07-12-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O Ultra Europe, a versão do velho continente do Ultra Music Festival, vai decorrer nos próximos dias 10, 11 e 12 de julho, em Split, na Croácia, com grandes nomes da música eletrónica internacional.
 
Afrojack, Alesso, Andy C, Armin van Buuren, Axwell /\ Ingrosso, Blasterjaxx, Carl Cox, Dash BErlin, David Guetta, DVBBS, Galantis, Hardwell, Jamie Jones, Knife Party, Nicky Romero, Paul van Dyk, Steve Angello, Tiesto e Zedd são alguns dos artistas confirmados para o Ultra Europe deste ano, em vários palcos.
 
 
O conceito do palco Resistance, que se estreou no Ultra Music Festival de Miami, é uma das novidades deste ano, para os amantes da música eletrónica alternativa. O Ultra Europe está inserido no Destination Ultra Croatia Music Week, composto ainda por uma festa de abertura no Giraffe Palm Beach House (9 de julho), Yacht Regatta na Ilha de Brac Zlatni Rat em Bol (13 de julho), o Ultra Beach, na ilha de Hvar no hotel Amfora Grande Beach Resorte (14 de julho) e pela festa de encerramento na ilha de Vis, em Fort George (15 de julho).
 
O Portal 100% DJ esteve à conversa com alguns portugueses que vão embarcar em direção à Croácia, para vivenciar a experiência única do Ultra Europe. Fábio Lindeza, Marc Matos e Pedro Lino são três amigos do Fundão e contaram-nos alguns pormenores da sua viagem.
 
“Esta será a minha primeira vez no Ultra Europe e as minhas expetativas são altíssimas, com a ansiedade à mistura, sinto-me capaz de dizer que ir a um Ultra é a realização de um sonho”, confessou Fábio Lindeza, de 25 anos. A escolha deste festival foi devido a “todas as emoções” que o mesmo proporciona e “ao facto da realização de outras festas, como o Ultra Beach e a Boat Party”, além de que o português é “fã incondicional de tudo o que seja Ultra Music Festival”.
 
Na sua mala leva “a bandeira do glorioso” e “uma pitada de felicidade misturada com excitação”, pois vai ser “o festival mais importante” da sua vida. Galantis, Steve Angello, Axwell /\ Ingrosso e o “mítico” Carl Cox são os artistas que não quer perder nem um minuto.
 
“Em Portugal seria interessante ver um festival desta dimensão, mas na minha opinião nunca será possível, pois não reunimos condições financeiras para tal”, afirmou Fábio ao Portal 100% DJ, dias antes de embarcar no avião para a Croácia. O adepto de música eletrónica deixou ainda um conselho aos leitores “que trabalhem e juntem dinheiro e vão para fora, pois aí é que a electronic dance music é grande. Para não falar do ambiente vivido lá fora, onde se pode experienciar mais de 100 nacionalidades diferentes”.
 
Marc Matos, de 23 anos, estreia-se também este ano no Ultra Europe, que considera como o “melhor festival da Europa” devido às festas que lhe estão associadas. Na bagagem leva calções, toalha, uma câmara GoPro e uma bandeira de Portugal, a representar a nação. Para ir ao Ultra Europe teve de “poupar bastante” e considera que “Portugal poderia ter um festival deste género, apesar de ter um evento muito bom como a EDP Beach Party”. Axwell /\ Ingrosso são, sem dúvida, os artistas que mais quer ver em palco do Ultra Europe.
 
As expectativas de Pedro Lino, de 24 anos, são “as melhores” para a sua primeira vez no Ultra Music Festival da Croácia. É “uma grande panóplia de DJs excecionais e um multiculturalismo humano” que Pedro tem “muito interesse em conhecer e assistir”. Para ir a este festival, o português aconselha a “comprar os bilhetes com antecedência” e, principalmente em relação à viagem de avião. Na sua mala leva o cachecol do Sport Lisboa e Benfica e a bandeira nacional, para marcar presença nas atuações de Afrojack, Martin Garrix e Galantis, os artistas que mais deseja ver no Ultra Europe. Pedro Lino considera ainda que Portugal tem falta de um festival deste género, mas “cada vez temos mais festas que atraem um bom número de DJs com qualidade”.

 

Publicado em Reportagens
Os governantes de Miami, cidade do estado americano da Flórida, vão debater esta quinta-feira, se permitem ou não a realização do segundo fim-de-semana (Phase 2), previsto e já anunciado pela produção do gigantesco evento de música electrónica Ultra Music Festival, para os dias 22, 23 e 24 de março.
 
Em 2012 os bilhetes para os três e únicos dias de evento esgotaram em poucas horas. Possivelmente esse facto pesou na decisão da produção em alargar o evento para mais um fim-de-semana de música. No entanto essa decisão não agradou aos moradores e empresários da cidade. Os mesmos afirmam que a realização do evento no Bayfront Park levará a perturbações de ruído e tráfego, que influenciam a estrutura da própria cidade e funcionamento dos ecossistemas. Os distúrbios e a desordem causada pelos festivaleiros, estão também em cima da mesa.
 
O documento se for aprovado pela autarquia da cidade, limita a 15ª edição do Festival a apenas um fim-de-semana. O responsável por este assunto - Vice-Presidente Marc Sarnoff - até ao momento, não teceu comentários à comunicação social.
 
A "Phase 1" do evento decorre nos dias 15, 16 e 17 de março e já estão confirmados os mais importantes nomes da música de dança, tais como Tiësto, David Guetta, Armin van Buuren, Avicii Above & Beyond, Afrojack, Bassnectar, Calvin Harris, Carl Cox, Fatboy Slim, Kaskade, Knife Party e Richie Hawtin.
 
Recorde-se que em 2012 passaram pelo festival cerca de 150 mil pessoas de todo o Mundo, divididas por três palcos que representavam diferentes sonoridades musicais. Avicii, David Guetta, Skrillex e Fatboy Slim foram apenas alguns dos artistas que passaram pelo Ultra 2012.
 
 
Publicado em Ultra Music Festival
A Organização do Ultra Music Festival acaba de surpreender tudo e todos ao divulgar um comunicado que anuncia o fim da Era do Ultra Music Festival em Miami, 20 anos depois.

O anúncio revela que após serem analisados vários feedbacks sobre a experiência do festival do passado mês de março, num novo local (o Virginia Key Beach Park), a organização percebeu que os festivaleiros não tiveram a melhor experiência no evento, facto pelo qual pesou no término do evento em Miami. "Decidimos terminar voluntariamente a licença com o Governo de Miami e estamos à procura de um outro local que possa ser a casa permanente do Ultra no Sul da Flórida", pode ler-se no comunicado.

Recorde-se que os dissabores com as autoridades de Miami começaram em novembro do ano passado onde foi recusada a realização do evento no Bayfront Park, colocando-se em cima da mesa o seu cancelamento. As queixas dos moradores, o barulho, a confusão e o facto do parque ficar fechado ao público durante muito tempo foram determinantes para que o festival rumasse até Virginia Key, que acaba agora por ser a sua última "casa".

Confere o comunicado na íntegra:
 
Publicado em Ultra Music Festival
O Ultra Music Festival (UMF) regressa à baixa de Miami pela 18ª vez consecutiva nos próximos dias 18, 19 e 20 de março. É um dos festivais de música eletrónica mais famosos, reconhecidos e desejados a nível internacional, com um cartaz de luxo e repleto de novidades a cada ano que passa.
 
Este ano o cartaz é composto por nomes como Blasterjaxx, Don Diablo, Alok, Dyro, Julian Jordan, Afrojack, Carl Cox, Dash Berlin, deadmau5, Kygo e o português Diego Miranda que se estreia no UMF no Stage7.
 
Para quem não tem oportunidade de se deslocar, existem as habituais transmissões em direto através da internet, que deixam os fãs do evento literalmente colados ao ecrã durante várias horas. O livestream da edição deste ano já foi anunciado, através de um video que tem como protagonista Hardwell e o seu cão Jager van de Corput. A transmissão em direto vai ter início a 18 de março e prolonga-se durante os dois dias seguintes.
 
 
A exemplo do ano passado, o Portal 100% DJ esteve à conversa com vários amantes da música eletrónica que já embarcaram no avião com destino a Miami, para viver e experienciar toda a magia do UMF e da Miami Music Week.
 
João Santos é natural de Sintra, tem 22 anos e vai pela primeira vez ao festival. Com expectativas “muito elevadas”, pretende ver bem de perto artistas como The Prodigy, Yellow Claw, Andrew Rayel, e deadmau5. “Para mim existem dois festivais de música eletrónica no mundo: Tomorrowland (Bélgica) e UMF (Miami). O resto é cópia. Uma vez que já fui ao Tomorrowland, falta-me o UMF para cumprir o meu sonho. Não podia estar mais feliz!”, confessa o jovem ao Portal 100% DJ. As suas preferências recaem sobre Pete Tha Zouk e Massivedrum, quando questionado sobre os artistas nacionais que gostaria de ver no "UMF". Na mala de viagem leva a bandeira de Portugal, t-shirt da "Tomorrowland Crew Portugal", protetor solar e calçado confortável. Na opinião do português, no nosso país falta um festival “grandioso”, uma vez que estão reunidas todas as condições tais como “espaço, sol e cerveja”. “Bastava um espaço cuidado e um cartaz competitivo! As pessoas vinham de todo o lado. Vejam o exemplo do Tomorrowland”, diz. Uma vez que ir ao "UMF" não é um investimento barato, o jovem admite que “não foi nada fácil arranjar todo o dinheiro necessário” e teve de “fazer uma espécie de contrato” consigo mesmo: todos os meses, levantava uma quantia certa de dinheiro. O bilhete e os voos foram planeados com alguma antecedência “para garantir os melhores preços”.
 
 
Uma das representantes do sexo feminino português é Susana Coelho, de 35 anos, que partiu diretamente de Boliqueime para Miami pela primeira vez. Apesar de já ter estado presente em alguns festivais, “as expectativas são as mais altas possíveis” e nem as consegue exprimir por palavras. Em Portugal, Susana afirma que existem “excelentes profissionais e pessoas super talentosas” que poderiam subir a um dos palcos do "UMF", como vai acontecer com Diego Miranda. Sapatos e roupa confortável “para dançar e pular todos os segundos do festival”, máquina fotográfica “para poder reviver em Portugal os grandes momentos” e a bandeira nacional são alguns dos objetos que leva na bagagem. Para viajar até Miami, a algarvia realizou algumas poupanças mas afirma que “com algum esforço todos os meses, 'grão a grão' consegue-se. Quando colocamos metas e objetivos, tudo se consegue!”. Um dos conselhos que deixa a quem pretende ir ao "UMF" no futuro é comprar as viagens e bilhetes bastante tempo antes, uma vez que o preço é mais acessível e “não custa tanto, porque os pagamentos são faseados ao longo do ano”.
Hardwell, Armin van Buuren e Steve Angello são os artistas que deseja ver com mais atenção em Miami. “Já que temos tanto turismo, praia e clima fantásticos, porque não sermos conhecidos também por festivais brutais e controlados”, que ao mesmo tempo atraem “mais pessoas a virem conhecer o nosso país?”, questiona Susana deixando a sugestão para a realização de um grande festival em Portugal.
 
 
Tiago Rodrigues tem 27 anos e vive em Issy-les-Moulineaux, em França, de onde partiu em direção ao Ultra Music Festival pela primeira vez. O português não vive de ilusões e vai para Miami com o objetivo de “ver para crer”, toda a grandiosidade do festival de música eletrónica. Apesar de não estar presente atualmente em Portugal, Tiago não foge às suas origens e destaca Pete Tha Zouk como o artista nacional que gostaria de ver num palco do Ultra Music Festival. Na sua mala de viagem, além de todos os objetos essenciais, o português garante que não se vai esquecer da sua garrafa de whisky. Relativamente a Portugal, Tiago afirma que “a nível de festivais, não estamos mal servidos” e que não tem “razão de queixa” quando questionado a respeito do investimento feito para viajar até ao Ultra. Nos seus planos, a atuação de Martin Garrix será imperdível.
 
 
Residente em Leiria, Zé Manel leva as suas expectativas para Miami “muito altas, visto que o line-up está muito bom”. Em Portugal, considera que existem ótimos DJs como o Kura, afirmando que seria “muito bom” vê-lo atuar neste Festival. A câmara GoPro, carteira, bilhete do festival, bandeira de Portugal e da marca Armin van Buuren Intense são alguns dos objetos que irão consigo para Miami. “Infelizmente Portugal precisa de um festival a sério”, afirma Zé Manel ao Portal 100% DJ, poucos dias antes de embarcar no avião com destino aos Estados Unidos da América. Para esta viagem, o português admite que é fácil: “Basta querer. Lutei para ir, pois é complicado devido aos salários baixos que se recebe em Portugal”. Entre os artistas que pretende assistir estão deadmau5, Armin van Buuren e Tiesto.
 
 
Daniel Reis tem 28 anos e vive na Cordinhã (Coimbra). Esta vai ser a sua estreia no Ultra, juntamente com o seu irmão. As suas expectativas são “muito grandes” e consigo leva a bandeira de Portugal, uma “peça fundamental”, tal como o bilhete pois “sem ele não há festa”. Pete Tha Zouk seria a sua escolha nacional para estar presente no cartaz do UMF, se o português fizesse parte da equipa de organização do festival. A atuação dos The Prodigy é uma das mais esperadas por Daniel, que certamente irá assistir bem de perto, uma vez que para realizar esta “viagem de sonho para um festival único” teve “dois anos a juntar dinheiro”. Em relação ao facto de Portugal vir a receber no futuro um evento como o Ultra Music Festival, o jovem confessa que o território lusitano “não tem condições nem logística para um festival deste género”.
 
 
{youtube}F0xoBUDUYyo{/youtube}
 
Publicado em Reportagens
domingo, 17 março 2013 21:22

Ultra Music Festival: Portugal presente!

Onde há festa, há portugueses e o Ultra Music Festival não é exepção. As câmaras do canal oficial UMF TV já captaram por diversas vezes, a bandeira nacional no meio da multidão frente ao palco principal – Main Stage.
 
A redação do Portal 100% DJ tem a confirmação que no próximo fim-de-semana, pelo menos, quatro portugueses estarão presentes neste gigantesco evento, realizado em Miami.
 
É um orgulho para os portugueses e para Portugal, estar nos quatro cantos do mundo.
 
 
 
Publicado em Ultra Music Festival
O passado fim de semana ficou marcado pelo estrondoso evento eletrónico Ultra Music Festival. Segundo a organização, durante os três dias com bilhetes esgotados, passaram pela Downtown Area em Miami, cerca de 150 mil pessoas.
 
Três palcos com diferentes sonoridades musicais, fizeram as delícias dos ouvidos dos festivaleiros. Desde Avicii a David Guetta, de Skrillex a Fatboy Slim, por lá passaram mesmo os melhores, os mais conceituados e com mais fãs a nível mundial.
 
Portugal foi um dos países da privilegiada e restrita lista que pôde assistir ao vivo e a cores através do canal do festival no Youtube, a várias atuações fenomenais e de arrepiar. Muitos foram os portugueses que passaram a noite de olhos postos no Youtube a acompanhar o festival.
 
No próximo ano de 2013 a 15ª edição do Ultra Music Festival será nos dias 22, 23 e 24 de Março. Ainda sem local definido e estando vários países interessados em receber o festival, incluíndo o Brasil, a Polónia, entre outros, é certo que se esta edição esgotou, nas próximas terá a organização que aumentar a lotações dos recintos, pois para 150 mil pessoas torna-se pequeno e apertado.

Publicado em Ultra Music Festival
Swedish House Mafia – Ultra Music Festival Live 2013
Mainstage 24-03-2013
 
TrackList:
  • 01. Axwell & Sebastian Ingrosso – We Come We Rave We Love.
  • 02. Swedish House Mafia vs. Matt Caseli & Danny Freakazoid – Greyhound vs. Raise Your Hands (Axwell Mashup)[AXTONE/VIRGIN UK].
  • 03. Dimitri Vegas & Like Mike – Wakanda [AXTONE].
  • 04. Steve Angello vs. Matisse & Sadko – ID [SIZE].
  • 05. Alesso & Sebastian Ingrosso vs. Axwell – Calling vs. I Found You (Axwell Bootleg) [AXTONE/REFUNE].
  • 06. Hard Rock Sofa – Rasputin [AXTONE].
  • w/ Laidback Luke & Swedish House Mafia feat. Deborah Cox – Leave The World Behind [AXTONE].
  • 07. Michael Calfan vs. Axwell & Sebastian Ingrosso – Resurrection Together (Axwell & Sebastian Ingrosso Bootleg) [AXTONE].
  • w/ Hard Rock Sofa & Swanky Tunes – Here We Go [AXTONE].
  • 08. Swedish House Mafia & Knife Party vs. John Dahlback – Antidote vs. Zeus (Swedish House Mafia OLT Booltleg) [VIRGIN UK/DOORN (SPINNIN')].
  • w/ Hatiras & Will Bailey & Nom De Strip – Swagnum P.I. [HATRAX].
  • 09. Chocolate Puma vs. Sebastian Ingrosso vs. Alesso & Sebastian Ingrosso vs. Sandro Silva & Quintino – Go-Go Boots vs. Calling vs. Epic (Swedish House Mafia OLT Bootleg) [MUSICAL FREEDOM/REFUNE/PSSST].
  • 10. Ivan Gough & Feenixpawl feat. Georgi Kay – In My Mind (Axwell Remix) [AXTONE].
  • 11. TV Rock feat. Rudy – In The Air (Axwell Remix) [AXTONE].
  • w/ Steve Angello – Knas [SIZE].
  • w/ Adrian Lux – Teenage Crime (Axwell & Henrik B Remode) [AXTONE].
  • 12. Coldplay – Every Teardrop Is A Waterfall (Swedish House Mafia Remix) [EMI UK].
  • 13. Swedish House Mafia feat. John Martin – Don’t You Worry Child [EMI UK].
  • 14. Hard Rock Sofa – Quasar [AXTONE].
  • w/ Florence And The Machine – Spectrum (Say My Name) (Acappella) [ISLAND].
  • w/ Faithless – Insomnia [SONY BMG].
  • w/ The Temper Trap – Sweet Disposition (Axwell & Dirty South Remix) [INFECTIOUS].
  • 15. Swedish House Mafia feat. Tinie Tempah – Miami 2 Ibiza [VIRGIN UK].
  • 16. Swedish House Mafia vs. Nari & Milani feat. Pharrell – One (Your Name) Atom (Swedish House Mafia Bootleg) [POLYDOR/ASTRALWERKS (EMI)/SIZE].
  • 17. Swedish House Mafia feat. John Martin – Save The World (OLT Intro Edit) [VIRGIN UK].
  • w/ Swedish House Mafia feat. John Martin – Don’t You Worry Child (Acoustic Guitar Version) [EMI UK].
  • w/ Sebastian Ingrosso & Tommy Trash – Reload [REFUNE].
  • w/ Swedish House Mafia feat. John Martin – Save The World (Acappella) [EMI].
  • w/ Axwell – Heart Is King [AXTONE].
  • w/ Swedish House Mafia feat. John Martin – Don’t You Worry Child (Acappella) [EMI UK].
 
Vídeo:
 
 
Live Set:
 
 
 
Publicado em Ultra Music Festival
Miami é todos os anos palco de um dos maiores eventos de música eletrónica a nível mundial: o Ultra Music Festival. Inserido na Winter Music Conference, o festival junta na mesma cidade DJs, produtores, agências, editoras e várias pessoas da área da música, onde são apresentados novos temas e projetos a cada ano que passa.
 
O primeiro Ultra Music Festival aconteceu em 1999, com a duração de um dia, num local diferente dos dias de hoje. South Beach, em Miami, era o sítio escolhido pela organização, fundada pelos empresários Russel Faibish, Bruce Braxton e Alex Omes, falecido no ano passado. No ano de 2006, devido ao seu crescimento em larga escala, o festival passou a ter a duração de dois dias, já no local atual, no Bayfront Park, a zona baixa de Miami. 
 
Esse crescimento deve-se também ao livestream feito através do Youtube, no canal UMFTV para todo o mundo, aumentando a sua notoriedade. A partir do ano 2007, o Ultra Music Festival começou a sua expansão para outros países. Espanha (Ibiza), Brasil, Argentina, Coreia do Sul, Chile, Croácia, África do Sul, Colômbia, Japão, Paraguai, Tailândia, Bali e Macau são alguns dos locais por onde o evento já passou e irá continuar a ser realizado. 
 
Este ano, o Ultra Music Festival acontece entre os dias 27 e 29 de março, em Miami. O cartaz de luxo, composto com alguns dos melhores artistas a nível mundial, inclui também RAC, um português, que sobe ao palco do evento no dia 27 de março. As rádios SiriusXM e UMF Radio irão transmitir os sets de vários artistas, bem como entrevistas exclusivas.
 
O Portal 100% DJ entrevistou em exclusivo alguns portugueses que irão viajar até Miami para vivenciar o Ultra Music Festival de 2015.
 
Filipe Pereira tem 27 anos e viaja pela primeira vez para Miami desde Oliveira de Azeméis. Para ele, a sua presença no festival é a “realização de vários sonhos, num só sítio”, e a nível de adereços levará camisolas da seleção nacional, do clube de fãs do Armin van Buuren, do Space Ibiza e a bandeira portuguesa na sua bagagem. Um dos espetáculos que mais quer ver é de Dash Berlin e afirmou ainda que em Portugal não há condições “para um festival de tal envergadura, tanto a nível logístico como financeiro”. O investimento feito para a viagem de sonho foi feito “com muito sacrifício” e muita vontade.
 
 
Natural do Porto, Cristina Lima, de 31 anos, parte em direção ao Festival de Miami pela segunda vez. As suas expetativas “são sempre altas”, pois “é um festival fantástico, enquadrado dentro da cidade de Miami, o que lhe dá um ambiente espetacular”. Cristina tem conhecimento da atuação do português RAC e está “ansiosa por vê-lo ao vivo”, porque “será um orgulho erguer a nossa bandeira na frontline!”. Na sua mala de viagem, “para além do bilhete e da nossa bandeira”, estão também “um bom par de sapatilhas, protetor solar e uma mochila com depósito de água”, um objeto que considera “essencial”. Entre os artistas que mais quer ver ao vivo, destaca a dupla Axwell /\ Ingrosso, no local onde “estamos todos unidos pela cultura da EDM”. Em relação ao Ultra, Cristina afirmou que “não é só o cartaz que conta”, destacando “as condições de segurança, higiene e organização” do mesmo. Em relação ao público alvo, deve ser um conjunto de pessoas “que viva a música”, para não tornar o evento num “festival de adolescentes” que pensam que são “umas férias para estarem com os amigos fora de casa”. Além de ir a Miami, Cristina vai também ao Tomorrowland e ao Ultra Music Festival na Croácia, pois “com planeamento e organização tudo se consegue”.
 
Diogo Lobo é um português de 34 anos, que vive na Dinamarca, e embarca este ano pela primeira vez em direção ao Ultra, apesar de já ter estado presente na Winter Music Conference em 2011. A escolha deste festival deve-se aos artistas, à “variedade de estilo” de música eletrónica, à “praia, calor e a um ambiente multicultural”. Kygo, Gordon City, Odesza, Armin van Buuren e Eric Prydz são alguns dos artistas que tem mais curiosidade em ver, mas “com sete ou oito palcos a atuar ao mesmo tempo, o difícil vai ser escolher quem ver/ouvir”. Para isso, vai “imprimir um horário e definir previamente” a quais pretende assistir. Diogo leva consigo “a carteira, protetor solar, óculos de sol e talvez um boné”, referindo ainda que “não há muito espaço para levar coisas, pois as regras de segurança são muito restritas”. Apesar do território português ter muitos eventos de música durante o verão, “um festival destes faz falta em Portugal, pois seria um estilo alternativo e um público bem mais internacional do que é habitual”. O investimento feito para ir a este Festival “para a maioria das pessoas que vivem e trabalham em Portugal não é fácil, pois tem um peso elevado no orçamento das pessoas”.
 
Vive na capital portuguesa, tem 26 anos e chama-se Armando Gomes. O lisboeta estreia-se este ano no Ultra. Bandeiras de Portugal e calções de praia são alguns dos objetos escolhidos para o acompanharem na viagem, enquanto vai ver alguns dos seus artistas favoritos: Armin van Buuren, Carl Cox, Eric Prydz, Axwell /\ Ingrosso, Kygo, Krewella e Knife Party. Em relação a Portugal, Armando tem a opinião de que “temos condições” para receber um festival deste género, afirmando que o “Ultra Europe bem poderia ser realizado cá”. Para realizar este sonho americano, o jovem revelou que “não é fácil”, pois “estamos a falar de mais de 1000 euros, só entre a viagem de avião e o bilhete do festival”, além do 
“alojamento e os gastos com comida”. Para poupar um pouco, Armando confessa que “requer um controlo orçamental relativamente rigoroso, mas, como é óbvio, um sonho é um sonho e quem corre por gosto, não cansa!”.
 
Com expetativas “muito altas, uma vez que o local é Miami”, Tiago Gomes, de 29 e natural de Cucujães (Oliveira de Azeméis), leva essencialmente alguns dólares, a moeda americana, que certamente lhe irão fazer muita falta. Hardwell e Armin van Buuren são os seus artistas de eleição e não quer perder a sua atuação. Tiago preferiu o Ultra Music Festival ao Tomorrowland “por ser no local que é” e considera que Portugal precisa de um festival do mesmo género.
 
 
 
 
Publicado em Mix
sexta, 23 março 2018 19:26

Miami Music Week: Dia 5 - Praia & festa!

 
Dia 5
 
Este calor sabe tão bem que só apetece passear pelas ruas e percorrer as praias! Foi mais um dia de praia e de apanhar muito sol.
 
Nota-se uma maior afluência de pessoas nestes últimos dias, mais concretamente festivaleiros dos 4 cantos do Mundo que vêm para o Ultra Music Festival. Já se sente um ambiente de festa.
 
Nos céus, avistam-se várias avionetas com publicidade dos diversos clubes com os maiores nomes dos DJs internacionais: Hardwell na Liv; Dash Berlin, Nervo e Deorro na E11even; Marshmello na Stor, entre muitas outras festas. Miami está repleta de festas a toda a hora. É o paraíso para qualquer fã de música electrónica.
 
A noite promete! Vamos até ao Ora NightClub com Nicky Romero como cabeça de cartaz. Foram várias as surpresas tais como Sunnery James & Ryan Marciano assim como Fedde le Grand. Também Matisse & Sadko marcaram presença.
 
É por isso que as noites de Miami me fascinam. Pensamos que vamos ver um DJ e no fim, aparecem uma 3 ou 4 a tocarem juntos. Já são 5h e temos de descansar porque amanhã começa o tão aguardado Ultra!
 
Publicado em Ultra Music Festival
terça, 16 fevereiro 2010 22:31

Ultra Music Festival: de cortar a respiração

Já alguma vez foste a um evento em que tenhas ficado sem respiração? Não?
Então faz as malas para os melhores dias da tua vida e prepara-te para voares até ao maior evento do mundo de música electrónica ao ar livre - Ultra Music Festival.
 
É realizado anualmente em Miami, na Flórida no mês de março, coincidindo com o Winter Music Conference.
Este festival lendário já ganhou os prémios: "Evento Best Music" pela International Dance Music Awards (IDMA) em 2009, 2008, 2007 e 2005, "International Dance Music Festival" pela Ibiza DJ Awards, em 2008 e "Melhor Festa" pela Village Voice Media New York Times em 2009, 2008, 2007 e 2006.
 
Até à data, Ultra tem crescido a cada ano no atendimento, na força do line-up e no valor da produção.
Em 2009 este mega festival, estabeleceu um novo recorde com mais de 85.000 pessoas na festa, presentes durante dois dias, vindos de 56 países e territórios, 50 estados.
 
Originalmente criado em 1999, Ultra tem crescido ao longo dos anos para apresentar os mais quentes, os maiores e os melhores artistas do mundo.
The Prodigy, The Chemical Brothers, Tiesto, Underworld, Moby, Fatboy Slim, Carl Cox, Paul van Dyk, David Guetta, Armin Van Buuren, Erick Morillo, Deadmau5 e Paul Oakenfold, são alguns dos exemplos.
 
Todos os promenores do UMF estão em www.ultramusicfestival.com.
 
Publicado em Ultra Music Festival
Pág. 1 de 6
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.