18-02-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

No dia em que serão apresentados os resultados das votações do TOP 100 da DJ MAG, as expectativas são muitas para sabermos se será o ano de Hardwell.
Sabendo da força que os PR (Public Relations) de Armin Van Buuren, Aviici, Tiesto e Nicky Romero têm, o resultado deste ano é imprevisível. 
Certo, é que no topo estarão todos estes nomes, com David Guetta, Skrillex, Deadmau5, Swedish House Mafia, Afrojack, Zedd e Daft Punk incluídos. Especial curiosidade para saber o posicionamento de Zedd, Daft Punk e SHM, com David Guetta a ser sempre um nome a ter em conta devido ao seu investimento na promoção para estas votações. 
 
Em segundo plano mas a espreitar um bom resultado, teremos alguns nomes como Above & Beyond, Steve Aoki, Calvin Harris, Alesso e Dimitri Vegas e Like Mike (muito por culpa do seu empresário ser o "mentor" do Tomorrowland). Não será de estranhar que algum deles consiga entrar no TOP 10. 
 

Tudo isto são previsões mas não andará longe da verdade... todos sabemos que sendo estas votações fruto de imenso marketing, especulações e investimentos financeiros monstruosos, poderá haver sempre surpresas (...)

 
Certo será o desaparecimento de alguns nomes mais antigos e que não farão parte desta lista. O rei Carl Cox tem o seu lugar assegurado, mas nomes como Erick Morillo, David Morales e outros "dinossauros" não farão parte desta lista. 
 
Sabendo que esta votação não é feita para sonoridades mas "Clubing", estamos curiosos para saber se Seth Troxler, Richie Hawtin, Maceo Plex, Marco Carola ou Jonh Digweed terão lugar neste TOP. 
 
Os DJ's de Trance marcarão presença, bem como nomes mais "desconhecidos" dos Portugueses. A grande novidade este ano serão entradas de nomes com sonoridades EDM/Progressive e Bass Music. Nomes como Otto Knows, Dyro, Dannic ou Quintino poderão aparecer, sendo certo que Skrillex estará no TOP 15 e Felguk, Knife Party e Infected Mushroom integrarão este TOP 100, deixando de fora nomes como Excision, Datsik ou Borgore
 
Também no TOP estarão nomes como Chuckie, Nervo, R3hab, Laidback Luke e nomes como Fatboy Slim, Bob Sinclair, ou Mark Knight poderão não constar nesta lista. 
 
Tudo isto são previsões mas não andará longe da verdade... todos sabemos que sendo estas votações fruto de imenso marketing, especulações e investimentos financeiros monstruosos, poderá haver sempre surpresas e nomes de menor relevo poderão integrar esta lista. Facto é que a presença no TOP 100 assegura um acréscimo no valor comercial e financeiro de qualquer artista. 
 
Os Portugueses
 
Para muita pena minha, não acredito que este ano haja algum Português no TOP 100. Mastiksoul consolidou a sua posição no mercado Nacional (a meu ver, bem) e apesar da sua presença em festivais em todo o mundo, o "grosso" da sua votação será em Portugal o que não permitirá a sua entrada nesta tabela. Pete Tha Zouk irá descer imenso as suas votações e não acredito que este ano tenha votação suficiente, visto em anos anteriores ter obtido votos do mercado Brasileiro, onde este ano esteve muito menos visível que em anos anteriores. Pedro Cazanova com mercado nos Países de Leste e Diego Miranda com as suas actuações no Ushuaia e Green Valley não irão estar no TOP 100 deste ano.
Buraka Som Sistema e Karetus, apesar de terem andado no TOP Mundial de vendas das suas musicas, nem sequer quiseram entrar nesta corrida, tomando a decisão correcta na minha óptica. 
DJ VIBE irá sofrer com o desaparecimento dos nomes dos "dinossauros" e apesar do respeito e admiração do publico, não terá votação de relevo. O outro nome forte Português - DJ RIDE - não irá entrar nas contas, visto o seu mercado ser basicamente o Português e a sua presença tardia no Rock In Rio do Brasil, não trazer votos e o próprio artista meteu-se à margem desta votação. 
 
Muitos outros Portugueses apelaram ao voto para esta tabela mas todos sabemos que é apenas um "capricho" porque infelizmente, continuamos nesta "guerrilha" interna onde temos muito que aprender com Suecos e Holandeses. 
 
Agora é esperar mais uns minutos e saberemos os resultados...
 
Ricardo Silva
DWM Management
Publicado em Mix
Na passada terça-feira, um site de notícias da Rússia (EDM-News) divulgou a listagem de 70 artistas, que alegadamente iriam corresponder ao Top 100 da DJ Mag, divulgado este sábado à noite, no evento Amsterdam Music Festival.
 
O site afirmava que tinha hackeado a página da DJ Mag onde iriam aparecer os resultados do Top 100. No entanto, e após termos realizado uma comparação entre esta a lista especulativa e a oficial, concluímos que as primeiras posições correspondem de facto à sua realidade, mas a partir da 47ª posição, o 'leak' falhou (mas por pouco). A curiosidade em destaque incide sobre a "viravolta" que a lista dá, quando a posição 52 corresponde ao 70, o 53 ao 69, e assim sucessivamente.
 
Confere no gráfico em baixo a comparação dos resultados.
 
 
Publicado em Mix
Martin Garrix é o mais recente número 1 da famosa e polémica tabela do mundo da música eletrónica internacional, o Top 100 da revista holandesa DJ Mag. A cerimónia decorreu esta noite durante o Amsterdam Music Festival, na Holanda.
 
Os vencedores da edição do ano passado, Dimitri Vegas & Like Mike, ficaram colocados em segundo lugar este ano, seguidos de Hardwell, Armin van Buuren e Tiesto.
 
Diplo é o único artista a aparecer na lista três vezes, através dos Major Lazer, Jack U e a nível individual. As faltas mais sentidas nesta tabela foram de Chuckie, Erick Morillo, Nicole Moudaber, Richie Hawtin, Danny Avila, Disclosure, UMEK, Kaskade, Krewella, Sander van Dorn, MAKJ, Thomas Gold, entre outros.
 
Entre as novas entradas constam nomes como Marshmello, Lost Stories, Vintage Culture, Alan Walker, entre outros. Este ano, os artistas portugueses Diego Miranda e Kura mantêm-se na tabela, nas posições 58 e 51 respetivamente.
 
Além das posições na lista, foram entregues ainda prémios especiais a Oliver Heldens, Angerfist e Don Diablo A listagem resultou de um milhão de votos online e o prémio foi entregue a Martin Garrix pelas mãos de Tiesto, que ainda teve tempo de contar a história de quando e como conheceu o jovem DJ e produtor holandês.
 
Confere abaixo a lista completa:
 
1 – Martin Garrix
2 – Dimitri Vegas & Like Mike
3 - Hardwell
4 – Armin van Buuren
5 - Tiesto
6 – David Guetta
7 – Steve Aoki
8 – Oliver Heldens
9 - Skrillex
10 - Afrojack
11 - Avicii
12 - KSHMR
13 – W&W
14 – Calvin Harris
15 – Don Diablo
16 – Axwell /\ Ingrosso
17 – Dash Berlin
18 – The Chainsmokers
19 – Ummet Ozcan
20 - Alesso
21 – R3hab
22 – DJ Snake
23 - Diplo
24 - DVBBS
25 - Alok
26 - Kygo
27 – Swanky Tunes
28 - Marshmello
29 – Nicky Romero
30 – Steve Angello
31 – deadmau5
32 - Quintino
33 – DJ Chetas
34 - Bassjackers
35 - Zedd
36 - Headhunterz
37 - VINAI
38 – Florian Picasso
39 - Galantis
40 – Jack U
41 – Aly & Fila
42 - Shogun
43 - Blasterjaxx
44 – Major Lazer
45 - NERVO
46 - Angerfist
47 – Above & Beyond
48 – Yellow Claw
49 - Marlo
50 – Fedde Le Grand
51 - Kura
52 – Lost Stories
53 - Deorro
54 – Vintage Culture
55 – Alan Walker
56 – Tom Swoon
57 - Coone
58 – Diego Miranda
59 – Brennan Heart
60 – Paul Van Dyk
61 - ATB
62 – Yves V
63 - Woflpack
64 – Dillon Francis
65 – Andrew Rayel
66 – Eric Prydz
67 - Felguk
68 – Radical Redemption
69 – Robin Schulz
70 - Dannic
71 – Da Tweekaz
72 – Daft Punk
73 – Will Sparks
74 – Carl Cox
75 – Timmy Trumpet
76 - Borgore
77 - Firebeatz
78 - Tujamo
79 – Laidback Luke
80 – Markus Schulz
81 - Vicetone
82 – Martin Jensen
83 - Jauz
84 - Carnage
85 - Netsky
86 – Carl Nunes
87 – Sam Feldt
88 – Miss K8
89 – Jay Hardway
90 – Porter Robinson
91 - Bobina
92 - Zatox
93 - Dyro
94 - Flume
95 – Infected Mushroom
96 - Showtek
97 – Daddy’s Groove
98 – Martin Solveig
99 – Ferry Corsten
100 – DJ Feel
Publicado em Mix

Há muito tempo que se especula a veracidade do Top 100 da revista britânica DJ Mag. Pela internet circulam inúmeras críticas que além de colocarem em causa da credibilidade da mesma, acusam também a publicação de receber dinheiro por parte dos artistas e agências, de forma a que os mesmos consigam figurar na lista anual. A mais recente “bomba” rebentou pelo testemunho de DJ Stamen, que divulgou através da sua página oficial de Facebook, imagens de e-mails trocados com a revista, a poucos dias de ser divulgada a listagem deste ano.

 
Segundo Stamen, toda esta história começou quando o mesmo contatou a DJ Mag a fim de solicitar os preços de publicidade no website da marca, que vão desde os 40 aos 50 mil euros, um valor que o artista considera alto. Quando se iniciaram as votações, em julho, Stamen partilhou um link direto para a votação do Top 100, que alcançou mais de 127 mil cliques. Cada 1.000 cliques no site oficial da publicação correspondem a 15 euros. Feitas as contas, a partilha de Stamen rendeu à revista mais de 1.900 euros.
 
Terminadas as votações - no passado dia 14 de setembro - o DJ recebe um e-mail da DJ Mag (no dia 28 do mesmo mês) com a excelente notícia de que tinha conseguido entrar no concorrido Top 100, e que teria ainda um lugar especial na revista que poderia aumentar, caso o artista quisesse pagar publicidade à DJ Mag.
 
 
Após receber um novo e-mail, a redação comunica que Stamen ficou colocado na posição número 83 e que o seu perfil vai ser publicado na edição norte-americana da revista. Na mesma mensagem, pode ler-se uma lista de preços e respetivos descontos, para que o artista apareça também em todas as revistas da marca a nível mundial, com valores que oscilam entre os 1.000 e 2.700 euros.
 
 
Em resposta à DJ Mag, o produtor ofereceu um máximo de 500 euros pelo anúncio, alegando que não poderia aumentar o valor. Entretanto foi-lhe apresentada uma contraproposta de 750 euros, que entretanto recusara. No meio de tanto e-mail, foi-lhe também solicitada uma entrevista, posteriormente enviada, com fotografias incluídas.
 
Passado algum tempo, Stamen recebe um novo e-mail da DJ Mag, a afirmar que todos os anos, enquanto se contam os votos, são encontradas várias fraudes e que os seus votos tinham sido excluídos. Concluindo e devido a este alegado problema, o produtor ficou de fora do Top 100 de 2015. Fica no ar a questão de como é que a DJ Mag divulgou a posição de Stamen num dos e-mails trocados, se os votos ainda estavam a ser contados.
 
 
Indignado com a situação, o produtor contatou a DJ Mag a fim de pedir esclarecimentos relativos à origem do problema, oferecendo ainda o ficheiro que provava os 127 mil cliques dos seus seguidores. Depois de vários e-mails trocados, Stamen recebe uma chamada telefónica a 2 de outubro, com a notícia de que a redação não poderia apresentar nenhuma prova sobre os votos fraudulentos, uma vez que os mesmos já tinham sido eliminados.
 
 
A confirmar-se a veracidade deste testemunho que está a dar muito que falar, certo é que a credibilidade do Top 100 levado a cabo pela DJ Mag ficará mais uma vez posta em causa, registando a partir de agora mais um ponto negativo, depois de uma ação não muito clara que contradiz os primeiros e-mails trocados entre a redação da revista e o artista.
 
Stamen ainda é desconhecido no mundo de música eletrónica, no entanto já possui diversos temas editados na Spinnin’, Ultra e Mixmash Records. Os resultados do Top 100 da DJ Mag de 2015 são revelados no próximo dia 16 de outubro, durante o Amsterdam Dance Event, na Holanda.

 

Publicado em Mix
A noite do passado sábado ficou marcada pela divulgação do TOP 100, ação levada a cabo pela Revista DJ Mag e que deu, mais uma vez, o primeiro lugar ao jovem holandês Martin Garrix. Justa ou não, é seguro afirmar, que esta listagem muito tem revolucionado, à escala planetária, toda a música eletrónica e todas as carreiras dos artistas que a compõem. 
 
Este ano, a representar a bandeira nacional, além de Kura (posição 39) e Diego Miranda (posição 50), também os portugueses KEVU entraram neste TOP, diretamente para o número 118, sendo esta a sua primeira vez uma listagem desta dimensão. 
 
Nos últimos meses a carreira da dupla formada por João Rosário e João Pedro, tem tomado proporções enormes contando com 75 atuações e 12 lançamentos de músicas com feedbacks de vários artistas. Um trabalho duro que está "a valer a pena" referem os artistas, após receberem a notícia que dava conta da sua posição na listagem que prometem voltar a conquistar no próximo ano, num lugar entre os 100 mais votados. "Este ano foi claramente o melhor ano que já tivemos e isso é tudo por causa de vocês, que são o nosso apoio, motivação e é o vosso amor que nos mantém em movimento" contam.
 
Confere a listagem do TOP 150.
 
101 - Black Coffe
102 - Jauz
103 - Alexander Popov
104 - Major Lazer
105 - Borgore
106 - Julian Jordan
107 - Henri PFR
108 - D-Block & S-te-Fan
109 - Warface
110 - Chemical Surf
111 - Steve Lawier
112 - Martin Solveig
113 - Futuristic Polar Bears
114 - Solardo
115 - Cheat Codes
116 - Sub Zero Project
117 - Sunnery James & Ryan Marciano
118 - KEVU
119 - Krewella
120 - Yves B
121 - Sam Feldt
122 - DJ Feel
123 - Galantis
124 - Green Velvet
125 - Naeleck
126 - Curbi
127 - Illusionize
128 - Erick Morillo
129 - Paul Oakenfold
130 - Darren Styles
131 - Zomboy
132 - Sven Vath
133 - Dannic
134 - Carnage
135 - Cosmic Gate
136 - A-Track
137 - Showtek
138 - UNIVZ
139 - Malaa
140 - Fatboy Slim
141 - Loco Dice
142 - Charlotte de Witte
143 - Tom and Collins
144 - Seven Lions
145 - Astrix
146 - 22 Bullets
147 - Noisecontrollers
148 - Jack U
149 - Jamie Jones
150 - Slushii
Publicado em Artistas
Diego Miranda é cada vez mais um nome conhecido e aclamado na música eletrónica nacional e internacional. Tendo já estado presente na famosa lista Top 100 da revista DJMag, foi este ano novamente nomeado para um MTV Europe Music Award, na categoria de Best Portuguese Act. Depois de um verão cheio de atuações em Portugal e no estrangeiro, o DJ concedeu uma entrevista exclusiva ao portal 100% DJ, onde fala sobre a sua carreira, as nomeações da MTV e o seu futuro.

 

Qual foi a tua reação ao saber que estavas novamente nomeado para um Best Portuguese Act dos MTV Europe Music Awards?
Foi com enorme orgulho que soube. É verdade que também tenho trabalhado muito para isso e o facto de ter sido o único português a entrar para o Top100 do mundo, no último ano pela DJ Mag, também deve ter contribuído para isso. Mas esta nomeação tem um sabor diferente porque é uma competição, não só a nível de DJ’s, mas a nível de todos os músicos e bandas. E... como já tinha sido o único DJ em Portugal a ser nomeado pela MTV em 2011, desta vez não estava tanto à espera, por isso é uma grande alegria e uma grande honra poder representar a música eletrónica que se faz em Portugal para todo o mundo. 
 
Quais são as expectativas em relação aos resultados das votações? Acreditas que a competição vai ser renhida?
Provavelmente vai ser difícil, porque há fãs de bandas nomeadas que também são meus fãs, pois tratam-se de estilos completamente diferentes. Mas só posso dizer que vou trabalhar cada vez mais e estou a contar com o apoio de todos os meus fãs que são incansáveis e apoiam-me incondicionalmente. A eles, só lhes posso dizer "obrigado" e que tenho os melhores fãs do mundo. 
 
Pensas que é importante a MTV (e outros meios de comunicação social) dar importância aos DJ’s, uma vez que a música eletrónica tem cada vez mais público? 
Claramente que sim. Temos de saber acompanhar a evolução e hoje em dia os concertos deram lugar a festivais com DJ’s. Se um DJ tem capacidade de mover massas, encher estádios, inclusive como bandas e é um fenómeno, tem de se lhe dar o devido valor como qualquer outro músico ou artista. 
 
Em relação aos últimos meses, qual foi a experiência/trabalho que mais te marcou e mais gostaste de realizar? Porquê? 
É difícil enumerar porque foram várias, mas posso citar algumas, nomeadamente, adorei ter feito a Tour da Ballantines que realizou uma produção magnífica em todas as festas. Há dois clubs que me marcam sempre que lá passo: Green Valley no Brasil (eleito o melhor club do mundo) e Ushuaia em Ibiza. A Tour do Happy Holi, que começou em Portugal e já vai no Brasil, com festas que são sempre mágicas e únicas. Também finalizei um tema há pouco tempo, "Believer" com a cantora americana Miss Palmer, e estou com outros projetos e colaborações novas que ainda não posso revelar e que me têm dado muito gozo fazer. 
 

Temos de saber acompanhar a evolução e hoje em dia os concertos deram lugar a festivais com DJ’s.

 
Quando poderemos ouvir novo material original? Há alguma colaboração que está a ser planeada? 
Como disse, acabei de lançar o tema "Believer" e tenho vários projetos/colaborações que estão a sair mensalmente pela minha nova editora "Less is More", mas mais mainstream. Também tenho o cantor Mitch Crown, com quem já estou a trocar ideias para trabalharmos juntos num novo tema e paralelamente quero começar a trabalhar no meu novo álbum, em que vou incluir alguns temas que já saíram e muitas novidades, mas que só deve estar finalizado no próximo ano! 
 
No futuro, que projetos e novidades podemos esperar do Diego Miranda? 
Em termos de música, vou continuar a produzir e a lançar temas novos e vou continuar a tocar muito porque já tenho a agenda cheia até ao próximo ano. Quero também trabalhar mais na minha editora para que cresça e para que dê oportunidade a outros artistas e novos talentos de crescerem. Também estou a lançar uma linha de roupa com o meu estilo, para os verdadeiros fãs… basicamente, o que posso dizer é que, não vou parar!
 
Que objetivos ainda pretendes atingir a nível profissional?
Não penso nisso, só posso dizer que "o céu é o limite!" 
 
Quais são as tuas inspirações, a nível de DJ's? E com quem desejarias trabalhar um dia? 
Existem alguns que admiro bastante e que às vezes não têm nada a ver com o estilo que toco hoje em dia, mas que serão sempre uma referência para mim, como é o caso de Carl Cox com toda a sua técnica. A nível de produtores, atualmente, existem vários como é o caso do Calvin Harris ou David Guetta porque nunca descuram a parte melódica nos seus temas e conseguem manter-se sempre atuais.
 
Nota de redação: Para votares acede a pt.mtvema.com/vota.
 
 
Publicado em Entrevistas
 
Ainda com a "febre" do Top 100 da Revista DJ Mag a fervilhar, eis que te apresentamos 8 curiosidades, que provavelmente não sabes. Mas elas existem.
 
1Não tens de estar muito tempo na "moda" para te tornares o DJ número 1 do mundo. Os DJs que anteriormente alcançaram o topo como Armin van Buuren, Tiësto e David Guetta já trabalhavam nesta área há muitos anos quando finalmente conseguiram o primeiro lugar no Top da DJ Mag. Tiësto alcançou a primeira posição quando tinha 33 anos, Armin van Buuren aos 30 anos e David Guetta quando fez 43 anos. Hardwell é o mais novo vencedor de sempre do Top 100 da DJ Mag com apenas 25 anos.
 
2Já não importa ter um Radioshow ou marcar presença em grandes eventos como por exemplo o Tomorrowland ou o Ultra Music Festival. Basta apenas produzires um hit e estás seguramente no Top 100. A "lenda" Carl Cox ficou em 46º e o mais novo DJ do Top - Martin Garrix em 40º.
 
 
3Não é necessário seres um DJ para estar no Top 100 da DJ Mag. Os Daft Punk lançaram o seu novo álbum "Random Access Memories" em maio deste ano, após longos anos de silêncio e já não atuavam para um público (pagante) desde 2007, mesmo assim subiram 22 lugares, para ocuparem o número 22 no Top.
 
4Se tiveres um peito favorável e produzires uma espécie mashups, poderás acabar no 87º lugar como a Tenashar. Já agora, nunca ouvimos falar de tal pessoa antes. (?!)
 
 
5Avicii é um sólido número três. Apesar de todos os comentários negativos acerca do seu set no Ultra Music Festival em Miami, ainda se chegou a pensar que o tempo de Avicii tinha terminado, mas o "puto maravilha" da Suécia atacou e bem. "Wake Me Up" tornou-se o single mais vendido do Reino Unido de 2013 e ficou nos Tops de 20 países. 
 
6Mais uma vez, os holandeses tomaram de assalto o Top 100, com seis DJs holandeses no Top 10 inclusive. Não sabemos o que tomam na água, mas gostariamos de saber.
 
 
7É favorável ter um evento que patrocine a 200%. Podes acabar na posição número 6. Dimitri Vegas & Like Mike subiram 32 lugares na lista deste ano. É justo dizer que o Tomorrowland/Tomorrowworld teve "culpa" na grande promoção desta dupla. Por serem residentes nestes festivais, os milhares de festivaleiros de todos os cantos do mundo foram quase que "obrigados" a conhecer estes dois DJs Belgas. 
 
 
8Numa cena dominada por homens, felizmente há espaço para duas fantásticas mulheres denominadas de NERVO no Top 20 da lista deste ano. As gémeas australianas posicionam-se no 16º lugar.
 
Fonte: exQlusiv.
 
Publicado em Mix
Poucos eventos no mundo da música de dança suscitam mais controvérsias nas redes sociais do que o famoso TOP 100 da Revista DJ Mag. As disputadas posições serão reveladas este sábado numa cerimónia integrada no Amsterdam Music Festival, evento onde são esperadas mais de 35 mil pessoas e que já tem os ingressos esgotados.
 
Mais uma vez a contagem regressiva começará ao final do dia na página do Instagram e do Twitter da DJ Mag e mais tarde terá lugar a transmissão em direto da Amsterdam Arena.
 
Nos últimos anos, o topo da listagem foi ocupado por Martin Garrix, Armin van Buuren, Hardwell, Dimitri Vegas e Like Mike, Tiësto e o épico Carl Cox. As representações portuguesas têm sido feitas por Diego Miranda, Kura, Pete Tha Zouk e DJ Vibe.
 
No ano passado, Martin Garrix tornou-se o mais jovem vencedor deste ranking. O DJ e produtor holandês recebeu o prémio de "DJ número 1" das mãos do seu mentor, Tiësto.
 
Publicado em Mix
Um site russo de notícias "EDM" (www.edm-news.com) afirma ter hackeado o site da DJ Mag para descobrir a lista dos primeiros 70 DJs do Top 100 de 2014. De acordo com a alegação infundada, Hardwell alcança novamente o número 1 do topo, seguido de Dimitri Vegas & Like Mike, Armin Van Buuren e Martin Garrix que pula 36 pontos para ocupar a posição número 4, colocando Tiësto na 5ª posição.

Se no próximo sábado, se vier a confirmar a veracidade deste Top, pode o português KURA orgulhar-se de uma entrada direta para a posição número 42. Diego Miranda faz uma escalada enorme de 43 posições e ocupará a "casa" 51.

É necessário ter em conta que a listagem apresentada em baixo é puramente especulativa, sendo que os resultados oficiais serão apenas anunciados este sábado dia 18 de outubro a partir das 20 horas.
 
 
  • 1. Hardwell (-)
  • 2. Dimitri Vegas & Like Mike (+4)
  • 3. Armin van Buuren (-1)
  • 4. Martin Garrix (+36)
  • 5. Tiesto (-1)
  • 6. Avicii (-3)
  • 7. David Guetta (-2)
  • 8. Nicky Romero (-1)
  • 9. Skrillex (+2)
  • 10. Steve Aoki (-2)
  • 11. Calvin Harris (+4)
  • 12. Afrojack (-3)
  • 13. Blasterjaxx (+58)
  • 14. Dash Berlin (-4)
  • 15. Alesso (-2)
  • 16. Deadmau5 (-4)
  • 17. Showtek (+10)
  • 18. W & W (-4)
  • 19. Deorro (Nova entrada)
  • 20. DVBBS (Nova entrada)
  • 21. Nervo (-5)
  • 22. Zedd (+2)
  • 23. R3hab (+35)
  • 24. Andrew Rayel (+4)
  • 25. Above & Beyond (-8)
  • 26. Steve Angello (+12)
  • 27. Dyro (+3)
  • 28. Aly & Fila (-8)
  • 29. Axwell (-10)
  • 30. Dannic (+44)
  • 31. Ummet Ozcan (+68)
  • 32. Diplo (+32)
  • 33. Krewella (+11)
  • 34. Oliver Heldens (Nova entrada)
  • 35. Fedde Le Grand (-6)
  • 36. Vicetone (+24)
  • 37. Angerfist (-3)
  • 38. Paul van Dyk (-6)
  • 39. Sebastian Ingrosso (-21)
  • 40. Headhunterz (-17)
  • 41. Borgore (Nova entrada)
  • 42. DJ KURA (Nova entrada)
  • 43. Daft Punk (-21)
  • 44. Markus Schulz (-23)
  • 45. Frontliner (-8)
  • 46. Kaskade (-10)
  • 47. Brennan Heart (+14)
  • 48. Infected Mushroom (+5)
  • 49. Zatox (+1)
  • 50. Laidback Luke (-19)
  • 51. Diego Miranda (+43)
  • 52. Cosmic Gate (+28)
  • 53. Carnage (Nova entrada)
  • 54. Noisecontrollers (+12)
  • 55. Da Tweekaz (+31)
  • 56. DJ Snake (Nova entrada)
  • 57. Radical Redemption (Nova entrada)
  • 58. MAKJ (Nova entrada)
  • 59. VINAI (Nova entrada)
  • 60. Gabry Ponte (Nova entrada)
  • 61. Eric Prydz (-7)
  • 62. Carl Cox (-16)
  • 63. ATB (-30)
  • 64. Porter Robinson (-23)
  • 65. Firebeatz (Nova entrada)
  • 66. Yves V (Nova entrada)
  • 67. Dillon Francis (+6)
  • 68. Knife Party (-43)
  • 69. Dada Life (-34)
  • 70. Sander van Doorn (-31)
Publicado em Mix
O Festival belga Tomorrowland foi o evento mais votado pelos leitores da revista britânica DJ Mag, líder nas sondagens da área nightlife, fundada em janeiro de 1991.
 
O formulário da votação pública que decorreu nos primeiros meses do ano para definir os 100 melhores Clubs do Mundo - onde também figura a discoteca Lux -, incluía uma nova opção que permitia aos votantes escolher também o festival “número 1” do mundo.
 
Sem margem para dúvidas, o festival Tomorrowland foi o mais escolhido, elevando desta forma o estatuto de evento mais desejado pelo público e que este ano se realiza nos dias 24, 25 e 26 de julho em Boom, na Bélgica. Os bilhetes para esta edição já se encontram esgotados.
 
Avicii, Armin Van Buuren, Hardwell, Sven Vath, Solomun, Alesso e a Orquestra Nacional da Bélgica são alguns dos artistas que irão pisar os diferentes palcos espalhados pelo gigantesco jardim eletrónico. Este ano, uma das grandes novidades é um novo palco destinado a atuações com vinil, apresentado pela Cocoon Recordings e comandado por Sven Vath. 
 
Recorde-se que o aftermovie do festival belga de 2012 é um dos vídeos que os portugueses mais assistem no Youtube.
Publicado em Tomorrowland
Pág. 1 de 6
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.