11-11-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

A MEO Arena, em Lisboa, recebeu no passado sábado cerca de 14 mil pessoas para assistir ao novo espetáculo de Hardwell, “United We Are”, especialmente dedicado ao seu álbum de estreia, lançado em janeiro. O evento teve a duração de cinco horas e contou com o warm-up de Kill The Buzz. O DJ “número 1”, segundo a revista britânica DJ Mag, voltou a encantar os portugueses num dos eventos de música eletrónica mais aguardados do ano, tendo os seguidores do holandês começado a concentrar-se nas imediações do recinto logo pela manhã.
 

A ESTREIA QUE FEZ “BUZZ” (COM ENTREVISTA)

Diretamente de Breda, a mesma cidade de Robbert, chega Kill The Buzz, o primeiro a dominar a batuta. Além das suas próprias faixas e da estreia de novos temas, The Buzz durante as duas horas de set, reproduziu também músicas de David Guetta (“Just One Last Time” com Taped Rai) e Alesso (“Tear The Roof Up”). No dia anterior ao espetáculo, tinha estreado uma nova faixa intitulada “Metric”, em colaboração com Manse, no radioshow “Hardwell On Air”.
 
Numa entrevista exclusiva ao Portal 100% DJ e ainda com a adrenalina pós-gig a fervilhar, Kill The Buzz não escondeu o orgulho e satisfação que é fazer o warm-up de Hardwell: “Eu e o Robbert somos amigos desde, mais ou menos, 8 ou 9 anos, e tenho-o acompanhado nas suas tours como amigo, nomeadamente em muitos festivais na Holanda. Há cerca de três anos atrás produzi três faixas que ele gostou imenso. Significa muito para mim que ele me tenha trazido para o seu espetáculo. É ótimo estar aqui!”
 
Questionado quanto ao grau de dificuldade em abrir as hostes do “#1”, The Buzz confessa que Hardwell lhe diz as coisas mais difíceis de tocar ao vivo. “Por exemplo, não podes tocar muitas músicas que são “top” e que grande parte das pessoas quer ouvir num festival. Essencialmente não te podes expor. A coisa mais inteligente num warm-up é dizer às pessoas que tu estás ali” referiu.
 
 
Esta é a primeira vez do holandês em Portugal: “Estou a adorar esta cidade - Lisboa. Um ótimo sítio para estar, e as pessoas são simpáticas, bem como a comida. É ótima!” rematou com um sorriso nos lábios, indicando Kura como o DJ português que conhece.
 

A PROVA QUE SOMOS UNIDOS

A estrutura e logística de palco teve assinatura portuguesa, enquanto que a estrutura superior foi desenhada na Holanda e irá acompanhar Hardwell nesta tour. Semelhante a uma nave espacial, Hardwell, que desta vez “aterrou” em Portugal acompanhado pela sua cara-metade, levou os fãs a uma viagem alucinante e cheia de energia, ao som dos maiores êxitos do passado, do presente, e ainda, de novas músicas.
 
Vestindo uma nova camisola de Portugal, oferecida pela rádio Mega Hits, tal como aconteceu no espetáculo de 2013, o artista holandês contagiou os presentes com a sua paixão e dedicação pela música eletrónica, criando uma forte interação e ligação com o público que delirava em todo o recinto, erguendo por vezes uma bandeira portuguesa e um cachecol, gritando algumas palavras como “braços no ar” e “obrigado”.
 
As letras de algumas músicas eram visíveis no ecrã gigante, que acompanhadas por efeitos de CO2, pirotecnia e um conjunto de luzes único, transformaram a MEO Arena numa autêntica pista de dança gigante. Na plateia e no balcão 1, podiam-se observar vários cartazes, t-shirts e ainda bandeiras do Tomorrowland e de países como Portugal, Espanha, Colômbia, Holanda e Brasil.
 
 
Apesar do balcão 2 não ter sido aberto ao público, a moldura humana de 14 mil fãs do “#1” demonstrou que Portugal tem um dos melhores públicos a nível mundial.
 
Além do seu álbum de estreia, “United We Are”, lançado em janeiro, Hardwell também estreou novas sonoridades. Da sua autoria, não podiam faltar os sucessos como “Spaceman” e “Dare You”, enquanto gritava “Portugal, i love you!”. Hit’s como “Blame” (Calvin Harris & John Newman), “A Sky Full Off Stars” (Coldplay & Avicii), “Drop It Like It’s Hot” (Snoop Dogg & Pharrel Williams) e “Leave The World Behind” (Swedish House Mafia) fizeram as delícias dos fãs, que receberam uma pequena surpresa no final: as últimas duas músicas contaram com selo português: “Hangover” e “Kalemba (Wegue Wegue)”, dos Buraka Som Sistema, foram os temas que finalizaram a atuação, numa recordação que nos retornou ao espetáculo de 2013, ocorrido no mesmo local.
 

NEM OS FAMOSOS RESISTEM A HARDWELL

Algumas caras conhecidas compareceram no MEO Arena para assistir a um dos eventos mais esperados do ano. Nomes como Inácio Ramos, Luís Evaristo, Diogo Dias, Diana Monteiro, João Montez, Dan Maarten, Olga Ryazanova, Dynamic Duo, Hugo Rizzo, Ricardo Silva, Mauro Barros, Olívia Ortiz e Joana Vieira fizeram questão de marcar presença neste regresso de Hardwell ao nosso país.
 

VOX POP

José Paulo Costa, de 20 anos, veio de Santa Maria da Feira para assistir ao concerto de Hardwell pela primeira vez. Para ele, a prestação do “número 1” foi "espetacular e fantástica". Já Telma Silva, de 32 anos, "estava à espera de um pouco melhor" em relação à área VIP do evento. Tiago, natural de Almeirim, de 36 anos, confessou-nos que achou um bom espetáculo, mas que o mesmo "acabou muito cedo". Já Mónica, de 31 anos, gostou do seu primeiro espetáculo de Hardwell e admitiu voltar um dia.
 
 

A PARCERIA DE SUCESSO CONTINUA (COM ENTREVISTA A NELSON CUNHA)

Depois de “One Last Tour” (Swedish House Mafia), o RFM SOMNII e a tour “I Am Hardwell”, foi a vez da “United We Are” chegar a Portugal. Mais uma vez, a parceria entre a Genius Y Meios, a Mega Hits e a Sociedade Lusa de Espetáculos foi um sucesso, elevando a fasquia para aquilo que poderá vir no futuro. 
 
“Duas vezes ‘melhor do mundo’, duas vezes em Portugal no MEO Arena, e superámos as espectativas. Voltámos a repetir a ‘dose’ com um espetáculo diferente, inovador... e o Hardwell está praticamente a ‘jogar em casa’”, revelou-nos Nelson Cunha, Diretor da Mega Hits. “Existem fortes afinidades de Hardwell com Portugal, ele sente o nosso país de uma maneira muito especial. A maior parte dos países da Europa onde ele toca não tem um público tão emotivo, e aqui sim, ao mínimo toque/gesto, o público português reage e isso é muito bom”, por isso, “ele gosta de vir a Portugal e é por isso que veio cá outra vez” disse o diretor da estação.
 
Em relação à rádio Mega Hits, Nelson desvendou algumas das novidades, como a estreia do radioshow da editora de Hardwell – Revealed Records, o radioshow semanal do Quintino, a residência mensal com Djeff Afrozilla e, além dos Beatbombers, o “regresso” do DJ Glue e a Mega DJ Academy. Quanto ao Mega Hits Kings Fest, que contou com a presença de Martin Garrix no ano passado, está a ser realizado um “trabalho de pesquisa”.
 
Para concluir e em relação ao Portal 100% DJ, Nelson Cunha prestou um agradecimento: “Quero agradecer à 100% DJ por ter vindo mais uma vez, pelo grande apoio dado à dance music em Portugal, mantendo sempre aquela isenção, que é importante, e respeitando os artistas e produtores. Têm feito um trabalho excecional - parabéns a vocês”.

 

BACKSTAGE

Nos bastidores do espetáculo, Hardwell teve ainda tempo de conhecer alguns dos seus fãs portugueses, através de um Meet & Greet. Diogo Calhó, de 16 anos, foi um dos fãs sortudos que teve a oportunidade de conhecer o seu ídolo. “Achei-o uma pessoa simpática e nada fria com os fãs”, foi a descrição que Diogo nos fez, em exclusivo, sobre o sonho de conhecer o DJ holandês, pois é o seu ídolo e inspiração. Relativamente ao espetáculo, o jovem de Barcarena confessou que adorou todo o espetáculo, desde os “LED’s, sonoridade, ambiente e a interação com o público”. Foi o primeiro espetáculo de “EDM” de Diogo e “teve um maior significado por ser do Hardwell”, revelou.
                        
A Mega Hits, patrocinadora do evento, além da t-shirt, ofereceu a Hardwell o prémio de “Melhor DJ do Ano”, um totem com logótipo da rádio em 3D.
 

BILHETES SOLIDÁRIOS

Todos os espetáculos da tour “United We Are” têm uma vertente solidária. Para quem comprou bilhete, contribuiu automaticamente com 50 cêntimos para a organização DANCE4LIFE. Este projeto de solidariedade é apoiado por Robbert e tem como objetivo o combate à SIDA nos jovens a nível mundial, através da educação, música e dança.
 

REDES SOCIAIS

Nas redes sociais como o Facebook, Instagram e Twitter, Hardwell foi um dos temas que mais “buzz” gerou. Quando o DJ chegou ao nosso país, fez questão de colocar uma fotografia na sua página oficial de Facebook e do Instagram, de uma vista privilegiada de Lisboa, elogiando o clima: “A aproveitar o lindo clima em Lisboa. Preparado para a I Am Hardwell desta noite!”. Kill The Buzz publicou também uma fotografia sua, com a descrição: “A aproveitar esta vista de topo em Lisboa, Portugal”. Após o espetáculo na MEO Arena, Hardwell partilhou ainda uma fotografia tirada durante o concerto, onde se pode ler “Obrigado Portugal! #UnitedWeAre”.
 

 

O REGRESSO ANUNCIADO

O DJ e produtor holandês, em entrevista à Mega Hits, confirmou acidentalmente o seu regresso ao MEO Sudoeste deste ano, pouco tempo antes da sua atuação em Lisboa. Entretanto, a organização do festival alentejano já confirmou a presença de Hardwell na Zambujeira do Mar, no dia 8 de agosto. Robbert esteve presente na edição de 2014 do MEO Sudoeste.
 
Vemo-nos em Agosto, Robbert!
 
Publicado em Reportagens
Com a notícia da subida de Hardwell para nº 1 do ranking mundial de DJs, a corrida aos bilhetes para o evento I Am Hardwell disparou e obrigou a produtora a criar uma nova zona de bilhetes para o próximo sábado dia 14 de dezembro no Meo Arena em Lisboa.
 
Na zona norte vão ser disponibilizados Bilhetes Vip, em número limitado. Esta nova oferta terá um custo de 50 euros e inclui, por bilhete:
- Bancada de acesso reservado;
- Entrada exclusiva no Meo Arena;
- Oferta de 2 cocktails Licor Beirão;
- Localização com visibilidade privilegiada para o palco.
 
Estes bilhetes estarão à venda a partir de hoje para a zona norte do Meo Arena nos locais habituais.
 
O espetáculo apresentado pela rádio Mega Hits, realizar-se-á no sábado dia 14 de Dezembro no Meo Arena em Lisboa (Pavilhão Atlântico) a partir das 21:30 horas. Os bilhetes estão à venda na blueticket e locais habituais pelo preço de 35 euros (plateia em pé) e 25 euros (balcão 1.)
 
O warm-up, segundo conseguimos apurar, será feito pelo 'prodígio' de Hardwell, que também já esteve presente em Portugal - Dannic.
 
[Queres boleia no 100% DJ BUS? Clica Aqui]
 
'I Am Hardwell' é uma extensão de tudo o que Hardwell representa como artista e a oportunidade de comunicar a sua visão da música eletrónica contemporânea. Da sua sonoridade big room, capaz de enfeitiçar audiências planetárias aos visuais e efeitos especiais, tudo foi desenvolvido pela ALDA Events a partir da visão única do DJ e produtor holandês. 
 
Hardwell é um dos mais importantes DJs mundiais, posicionado agora no número 1 no ranking mundial de DJs da revista DJ Mag (Top100), e é um artista que reúne o consenso do público e da crítica especializada no que toca ao seu talento e versatilidade musical. A atuação de Hardwell no festival Belga Tomorrowland gerou 18 milhões de visualizações online, o seu radioshow - transmitido em Portugal pela Mega Hits - gera semanalmente no Youtube mais de 200 mil visualizações, e é transmitido por 35 rádios internacionais. O seu mais recente single - "Never Say Goodbye" - é uma colaboração com Dyro e "Bright Lights" é um dos grandes êxitos de 2013.
 
Publicado em Eventos
Pertence à lista restrita de protegidos de Hardwell e vai estar em Lisboa a 5 de Março próximo para tocar no MAIN, apenas dois dias antes do mestre chegar a Lisboa com a sua tour “I Am Hardwell - United We Are”. A 100% DJ falou em exclusivo com Joey Dale que nos fez algumas revelações em primeira-mão!

 

Acabas de editar “Zodiac/Gladiator EP” pela Revelead Recordings do Hardwell que está a correr bem nas tabelas de vendas. Qual é a história por detrás destes dois temas?
Produzi o “Zodiac” poucos dias antes de ir tocar ao Tomorrowland. Toquei no sábado e aproveitei o gig para estrear o tema, - há festa melhor para testar um tema do que o Tomorrowland? -, o público adorou e eu fiquei muito feliz com a reacção. O “Gladiator” foi produzido alguns dias depois de voltar do Tomorrowland. Senti-me tão inspirado naquele fim de semana que queria fazer música que fosse forte e melódica ao mesmo tempo. Foi dessa inspiração que nasceu o “Gladiator”!
 
Hardwell é um grande apoiante da tua música, e incluiu a vossa colaboração em “Arcadia” no seu novo álbum, “United We Are”. O que é que este apoio do DJ número 1 mundial significa para ti?
Significa tudo para mim. Sem o apoio do Hardwell eu não estaria onde estou. Ele deu-me a oportunidade de crescer e de construir uma carreira com a qual sonhava.
 
Tocaste em Portugal duas vezes, a estreia foi no palco enorme do RFM Somnii e depois regressaste para o aniversário do KURA no Bliss. Vimos as fotos e sabemos que estavas feliz, mas compreendes agora o porquê de tantos DJs internacionais gostarem de tocar no nosso país?
Sim, compreendo! Portugal tem um dos melhores públicos do mundo, a energia é fantástica! É muito fácil para um DJ ligar-se ao público e esse factor é fundamental para qualquer artista.
 
 
Apesar de já teres tocado em Portugal, 5 de Março vai marcar a tua estreia em Lisboa, o que é que sabes da nossa capital?
Honestamente não sei nada sobre Lisboa! Sei que é linda como o resto de Portugal. Estou em pulgas para chegar a Lisboa!
 
O teu palco de 5 de Março vai ser o club mais trendy e lotado da capital, o MAIN, o que estás a preparar para Lisboa?
O que quero é pôr toda a gente a dançar! Tenho a certeza que vou conseguir.
 
Vens a Portugal apenas dois dias antes da grande tour mundial do Hardwell -  I Am Hardwell - regressar a Lisboa, a 7 de Março. Vais ficar para ver o espectáculo? Estás excitado para ouvir o Hardwell tocar o “Arcadia” em Lisboa?
Sim! Vou ficar para ver o “I Am Hardwell - United We Are”. E vou cantar o “Arcadia” com toda a gente que estiver no Meo Arena!
 
Por último, o que estás a preparar em termos de novas produções?
Tenho um novo EP que vai sair dentro de algumas semanas na Revelead (e estou a fazer esta revelação em primeira-mão!) e também tenho uma remistura de “Fire In Our Hearts” a sair brevemente. Além disso estou a trabalhar numa colaboração com o Thomas Newson que está quase acabada.
 
Segue Joey Dale
     
 
Publicado em Entrevistas
A gala de entrega dos prémios Melhores do Ano, da rádio Nova Era, decorreu ontem à noite no Pavilhão Rosa Mota, no Porto, com atuações de DJ Ride, DJ Slim Cutz, Club Banditz e Karetus. A after party ficou a cargo de Pete Tha Zouk, Kura e da dupla W&W.
 
Hardwell, DVBBS e Dimitri Vegas & Like Mike foram alguns dos vencedores internacionais da noite, que agradeceram através de vídeos previamente gravados.
 
Confere abaixo a lista dos vencedores e das respetivas categorias:
 
  • Melhor DJ: Hardwell
  • Melhor Dance: Dimitri Vegas & Like Mike feat. Martin Garrix – Tremor
  • Melhor DJ Nacional: Kura
  • Revelação: DVBBS
  • Melhor Colaboração: Dimitri Vegas & Like Mike feat. W&W - Waves
 
Publicado em Eventos
O regresso do DJ e produtor holandês acontece no próximo dia 9 de julho no RFM Somnii - o Maior Sunset de Sempre na Praia do Relógio, Figueira da Foz. Após a organização divulgar os horários das atuações muitas foram as críticas e as questões levantadas pelos fãs do artista devido à hora de atuação pouco comum (17 horas). 
 
O atual número dois do Top 100 DJ Mag é o cabeça de cartaz de sábado e chega a realizar três atuações num só dia, em países diferentes, como será o caso do tão agitado 9 de julho, em que irá subir ao palco do Weekend Beach Festival em Espanha, do RFM SOMNII em Portugal e, por fim, atuará no Electric Love Festival na Áustria. 
 
Este tipo de situações numa digressão são muito frequentes, mas podem ter um fim desagradável como já aconteceu com outros artistas como Avicii e Idir dos Blasterjaxx, que abandonaram os palcos.
 
Segundo relatos médicos e próprias testemunhas, o álcool, drogas, poucas horas de sono, uma má alimentação, cansaço, falta de exercício físico e de tempo para estar com a família e amigos são alguns dos aspetos a ter em conta para quem anda em digressão, pois como consequência podem vir a causar ataques de ansiedade e depressões.
 
Confere aqui a listagem completa das atuações e respetivos horários dos três dias de festival.
 
Publicado em Eventos
A quarta edição dos prémios do Rio Music Conference aconteceu esta semana, no Rio de Janeiro, no Brasil. Gui Boratto, Alok e Hardwell foram alguns dos vencedores desta cerimónia, arrecadando os galardões de Live Act, DJ e Tour Internacional, respetivamente.
 
Estes prémios são dedicados à música eletrónica e tudo aquilo que a envolve, como jornalistas, fotógrafos VJs e agências.
 
Confere abaixo a lista dos vencedores:
 
  • Personalidade do Ano: Lincoln Olivetti
  • Fotógrafo: Gui Urban
  • Veículo Especializado: House Mag
  • Jornalista Especializado: Camilo Rocha
  • VJ: Toshiro
  • Escola/Curso para DJs: Centro Europeu AIMEC
  • Agência de Artistas: Entourage
  • Agência de Eventos: No Limits
  • Tour Internacional: Hardwell
  • Melhor Club (até 1000 pessoas): D-Edge
  • Melhor Superclub (mais de 1000 pessoas): Warung Beach Club
  • Melhor Festival de Música Eletrónica: Tribaltech “Reborn”
  • Live Act: Gui Boratto
  • Produtor/Remixer: Volkoder
  • Track de 2014: Sonic Future – “Regrets”
  • DJ Revelação: Volkoder
  • DJ: Alok
 
Publicado em Artistas
O talento português está de novo em destaque na famosa Revealed Recordings - editora de Hardwell, desta vez com o lançamento de uma faixa produzida pelos artistas Zinko e Slowminded em colaboração com o holandês Aftermarket.

Além deste lançamento, a faixa "Trembling" foi tocada pela primeira vez no programa Hardwell On Air 387 e será umas das faixas a incluir no tão esperado "ADE Sampler 2018".

Zinko e Slowminded contam que o feedback tem sido fantástico e que esta música acabou por ser uma oportunidade única a novas colaborações e a um desejado reconhecimento internacional. Zinko representará o nosso país no Amsterdam Dance Event a decorrer entre os dias 17 e 21 de outubro.
 
Publicado em Música
quarta, 13 março 2013 18:29

Hardwell ‘queima as fitas’ em Coimbra

O DJ e Produtor Hardwell, conhecido mundialmente pelas suas explosivas produções e gigs de outro mundo, é o primeira artista confirmado da Queima de Coimbra para este ano.
 
A informação foi confirmada à redação do Portal 100% DJ pela organização do evento, revelando ainda que o ocupante da posição número 6 do 'Top 100 DJ MAG', e fundador da Revealed Recordings, atuará dia 8 de maio, quarta-feira.
 
A mais antiga Queima das fitas do país, decorre entre os dias 3 e 10 de maio, na Praça da Canção, local que vai mais uma vez servir de palco para os inúmeros espetáculos, de forma a proporcionar aos estudantes, noites de máxima diversão e bons momentos.
 
A edição deste ano apresenta um orçamento reduzido em comparação com edições anteriores, mas a organização quer manter a qualidade dos festejos.
 
Recorde-se que no início do mês de fevereiro, a Comissão Organizadora da Queima das Fitas colocou à venda 1000 bilhetes gerais a preço de 'saldo' – 39 euros – que entretanto esgotaram em poucas horas. Continuando com o regime de pré-venda, para o mês de março, foram disponibilizados 2500 bilhetes pelo preço de 45 euros, que podem ser adquiridos na Sala da Queima das Fitas no Edifício da Associação Académica de Coimbra. Terminada a venda antecipada, os ingressos terão o valor de 49 euros.
 
Os artistas a figurar o cartaz 2013, serão divulgados em breve.
 
Publicado em Artistas
terça, 26 outubro 2010 16:16

Hardwell actua em Lisboa

Dia 12 de Novembro a Produtora alfacinha de Cláudio Varela (CVG) e a Discoteca The Loft, têm o prazer de receber o DJ e Produtor Hardwell.
Os bilhetes ainda não estão há venda, mas é certo, que a enchente se vá sentir até ao sol nascer.
 
Consagrado pelo público e com bastantes seguidores em Portugal, Hardwell prepara-se para viajar até Lisboa para uma noite que se espera bem quente com os ritmos que lhe são característicos. Imperdível!
Publicado em Eventos
domingo, 08 março 2015 20:03

Hardwell de regresso ao Meo Sudoeste

Depois de uma atuação para 14 mil pessoas no MEO Arena, em Lisboa, no dia 7 de março, Hardwell confirma a sua presença no festival MEO Sudoeste, que decorrerá em agosto.
 
A confirmação foi feita acidentalmente pelo próprio, em entrevista à Mega Hits. Vai ser o regresso do DJ número 1, segundo a revista DJ Mag, ao festival alentejano, depois de ter subido ao palco da Zambujeira do Mar na edição do ano passado.
 
Até ao momento Calvin Harris, Steve Aoki, Showtek, Oliver Heldens e Dimitri Vegas & Like Mike são alguns dos artistas que irão passar pela Herdade da Casa Branca.
 
Publicado em Festivais
Pág. 1 de 7
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.