21-01-2021
  Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Diária
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 106

O reconhecido DJ e produtor português The Fox assinou recentemente um novo EP que pode ser adquirido através da sua página na plataforma Bandcamp.

"Love United" apresenta-se com quatro faixas, numa vertente "old school, com influências de terras germânicas e muito por causa de nomes como da Plastic City, Terry Lee Brown Jr, Timewriter, entre outros" afirma o artista.

Imparável durante a Pandemia, além deste EP, The Fox tem também trabalhado noutros projetos musicais que envolvem a rádio e transmissões de sets e conversas informais nas redes sociais.
 

Publicado em Música
segunda, 05 novembro 2012 00:12

The Fox: Talento, técnica e experiência

Ser um DJ de referência implica talento, técnica, anos de experiência, contacto com várias culturas e sobretudo, a partilha de experiências – algo inato e acessível para The FOX.
Teve o seu primeiro contato com a música aos 7 anos de idade, na Alemanha, país onde nasceu. Dez anos depois, entra como animador numa das rádios mais concorridas da grande Lisboa e, em 1994, junta-se aos fundadores da Antena 3, para ficar responsável pelo programa "Planeta E". Na área da televisão é o mentor e produtor do programa "Dance Tv". Gosta de boa música e é um ouvinte atento.
Na entrevista exclusiva ao Portal 100% DEEJAY, revela que está a “cozinhar” alguns projetos, nomeadamente o lançamento de 2 EPs, e analisa vários factos que estão a acontecer na noite nacional.
 
 
Nasceste na Alemanha. Foi lá que tiveste o primeiro contacto com o mundo do Djing? Conta-nos essa primeira experiência...
Nesta perspectiva, posso dizer que provavelmente o primeiro contacto foi com um gravador duplo de cassetes, no qual brincava com passagens. Tinha 7 anos.

A Rádio foi e continua a ser uma boa escola?
Claro. A rádio é um universo excelente para se estar em contato com música, experiências e todo um leque de situações que ajudam quem quer estar envolvido na indústria.

Como surgiu a ideia de criar o "Dance TV"?
O "Dance Tv" já era um sonho quando comecei a fazer o "Planeta E". A ideia era conseguir levar para o pequeno ecrã, aquilo que se fazia no programa e mais além.

Consideras que ser DJ está mesmo na moda e qualquer pessoa o pode ser? É algo negativo e prejudicial o surgimento de tantos DJs?
Esta questão é complicada de se explicar. Por um lado, pode ser benéfico porque mais ideias entram no mercado, por outro lado a saturação e a banalidade pode estar a ser lançada. Julgo que neste ponto apenas os verdadeiros DJs se conseguem manter como profissionais da área. O resto são curiosos.

De certa forma, fazes parte da fase old school da dance scene nacional. Como vês o atual DJing que por cá se pratica?
Acho que além de ter virado moda, muitos dos novos DJs não tocam com aquilo que lhes vai na alma. Seguem apenas artistas e estilos que estão na ordem do dia.
 

Julgo que neste ponto apenas os verdadeiros DJs se conseguem manter como profissionais da área. O resto são curiosos.


Como vês a mudança dos estilos musicais que tem ocorrido nestes últimos 5 anos?
Isso foi algo que sempre aconteceu, estamos numa fase em Portugal onde o comercial parece querer tomar as rédeas, mas tenho a sensação que isso não vai durar muito. Mas foi sempre assim.

Tu que, mais que ninguém estás dentro do meio, de maneira geral como classificas a promoção e divulgação da música electrónica via rádio e televisão?
Julgo que em termos de rádio já estivemos melhor. As atuais playlists estão demasiado óbvias e ninguém arrisca.

Dos DJs com quem já partilhaste a cabine, qual foi aquele que te marcou mais e porquê?
O Sven Väth, pela sua consistência, os Deep Dish pela música e tantos outros que em determinadas noites me puseram a dançar.

Foste residente em casas míticas como a Kremlin e a Locomia. Como é que olhas para esse passado? Com algum sentimento de saudade? Esses clubes fazem falta na noite?
Claro que fazem, eram casas de culto que todas as semanas tinham algo de muito bom para oferecer. O mercado e estado do país eram outros. Agora o dinheiro escassa para os produtores e já não podem "inventar tanto".

Quais as tuas influências musicais?
Gosto de boa música. Sempre fui um ouvinte atento. Bandas como Led Zeplin, Pink Flyod, U2, Stone Roses, Peter Murphy; fazem parte da minha discografia. Na área da eletrónica, procuro aquilo que mexe comigo e temos tido muito boas coisas a sair.

Das tuas produções, qual destacas e porquê?
Estou em estúdio a preparar o lançamento de mais 2 EPs. Mas o tema que tem gerado mais buzz, destaco a remix de "Back to Life", que fiz para o Mikkel Solnado. Mas claro, as que vão sair serão as mais apetecíveis.

Na tua opinião, existe algum produtor ou DJ português que esteja a ter bons trabalhos que achas que valha a pena ser destacado?
Acho que ainda falta um bocado de mais experiência a muitos bons produtores nacionais. Mas destaco o A.PAUL com toda a equipa das suas editoras, o Mikalogic, Jay A, entre outros.

Como vês o futuro da música eletrónica?
Com muitos bons olhos, visto estar a crescer cada vez mais. Os principais festivais já não descuram os DJs. A tendência musical que esta a crescer nos EUA é a eletrónica e isso só pode ser positivo.

Em relação à organização de eventos de música electrónica em Portugal... Há mais profissionalismo do que há uns anos atrás? As produções são melhores?
Infelizmente não temos tido tantas grandes produções como antigamente, mas acho que estão mais cuidadosos.

Neste momento que projetos tens em mãos?
Tenho, como disse, 2 EPs a sair, uma compilação nacional e mais umas propostas de programas de rádio.

O que podemos esperar de The FOX a curto prazo?
Música de qualidade!
 
 
Management | EUROPA
www.europaagency.com
 
Publicado em Entrevistas
quarta, 29 janeiro 2014 19:45

DJ The Fox apresenta novo tema

Para o DJ The FOX o ano de 2014 gira em torno de novas produções. A primeira chama-se "Secret" e conta com a voz de AnaRita, cantora portuguesa que tem dado que falar em Inglaterra.
 
Foi a pensar em sonoridades voltadas para o progressive house e para as grandes pistas de dança, que surge a faixa "Secret". O tema que junta The Fox e AnaRita conta a história de uma rapariga que guarda um segredo e que a condiciona a vida familiar, ao ponto de a fazer mudar de vida.
 
A estrondosa voz da cantora aliada às batidas fortes e pujantes da faixa, combinam com o secretismo gerado em torno da história da música. Ainda sem editora, o tema promete agitar as grandes pistas de dança, na temporada que se avizinha. É ouvir, para crer.
 
 
Publicado em Música
The Fox é um dos grandes nomes da música eletrónica nacional e acaba de lançar um novo EP na conceituada editora italiana Phunk Traxx.
 
O tema chama-se “Round and Round”, é uma colaboração com Cybill e já se encontra disponível para compra no Beatport, incluindo um remix assinado pelo artista espanhol Rottom.
 
Este lançamento é um marco histórico na carreira de The Fox, tornando-se assim no primeiro artista português a editar uma faixa na Phunk Traxx.
 
The Fox conta com uma carreira com mais de 20 anos, tendo percorrido o mundo com as suas atuações e pisado palcos ao lado de nomes como Carl Cox, Roger Sanchez, Erick Morillo e Bob Sinclar.
 
{youtube}mKERUK_0FSk{/youtube}
Publicado em Música
Cunqueiros Dance Party é um evento sem igual na região, tendo já obtido um elevado grau de notoriedade, que promove Proença-a-Nova e todo o distrito a nível nacional, o que lhe atribuí também uma grande responsabilidade e fasquia de qualidade.

À semelhança de todas as edições anteriores, a aposta continua a ser muito forte a nível musical e desta vez marca presença aquele que é um artistas portugueses de música electrónica mais requisitados de norte a sul do País, para os maiores festivais, discotecas e eventos, DJ The Fox.

"É com grande entusiasmo que recebemos o DJ The Fox na Cunqueiros Dance Party, finalmente após vários anos de abordagens de parte a parte e de inúmeros pedidos de muitos fãs do evento. É um DJ que se adapta a todos os públicos, mas a sua missão para o dia 5 de Agosto é o de literalmente meter a Beira Baixa a saltar!" Garante Manuel Barroca, um dos organizadores do evento.


A partir das 23h do próximo dia 5, muitas serão as surpresas e ofertas preparadas para os mais fiéis seguidores da Cunqueiros Dance Party 2011, para a qual será preparada um layout de espectáculo com 50 mil Watts de Som e Luz, um Palco Interactivo, para além da Cocktail Zone e da Relax Zone. Ao final da noite poderão saborear o sempre apetecível Mais Famoso Caldo Verde da Região, para restabelecer as energias. Campismo Grátis é novamente uma realidade à disposição de todos.

Para além da pura festa e animação, a Cunqueiros Dance Party este ano apresenta um conceito gráfico em volta do céu azul e do ambiente, de forma a que os espectadores que venham de longe possam ter uma ideia mais fiel do que podem experimentar na época do Verão, nesta Região: um cenário verde e fresco com um sol radiante, ar puro, excelente gastronomia, e praias fluviais com elevada qualidade a nível de infraestruturas e de qualidade da água.

Um espectáculo a não perder, que, mais uma vez, é de entrada livre.
Cunqueiros Dance Party tem o apoio e selo de qualidade '100% DJ'.

Mais informações em www.facebook.com/cunqueirosdanceparty / www.cdp2011.no.sapo.pt.
Publicado em Eventos
quinta, 15 março 2012 19:24

Remix de 'Back to life' faz sucesso

A remix de "Back To Life" produzida pelo The FOX já tem vídeo e toca nas melhores rádios em Portugal.
 
A Rádio Comercial, a Mega Hits, a Antena 3, a Kiss FM Algarve, a TOP FM Açores e a nove3cinco renderam-se ao tema que já faz dançar muitos amantes da dance scene no dancefloor.

A música, um original de Mikkel Solnado juntamente com Maria Hamer, é já um hit nas pistas de dança e nas rádios.
 
Publicado em Música