17-02-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

A organização do Rock in Rio-Lisboa acaba de anunciar o plano de mobilidade para a 8.ª edição do festival que, este ano, conta com número recorde de operadores, prolongamento de horários nos principais serviços urbanos e maior abrangência nacional. Abreu, Budget, BusUp, Carris, Cityrama, CP (Urbanos e Longo-Curso), Fertagus, Metro de Lisboa, mytaxi, Transtejo e Soflusa e Rede Expressos juntam-se, assim, numa mega operação que visa, em simultâneo, incentivar os visitantes da Cidade do Rock a deixarem os carros em casa.

Com o objetivo de facilitar o acesso e saída do recinto, num evento que contou com mais de 300 mil pessoas na sua última edição em Lisboa, os operadores envolvidos neste plano oferecem packs e condições especiais para a deslocação dos fãs, bem como o reforço dos serviços urbanos habituais. O Metropolitano de Lisboa alargará os seus serviços nos dias do festival até às 3 horas da madrugada, as viagens nos comboios urbanos CP Lisboa da linha de Cascais e de Sintra serão gratuitas mediante a apresentação do bilhete para o festival, enquanto a Fertagus oferece o estacionamento nos seus parques automóveis ao longo das estações da margem sul. Além destas vantagens, a mytaxi vai, pela primeira vez, assegurar táxis coletivos na cidade de Lisboa a preços fixos e a organização do Rock in Rio-Lisboa colocará em circulação um shuttle com partidas de pontos estratégicos na envolvente de Lisboa que levará os fãs até à porta da Cidade do Rock pelo valor de 12 euros (ida e volta).

Para Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio, "esta será a edição do festival com mais soluções de mobilidade para os nossos fãs. Acreditamos que o trabalho desenvolvido com estes operadores e empresas parceiras vai resultar numa maior adesão ao uso dos transportes coletivos, em detrimento do transporte individual, em linha com o nosso compromisso na construção de um mundo mais sustentável."

Metropolitano de Lisboa
Nos dias 23, 24, 29 e 30 de junho estará operacional até às 03h00, com 4 linhas abertas e cerca de 30 estações, com metros a sair a cada 6 minutos.

CP-Urbanos
Ao apresentar bilhete para o Rock in Rio-Lisboa - nas portas de acesso e a bordo dos comboios -, a CP oferece a utilização dos serviços nos Comboios Urbanos de Lisboa e nos comboios especiais do Cais do Sodré para Cascais e de Oriente/Roma-Areeiro para Sintra. Haverá ainda horários especiais com as últimas partidas às 02h40 (Lisboa Oriente), 02h47 (Roma-Areeiro em direção a Sintra - paragem em todas as estações) e 03h00 (Cais do Sodré em direção a Cascais - paragem em todas as estações).

CP Longo-Curso
O já famoso pack ROCKCard CP inclui bilhete para o evento, viagem de comboio intercidades ida e volta para Lisboa Oriente e transfer de autocarro Gare do Oriente – Cidade do Rock – Gare do Oriente. Estes pacotes têm um preço de 84 euros (partidas da Zona Centro) e 89 euros (partidas da Zona Norte). Na Linha do Norte a CP assegura, ainda, comboios especiais na madrugada seguinte a cada dia de evento, com partida de Lisboa Oriente e destino a Porto Campanhã.
CP Intercidades, InterRegionais e Regionais
Em todos os serviços CP Intercidades, InterRegionais e Regionais, é também possível usufruir de um desconto de 30% na viagem, mediante apresentação do bilhete Rock in Rio-Lisboa.

mytaxi
A aplicação para serviços de táxi, pretende oferecer uma forma de mobilidade simples e cómoda para os fãs se deslocarem de e para a Cidade do Rock. Basta descarregar a aplicação e sugere-se a reserva antecipada do serviço, selecionando os pontos de referência mytaxi disponíveis à volta do recinto. Haverá ainda táxis colectivos na cidade de Lisboa a preços fixos para deslocações até ao recinto e com partida deste.

BusUp
Através desta será possível escolher entre uma das rotas pré-definidas ou propor novas rotas que sejam mais convenientes. Uma nova forma de transporte coletivo, cómodo e sustentável.

Shuttle BusUp
A BusUp será, também, responsável pela operação do shuttle Rock in Rio-Lisboa com partidas em pontos estratégicos na envolvente da capital, nomeadamente Cascais Villa, Beloura Shopping, Oeiras Parque, Strada Outlet e Forum Montijo. Este transporte leva os fãs até à porta da Cidade do Rock por 12 euros (ida e volta), com partidas às 11h00, 14h00, 17h00 e 20h00, e regresso às 00h30, 01h00 e 02h30. 

Fertagus
Nos dias de Rock in Rio-Lisboa, a Fertagus vai disponibilizar um comboio com horários especiais da estação Roma-Areeiro e destino a Setúbal, efetuando paragens em todas as estações a partir do Pragal. As partidas estão marcadas para a 01h45 nos dias 23, 24 e 30 de junho, e para a 01h28 no dia 29 de junho. 
Além disso, ao apresentar bilhete para o festival na bilheteira da Fertagus, na compra de uma viagem ida e volta a Fertagus oferece o estacionamento.

Transtejo e Soflusa
As duas entidades irão operar os trajetos Cais do Sodré-Cacilhas (com o último barco a sair à 01h40) e Terreiro do Paço-Barreiro (com o último barco às 02h00).

Rede Expressos
Para quem reside fora de Lisboa, a Rede Expressos oferece mais de 250 pontos de partida nacionais em direção a Lisboa. Mediante a apresentação de bilhete Rock in Rio-Lisboa, os passageiros terão direito a 25% de desconto nas viagens nacionais. 

Abreu
A Agência irá transportar os fãs de Braga, Guimarães, Porto, Aveiro, Coimbra e Algarve. Por 79 euros é possível adquirir o pack Rock in Rio Express que inclui o bilhete para entrar na Cidade do Rock e transporte ida e volta para uma das cidades referidas.

Budget
A pensar nas famílias – público prioritário neste serviço -, os shutles Budget vão realizar o trajeto da Estação Roma-Areeiro até à Cidade do Rock.

Carris
A Carris irá assegurar vários trajetos que permitem a deslocação até ao recinto. Haverá autocarros a partir de quatro carreiras do lado de Chelas e três carreiras do lado da Av. Almirante Gago. A partir das 23h30, entra em funcionamento a Rede da Madrugada com o 208 a operar entre o Cais do Sodré e a Estação do Oriente.

Cityrama
A Cityrama oferece 25% de desconto para todos os portadores de bilhete Rock in Rio-Lisboa, no serviço de shuttle com partidas de Marquês de Pombal, Sete Rios e Cidade do Rock, nos seguintes horários: 12h00 – 20h00; 23h00 – 02h00. O preço é de 12,50 euros no local ou 10 euros se adquirido atempadamente. 

Eu Vou de Bicicleta
Em parceria com a Cofidis, o Rock In Rio disponibiliza um Bike Park para que todos os ciclistas possam deixar as suas bicicletas enquanto desfrutam do evento. 

Cooltra/eCooltra
Esta parceria contempla soluções com scooters elétricas, um pack de aluguer de mota exclusivo para os festivaleiros (um dia por 24,90 eurps ou por 2 dias por 49,90 euros, ambas as opções com capacete e top case incluídos), minutos grátis para aluguer através da eCooltra, estacionamento reservado para scooters do grupo Cooltra e apoio a toda a organização antes e durante o evento.
Publicado em Rock in Rio
terça, 26 abril 2011 23:38

Rock In Rio anuncia cartaz electrónico

Desde a abertura dos portões até às 4h da manhã, a Cidade do Rock não vai parar, promovendo em cada um dos seis dias de evento, 14 horas ininterruptas de música.
A Electrónica, espaço patrocinado pela Burn e Heineken, começa às 22h e promete animar o público durante a madrugada.

Para isso a organização do Rock in Rio seleccionou alguns dos melhores DJs da actualidade: Above & Beyond, Ferry Corsten, Danny Tenaglia, DJ Vibe, Boys Noize, Steve Aoki, François K, Joe Claussel, Danny Krivit, Luciano, Guy Gerber, Hercules and Love Affair, Dimitry From Paris e os brasileiros Gui Boratto, Renato Rathier, Life is a Loop, entre outros.

“A música electrónica segue a linha das tendências musicais do século XXI, renovando-se com novos artistas e sonoridades oriundas de vários estilos musicais como o funk, rock, afro e pop, em misturas cada vez mais evidentes. Esta edição da Electrónica no Brasil promete ser completa e variada – como as edições europeias”, adianta Miguel Marangas, Director Artístico da Electrónica.

A estrutura é composta por seis megafones estilizados, de nove metros de altura, cada um deles com telas para projecção de imagens, e plataformas para bailarinas dançarem nas alturas, cabine especial para o DJ comandar a festa e um espaço para mais de 5 mil pessoas.

23 Setembro
Na primeira noite do Rock in Rio 2011, dia 23 de Setembro, a Electrónica abre com house, passa pela uplifting dance music evoluindo para os melhores nomes do trance. A programação abre com atracções cariocas (DJ Drk e Leo Janeiro) e avança com o Trio Life is a Loop, com uma abordagem mais progressiva. Para terminar foram convocados Above and Beyond e Ferry Corsten, expoentes máximos do trance mundial.
DJ DRK (Brasil), Leo Janeiro (Brasil), Life is a Loop (Brasil), Ferry Corsten (Holanda) e Above & Beyond (Inglaterra).

24 Setembro
No dia 24 de Setembro o tema será o som do "House Underground, de Nova Iorque ao Rio de Janeiro". O line up integra artistas que há muito tempo não actuavam no Brasil, como Danny Tenaglia e DJ Vibe, além da estreia de Nicole Maudaber em solo brasileiro. O casal Flow & Zeo e a DJ Mary Zander vão representar a sonoridade brasileira.
Flow & Zeo (Brasil), Mary Zander (Brasil), Nicole Moudaber (Londres E Oibiza), DJ Vibe (Portugal) e Danny Tenaglia (Estados Unidos).

25 Setembro
O lado mais electro, trash e mash up, numa tendência mais heavy da música electrónica serão apresentados no dia 25 de Setembro. A combinação de elementos hard and heavy do rock com os beats mais agressivos da electrónica resultam numa mistura explosiva de sons. Este é um estilo musical com acentuada relação com a moda actual, direccionado a um público mais novo e que quer chamar a atenção pelo que veste e ouve. Entre as atracções do dia destacam-se Boys Noize e Steve Aoki, além de The Twelves, e Killer on the Dancefloor.
Killer On The Dancefloor (Brasil), The Twelves (Brasil), Steve Aoki (Estados Unidos), Boys Noize (Alemanha).

30 Setembro
O cartaz de dia 30 de Setembro terá um dos maiores fenómenos da música electrónica da última década. O DJ Luciano cruza house, deep, melodical techno e minimal, com pitadas de ritmos latinos. Ligeiramente mais lento, mas também mais progressivo, este foi o grande som de Ibiza e dos melhores clubes do mundo nos últimos dez anos. O DJ chileno é o mentor do Projeto Vagabundos que, em 2010, marcou um novo conceito no Verão da ilha espanhola e se espalhou por todo o mundo. Nesta noite também se apresentam Guy Gerber, Gui Boratto, Renato Rathier, e Ingrid.
DJ Ingrid (Brasil), Renato Rathier (Brasil), Gui Boratto (Brasil), Guy Gerber (Israel) e Luciano (Chile).

1 Outubro
Para o dia 1 de Outubro a Electrónica guarda uma grande surpresa. Esta noite será dos Body & Soul, com os DJs François K, Joey Claussell e Danny Krivit, grupo criados em Nova Iorque em 1996, que comemora este ano 15 anos de existência. O “guru" DJ Harvey também fará a sua estreia no Brasil. O artista está em tournée em 2010/2011 após dez anos sem sair de Los Angeles.
DJ Harvey (Londres e Los Angeles) e Body & Soul NYC USA (François K, Danny Krivit e Joe Claussel)

2 Outubro
Para a noite de encerramento, dia 02 de Outubro, está programada a apresentação de nomes brasileiros como Boss in Drama, um dos maiores nomes do eletro pop do Brasil, Rodrigo Pena – do Bailinho - e Meme. Apresentam-se ainda Hercules & Love Affair, com o seu pop electrónico e, para fechar a noite, Dimitry from Paris, que mostrará o seu mais recente trabalho para a Playboy Manson. Nalaya Brown será a responsável por abrir a noite. A DJ foi contratada especialmente pela Burn para tocar no Rock in Rio.
Nalaya Brown (Tenerife), Boss In Drama (Brasil), Rodrigo Penna (Brasil), Memê (Brasil), Dimitri From Paris (Turquia) e Hercules & Love Affair.
Publicado em Rock in Rio
Nos dois primeiros dias de Rock in Rio Lisboa, 23 e 24 de junho, o Parque da Bela Vista recebeu mais de 150 mil festivaleiros. O segundo dia, que tinha como cabeça de cartaz Bruno Mars e atuações como a de DJ Kamala num dos palcos secundários, estava esgotado há vários meses e contou com 85 mil pessoas que dançaram ao ritmo dos seus artistas favoritos.
 
Mais uma vez, alguns dos palcos presentes na Cidade do Rock receberam grandes nomes da música eletrónica, como foi o caso de DJ Vibe, Moullinex, Funkamente, Francisco Praia, DJ Dadda, Kamala, DJ Roshida e Rizzo.
 
SOMERSBY POOL PARTIES: OS MELHORES SUNSETS DA CIDADE DO ROCK
 
 
Os finais de tarde ficaram marcados pelas festas na piscina instalada junto ao palco Music Valley. As Somersby Pool Parties contaram com boa música num cenário descontraído em pleno parque da Bela Vista.
 
FRANCISCO PRAIA: O DJ RESIDENTE
 
 
Tal como é habitual em discotecas, as Somersby Pool Parties têm um DJ residente: Francisco Praia. O membro dos FunkYou2 inaugurou a edição deste ano do Rock in Rio Lisboa, com sonoridades dançantes e para todos os gostos. O DJ português volta ao festival no próximo fim-de-semana ao lado de nomes como Van Breda, DJ Big, DJ Isabel Figueira, Karetus, Rich & Mendes, Diego Miranda e Vintage Culture.
 
MOULLINEX, O NOME QUE CONSEGUE SURPREENDER
 
 
Este é um dos nomes que todos deveriam conhecer, ver e ouvir. Moullinex, desta vez em formato live, com banda, no palco Music Valley. Energia contagiante do início ao fim do concerto, com uma animação única capaz de contagiar tudo e todos. Moullinex mostrou que é um artista repleto de criatividade e deu, certamente, um espetáculo digno de um palco ainda maior.
 
O ANIVERSÁRIO DO REI MERECE SER COMEMORADO VÁRIAS VEZES
 
 
50 primaveras e 35 anos de carreira internacional invejável. DJ Vibe regressa ao Rock in Rio Lisboa com um set especial de comemoração destes dois aniversários, inserido na sua atual digressão. Durante a sua atuação, do vinil à mais recente tecnologia, celebrámos a vida do “Tó do Kremlin” a dançar os maiores êxitos de todos esses anos num ambiente que ficará na memória de todos os que puderam testemunhar.
 
DJ RASHIDA, CONVIDADA SURPRESA DE BRUNO MARS
 
 
Foi a convidada surpresa da tarde de domingo, pois não estava anunciada oficialmente no line-up do Rock in Rio Lisboa. A artista norte-americana, é, neste momento, a responsável pelo warm up de todos os concertos da digressão de Bruno Mars e animou todos os presentes, enquanto alguns convidados mostraram os seus verdadeiros passos de dança.
 
A CURADORIA QUE TROUXE O HIP HOP À CIDADE DO ROCK
 
 
O DJ Kamala foi o responsável pela curadoria do Music Valley durante o dia 24 de junho e, principalmente, pela exaltação do hip hop e da música portuguesa, ao convidar artistas como Mishlawi, Dillaz, Supa Squad, Bispo e HMB. O seu DJ set fechou o primeiro fim-de-semana de Rock in Rio com um público de perder de vista no “vale da música”.
 
 
Publicado em Reportagens
terça, 11 agosto 2009 14:47

Rock In Rio procura caras femininas

Desde ontem, 10 de Agosto, que começou a campanha de promoção do “Casting Rock in Rio na SIC” que vai desafiar as jovens portuguesas de todo o país a serem a cara do maior evento de música e entretenimento do mundo. O “Casting Rock in Rio na SIC” vai dar a oportunidade à vencedora de ser a cara da campanha do Rock in Rio-Lisboa a ser veiculada entre Janeiro e Maio de 2010 na SIC.

Composta por spots de televisão de 20”, suportes de imprensa e internet, a campanha do “Casting Rock in Rio na SIC” pode ser vista de 10 de Agosto a 21 de Setembro na SIC, no Diário de Notícias, Jornal de Notícias, Notícias Magazine e no portal SAPO - na home page, SAPO Fama e SAPO Vídeos.

A campanha do “Casting Rock in Rio na SIC” tem como protagonista a Carolina Patrocínio, última cara da SIC a dar a cara na campanha de 2008, que vai desafiar as jovens portuguesas a substituí-la na função de ser a cara do Rock in Rio-Lisboa. Na primeira fase da campanha, vai convidar as jovens portuguesas, entre 18 e 25 anos, a inscreverem-se no “Casting Rock in Rio na SIC”, seguindo-se a segunda fase em que o desafio é lançado ao público para votação online nos vídeos das 100 classificadas e em seguida, na terceira fase, nos vídeos das 20 semi-finalistas, em www.rockinrio-lisboa.sapo.pt. Por último, na quarta fase da campanha, os portugueses são convidados a votar telefonicamente nas quatro finalistas do “Casting Rock in Rio na SIC”.

Todas as informações sobre o “Casting Rock in Rio na SIC” estão já disponíveis no site oficial do evento, em www.rockinrio-lisboa.sapo.pt.
 
Publicado em Rock in Rio
O Rock in Rio, a SIC e a RFM continuam à procura de uma rapariga e de um rapaz para serem os protagonistas da campanha de televisão e de rádio da 5ª edição portuguesa do maior evento de música e entretenimento do mundo.
As inscrições encerraram no passado dia 19 de Junho e a tarefa de pré-seleccionar os melhores candidatos ficou a cargo do júri, que analisou as centenas de candidaturas recebidas para ver as que melhor cumpriam os requisitos.

No Site oficial do Rock in Rio-Lisboa – www.rockinriolisboa.sapo.pt – os 300 vídeos que preenchem os requisitos básicos do regulamento do concurso estão abertos a votações.
O público tem até ao dia de amanhã, 26 de Junho – para votar nos seus candidatos preferidos de forma a ajudar a que passem à próxima fase de casting. As 50 raparigas e os 50 rapazes mais votados passam para uma segunda votação online que decorre de 27 de Junho a 3 de Julho.
 
Nesta segunda votação vão ser escolhidos os 20 semi-finalistas do Casting Rock in Rio SIC RFM – 10 raparigas e 10 rapazes – que vão passar dois dias no Hotel Dom Pedro em Lisboa a prestar provas de fotogenia, dicção e capacidade comunicativa e a ser avaliados pelo júri composto por elementos do Rock in Rio, da SIC e da RFM: Roberta Medina (Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio), Raquel Pinhão (Directora de Marketing Adjunta do Rock in Rio), Pedro Boucherie Mendes (Director dos Canais Temáticos da SIC), Daniel Oliveira (Produtor e Apresentador da SIC), Carla Rocha e José Coimbra (Apresentadores do Programa da Manhã da RFM).
 
Aos vencedores vai ser dada a oportunidade de receber formação técnica sobre televisão e rádio, ir ao primeiro fim-de-semana do Rock in Rio 2011, no Rio de Janeiro, para gravar os anúncios de promoção da próxima edição portuguesa, fazer parte da equipa de reportagem da SIC e da RFM na edição brasileira de 2011 e na edição portuguesa de 2012 e receber um cachet no valor de 1.000 euros cada um.
 
Publicado em Rock in Rio
segunda, 30 abril 2012 23:50

Movimento "Eu Vou" invade Portugal

Em contagem decrescente para dar início ao festival Rock in Rio-Lisboa, a organização decidiu antecipar o clima de festa ao lançar o movimento "EU VOU". Trata-se de uma campanha multimeios presente em todo o país, que visa captar a atenção do público para a chegada do festival.

Vão também ser divulgados, diariamente, vídeos de artistas e figuras públicas a dizer "EU VOU" presentes em televisão, e ainda a divulgação da campanha em rádio, imprensa, internet e cinemas.

Ainda para a difusão da campanha, a organização procedeu ao desenvolvimento de uma aplicação para o Facebook onde os utilizadores poderão acrescentar à sua fotografia de perfil a frase "EU VOU".

Também os transportes públicos não escaparam à febre do rock com cartazes da campanha a incentivar o público à utilização de transportes coletivos quando se deslocarem para o evento.

Para que a desculpa não seja a crise, a organização criou ainda o pack "Nós vamos", uma opção ideal para famílias e grupos de amigos que consiste na venda de quatro bilhetes para um dos dias do evento com um desconto de 10 por cento.
 
Publicado em Rock in Rio
A organização do Rock in Rio lança a partir de 19 de Novembro o “Kit de Natal Rock in Rio-Lisboa 2010”. Depois do enorme sucesso das edições de 2006 e 2008, com a totalidade dos kits de Natal a serem vendidos rapidamente, o maior evento de música e entretenimento do mundo volta a surpreender com uma nova edição limitada do Kit de Natal Rock in Rio-Lisboa 2010.

Para a próxima edição, que volta ao Parque da Bela Vista nos dias 21, 22, 27, 28 e 29 de Maio de 2010, a organização preparou uma surpresa muito especial: para além do voucher, que pode ser trocado por um bilhete para um dos dias do evento, o kit inclui uma t-shirt exclusiva!

E há quatro modelos diferentes, dois para homem e outros dois para mulher, o que torna o Kit de Natal Rock in Rio-Lisboa 2010 uma oferta de Natal para toda a família!

À venda a partir de 19 de Novembro na FNAC, o Kit de Natal Rock in Rio-Lisboa 2010 tem o custo de um bilhete normal para o evento (58€), podendo o seu voucher ser depois trocado em exclusivo na FNAC, de 2 de Fevereiro a 31 de Março de 2010, por um bilhete para qualquer dia do evento à escolha, de acordo com o gosto musical de cada um.
 
Publicado em Rock in Rio
O festival Rock in Rio Lisboa anunciou esta semana o lançamento de uma inovadora plataforma de rede de hotéis, que vai permitir aos seus utilizadores de viver uma experiência única durante o evento, repleta de música e entretenimento.
 
Esta nova rede de hotéis é composta por 19 unidades e podes beneficiar de tarifas online mais baixas do mercado, possibilitando aos utilizadores bons momentos que começam no hotel até à Cidade do Rock. Exposições e menus de refeição personalizados são algumas das iniciativas programadas para os hóspedes, que garantem assim o alojamento de uma maneira prática, segura e confortável.
 
“Com os Hotéis Rock in Rio ampliamos toda a experiência do festival e oferecemos aos visitantes muito mais que um momento inesquecível no recinto – levamos a experiência Rock in Rio para fora da Cidade do Rock e proporcionamos, assim, uma experiência mais completa que começa no hotel, passa pelas ruas da cidade e culmina no Parque da Bela Vista”, referiu Roberta Medina, Vice-Presidente Executiva do Rock in Rio.
 
A 8ª edição do Rock in Rio Lisboa vai decorrer nos dias 23, 24, 29 e 30 de junho no Parque da Bela Vista e já conta com artistas confirmados como The Chemical Brothers, The Killers, Muse, HAIM, Bastille, Diogo Piçarra, Bruno Mars, Demi Lovato, Anitta e Agir.
 
Os bilhetes já se encontram à venda nas lojas FNAC, Blueticket, Festicket e Ticketmaster.
 
Publicado em Rock in Rio
DJay Rich e António Mendes são os DJs oficiais da emissora portuguesa RFM e residentes do festival RFM SOMNII. Quer a nível individual ou em dupla, jápercorreram muitos dos palcos nacionais mas agora são artistas indispensáveis de se ter no line-up de um festival. Detentores de uma energia única e contagiante, unem-se, ajudam, apoiam e incentivam os jovens talentos da música eletrónica e essa atitude éde louvar. O Portal 100% DJ esteve àconversa com a dupla portuguesa nos bastidores do Music Valley, momentos antes de subirem ao palco do Rock in Rio Lisboa.
 
Estrearam-se no Rock In Rio. Qual é a sensação desta primeira vez no festival?
Mendes: A sensação é óptima. Já tínhamos noção da dimensão do festival por causa da relação que temos através da RFM com o Rock in Rio, mas ter o nome no cartaz está a ter um feedback muito espetacular. As pessoas estão a dizer que é um outro nível. E isso é muito bom. 
 
Contam um verão preenchido: Rock in Rio, RFM Somnii, Algarve... O que é que o público pode esperar de vocês?
Mendes: Além desses locais, ainda vamos estar no RFM Beach Power na Madeira, nos Açores... 
 
Rich: Podem esperar o mesmo de sempre: muita alegria nos sets. Gostamos de tocar aquilo que apreciamos mesmo. Tentamos fazer sets diferentes, principalmente no RFM Somnii onde tocámos três noites, pois somos residentes do festival. Este ano levámos dois convidados, para fazer algo diferente: o Pete Tha Zouk e o Pedro Cazanova. São pessoas com quem lidamos e trabalhamos há muitos anos, portanto fazia todo o sentido convidá-los.
 
Como está a ser a aceitação da vossa nova música com o Michael Teixeira?
Rich: A música é muito boa. Tem um hook muito forte e muito fácil e nós tocámos o remix no Rock in Rio pela primeira. Ainda está um pouco em segredo, mas já temos alguns DJs internacionais interessados em fazer remixes. Estamos muito satisfeitos com o resultado final e ter um contacto como o Michael que, para além de ser um excelente produtor, está nos Estados Unidos da América e dá-nos a vantagem de termos vozes norte-americanas. Essa é uma das nossas preocupações quando lançamos um tema cantado em inglês, porque quando temos alguém cá a cantar inglês, temos de estar sempre a mandar corrigir as letras lá fora para ver se existe alguma coisa que não faça sentido. Assim, manda-se a ideia, trabalha-se a ideia, discutimos, faz-se um rascunho e fica perfeito. 
 
Cláudio.Photos
 
No vosso radioshow dão algum destaque a novos talentos. Como é que encaram a nova geração da música eletrónica em Portugal?
Mendes: Essa tem sido sempre uma preocupação nossa: dar espaço a novos talentos. Mesmo no recente concurso que fizemos para o RFM Somnii, tivemos muitas participações e a dificuldade foi mesmo escolher e chegar ao lote de 10 finalistas. Apareceram-nos faixas muito bem produzidas nos vários sub-géneros da música eletrónica, o que é sempre bom. Diria que há muito bom talento em Portugal nesta área. 
 
Rich: Na área da produção, vemos chegar músicas brutais. As pessoas que participam pensam muita coisa. Houve DJs conhecidos a concorrerem ao concurso e não passaram. Nós não os escolhemos porque quisemos ser fiéis à nossa opinião e as pessoas têm que aceitar que nós fomos o júri. Foi a nossa opinião e foram as músicas que nós mais gostámos, independentemente de haver muito boa produção. Foram 267 participações e quando começámos a reduzir chegámos às 150 e ficámos sem saber o que fazer. Eram 150 artistas que nós gostávamos de meter numa página a votação. Tínhamos de escolher 10 e foi a nossa opinião em termos de gosto e foi isso que prevaleceu. Já fizemos algo semelhante, não tão absorvida como esta, para o disco do RFM Somnii e lançámos um desafio o mais transparente possível. Também escolhemos sete produtores, eram para ser cinco mas não conseguimos e abrimos exceção. Foram sete artistas para o disco e a votação nessa altura foi através de downloads do iTunes. A escolha foi completamente transparente como foi no site, desta última vez. Quem ganhou foi quem conseguiu mais votos, independentemente daquilo que conseguisse fazer. É sempre complicado não conseguir, mas o importante é participar e há que respeitar a decisão das pessoas. 
 
Mendes: O importante é os participantes acreditarem em si próprios, não desistir. Frustrações e coisas que correm mal, toda a gente tem. Se acreditas, continua a acreditar. 
 
Querem dar alguns exemplos de novos talentos que estejam debaixo de olho?
Mendes: Ao dizer nomes não ia ser politicamente correto. Se destacar um ou dois nomes, vamos sempre correr o risco de deixar alguém de fora. É um pouco difícil. 
 
Rich: Nessa perspetiva, nós já trabalhámos com jovens produtores. O ano passado no RFM Somnii levámos dois produtores novos para cima do palco. Acho que isso é um incentivo magnífico para eles. Foram o Batista e o Khamix. É muito importante para estes artistas tentar trabalhar com alguém que já tenha nome no mercado e que tenha ferramentas e meios para divulgar o trabalho. Não conseguimos dar a todos mas não somos aqueles produtores que dizem: “Não vamos fazer música com produtores desconhecidos”… Não, nós adoramos a nova produção, ‘fazemos bandeira’ no RFM Somnii Radioshow e queremos divulgar novos talentos e incentivá-los. As oportunidades surgem. As coisas não caem do céu. É trabalho, é sorte, são oportunidades que temos de agarrar. Temos de estar dispostos a muita coisa para que isso aconteça. Às vezes há muitos destes jovens que pensam que, por exemplo, o Martin Garrix que fez uma música e foi um sucesso, que vai ser igual. Mas, outro exemplo, o Avicii foi o produtor que durante muito tempo ninguém lhe ligava nenhuma. O próprio Bob Sinclar ou o David Guetta que em 2004 esteve no Porto e ninguém se lembra disso. Quando ele rebentou, foi a loucura. Ele não caiu do céu. Se as pessoas olharem, há, de facto, jovens talentos que começam logo e há outros que só começam a aparecer mais tarde. 
 
Que novidades podem revelar sobre o futuro da vossa carreira?
Mendes: Estamos a preparar mais umas músicas. 
 
Rich: Nós levamos isto muito na boa. Já não estamos cá há dois dias. Porque os nossos objetivos profissionais foram outros, apesar de que esta sempre foi uma carreira que ficou sempre. Nunca tivemos o objetivo de ser vedetas. Gostamos disto e levamos a nossa carreira de uma forma muito descontraída. A prova disso é que nós somos muito pouco ‘facebookianos’. 
 
Que mensagem gostariam de deixar aos leitores e seguidores do Portal 100% DJ que estão a ler esta entrevista?
Rich: Sigam os nossos conselhos.
Mendes: E, sobretudo, divirtam-se!
 
 
Publicado em Entrevistas
Faltam 100 dias para a abertura de portas da Cidade do Rock que, este ano, vai transformar a Bela Vista num verdadeiro parque temático da música. Para marcar o início deste countdown, a Vodafone volta a espalhar as suas guitarras gigantes por Lisboa. Amoreiras, Forças Armadas e Segunda Circular são os locais por onde as guitarras de 9 toneladas e 7 metros de altura vão passar, até chegarem à Cidade do Rock. Além de assinalarem a contagem decrescente para o festival, as icónicas guitarras da Vodafone vão ainda veicular informações úteis sobre o evento, como cartaz, passatempos e horários.


O que há de novo este ano


Além de mais horas de entretenimento diário (com o recinto a funcionar do meio dia às 2 horas da madrugada), existirão diversas atividades e experiências espalhadas pelo Parque da Bela Vista. Começando pelo cartaz que reúne os maiores nomes, nacionais e internacionais, da atualidade – Bruno Mars, Katy Perry, The Killers, The Chemical Brothers, Demi Lovato, Anitta, Jessie J, Bastille, entre outros que sobem ao Palco Mundo e Carolina Deslandes, Capitão Fausto, HMB, Carlão, Anavitória e festas como o Revenge of the 90’s que animam o Music Valley – há ainda as famosas Somersby Pool Parties para refrescar os momentos mais quentes desta edição, ao som de vários DJ’s.

Outra das novidades deste ano é o Pop District, um espaço que celebra a cultura pop e os seus principais ícones, através das mais variadas atrações como jogos, lojas com produtos alusivos aos maiores ícones culturais das últimas décadas, performances e demonstrações artísticas, cosplay e muito mais. É também no Pop District que o público vai poder assistir às apresentações inéditas dos grandes fenómenos do entretenimento online. O Super Bock Digital Stage leva à Cidade do Rock nomes como Wuant, Windoh, SirKazzio, D4rk Frame, Mocê Dum Cabreste, Ric Fazeres, Owhana, MissMushrooms, Paulo Sousa, entre tantos outros, numa interação direta entre o público e os influenciadores, com a missão de transpor o mundo online para o universo offline e aproximar os diferentes públicos que passam pelo recinto da linguagem digital. 

A Worten Game Ring vai, certamente, despertar a curiosidade de todos. Trata-se da primeira arena de gaming a integrar um festival, em Portugal - um conteúdo inovador que o Rock in Rio estreou no Brasil e que se revelou um sucesso. Aqui haverá desafios, competições dos melhores jogos da atualidade e muito gaming.

Na EDP Rock Street vai ser possível viajar até ao continente africano e celebrar a música de uma forma global, através da arquitetura, dos espetáculos e performances de rua. Já no palco Street Dance, a dança volta a ser rainha, prometendo contagiar tudo e todos.

Outra das grandes novidades desta edição, uma estreia absoluta no Rock in Rio, é o Time Out Market Rock in Rio. Este mercado de alta cozinha contará com 380 lugares sentados e 14 propostas gastronómicas, entre as quais espaços da autoria de alguns dos melhores chefs portugueses como Alexandre Silva, Vítor Sobral, Henrique Sá Pessoa e Marlene Vieira. 

A 8.ª edição do Rock in Rio-Lisboa realiza-se a 23, 24, 29 e 30 de junho. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais, sendo possível adquirir bilhetes diários pelo valor de 69 euros e passes para o segundo fim-de-semana pelo valor de 117 euros (para o primeiro fim de semana os passes já se encontram esgotados).
Publicado em Rock in Rio
Pág. 1 de 14
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.