28-03-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O DJ e produtor português Slamtype fez jus ao importante apelo das autoridades de saúdes de ficar em casa nos últimos dias e isso trouxe-lhe inspiração para o seu novo tema que já se tornou viral.

"Quarentena" pretende, através da música, incentivar ao isolamento social das populações como forma de prevenir a pandemia do Covid-19, atualmente a afetar todo o mundo. No YouTube a música já soma mais de 70 mil visualizações e pelas redes sociais já existem vídeos de carros da Polícia de Segurança Pública a tocar a referida música. 

Além desta estar em português, Slamtype produziu também uma versão em Inglês. Ambas serão lançadas na Label Widow, no próximo dia 30 de março e estarão disponíveis nas várias plataformas digitais, exceto Beatport.

Resultado da votação que decorreu no ano passado, Slamtype ocupa a posição número 21 do TOP 30 nacional de DJs.
 

 
No ano que a Magna Recordings comemora o 20.º aniversário, a primeira edição de 2020 é a número 100. No mundo das edições digitais, onde a Magna está desde 2007, ano em que deixou de editar em formato vinil, 100 edições é um marco importante na história desta editora de Carlos Manaça. 

"Desde o início que o nosso objetivo tem sido apostar mais na qualidade do que na quantidade, descobrir novos talentos nacionais (e internacionais) dar-lhes destaque, abrir-lhes novas portas" referiu o DJ e produtor português atualmente em Madrid, destacando ainda que nestes últimos 20 anos a Magna lançou faixas de vários artistas como é o caso de Pete Tha Zouk, Richie Santana, Mendo, Dextro, Di Paul, Redkone, Glender, entre muitos outros.
 
A edição número 100 é obrigatoriamente especial e pertence à faixa produzida por XL Garcia e MC Johnny Def, cujos artistas fazem parte da dance scene nacional desde as suas origens. Da união de forças resultou “Movers & Shakers”, uma sonoridade techno que conta com os inconfundíveis vocais de Johnny Def. A nova faixa apresenta-se com quatro versões, a Main Mix, perfeita para as "peak hours" de qualquer espaço, a Alternative Mix, a Dub Mix e ainda uma versão mais dark techno assinada por Carlos Manaça.
 
Esta edição está disponível para compra em todas as plataformas digitais incluindo as de streaming.
Os promotores dos festivais Rolling Loud Portugal e Afro Nation efetuaram uma contribuição para auxiliar no financiamento de novas máquinas de ventilação e materiais de autoproteção para as equipas médicas dos hospitais algarvios, ajudando a população local a combater a atual crise do Coronavírus. Ambos os festivais irão decorrer em julho em Portimão.

A contribuição destes fundos será gerida pelo Centro Biomédico do Algarve (ABC), um consórcio entre a Universidade do Algarve e os hospitais públicos locais, com o objetivo de melhorar a segurança em toda a região. Os dispositivos médicos estarão disponíveis no Algarve, nos próximos dias.

"Embora a nossa indústria esteja a passar por momentos difíceis, é nossa obrigação social ajudar a região do Algarve e a sua população. Queremos continuar a promover os nossos eventos em Portimão, em julho. Se todos fizermos a nossa parte, seremos capazes de superar este momento difícil e de restaurar a confiança", explicou Obi Asika, diretor dos eventos.

Na esperança de que a situação atual venha a reverter na época de realização dos eventos, a Event Horizon continua a fazer planos para proporcionar uma experiência incrível e apoiar muitas pequenas empresas locais. 

Estimam-se que com a realização dos dois eventos sejam injetados na economia local mais de 50 milhões de euros.
 
A discoteca Lux Frágil voltou a figurar no TOP 100 dos melhores clubs do mundo, divulgado pela revista britânica DJ Mag. O espaço de referência da movida lisboeta subiu este ano quatro posições e ocupa agora o lugar número 78 numa listagem liderada novamente discoteca brasileira Green Valley. 

A Hï Ibiza (Ibiza) e a Echostage (Washington) completam as primeiras posições, respetivamente. Além destes, também outros reconhecidos espaços de diversão noturna figuram nas dez primeiras posições, como o Berghain (Berlim, #8), o Zouk Club (Singapura, #9) e o Octagon (Seul, #10). 

Confere o TOP 10 e a listagem completa no site da DJ Mag.

1. Green Valley (Balneário Camboriú, Brasil)
2. Hï Ibiza (Ibiza, Espanha)
3. Echostage (Washington, Estados Unidos)
4. Ushuaïa (Ibiza, Espanha)
5. Printworks (Londres, Inglaterra)
6. Bootshaus (Colónia, Alemanha)
7. Papaya (Zrce Beach, Croácia)
8. Berghain (Berlim, Alemanha)
9. Zouk Club (Singapura)
10. Octagon (Seul, Coreia do Sul)
O grupo Super Bock e a destilaria Levira anunciaram que vão converter o álcool de produção de cerveja em gel desinfetante utilizado para fazer face à pandemia de COVID-19. De acordo com o comunicado, o gel desinfetante para as mãos será oferecido a três unidades hospitalares da região do Porto.

"São cerca de 56 mil litros de álcool da produção de cerveja sem álcool que vão ser transformados, pela Destilaria Levira, em aproximadamente 14 mil litros de álcool gel para as mãos, num processo de fabrico que segue as diretrizes da Organização Mundial de Saúde" pode ler-se no documento.

O grupo Super Bock afirma ainda "estar a seguir as recomendações das autoridades competentes no combate à infeção e de salvaguarda da saúde pública e dos seus colaboradores".

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 1.020, mais 235 do que na quinta-feira. O número de mortos no país subiu para seis.
Um grupo de 26 micro-cervejeiros disponibilizou o bactericida que usa nas suas unidades produtivas para ajudar a conter a COVID-19, revelando hoje que, desde segunda-feira, já ofereceu 80.000 litros de solução desinfetante a instituições de todo o país.

A iniciativa partiu de produtores e distribuidores que, perante as dificuldades de esquadras da PSP e unidades de saúde no acesso a desinfetante, lançaram um apelo informal à comunidade cervejeira com vista a reunir o máximo volume possível de ácido peracético.

Esse produto sanitário resulta da diluição do ácido numa determinada proporção de água, mediante procedimentos por técnicos "com a formação necessária para o fazer em segurança", e vem sendo distribuído pelas instituições que apelaram à ajuda dos cervejeiros, entre as quais "esquadras da PSP, centros de saúdes, lares de idosos, câmaras municipais, quartéis de bombeiros, etc" explicou hoje à Lusa Sofia Oliveira, uma das dinamizadoras da iniciativa enquanto proprietária da marca Lindinha Lucas, do Porto.

Chica, Trevo, Lindinha Lucas, Epicura, Temple Craft, Gayata, Rima, Piratas Cervejeiros, Velhaca, Post-Scriptum, Fidélis, Tough Love, Biltre, Sovina, Barona, Praxis, Xô Carago, Alvoreada, Ermida, Lince, Açor, Christeyns, Quimiserve, Lupum, Colossus e Maldita são as marcas de cerveja e distribuição envolvidas neste projeto solidário.
São quarenta horas de música no alinhamento deste festival online realizado pela primeira vez em território nacional e que arranca já esta terça-feira. Os concertos terão a duração de meia hora, e decorre entre as 17h e as 23h30. O  "Festival Eu Fico em Casa" continua até domingo no mesmo horário e pode ser visto na página de Instagram da iniciativa ou na dos respetivos artistas.

O objetivo deste festival é "sensibilizar a população para a necessidade de ficar em casa" durante este período crítico da propagação do surto de COVID-19. Ao mesmo tempo, chama a atenção para as consequências da pandemia na atividade do setor das artes, paralisando por completo os espetáculos públicos e "deixando artistas, músicos, técnicos, agências e várias empresas numa situação económica muito delicada".

Entre os artistas que aderiram à iniciativa estão nomes como Fausto Bordalo Dias, António Zambujo, Capicua, Benjamim, Ana Bacalhau, Pedro Abrunhosa, Ana Moura, Luísa Sobral, Sean Riley, Cláudia Pascoal, Márcia, David Fonseca e muitos outros. A música eletrónica será representada pelos DJs Stereossauro, Supa Squad, Xinobi, Branko, Ride e Moullinex, que ocupa a posição número 17 do TOP30, o único ranking da música eletrónica em Portugal.

Alinhamento do Festival Eu Fico em Casa:

Terça, 17 de Março
17h00 – Bárbara Tinoco
17h30 – André Henriques
18h00 – Elisa Rodrigues 
18h30 – Buba Espinho
19h00 – Filipe Gonçalves
19h30 – João Pedro Pais
20h00 – DOMI
20h30 – Cristina Branco
21h00 – Boss AC
21h30 – Diogo Piçarra
22h00 – David Fonseca
22h30 – Samuel Úria
23h00 – BRANKO

Quarta, 18 de Março
17h00 – Tiago Nacarato 
17h30 – Lince 
18h00 – Irma
18h30 – Filho da Mãe 
19h00 – André Sardet 
19h30 – Tomás Adrião
20h00 – Chico da Tina
20h30 – April Ivy
21h00 – Murta
21h30 – Fernando Daniel
22h00 – Márcia
22h30 – Noiserv
23h00 – Supa Squad

Quinta, 19 de Março
17h00 – Paulo Sousa
17h30 – Afonso Cabral
18h00 – Joana Espadinha & Cassete Pirata 
18h30 – Tainá
19h00 – Fábia Rebordão
19h30 – Bispo
20h00 – Mirai
20h30 – Marta Carvalho
21h00 – António Zambujo 
21h30 – Mafalda Veiga
22h00 – Matias Damásio
22h30 – Prodígio
23h00 – DJ Ride

Sexta, 20 de Março
17h00 – Tomás Wallenstein
17h30 – Sean Riley
18h00 – Frankie Chavez
18h30 – Catarina Munhá
19h00 – Kalú
19h30 – Cláudia Pascoal
20h00 – Nelson Freitas
20h30 – Marco Rodrigues
21h00 – AGIR
21h30 – Pedro Abrunhosa
22h00 – Capicua
22h30 – Pedro Mafama
23h00 – Stereossauro

Sábado 21 de Março
17h00 – Valas
17h30 – O Gajo
18h00 – Joana Almeida
18h30 – Luís Severo
19h00 – Benjamim
19h30 – Jorge Benvinda
20h00 – Cálculo
20h30 – Rui Massena
21h00 – Héber Marques
21h30 – Carolina Deslandes
22h00 – The Legendary Tigerman
22h30 – Ana Bacalhau
23h00 – Moullinex

Domingo, 22 de março
17h00 – Fausto Bordalo Dias 
17h30 – João Só
18h00 – Sara Correia 
18h30 – Júlio Resende
19h00 – Selma Uamusse
19h30 – Ricardo Ribeiro
20h00 – Best Youth
20h30 – Nuno Ribeiro
21h00 – Ana Moura 
21h30 – David Carreira
22h00 – Luísa Sobral
22h30 – Tiago Bettencourt
23h00 – Xinobi
À mesma hora a que, nesta quinta-feira, António Costa falava ao país, também a primeira-ministra belga, Sophie Wilmès, anunciava medidas para toda a Bélgica, como forma de travar a propagação do novo coronavírus. 

Além de fechar escolas, cafés, restaurantes e discotecas, Sophie Wilmès ordenou o cancelamento de todos os eventos públicos e privados, sejam eles culturais ou desportivos. 

As medidas entram em vigor a partir da meia noite desta sexta feira e prolongam-se até dia 3 de abril, véspera de férias escolares de Páscoa na Bélgica. 

Apesar de ainda faltarem 125 dias para o maior festival do mundo de música eletrónica, realizado na Bélgica, o Tomorrowland, é certo que a sua realização pode estar comprometida, caso se prolonguem as medidas tomadas pelo governo belga. Tudo dependerá do desenvolvimento desta nova pandemia que já fez inúmeras vítimas e assusta todo o mundo.

Anualmente, o festival Tomorrowland realiza-se em Boom, na Bélgica e acolhe mais de um milhão de festivaleiros oriundos dos mais variados cantos do mundo, onde também se inclui um grande e expressivo grupo de portugueses. 

A próxima edição reparte-se nos dois fins de semana de 19 a 21 e 26 a 28 de julho e o tema será "The Reflection of Love". Para já, a organização não emitiu nenhum comunicado oficial, mas nas redes sociais do festival já existe alguma preocupação pela realização da sua 16.ª edição. 

Recorde-se que a edição de inverno do Tomorrowland foi cancelada pelo governo francês também devido à propagação do COVID-19. O evento ia decorrer nos Alpes franceses entre os dias 14 e 21 de março.
A ministra da Saúde, Marta Temido, anunciou, esta segunda-feira, que eventos com mais de cinco mil pessoas realizados ao ar livre devem ser suspensos ou adiados. O mesmo deve acontecer com aqueles que reúnam mais de 150 pessoas e tenham lugar onde há grupos de transmissão. As medidas vão vigorar até, pelo menos, dia 3 de abril.

Marta Temido disse ainda que se deve ter "especial atenção" aos eventos que contem com a presença de pessoas da China, Irão, Itália. Foi ainda dito que "os profissionais de saúde devem abster-se de reuniões alargadas (conferências e/ou congressos) uma vez que são elementos fundamentais e necessários". 

Até ao momento existem 59 casos confirmados de coronavírus em Portugal, a maioria na região Norte.
segunda, 09 março 2020 11:47

Hoje celebra-se o Dia Internacional do DJ

O "World DJ Day" comemorou-se pela primeira vez no dia 9 de março de 2002. A ideia de criar uma data própria para os profissionais da área partiu de duas instituições, a World DJ Fund e a Nordoff Robbins Music Therapy, uma organização inglesa que usa a música em prol do tratamento de adultos e crianças doentes.

Um pouco por todo o mundo, esta data comemora-se com vários gestos de solidariedade, que vão desde doações a eventos para angariar dinheiro que será entregue a instituições de caridade. 
 
A Equipa do Portal 100% DJ, associa-se a este dia tão especial e envia um bem-haja a todos os DJs e Produtores portugueses. É por vocês, que nós existimos. Juntos, diariamente, cumpriremos a nossa missão de fazer mais, melhor e diferente com rigor, isenção e criatividade.
Pág. 1 de 57
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.