Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Semanal
A Associação de Bares da Zona Histórica (ABZH) do Porto revelou hoje que vai “avançar com um projecto de policiamento gratificado” 24 horas por dia em mais de 20 ruas do centro histórico da cidade.
A proposta, que vai ser apresentada à Câmara do Porto e a PSP, prevê a criação de “uma pequena taxa” paga pelos comerciantes das zonas abrangidas pelo projecto, para sustentar “todos os encargos com o policiamento gratificado”, explicou à Agência Lusa, António Fonseca, presidente da ABZH.

O serviço será feito por polícias, nas “horas vagas dos agentes” e deve “reforçar o policiamento habitualmente prestado pela PSP”.
“O modelo não prejudicará o serviço normal das forças policiais, visto tratar-se de um serviço prestado nas horas vagas dos agentes”, esclareceu também a ABZH, em comunicado.

A ideia surgiu a propósito dos problemas de ruído e vandalismo causados pela nova “movida” nocturna da zona dos Clérigos, mas António Fonseca disse à Lusa que a ideia é alargar o projecto a outras áreas do centro histórico.

“Estamos a falar de vinte e tal ruas. A zona de animação noturna está na génese, mas a ideia é alargar a outras ruas, como Santa Catarina, Sá da Bandeira e Cedofeita”, observou.

António Fonseca garantiu que a ABZH fez “uma auscultação entre os comerciantes”, nomeadamente proprietários de bares e mercearias, e estes “mostraram-se disponíveis para dividir uma taxa simbólica” para terem mais policiamento.

“Temos de ser realistas. Estamos conscientes de que não podemos ter um polícia em cada esquina. Mas, com um projecto destes, poderia pensar-se numa cobertura integral de policiamento no centro do Porto. Julgo que será um grande contributo no policiamento de proximidade”, afirmou o responsável.

Falta agora saber “qual o suporte legal para a criação desta taxa” e “quanto poderá custar” o serviço.
“Vamos reunir com a PSP para saber quantos efectivos são precisos para ter este policiamento 24 horas por dia nas ruas identificadas para o projecto”, esclareceu António Fonseca, adiantando que, durante quatro horas, um polícia gratificado custa “mais ou menos 40 euros”.
 
Fonte: Sapo e Lusa.
 
Publicado em Nightlife
quinta, 10 janeiro 2019 23:08

Hard Club recebe Laurent Garnier

O festival NEOPOP começa a sua temporada com uma festa única no próximo dia 18 de janeiro. O Hard Club, no Porto, vai receber Laurent Garnier como cabeça de cartaz do evento.
 
Rui Vargas, Gusta-vo, Seginho, Marco Briosa, João Azevedo, Pierre, Sam & Zé Nuno, Ziko e Eduardo compõem o resto do line-up da festa que terá início às 00h00.
 
Os bilhetes já se encontram em pré-venda a 20 euros e podem ser adquiridos através da MadeOfYouTickets e da Ticketline.
 
Publicado em Eventos
O conceito Turbo, que nasceu a partir do preconceito para com a cultura reggaeton, está de volta à cidade do Porto no próximo dia 25 de janeiro, no Pérola Negra.
 
A DJ e produtora Flaca (Chica Gang) é a cabeça de cartaz desta noite, cujo line up é composto também por Make’Em, HHY, Holy Mink e El Nando. As entradas têm um preço de 5 euros.
 
Ainda no dia 25 de janeiro, Diogo Tudela apresenta a performance “Reggaeton or an Haptic Lecture on Pressure to the North” no CERM (espaço SOOPA) pelas 18 horas, que se trata de uma produção e mistura ao vivo de vários instrumentos de reggaeton híper-digitais, através da captação de rúido proveniente de um motor de carro automatizado. A entrada é gratuita.
 
No dia anterior, a 24 de janeiro, irá decorrer uma masterclass no auditório da FBAUP, no Porto, com Diogo Tudela, Marta Epiridião, Andreia Santana e Marta Echaves. Diogo Tudela é co-fundador da editora Terror, que apesar de ter sido criada há poucos meses já conta com o lançamento de várias produções de reggaeton, funk carioca, dancehall e gqom.
 
Publicado em Eventos
Após a excelente atuação na primeira edição europeia do The BPM Festival, no passado mês de setembro no Algarve, a dupla espanhola Chus & Ceballos está de volta ao nosso país no próximo fim de semana.
 
A primeira performance está marcada para dia 1 de dezembro, sexta-feira pela manhã no segundo aniversário do Private Breakfast, no Atneu Comercial do Porto. No dia seguinte, Chus & Ceballos partem para Lisboa para subirem à cabine do icónico Kremlin, numa noite com o selo oficial da Stereo Productions.
 
Com a qualidade iberican sound, a dupla de música eletrónica é uma das mais amadas pelo público português. Recentemente, Chus & Ceballos lançaram o EP “Flow”, com três temas característicos dos artistas de tech house e techno.
 
No próximo mês de dezembro, a dupla de produtores irá lançar a compilação “Best Of 2017”, com 60 das melhores músicas editadas pela Stereo durante este ano.
 
Publicado em Eventos
Os deputados da Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habilitação, destacaram no início da semana a importância do setor de animação noturna para o país numa reunião teve em vista a petição da Associação de Bares da Zona História do Porto.

A petição foi lançada com o intuito de ser criado um apoio para salvar empresas e trabalhadores de bares e discotecas e, na apresentação, António Fonseca, presidente daquela associação, salientou que, devido à covid-19, "os reais bares e discotecas estão encerrados há quase um ano".

"Chegou o momento de nos ajudarem", apelou, defendendo um "apoio a fundo perdido para os encargos permanentes" dos sócios destes espaços de diversão noturna.

Na sessão a deputada Maria Manuel Rola, do BE, salientou que o "partido tem estado a acompanhar de perto a situação do setor" e questionou os peticionários sobre os apoios que têm sido dados aos trabalhadores com "falsos recibos verdes" do setor, bem como da moratória proposta.

O deputado do PS, André Pinotes Batista, destacou a "especial importância" do setor para o país, defendendo a necessidade dos empresários e entidades representativas manterem "o diálogo" com o Governo.

Já o deputado do CDS, João Gonçalves Pereira, defendeu que o partido "desde cedo alertou para o setor da diversão noturna", considerando que o Estado deveria "ressarcir os empresários".

"Não podia estar mais solitário e infelizmente os apoios chegaram, tarde (...) é importante que a retoma se faça tendo em conta este setor". disse.

Quanto aos funcionários dos "falsos recibos verdes", o presidente da Associação garantiu que os empresários que não cumprem os seus encargos nem obrigações de empregabilidade "não têm o apoio" daquela entidade.

Também na sessão, Mário Carvalho, empresário da noite do Porto, defendeu o alargamento das moratórias de arrendamento "por 60 meses", considerando que o pagamento das mesas vai coincidir com o momento da retoma, onde os empresários "não vão ter condições" para assegurar esses pagamentos.

"Não entendemos porque é que temos de pagar as rendas de 2020 e porque é que só somos apoiados de janeiro a junho de 2021" salientou o empresário, acrescentando que o período "é muito curto".
Publicado em Nightlife
É já no próximo dia 27 de setembro que o conhecido conceito Boiler Room regressa a Portugal, desta vez na cidade do Porto com o tema “Into the Dark”, em parceria com a Eristoff. No cartaz constam nomes como Carl Craig, Surgeon e Violet.
 
“Podemos esperar alguns mestres do techno desde Detroit e Europa unidos por uma estrela do techno portuguesa que desafia quaisquer rótulos ou convenções. Esta será a sua estreia no Boiler Room. Vai ser uma experiência de clubbing única de que toda a gente vai falar nas semanas seguintes”, referiu Tom Wilshire, produtor musical do conceito.
 
O Boiler Room existe desde 2010 e foi criado com o objetivo de promover o mundo real e as culturas e subculturas de música underground.
 
Publicado em Eventos
quinta, 22 setembro 2011 23:14

4 anos depois, Louie Vega regressa ao Porto

É um dos mestres no trabalho de produção musical.
Nasceu numa família de músicos, como o pai dele, Luis Vager, era um saxofonista de jazz, e o tio dele era cantor Hector Lavoe, assim estava sem surpresa que ele começou a carreira de DJ com apenas 13 anos de idade.

A sua primeira residência foi no Devil’s Nest, no Bronx, depois disso, Vega, mudou-se para Roseland, Studio 54 e Palladium em Manhattan.
Impossível classificar e insubstituível o contributo para a industria da música de dança ao longo de mais de 20 anos, ele é a música por excelência profissional.

Premiado com o Grammy DJ, produtor, compositor, dono de uma editora e líder de uma banda; do latim para o Salsa, afro-beat ao jazz, hip-hop e todos os clássicos formas de house/dance music.
 
Ele chama-se Little Louie Vega e 4 anos depois regressa ao Porto no dia 4 de Outubro para uma festa imperdível.
Publicado em Artistas
O Fã Pack da Fnac que te dá acesso ao NOS Primavera Sound já está à venda e promete ser uma das prendas de natal mais desejadas. O produto encontra-se disponível em duas versões.
 
Podes adquirir o Fã Pack na sua versão Passe Geral, que inclui o bilhete para os três dias, um vale de desconto Fnac, um saco e um livro da sétima edição do festival. A versão Voucher Diário conta com um bilhete para um dia à escolha. O primeiro tem um preço de 105 euros enquanto que o segundo custa 55 euros e ambos estão limitados ao stock existente.
 
O NOS Primavera Sound vai regressão ao Parque da Cidade, no Porto, entre os dias 7 e 9 de junho do próximo ano, ainda sem cartaz divulgado.
 
 
Publicado em Festivais
quinta, 05 novembro 2015 15:44

Rádio Nova Era anima baixa do Porto

A baixa da cidade do Porto vai receber no próximo dia 7 de novembro (sábado) uma festa da rádio Nova Era, que pretende deixar a Invicta ‘em altas’. É no espaço Villa Porto que o público do norte vai receber The Fucking Bastards, Miguel Psi e Clandestinos, numa noite que promete ser memorável.
 
Muitas surpresas estão prometidas pela rádio Nova Era, que vai sortear entre o público uma viagem a Gandia e 20 jantares para duas pessoas no Assador Típico, no valor de 17,50 euros por pessoa.
 
As entradas podem ser adquiridas à porta do espaço, a um preço de 6 euros, se o nome estiver presente na guestlist, até às 03h30. Os bilhetes normais têm um preço de 4 euros para raparigas (com oferta de uma bebida) e de 6 euros para rapazes.
Publicado em Eventos
quarta, 17 novembro 2010 18:15

Optimus Hype volta à carga

O Optimus Hype prepara-se para regressar em grande ao Porto já no dia 4 de Dezembro, sábado, às 23h00.
Desta vez é o magnífico espaço do Palácio da Bolsa, na cidade Invicta, que irá acolher mais uma festa de música electrónica com um cartaz de luxo e uma produção de alto nível.

Em rigoroso exclusivo para Portugal, a Optimus apresenta um espectáculo integrado na tournée de Natal dos Soulwax, a banda formada pelos irmãos que dão também corpo à dupla 2 Many Dj’s, e que protagonizaram em Lisboa, a maior enchente dos Optimus Hype até ao momento.
Está assim garantida uma noite memorável, complementada com as actuações de outros nomes de referência - Goose (numa inesperada sessão live), Mixhell, Paul Chambers, João Dinis, Let There Be Rock, Uma Napper e The Boys Who?. Com o VJing a cargo dos Dub Video Connection, estão reunidos os argumentos mais que suficientes para marcar o dia 4 de Dezembro na agenda.

Depois do sucesso das quatro primeiras edições, o regresso do projecto ao Porto vem novamente colocar a cidade (e o país) na rota dos maiores acontecimentos de música electrónica do mundo.
Os bilhetes para a 5ª edição do Optimus Hype, no Porto, estão já disponíveis na Ticketline, Lojas Fnac, Worten, C.C Dolce Vita, El Corte Inglês e Abreu com um preço de 15€ (pré-venda) e 20€ (à porta).
 
Publicado em Eventos
Pág. 1 de 14