10-04-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O consumo médio per capita até pode ter descido, mas Portugal continua a um ser um dos países que consomem mais álcool.
 
Os novos dados foram divulgados esta segunda-feira num relatório da Organização Mundial da Saúde. Entre 2003 e 2010, o consumo do álcool em Portugal teve uma redução de 1,5 litros per capita, descendo de 14,4 no período 2003-2005 e para os 12,9 litros entre 2008-2010. Ainda assim um consumo mais elevado que a média europeia - desceu dos 11,9 litros para os 10,9. Na Europa, os homens consomem, em média, 18,7 litros per capita. Já as mulheres ficam-se pelos 7,6 litros, ou seja, menos de metade.
 
No documento, que contém uma lista com 44 países, a Bielorrússia surge como o país com consumo mais elevado - 17,5 litros de álcool per capita. É seguida de perto pela Moldávia, com 16,8 litros, e pela Lituânia, com 15,4.
 
Em território nacional, o vinho representa 55% do álcool consumido. Em segundo lugar surge a cerveja, com 31%, as bebidas espirituosas com 11% e outro tipo de bebidas com apenas 3%.
 
 
Fonte: Quero Saber.
 
Publicado em Mix
Um estudo publicado pelo Eurobarómetro nesta quarta-feira em Bruxelas revela que os portugueses são os que mais bebem bebidas alcoólicas diariamente liderando a média europeia.

Os resultados do inquérito realizado a 27 mil europeus em Outubro do ano passado revelam que 43 por cento dos portugueses consomem álcool diariamente contra os 14 por cento da média europeia.

Do total de inquiridos, 83 por cento concorda com a realização dos controlos policiais, um número que sobe para 91 por cento em Portugal. No conjunto de todos os europeus, 89 por cento defende a proibição da venda e consumo de álcool a menores.

A grande maioria dos europeus advoga que devem ser tomadas medidas para combater os malefícios da ingestão de bebidas alcoólicas.
Publicado em Mix
Pelo quarto ano consecutivo, o Portal 100% DJ vai realizar a única ação em Portugal, que reconhece a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano, por parte dos DJs e produtores nacionais. Esta listagem pretende ainda distinguir os que mais se destacaram e contribuíram para o desenvolvimento da música eletrónica em Portugal.
 
Este ano a lista vai apresentar novamente 20 artistas, sendo que 17 são eleitos por parte da redação do Portal 100% DJ e 3 serão o resultado dos mais votados pelo público, através de um formulário online, que estará disponível entre os dias 23 de outubro e 30 de novembro.
 
Os “20 Mais de 2015” serão apresentados a 8 de dezembro, data do 8.º aniversário da única plataforma nacional, 365 Dias ao Ritmo da Noite, disponível em www.100-dj.pt.
 
De recordar que esta lista de artistas não representa um “Top” de popularidade com posições de primeiro, segundo ou terceiro lugar. Todos os artistas serão eleitos de forma uniforme e todos se incluem no mesmo patamar, onde serão apresentados por ordem alfabética.
 
Publicado em 100% DJ
sábado, 27 agosto 2011 00:56

Erick Morillo amanhã em Portugal

Amanhã Sábado, 27 de Agosto, Erick Morillo regressa a Portugal, pela última vez este Verão, para actuar na Azurara Beach Party que se realiza na praia da Azurara em Vila do Conde.

Com um novo tema, intitulado "Stronger", e uma mala cheia de discos exclusivos e inéditos, Erick Morillo irá mostrar no areal da Azurara Beach Party a razão pela qual é considerado um dos mais talentosos DJ's mundiais.

Esta é a última oportunidade de o ver em Portugal este Verão pelo que quem não conseguiu ver e ouvir o mestre do house não pode perder a Azurara Beach Party.
Publicado em Artistas
O prestigiado evento mexicano The BPM Festival vai embarcar em Portugal em setembro deste ano. A organização do festival aproveitou o décimo aniversário do BPM, que decorre até ao próximo dia 15 de janeiro na Playa del Cármen, no México, para expandir a sua marca para o nosso país e para o Brasil.
 
No Brasil, o The BPM Festival vai decorrer entre os dias 27 e 30 de abril na Praia Brava (Itajai), em colaboração com uma das discotecas mais famosas do país, a Warung.
 
Para a edição portuguesa ainda não existem datas nem local, mas são esperadas novas informações para breve. O anúncio oficial foi feito recentemente através da página oficial de Facebook do evento. Em princípio, o festival seguirá a mesma linha e estilo do The BPM Festival mexicano.
 
Carl Cox, Marco Carola, Roger Sanchez, Erick Morillo e Paco Osuna são alguns dos artistas que marcam presença na edição deste ano do festival, que decorre no México.
 
{youtube}k6eF2fLDgn8{/youtube}
Publicado em Festivais
Os nomeados para a edição deste ano dos Portugal Festival Awards foram divulgados e a organização anunciou um recorde de participações. Ao todo, são 140 festivais que vão a votos, contabilizando assim mais de 2,3 milhões de espectadores.
 
Entre os nomeados encontram-se festivais como a EDP Beach Party, NEOPOP, MEO Out Jazz, Sol da Caparica, NOS Alive, entre muitos outros. Algumas queimas das fitas como a de Lisboa e Évora também estão nomeadas como Melhor Festival Académico.
 
A votação é aberta ao público através do site oficial e da página oficial de Facebook dos Portugal Festival Awards, dividida em várias categorias. Os vencedores serão escolhidos pelo público e por um painel de júris que inclui Zé Pedro (Xutos e Pontapés), Tó Trips (Dead Combo), Vítor Belanciano (Público), Pedro Esteves (Observador), Fred Pinto Ferreira (Orelha Negra/Kambas/Banda do Mar/5:30), Ana Teresa Ventura (SIC), Álvaro Costa e Nuno Calado (Antena 3), Joana Cruz (RFM), Pedro Ramos (Radar), Rita Carmo (Blitz), Hélio Morais (PAUS/Linda Martini), Ana Markl (Canal Q/Antena 3), Valete, Tó Pereira (DJ Vibe) e outras personalidades da área da música, comunicação social, turismo, sustentabilidade e comunicação.
 
A cerimónia de entrega dos Portugal Festival Awards decorre no próximo dia 17 de novembro no Cinema São Jorge, em Lisboa, pelas 21h30.
 
{youtube}b8P-PGhOluw{/youtube}
Publicado em Mix
quarta, 20 fevereiro 2013 14:42

Boiler Room conquistou Portugal

Algumas dezenas de metros acima do nível do chão, como se Lisboa estivesse pronta para descolar para o espaço, ali mesmo com o rio Tejo aos pés e a ponte 25 de Abril como rampa de lançamento. Foi assim o Boiler Room Lisboa Red Bull Music Academy Takeover, estreia em grande no nosso país de uma iniciativa que tem gerado ondas de entusiasmo em todo o mundo.
 
A ideia simples foi conseguida: um sound system de luxo, uma sala repleta de clubbers fanáticos, um line-up do mais avançado que a eletrónica tem para oferecer e uma série de câmaras a transmitirem tudo pela internet, transformando o planeta numa pista de dança.
 
Em Lisboa, quem pôs tudo a ferver foram os Sensible Soccers, os Voxels, Ivvvo, Buraka Som Sistema, Dj Ride, Switchst(d)ance e a «cereja em cima do bolo» - DJ Vibe.
 
Para chegar ao Boiler Room Lisboa Red Bull Music Academy Takeover era necessário subir as escadas metálicas que conduziam ao topo de um antigo reservatório de àgua na LXFactory. Uma vez lá em cima, podia-se desfrutar das incríveis vistas do terraço com a banda sonora proporcionada pelos DJs de serviço ou então subir mais um lanço de escadas para mergulhar no antigo depósito propriamente dito: luzes baixas, som alto com a qualidade inexcedível "Funktion One" e uma energia que se podia literalmente cortar à faca.
 
Dizer que foi memorável é, pois claro, dizer muito pouco: a estreia do Boiler Room em Portugal pela mão da Red Bull Music Academy pode muito bem ter ficado para a história. Diferentes sonoridades, diferentes gerações, diferentes ferramentas, mas uma mesma vontade de impor a dança como prática comum. Os presentes talvez não tenham reparado, mas por um momento aquele antigo reservatório de água descolou e viajou pelo espaço: as colunas foram os reactores, a música o combustível e os clubbers os tripulantes.
 
Boiler Room Lisboa Red Bull Music Academy Takeover signing out: Missão cumprida!
 
Publicado em Eventos
segunda, 19 março 2012 19:28

Rock in Rio 'acorda' Portugal

A organização do maior evento de música e entretenimento do mundo apresenta “Wake Up Portugal”, uma campanha multimeios gravada no Brasil que já se encontra a circular em vários suportes.
 
O filme “Wake Up Portugal” é protagonizado pelos brasileiros Sepultura e pelos franceses Tambours du Bronx, dupla que atuará no Palco Mundo no dia 25 de maio, e foi gravado numa das melhores vistas do Rio de Janeiro, o Mirante Dona Martha. Neste local, a banda brasileira é rodeada pelos franceses e seus tambores, num ambiente portentoso onde o claim “Wake Up Portugal” é entoado em alto e bom som, relembrando a todos que o Rock in Rio-Lisboa está de regresso com toda a sua força.

Esta campanha marca, sem dúvida, a abertura da temporada Rock in Rio-Lisboa 2012. O filme, cuja produção exigiu um investimento à volta dos 400.000 euros é o “toque de despertar” para todos os que desejam garantir um lugar na Cidade do Rock em maio e junho próximos”, afirmou Agatha Arêas, Diretora de Marketing do Rock in Rio-Lisboa 2012.

Os bilhetes para os dias 25 e 26 de Maio, 1 e 3 de Junho já se encontram à venda e custam 61 euros. Os interessados em adquirir bilhetes para estes dias podem fazê-lo na FNAC, em 68 sucursais do Millennium bcp, nos postos de abastecimento da BP aderentes (33 euros + 1.500 pontos BP premierplus) e no site oficial do evento em www.rockinriolisboa.sapo.pt. Já é também possível comprar bilhetes para o evento através do site do Continente, em http://www.rockinrio.continente.pt/, com 20% de desconto em cartão. Relembramos que quem adquiriu o Kit de Natal do Rock in Rio-Lisboa 2012 deve trocar o voucher até dia 7 de abril por um bilhete para qualquer dia de evento.

O Rock in Rio-Lisboa volta ao Parque da Bela Vista nos dias 25, 26 de maio e 1, 2 e 3 de junho de 2012 e até ao momento estão confirmadas as presenças de Metallica, Evanescence, Mastodon e Sepultura com os Tambours du Bronx no dia 25 de maio; Smashing Pumpkins, Linkin Park, The Offspring e Limp Bizkit no dia 26 de maio; Lenny Kravitz, Maroon 5, Ivete Sangalo e Expensive Soul no dia 1 de junho; e Bruce Springsteen, Xutos & Pontapés e James no dia 3 de junho.
 
 
Publicado em Rock in Rio
O Portal 100% DJ tem a honra de anunciar o mais recente parceiro da iniciativa TOP 30 de 2016, única em Portugal, cujas votações arrancam esta quarta-feira, dia 26 de outubro e prolongam-se até ao dia 8 de dezembro.
 
Esta ação irá contar com o apoio da Rádio Nova Era, líder das audiências do norte do país, que irá divulgar o TOP 30 de 2016, com o objetivo de aumentar o público-alvo dos dois projetos que têm uma paixão em comum: a música eletrónica.
 
Pelo quinto ano consecutivo, o Portal 100% DJ volta a distinguir os DJs e produtores que mais se destacaram este ano, mas desta vez numa nova iniciativa que apenas conta com o voto dos nossos leitores e fãs dos artistas de música eletrónica nacional.
 
Os resultados vão ser divulgados no próximo dia 15 de dezembro, através das várias plataformas associadas à marca 100% DJ. Esta ação é destinada não só aqueles que já estabeleceram o seu lugar na dance scene nacional, como também para os novos talentos, que com o seu excelente trabalho já começam a emergir no mercado eletrónico.
Publicado em 100% DJ

No aquecimento para duas atuações em Portugal - em Aveiro a 25 de abril, e em Faro a 10 de maio - falámos em exclusivo com Martin Solveig numa altura em que a EDM vive dias de verdadeira procura de identidade: se por um lado toda a gente toca as mesmas coisas e produz o mesmo tipo de música, por outro os produtores buscam o som do futuro, de um futuro que é já amanhã. Como não podia deixar de ser, graças à sua experiência na cena eletrónica, Martin mostra que está atento e lança pistas para o santo graal da EDM.

 
Olá Martin! Tens duas visitas em breve a Portugal - a 25 de abril na Queima em Aveiro e a 10 de maio na Semana Académica do Algarve - estás feliz por voltar ao nosso país?
Fico sempre feliz e excitado por voltar a Portugal porque considero que os portugueses são um dos melhores públicos do mundo. Na última década construí uma relação especial com os meus fãs portugueses: eles são dos poucos que seguem a minha carreira inteira desde o "Everybody" (de 2005) passando pelo "The Night Out" e "Hey Now", e claro, pelo "Hello" que foi um enorme sucesso também em Portugal. Sempre me senti muito bem recebido pelos portugueses. 
 

Sempre me senti muito bem recebido pelos portugueses.

 
Partilhaste recentemente com o mundo que 2014 seria um ano criativo para ti, que não tocarias muito e que cada atuação seria especial. Podes dizer-nos o que tens preparado para Portugal?
Tenho estado a trabalhar em muitas versões especiais e edits das minhas músicas. Estas versões não estão disponíveis em lado nenhum, não estão na internet, são apenas para usar nos meus DJ sets, por isso têm que vir ver-me e ouvir a música exclusiva que levo comigo e, espero que isso seja o que vai fazer a diferença nas minhas atuações em Portugal.
 
Tens estado ocupado em estúdio a fazer música nova. Quando é que podemos esperar novidades?
Estou neste momento no estúdio, tenho passado muito tempo aqui. Não sei quando a música será editada porque entrei num processo profundo de tentar reinventar o meu estilo, ou pelo menos trabalhar numa evolução sónica digna desse nome. Sinto que chegou a hora de o meu som evoluir. Obviamente um processo destes demora algum tempo e eu sempre preferi esperar até ter algo de verdadeiramente relevante para oferecer aos meus fãs do que apressar e editar algo que não estou seguro a 100%. 
 
Estás a produzir para outros artistas? Vamos ter mais colaborações com a Madonna ou outros artistas pop? 
Não estou a produzir para outros artistas. É algo que farei mais tarde.
 
"Blow", a tua colaboração com o Laidback Luke, foi o teu mais recente single. A música que estás a fazer segue aquela linha?
Não, o "Blow" não é de todo a direção em que estou a trabalhar. O tema foi produzido na alegria do momento, para fundir dois estilos num único tema e pelo divertimento de trabalhar com o Laidback Luke. Mas não define uma nova direcção para mim.
 

Sinto que Miami agora é mais uma celebração do sucesso mundial e do apreço pela EDM e da música de dança em geral.  

Como é que foi a Winter Music Conference? Ouviste alguma música nova e excitante que queiras partilhar connosco?
A WMC é sempre muito caótica, muito louca mas muito boa. Não estive em Miami muito tempo por isso não tive oportunidade de ouvir muita música mas ouvi alguns sets e destaco o do Diplo e do Dillon Francis que tocaram alguns temas exclusivos que são musicalmente entusiasmantes. Comparando os dias de hoje com os dias em que a internet não era tão globalmente disponível, eu diria que os DJ sets hoje têm que chegar a uma audiência mais genérica: para ter um bom feedback do público, tens que tocar uma série de temas que já são conhecidos pelas pessoas. Sinto que Miami agora é mais uma celebração do sucesso mundial e do apreço pela EDM e da música de dança em geral.
Sinto que há grandes mudanças no horizonte para a música eletrónica. Neste momento há duas tendências muito diferentes e muito fortes nos Estados Unidos e na Europa; e ambas vão em direções diferentes. Não estou com isto a querer dizer que uma tendência é melhor que a outra ou que uma vai sobrepor-se à outra, mas as coisas estão a evoluir muito. É uma oportunidade para quem quer inovar. Pode ser um pouco confuso no início mas no fim de contas precisamos que as músicas não soem todas iguais e é isso que irá acontecer, provavelmente, nos próximos anos. E é uma coisa boa.
 
 
Publicado em Entrevistas
Pág. 1 de 8
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.