14-12-2018

  Diretor : Ivo Moreira  |  Periodicidade : Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O primeiro gin biológico da Península Ibérica e o sexto do mundo está a ser produzido por uma empresa de Évora, que aposta na produção biológica e artesanal para se diferenciar e conquistar o mercado.
 
Na fábrica da empresa 3Bicos, na periferia de Évora, produz-se gin e vários licores, como o de poejo e o de romã, recorrendo a técnicas artesanais, mas o "segredo" está na utilização de apenas produtos biológicos.
 
"Todos os ingredientes são biológicos", diz à agência Lusa João Monteiro, relações públicas da empresa, referindo que tanto as ervas aromáticas como os cereais maltados para a produção da aguardente "são certificados biologicamente". Além disso, acrescenta que todo o processo de produção do gin "é feito de forma artesanal", com recurso a barricas para a fermentação dos cereais maltados e a alambiques de cobre para a destilação do gin. "A única máquina é a de enchimento das garrafas", porque o resto "é feito artesanalmente, até o próprio arrolhamento da garrafa é feito à mão", conta.
 
Perante as "particularidades" da bebida, não tem dúvidas em afirmar que o facto de ser biológico, que "é saudável e está na moda", vai "diferenciar este gin de tantos milhares de gin's espalhados por esse mundo fora". 
 
"São ervas aromáticas, tudo produtos biológicos. A base do gin é o zimbro", mas a receita inclui "o poejo e a hortelã da ribeira, entre outras", desvenda Cláudia Cascalho, técnica da empresa.
O gin "Templus", cujo nome lhe foi atribuído em "homenagem ao Templo Romano" de Évora, já pode ser consumido em bares e hotéis da cidade e está à venda em lojas "gourmet" em vários pontos do país.
 
No entanto, o objetivo da empresa, segundo o responsável, é fazer chegar o gin alentejano "a toda a parte do mundo", mas "sempre em pequenas quantidades" para não massificar o produto e manter a qualidade.
 
A 3Bicos está ainda a desenvolver testes e ensaios para a produção de uma vodka, para uma outra empresa, e prevê começar a produzir, a curto prazo, o primeiro whisky português.
 
Fonte: Dinheiro Vivo.
 

Publicado em Marcas
domingo, 29 maio 2011 23:48

420 conduziam com excesso de álcool

A GNR deteve em dois dias 155 condutores, a maioria por condução com taxa de alcoolemia ilegal, numa operação de fiscalização rodoviária a nível nacional, segundo uma nota do comando geral daquela unidade.

De um total de 5829 condutores fiscalizados, mais de 1500 foram detectados em excesso de velocidade e 420 a conduzir com excesso de álcool.
Destes, 124 apresentavam uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 gramas de álcool por litro de sangue, nível a partir do qual é considerado crime. Entre os detidos estavam também 18 condutores sem carta de condução. Ao todo, a GNR aplicou 2968 autuações.

Esta operação especial de fiscalização dividiu-se em duas fases, uma primeira entre as 16:00 e as 24:00 de sexta-feira e outra entre as 23:00 de sábado e as 07:00 de domingo.

Segundo o comunicado da GNR, a operação resultou de “um estudo aos níveis de sinistralidade rodoviária” e foi orientada para as “vias mais críticas nas zonas de responsabilidade da GNR”.

A GNR afirma ainda que está a preparar as operações para patrulhar as estradas portuguesas no período de férias, estando com especial preocupação em relação aos motociclos.
A nota lembra que entre julho e setembro do ano passado, ocorreram na área de responsabilidade da GNR 1567 acidentes com vítimas envolvendo veículos de duas rodas, causando 60 mortos.
 
Fonte: Lusa/Sapo.
Publicado em Nightlife
A esmagadora maioria dos jovens condutores sujeitos a testes de álcool na passada noite em Lisboa apresentaram taxa zero de alcoolemia, anunciou hoje a Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE).

«Dos 160 condutores, com idades entre os 18 e os 30 anos, fiscalizados, 144 apresentaram uma taxa de zero gramas de álcool por litro de sangue», disse o presidente da ANEBE, Mário Moniz Barreto.

A acção de fiscalização resultou de uma iniciativa conjunta da GNR e da ANEBE, promotora da iniciativa 100%Cool, que desenvolve acções para promover o consumo moderado de álcool.
Dos condutores fiscalizados, um apresentava uma taxa de álcool no sangue acima dos 0,5 gramas por litro de sangue, o valor a partir do qual é considerado infracção.
A seis dos condutores fiscalizados foi detectada uma taxa de alcoolemia entre as zero e as 0,5 gramas.

O presidente da ANEBE faz um balanço «extremamente positivo» desta acção e realça que «90 por cento dos jovens fiscalizados tinham conhecimento da campanha e começam a alterar os seus comportamentos».
A ANEBE aproveitou ainda esta acção para promover a rede social de boleias Drive Me que conta já, segundo Mário Moniz Barreto, com 900 inscritos.

Esta rede social permite a partilha de percursos entre zonas de diversão nocturna e as casas de quem nela se inscreve.

Promovida pela ANEBE desde 2002, a iniciativa 100% Cool tem como objectivo sensibilizar os jovens para um consumo moderado de álcool.

Fonte: Lusa / SOL.
Publicado em Mix
quinta, 23 janeiro 2014 22:21

Absolut Vodka muda logótipo

A marca da Pernod Ricard - Absolut Vodka decidiu atualizar a sua imagem e para isso deixou cair a palavra "vodka" e a frase "Country of Sweden", tornando-se simplesmente "Absolut". O objetivo passa por fortalecer o estatuto icónico da marca e apresentá-la como uma marca contemporânea e com visão de futuro.
 
Este novo logótipo apresenta também um novo grafismo e a seguir à palavra Absolut surge um ponto final. A nova imagem substitui assim o tradicional logo de três linhas, exceptuando as garrafas que mantêm a imagem, uma vez que esta é utilizada para descrever o produto.
 
Esta mudança coincide com o lançamento global de campanha de marketing Absolut, "Transform Today".
 
Publicado em Marcas
quarta, 08 janeiro 2014 21:06

Álcool no sangue? Alcohoot responde

Chama-se Alcohoot e promete revolucionar a tecnologia. É um alcoolímetro que pode ser ligado a um iPhone ou a um smartphone com sistema Android e permite saber qual a taxa de alcoolemia que se tem no sangue e, dependendo do resultado, facilita ainda a tarefa de se chamar um táxi.
 
Para tal, o Alcohoot utiliza sensores que estão emparelhados com uma bomba interna inteligente e um sensor de pressão, o que oferece uma taxa de precisão muito próxima da dos aparelhos usados pelas autoridades, de acordo com o site da empresa - através do qual pode adquirir a app.
 
Pesa apenas 50 gramas e apresenta-se em três cores diferentes. Liga-se ao telemóvel através da entrada para os auscultadores e custa 119 dólares, cerca de 87 euros.
 
 
Publicado em Tech
domingo, 24 maio 2015 16:15

Tequila emagrece e combate a diabetes

 

Tequila, sal e limão: são os ingredientes necessários para beber um shot desta bebida mexicana, que é benéfica para a saúde. Um novo estudo realizado pelo investigador Mercedes G. López confirmou recentemente que a tequila contém açúcares que diminuem os níveis de glucose no sangue, em pessoas com diabetes tipo 2 e pode ainda contribuir para a perda de peso em pessoas obesas.
 
O açúcar natural que é encontrado na planta agave-azul, de onde é feita a tequila, age como uma fibra dietética que ajuda as pessoas obesas a sentirem a barriga cheia. O investigador deste estudo descobriu também que este ingrediente aumenta a quantidade de insulina.
 
Para confirmar a veracidade destes resultados, os cientistas usaram o açúcar natural da agave-azul na água de ratos, que se sentiram menos atraídos à comida e os níveis de glucose reduziram.
 
Publicado em Mix
sexta, 29 agosto 2014 00:27

Cachaça 51 tem nova imagem

A Cachaça 51, famosa bebida do Brasil presente em diversos mercados a nível global incluindo Portugal, é agora apresentada com uma nova imagem em destaque ao nível das garrafas. Com formas "mais refinadas, curvas mais suaves e um design global, mais sofisticado e moderno", segundo a marca, as novas garrafas trazem um novo rótulo e um novo logótipo.
 
"Pretende-se que a comunicação celebre a diversidade, e a nova imagem da marca oferece uma visão sem limites, e um claim que apela à vontade de ficar sedento pelo inesperado… 'Stay Thirsty for new new things', ou seja, para todos os que acreditam em valores e diferenças, são curiosos e inovadores", explicou em comunicado Pedro Rocha, Marketing Manager da Viborel SA, empresa que distribui a Cachaça 51 em Portugal.
 
Além da nova imagem da bebida, desenvolvida pela agência inglesa Claessens, há também um novo site, "mais moderno e interativo", que a marca acredita vir a chamar a atenção dos mercados internacionais.
 
A Companhia Muller de Bebidas, produtora da Cachaça 51 no Brasil, também comunicou a nova imagem da marca nas redes sociais.
 
Fonte: Imagens de Marca.
 
Publicado em Marcas
quarta, 18 maio 2011 20:56

Sagres tem site feito de chocolate

A cerveja Sagres Preta Chocolate, desenvolvida pela Sociedade Central de Cervejas e Bebidas, lançou no início do mês o seu website, feito integralmente em chocolate. O objectivo desta iniciativa passa por reforçar a notoriedade da nova cerveja, lançada no mercado no mês passado  que está a ter um grande sucesso.

Para a concretização do site, feito inteiramente em chocolate, os mestres chocolateiros utilizaram 60 Kg de chocolate e foram necessárias 80 horas para elaborar todas as peças que compõem o site.
Cada uma das peças foi produzida individualmente em chocolate, depois fotografada, montada pelos programadores e por último animada em flash. A Grand Union, foi a agência responsável pelo conceito e implementação do website.
Todo o processo de produção da página da cerveja Sagres Preta Chocolate pode ser visto no vídeo do Baking Of na própria página.

Desde a passada sexta-feira, 29 de Fevereiro, e até ao final do mês de Maio está decorrer um passatempo na página oficial da Sagres, no Facebook e na página de Sagres Preta Chocolate, no qual os participantes vão poder ganhar não só uma parte do site em chocolate, mas também um six pack para experimentar este produto de edição limitada.
 
Clica aqui para visualizar o site.
Publicado em Marcas
Os jovens bebem demasiadas bebidas alcoólicas e uma percentagem significativa já é dependente do álcool, revela um estudo médico realizado em Coimbra durante a Queima das Fitas e hoje divulgado.
A investigação coordenada pela médica Rosa Costa, e realizada em 2008 no âmbito daquela festa académica, conclui que os jovens não apenas consomem excessivamente durante o evento, como têm hábitos alcoólicos preocupantes ao longo do ano.

«Os resultados obtidos permitem tirar a ilação de que o consumo de bebidas alcoólicas excessivo é habitual em 50 por cento da amostra, pois 44,5 por cento foram classificados como tendo um consumo nocivo/abuso e 5,6 por cento foram considerados dependentes», revela a clínica no estudo, divulgado na véspera do maior acontecimento da Queima das Fitas 2009, o Cortejo dos Quartanistas.

A investigadora acrescenta que «o consumo nocivo/abuso e a dependência foram mais frequentes no sexo masculino e entre os 18 e os 29 anos. Nas idades mais jovens (15-17 anos) foram encontrados sete casos de consumo nocivo/abuso e dois casos de dependência alcoólica».

Na amostra, em que participaram 395 pessoas (68,4 por cento do sexo masculino), com idade média de 22,8 anos (o mais jovem tinha 15 anos e o mais velho 47 anos), pretendia-se determinar os níveis de alcoolemia e avaliar os hábitos alcoólicos e tabágicos.

Quanto aos hábitos tabágicos, na amostra, 43 por cento eram fumadores e, na altura, a grande maioria, um pouco mais de 85 por cento, afirmara concordar com a lei que proíbe o fumo em locais públicos, que havia entrado em vigor três meses antes (Janeiro de 2008). A maioria (76 por cento) apresentava dependência baixa da nicotina e quase 40 por cento dos fumadores tinham uma motivação moderada/elevada para parar de fumar, acrescenta.

«Face aos resultados obtidos, penso que seria importante, no futuro, como forma de intervenção, intensificar as campanhas de hábitos de vida saudável, e estendê-las por todo ano e não apenas nesta altura da semana académica da Queima das Fitas», refere a médica do Centro de Saúde da Fernão de Magalhães, em Coimbra.

Segundo Rosa Costa, «a intervenção para este grupo deveria ser mais intensiva e prolongada», durante todo o ano, quer quanto ao consumo excessivo de álcool, quer quanto ao consumo de tabaco.

Na sua perspectiva, os próprios serviços médico-universitários poderiam disponibilizar consultas direccionadas à prevenção do consumo excessivo de bebidas alcoólicas, e para desabituação tabágica.

O estudo de Rosa Costa contou com o apoio logístico da associação Saúde em Português e da Comissão Central da Queima das Fitas 2008.

Fonte: Diário Digital / Lusa.
Publicado em Mix

 

Os amantes do gin tónico acabam agora de ganhar mais um produto: o gelado de gin tónico. Este gelado foi produzido em parceria com a Santini e a Gin Lovers e foi apresentado ao público na passada quarta-feira, no estabelecimento da Santini do Chiado, em Lisboa.
 
São usadas 16 marcas de gin premium para a produção dos gelados, como G’vine, Gin Maré, Seagram’s, Blackwood’s 60, Tanqueray 10, Rangpur, Bulldog, Opihr, N3 London Dry Gin, Brockman’s, Monkey 47, Martin Miller’s, Hendrick’s, Wild Snow, Sylvius e Beefeater 24. Para o gelado ganhar o sabor de um verdadeiro gin tónico, são adicionados ingredientes botânicos, especiarias, fruta e a água tónica da Schweppes.
O gelado de gin tónico só pode ser consumido por maiores de 18 anos e deve ser feito com moderação.
 
Esta parceria vai ter a duração de 16 semanas e a cada uma delas vai ser possível provar um novo sabor de gin, que é divulgado nas páginas oficiais de Facebook da Santini e da Gin Lovers. Podes adquirir o gelado nas lojas Santini de Cascais, Carcavelos, Chiado e Mercado da Ribeira e também as caixas pré-embaladas limitadas que têm um valor de 16,50 euros e validade de 72 horas.
 
Publicado em Marcas
Pág. 1 de 9

Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Acesso Rápido

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.