09-07-2020
  Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Diária
quarta, 27 junho 2012 18:33

Optimus Alive: RTP é televisão oficial

A RTP é este ano a televisão oficial do "maior evento de música e arte". Nesta sua 6ª edição, o festival Optimus Alive vai contar com um total de 88 horas e meia de música às quais a estação televisiva será responsável por apresentar várias coberturas em direto, além de acompanhar online o decorrer de todo o festival.

Para este ano, o evento tem data marcada para 13,14 e 15 de julho, mais uma vez no Passeio Marítimo de Algés. Até ao momento estão 60 artistas confirmados, destaque para os Radiohead, The Cure e Stone Roses.

O Optimus Alive surgiu há seis anos com uma definição bem diferente do que era até à data característico de um evento musical, aliando a música à responsabilidade ambiental, à ciência e à arte.

Este é ainda o único festival em Portugal que figura na lista dos Melhores Festivais Europeus, elaborada pelo New Musical Express.
Publicado em Marcas
Começa hoje, na Zambujeira do Mar, a 22.ª edição do MEO Sudoeste. Embora ainda sem o palco principal em funcionamento, o festival de verão abre as portas do campismo neste sábado 4 de agosto, a todos os festivaleiros que pretendem aproveitar ao máximo uma semana de férias no Litoral Alentejano.

Os palcos Super Bock e Vila Santa Casa irão preencher a Herdade da Casa Branca de música e animação, até à chegada de nomes como Shawn Mendes, Hardwell, Don Diablo, J Balvin e Jason Derulo marcados para o próximo fim-de-semana.

Mais uma vez a música nacional estará representada com concertos de Blaya, Piruka, Mundo Segundo & Sam the Kid, Diogo Piçarra, entre muitos outros, que vão atuar nos vários palcos do MEO Sudoeste. No que à música eletrónica diz respeito, o cartaz conta com nomes como Ben Ambergen, Francisco Cunha, Putzgrilla e ainda uma curadoria de Carlos Manaça que levará ao evento os DJs D-Formation, Fauvrelle, Frank Maurel, Miss Sheila, XL Garcia e MC Johnny Def.

Os bilhetes estão à venda com valores entre os 55 euros, 120 e 210 euros.
 
Publicado em Festivais
segunda, 16 abril 2012 22:40

Festival Kazantip gera polémica

O Kazantip, um festival de música eletrónica que nasceu na Crimeia, Ucrânia, é conhecido na internet como o "festival orgia" e a sua versão portuguesa está marcada para julho e agosto, nas margens do Alqueva, concelho de Moura. Mas promete polémica.
Segundo avança o Jornal de Notícias, o Ministério Público recebeu recentemente uma queixa sobre um vídeo colocado numa página na Internet.
 
Nas imagens, supostamente filmadas num dos festivais Kazantip, surge uma criança de seis anos envolvida num concurso de sexo oral cujo prémio é uma t-shirt com cerca de 200 pessoas a assistir. A Procuradoria Geral da República decidiu investigar.

O vídeo, com cerca de 20 minutos, foi conhecido em Portugal através de um site dedicado as questões homossexuais: o dezanove.pt, que se queixava de que a organização iria proibir a entrada a homens e mulheres homossexuais. Foi nesse site que uma cidadã portuguesa viu a cena de sexo com a criança e apresentou queixa na Procuradoria-Geral da República (PGR). Numa detalhada descrição do vídeo, a queixa questiona os moldes em que o festival irá decorrer em Portugal e sobretudo o concurso. No entanto, a ligação entre o vídeo em causa e o evento em Portugal não está claramente estabelecida e caberá à PGR, que recebeu a queixa em janeiro, investigar.

Estes excessos são condenados no site oficial do evento português, que ameaça eventuais comportamentos desviantes com a expulsão. No sítio da Internet disponível em português, os organizadores não promovem nada de ilegal e prometem amor livre, diversão, música, liberdade e desporto, excluindo o "sexo rápido ou primitivo". Mas promove casamentos livres, em cerimónias improvisadas um dia por cada uma das cinco semanas da rave.

A ideia do festival - cuja propriedade é reclamada, em simultâneo, pelos organizadores do evento em Portugal e pelos ucranianos - é viver numa república imaginária isolada do resto do mundo, ao som da música tecno.

Segundo o site dezanove.pt, o evento Kazantip Party Land tem origem na Ucrânia, mas segundo os responsáveis pelo evento original, os promotores do festival em Portugal, não têm autorização para o uso do mesmo nome.
 
Fontes: Jornal de Notícias; Dezanove.pt.
Publicado em Festivais
A dupla belga, que supostamente iria actuar, no passado sábado, no Rock in Rio, irá passar pelo festival Sudoeste TMN a 4 de Agosto – dia dedicado à recepção ao campista.

Recorde-se que a edição 2010 do Sudoeste TMN decorre de 4 a 8 de Agosto, na Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar.

Os bilhetes para o festival custam entre €40 (ingresso diário) e €80 (passe para os cinco dias, com acesso ao campismo).
Espera-se agora que Stephen Dewaele não perca o avião como aconteceu no passado Sábado.

Confere as confirmações que já ocupam espaço no grande cartaz deste festival:
4 de Agosto
2 Many DJs

5 de Agosto
Palco TMN
M.I.A.
Flaming Lips
Maria Gadú
 


Palco Planeta Sudoeste/Jogos Santa Casa
Rye Rye
The Very Best

Palco Sapo Positive Vibes
The Black Seeds
Israel Vibration
Tarrus Riley
Lire Le Temps

Groovebox
Kruder e Dorfmeister (live act)

6 de Agosto
Palco TMN
James Morrison
Colbie Caillat
Jamiroquai
Bomba Estereo

Palco Planeta Sudoeste/Jogos Santa Casa
Lykke Li
Lady6

Palco Sapo Positive Vibes
Jah Cure
Human Chalice
Zion Train
Supersonic

7 de Agosto
Palco TMN
Sugababes
Mika
Bajofondo

Palco Planeta Sudoeste/Jogos Santa Casa
Friendly Fires

Palco Sapo Positive Vibes
Marrokan
Midnite
Black Seeds

8 de Agosto
Palco TMN
David Guetta
Massive Attack
Mondo Cane
Mike Patton’s Mondo Cane

Palco Planeta Sudoeste/Jogos Santa Casa
Beirut
Martina Topley-Bird

Palco Sapo Positive Vives
The Wailers
Bird
Steel Pulse
Pow Pow Movement

 

Publicado em Festivais
O Ultra Music Festival (UMF) regressa à baixa de Miami pela 18ª vez consecutiva nos próximos dias 18, 19 e 20 de março. É um dos festivais de música eletrónica mais famosos, reconhecidos e desejados a nível internacional, com um cartaz de luxo e repleto de novidades a cada ano que passa.
 
Este ano o cartaz é composto por nomes como Blasterjaxx, Don Diablo, Alok, Dyro, Julian Jordan, Afrojack, Carl Cox, Dash Berlin, deadmau5, Kygo e o português Diego Miranda que se estreia no UMF no Stage7.
 
Para quem não tem oportunidade de se deslocar, existem as habituais transmissões em direto através da internet, que deixam os fãs do evento literalmente colados ao ecrã durante várias horas. O livestream da edição deste ano já foi anunciado, através de um video que tem como protagonista Hardwell e o seu cão Jager van de Corput. A transmissão em direto vai ter início a 18 de março e prolonga-se durante os dois dias seguintes.
 
 
A exemplo do ano passado, o Portal 100% DJ esteve à conversa com vários amantes da música eletrónica que já embarcaram no avião com destino a Miami, para viver e experienciar toda a magia do UMF e da Miami Music Week.
 
João Santos é natural de Sintra, tem 22 anos e vai pela primeira vez ao festival. Com expectativas “muito elevadas”, pretende ver bem de perto artistas como The Prodigy, Yellow Claw, Andrew Rayel, e deadmau5. “Para mim existem dois festivais de música eletrónica no mundo: Tomorrowland (Bélgica) e UMF (Miami). O resto é cópia. Uma vez que já fui ao Tomorrowland, falta-me o UMF para cumprir o meu sonho. Não podia estar mais feliz!”, confessa o jovem ao Portal 100% DJ. As suas preferências recaem sobre Pete Tha Zouk e Massivedrum, quando questionado sobre os artistas nacionais que gostaria de ver no "UMF". Na mala de viagem leva a bandeira de Portugal, t-shirt da "Tomorrowland Crew Portugal", protetor solar e calçado confortável. Na opinião do português, no nosso país falta um festival “grandioso”, uma vez que estão reunidas todas as condições tais como “espaço, sol e cerveja”. “Bastava um espaço cuidado e um cartaz competitivo! As pessoas vinham de todo o lado. Vejam o exemplo do Tomorrowland”, diz. Uma vez que ir ao "UMF" não é um investimento barato, o jovem admite que “não foi nada fácil arranjar todo o dinheiro necessário” e teve de “fazer uma espécie de contrato” consigo mesmo: todos os meses, levantava uma quantia certa de dinheiro. O bilhete e os voos foram planeados com alguma antecedência “para garantir os melhores preços”.
 
 
Uma das representantes do sexo feminino português é Susana Coelho, de 35 anos, que partiu diretamente de Boliqueime para Miami pela primeira vez. Apesar de já ter estado presente em alguns festivais, “as expectativas são as mais altas possíveis” e nem as consegue exprimir por palavras. Em Portugal, Susana afirma que existem “excelentes profissionais e pessoas super talentosas” que poderiam subir a um dos palcos do "UMF", como vai acontecer com Diego Miranda. Sapatos e roupa confortável “para dançar e pular todos os segundos do festival”, máquina fotográfica “para poder reviver em Portugal os grandes momentos” e a bandeira nacional são alguns dos objetos que leva na bagagem. Para viajar até Miami, a algarvia realizou algumas poupanças mas afirma que “com algum esforço todos os meses, 'grão a grão' consegue-se. Quando colocamos metas e objetivos, tudo se consegue!”. Um dos conselhos que deixa a quem pretende ir ao "UMF" no futuro é comprar as viagens e bilhetes bastante tempo antes, uma vez que o preço é mais acessível e “não custa tanto, porque os pagamentos são faseados ao longo do ano”.
Hardwell, Armin van Buuren e Steve Angello são os artistas que deseja ver com mais atenção em Miami. “Já que temos tanto turismo, praia e clima fantásticos, porque não sermos conhecidos também por festivais brutais e controlados”, que ao mesmo tempo atraem “mais pessoas a virem conhecer o nosso país?”, questiona Susana deixando a sugestão para a realização de um grande festival em Portugal.
 
 
Tiago Rodrigues tem 27 anos e vive em Issy-les-Moulineaux, em França, de onde partiu em direção ao Ultra Music Festival pela primeira vez. O português não vive de ilusões e vai para Miami com o objetivo de “ver para crer”, toda a grandiosidade do festival de música eletrónica. Apesar de não estar presente atualmente em Portugal, Tiago não foge às suas origens e destaca Pete Tha Zouk como o artista nacional que gostaria de ver num palco do Ultra Music Festival. Na sua mala de viagem, além de todos os objetos essenciais, o português garante que não se vai esquecer da sua garrafa de whisky. Relativamente a Portugal, Tiago afirma que “a nível de festivais, não estamos mal servidos” e que não tem “razão de queixa” quando questionado a respeito do investimento feito para viajar até ao Ultra. Nos seus planos, a atuação de Martin Garrix será imperdível.
 
 
Residente em Leiria, Zé Manel leva as suas expectativas para Miami “muito altas, visto que o line-up está muito bom”. Em Portugal, considera que existem ótimos DJs como o Kura, afirmando que seria “muito bom” vê-lo atuar neste Festival. A câmara GoPro, carteira, bilhete do festival, bandeira de Portugal e da marca Armin van Buuren Intense são alguns dos objetos que irão consigo para Miami. “Infelizmente Portugal precisa de um festival a sério”, afirma Zé Manel ao Portal 100% DJ, poucos dias antes de embarcar no avião com destino aos Estados Unidos da América. Para esta viagem, o português admite que é fácil: “Basta querer. Lutei para ir, pois é complicado devido aos salários baixos que se recebe em Portugal”. Entre os artistas que pretende assistir estão deadmau5, Armin van Buuren e Tiesto.
 
 
Daniel Reis tem 28 anos e vive na Cordinhã (Coimbra). Esta vai ser a sua estreia no Ultra, juntamente com o seu irmão. As suas expectativas são “muito grandes” e consigo leva a bandeira de Portugal, uma “peça fundamental”, tal como o bilhete pois “sem ele não há festa”. Pete Tha Zouk seria a sua escolha nacional para estar presente no cartaz do UMF, se o português fizesse parte da equipa de organização do festival. A atuação dos The Prodigy é uma das mais esperadas por Daniel, que certamente irá assistir bem de perto, uma vez que para realizar esta “viagem de sonho para um festival único” teve “dois anos a juntar dinheiro”. Em relação ao facto de Portugal vir a receber no futuro um evento como o Ultra Music Festival, o jovem confessa que o território lusitano “não tem condições nem logística para um festival deste género”.
 
 
{youtube}F0xoBUDUYyo{/youtube}
 
Publicado em Reportagens
Foram anunciados a noite passada os vencedores do Casting Rock in Rio SIC RFM. Inês Folque e Nuno Casanovas são os novos representantes da próxima edição do Rock in Rio-Lisboa, sucedendo a Sofia Brazão, vencedora da edição passada, e a Carolina Patrocínio (2008), Ana Rita Clara (2006) e Sílvia Alberto (2004).

O anúncio foi feito em directo na SIC Radical, num programa especial criado para o efeito, conduzido por Diana Bouça Nova, apresentadora do Curto-Circuito. Durante a emissão o público teve oportunidade de conhecer melhor os oito finalistas do Casting Rock in Rio SIC RFM e de os ver cumprir um último desafio: defender uma das dez acções finalistas do Pepsi Refresh Project, iniciativa da Pepsi que desafia os limites da criatividade e da imaginação dos jovens consumidores portugueses, e que patrocinou esta edição do Casting.

Inês Folque, de 24 anos, licenciada em Gestão pela Universidade Nova de Lisboa e Nuno Casanovas, de 22 anos, que frequenta o 3º ano do curso de Cinema, Vídeo e Comunicação Multimédia na Universidade Lusófona, demonstraram ter grande poder de comunicação, carisma e espírito de equipa durante a realização desta iniciativa.

Estes vencedores vão receber formação técnica em televisão e rádio, partem em Setembro para o Rock in Rio 2011 no Rio de Janeiro para gravar os anúncios de promoção da próxima edição portuguesa, vão fazer parte da equipa de reportagem da SIC e da RFM na edição brasileira de 2011 e na edição portuguesa de 2012 e recebem um cachet no valor de 1.000 euros cada um.

Centenas de jovens inscreveram-se nesta edição do Casting com o sonho de se juntarem ao maior evento de música e entretenimento do mundo. O público acompanhou de perto todo o processo, entre 31 de Maio a 27 de Julho: os vídeos dos participantes do Casting Rock in Rio SIC RFM instalados no site oficial do Rock in Rio-Lisboa foram visualizados mais de 690 mil vezes e registaram-se 342.003 votos online, correspondentes à 2ª e 3ª fases de selecção dos semi-finalistas.

Todas as informações sobre o Casting Rock in Rio SIC RFM estão disponíveis em www.rockinriolisboa.sapo.pt.
O Rock in Rio-Lisboa regressa ao Parque da Bela Vista nos dias 25 e 26 de Maio e 31 Maio, 1 e 2 de Junho de 2012.
Publicado em Rock in Rio
A Super Bock Super Rock lançou hoje uma aplicação para smartphones que permite aos festivaleiros ter informação em primeira mão sobre a edição deste ano, de 18 a 20 de julho, e encontrar tudo o que procuram no recinto da Herdade do Cabeço da Flauta, junto à Praia do Meco, em Sesimbra.
 
Além de ter o mapa do recinto e toda a informação útil sobre o festival - como chegar, localização, campismo, parceiros, preço e locais de compra dos bilhetes - a aplicação também dispõe de informação sobre os artistas que vão atuar na 19ª edição do Super Bock Super Rock (biografias e vídeos).
 
Cada utilizador poderá assinalar os concertos a que pretende assistir no e criar a sua agenda. Esta e outras funcionalidades irão sendo atualizadas de acordo com a divulgação do alinhamento final de atividades do festival.
 
Disponível para download gratuito, a aplicação dirige-se a telemóveis com Android e ao iPhone (IOS). Para instalar basta ir ao android market ou a appStore e pesquisar por "19SBSR".
Publicado em Festivais
sexta, 08 agosto 2008 18:30

Rusga policial no Boom Festival

A GNR e a PJ encetaram uma operação conjunta no recinto do Boom Festival que visava encontrar substâncias ilícitas.

Eram cerca das 7 horas da manhã de hoje (8 de Agosto) quando uma operação conjunta entre o departamento de investigação criminal da GNR e a PJ entraram no recinto do Boom Festival. Cerca de 60 elementos das forças policiais, com viaturas e cães fizeram uma rusga em todo o local onde irá decorrer a 7ª edição do Boom Festival 2008, a Herdade do Torrão em Idanha-a-Nova.
As forças policiais inspeccionaram tendas, restaurantes, bares e lojas. Actualmente estão a laborar cerca de 200 pessoas dentro do local do Boom Festival, entre elementos da organização e trabalhadores externos.

Cerca de duas horas depois da operação se ter iniciado, a GNR e a PJ deram-na por terminada já que não foi encontrada qualquer substância ilícita dentro do recinto do Boom Festival 2008.

“Esta operação vem desmistificar uma série de assumpções que ligam directamente a organização do Boom Festival a situações associadas com substâncias ilegais. Estamos muito felizes pelas forças da ordem terem confirmado a rectidão do Boom Festival. Há anos que estamos a ser alvo de representações na praça pública para o nosso bom nome, que nos têm sido extremamente negativas. De certa forma, hoje de manhã foi feita justiça”, refere o Dr. Jorge Fialho, relações públicas do Boom Festival.
Publicado em Festivais
domingo, 19 abril 2015 00:26

Festival Vilar de Mouros regressa em 2016

O Festival de Vilar de Mouros vai regressar no Verão de 2016, organizado por um consórcio de empresas lideradas pela promotora Música no Coração, revelou esta sexta-feira o presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves.
 
"A edição de 2016 vai acontecer nos dias 26, 27 e 28 de Agosto, uma alteração de datas que nós entendemos fundamental para o seu sucesso, e vai acontecer numa parceira entre a Câmara Municipal, a Junta de Freguesia de Vilar de Mouros e um consórcio de três entidades distantes", afirmou o autarca.
 
Miguel Alves falava em conferência de imprensa para anunciar que o regresso de Vilar de Mouros em 2016 vai ser assegurado pela Dot Global, "uma empresa que está ligada a grandes festivais de música em Portugal, nomeadamente ao Rock in Rio", pela Metrónomo e pela promotora Música no Coração, de Luís Montez.
 
"É ele quem tem estado a conversar com a Câmara Municipal para encontrar todas as soluções inerentes à contratação de bandas e artistas", explicou o autarca. E anunciou que, este ano, o festival não se vai realizar - como entretanto tinha sido anunciado pela Junta de Freguesia de Vilar de Mouros - por "impreparação e incapacidade" da organização a cargo da Associação dos Amigos dos Autistas (AMA).
 
A primeira edição do festival Vilar de Mouros realizou-se em 1971, e contou com a presença do cantor Elton John e da banda Manfred Mann. Em 2007, a um mês da sua anunciada realização, o festival foi cancelado por dificuldades de entendimento entre os vários parceiros envolvidos na organização, e só voltaria a ser retomado em 2014.
 
Fonte: Público.
Publicado em Festivais
A organização do maior evento de música e entretenimento do mundo apresentou, na tarde de ontem, a mais recente novidade do Rock in Rio: a Street Dance, um novo espaço cenográfico inspirado em Nova Iorque que pretende levar os diversos estilos de dança urbana à Cidade do Rock. Breakdancing, Hip-Hop e Funk Dance… o Parque da Bela Vista vai estar ao rubro!

Durante a apresentação, Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio, referiu que “a Street Dance demonstra o empenho da organização em surpreender o público a cada edição. Este novo espaço inspirado em Nova Iorque vai trazer todo o espírito alegre e ritmado da dança urbana à Cidade do Rock. Lisboa vai ser a primeira a ver esta novidade, que depois segue para Madrid e, em 2013, para o Rio de Janeiro e Buenos Aires. Acreditamos que vai ser um verdadeiro sucesso”.   
 
Das 16H30 às 23H30 a dança urbana invade a Street Dance com diversas animações para o público, protagonizadas por um DJ e um MC e uma dance crew residente. Este novo espaço conta com Marina Frangioia como Diretora Artística. Bailarina, professora de dança e coreógrafa reconhecida, ganhou protagonismo junto do grande público quando fez parte do júri do concurso da SIC “Achas Que Sabes Dançar?”. A terminar o Mestrado em Criação Coreográfica Contemporânea na Escola Superior de Dança de Lisboa, Marina Frangioia trabalha regularmente com bailarinos e atores. Entre outros trabalhos, destaque para a Fábrica (work in progress), que criou para o Festival de Cinema de Animação de Lisboa.
 
“A street dance tem vindo a ganhar o seu espaço em Portugal e hoje as academias e escolas de dança contam com centenas de alunos entusiastas. Os media, a moda e a música foram um meio facilitador na promoção deste estilo de dança. O Rock in Rio vai agora procurar os melhores dançarinos de street dance do país”, referiu Marina Frangioia, Diretora Artística deste novo espaço.

O Jukebox Project será a dance crew residente da edição de Lisboa. Fundado em 2008 pelo jovem mas consagrado bailarino Vasco Alves, tem sido uma plataforma de criação para alguns dos melhores street dancers em Portugal, representando o país em campeonatos mundiais. As atuações do Jukebox Project vão acontecer durante os intervalos do Palco Sunset, às 17H50, às 19H30 e às 21H00 e prometem pôr toda a Cidade do Rock a dançar! Depois do Jukebox Project, é a vez dos cinco semi-finalistas do Casting Street Dance Portugal atuarem para os milhares de pessoas que se encontram no Parque da Bela Vista. Cada semifinalista atuará num dos dias do evento.

A festa da Street Dance começou já ontem na Praça Luís de Camões, onde foi montada toda a cenografia para a apresentação deste novo espaço, numa iniciativa conjunta com a Câmara Municipal de Lisboa. Em Portugal, a Street Dance é um projeto desenvolvido em parceria com a SIC Radical e a Mega Hits, e conta com o apoio do portal SAPO, responsável pela gestão técnica dos vídeos de inscrição e votos do público.
 
O Rock in Rio-Lisboa volta ao Parque da Bela Vista nos dias 25, 26 de maio e 1, 2 e 3 de junho de 2012 e já estão confirmadas as presenças de Metallica, Evanescence, Mastodon e Sepultura com os Tambours du Bronx no dia 25 de maio; Smashing Pumpkins, Linkin Park, The Offspring e Limp Bizkit no dia 26 de maio; Lenny Kravitz, Maroon 5, Ivete Sangalo e Expensive Soul no dia 1 de junho; Stevie Wonder, Bryan Adams, Joss Stone e The Gift no dia 2 de junho; e Bruce Springsteen & The E Street Band, Xutos & Pontapés, James e Kaiser Chiefs no dia 3 de junho.
 
Publicado em Rock in Rio
Pág. 1 de 12