18-07-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

domingo, 05 outubro 2014 22:09

Splice, o futuro das colaborações musicais

Apresenta-se como Splice e é a nova plataforma modernizada e revolucionária que pretende conectar os artistas para colaborar em novas músicas, por si produzidas.
 
Fundado por grandes artistas da música eletrónica como Tiësto, Steve Angello, Scooter Braun e outros nomes notáveis, o projeto de 4,5 milhões de dólares tem um incrível potencial de unir artistas para trabalhar em conjunto e da melhor maneira possível. 
 
Disponível desde o dia 19 de setembro, o Splice aposta na flexibilidade no termo de compatibilidade com DAWs, independentemente se o artista utiliza Ableton, Logic ou FL Studio. Esta nova plataforma guarda automaticamente o projeto e sincroniza qualquer alteração feita na produção recebendo também comentários nas secções particulares de algum projeto.
 
Além da troca contínua de música e ideias, a versão beta pública introduz o Splice DNA Player, que faz a visualização dos arranjos, plugins, amostras e anotações. Quando Henry Fong e J-Trick receberam a notícia deste novo projeto, não hesitaram e foram os próprios a oferecer-se para produzir um exemplo único e exclusivo do próximo single, "Scream". Para conferir no gráfico em baixo.
 

 
 
Publicado em Mix

 

Uma nova iniciativa intitulada “Música Nova às Sextas” foi lançada ontem, 10 de junho, e alterou o dia de lançamento de álbuns musicais para as sextas-feiras. Antes eram editados às segundas-feiras, tal como em França e no Reino Unido.
 
Todos os novos discos chegam agora ao mercado às 00h01 (hora de cada país) de sexta-feira, em mais de 45 países, com o objetivo de “gerar um maior entusiasmo e sensação de participação no que toca ao lançamento de novos álbuns e singles”, referiu a Associação Fonográfica Portuguesa num comunicado enviado à imprensa.
 
“Com esta medida, implementada por editoras, comerciantes e artistas a nível internacional, os fãs nos vários países deixam de ter de esperar vários dias para terem acesso a faixas e álbuns acabados de lançar”, concluiu a associação.
 
Publicado em Mix
segunda, 20 agosto 2012 23:41

Ballantine's transforma sabores em música

A Ballantine's decidiu avançar em colaboração com um grupo de cientistas e um DJ, com uma experiência inovadora. O objetivo é transformar o sabor do Ballantine's Finest em música. A iniciativa pioneira pretendeu mostrar como alguns dos principais sabores encontrados em cada trago podiam ser transformados em ritmo e batidas para criar diferentes tipos de música.

Os especialistas em tecnologia da The Robin Collective (pioneiros no estudo de sabores) juntaram-se à cientista Carla Valentine para transformar cada sabor de Ballantine's Finest em respostas que o DJ Joe Berditch transformou em ritmo e batidas como parte do seu set.

"Cada um de nós tem cerca de 10.000 papilas gustativas na língua e por isso todos saboreamos de maneiras diferentes. Queríamos ver como um corpo reage a estes sabores e como essas reações podem ser transformadas em batidas para mix’s musicais individuais", explicou a cientista Carla Valentine.

Na experiência cada sabor foi testado em separado e posteriormente foram criadas faixas musicais para cada um deles.

"O paladar de Ballantine's Finest é incrivelmente complexo, suave e com múltiplos sabores que se vão revelando. Baunilha, maçã vermelha suave e chocolate de leite são as notas que imediatamente se destacam, sabores que foram a base para a nossa experiência única", referiu Sandy Hyslop, Master Blender da Ballantine’s.

A experiência concluiu que o sabor da maça criou um ritmo destacado e com uma suspensão entre as notas, por seu lado a baunilha abrandou o batimento porque por norma remete para recordações de infância. Por fim, o chocolate acrescentou uma linha mais intensa para o conjunto que se refletiu no ritmo.
 
Publicado em Marcas
Arranca hoje mais uma temporada das Musicbox Heineken Series, uma parceria com o mítico espaço lisboeta Musicbox e a marca Heineken, com uma seleção de projetos que representam o futuro da produção nacional nas áreas do hip-hop, trap, eletrónica e soul. MGDRV, Mike El Nite, Ghetthoven e Niagara atuam hoje no Musicbox, juntamente com a holandesa Stellar Om Source. 
 
Nos próximos seis meses, a mensalidade trará ao Cais do Sodré Jon Hopkins, Com Truise, The Veils, Panda Bear e East India Youth, bem como os novos projectos portugueses EGBO e Jibóia.
 
Resultado de uma colaboração de mais de dois anos entre a Heineken e o Musicbox, a mensalidade assume-se como um olhar sobre a música moderna, colocando lado a lado nomes consagrados da música de hoje e os novos valores da cena mundial e local. Uma aposta que consolida também o compromisso de ambas as marcas para com o apoio e promoção a projectos que sejam reflexo de novos movimentos criativos. 
 
Confere aqui a programação completa:
  • 28 fevereiro - Mike el Nite + mgdrv + ghetthoven + Stellar Om Source + Niagara
  • 29 março - The Veils + Panda Bear + Gala Drop DJs
  • 12 abril - East India Youth 
  • 17 maio - Com Truise + EGBO
  • 14 junho - Jon Hopkins + Jiboia
 
Publicado em Eventos
No trabalho, em casa e no carro, estas são para consumo obrigatório e, de preferência o volume tem de estar máximo. Play!
Boa semana ao ritmo da melhor música, com o Portal 100% DJ!
(Se algum player não aparecer, faz refresh, clica em F5)
 
 
2
 
3
 
4
 
5
 
6
 
7
 
8
 
9
 
10
 
Publicado em Mix
 
O Instituto de Meteorologia prevê para este fim-de-semana boas condições climatéricas para a prática do desporto mais apetecido de sempre - audição de boa música. Apenas basta clicar no 'Play' e começar a surfar nas melhores ondas sonoras, com o volume no máximo!
(Se algum player não aparecer, faz refresh, clica em F5)
 
1
 
 
2
 
 
3
 
 
4
 
 
5
 
 
6
 
 
7
 
 
8
 
 
Publicado em Mix
quarta, 28 julho 2010 14:11

'Ihaaa!' de Olivs já faz furor

Esta há venda no site Beatport desde o passado dia 25 Julho o novo original de DJ Olivs, intitulado "IHAAA!", com remisturas dos Holandeses já bastante conhecidos Afro Bro's, do  Luso Holandês Silvio Luz e também do português Gil Perez aka Dj Bu5a.
 
Esta música direccionada para as pistas de dança comerciais, já é tocada em muitos dos Clubs portugueses e já anda a fazer furor onde quer se seja tocada.
Publicado em Música
quarta, 10 outubro 2012 11:27

Groove Addiciton lançam novos temas

Os Groove Addiction são sem dúvida um dos nomes incontornáveis da música de dança nacional. Basta ouvir alguns temas atuais para perceber a influência que músicas como "Isto é Porno", "Façam Barulho" e "Gostosa" tiveram sobre os produtores Portugueses.

Depois de uma incursão por sonoridades mais pop, presentes em "Everyday Party", os Groove Addiction voltam às suas origens com dois temas bem ao gosto das pistas lusitanas.
"Mulherengo" que conta com os vocais da estrela em ascensão DJ Arnette e "Delicia" com a conhecida Kelly Pink compõem o EP que será lançado muito em breve pela Cool Beat Records.

Para os mais curiosos, podem ouvir  em exclusivo uma amostra de ambos os temas no soundcloud dos Groove Addiction.
 
 
Publicado em Música
quinta, 05 fevereiro 2015 23:27

Mega Hits estreia nova grelha de programação

 

A rádio portuguesa Mega Hits acaba de estrear a sua nova grelha de programação, sempre com o objetivo de melhorar o seu trabalho e evoluir.
 
As “Mega Manhãs” são agora apresentadas por Daniel Fontoura e Catarina Figueiredo, das 7 às 11 horas. A rádio mais jovem do Grupo Renascença Comunicação Multimédia adicionou também Paulo Pereira no programa “A Tarde”, com Filipa Galrão e Rui Maria Pêgo, das 16 às 20 horas.
 
Para Nelson Cunha, diretor da estação e novo cronista do Portal 100% DJ, “o reajustamento da grelha da Mega Hits está relacionado com os hábitos de escuta e interação do target da estação”, a camada mais jovem.
 
Para o futuro, a rádio portuguesa promete um novo website e outras novidades que irão ser reveladas em breve.
 
Publicado em Marcas
A música é capaz de provocar as mais fortes sensações e uma das mais fascinantes é descrita por algumas pessoas como um "orgasmo da pele". Escreve a BBC que esse "orgasmo" carateriza-se por arrepios ou formigueiros que percorrem o corpo e são provocados por algumas músicas.
 
Psyche Loui, violinista e pianista, além de ser psicóloga e investigadora de neurologia, conta à estação britânica que teve esta sensação quando ouviu o Concerto No. 2 para piano de Rachmaninov. No entanto, existem uma série de outras músicas com as quais isso pode acontecer.
 
Normalmente o nosso corpo apenas reage de forma tão intensa em situações que possam garantir ou ameaçar a nossa sobrevivência - a comida pode fazê-lo, bem como o ato sexual. Ou até um assustador passeio numa montanha russa. Mas o ato de ouvir música não parece encaixar em nenhuma dessas categorias.
 
Tal como aconteceu com Loui, muitas pessoas são capazes de distinguir o que lhes provoca essas sensações. Assim, através desses relatos, a psicóloga e violinista foi capaz de perceber quais são as caraterísticas das músicas que mais facilmente podem desencadear estas sensações. Por exemplo, mudanças na harmonia, saltos dinâmicos na melodia e notas dissonantes que chocam com a melodia principal estão entre os "culpados".
 
No youtube existe uma playlist com músicas que podem criar "orgasmos da pele". Entre outros, encontram-se músicas de Adele, Céline Dion e Oasis.
 
A investigadora acredita que um dos principais responsáveis por esta sensação é a forma como o nosso cérebro lida com as expetativas. Se a música for muito convencional não vai captar a nossa atenção, mas se for um registo muito fora do comum, o cérebro interpretará o som como ruído. Por isso, uma música que nos cause um "orgasmo" deve estar algures entre a familiaridade e o incomum.
 
A antecipação e a resolução das nossas expetativas provoca a liberação de dopamina, um neurotransmissor, que age em duas regiões-chave do cérebro pouco antes e logo após o "orgasmo". Este é o mesmo químico que é libertado no corpo quando uma pessoa está sob o efeito de drogas ou quando tem relações sexuais.
 
Esta investigação pode assim ajudar a explicar o facto de considerarmos algumas músicas "viciantes". Quando mais familiarizados estamos com uma música mais intensas podem ser as sensações de orgasmo, uma vez que ultrapassado a surpresa acabamos por condicionar a emoção que obtivemos com aquela música.
 
"As nossas experiências autobiográficas interagem com os dispositivos musicais para que todos encontremos uma diferente parte da música recompensadora", afirmou a artista à BBC.
 
Publicado em Mix
Pág. 1 de 10
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.