22-08-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

É um dos radioshows a nível internacional mais conhecido e ouvido pelos fãs de música eletrónica e de Hardwell. A próxima sessão do “Hardwell On Air”, que vai decorrer na sexta-feira, dia 15 de janeiro pelas 21 horas, vai ser muito especial para comemorar o episódio número 250.
 
Convidados especiais, novas faixas e ID’s são algumas das novidades desvendadas para sexta-feira, que vai acontecer ao vivo através do Youtube e do site oficial de Hardwell durante duas horas. Este radioshow vai também ser transmitido através de 40 estações de rádio espalhadas por todo o planeta.
 
Kura, Ben Ambergen, Hugo Rizzo e Stego foram alguns dos artistas portugueses que tiveram a oportunidade de estrear faixas neste radioshow, em edições passadas.
 
{youtube}3lVWxfE1iyM{/youtube}
Publicado em Artistas
O «spaceman» holandês Hardwell, conquistador de inúmeros títulos, nomeadamente o de número um do mundo segundo a revista britânica DJ Mag, está de regresso a terras lusas este sábado, dia 7 de março, prometendo uma viagem alucinante a um universo sem paralelo. A abertura ficará a cargo de um dos seus prodígios, o Kill The Buzz, e quem sabe não irão acontecer outras surpresas na cabine, até porque ninguém controla a energia e a capacidade de improviso de Robbert em palco.
 
Durante cinco horas, poder-se-á assistir a um espetáculo de som, luz, efeitos especiais e talento musical, que não vai deixar ninguém indiferente. Todas as tours de Hardwell têm configurações especiais e esta não será exceção. O Meo Arena será dotado de uma gigantesca logística onde tudo, mesmo tudo, é delineado ao pormenor, funções da Alda Events, produtora responsável pela conceção do espetáculo, da Genius Y Meios e da Sociedade Lusa de Espetáculos.
 
Os bilhetes estão à venda na Blueticket e nos locais habituais e têm o custo de 35,50 euros (plateia em pé), 25,50 euros para quem quiser presenciar do balcão 1 e 50,50 euros para a bancada vip, que entretanto já esgotou. A componente social está também associada a estes ingressos, onde 0,50 cêntimos revertem para a Dance4life, um projeto de solidariedade apoiado por Robbert Van de Corput, que tem como principal objetivo o combate à SIDA nos jovens a nível mundial, através da educação, música e dança.
 
 
A tour mundial “United We Are” arrancou a 24 de janeiro, no Ziggo Dome, em Amesterdão, um espetáculo que foi transmitido, em direto, na Mega Hits, emissora que nas madrugadas de sábado para domingo, emite o programa de rádio mais ouvido do mundo, o “Hardwell On Air”, que supera mais de 200 mil visualizações e é transmitido por 35 rádios internacionais.
 
No que diz respeito às acessibilidades, a CP criou um comboio especial Intercidades, que parte da estação de Lisboa - no Oriente, na madrugada do dia 8, às 3h30, após o espetáculo. Este comboio fará paragens nas estações de Santarém, Entroncamento, Pombal, Coimbra B, Aveiro, Espinho, Gaia e Porto-Campanhã. Existem também descontos de 25% em todos os serviços e desconto para família e amigos de 50% em Alfa Pendular e Intercidades. Os bilhetes podem ser adquiridos na Bilheteira Online, Linha de Atendimento, bilheteiras CP, Agências de Viagens e no Multibanco.
 
Mais uma vez, a Slide In criou um programa de autocarros que irá percorrer várias cidades do país até Lisboa, incluindo ainda a viagem de regresso. O preço pode incluir o bilhete para o espetáculo na plateia em pé e estão disponíveis na página de Facebook da Slide In Travel. A chegada ao MEO Arena está prevista para as 19 horas.
 
No histórico de atuações, esta será a sétima vez que o «Spaceman» irá "aterrar" em Portugal, sendo que a sua primeira presença foi a 5 de junho de 2009 na Marina de Cascais, um evento organizado na altura pela “B-Cool Productions” e “New Limit”. Entretanto já passou pela antiga Discoteca The Loft em Lisboa, pelo Kimika Club em Castelo Branco, pelo festival Sudoeste e pelo Meo Arena (ex-Pavilhão Atlântico).
 
 
Nota de Redação 05-03-2015: Atualizado número de atuações de Hardwell em Portugal.
 
Publicado em Eventos
Nasceu em Breda, uma cidade holandesa com cerca de 145 mil habitantes e dotada de uma espécie de poderes especiais, ou não fosse a cidade onde nasceu Tiësto. Robbert Van de Corput, tem atualmente 25 anos e é a pessoa por detrás da marca e do artista Hardwell. Tem presença marcada este sábado em Portugal, e terá o Meo Arena (ex-Pavilhão Atlântico) literalmente aos seus pés.
 
Fomos fazer uma pesquisa intensiva sobre a sua carreira e destacamos na infografia em baixo os 13 marcos mais importantes alcançados pelo agora «número 1» do mundo.
 
 
 
 
Publicado em Infografias
A contagem decrescente já começou. No próximo sábado, dia 7 de março, Hardwell regressa a Portugal com a sua nova tour “I Am Hardwell – United We Are” e o warm up acaba de ser confirmado. Kill The Buzz é o artista escolhido, revelado através da agenda da Anna Agency, no seu site oficial.
 
A Anna Agency é uma agência holandesa responsável pela gestão de artistas como Hardwell, Kill The Buzz, Dannic, Dyro e Joey Dale.
 
Os bilhetes para sábado ainda estão à venda nos locais habituais, com o preço entre os 35,50 e os 50,50 euros.
 
Podes recordar aqui a passagem da digressão “I Am Hardwell” por Lisboa, no dia 14 de dezembro de 2013.
 
Publicado em Eventos
No dia 14 de dezembro, a tour mundial - I Am Hardwell - chega a Portugal, ao Meo Arena, com a Rádio Mega Hits. 
 
A explosão da música eletrónica de dança é uma realidade e em Portugal tem cada vez mais adeptos. Por isso a CP Comboios de Portugal associa-se ao evento mais esperado do ano em Portugal. 
 
A CP disponibiliza um comboio especial, que dá a oportunidade a todos os fãs de Hardwell viajarem de todo o país até Lisboa, para assistir ao espetáculo do DJ Nº1 do mundo - segundo a DJ Mag - e de regressarem de forma confortável a suas casas, evitando os incómodos do trânsito e do estacionamento
 
'A CP leva-te à música I Am Hardwell e a casa no final', é a promoção criada pela CP para este evento. A empresa disponibiliza por isso qualquer comboio Alfa Pendular ou Intercidades no comboio especial Intercidades, que parte da estação Lisboa Oriente na madrugada de dia 15 de dezembro, às 03:50 horas. Este comboio pára nas estações de Santarém, Entroncamento, Pombal, Coimbra B, Aveiro, Espinho e Gaia e tem como destino final - Porto Campanhã. 
 
Os bilhetes já podem ser adquiridos no netTICKET (cp.pt), no Call Center CP, nas Bilheteiras da CP, em Agências de Viagens e no Multibanco a partir de 25 de novembro.
 
 
Publicado em Eventos
A MEO Arena, em Lisboa, recebeu no passado sábado cerca de 14 mil pessoas para assistir ao novo espetáculo de Hardwell, “United We Are”, especialmente dedicado ao seu álbum de estreia, lançado em janeiro. O evento teve a duração de cinco horas e contou com o warm-up de Kill The Buzz. O DJ “número 1”, segundo a revista britânica DJ Mag, voltou a encantar os portugueses num dos eventos de música eletrónica mais aguardados do ano, tendo os seguidores do holandês começado a concentrar-se nas imediações do recinto logo pela manhã.
 

A ESTREIA QUE FEZ “BUZZ” (COM ENTREVISTA)

Diretamente de Breda, a mesma cidade de Robbert, chega Kill The Buzz, o primeiro a dominar a batuta. Além das suas próprias faixas e da estreia de novos temas, The Buzz durante as duas horas de set, reproduziu também músicas de David Guetta (“Just One Last Time” com Taped Rai) e Alesso (“Tear The Roof Up”). No dia anterior ao espetáculo, tinha estreado uma nova faixa intitulada “Metric”, em colaboração com Manse, no radioshow “Hardwell On Air”.
 
Numa entrevista exclusiva ao Portal 100% DJ e ainda com a adrenalina pós-gig a fervilhar, Kill The Buzz não escondeu o orgulho e satisfação que é fazer o warm-up de Hardwell: “Eu e o Robbert somos amigos desde, mais ou menos, 8 ou 9 anos, e tenho-o acompanhado nas suas tours como amigo, nomeadamente em muitos festivais na Holanda. Há cerca de três anos atrás produzi três faixas que ele gostou imenso. Significa muito para mim que ele me tenha trazido para o seu espetáculo. É ótimo estar aqui!”
 
Questionado quanto ao grau de dificuldade em abrir as hostes do “#1”, The Buzz confessa que Hardwell lhe diz as coisas mais difíceis de tocar ao vivo. “Por exemplo, não podes tocar muitas músicas que são “top” e que grande parte das pessoas quer ouvir num festival. Essencialmente não te podes expor. A coisa mais inteligente num warm-up é dizer às pessoas que tu estás ali” referiu.
 
 
Esta é a primeira vez do holandês em Portugal: “Estou a adorar esta cidade - Lisboa. Um ótimo sítio para estar, e as pessoas são simpáticas, bem como a comida. É ótima!” rematou com um sorriso nos lábios, indicando Kura como o DJ português que conhece.
 

A PROVA QUE SOMOS UNIDOS

A estrutura e logística de palco teve assinatura portuguesa, enquanto que a estrutura superior foi desenhada na Holanda e irá acompanhar Hardwell nesta tour. Semelhante a uma nave espacial, Hardwell, que desta vez “aterrou” em Portugal acompanhado pela sua cara-metade, levou os fãs a uma viagem alucinante e cheia de energia, ao som dos maiores êxitos do passado, do presente, e ainda, de novas músicas.
 
Vestindo uma nova camisola de Portugal, oferecida pela rádio Mega Hits, tal como aconteceu no espetáculo de 2013, o artista holandês contagiou os presentes com a sua paixão e dedicação pela música eletrónica, criando uma forte interação e ligação com o público que delirava em todo o recinto, erguendo por vezes uma bandeira portuguesa e um cachecol, gritando algumas palavras como “braços no ar” e “obrigado”.
 
As letras de algumas músicas eram visíveis no ecrã gigante, que acompanhadas por efeitos de CO2, pirotecnia e um conjunto de luzes único, transformaram a MEO Arena numa autêntica pista de dança gigante. Na plateia e no balcão 1, podiam-se observar vários cartazes, t-shirts e ainda bandeiras do Tomorrowland e de países como Portugal, Espanha, Colômbia, Holanda e Brasil.
 
 
Apesar do balcão 2 não ter sido aberto ao público, a moldura humana de 14 mil fãs do “#1” demonstrou que Portugal tem um dos melhores públicos a nível mundial.
 
Além do seu álbum de estreia, “United We Are”, lançado em janeiro, Hardwell também estreou novas sonoridades. Da sua autoria, não podiam faltar os sucessos como “Spaceman” e “Dare You”, enquanto gritava “Portugal, i love you!”. Hit’s como “Blame” (Calvin Harris & John Newman), “A Sky Full Off Stars” (Coldplay & Avicii), “Drop It Like It’s Hot” (Snoop Dogg & Pharrel Williams) e “Leave The World Behind” (Swedish House Mafia) fizeram as delícias dos fãs, que receberam uma pequena surpresa no final: as últimas duas músicas contaram com selo português: “Hangover” e “Kalemba (Wegue Wegue)”, dos Buraka Som Sistema, foram os temas que finalizaram a atuação, numa recordação que nos retornou ao espetáculo de 2013, ocorrido no mesmo local.
 

NEM OS FAMOSOS RESISTEM A HARDWELL

Algumas caras conhecidas compareceram no MEO Arena para assistir a um dos eventos mais esperados do ano. Nomes como Inácio Ramos, Luís Evaristo, Diogo Dias, Diana Monteiro, João Montez, Dan Maarten, Olga Ryazanova, Dynamic Duo, Hugo Rizzo, Ricardo Silva, Mauro Barros, Olívia Ortiz e Joana Vieira fizeram questão de marcar presença neste regresso de Hardwell ao nosso país.
 

VOX POP

José Paulo Costa, de 20 anos, veio de Santa Maria da Feira para assistir ao concerto de Hardwell pela primeira vez. Para ele, a prestação do “número 1” foi "espetacular e fantástica". Já Telma Silva, de 32 anos, "estava à espera de um pouco melhor" em relação à área VIP do evento. Tiago, natural de Almeirim, de 36 anos, confessou-nos que achou um bom espetáculo, mas que o mesmo "acabou muito cedo". Já Mónica, de 31 anos, gostou do seu primeiro espetáculo de Hardwell e admitiu voltar um dia.
 
 

A PARCERIA DE SUCESSO CONTINUA (COM ENTREVISTA A NELSON CUNHA)

Depois de “One Last Tour” (Swedish House Mafia), o RFM SOMNII e a tour “I Am Hardwell”, foi a vez da “United We Are” chegar a Portugal. Mais uma vez, a parceria entre a Genius Y Meios, a Mega Hits e a Sociedade Lusa de Espetáculos foi um sucesso, elevando a fasquia para aquilo que poderá vir no futuro. 
 
“Duas vezes ‘melhor do mundo’, duas vezes em Portugal no MEO Arena, e superámos as espectativas. Voltámos a repetir a ‘dose’ com um espetáculo diferente, inovador... e o Hardwell está praticamente a ‘jogar em casa’”, revelou-nos Nelson Cunha, Diretor da Mega Hits. “Existem fortes afinidades de Hardwell com Portugal, ele sente o nosso país de uma maneira muito especial. A maior parte dos países da Europa onde ele toca não tem um público tão emotivo, e aqui sim, ao mínimo toque/gesto, o público português reage e isso é muito bom”, por isso, “ele gosta de vir a Portugal e é por isso que veio cá outra vez” disse o diretor da estação.
 
Em relação à rádio Mega Hits, Nelson desvendou algumas das novidades, como a estreia do radioshow da editora de Hardwell – Revealed Records, o radioshow semanal do Quintino, a residência mensal com Djeff Afrozilla e, além dos Beatbombers, o “regresso” do DJ Glue e a Mega DJ Academy. Quanto ao Mega Hits Kings Fest, que contou com a presença de Martin Garrix no ano passado, está a ser realizado um “trabalho de pesquisa”.
 
Para concluir e em relação ao Portal 100% DJ, Nelson Cunha prestou um agradecimento: “Quero agradecer à 100% DJ por ter vindo mais uma vez, pelo grande apoio dado à dance music em Portugal, mantendo sempre aquela isenção, que é importante, e respeitando os artistas e produtores. Têm feito um trabalho excecional - parabéns a vocês”.

 

BACKSTAGE

Nos bastidores do espetáculo, Hardwell teve ainda tempo de conhecer alguns dos seus fãs portugueses, através de um Meet & Greet. Diogo Calhó, de 16 anos, foi um dos fãs sortudos que teve a oportunidade de conhecer o seu ídolo. “Achei-o uma pessoa simpática e nada fria com os fãs”, foi a descrição que Diogo nos fez, em exclusivo, sobre o sonho de conhecer o DJ holandês, pois é o seu ídolo e inspiração. Relativamente ao espetáculo, o jovem de Barcarena confessou que adorou todo o espetáculo, desde os “LED’s, sonoridade, ambiente e a interação com o público”. Foi o primeiro espetáculo de “EDM” de Diogo e “teve um maior significado por ser do Hardwell”, revelou.
                        
A Mega Hits, patrocinadora do evento, além da t-shirt, ofereceu a Hardwell o prémio de “Melhor DJ do Ano”, um totem com logótipo da rádio em 3D.
 

BILHETES SOLIDÁRIOS

Todos os espetáculos da tour “United We Are” têm uma vertente solidária. Para quem comprou bilhete, contribuiu automaticamente com 50 cêntimos para a organização DANCE4LIFE. Este projeto de solidariedade é apoiado por Robbert e tem como objetivo o combate à SIDA nos jovens a nível mundial, através da educação, música e dança.
 

REDES SOCIAIS

Nas redes sociais como o Facebook, Instagram e Twitter, Hardwell foi um dos temas que mais “buzz” gerou. Quando o DJ chegou ao nosso país, fez questão de colocar uma fotografia na sua página oficial de Facebook e do Instagram, de uma vista privilegiada de Lisboa, elogiando o clima: “A aproveitar o lindo clima em Lisboa. Preparado para a I Am Hardwell desta noite!”. Kill The Buzz publicou também uma fotografia sua, com a descrição: “A aproveitar esta vista de topo em Lisboa, Portugal”. Após o espetáculo na MEO Arena, Hardwell partilhou ainda uma fotografia tirada durante o concerto, onde se pode ler “Obrigado Portugal! #UnitedWeAre”.
 

 

O REGRESSO ANUNCIADO

O DJ e produtor holandês, em entrevista à Mega Hits, confirmou acidentalmente o seu regresso ao MEO Sudoeste deste ano, pouco tempo antes da sua atuação em Lisboa. Entretanto, a organização do festival alentejano já confirmou a presença de Hardwell na Zambujeira do Mar, no dia 8 de agosto. Robbert esteve presente na edição de 2014 do MEO Sudoeste.
 
Vemo-nos em Agosto, Robbert!
 
Publicado em Reportagens
O arranque das votações será feito a 12 de julho (sábado) num evento de lançamento no Paradiso em Amesterdão. Do cartaz consta a presença de um DJ convidado "mistério", Andrew Rayel, Dannic, Dubvision e Dyro. 
 
A votação estará aberta até ao dia 15 de setembro e o Top 100 de 2014 será anunciado a 18 de outubro, data que, mais uma vez, coincidirá com a realização da mais importante conferência europeia de música - Amsterdam Dance Event (ADE). Também a 18 de outubro será realizado em Londres um evento de comemoração do artista que irá alcançar a primeira posição.
 
A revista anunciou ainda que em breve serão anunciados os detalhes sobre o novo sistema de votação. 
 
Recorda o histórico de vencedores Top 100 da DJ Mag:
 
  • 1997 - Carl Cox
  • 1998 - Paul Oakenfold
  • 1999 - Paul Oakenfold
  • 2000 - Sasha
  • 2001 - John Digweed
  • 2002 - Tiësto
  • 2003 - Tiësto
  • 2004 - Tiësto
  • 2005 - Paul van Dyk
  • 2006 - Paul van Dyk
  • 2007 - Armin van Buuren
  • 2008 - Armin van Buuren
  • 2009 - Armin van Buuren
  • 2010 - Armin van Buuren
  • 2011 - David Guetta
  • 2012 - Armin Van Buuren
  • 2013 - Hardwell
Publicado em Mix
quarta, 13 março 2013 18:29

Hardwell ‘queima as fitas’ em Coimbra

O DJ e Produtor Hardwell, conhecido mundialmente pelas suas explosivas produções e gigs de outro mundo, é o primeira artista confirmado da Queima de Coimbra para este ano.
 
A informação foi confirmada à redação do Portal 100% DJ pela organização do evento, revelando ainda que o ocupante da posição número 6 do 'Top 100 DJ MAG', e fundador da Revealed Recordings, atuará dia 8 de maio, quarta-feira.
 
A mais antiga Queima das fitas do país, decorre entre os dias 3 e 10 de maio, na Praça da Canção, local que vai mais uma vez servir de palco para os inúmeros espetáculos, de forma a proporcionar aos estudantes, noites de máxima diversão e bons momentos.
 
A edição deste ano apresenta um orçamento reduzido em comparação com edições anteriores, mas a organização quer manter a qualidade dos festejos.
 
Recorde-se que no início do mês de fevereiro, a Comissão Organizadora da Queima das Fitas colocou à venda 1000 bilhetes gerais a preço de 'saldo' – 39 euros – que entretanto esgotaram em poucas horas. Continuando com o regime de pré-venda, para o mês de março, foram disponibilizados 2500 bilhetes pelo preço de 45 euros, que podem ser adquiridos na Sala da Queima das Fitas no Edifício da Associação Académica de Coimbra. Terminada a venda antecipada, os ingressos terão o valor de 49 euros.
 
Os artistas a figurar o cartaz 2013, serão divulgados em breve.
 
Publicado em Artistas

A música corre-lhe nas veias. Encara o dia-a-dia com naturalidade e "energia" é a palavra que melhor o define. Aos 25 anos, Hardwell transforma um sonho realidade. Tornou-se o DJ número um do mundo - cimentado, desta feita, a sua posição na cena eletrónica mundial, sendo o mais novo DJ a conquistar o cobiçado Top 100 da Revista Britânica DJ Mag. A ascensão do menino da cidade de Breda (Holanda) tornou-se um conto inspirador para todos, relatado na primeira pessoa no documentário 'I Am Hardwell' - que será exibido em várias salas em todo o mundo - desenvolvido com o lema "Se você pode sonhar, você pode fazê-lo".

A poucos dias da sua vinda a Portugal, o Portal 100% DJ foi ao encontro de Hardwell, para saber quais as suas expectativas e a resposta foi direta: "Vai ser brutal!", estando o DJ holandês à espera de uma "festa selvagem" no próximo dia 14 de dezembro, em Lisboa. Na entrevista exclusiva, o DJ e produtor falou do importante prémio recebido, de Portugal, do evento 'I Am Hardwell' e revelou quais os seus planos para concretizar no próximo ano.

 

Antes de mais, queremos felicitar-te em nome de todos os teus fãs portugueses. Como é que te sentiste quando foi revelado o teu nome nos prémios da DJ Mag?
Fiquei sem palavras e ainda estou estupefacto! Tive um sorriso de orelha a orelha durante duas semanas.
 
Consideras este prémio um marco importante na tua carreira? É uma responsabilidade de peso ter este prémio nas mãos?
Estou muito orgulhoso e sinto-me honrado em ter sido votado para o número 1 e é definitivamente um marco importante para mim, mas não é tudo. A minha música é a coisa mais importante e desde que os fãs estejam contentes com ela, tudo é secundário.
 
Se pudesses dedicar o prémio a alguém, a quem seria?
Aos meus fãs, por mostrarem todo o seu apoio e acreditarem em mim ao longo do caminho.
 
Descreve em três palavras o evento 'I Am Hardwell'...
O, melhor, incrível, espetáculo… ok, são quatro palavras, mas prometo será uma festa fantástica.
 
Desta tour mundial qual foi até agora o gig que mais te surpreendeu e porquê?
Não consigo escolher apenas um, pois são todos diferentes, no entanto estou a gostar imenso dos espetáculos ‘I Am Hardwell’. A produção, a energia de cada evento… nunca senti nada igual.
 
Que feedback tens tido nos outros países?
Muito, muito feedback positivo. Tem sido muito divertido até agora e mal posso esperar para vos levar este espetáculo, porque vocês vão adorar.
 
Quais são as tuas expectativas para o próximo dia 14 de dezembro no Meo Arena?
Vai ser brutal! Estou à espera de uma festa «selvagem».
 
Vais trazer o teu amigo Dannic. Consideras que a ajuda que lhe tens dado, serviu também para o impulsionar a nível mundial?
O sucesso do Dannic tem sido feito por ele próprio. Somos bons amigos e conhecemo-nos há muitos anos e ele sempre foi muito dedicado à sua música e ao djing. Ele é extremamente trabalhador e tem uma boa visão. Estou muito contente de o ver a dar-se muito bem com a sua música.
 
O que é que te vem à cabeça quando se fala em Portugal? Que referências tens?
Praias incríveis, marisco e que deu ao mundo alguns futebolistas famosos.
 
O que é que gostarias de conhecer melhor em Portugal?
Estou desejoso de poder passar algum tempo no vosso país nesta viagem e experienciar mais da vossa cultura e da maravilhosa comida.
 
Que planos tens para concretizar em 2014?
Em 2014 será tudo à volta da música. Quero concentrar-me em acabar o meu primeiro álbum como artista. Também estou a concentrar-me na minha tour mundial 'I Am Hardwell' e pretendo levá-la a mais destinos à volta do mundo. O próximo ano vai ser muito ocupado e um período excitante para mim tanto em estrada como no estúdio.
 
Tens em vista a edição de mais trabalhos de produtores portugueses na tua editora Revealed?
Estou aberto para trabalhar com diferentes escritores, cantores e produtores de todo o mundo, e claro que seria muito bom trabalhar com portugueses. Alguma sugestão?
 
Que mensagem gostarias de enviar para os teus fãs portugueses e leitores do Portal 100% DJ?
Obrigado pelo suporte contínuo que me têm dado. Estou desejoso de poder «rebentar» a vossa festa dia 14.
 

 

Publicado em Entrevistas
Não é muito habitual ver artistas internacionais responderem a comentários nas redes sociais. Mas hoje, o DJ e Produtor holandês - Hardwell quebrou o protocolo e não teve «papas na língua» respondendo de forma insólita e a roçar no ridículo, a uma provocação de um seguidor.
 
Utilizando a sua página oficial de Facebook, que conta com mais de três milhões de seguidores, Hardwell anunciava a abertura das votações do famoso "IDMA Awards" e apelava a todos o voto na sua pessoa, no radioshow com a sua assinatura e na Revealed Recordings, editora fundada pelo próprio. 
 
Um seguidor não gostou do post e comentou em jeito de provocação: "Armin van Buuren é o melhor DJ do mundo! 'State of Trance' é o melhor radioshow! 'Armada Music' a melhor editora! Hardwell tu não és ninguém em comparação com o Armin van Buuren!" 
 
Mal sabia esse seguidor que iria fazer «estalar o verniz» a Hardwell, que não se poupando em pormenores, respondeu com todas as letras: "Obrigado pelo elogio. Se tu pensas que eu toquei um set pré-gravado, basicamente disseste que eu mixei sem falhas. A única coisa que eu gravei foi a afterparty com a tua irmã. Tem um óptimo dia!"
 
Há quem considere, a resposta épica, e há quem afirme que o holandês desceu de nível ao responder daquela forma. Certo mesmo, é que este assunto está a provocar um frenesim nas redes sociais e não são poucos os seguidores que gostariam que a "irmã" tivesse uma dita "afterparty" com o número 1, segundo a DJ Mag.
 
 
Nota de redação 03-01-2013 23:12h - O post foi entretanto removido da Página do artista.
 
Publicado em Artistas
Pág. 1 de 7
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.