09-07-2020
  Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Diária
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 62

quinta, 24 maio 2012 01:00

O Briefing Geral

 
O espaço único do Parque da Bela Vista, em Lisboa, com 200 mil metros quadrados volta a ser o local escolhido para receber o mais espetacular parque de diversões da música nos dias 25 e 26 de maio e 1, 2 e 3 de junho. Acessos, alimentação, segurança, saúde, luz, som e serviços de apoio, tudo foi pensado ao pormenor para proporcionar ao público momentos inesquecíveis.

Para além da música, a organização do Rock in Rio-Lisboa 2012 preocupa-se em oferecer um espaço confortável e de qualidade durante os cinco dias do evento. Com abertura às 16h00 e encerramento às 04h00 da manhã, a Cidade do Rock garante 12 horas de festa.
 
 
 
 
VISÃO GERAL
PALCO MUNDO              PALCO SUNSET             ELETRÓNICA HEINEKEN
 
ÁREA RADICAL/DIVERSÕES             ÁREA VIP             IMPRENSA
 
 
BARES E ALIMENTAÇÃO             SEGURANÇA             SAÚDE             HIGIENE
 
 
 
 
 
 
 
 

 
ACESSOS E TRANSPORTES
A melhor forma de chegar à Cidade do Rock é utilizando os vários transportes públicos que ligam o Parque da Bela Vista com a Grande Lisboa. A parceria com a Câmara Municipal de Lisboa, Proteção Civil, PSP – Divisão de Trânsito e as principais empresas transportadoras – Carris, CP, Metropolitano de Lisboa, Transtejo e Táxis, vai permitir que todos cheguem comodamente à Cidade do Rock, mesmo fora dos horários normais de funcionamento.

» Metropolitano: O Metropolitano de Lisboa vai ter disponíveis serviços especiais até às 03h30 da madrugada. Os comboios que partem da estação da Bela Vista têm ligação a:

Linha Vermelha: Oriente, Alameda e São Sebastião

Linha Verde: Alameda – Campo Grande e Alameda – Cais do Sodré

» Transtejo: Cais do Sodré - Cacilhas com ligações até às 01h40 e Terreiro do Paço - Barreiro até às 02h00 da madrugada.

» Carris: A Carris disponibilizará vários serviços especiais com partida junto do Pórtico da Cidade do Rock até uma hora depois do fecho de portas (05h00).

Carreira Shuttle Oriente: Entre a Bela Vista e as Portas de Benfica (via Campo Grande, 2ª Circular, Estrada de Benfica)

Carreira 208: Entre a Bela Vista e a Estação do Oriente ou Cais do Sodré (via Cais do Sodré, Almirante Reis, Bela Vista, Estação do Oriente)

» Fertagus: A Fertagus disponibilizará um comboio especial na estação Roma/Areeiro às 03h15 que transportará os passageiros até ao parque de estacionamento na margem sul. Este comboio pára em todas as estações na margem sul e tem como destino final a cidade de Setúbal.

» CP: A CP vai disponibilizar, após o final do evento, dois comboios especiais nas linhas de Sintra e de Cascais. Os comboios podem ser apanhados na estação Roma/Areeiro e na estação do Cais do Sodré, respetivamente, param em todas as estações e partem de Lisboa às 02h45.

ROCKCard CP: O ROCKCard CP está de volta após o sucesso das edições anteriores. Este bilhete que inclui o bilhete para o Rock in Rio-Lisboa 2012 + transporte de comboio de Braga/Porto-Lisboa-Porto/Braga + suplemento de autocarro Estação do Oriente – Cidade do Rock, destina-se a todos os que procuram uma solução económica, confortável e amiga do ambiente para virem ao maior evento de música e entretenimento do mundo. O ROCKCard CP está disponível por 92 euros e o comboio tem partida de Lisboa às 03h20.

» Abreu Rock in Rio Express: A Agência Abreu volta a juntar-se ao Rock in Rio-Lisboa com o bilhete Abreu Rock in Rio Express que inclui o ingresso na Cidade do Rock e a viagem de autocarro de ida e volta a partir de várias cidades do país. Este pacote criado pela Agência Abreu tem um custo de 77 euros e está à venda nas agências Abreu e em www.abreu.pt.

A organização e as empresas de transportes públicos sugerem que os visitantes do Rock in Rio-Lisboa 2012 adquiram os seus bilhetes de transporte ida e volta com antecedência para evitar as grandes filas na saída, principalmente no Metropolitano, nos dias do evento.
 
Voltar ao topo
 
PALCO MUNDO
Palco Mundo: Funciona entre as 19h00 e as 02h00 e vai apresentar 21 artistas nacionais e internacionais. Este palco tem 2.100 m2, 75 metros de comprimento, 26,5 metros de altura, 250.000 watts de som, mais de 300 projetores, cerca de 400 toneladas de peso.

25 de maio: Metallica, Evanescence, Mastodon, Sepultura e Tambours du Bronx
26 de maio: Smashing Pumpkins, Linkin Park, The Offspring e Limp Bizkit
1 de junho: Lenny Kravitz, Maroon 5, Ivete Sangalo e Expensive Soul
2 de junho: Stevie Wonder, Bryan Adams, Joss Stone e The Gift
3 de junho: Bruce Springsteen & The E Street Band, Xutos&Pontapés, James e Kaiser Chiefs
 

Voltar ao topo


 

 
PALCO SUNSET
Palco Sunset Rock in Rio: o palco dedicado a encontros únicos ao pôr-do-sol vai funcionar, à semelhança das edições anteriores, entre as 16h00 e as 21h00. Tem 30 metros de largura, 14 de altura, 14 metros de profundidade e 17 metros de boca de cena. Este ano vai contar com a atuação de 37 artistas e bandas que estão a preparar encontros repletos de improviso e surpresas para o público.

25 de maio: Kreator+Andreas Kisser, Mão Morta+Pedro Laginha e Ramp+Teratron
26 de maio: Xutos+Titãs, Mafalda Veiga+Marcelo Jeneci e Rita Redshoes+Moreno Veloso
1 de junho: Boss AC&Zé Ricardo+Paula Lima+Shout, Orelha Negra+Hyldon+Kassin, The Black Mamba+Tiago Bettencourt, Orquestra Todos
2 de junho: Luís Represas+João Gil+Jorge Palma, Amor Electro+Moska, Ana Free+The Monomes, Los Pericos.
3 de junho: Rui Veloso+Erasmo Carlos, David Fonseca+Mallu Magalhães, Carminho+Pedro Luís, Tan Bionica.
 

Voltar ao topo


 
ELETRÓNICA HEINEKEN
Eletrónica Heineken: o espaço dedicado à música eletrónica conta este ano com o patrocínio da Heineken. Por ele vão passar alguns dos melhores nomes da música eletrónica a nível mundial e funcionará das 21h00 às 04h00, ou seja, até ao fim de cada dia do evento. Tem 40 metros de diâmetro, 16 metros de altura e 1.256m2 de área.

25 de maio: Chase and Status Dj Set & Rage, Dr Lektroluv, Life is a Loop, Leo Janeiro, Tha Lovely Bastards (Mad Mac e Nuno Lopes), Bis Boys Please, MC Johnny Def
26 de maio: Azari & III, The Magician, Punks Jump Up, The Discotexas Band, Miguel Quintão, Mirror People (Rui Maia/X Wife), MC Johnny Def
1 de junho: Jamie Jones, Maceo Plex, Dyed Soundorom, Kings of Swingers: Renato Rathier+Mau Mau, Magazino, José Belo+Zé Salvador, MC Johnny Def
2 de junho: Masters at Work (Louie Vega & Kenny “Dope” Gonzales), The Martinez Brothers, Johnwaynes, Miguel Rendeiro, Dj Poppy, MC Johnny Def
3 de junho: Dj Harvey, Dj Vibe, DOP Live, Dj Dixon, Stereo Addiction, MC Johnny Def
 
Voltar ao topo
 
ÁREA RADICAL/DIVERSÕES
A Área Radical é um dos espaços mais procurados pelo público da Cidade do Rock e o Slide da Pepsi será seguramente uma das atrações mais concorridas. Este permite que duas pessoas sobrevoem ao mesmo tempo o público do Palco Mundo num vôo alucinante.

» Slide da Pepsi em números: 2 torres, uma com 14 metros de altura e outra com 6,5 metros, têm cerca de 150 metros de distância, 18,5 metros de desnível e possuem dois cabos paralelos.

» Roda Gigante do Millennium bcp: com 27 metros de diâmetro e 30 cabines, esta Roda Gigante terá capacidade para transportar 120 pessoas em cada viagem.

» Montanha Russa da Santa Casa: 300 metros de comprimento e com o seu ponto mais alto a 16 metros do solo, esta diversão terá capacidade para 24 pessoas em cada volta.
 
» Rock Street: a Rock Street é uma rua cenográfica inspirada em Nova Orleães (EUA), com um ambiente alegre e divertido, onde o público pode encontrar todos os dias, desde a abertura de portas, concertos com artistas do mundo do jazz e do blues, músicos, malabaristas, acrobatas, mágicos, homens estátua, cartomantes, caricaturistas e muitas outras surpresas. Terá também espaços comerciais como lojas, bares e restaurantes. A Rock Street tem 160 metros de comprimento, 20 lojas, 5.000m2 de área (lojas+animação).

25 de maio: Bruce Henri & Convidados, Melech Mechaya, Antwerp Gypsy-Ska Orkestra
26 de maio: The Mingus Project, Nobody’s Bizness, TJ Johnson
1 de junho: Bruce Henri & Convidados, Cristian Reyes, Lillian Boutté
2 de junho: Jazz in Motown, Cais Sodré Funk Connection, Lillian Boutté
3 de junho: Onda Jazz Jam Session, Rat Swinger, Lillian Boutté

Lojas presentes na Rock Street: Telepizza, Mister Pig, Portugália, Psicológico, Fruta Almeidas, Leitão no Pão, R Power, Melhor Bolo de Chocolate do Mundo, Vodafone, Boticário, Lúcia Piloto, MultiOpticas, FNAC, Loewe, Multidados, MOP, Turismo de Espanha e DN.
 
» Street Dance: a Street Dance é um novo espaço cenográfico inspirado em Nova Iorque que pretende levar os diversos estilos de dança urbana à Cidade do Rock: Breakdancing, Hip-Hop, Funk Dance, entre outros. Das 16H30 às 23H30 a dança urbana invade a Street Dance com diversas animações para o público, protagonizadas por um DJ, um MC e uma dance crew residente, os Jukebox. Os 5 semi finalistas do Concurso Street Dance Portugal vão também animar este palco e as crews Da Scum, 12 Macacos c/ Liva Kingz, Legacy Crew, Escola NEXT e Next Level e Holmes Place vão competir ao vivo durante o evento até ser escolhido um vencedor no último dia (3 de junho) que vai competir na final no Rock in Rio-Buenos Aires, em 2013.

O palco da Street Dance tem 12 metros de largura e 7 metros de altura. A área total do espaço, incluindo público, ascende aos 1.000m2.
 
Voltar ao topo
 
ÁREA VIP
Área VIP: é um espaço exclusivo destinado a todos os portadores de bilhete para esta área. Este ano, e pela primeira vez, é possível comprar bilhetes para a Área VIP do Rock in Rio-Lisboa. O valor do bilhete dá acesso a estacionamento gratuito, serviço de transfer para a Cidade do Rock, alimentação e bebidas e uma vista privilegiada para a Cidade do Rock. A área mais exclusiva do Rock in Rio-Lisboa 2012 funciona das 17h00 até ao final do último concerto do Palco Mundo e tem capacidade para 2.000 pessoas por dia.

A Área VIP tem 2.100m2, 15 metros de altura, 2 bares, serviço de catering, varanda de 200m2 e casas de banho premium.
 
Voltar ao topo
 
IMPRENSA
A Rock in Rio TV, sistema interno de comunicação com o público operado pela ETIC, vai fazer a cobertura de tudo o que se passa na Cidade do Rock e transmitir para os ecrãs gigantes colocados em pontos estratégicos do recinto.

Este ano, à semelhança da edição do Rock in Rio 2011 no Rio de Janeiro, a Google irá colaborar com o evento e divulgar, em direto, os concertos do Palco Mundo. Esta emissão estará disponível apenas para o estrangeiro e irá possibilitar que todos os fãs internacionais possam também assistir “ao vivo” aos concertos da Cidade do Rock.

Na sequência do sucesso do Rock in Rio 2011 no Rio de Janeiro, o canal brasileiro Multishow irá também transmitir os concertos em direto da Cidade do Rock para milhões de espetadores no Brasil. A rede Globo pretende assim repetir os níveis de audiência obtidos durante a edição de 2011, na qual conseguiu resultados históricos.
 
Voltar ao topo
 
BARES E ALIMENTAÇÃO
Dentro da Cidade do Rock poderá encontrar diversão e várias opções de alimentação além dos stands presentes na Rock Street. Os bares oficiais estão dispersos pelo recinto e vão ter a mais variada seleção de sandes frias ou quentes e diferentes tipos de snacks. O Burger Ranch, o KFC, a Olá e a Telepizza também vão estar disponíveis fora da Rock Street. As bebidas presentes no recinto serão a Pepsi, Heineken, a Água Serra da Estrela, a bebida energética R Power e o café Nicola.

Na Área VIP, o catering está a cargo da Casa do Marquês. Uma das novidades deste ano reside na mecânica do serviço que estará em funcionamento ininterrupto das 17h00 até ao final do último concerto do Palco Mundo. Existirão pratos quentes que estarão constantemente disponíveis ao público e outras especialidades servidas ao longo do dia em forma de deliciosas miniaturas que dispensam o uso de talheres. No total estima-se que ao longo dos 5 dias de evento se sirvam cerca de 500 mil refeições.
 
Voltar ao topo
 
SEGURANÇA
Considerando o conceito que está na base do Rock in Rio – o grande parque temático do entretenimento e da música – o Plano de Segurança é fundamental para a organização do mesmo. Integrando várias forças de intervenção: Polícia de Segurança Pública, Prosegur – empresa privada de segurança - Proteção Civil, Emerg, Amovida, Bombeiros, entre outras – este plano prevê a mobilização de mais de 1.000 profissionais envolvidos na operação no exterior e interior da Cidade do Rock. Logo nos acessos, todas as pessoas, sem exceção, vão ser submetidas a um controlo de entrada através de vistorias personalizadas.

Para comodidade do público, e após o sucesso que estes tiveram na edição passada, a organização volta a disponibilizar o serviço de bengaleiro que se encontra junto à rotunda da Bela Vista. Existem dois tipos de cacifos que variam consoante o tamanho dos valores. Os preços oscilam entre os 3 e os 5 euros por dia.
 
Voltar ao topo
 
SAÚDE
Devido às dimensões do Rock in Rio-Lisboa 2012, quer em termos geográficos, quer humanos, o Plano de Saúde do evento surge da colaboração inter-institucional entre importantes instituições na área da saúde em Portugal, em particular na região de Lisboa. Desta forma, foi desenvolvido um plano de saúde que conta com a participação das seguintes entidades:

- Administração Regional de Saúde – Sub-Região de Saúde de Lisboa
- Câmara Municipal de Lisboa
- Gabinete Municipal da Proteção Civil
- Instituto Nacional de Emergência Médica
- Emerg
- Amovida


Os objetivos deste plano passam pela promoção da saúde e prevenção da doença em toda a Cidade do Rock e por uma eficaz atuação em todo o tipo de ocorrências na área dos serviços médicos, sejam ou não emergências. Daí a sua abordagem nas vertentes de Saúde Pública e de Emergência Médica.

Em termos práticos, a Cidade do Rock vai contar com um sistema integrado de emergência médica da responsabilidade da Emerg que conta com 1 Centro Médico, 1 Posto de Saúde, 6 equipas móveis, 3 ambulâncias em permanência, que envolve cerca de meia centena de recursos humanos especializados – médicos, enfermeiros, técnicos de emergência com experiência em emergência pré-hospitalar, diversos elementos de logística, comunicações, entre outros.
 
Voltar ao topo
 
HIGIENE
Saúde e Higiene são duas áreas intimamente ligadas. Para garantir a higiene no recinto haverá uma equipa de limpeza com cerca de 180 elementos, responsáveis pela limpeza permanente do terreno. No que diz respeito à higiene pessoal, desde 2008 que a organização do Rock in Rio-Lisboa disponibiliza contentores com várias cabines individuais ligadas à rede pública num total de mais de 300 casas de banho, 10 delas equipadas para receber pessoas com mobilidade reduzida. De referir que em qualquer ponto da Cidade do Rock nunca se está a mais de 150 metros de uma casa de banho! O Rock in Rio foi o primeiro evento em Portugal a ter uma certificação 100R, garantindo que foram adotadas práticas ambientais sustentáveis, nomeadamente na reciclagem e valorização de todos os resíduos do evento.
 
Voltar ao topo
 
EQUIPA
No recinto estarão cerca de 8 mil pessoas credenciadas para permitirem que o evento se realize, entre produção, fornecedores, comunicação social, artistas e respetivas equipas, patrocinadores e 400 voluntários.
 
Voltar ao topo
 
MOBILIDADE CONDICIONADA
A Cidade do Rock está pensada de forma a receber com a maior comodidade possível todas as pessoas com mobilidade condicionada. Para além dos sanitários, sala de imprensa e outras infra-estruturas equipadas com rampas de acesso, existem duas plataformas com vista privilegiada para o Palco Mundo e para o Palco Sunset – com 100 m2 e 25 m2, respetivamente – onde as pessoas que se deslocam em cadeira de rodas podem assistir aos espetáculos com um acompanhante.
 
Voltar ao topo
 
PRODUTOS OFICIAIS
Os fãs do Rock in Rio vão ainda poder comprar os produtos oficiais do evento nas quatro lojas existentes na Cidade do Rock, três no interior do recinto e uma no exterior, onde vão estar disponíveis uma linha de vestuário feminino, masculino e de bebé e uma linha de acessórios composta por bonés, porta-chaves, lenços, malas e mochilas, crachás, isqueiros de diversas cores, porta-cd’s, relógios, cintos e posters, com design exclusivo do Rock in Rio-Lisboa 2012.
 
Publicado em Rock in Rio
sábado, 26 maio 2012 11:22

O primeiro dia em números

A cor negra dominou o cenário no primeiro dia de Rock in Rio-Lisboa 2012 mas de longe foi sinónimo de luto ou tristeza. Muito pelo contrário, 42 mil pessoas cruzaram os portões da Cidade do Rock, no Parque da Bela Vista, para assistirem aos concertos de sonoridades mais pesadas, com os Metallica como cabeças de cartaz.
 
Antes de começarem os concertos nos palcos Mundo e Sunset, a Rock Street, com casas coloridas inspiradas em Nova Orleães, foi a sala de visitas do Rock in Rio-Lisboa 2012, recebendo os visitantes com música, performances e artistas de rua.
Ao longo da noite, a animação continuou neste espaço e os números não negam o sucesso da Rock Street: 69 por cento do público deu nota máxima a esta novidade do evento.

Pelo Palco Mundo, passaram nomes sonantes do heavy metal, como Sepultura, Mastodon ou Evanescence, mas James Hetfield e companhia eram os mais aguardados pelo público.

76 por cento dos espetadores vieram nesta sexta-feira ao Rock in Rio-Lisboa 2012 para ver Metallica. E a banda não dececionou, mostrando por cerca de duas horas o seu carinho pelo público português.

E, como não poderia faltar, as tradicionais diversões do festival foram muito procuradas e quem quis andar na roda gigante, montanha russa e slide teve que esperar, em média, 30 minutos.

Hoje, os cabeça de cartaz são os Smashing Pumpkins e os Linkin Park, num dia que também contará com as atuações dos Offspring e Limp Bizkit.
 
Publicado em Rock in Rio
A cantora norte-americana Beyoncé, considerada a maior atração pop no mundo, anunciou durante a sua apresentação no Super Bowl 2013 - final da liga nacional de futebol americano -, a sua participação no Rock in Rio. O comunicado pela artista foi feito simultaneamente ao da organização do evento, que confirmou a informação no seu site oficial.
 
A artista, uma das mais votadas na pesquisa realizada pelo Rock in Rio, subirá ao Palco Mundo na primeira noite do evento, dia 13 de setembro.  A sua última apresentação no Brasil aconteceu em 2010, quando fez cinco shows pela turnê mundial "I Am... Tour", passando por Florianópolis, São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador.

Beyoncé faz parte da lista dos 100 maiores artistas de todos os tempos, ocupando o quarto lugar dos melhores da década de 2000. No Grammy Awards de 2010, Beyoncé tornou-se a artista feminina mais premiada em uma única edição ao ganhar seis das dez categorias em que concorria. A cantora tem no total 16 Grammys, sendo 13 com a carreira a solo e três com o grupo R&B Destiny's Child. A norte-americana é recordista em vendas, somando mais de 75 milhões de discos no mundo, número que cresce para 100 milhões ao juntar as vendas do grupo que alavancou sua carreira.

Em 2009, foi eleita pela revista Forbes a artista mais rica do mundo com menos de 30 anos de idade. Em 2011, a mesma revista elegeu-a a mulher afro-americana mais poderosa dos Estados Unidos.
 
A venda de bilhetes para o Rock in Rio 2013 está prevista para abril em data a ser confirmada pela organização. Durante a venda do Rock in Rio Card em outubro de 2012, os bilhetes para a edição brasileira esgotaram em apenas 52 minutos - um recorde absoluto.  
 
O evento, que chega à 13ª edição, tem início na sexta-feira 13 de setembro de 2013 e segue pelos dias 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2013, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro, (Parque dos Atletas - Av. Salvador Allende), uma área de 150 mil m2.
Publicado em Rock in Rio
Dez anos após a última edição brasileira (2001) o maior evento de música e entretenimento do mundo regressa à cidade que o viu nascer.
O Rock in Rio 2011 começa hoje e prolonga-se pelos dias 24, 25, 29 e 30 de Setembro e 1 e 2 de Outubro, na Lagoa de Jacarapaguá, Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.
Confere a programação em www.rockinrio.com.br/pt/live/lineup.php.

 


A Cidade do Rock
O Rock in Rio vai utilizar durante os seus sete dias cerca de 12 mil KWA, energia que dá para abastecer o equivalente a 600 casas. O recinto tem dez torres de som e luz, com o formato de rabo de peixe, com 15 metros de altura e 10 toneladas cada. Cerca de 600 pessoas trabalharam diarimante na construção da Cidade do Rock, que tem 40 mil m² de relva sintética, mais de 200km de cabos, 7 ecrãs gigantes e um total de 3 mil toneladas de material utilizado para a montagem das estruturas.
Ao todo foram montados 16 stands, 46 lojas, 12 quiosques, mais de 11 bares e restaurantes, cinco caixas multibanco e cinco cabines anti-ruído espalhadas pelo espaço.
A zona frontal da Cidade do Rock tem 1km de extensão, com 2,5km de perímetro na área que compreende o Palco Mundo e o Palco Sunset e 150m de distância entre os dois espaços. Para encontrar uma área de restauração ou sanitários o público não vai precisar de andar mais do que 60m.

 

 

 

Palco Mundo
O Palco Mundo vai receber grandes nomes da música brasileira e internacional. Tem 86m de frente de palco, 25m de altura, pesa 600 toneladas, e os artistas estarão a uma altura de 2,5m. O revestimento cenográfico é composto por painéis dinâmicos côncavos e
convexos arredondados em placas de metal, uma forma de representar a interactividade entre palco, artistas e público. Estes painéis ampliam os efeitos da iluminação durante a noite, transformando-o num espectáculo à parte.

 

 

 

Palco Sunset
Palco dos grandes encontros ao pôr-do-sol, onde artistas brasileiros e internacionais se vão juntar em jam sessions especiais, inusitadas e inesquecíveis, o Palco Sunset tem 31m de frente, 15m de altura e pesa 100 toneladas. Esta estrutura é menor que a anterior para que os concertos sejam mais intimistas e o público se sinta mais próximo dos artistas que estarão apenas a 2 metros de altura. A ideia por trás deste projecto é oferecer um espaço onde os músicos têm total liberdade para experimentar, onde podem interpretar o reportório uns dos outros, convidar mais nomes para subir ao palco, libertar a criatividade em concertos especialmente preparados para o evento. O conceito estende-se aos bastidores, com os camarins voltados para um lounge, um espaço com instrumentos para os artistas se aventurarem e improvisarem, podendo depois levar essas criações para palco.

 

 

 

Tenda Electrónica
Os melhores DJ’s do mundo vão fazer dançar os fãs da música electrónica numa área com 40m de diâmetro com capacidade para mais de 5 mil pessoas. A Electrónica é composta por equipamentos de som e luz de última geração, além de 6 megafones gigantes, de 9 metros de altura, que pesam em conjunto 20 toneladas, ecrãs gigantes para projecção de imagens e plataformas onde vão estar os bailarinos, assim como um espaço especial para o DJ comandar a festa.

 

 

 

Diversões e Village
A Cidade do Rock será dedicada não apenas à música mas também ao entretenimento, com uma série de atracções que vão para além dos concertos. O Slide com 200 metros de extensão vai permitir o “voo” sobre o público à frente do Palco Mundo, inclusive durante os concertos. Com 28 metros de altura, a Roda Gigante vai oferecer uma vista panorâmica da Cidade do Rock. O Free Fall, localizado à entrada da Rock Street, vai despertar fortes emoções nos adeptos de actividades radicais, com uma queda livre de 17 metros de altura. A Montanha Russa é o único divertimento a encerrar o funcionamento juntamente com os concertos do Palco Mundo.
Para quem gosta de compras, o Village funcionará como um espaço com stands focados em gastronomia, lazer, compras, cada um com uma decoração própria, apresentados ao longo de 200 metros. Um total de 28 lojas de 45m2 cada, sendo 12 de alimentação e 16 de marcas, que funcionam das 14 horas às 4 horas.

 

 

 

Rock Street
A Rock Street é a grande novidade do Rock in Rio 2011 e promete surpreender o público. Esta rua cenográfica é inspirada em Nova Orleães (EUA) tem 160 metros de dimensão e terá 20 lojas, bares e restaurantes onde o público vai encontrar todos os dias, desde a abertura de portas (14h00) às duas horas da manhã, actuações de artistas do mundo do jazz e do blues, músicos que vão circular pela rua, artistas de sapateado como Stephen Harper e Max Pollack, malabaristas, acrobatas, mágicos, estátuas humanas, caricaturistas entre outras surpresas que a organização preparou.

 

Publicado em Rock in Rio
domingo, 03 junho 2012 11:23

Eletrónica Heineken 03.06.2012

ELETRÓNICA HEINEKEN 03.06.2012
 
DJ Harvey (UK/EUA)
Dj Harvey é mais um dos nomes do top 100 do Resident Advisor que vai subir à cabine da Eletrónica Heineken. Harvey é um dos mais respeitados DJs que alguma vez passou pelo nosso país e foi uma grande influência para a maioria dos artistas que fizeram o movimento de música de dança em Portugal. Responsável por algumas das mais especiais performances dadas por DJs internacionais no nosso país, DJ Harvey vem mostrar o “seu” Disco Punk e provar porque é um dos djs mais desejados da atualidade. Curiosidade: Dj Harvey foi também o primeiro baterista da banda de Jamiroquai.

DJ Vibe (PT)
Vibe é o mais consagrado e unanimemente considerado como o melhor DJ português de todos os tempos e está este ano a comemorar os 25 anos de carreira. O seu longo percurso como DJ não pára de surpreender quer pelas sonoridades constantemente atuais, mantendo o espírito "underground" de sempre, quer pela criteriosa escolha das suas atuações. Brevemente, DJ Vibe vai iniciar mais uma tour pela América do Norte e, no final do mês de março, vai participar pela 17ª vez na Winter Music Conference, em Miami, onde foi convidado para integrar um painel que vai contar com a presença dos líderes mundiais desta indústria. Uma presença constante desde a 1ª edição do Rock in Rio-Lisboa, Vibe regressa à Eletrónica Heineken naquela que já é considerada como uma noite clássica do maior evento de música e entretenimento do mundo.

dOP Live (FR)
Os dOP são conhecidos pelas suas performances altamente criativas, que surpreendem o público que assiste aos seus concertos. Ao longo dos seus espetáculos vão utilizando disfarces e assumindo diferentes personagens o que dá uma dinâmica inesperada à sua prestação. O house produzido pelos dOP tem sido um sucesso quer em festivais para milhares de pessoas, quer em festas exclusivas dirigidas a um público mais restrito. Recentemente os dOP editaram um novo disco com a prestigiada editora francesa Kitsune.

DJ Dixon (ALE)
Dixon é um DJ alemão que iniciou o percurso no aclamado circuito de discotecas de Berlim. Desde cedo se habituou a tocar sets que duravam toda a noite o que o ensinou a “trabalhar” o público de forma a prender a sua atenção e energia. DJ Dixon foi o mentor e A&R da editora Berlin Sonar Kollective e possui uma sensibilidade que lhe permite misturar sons vocais soul/black com o techno alemão que está de novo em voga, sem nunca perder o seu lado groovy e funky.

Stereo Addiction (PT)
O projeto nacional Stereo Addiction é formado por Gustavo e John-e, produtores e DJ's de música eletrónica. A qualidade do seu trabalho conquistou desde cedo o público nacional o que lhes deu uma notoriedade que permitiu atuar nos mais conceituados espaços noturnos nacionais e internacionais. Esta será a segunda vez que a dupla portuguesa sobe à cabine do Rock in Rio-Lisboa.
 
Publicado em Rock in Rio
Já há dois tipos de bilhetes esgotados para a próxima edição do Rock in Rio Lisboa, que vai decorrer no Parque da Bela Vista nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho. Até ao momento, o festival confirmou a atuação de Camila Cabello, Black Eyed Peas, The National, Foo Fighters e Post Malone.
 
Após esgotarem os Pack Experiências Rock in Rio powered by Fnac, terminou recentemente os bilhetes com desconto em Cartão Continente. No entanto, ainda é possível adquirir bilhetes para a Cidade do Rock através do voucher diário disponível online ou em qualquer loja Fnac do país.
 
Entre as novidades deste ano, a organização já confirmou o ESC Online Sports Bar, Rock in Rio Kids, Game District, uma nova roda gigante, uma montanha-russa com tecnologia VR e uma Rock Street dedicada à cultura asiática.
 
Publicado em Rock in Rio
O Rock in Rio está nomeado para o prémio de "Melhor Festival do Mundo" nos NME Awards, um dos prémios mais antigos e relevantes da indústria da música, atribuído pela revista britânica New Musical Express. Além do Rock in Rio, estão nomeados nesta categoria outros festivais internacionais de grande dimensão como Coachella (Estados Unidos da América); Fuji Rock (Japão); Glastonbury (Reino Unido); Mad Cool (Espanha); Sziget (Hungria); entre outros.

Além da categoria "Melhor Festival do Mundo", serão também atribuídos outros prémios, na cerimónia que se realiza a 12 de fevereiro, nomeadamente o galardão de melhor álbum e melhor canção do mundo. Para este último, está nomeada "Circles", faixa do último álbum de Post Malone, um dos nomes confirmados para o Palco Mundo do Rock in Rio Lisboa, no dia 28 de junho.

Os prémios da New Musical Express realizam-se desde 1953 e, este ano, constituem um "evento especial por várias razões, marcando o final de uma década brilhante para a música e o começo de uma nova cheia de possibilidades". 

O Rock in Rio comemora este ano o seu 35.º aniversário e decorre, em Lisboa, nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho no Parque da Bela Vista. Camila Cabello, The Black Eyed Peas e David Carreira (dia 20), Liam Gallagher, Foo Fighters e The National (dia 21), Post Malone (dia 28), são os primeiros artistas já confirmados.
Publicado em Rock in Rio
Com o primeiro fim de semana do Rock in Rio-Lisboa 2012, o maior evento de música e entretenimento do mundo ultrapassou os 6 milhões de visitantes. Desde 1985 que cerca de 6.100.300 pessoas marcaram presença nas onze edições do Rock in Rio (5 em Lisboa, 4 no Rio de Janeiro e 2 em Madrid). Este número de fãs e seguidores do evento reflete-se claramente nas redes sociais, que funcionam cada vez mais como barómetro da sociedade.

Nas redes sociais - Facebook, Twitter, Orkut, Youtube e Google Plus - o Rock in Rio tem 5.265.463 fãs que acompanham, em tempo real, todas as novidades do maior evento de música e entretenimento do mundo. O Rock in Rio destaca-se dos outros festivais nestes números, o festival mais próximo do Rock in Rio é o Coachella nos EUA com cerca de 1.785.074 seguidores, seguem-se o Vans Warped Tour nos EUA com 976.579 fãs nas mesmas redes e o Lollapalooza nos EUA, Chile e Brasil com 869.519 seguidores no total.

Nos dias 25 e 26 de maio, os primeiros do Rock in Rio-Lisboa 2012, a página do Facebook do Rock in Rio-Lisboa teve 770.575 likes, 14.000 comentários e 79.488 menções. Nesta página foram colocados 869 posts e fotografias e o número de fãs cresceu para 323.528, aumentando 20.000 fãs em dois dias. Também no Twitter o impacto fez-se notar, o Twitter do Rock in Rio-Lisboa tem neste momento 18.710 seguidores.

No ranking de marcas nacionais da Marktest, o Rock in Rio aparece em 4º lugar, atrás apenas dos três principais clubes de futebol portugueses: Benfica (1º), Porto (2º) e Sporting (3º), nos temas mais falados durante a semana de 21 a 27 de maio de 2012.

Nos primeiros dias de evento, a SIC Radical, que transmitiu em direto todos os concertos do Palco Mundo, bateu o recorde de audiências, com uma média de 51.800 espetadores no dia 26 de maio, e o canal atingiu o número de 200.000 telespetadores durante o concerto de Linkin Park.
 
Publicado em Rock in Rio
O Melhor Bolo de Chocolate do Mundo está a marcar a sua presença no Rock in Rio-Lisboa. Para atingir uma maior notoriedade, a marca aposta na 11ª edição do evento de música, prevendo comercializar, no total dos cinco dias, milhares de fatias de bolo.

Para os interessados em provar, o famoso bolo vai estar numa loja no espaço Rock Street – a novidade deste ano. Da receita do bolo consta merengue, mousse e cobertura de chocolate.

Como elemento decorativo, e a assinalar esta estreia do MBCM, em frente à loja estará uma estátua de chocolate, parte integrante do alinhamento de animações do Rock in Rio-Lisboa.
 
Publicado em Rock in Rio
É um dos nomes da dance scene nacional que todos devem ouvir, ver e lembrar. Com uma carreira além fronteiras, Moullinex pisou o palco Music Valley na edição deste ano do Rock in Rio Lisboa numa atuação energética que pôs todos os presentes a dançar. O Portal 100% DJ esteve à conversa com o artista português nos bastidores do  evento e além da sua carreira, falou-nos sobre as suas parcerias e ainda do seu novo tema editado pela famosa Majestic Casual.
 
Como surgiu a oportunidade de criares remixes para os Two Door Cinema Club ou Cut Copy?
Comecei por fazer remixes não oficiais. Colocava-os online e comecei a ter alguma atenção em blogs, com pedidos para remixes oficiais. O primeiro grande remix foi o dos Cut Copy e mudou muita coisa, começaram a chamar-me aqui e ali para tocar e fazer remisturas. Com os Two Door Cinema Club surgiu nesse mesmo contexto, foi a editora deles que fez o convite. De facto, fiquei muito contente com esse início, foi uma grande ajuda para tudo o que faço agora.
 
Juntamente com Xinobi, és proprietário da editora Discotexas e já trabalharam muitas vezes juntos. O que vos ligou?
Desde o início do projeto Moullinex que eu trabalho com o Bruno (Xinobi), em “modo ping-pong”. Na altura em que eu lhe comecei a falar foi quando ele estava numa banda de rock português, a Vicious Five, que eu gostava muito e quis fazer uma remistura deles. Quem me respondeu ao pedido foi o Xinobi, que era o guitarrista. A partir daí começámos o nosso processo de “ping-pong” que nos motivou muito e então fazia todo o sentido criar a editora. Nós somos praticamente irmãos e vejo-o como um irmão mais velho e o projeto da editora acabou por fazer todo o sentido, para podermos editar a nossa própria música com aquela excitação da ingenuidade, de achar que era tudo muito fácil. É claro que nem sempre é. Fazemos edições digitais e físicas, em vinil e CD, mas editar música digitalmente hoje é muito fácil. Temos a sorte de ter muita gente por todo o mundo que nos apoia.
 
 
Como é aceitar um convite de pisar palcos de grandes festivais como o NOS Primavera Sound ou o Rock in Rio?
É com muito empenho, sobretudo numa altura em que me colocam a tocar em horários nobres e então é um privilégio muito grande. Normalmente respondo a estes desafios com muito trabalho e quero sempre dar o melhor de mim e o melhor espetáculo possível.
 
E o público adere, certamente...
Sim. Tem sido assim e é muito bom sentir esse carinho.
 
Fala-nos do teu tema mais recente, “Dream On”, editado pela Majestic Casual.
Essa editora começou como um canal de Youtube, normalmente com uma fotografia nos vídeos de uma menina bonita ou de um pôr-do-sol, mas depois ficou associada a um certo estilo de música mais chill e alguma eletrónica mais etérea. Na altura, eu tinha esse tema terminado e queria editá-lo o mais rápido possível. A editora mostrou interesse imediato, uma vez que já tinham publicado alguns temas meus e decidimos experimentar. Não queria ter a pressão de associar a música a um álbum ou numa edição mais longa. Tem corrido muito bem. Estou contente.
 
 
O que podes desvendar acerca da tua carreira a curto prazo?
Ainda estou a tocar muito este álbum que saiu em outubro. Acho que funciona muito bem em espetáculo ao vivo com banda e o Ghettoven a interpretar as diferentes personagens que são os cantores convidados. Estou a trabalhar em faixas novas, apesar de ainda não saber se serão apenas singles ou se irei incluir num novo álbum. Tenho uma linha de montagem quase alinhada de coisas para sair e não quero estar à espera de ter 20 músicas prontas para editar um álbum. Vou lançando músicas à medida que elas estiverem prontas e se for caso disso, editá-las. Se depois fizer sentido, ou não, incluí-las num álbum logo decido. Mas, por causa de vir também do mundo da pista, gosto muito de álbuns porque cresci a ouvir artistas de álbuns mas, também venho do mundo das 12 polegadas e faz sentido que as coisas saiam depressa. É uma tirania ter uma música pronta e ter de esperar 5 ou 6 meses para que elas saiam e então gosto de subverter esse processo. Como somos donos da nossa própria editora e donos do nosso destino, temos recursos para o fazer. É um privilegio, claro.
 
Que mensagem gostarias de deixar aos leitores e seguidores do Portal 100% DJ?
Continuem a apoiar a música de dança feita em Portugal. Acho que estamos num momento muito saudável da música de dança portuguesa e é bom sentir isso tanto a falar com público mais jovem como os da velha guarda. Apesar de já não me sentir desta geração, admiro os dois lados e sinto-me um bocado no meio disto tudo. É bom sentir que estamos a viver um momento muito saudável e os artistas estão muito bem representados nos festivais nacionais e internacionais. Para mim, é um privilégio que haja também pessoas interessadas em cobrirem o que está a acontecer, como vocês, e desejo o meu maior apoio para o vosso trabalho.
 

Publicado em Entrevistas
Pág. 4 de 15