21-02-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Para a minha última crónica de 2019 decidi dar continuidade ao último tema abordado por mim, a celebração dos meus "20 Anos de Música". O evento foi realizado no passado sábado 7 de Dezembro e teve lugar no Pacha Ofir.

O alinhamento foi cuidadosamente pensado ao pormenor e tive como convidados: Chus & Ceballos, artistas que admiro e que foram uma forte inspiração para o meu início, não só pelo trabalho desenvolvido em prol da electrónica a nível mundial mas também devido à label que fundaram coincidentemente há também 20 anos, a Stereo Productions. Coyu, o espanhol proprietário da conceituada Suara, editora e fundação de apoio aos gatos abandonados, trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por Ivan (Coyu) em Barcelona, e projecto que sem dúvida admiro e respeito bastante, ele é também um dos artistas Techno mais respeitados do momento, género que muito se identifica comigo. Pig&Dan, DJs e Produtores de excelência, são bastantes as edições desta dupla Britânica que uso nos meus sets, são um dos mais sucedidos projectos da famosa Drumcode de Adam Beyer. Rafa Barrios, mais um grande artista e amigo, conheci-o na primeira vez que veio a Portugal, através da minha agência Next Bookings, que o representa em Portugal desde esse dia, Rafa tem apoio incondicional de Carl Cox que curiosamente tocou 10 temas originais dele num único set, entre muitos outros artistas de primeira liga que o apoiam de forma consistente, devido às suas produções de qualidade. 

A nível nacional marcaram presença, Fauvrelle, mais um artista e amigo que admiro, considero-o o melhor produtor a nível nacional. Nuno Clam, residente em Esmoriz, temos importante ligação musical deste muito cedo. Nunno aka Nuno Lapa (Babalu), o nome mais importante no panorama underground da zona Centro, mais concretamente em Coimbra, reside atualmente na Suíça onde promove a sua carreira a nível profissional também com a Next Bookings. Eat Dust, conhecido pelo forte apoio de Marco Carola às suas produções. Tiger Lewis, residente do antigo Buddha Club e nome assíduo dos melhores Clubs do nosso país. O imprescindível Nelly Deep, residente do Pacha Ofir há mais de 20 anos, o "Master of Ceremony" Johnny Def, e para complementar o cartaz decidi juntar dois veteranos da dance scene nacional, Carlos Manaça e XL Garcia, que regressaram ao Pacha Ofir em modo "Back 2 Back" ao final de muitos, muitos anos.

Pacha (Ofir), foi o local escolhido, não só pela capacidade e condições como também pelo historial e tudo o que este Club significa para mim e para a electrónica em Portugal, foi a minha primeira escolha e fiquei bastante satisfeita por terem aceite este "desafio".

A produção do evento, e agora voltando um pouco à primeira parte desta crónica, "20 Anos de Música" e a outro tema aqui abordado por mim "A máquina atrás do artista", foi algo planeado de uma forma bastante meticulosa. Foi algo muito importante onde todos os detalhes foram da maior significância e pensados ao pormenor.
Planeei juntamente com a minha "equipa" o que queria a nível de estratégia de marketing, imagem, condições, decor, etc. Felizmente tudo correu como planeado: o local, o alinhamento, a campanha planeada e os convidados.

Preparei também um tema original em estúdio, intitulado de Miss Sheila-20YOM que saiu precisamente no dia do evento, 7 de Dezembro, pela minha editora Digital Waves. E que assinala este marco tão importante para mim.

Para um artista, a parte da co-organização de um evento, ocupa um espaço que deve ser mais dedicado à parte criativa e preparação para as atuações, etc. Mas foi com imensa satisfação que conduzi e ajudei em todo o processo dos "20 Years Of Music" desde o início até ao final. Foi um trimestre intenso de trabalho árduo e preocupação, de forma a que tudo corresse como planeado. Felizmente correu e sinceramente não mudaria nada.

Agradeço imensamente o apoio de todos os que fizeram parte deste trajecto, desde o dia um, onde fiz a primeira atuação ao vivo na Studio 55 em Espinho e fui prontamente agenciada pelo Paulo Almeida (Feedback Agency), que foi a primeira pessoa a apostar na "Miss Sheila". Posteriormente vieram outros a quem devo o mesmo respeito e gratitude, como é o caso do meu caro amigo António Cunha (RIP), o meu querido irmão Carlos Lopes, foi mais que um Manager e Agente, um verdadeiro braço direito. E claro ao meu atual Manager e Booker que todos sabem o quanto atualmente é importante para mim e para a minha carreira, Américo Oliveira (Next Bookings).

A todos estes e a todos os outros que de alguma forma intervieram, no meu sucesso, estou infinitamente grata! Fiquei da mesma forma grata por todas as entidades que apoiaram de alguma forma este acontecimento, nada me faz sentir mais grata do que ver o respeito e consideração de todos pelo meu trabalho, agora sei que realmente fiz algo pela dance scene, e é isso que quero continuar a fazer.

20 anos já passaram, muito obrigado a todos, como é obvio aos fãs, sem o apoio deles nada seria possível, assim como todos os que de alguma forma ajudaram ao meu grato sucesso, esta celebração é de todos, venham mais 20!
 
Faltam poucos dias para terminar o processo de votação que vai eleger o TOP 30 de DJs e produtores nacional, uma ação levada a cabo pelo Portal 100% DJ. Como habitualmente, esta ação é destinada aos que já estabeleceram o seu lugar na dance scene nacional e aos novos talentos, que com o seu excelente trabalho já assumem lugares de destaque no mercado da música eletrónica. Em baixo e antes de terminar esta importante votação, apresentamos 10 importantes factos sobre esta iniciativa:
 
1. A votação está disponível até às 23:59 horas de 20 de novembro no site oficial www.top30.deejay.pt.
 
2. Os 30 artistas mais votados serão anunciados gradualmente a 8 de dezembro, a partir 19 horas. Neste dia a 100% DJ comemora 12 anos de existência
 
3. É a única ação do género em Portugal que distingue o trabalho e talento dos DJs e produtores nacionais.
 
4. Pelo oitavo ano consecutivo a 100% DJ distingue artistas portugueses.
 
5. Além dos 30 artistas mais votados, nesta edição haverá duas distinções extra: o "Prémio Talento" e o "Prémio Carreira" ambos serão escolhidos inteiramente pela redação e divulgados também no dia 8 de dezembro.
 
6. Do Techno ao Trance, do Deep ao Electro. Qualquer género de música eletrónica é aceite nesta votação. 
 
7. O voto do público é decisivo. Através da soma dos votos, os artistas ficarão dispostos da 1.ª à 30.ª posição.
 
8. Todos os artistas com nacionalidade portuguesa podem apelar ao voto/criar campanhas. O kit com material gráfico está disponível no site da iniciativa.
 
9. Esta votação é monitorizada em tempo real e os votos devem contemplar apenas e exclusivamente o nome correto de quatro DJs portugueses. Tudo o que seja diferente dessa regra, será classificado como inválido/voto nulo e não será contabilizado.
 
10. Conforme indica o Regulamento, todos os artistas que noutras edições se manifestaram ou venham a manifestar expressa vontade de não integrar esta ação, poderão receber votos por parte dos votantes, e mesmo sendo considerados válidos, não serão contabilizados nem serão incluídos neste TOP.
Pelo oitavo ano consecutivo o Portal 100% DJ vai distinguir, em conjunto com todos os noctívagos, a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano, por parte dos DJs e produtores nacionais, numa iniciativa única que muito tem contribuído não só para a indústria da música eletrónica como também para o desenvolvimento da carreira dos artistas.

Mais uma vez a listagem do TOP 30 é apenas e exclusivamente feita pelo público através de uma votação online, disponível desde o dia 1 de outubro até ao dia 20 de novembro, onde todos os interessados podem eleger quatro dos seus DJs portugueses favoritos, aqueles que mais se destacaram em 2019. A listagem dos artistas mais votados será apresentada a 1 de dezembro. Esta edição conta duas distinções extra, o "Prémio Carreira" e o "Prémio Talento". Ambos os artistas ou projetos nacionais serão escolhidos pela redação do Portal 100% DJ, depois de uma rigorosa avaliação que terá em conta o contributo e desempenho destes em prol da música eletrónica nos últimos anos.

Esta ação é novamente destinada aos que já estabeleceram o seu lugar na dance scene nacional e aos novos talentos, que com o seu excelente trabalho já assumem lugares de destaque no mercado da música eletrónica. 
Nota de Redação: Dia das Mentiras, 1 de Abril. A notícia publicada ontem com o título "'Quem quer namorar com o DJ' abre castings em junho" não passou de uma simples brincadeira para assinalar o dia da mentiras. 
Semanas fora de casa, horas a fio fechados em estúdio e pouco tempo para namorar. Com inúmeras rotinas diárias, a vida amorosa dos DJs não é fácil e além do intuito de fazer divertir os outros, esta é também uma profissão de desgaste rápido
 
É por isso que em breve a televisão portuguesa terá novidades: "Quem quer namorar com o DJ" será uma nova oportunidade para cinco artistas, conhecerem a sua possível cara-metade. 
 
As várias pretendentes irão testar a sua adaptação aos hábitos dos DJs, sem perderem de vista o objetivo de seduzir o seu futuro namorado especialista na música eletrónica.
 
A redação do Portal 100% DJ sabe que o programa está a ser desenhado por uma empresa internacional especialista em produção de TV e os castings irão arrancar no próximo mês de junho, em Lisboa.
A cidade de Lisboa parou no passado dia 12 de dezembro para assistir à cerimónia de entrega dos prémios do TOP 30 - 100% DJ de 2018 que decorreu na discoteca MOME (antigo Main). No evento, foram apresentadas as posições do TOP 30 de 2018 do Portal 100% DJ e entregues os troféus aos artistas presentes, com Kura a manter-se no primeiro lugar, seguido de Diego Miranda e KEVU no segundo e terceiro lugar, respetivamente. Foram ainda feitas duas distinções extras: o Prémio Carreira AIMEC a XL Garcia, escolhido pela redação do Portal 100% DJ; e o Prémio Talento AIMEC, entregue à dupla Alpha Heroes, servindo de estímulo para o trabalho a desenvolver nos próximos tempos.

Pelo sétimo ano consecutivo, o Portal 100% DJ premiou, em conjunto com todos os noctívagos que votaram, a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano por parte dos DJs e produtores nacionais, numa iniciativa única que muito tem contribuído não só para a indústria da música eletrónica como também para o desenvolvimento da carreira dos artistas. 

O evento contou com a apresentação do modelo e DJ Valter Carvalho, que conduziu todo o evento. A after party contou com o warm up de Pedro Orvalho e ainda a atuação de vários DJs e produtores que fazem parte do TOP 30 como Christian F, Steven Rod, Zinko e KEVU. 
 
Confere em baixo o TOP 30 de 2018.

1 - Kura
2 - Diego Miranda
3 - KEVU
4 - DJ Vibe
5 - Pete Tha Zouk
6 - Karetus
7 - Carlos Manaça
8 - DJ Ride
9 - Miss Sheila
10 - Overule
11 - Christian F
12 - Tom Enzy
13 - Club Banditz
14 - Djeff
15 - Pedro Carrilho
16 - Steven Rod
17 - Souza
18 - Francisco Cunha
19 - Zinko
20 - Branko
21 - Kamala
22 - Mauro Barros
23 - Ben Ambergen
24 - Von Di Carlo
25 - Kaiser-T
26 - Sunlize
27 - Mello
28 - Prilho
29 - Meith
30 - Vendark
Prémio Talento AIMEC - Alpha Heroes
Prémio Carreira AIMEC - XL Garcia
Além do evento oficial no dia 12 de dezembro, no MOME em Lisboa (antiga Discoteca Main), a edição 2018 do TOP 30 terá pela primeira vez duas distinções extra que contam com a importante chancela da AIMEC Portugal, a Academia Internacional de Música Eletrónica, agora com filial em Lisboa, a única na Europa. 
 
O "Prémio Carreira AIMEC" será escolhido pela redação do Portal 100% DJ, depois de rigorosa análise que terá em conta a toda carreira e contributo que o artista desenvolveu em prol da música eletrónica nacional nos últimos anos. Por outro lado, o "Prémio Talento AIMEC", será atribuído ao artista com estatuto de "novo talento", que no decorrer deste ano se destacou no mercado da música eletrónica a nível nacional e internacional. Servirá também como um estímulo para o trabalho a desenvolver no próximo ano.
 
Recorde-se que a votação termina já este domingo dia 25 pelas 23:59 horas e até ao momento já conta com um recorde de votações comparativamente ao último ano. Os artistas mais votados serão anunciados dia 28 de novembro. As posições que ocupam na listagem e os dois prémios extra AIMEC serão divulgados no grande evento que está a ser preparado no MOME.
 
domingo, 18 novembro 2018 22:30

O que deves saber sobre o TOP 30 - 100% DJ

Faltam poucos dias para terminar a única votação em Portugal que vai eleger o TOP 30 de DJs e produtores nacionais, numa ação levada a cabo pelo Portal 100% DJ. Os votos continuam a subir, ultrapassando recordes de dia para dia e os teus artistas favoritos contam com o teu voto para fazerem parte desta listagem. Em baixo apresentamos-te 10 importantes factos sobre esta iniciativa:
 
1. A votação está disponível até às 23:59 horas de 25 de novembro no site oficial www.top30.deejay.pt.
 
2. Os 30 artistas mais votados serão anunciados por ordem alfabética no dia 28 de novembro pelas 21 horas.
 
3. Pela primeira vez haverá um evento oficial do TOP 30. Acontece dia 12 de dezembro (quarta-feira) no MOME (antiga discoteca Main) em Lisboa. Neste evento serão divulgadas todas as posições e respetivos artistas. Haverá ainda uma after-party com DJs convidados que serão anunciados a 29 de novembro. As condições de acesso serão divulgadas em breve.
 
4. Esta é uma ação única em Portugal onde o principal objetivo é distinguir o trabalho e talento dos DJs e Produtores nacionais.
 
5. É o sétimo ano consecutivo em que o Portal 100% DJ distingue artistas portugueses.
 
6. Esta edição terá dois prémios à margem da votação. O "Prémio Talento" e o "Prémio Carreira" serão escolhidos inteiramente pela redação e divulgados no dia 12 de dezembro durante o evento oficial no MOME.
 
7. Do Techno ao Trance, do Deep ao Electro. Qualquer género de música eletrónica é aceite nesta votação. 
 
8. O voto do público é decisivo. Através da soma dos votos, os artistas ficarão dispostos da 1.ª à 30.ª posição.
 
9. Todos os artistas com nacionalidade portuguesa podem apelar ao voto/criar campanhas. Caso necessitem, existe um kit com material gráfico disponível para download gratuito e devidamente estruturado.
 
10. Esta votação é monitorizada em tempo real e os votos devem contemplar apenas e exclusivamente o nome correto de 4 DJs/produtores portugueses. Tudo o que seja diferente dessa regra, será classificado como inválido/voto nulo e não fará parte das contagens.
 
11. Conforme indica o ponto número 13 do Regulamento, todos os artistas que noutras edições se manifestaram ou venham a manifestar expressa vontade de não integrar esta ação, poderão receber votos por parte dos votantes, e mesmo sendo considerados válidos, não serão contabilizados nem serão incluídos neste TOP.
O MOME, antiga Discoteca Main, em Lisboa, vai ser palco no próximo dia 12 de dezembro, quarta-feira, da entrega de prémios do TOP 30 - 100% DJ, num evento especial onde serão divulgadas as posições dos 30 artistas mais votados na edição de 2018. Em breve será divulgado o line-up, bem como todos os pormenores de acesso ao evento.

Nesta noite será distinguida a dedicação, o esforço e o trabalho desenvolvido ao longo do ano, por parte dos DJs e produtores nacionais, numa iniciativa única que muito tem contribuído não só para a indústria da música eletrónica como também para o desenvolvimento da carreira dos artistas.

A votação que irá encontrar o TOP 30 deste ano, decorre até dia 25 de novembro e é destinada aos que já estabeleceram o seu lugar na dance scene nacional e aos novos talentos, que com o seu excelente trabalho já assumem lugares de destaque no mercado da música eletrónica.
A Nova Era é, pelo terceiro ano consecutivo, a rádio oficial do TOP 30 do Portal 100% DJ, cujas votações já se encontram abertas e decorrem até ao próximo dia 25 de novembro.

A conhecida líder de audiências a norte do nosso país irá novamente promover o TOP 30 deste ano, chegando desta feita a público mais abrangente e apreciador da música eletrónica de qualidade.

O TOP 30 do Portal 100% DJ voltar a distinguir os DJs e produtores que mais se destacaram durante este ano, através do voto do público já disponível em www.top30.deejay.pt.

Os resultados desta iniciativa vão ser divulgados no dia 2 de dezembro, através das várias plataformas associadas ao Portal 100% DJ.
O novo festival de Lisboa - Nova Batida - vai ocupar este fim-de-semana a Lx Factory e o Village Underground, em Alcântara. O cartaz conta com mais de 50 artistas, processo longo que exigiu "muita reflexão e energia" conta a organização em entrevista ao Portal 100% DJ. Além de novos talentos a estreia deste festival traz a Lisboa os suecos Little Dragon, o britânico Gilles Peterson, a dupla Mount Kimbie, o nigeriano Seun Kuti, sem esquecer de talentos portugueses como é o caso de Riot, Octa Push e Rita Maia.
 
O festival começa a partir das 13 horas e além da componente musical terá ainda aulas de surf e ioga, festas em barcos e street food. Para saber quais as espectativas e o que podemos esperar desta primeira edição de festival Nova Batida, o Portal 100% DJ esteve à conversa com Dan Flynn, representante da Soundcrash, produtora londrina que organiza festas de música eletrónica em vários países. O Portal 100% DJ é Media Partner do evento.
 

Quais são as expectativas para a primeira edição de Festival Nova Batida?
Esperamos que a primeira edição seja uma experiência incrível para todos os envolvidos e mal podemos esperar que visitantes do Reino Unido e de outros países de todo o mundo testemunhem em primeira mão a vibração calorosa e acolhedora de Lisboa e dos seus residentes. Escolhemos Lisboa não só por causa da sua cena musical, mas porque é uma cidade próxima ao nosso coração por tantas outras razões. A perspetiva de ter a oportunidade de dar algo de volta à cidade é algo que é muito excitante para nós.

São mais de 50 artistas que fazem parte da programação. Foi difícil conseguir este cartaz? 
Foi um processo que levou muitos meses, então, é claro que demorou muito - construir um cartaz de festival exige muita reflexão e energia. Não poderíamos estar mais felizes com o nosso primeiro line up e estamos felizes em trazer um grupo tão talentoso de artistas. Também foi ótimo que tantos artistas de Lisboa estivessem tão entusiasmados em juntar-se ao cartaz e estamos muito contentes por ter tantos representantes da música eletrónica nacional.

Que critérios tiveram em conta na hora de escolher os artistas?
Dos artistas ao vivo que selecionámos, escolhemos artistas que tinham músicas novas a serem lançadas - garantindo que todas as apresentações no festival fossem frescas e excitantes para o nosso público. Como disse anteriormente, também queríamos que muitos artistas portugueses participassem - algo que certamente continuaremos em 2019.
É comum que nos festivais alguns artistas realizem alguns pedidos mais excêntricos à organização. Há algum que vos tenha surpreendido particularmente?
Depois de anos a trabalhar na indústria da música não há muito que nos surpreenda. Para a Nova Batida todos os artistas do line up deste ano mostraram-se muito humildes.

No que se diferencia o vosso festival dos outros?
Acho que é uma combinação de muitas coisas diferentes. O festival principal está dentro dos locais super coloridos e criativos do Village Underground e da LX Factory, mas também há uma festa na praia no domingo dedicada aos participantes que pretendem estar junto da natureza. Temos uma linha de música ampla, mas coesa, da qual estamos muito orgulhosos e sabemos que haverá alguns momentos loucos quando Little Dragon, Mount Kimbie e outros subirem ao palco, mas também mal podemos esperar que os festivaleiros descubram os seus novos DJs favoritos numa área diferente. Também é diferente em que há uma grande comunidade de amantes da música do Reino Unido, França e Alemanha a visitar a cidade, mas também haverá uma grande percentagem de moradores locais no coração da festa. Mal podemos esperar que as vidas destes amantes da música de toda a Europa colidam - vai ser um momento encantador.

Além da componente musical, o que poderão assistir os festivaleiros do Nova Batida?
Temos várias atividades extras disponíveis, desde aulas de surf até aulas de ioga, festas em barcos e muito mais.

Em futuras edições, a cidade de Lisboa continuará a ser o local de eleição para acolher este festival?
Sim, vamos colocar bilhetes da edição de 2019 à venda em breve, apenas um ano do Nova Batida em Lisboa não chega. Vemos isso como um projeto de longo prazo e esperamos ser muito, muito felizes aqui.

Que recomendações gostaria de deixar aos festivaleiros?
Para aqueles que ainda não tiveram a experiência de ir a um festival de música em Lisboa, vão ser bem recebidos. Para os que já foram a eventos do mesmo género, já sabem o quanto se vão divertir!
 
Pág. 1 de 169
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.