23-01-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Erro

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens RockInRio/apresentacaoeletronica deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

quarta, 03 outubro 2012 00:09

Kai Song: é DJ e tem apenas 8 anos

Na música pop há vários exemplos de talentos prematuros que viraram artistas de sucesso a nível internacional. O caso mais exemplar e conhecido de todos, é o do falecido Michael Jackson, que começou a cantar e dançar aos 5 anos de idade.

Recentemente e no género eletrónico, também existe um novo fenómeno de prematuridade artística. Falamos de Kai Song - um rapaz de 8 anos que mora em Brooklyn (Nova York).
É certo que ainda não é a estrela das pistas, mas no que depender da sua determinação e do seu empenho, é provavel que vire um 'Top DJ'.

Movido pela curiosidade típica de infância, Kai começou se interessar-se por música, usando os equipamentos do pai, que também é DJ. Clicando botões aqui e ali, e aprendendo alguns truques da profissão com o seu progenitor, Kai realizou o seu primeiro gig com apenas 3 anos no Children's Musem Of The Arts, em Manhattan. Desde então, virou uma espécie de celebridade local, e já segue uma agenda movimentada de gigs, tocando em festas de escolas, de amigos e em vários eventos. No entanto, confessa ainda ter dificuldade em manusear o 'pitch'.

Numa entrevista para o site Brokelyn, o rapaz esbanja personalidade e um certo feeling ao falar sobre os seus sets. "Se é uma festa para adultos, eu toco dance music. Uma das músicas que tem tido mais sucesso é a 'Titanium', do David Guetta. Nas festas de crianças, costumo tocar coisas mais pop, tipo a 'Dynamite', do Taio Cruz.”, diz Kai.

Além disso, este rapaz já realizou algumas pequenas proezas neste ano. Uma delas foi ir ao festival Electric Zoo, que decorreu no final do mês de agosto em Nova York, onde conseguiu tirar uma fotografia com o famoso Skrillex. "Acho espetacular a atitude dele. Reservou um tempo para receber os fãs no backstage. Conversámos e comparámos os nossos equipamentos. Ele tem as mesmas coisas que eu", revela.

Fã incondicional de David Guetta e Tiësto, Kai tem planos ambiciosos para a sua carreira. "Quero ser um grande DJ, estar no Top 10, e no mínimo entrar no Top 100", diz com afinco.
Confere a sua Página Oficial do Facebook em facebook.com/DJKaiSong.
 
Publicado em Artistas
A ‘campanha eleitoral’ para o Top 100 da DJ Mag deste ano já começou. Além dos artistas internacionais, são muitos os DJs e produtores portugueses que estão a apelar ao voto, utilizando, maioritariamente, as redes sociais.
 
Kura, que se estreou o ano passado na lista ocupando a posição número 42, iniciou a sua campanha através de um vídeo que mostra os bastidores da vida de DJ. “As votações da DJ Mag já começaram, o vosso apoio é mais importante do que nunca!”, revelou Kura na sua página oficial de Facebook.
 
Há também outros DJs portugueses empenhados a tentar a sua sorte para a edição deste ano do mais disputado TOP 100 de DJs, com apelo ao voto através das redes sociais, junto dos fãs. É o caso do DJ The Fox, que considera que “esta entrada em votação é idealizada de forma a querer mostrar mais do que se faz em Portugal. A produção é o foco e um resultado inesperado pode acontecer!”.
 
Tom Enzy também já iniciou a sua ‘campanha eleitoral’, afirmando que “tem sido um ano incrível” e que “é o momento certo para fazer isto acontecer!”. Depois de apelar votos aos seus fãs, agradece por tornar este “sonho em realidade”.
 
Depois de atuarem no mesmo palco de grandes nomes como Dimitri Vegas & Like Mike ou Steve Angello, a dupla Club Banditz decidiu também apelar ao voto. “As votações da DJ Mag já começaram, o vosso apoio é muito importante!”, relatam os DJs e produtores na página oficial de Facebook.
 
Diego Miranda é também outro português que quer continuar a marcar presença na lista mais cobiçada da música eletrónica. Além de apelar ao voto durante as suas atuações o DJ aposta ainda na distribuição de autocolantes pelos fãs. Através de um vídeo com alguns dos melhores momentos da sua carreira nos últimos anos, o DJ tem contado com o apoio dos seus seguidores para fazer história.
 
Desde o ano 1997 que a presença de portugueses na lista já vem sendo habitual. DJ Vibe foi o estreante, na posição número 36, a mais alta de um DJ nacional até aos dias de hoje.
 
Pete Tha Zouk, Diego Miranda e Kura também já estiveram presentes no Top 100 da DJ Mag nos últimos anos.
 
Em baixo poderás conferir todas as posições de DJs portugueses no Top da DJ Mag, nos respetivos anos:
 
DJ Vibe:
  • 1997 - #36
  • 1998 - #87
  • 2004 - #80
  • 2005 - #40
  • 2006 - #47
  • 2007 - #40
  • 2008 - #79
  • 2010 - #100
  • 2011 - #84
 
Pete Tha Zouk:
  • 2010 - #80
  • 2011 - #37
  • 2012 - #47
 
Diego Miranda:
  • 2013 - #94
  • 2014 - #70
 
Kura:
  • 2014 - #42
 
 
{youtube}b_fjj48U3zk{/youtube}
Publicado em Mix

 

Todos os artistas têm as suas exigências/riders, ou seja, aquilo que acham necessário possuir num camarim ou palco, para que todo o espetáculo ocorra na melhor das condições. O cliente que contrata, por exemplo, um DJ, tem de conseguir responder aos pedidos feitos antes de cada performance. Se isso não acontecer, a atuação pode até ser cancelada, no pior dos cenários.
 
Há artistas mais simples e outros mais excêntricos. Há pedidos que podem fazer alguma confusão para quem lê a lista, mas para o artista podem ser essenciais. Para quem anda pelo mundo em digressão, só ao fim de alguns meses é que volta a casa, o que faz com que alguns pedidos de vestuário, principalmente roupa interior, façam sentido. Em relação ao álcool e às refeições, cada artista tem os seus gostos e apetites. Material de som e iluminação também são preciosos, uma vez que o artista quer sempre manter a qualidade do seu espetáculo, enquadrado na sua digressão. De lembrar também que as exigências podem ser diferentes de atuação para atuação, ou de país para país.
 
Em baixo, confere alguns dos pedidos feitos pelos artistas, numa pesquisa realizada pelo Portal 100% DJ.
 
  • David Guetta: Jato privado; Carros blindados; Hotel de 5 estrelas; Proteína líquida; Champanhe; Vodka; Comida típica do país, mas sem cebola e alho porque é alergico; Red Bull; Gatorade; Pastilhas.
 
  • Steve Aoki: 6 Meias; 6 Boxers; Bandeira do país; 2 Barcos insufláveis para 2/3 pessoas; 6 bolos grandes, um deles com o logótipo da Dim Mak (apenas para espetáculos da sua digressão ou para festivais onde é cabeça de cartaz); Listerine; Cadeira de realizador; Hotel (escolhido pelo artista) a 3.2 km de distância do local do espetáculo; Mel orgânico, Pizza grande de queijo; Prato de fruta variada; 3 T-shirts pretas com gola em V; 48 garrafas de água; Iogurte orgânico; 2 Garrafas de vodka premium; 3 Garrafas de champanhe (pode ser sem álcool, se a entrada de menores for permitida); Sumo de laranja; 2 Baldes de gelo; 4 Toalhas de banho; 3 Pacotes de pasta de dentes.
 
  • Calvin Harris: Garrafa de gel desinfetante; Snacks sem glúten de boa qualidade; Gengibre fresco; Fruta variada (que inclua maçãs, laranjas, bananas e morangos); Café da Starbucks; 4 Toalhas de banho pretas; 8 Red Bulls; 8 Garrafas de água mineral; 8 Latas de Coca Cola light; Garrafa de vodka premium;  20 Copos de plástico grandes; Balde de gelo.
 
  • Fatboy Slim: Pão sem trigo; Café instantâneo ou chá; Pratos; Guardanapos; Tábua de queijos; Fruta; Água destilada.
 
  • Tiesto: Velas; 4 Garrafas de Jagermeister; 3 Garrafas de Grey Goose; 50 Copos de plástico.
 
  • 2 Many DJS (especificamente para o Rock In Rio Lisboa 2010): Chá verde; Camarim decorado com velas; Tábua de engomar.
 
  • Moby: Roupa interior.
 
  • Deadmau5: Sofá para 6 pessoas; Espelho; 48 Garrafas de Corona ou Sol Beer; 16 Latas de Red Bull; Garrafa de vodka premium; Garrafa de champanhe premium; 2 Maços de tabaco Marlboro; 2 Pares de meias (brancas e pretas); 2 Embalagens de gel de banho de boa qualidade; Animal insuflável.
 
  • Dirty South: Garrafa de Grey Goose: 2 Garrafas de champanhe premium; 12 Garrafas de cerveja premium; 15 Garrafas de água; 6 Latas de Red Bull; Fruta e vegetais frescos; 2 Pacotes de pastilhas.
 
  • Roger Sanchez: 20 Garrafas de água; Garrafa grande de vodka; 10 Garrafas de cerveja; 10 Latas de Red Bull.
 
  • Paul van Dyk: 15 Garrafas de água pequenas; 6 Garrafas de Coca Cola light; 6 Garrafas de Coca Cola; 6 Garrafas de Sprite/7Up; 6 Latas de Red Bull; 2 Litros de sumo de tomate; 2 Litros de sumo de laranja; 2 Litros de sumo de manga ou pêssego; Café; Leite; Fatias de limão e lima; Gelo; Fruta fresca; Bolachas; Chocolates; Copos de vários tamanhos.
 
  • Afrojack: 2 Toalhas; Garrafa de 1 litro de Grey Goose; Garrafa de Dom Perignon; 10 Coca Colas light; 10 Sprites/7Ups; 10 Red Bulls; Sandes.
 
  • Chuckie: 4 Garrafas de Grey Goose.
 
  • Paris Hilton (especificamente para a atuação no Seven, em Vilamoura, em agosto de 2014): Passadeira vermelha; Bailarinas; Maquilhagem; Cabeleireiro; Comida especial para os seus cães.
 
  • Pauly D: Garrafa de Grey Goose; 12 Garrafas de água; 4 Garrafas de champanhe.
 
  • Jack U: 3 Garrafas de Champanhe Moet; 3 Garrafas de vodka Grey Goose; 1 garrafa de rum Havana Club de 7 anos; 1 garrafa de tequila Patron; 12 garrafas de cerveja local; 1 litro de água tónica; 12 latas de Coca-Cola light; 12 latas de Pepsi light; 24 latas de Coca-Cola; 6 latas de Ginger Ale; 24 latas de Red Bull sem açúcar; 2 garrafas de sumo de laranja; fruta fresca para 12 pessoas; vegetais frescos para 12 pessoas; 1 saco de pistachos; 2 maços de cigarros Camel; 2 isqueiros; 2 cinzeiros; 1 abre-latas; 1 saca-rolhas; 1 par de meias brancas da H&M; 2 pares de meias pretas da H&M; 1 t-shirt preta do tamanho M da H&M com gola em V e 95% de algodão; talheres; pratos em cerâmica e guardanapos para 10 pessoas; gelo; 8 saladas de frango.
 
Publicado em Mix
 
A plataforma que mede a audiência do mundo da indústria musical - JustGo -, divulgou os resultados de um estudo que fez sobre os 100 DJs que mais êxito obtiveram nas redes sociais no decorrer do ano 2013. A base do estudo esteve assente nas quatro principais redes sociais Soundcloud, Youtube, Twitter e Facebook. Este estudo teve também a parceria da Topple Track - a plataforma que protege produtores e editoras da pirataria. 
 
A maioria deste Top é composto por artistas da vertente mais comercial, onde Hardwell lidera o topo. Facto é, que nem Armin van Buuren nem Tiësto estão no Top 10 e, infelizmente o mérito e presença dos portugueses nas redes sociais não foi reconhecida neste Top 100.
 
O total desta lista ultrapassa os 295 milhões de fãs em todo o mundo, onde dois terços desses fãs são apenas no Facebook. Durante o ano passado, o número de fãs nas redes sociais registou um total de 34% mas o destaque vai para a plataforma Soundcloud que registou o maior crescimento na ordem dos 60%, tornando-se a rede social mais emergente.
 
Neste estudo, soube-se ainda os artistas que mais terão crescido em cada rede social. Foram eles, Quintino no Facebook, Dyro no Twitter, Disclosure no Youtube e Armin van Buuren no Soundcloud.
 
Também a plataforma Topple Track que salvaguarda a proteção dos produtores e das editoras colaborou neste estudo revelando os cinco DJs mais pirateados de 2013. E a ordem é: Hardwell, Calvin Harris, Dimitri Vegas & Like Mike, Nicky Romero e Zedd.
 
A infografia para conferir em baixo.
 
 
Publicado em Infografias
Pelo sétimo ano consecutivo e de forma a comemorar os seus 11 anos de existência, o Portal 100% DJ vai distinguir, em conjunto com todos os noctívagos, a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano, por parte dos DJs e produtores nacionais, numa iniciativa única que pretende não só revolucionar a indústria da música eletrónica como também contribuir para o desenvolvimento da carreira dos artistas.

Mais uma vez a opinião do público será decisiva, pois é quem irá delinear as posições deste TOP 30, através de uma votação online, onde todos podem eleger os seus DJs e produtores portugueses favoritos, aqueles que mais se destacaram em 2018 independentemente do estilo de música eletrónica que tocam. Mais uma vez esta ação será destinada, não só para aqueles que já estabeleceram o seu lugar na dance scene nacional, como também para os novos talentos, que com o seu excelente trabalho já emergem no mercado da música.

Todos os pormenores desta ação serão aqui anunciados a 25 de setembro, que, segundo Ivo Moreira, diretor do Portal 100% DJ "tem todas as condições para ser novamente um sucesso. No ano passado as expectativas foram superadas em larga escala, com uma adesão em massa por parte de pessoas dos mais variados pontos do país e do mundo, que votaram nos seus artistas favoritos. Sobre esta nova edição, há novidades a serem preparadas para em dezembro - mês em que anunciamos as posições do TOP - apresentarmos algo diferente do habitual."
Publicado em 100% DJ
quinta, 05 novembro 2015 16:29

Reality show para DJs foi cancelado

O polémico reality show de DJs produzido por Simon Cowell intitulado “Ultimate DJ” foi cancelado pela Yahoo!, quando o mesmo ainda estava em fase de pré-produção. O programa era baseado no The X Factor e no American Idol, mas tinha como objetivo encontrar um novo DJ.
 
O cancelamento aconteceu devido à falta de receita que as transmissões no Yahoo! iriam arrecadar, segundo um comunicado oficial de Ken Goldman, diretor financeiro da marca. O reality show ia ser realizado em parceria com a Live Nation e a Ultra Records.
 
O vencedor do concurso televisivo iria assinar um contrato com a Sony Music e a Ultra Records, tendo ainda a oportunidade de atuar num grande festival de música. As votações iriam estar a cargo do público, através do Tumblr.
 
Este novo programa de Simon Cowell foi muito criticado nas redes sociais e por DJs reconhecidos, como Fatboy Slim que considerou uma “ideia terrível” e Gordon City que afirmou que seria “mau para a indústria”.
 
Steve Aoki e as irmãs NERVO eram dois dos nomes falados para fazer parte do painel de júris do programa.
Publicado em Mix
quarta, 26 agosto 2015 16:10

E os DJs mais bem pagos do mundo são...

Pelo segundo ano consecutivo, Calvin Harris lidera a tabela da revista Forbes, dos DJs mais bem pagos em todo o mundo deste último ano, com uma fortuna de 66 milhões de dólares. “Tudo aconteceu no sítio certo e no momento certo”, confessou o DJ e produtor de “Summer” à Forbes.
 
Nomes habituais como David Guetta, Skrillex, Tiesto e Steve Aoki fazem parte da lista, onde se nota a falta de artistas como Hardwell e Armin van Buuren, que têm sucesso internacional semelhante a todos os outros.
 
Desta tabela, Calvin Harris, Steve Aoki e David Guetta estiveram no nosso país este ano, no MEO Sudoeste e no Estádio Municipal de Vilamoura/Quarteira, respetivamente.
 
Confere abaixo a lista completa:
 
  • 1 – Calvin Harris – 66 milhões de dólares
  • 2 – David Guetta – 37 milhões de dólares
  • 3 – Tiesto – 36 milhões de dólares
  • 4 – Skrillex – 24 milhões de dólares
  • 4 – Steve Aoki – 24 milhões de dólares
  • 5 – Avicii – 19 milhões de dólares
  • 6 – Kaskade – 18 milhões de dólares
  • 7 – Martin Garrix – 17 milhões de dólares
  • 7 – Zedd – 17 milhões de dólares
  • 8 – Afrojack – 16 milhões de dólares
  • 9 – deadmau5 – 15 milhões de dólares
  • 9 – Diplo – 15 milhões de dólares
 
{youtube}uqnSQWeNiDo{/youtube}
Publicado em Mix

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens RockInRio/apresentacaoeletronica deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

São quase 30 artistas de música de dança confirmados para o Palco Eletrónico do Rock In Rio Lisboa, que vai decorrer entre nos dias 19, 20, 27, 28 e 29 de maio, no Parque da Bela Vista. A organização anunciou o cartaz do palco secundário do festival esta tarde, numa conferência de imprensa realizada no topo do hotel Epic Sana, um local com uma vista única e prestigiada sobre a cidade de Lisboa.
 
Carl Cox, DJ Vibe (residente), Carlos Manaça, Mano Le Tough, Alok, Diego Miranda, Pedro Cazanova, Beatbombers, Holly, Dan Maarten e Dynamic Duo foram alguns dos artistas confirmados para o Palco Eletrónico.
 
A lenda do techno Carl Cox tem atuação marcada no Rock in Rio no dia 20 de maio, juntamente com DJ Vibe e Carlos Manaça, dois dos grandes nomes nacionais da música eletrónica.
 
O palco da música eletrónica ganha este ano uma nova estrutura e uma piscina, que vai receber Pool Parties diárias, com inspiração de Las Vegas. As festas junto à piscina vão decorrer entre as 18 e as 21 horas, com vários DJs nacionais.
 
Miguel Marangas, Diretor Artístico do Palco Eletrónico do Rock in Rio há 12 anos, afirmou aos meios de comunicação presentes que a organização vai “tentar tirar partido do dia” com uma “forte componente de DJs nacionais que estão ao nível de todos os outros de qualquer parte do mundo” com as novas pool parties. Para a edição deste ano, o diretor artístico pretende oferecer “melhores condições” e um novo objetivo: alcançar um “público mais novo”.
 
Além de DJs e produtores, o palco secundário do Rock In Rio Lisboa vai receber ainda bandas como Gus Gus, Paranoid Londons e Octave One. Roberta Medina, em entrevista ao Portal 100% DJ, revelou que a aposta no palco de música eletrónica “começa acima de tudo com a diversidade, que é uma aposta do Rock In Rio desde que nasceu”, pois “os estilos musicais passaram a encontrar-se e acabou” a rivalidade entre géneros. “Não há dúvida nenhuma que a música eletrónica rompeu todas as fronteiras e nichos e hoje chega a milhares de pessoas, de vários estilos e diferenças, dentro do mundo da eletrónica”, afirmou a Vice-Presidente do evento.
 
O festival pretende também fortalecer “uma aproximação da música eletrónica com o público mais mainstream”, porque “naturalmente o Palco Mundo move massas de uma forma mais agressiva”. Apesar disso, “há quem passe o dia inteiro” no palco de música eletróncia mas “não é o foco principal”.
 
Em relação à novidade deste ano, as festas junto à piscina, Roberta admite que a organização tinha “pena de ter uma estrutura dinâmica e não aproveitar o dia”, como acontecia há alguns anos atrás no antigo Palco Sunset.
 

 
{gallery}RockInRio/apresentacaoeletronica{/gallery}
 
Publicado em Rock in Rio
A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados do Brasil aprovou no passado mês de novembro, um projeto de lei que regulamenta a profissão de DJ. Entretanto foi alterado e volta em breve ao Parlamento brasileiro para que possa ser novamente discutido e, por sua vez, votado.
 
Para exercer a profissão de DJ no Brasil, os artistas têm de ter frequentado um curso técnico de 800 horas, em instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação. Para realizar o curso, é obrigatório ter pelo menos 16 anos e o ensino médio completo (ou estar ainda a frequentar).
 
Esta nova regra não se aplica aos profissionais que já estejam a trabalhar na área há, pelo menos, cinco anos, nem para os DJ estrangeiros que permaneçam no Brasil até um mês.
 
A duração do trabalho de um DJ profissional também foi tida em conta e não pode superar as seis horas por dia e ir até 30 horas por semana. Essa duração é o período de apresentação ao público, incluindo também ensaios e atividades de promoção do artista. O DJ deverá ainda ter direito a um intervalo para refeição e descanso de 45 minutos, no mínimo. Em relação às horas extras, o pagamento tem uma subida de 100% sobre o valor normal. Se o artista trabalhar em condições perigosas, o projeto de lei prevê ainda que o mesmo deva receber um pagamento adicional.
 
Em Portugal, “Disc Jockey” é reconhecido como um profissional das artes do espetáculo. Isto é, desde 2010 que o Instituto Nacional de Estatística inclui o “Djing” na Classificação Portuguesa de Profissões com o número 26.59.1 e é conferido o direito de usar o C.A.E. 90010 a quem iniciar/exercer a atividade com esse número.
 
Em termos burocráticos, recorde-se que a PassMúsica (entidade legal de proteção dos direitos autor ligados à música) possui uma licença - a Licença de Reprodução para DJs - que abrange todas as pessoas que exerçam a atividade de DJ (profissional ou acessória) cujo objetivo objetivo passa por permitir aos DJs a utilização de gravações musicais em formatos diferentes daqueles em que foram adquiriram originalmente. A licença tem o valor anual de 350 euros.
Publicado em Mix
segunda, 06 outubro 2008 23:07

DMC Portugal campeonato de DJs

No passado dia 13 de Setembro, realizou-se pela primeira vez o DMC Portugal Campeonato de DJ 2008 no Santiago Alquimista. O objectivo deste campeonato foi premiar os melhores DJ’s portugueses para representar Portugal nas finais mundiais nos dias 26 e 27 de Setembro.

Os vencedores desta competição foram:

Categoria Individual
DJ Nel-Assassin
Equipa
Supa
Supremaçy
DJ Ride

Brevemente esta competição poderá ser vista em DVD.
Publicado em Eventos
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.