waiting” e já se encontra disponível para download gratuito nas páginas oficiais de Soundcloud de Eddie Ferrer e da Green Valley Records. Em breve, estará disponível nas restantes plataformas digitais.
 
Publicado em Música
O pôr do sol da Marina de Cascais foi mais uma vez o cenário escolhido para a grande festa Where’s The Party?, assinada pela Carlsberg, no passado sábado, 27 de junho. O sunset arrancou com o DJ português Eddie Ferrer na cabine, seguido-se Tom Enzy, Alok, Diego Miranda e as irmãs australianas NERVO, que foram recebidas em máxima euforia por mais de 10 mil pessoas. Infelizmente e devido às condições climatéricas, o evento acabou por terminar uma hora antes do previsto, o que fez com que a dupla brasileira Felguk não subisse à cabine.
 
O palco, decorado maioritariamente com a cor verde, identidade da Carlsberg, estava apetrechado de vários ecrãs LED e uma grande cabine para os DJs convidados fazerem desta uma festa épica, enquanto que em conjunto com a música e ao sabor do vento, vários efeitos especiais, confetis, CO2, lasers e fogo foram utilizados nos momentos certos e tiveram a assinatura da empresa Expresso Audio de Paulo Gomes.
 

ARTISTAS NACIONAIS EM DESTAQUE

Foram três os DJs portugueses convidados para a Where’s The Party by Carlsberg, sendo eles Eddie Ferrer, Tom Enzy e Diego Miranda, que fizeram com que o público não conseguisse parar de saltar. Diego Miranda, artista português posicionado no 70.º lugar do Top 100 da DJ Mag, provou mais uma vez o seu talento e refrescou o público com os seus dois novos temas, um com o brasileiro WAO e outro com direito a live act de Mikkel Solnado, intitulado “Turn The Lights Out”.
 
 

A ESTREIA DO NÚMERO 1 DO BRASIL

Alok é um dos nomes incontornáveis da música eletrónica brasileira. Com apenas 23 anos, foi considerado o DJ mais popular do Brasil pela House Mag onde teve a sua estreia na tabela. Subiu ao palco depois de Tom Enzy e reproduziu temas caraterísticos do seu estilo musical que se adaptaram na perfeição ao pôr-do-sol da Marina de Cascais. Entregou depois a cabine ao seu colega Diego Miranda, com quem já dividiu palco em várias edições brasileiras do evento Happy Holi. 
Em breve poderás ler a sua entrevista exclusiva ao Portal 100% DJ, realizada momentos depois da atuação no evento.
 

 

SISTEMA NERVO(SO) ELETRÓNICO

Chamam-se Liv e Mimi e compõem a dupla feminina mais conhecida da música eletrónica internacional: NERVO. Sempre divertidas, simpáticas, de bom humor e com um sorriso nos lábios, interagiram constantemente com o público e logo na subida ao palco ouviu-se um “Olá Cascais!”. O seu regresso a solo português, na Marina de Cascais, contou com um set dinâmico e energético que contagiou todo o público ao som dos seus grandes sucessos como “The Way We See The World” (Tema oficial de uma das edições do Tomorrowland, com Afrojack e Dimitri Vegas & Like Mike), “Revolution” (com R3hab e Ummet Ozcan) ou “Reason”. Outros hits como “Tsunami” (DVBBS) e “The Hum” (Dimitri Vegas & Like Mike e Ummet Ozcan) fizeram tremer todo o recinto com os saltos das mais de 10 mil pessoas. As irmãs australianas foram ainda presenteadas com a visita de Diego Miranda à cabine, um amigo e colega de profissão, com quem tiraram algumas fotografias.
Mimi chegou a utilizar o seu telemóvel pessoal para tirar fotografias ao público eufórico, ficando também o registo das artistas a distribuírem sorrisos, beijos e likes para os seus fãs. 
 
Ainda a noite estava a meio e uma alteração climatérica repentina, com ventos fortes que agitavam toda a estrutura do palco, impediu que a dupla Felguk fechasse o evento à hora marcada. Após a atuação, as irmãs australianas confessaram em exclusivo ao Portal 100% DJ, que, apesar de terem adorado o público português, estavam “assustadas” e que “sentiam o vento” nas suas costas e o mesmo levantava os cabelos de Liv, o que lhe causou “alguns problemas com os auriculares”. No entanto nada disto impediu que as “manas” australianas levassem Cascais ao rubro. 
 
Infelizmente, foi-lhes pedido pela organização que transmitissem a má notícia de avisar o público que iam ser as últimas a atuar, porque o evento teria de ser suspenso devido às condições climatéricas. Apesar de ter sido uma decisão que desanimou o público, foi sem dúvida a mais acertada, até porque em qualquer tipo de evento a seguraça de todos está em primeiro lugar.
 
Após os agradecimentos em português, as cabeças-de-cartaz presentearam o público com algum merchandising e tiveram ainda a oportunidade de tirar algumas selfies com os seus fãs que as esperavam junto ao palco.
 
 

BELEZA E SIMPATIA AUSTRALIANA

O Portal 100% DJ teve a oportunidade de conversar com as irmãs NERVO, momentos antes da sua entrada em palco. “Nós estamos super ansiosas para atuar num sunset! É o nosso estilo favorito de festa”, confessaram Liv e Mimi à equipa do Portal 100% DJ, deslumbradas com a paisagem que envolvia o recinto do evento.
 
Questionadas quanto à dificuldade de trabalhar em família, as australianas foram diretas e assumiram-se como “irmãs, colaboradoras, parceiras de negócio”, que fazem “tudo muito bem”, remetendo a mesma pergunta para a sua tour manager, seguida de uma gargalhada bem disposta. Em relação ao Top 100 da revista DJ Mag, pensam que o líder vai ser “o Martin Garrix este ano, mas se não for, deverá ser o Hardwell novamente”. As DJs e produtoras ficaram colocadas em 2014 na 21ª posição do Top e revelam que “é muito difícil antecipar estes resultados. Não queremos forçar nada”. As NERVO destacaram ainda Diego Miranda como o DJ português que conhecem.
 

PAÍSES UNIDOS PELA MÚSICA E FESTA

Portugal, Espanha, Brasil, Venezuela e outras nacionalidades estavam presentes na Where’s The Party by Carlsberg, com várias bandeiras espalhadas por entre a multidão. O espírito do festival Tomorrowland também esteve representado pela sua bandeira e por alguns membros da “Tomorrowland Crew Portugal” que se deslocaram ao evento na sua já conhecida carrinha pão de forma.
 
 

WHERE'S THE PARTY BY CARLSBERG EM CASCAIS É UM EVENTO ÚNICO 

“Aqui em Cascais, para mim, foi uma das [festas] mais bonitas a nível de estrutura de palco e dos sets dos DJs. Trouxemos sonoridades que não eram conhecidas aqui, como é o caso do Alok e dos Felguk, que infelizmente não tocaram devido às condições climatéricas... queríamos trazer coisas novas e acho que conseguimos isso”, afirmou Thiago Silva, produtor de eventos e responsável pela We Love Events, em entrevista ao Portal 100% DJ. Na edição deste ano de Cascais a lotação esteve “praticamente esgotada”, o que significa “um símbolo do sucesso do projeto que começou pequeno e agora já se tornou grande”. Thiago referiu ainda que este conceito de sunset foi adaptado especialmente para a Marina de Cascais.
 

INICIATIVAS QUE MARCARAM A DIFERENÇA

O sunset da Carlsberg da Marina de Cascais ficou marcado por algumas iniciativas que os seus visitantes puderam experienciar como foi o caso da festa dentro de um comboio da CP e do tão procurado helicóptero, que realizou vários voos sob o recinto e maravilhou todos os participantes. Outra das iniciativas foi o Photo Wall by ReusePic, que convidou os grupos de amigos a tirar uma fotografia, que era transformada posteriormente em autocolantes reutilizáveis.
 

O QUE OS DJS PARTILHARAM NAS REDES SOCIAIS

Como já vem sendo um hábito, os DJs que faziam parte do cartaz do evento partilharam alguns dos melhores momentos nas suas páginas oficiais de várias redes sociais, como o Facebook ou o Instagram. Eddie Ferrer partilhou uma montagem na sua página oficial de Facebook, que inclui fotografias com Diego Miranda e NERVO. O português Tom Enzy publicou no seu Facebook um vídeo com os melhores momentos da sua atuação no evento, afirmando que “foi simplesmente o sunset mais épico de sempre!”. Diego Miranda foi o artista que mais fotografias partilhou na sua página. Em relação à sua atuação, o DJ revelou que o sunset “foi sem dúvida o mais épico de Portugal”. O brasileiro Alok agradeceu a Portugal pela “festa incrível”, publicando uma fotografia ao lado Diego Miranda. Até ao momento, a dupla australiana NERVO não não se pronunciou acerca do sunset que fez tremer Cascais.
 

WHERE’S THE PARTY BY CARLSBERG VIAJA ATÉ AO ALGARVE E MEO ARENA

“O projeto Where’s The Party tem três anos e em 2015 será dividido em três eventos: em Cascais, no Algarve e iremos dar um salto maior, que será a consagração do projeto , dia 18 de dezembro no MEO Arena, com um cartaz de peso a nível internacional”, referiu Thiago Silva. 
A segunda edição da Where’s The Party by Carlsberg vai acontecer no Algarve, no dia 1 de agosto, no Nosolo Água em Portimão. O Portal 100% DJ já tinha confirmado a presença de Danny Avila, mas outros nomes foram entretanto revelados tais como Deorro, Diego Miranda, Christian F e o brasileiro WAO.
Na Meo Arena, a 18 de dezembro, os DJs convidados “serão tops da DJ Mag, nomes muito interessantes na música eletrónica”, que farão deste “o maior evento de música eletrónica, este ano, aqui em Portugal” remata Thiago Silva.
 
 
 
After Movie Preview - Carlsberg Where's the Party, Cascais, 28...

Uma amostra do Sunset Épico que se viveu na Marina de Cascais. Next Epic Stop: Portimão, 1 de Agosto com Deorro, Danny Avila , Diego Miranda, WAO e muitos mais... #wtpepicmoments #acidadenaodorme

Posted by Carlsberg Where’s the Party on Sexta-feira, 3 de Julho de 2015

 

 
Publicado em Reportagens
sábado, 19 novembro 2022 10:38

Faleceu Eddie Ferrer

A comunidade da música eletrónica nacional está novamente de luto. Eddie Ferrer faleceu esta madrugada, não resistindo a um aneurisma.
 
O DJ e produtor estava a recuperar de uma cirurgia a que tinha sido submetido num hospital de Istambul. Dias antes, viajava para o Catar onde iria atuar a pretexto do Mundial de futebol, quando se sentiu mal durante a escala na Turquia.
 
Embora a intervenção médica tivesse corrido dentro do esperado, a situação clínica reverteu-se esta madrugada, acabando por ter o pior desfecho possível. Eddie deixa-nos aos 42 anos de idade.
 
À família e amigos, a redação da 100% DJ, endereça as mais sentidas condolências e associa-se também a este momento de dor, pela perda de um amigo, talentoso, sempre disponível para ajudar e bem-disposto.
 
Publicado em Artistas
A pandemia parou-nos a todos e o mundo do entretenimento e da animação noturna não foi excepção. Até então parado, o DJ e produtor português Eddie Ferrer retomou no início do ano a sua atividade, com uma tour pelo mundo, onde irá espalhar a sua música e energia.

O ano começou da melhor maneira a atuar em alguns locais emblemáticos de Tulum, no México, tais como o IT, DT Rooftop e no Vagalume Beach Club.

Da América do Sul saltou para o Dubai onde se encontra à data, em formato tour nos Emirados Árabes Unidos com a apresentação do novo formato "Ethnia", no Índigo Hotel. Esteve também como residente na Expo 2020 que terminou ontem no Dubai. 

Além de Omã, este mês de abril irá levá-lo de volta ao México, seguindo-se Costa Rica, Panamá, Egipto e o regresso a Portugal para atuar na 34.ª edição da FIAPE, a Feira Internacional de Agro-pecuária de Estremoz. Além do Algarve, o verão será feito também na Grécia e em Ibiza.
 
Publicado em Artistas
Os calipolenses são conhecidos não só pelo seu imponente e famoso Paço Ducal como também pelas suas festas de arromba que só terminam quando o sol acorda.

A próxima é já amanhã, 26 de Março, no Pavilhão dos Bombeiros onde os finalistas do décimo segundo ano irão comemorar em grande, a finalização de uma das etapas das suas vidas.

Além da decoração rigorosamente escolhida para a ocasião, a cabine será ocupada pelo DJ Eddie Ferrer e pelo DJ Cytric aka Dave Nash que darão as melhores sonoridades aos ouvidos daqueles que não querem perder mais uma grande festa.

Este evento tem o selo de qualidade 100% DJ.
Publicado em Eventos
A festa prometia ser épica e assim foi. Depois de Cascais e Portimão, a maior sala de espetáculos do país recebeu no passado dia 18 de dezembro a última Carlsberg Where’s The Party deste ano, com a dupla sueca Axwell /\ Ingrosso e os portugueses Diego Miranda, Club Banditz, DJ Ride e Eddie Ferrer no lineup.
 
Ainda que sem lotação esgotada, o MEO Arena em Lisboa transformou-se na maior pista de dança portuguesa durante a noite da passada sexta-feira. Além de assistirem ao espetáculo, os noctívagos tiveram ainda a oportunidade de participar em experiências únicas proporcionadas pela Carlsberg, como Meet & Greet’s com os artistas, pinturas faciais fluorescentes e ainda o famoso Photo Wall by ReusePic.
 
O espetáculo ficou também marcado pelo grande aparato multimédia, onde se destacaram os efeitos visuais, com vários ecrãs LED, pirotecnia, fogo, lasers e C02 - dispositivos com selo de qualidade da empresa Expresso Audio.
 

TALENTO PORTUGUÊS EM GRANDE DESTAQUE

 
 
Em todas as suas edições anteriores deste ano, o evento contou com a presença de um leque de artistas portugueses e também no MEO Arena o talento português não foi esquecido. Depois de Eddie Ferrer e Diego Miranda subirem ao palco de Cascais e de Portimão, chegou a vez de assumirem esta nova cabine, acompanhados também pela dupla Club Banditz e pelo campeão DJ Ride.
 
Com a responsabilidade de abrir as “hostes” ficou Eddie Ferrer, que transmitiu toda a energia necessária para a continuação do espetáculo dos seus colegas, através de um set repleto de ritmos contagiantes e hits do momento. 
 
Pouco depois, DJ Ride foi recebido de braços abertos e apresentou mais uma vez o seu incrível talento no scratch. Géneros como drum & bass, trap, hip hop e dubstep tiveram um resultado positivo no público, que ficou contagiado com toda a energia e sonoridade. Esta foi certamente uma escolha acertada por parte da organização, ao apostar num artista versátil, com um estilo diferente de todo o resto do line-up.
 
Antes do evento, e juntamente com a equipa do Espalha-Factos, o Portal 100% DJ teve a oportunidade de conversar com DJ Ride, nos bastidores do MEO Arena. 2015 revelou-se um grande ano para o artista português, que considera ter corrido “muito bem e com bastantes highlights. O meu álbum, sem dúvida, foi um dos momentos altos, o Red Bull Thre3Style foi provavelmente uma das melhores experiências que tive ao nível de campeonatos e estar dez dias no Japão foi mesmo uma coisa incrível”, confessou DJ Ride.
 

(...) o público também quer coisas mais diferentes.

 
O seu irmão, Holly, também estava presente no evento, apesar de não ir atuar, mas DJ Ride considera “brutal e é engraçado ver a nova geração, o sangue novo, pois não há assim muitos new commers no scratch e no hip hop, a nível de DJs, infelizmente, porque Portugal também é um país pequeno”. Em relação ao convite para subir ao palco do MEO Arena, DJ Ride achou “super positivo”, dando destaque ao facto de haver “DJs de outros estilos” e que “o público também quer coisas mais diferentes”. Dentro da indústria da música o artista português considera que existem rivalidades onde “quem gosta muito de um estilo, depois não respeita o outro. Às vezes o pessoal não gosta da minha música, isso para mim é um elogio, porque eu também não gosto de tudo”, referiu o DJ. 
 
No Japão, o artista confessou que teve “pouco tempo para treinar o campeonato”, pois “acordava, treinava e ia dormir” mas mesmo assim conseguiu chegar à final desta competição “que está a crescer cada vez mais, até porque tem a marca Red Bull por trás a apoiar e a suportar tudo e isso é importante”.
 
 
Ainda não tinham pisado o palco e já se podiam observar nas primeiras filas as várias bandeiras que os fãs dos Club Banditz levaram para o evento. Apesar do seu reconhecimento a nível nacional ter sido apenas concretizado no último ano, é já notório que o número de fãs está a aumentar a um bom ritmo, graças ao seu talento e presença em palco. A enérgica atuação da dupla meteu o público ao rubro recebendo desta feita, uma distinção positiva para o gig de estreia no MEO Arena.
 
A exemplo de DJ Ride, também os Club Banditz receberam em mãos, o simbólico troféu da iniciativa levada a cabo pelo Portal 100% DJ - “Os 20 Mais de 2015”, divulgada no passado dia 8 de dezembro.
 
É o número 58 do Top 100 da DJ Mag e muitos dos fãs que votaram em Diego Miranda estavam presentes no MEO Arena, prontos para assistir a mais um espetáculo do DJ e produtor português. Vários hits do momento como “Ping Pong” de Armin van Buuren entoaram na sala da capital, seguida da atuação de Mikael Solnado no tema “Turn The Lights Out” e de Mod Martin em “Never Surrender”.
 
“Foi um bom ano e a minha posição alcançada no Top 100 foi o culminar”, confessou Diego Miranda em relação a 2015, instantes antes de subir à cabine. Recentemente o artista português lançou uma faixa numa onda de techno, com o brasileiro Alok e está preparar novidades para fevereiro, mês em que será editada a sua colaboração com Wolfpack, na editora de Dimitri Vegas & Like Mike.
 
A despedida ficou concluída com a equipa de reportagem 100% DJ a fazer mais uma entrega do troféu que distingue “Os 20 Mais de 2015”.
 
 

A ESTREIA EXPLOSIVA DA FUSÃO SUECA

 
O momento mais esperado da noite, e muito provavelmente do ano, estava prestes a acontecer. Depois de um pequeno intervalo para alterações de logística, surge finalmente a dupla Axwell /\ Ingrosso, preparada para estrear em Portugal, e de forma explosiva, o seu novo projeto. As músicas assinadas pelos Swedish House Mafia não foram esquecidas e durante o set, o público vibrou ao som de “One”, “Don't You Worry Child” e “Save The World”. Outros êxitos como “Reload” (Sebastian Ingrosso & Tommy Trash), “One More Time” (Daft Punk), “Firestone” (Kygo), “Heroes” (Alesso & Tove Lo) e “How Deep Is Your Love” (Calvin Harris & Disciples) fizeram as delícias auditivas de todos.
 
Em relação aos temas originais, foram também apresentados algumas ID’s e hits já conhecidos de todos como “Can’t Hold Us Down”, “This Time”, “On My Way” e “Something New”. Para o final, ficou reservada “Sun Is Shining”, acompanhada de um espetacular efeito visual. A dupla sueca despediu-se do público com um “Obrigado”.
 
 

UM ANIVERSÁRIO ESPECIAL

 
Foi a segunda vez que Axwell comemorou o seu aniversário a trabalhar em Portugal. A última vez aconteceu em 2012, também no MEO Arena, na última digressão dos Swedish House Mafia (One Last Tour). 
 
Na passada sexta-feira, Axwell celebrou o seu 38.º aniversário nos bastidores do recinto, juntamente com alguns fãs, organização, Sebastian Ingrosso e jornalistas, que cantaram os parabéns ao artista sueco, a quem foi oferecido um bolo personalizado e uma garrafa gigante da cerveja patrocinadora do evento.
 
Já em palco e quase no fim do espetáculo foi a vez de Sebastian Ingrosso falar ao público, desafiando todos a cantar os parabéns ao seu amigo e colega aniversariante. Um momento que o DJ e produtor sueco tão depressa não irá esquecer
 

“NÃO SE MOSTRARAM SUPERIORES MAS SIM ACESSÍVEIS”

 

 
Existem sempre admiradores mais sortudos que têm a oportunidade de estar junto dos seus ídolos. Club Banditz, Diego Miranda e Axwell /\ Ingrosso foram alguns dos artistas que fizeram questão de receber os seus seguidores, dando-lhes a oportunidade de trocar algumas palavras, tirar fotografias e, claro, os autógrafos habituais.
 
João Garcia ganhou a oportunidade de estar no Meet & Greet com Axwell e Sebastian Ingrosso e “conhecê-los pessoalmente foi estranho, pois não está ao alcance de todos”, referiu em entrevista ao Portal 100% DJ. “Ver o camarim, estar perto deles, cantar os parabéns a Axwell juntamente com a imprensa foi muito bom”, afirmou João Garcia, que considera os artistas suecos como “pessoas impecáveis e que falaram sem problemas. Não se mostraram superiores mas sim acessíveis!”. Em relação à atuação da dupla, João refere que “já não são novos mas continuam a puxar pelo público e a conseguir pôr a malta jovem em delírio, além das grandes músicas produzidas”, concluiu João Garcia.
 

TRÊS EVENTOS DE SUCESSO COM ASSINATURA CARLSBERG

 
Ao longo do ano, foram três eventos de música eletrónica de excelência, que tiveram lugar na marina de Cascais, no Nosolo Água de Portimão e no MEO Arena em Lisboa. Nomes como NERVO, Alok, Diego Miranda, Danny Avila, Deorro, Tom Enzy, Eddie Ferrer, Christian F, Hugo Rizzo, DJ Ride, Axwell /\ Ingrosso e muitos mais marcaram presença nas três festas com assinatura da marca de cerveja premium Carlsberg. 
 
Os eventos ficaram ainda marcados pelas experiências que a organização ofereceu aos fãs de música eletrónica, desde viagens de helicóptero, meet & greets e ações interativas.
 
A edição da marina de Cascais ficou marcada pelo cancelamento da atuação dos brasileiros Felguk, devido às más condições meteorológicas que se agravaram no dia da sua realização.
 

OS MELHORES MOMENTOS PARTILHADOS COM O MUNDO

 
As redes sociais, nomeadamente o Facebook, o Twitter e o Instagram, mais uma vez encheram-se de fotografias, vídeos e testemunhos de quem viveu a festa épica no MEO Arena, no passado dia 18 de dezembro.
 
Antes das portas abrirem, Eddie Ferrer e DJ Ride partilharam fotografias dos bastidores das suas atuações. Após o evento, Diego Miranda, DJ Ride, Club Banditz, Eddie Ferrer, Axwell e Sebastian Ingrosso publicaram nas suas páginas oficiais algumas fotografias do evento, acompanhadas de descrições e elogios ao público presente.
 

Thank you PORTUGAL! Where's The Party was epic!

Publicado por Axwell Λ Ingrosso em Segunda-feira, 21 de Dezembro de 2015
 
Publicado em Reportagens
quarta, 02 dezembro 2020 22:55

Eddie Ferrer apresenta o seu novo alter ego

Há muito, que Eddie Ferrer tinha o seu nome e caminho bem delineado em Portugal, de onde é natural e também de onde fez sempre questão de demonstrar as suas raízes e paixão pela bandeira e cultura, mas foi além-fronteiras que encontrou o verdadeiro desafio.

Depois de quatro continentes explorados e centenas de atuações realizadas, o artista eleva agora a fasquia e apresenta o seu novo alter ego "ETHNIIA".

Com este novo conceito, Eddie Ferrer pretende mostrar ao mundo, através das suas atuações, o resultado de diversas experiências e partilhar o que absorveu de todas estas culturas que apesar de distintas podem funcionar bem em conjunto através da melhor mensagem do mundo, a música.

"ETHNIIA é uma viagem, é entender o quanto o culto religioso, a posição solar e a rotação da terra pode interferir no caminho musical dos diversos povos" conta-nos o próprio.
 

Publicado em Artistas
Pág. 1 de 2

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.