20-08-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O DJ e produtor holandês decidiu processar a editora Spinnin’ Records nos últimos meses e esperava-se que este caso fosse demorar alguns anos em tribunal. Em comunicado oficial, Martin Garrix afirmou que as duas partes chegaram agora a um acordo.
 
“Eu, formalmente informo que retirei o processo contra a Spinnin’ Records, a 3 de dezembro de 2015. Como resultado de uma posterior negociação, a Spinnin’ Records cedeu os direitos legais das minhas músicas a mim, o que era o principal objetivo deste processo. Eu vou ainda garantir à Spinnin’ Records uma licença exclusiva (por tempo determinado) das minhas músicas que foram lançadas pela editora até agosto de 2015. O que resta das divergências entre as duas partes será provavelmente resolvido por procedimentos legais no futuro. Enquanto isso, ambos tentaremos resolver esses assuntos de forma amigável”, declarou Martijn Garritsen.
 
Martin Garrix anunciou a saída da Spinnin’ Records e da MusicAllStars Management no passado mês de agosto, pois existiam informações falsas no seu contrato. Após esta decisão, o artista divulgou várias faixas em download gratuito e vai criar a sua própria editora, com lançamentos de “géneros diferentes, não apenas um”.
 
{youtube}E2Y-9U3QUxQ{/youtube}
Publicado em Artistas
O DJ e produtor português Tom Enzy lançou recentemente o seu mais recente single, em colaboração com Chuckie e Gvo LV, pela prestigiada editora Spinnin’ Records. O tema, intitulado “Back In The Day”, promete ser um sucesso internacional.
 
A faixa foi lançada no passado mês de setembro e encontra-se disponível nas habituais plataformas digitais, tal como o videoclip oficial.
 
Esta não é a primeira vez que Chuckie trabalha com um artista português, recorde-se que juntamente com Deepblue, lançou em 2015 um remix oficial da música “Happy Hour”, de Tara McDonald.
 
Publicado em Música
Depois de Martin Garrix e de toda a polémica criada, chegou a vez de Mike Hawkins e Julian Jordan abandonarem a Spinnin’ Records e a MusicAllStars Management. Os dois artistas anunciaram a decisão nas respetivas páginas oficiais de Facebook.
 
A saída de Julian Jordan da prestigiada (e polémica) editora e da empresa de management de artistas aconteceu devido à falta de acordo de ambas as partes em relação a um novo contrato, discutido durante “os últimos meses”. O artista anunciou ainda que a sua nova equipa já se encontra construída e que lhe vão oferecer “mais liberdade do que antes”.
 
Mike Hawkins, um artista que tem marcado presença em Portugal várias vezes durante os últimos tempos, anunciou também na sua página oficial de Facebook que chegou a um acordo com a Spinnin’ Records para terminarem o contrato. As razões para esta decisão foram as novas produções do artista, que não coincidem com a visão e estilo da editora. À semelhança de Julian Jordan, Também Mike Hawkins já possui uma nova equipa.
 
A Spinnin’ Records já perdeu três artistas durante este ano, um deles com um enorme peso a nível internacional, Martin Garrix, cujo caso tem dado que falar na imprensa internacional com várias polémicas e acusações.
 
{youtube}OTuh2HpYUdE{/youtube}
Publicado em Artistas
É o artista espanhol mais bem posicionado no Top 100 da DJ Mag deste ano e acaba de lançar um novo single, com o selo da Spinnin’ Records.
 
A faixa chama-se “End Of The Night” e já está disponível nas plataformas digitais. “Tenho vindo a trabalhar nesta música há algum tempo e estou muito contente por partilhá-la com vocês!”, confessou o artista na sua página oficial de Facebook.
 
Recorde-se que Danny Avila esteve recentemente em Portugal para uma atuação nos Açores e o Portal 100% DJ esteve à conversa com o DJ e produtor numa entrevista que podes conferir aqui.
 
 
Publicado em Música
segunda, 28 novembro 2016 17:49

Kura lança nova faixa pela Spinnin’ Records

É um dos DJs e produtores portugueses com mais destaque a nível internacional neste momento e acaba de lançar uma nova faixa pela editora Spinnin’ Records. O tema, intitulado de “Tora”, já está disponível nas várias plataformas digitais.
 
“Tora” é uma música com o mesmo tipo de sonoridade que Kura já habituou os seus fãs, mas desta vez com um espírito exótico e tropical, com inspiração num dos temas favoritos do artista português. Até ao momento, a faixa já conta com o apoio de artistas como Dimitri Vegas & Like Mike, Hardwell, Tiesto, David Guetta, W&W, entre outros.
 
“Este novo tema, recorda-me do início da minha carreira de DJ e de um tema que eu tocava recursivamente, - era um êxito na altura -, e a inspiração dessa música permaneceu comigo até hoje. É um tema com muitas influências tribais, mas muito marcado por elementos estilísticos meus, é uma combinação do meu groove e synths. Penso que é por isso que as expectativas estão tão altas”, refere Kura.
 
{youtube}QptgChaqIQY{/youtube}
Publicado em Música
quarta, 11 novembro 2015 23:02

Martin Garrix processa a Spinnin’ Records

Após a sua saída da Spinnin’ Records e da MusicAllStars Management no passado mês de agosto, Martin Garrix decidiu agora processar as duas empresas, incluindo o seu antigo agente Eelko van Kooten (na foto).
 
O afastamento do artista com a editora e a agência aconteceu porque o número 3 do Top 100 da DJ Mag queria mais autonomia, principalmente no que dizia respeito aos direitos das suas faixas. As negociações ocorreram durante oito meses, até que o ‘divórcio’ foi anunciado.
 
Apesar da Spinnin’ Records afirmar que iria realizar todos as exigências do jovem produtor, Martin Garrix não quis aceitar pois Eelko van Kooten supostamente deu informações falsas. Tudo aconteceu quando a carreira do holandês chegou ao topo, após o lançamento do hit “Animals”, o artista não tinha conhecimento algum sobre a indústria musical e o seu antigo agente, segundo teorias, não dava importância ao artista nem aos contratos com a editora.
 
Este processo, tal como muitos outros que já aconteceram, pode demorar vários anos até ser encontrado um resultado final pelos tribunais. 
 
{youtube}gCYcHz2k5x0{/youtube}
Publicado em Artistas
O DJ e produtor português Jaak acaba de lançar o seu mais recente tema, intitulado “Fool”, pela editora Spinnin’ Talent Pool e promete ser uma das músicas deste verão.
 
Até ao momento, a faixa conta com o apoio de Fedde Le Grand e Laidback Luke, que considerou a música como “fantástica”. Numa entrevista para o website da Spinnin’ Records, o artista confessou que a música é “uma mistura de dois projetos”, um mais “focado no bass e outro mais melódico” e que juntos transformaram-se na “Fool”.
 
Tiago Narciso, que vive na Holanda, tem vindo a progredir na sua carreira, com atuações um pouco por todo o mundo, tendo realizado recentemente uma digressão pela China.
 
Para o futuro, além da sua carreira, um dos seus objetivos é conseguir fazer música “a tempo inteiro. Produzir, atuar e fazer todos felizes”, confessou Jaak à editora.
 
Publicado em Música
O DJ e produtor português Pedro Carrilho assinou recentemente o tema "Jungle Queen" pela Dharma Worldwide, editora de KSHMR pertencente à Spinnin' Records. Esta faixa teve a sua estreia no passado mês de março no mainstage do Ultra Music Festival pela mão do britânico Jonas Blue e trata-se de uma colaboração com Patrick Moreno (POL) e Dennis Cartier (BEL) que certamente fica no ouvido dos fãs do tribal-house. No passado fim-de-semana, no festival Tomorrowland, Jonas voltou a colocar no seu set o remix de "Fast Car" faixa também assinada por Pedro Carrilho.
 
"Há mais algumas novidades com a editora, para já posso apenas adiantar que, para os adeptos da produção, estará disponível um vídeo in the studio no website da Dharma Worldwide, bem como um sample pack contendo elementos utilizados nesta faixa. É muito interessante fazer uma edição desta forma, pois estamos não só a disponibilizar música nova, mas igualmente a contribuir para a comunidade da Dharma / Spinnin, que é cada vez mais global!"

As novidades não ficam por aqui e Carrilho confirma também que há um novo club banger em parceria com Mixtec a sair pela Armada Music. O artista refere que "depois de tocado no radioshow de Tiesto e Fedde Le Grand, começámos a receber diversas mensagens de top DJs internacionais a requisitar uma promo. Por questões de contrato ainda não podemos anunciar data de lançamento, mas a expectativa é bem alta e o feedback tem sido extraordinário."

No próximo mês de agosto, o artista que ocupa a posição número 15 do TOP 30 nacional, terá uma agenda preenchida com atuações em Peniche, Vimioso, Pousade, Serpa e na Guarda.
 
Publicado em Artistas
O jovem talento português Wyko acaba de lançar a sua faixa “Toma”, em colaboração com Acejax, pela editora de KSHMR intitulada Dharma Worldwide, que pertence à Spinnin’ Records.
 
O tema conta com um vocal em português e é uma mistura de funk com big room. Neste momento, a faixa integra a compilação “Sounds Of Summer”, ao lado de artistas como Timmy Trumpet. 
 
“Primeiro de tudo, nada melhor que representar a língua portuguesa! Acho que juntar géneros é ótimo e é uma forma de criar aceitação por parte do público perante todos os géneros e sinto que esse é um dos meus papéis na indústria”, referiu o artista.
 
Além de KSHMR editar o tema de Wyko na sua editora, o artista tem vindo a reproduzir “Toma” em muitos dos seus espetáculos da sua digressão mundial.
 
Wyko tem apenas 20 anos mas já conta com o apoio de grandes artistas internacionais como W&W e Showtek. No seu currículos já conta com faixas lançadas em editoras como Scorpio Music, Cell Recordings, Quartzo Records e colaborações com Ben Ambergen.
 
Publicado em Música
Parece que a novela Martin Garrix VS Spinnin’ Records acaba de ganhar novos episódios. Depois de no passado mês de agosto o DJ e produtor holandês ter decidido processar a editora e de ambas as partes terem chegado a um acordo, a situação voltou à estaca zero após um novo comunicado da Spinnin’ Records.
 
A editora anuncia agora que vai ter em posse os direitos de autor de Martin Garrix até ao dia 1 de julho de 2017, tal como a gerência da sua carreira pela MusicAllStars Management e que pode vir a cobrar o artista pela rescisão do contrato. As faixas do jovem produtor podem ainda vir a ser exploradas, pelo menos até ao ano de 2023. “Contratos são contratos e devem ser respeitados”, pode ler-se no comunicado oficial.
 
Da parte de Martin Garrix, também através de comunicado, defende que a editora está a ser tendenciosa e que vai recorrer de novo aos tribunais com um pedido de anulação do contrato, assinado pelo seu pai Gerard Garritsen (pois na altura o artista ainda não tinha atingido a maioridade). No caso do tribunal decidir que Martin Garrix tem razão, a Spinnin’ Records e nomeadamente Eelko Van Kooten (na foto), serão castigados e terão de indemnizar o artista holandês.
 
Em breve, segundo Garrix, os seus advogados irão divulgar mais detalhes acerca deste assunto, mas confessa que depois de ler o último comunicado da Spinnin’ Records, que a decisão tomada de abandonar a editora foi uma boa atitude da sua parte.
 
Martin Garrix é a primeira confirmação para a edição deste ano do MEO Sudoeste, na Zambujeira do Mar, para a comemoração dos 20 anos do festival alentejano.
 
{youtube}TvL-bZqSVHw{/youtube}
Publicado em Artistas
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.