25-01-2021
  Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Diária
O DJ português Bernas faleceu na passada sexta-feira em Cascais, na sequência de um acidente de viação. Bernardo Freitas tinha 35 anos e trabalhou com vários nomes do hip hop nacional.
 
O acidente envolveu dois veículos ligeiros, provocando três feridos e uma vítima mortal e levou ao corte da Avenida Marginal, na zona da Parede, durante cinco horas. A PSP, INEM e Bombeiros estiveram presentes para socorrer as vítimas mas o DJ acabou por falecer no local.
 
“Um dia estaremos todos juntos a scratchar no céu. RIP Bernas”, partilhou DJ Kwan na sua página oficial de Facebook.
 
DJ Bernas começou a sua carreira com o nome de Konecta, participando no primeiro álbum dos Missão a Cumprir, em 2005. Posteriormente, quando começou a trabalhar com o rapper Boss AC, foi rebatizado com o nome de DJ Bernas e produziu o scratch de uma faixa do artista de hip hop nacional no álbum “Preto no Branco” em 2009. Além de várias datas por todo o país, o DJ português lançou várias mixtapes e fez colaborações com artistas como MLK da Mano a Mano.
 
O Portal 100% DJ deixa as suas condolências a toda a família, amigos e fãs de DJ Bernas.
 
Publicado em Artistas
"I made a new friend!!" Foi desta forma de Afrojack divulgou ao Mundo a sua novíssima aquisição – um Ferrari 458 Itália.
 
Poucas horas depois, o DJ e Produtor holandês comunicava a triste notícia, de que tinha tido um acidente devido às más condições do piso e que tinha aprendido uma grande lição: "Dont drive a Ferrari in shit weather!"
 
Felizmente os ocupantes saíram ilesos, sem um único arranhão, até porque este modelo de automóvel pede 'boas' velocidades. Afrojack é também conhecido pela sua grande paixão pelos automóveis e na sua garagem tem estacionados um Audi R8 e um Audi Q7.
 
Deste acidente resultou apenas um grande susto e alguma chapa partida, e, quem sabe o próximo tema de Jack, não se vá chamar "Crash".
 
E quanto custou o "amigo novo"?
Segundo algumas pesquisas que efetuamos, o modelo Ferrari 458 Itália tem a modesta quantia de 159.900 euros. Pois é, não penses que uma estrela se senta em qualquer carro.
 
 
 
Publicado em Artistas
O violento embate contra um veículo pesado de mercadorias foi fatal para Élio Napoleão, DJ de 33 anos, natural de Soure, Coimbra. O acidente ocorreu no IC2, zona de Pombal, esta quarta-feira, 10 de agosto pelas 9.30 da manhã, e ao que tudo indica, o DJ Residente da Discoteca Kiay viajava até casa depois de uma noite de trabalho.
 
Ainda que tenha sido transportado para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, Élio não resistiu aos ferimentos graves e acabou por falecer.
 
As circunstâncias concretas em que ocorreu o acidente encontram-se a ser apuradas pelo Núcleo de Investigação de Acidentes Rodoviários da Guarda Nacional Republicana, que tomou conta da ocorrência.
 
Luto na Comunidade DJ
O DJ conhecido por Élio Nap, está a ser recordado pelos colegas como uma pessoa humilde, simpática e estava sempre pronto para ajudar. A trágica notícia desta perda colocou toda a comunidade DJ de luto e pela rede social Facebook, sucedem-se as mensagens de pesar. “Nem acredito nisto. Ainda na semana passada falei contigo e agora acordo com uma notícia destas. Sempre simpático e com um sorriso na cara. Não é justo. Descansa em paz amigo Élio” escreve Deepblue. Também Christian F se expressou: “Acordei com a triste notícia do falecimento do GRANDE Élio Nap! Obrigado por toda a tua boa disposição e amizade. Nunca me irei esquecer dos warm up's incríveis sempre com boa música e preocupado em fazer um grande trabalho de Dj Residente... Estou sem palavras.” Ricardo Rodrigues, conhecido por Massivedrum manifestou-se no seu Facebook, “Acordei eram 9h30 e soube que infelizmente um colega de profissão partiu.. Partiu ao desafiar o cansaço que cai em cima de quem esteve uma noite inteira a animar centenas, milhares.. Novo demais para partir. Até já Élio Nap!!”
 
Falta regime especial de proteção 
Com esta situação a ter um final trágico, volta a ser falado o desgaste físico, mental e todas as complicações de saúde que podem originar desta profissão e que deveriam ser tidas em conta, sendo para isso necessária e urgente a criação e aprovação de um regime especial de segurança social e de reinserção profissional, que proteja todos os indivíduos espalhados por este país fora, que exercem com paixão e dedicação a profissão de DJ. Recorde-se que o “Disc Jockey” é reconhecido como um profissional das artes do espetáculo (C.A.E.90010). Isto é, desde 2010 que o Instituto Nacional de Estatística inclui o “Djing” na Classificação Portuguesa de Profissões (N.º 26.59.1).
 
Nota de Redação:
À família e amigos a equipa do Portal 100% DJ envia as sentidas condolências e confere o reconhecimento de um excelente profissional da noite portuguesa. 
 
O funeral realiza-se às 18 horas desta sexta-feira em Soure.
Publicado em Nightlife
Pelo menos 22 pessoas ficaram feridas, na sequência do desabamento do chão de uma discoteca no sul de Tenerife, nas Ilhas Canárias, Espanha, na madrugada deste domingo.
 
O acidente aconteceu pelas 02.30 horas locais, na discoteca "Butterfly", um clube LGBT situado num centro comercial em Las Verónicas, no município espanhol de Adeje. O chão do estabelecimento noturno cedeu, tendo as pessoas presentes no local caído para o piso de baixo.
 
Os feridos, de diferentes idades e nacionalidades, foram transportados ao hospital com várias fraturas ósseas nas pernas, pés e costas, contusões ligeiras, e, em dois casos, traumatismos graves.
 
Nas operações de socorro, estiveram os bombeiros de Tenerife e pessoal do Serviço de Urgências das Canários, dos Centros de Saúde de Adeje e Cristianos e do Hospital do sul da ilha.
 
Publicado em Nightlife
Steve Aoki é louco e não há outra palavra que melhor o defina (no bom sentido é claro.)
O famoso DJ com o rider técnico mais extenso à face da terra, quis aventurar-se. Pisou demasiado o risco, aleijou-se e foi parar ao hospital.

O aparatoso acidente ocorreu no passado fim-de-semana numa atuação na localidade de San Juan em Porto Rico, no momento em que Aoki salta para cima de um trampolim, colocado mesmo em frente à cabine e o falha, batendo com o pescoço numa das extremidades do palco da cabine. Por sorte, o salto do 'pseudo-passaro' não teve consequências graves, "nem lesões na coluna vertebral" – como o próprio disse num comunicado. No entanto, teve de ser transportado de ambulância para o hospital.

O mentor da Dim Mak Records é conhecido por ser praticante nato de stage diving (ato de saltar de um palco para cima da multidão) e de crowd surfing (passar por cima das pessoas, sendo transportado pelas mesmas), onde também utiliza um bote insuflável e atira deliciosos bolos e champanhe para cima do público. Uma forma de festejar, que já não é estranha para os fãs. Antes pelo contrário, até existe pessoas na linha da frente de palco, que imploram para que o tal bolo, lhes acerte mesmo em cheio no centro da cara.

De Portugal enviamos as rápidas melhoras a Aoki, e a sugestão de num próximo salto, beba uma bebida que lhe dê asas.

"I wanna let everyone know that I'm A-OK! Went to hospital got CT Scans and no spinal injuries from my stagedive trampoline fail! I made it out alive and in one piece. Thank you to the Puerto Rican doctors and EMT! In the end I had an epic time with this amazing crowd. I love you Puerto Rico. Hope to come back soon. Blow by blow the stage dive trampoline ultimate fail. Ironic my tee says "watch your neck".
 
 
 
Publicado em Artistas
A última edição do Atmosphere Festival, que decorreu no passado fim de semana, em Rio Grande do Sul, no Brasil, ficou marcado pelas piores razões. O mau tempo que se fez sentir no domingo fez com que a estrutura do palco caísse, matando um DJ e ferindo outras três pessoas.
 
DJ Kaleb é a vítima mortal, um artista brasileiro que percorria vários eventos e festivais de música eletrónica em todo o território brasileiro.
 
A organização do Atmosphere Festival já emitiu um comunicado oficial na sua página de Facebook, onde informa que sempre tiveram atenção com a segurança do público, cumprindo todos os processos e autorizações pedidos pelas autoridades brasileiras.
 
“Estamos desolados, perdemos um amigo, um artista. Nossa prioridade é dar assistência aos feridos e suas famílias. Agradecemos à Brigada Militar e ao Corpo de Bombeiros por toda a assistência”, concluiu a organização do evento na rede social.
 
Publicado em Festivais
Um passadiço de madeira que faz a ligação de terra para um bar flutuante na região do Douro partiu-se durante a madrugada deste domingo, causando 11 feridos ligeiros e deixando isoladas dentro do bar mais de 200 pessoas, entretanto resgatadas.
 
De acordo com informação do Comando Naval, o acidente ocorreu no Bar Porto Rio, na zona do Douro, um bar flutuante com ligação a terra através de um passadiço, que se partiu quando era atravessado por alguns jovens, que caíram na água. Segundo a mesma fonte, estes jovens foram retirados de dentro de água para o bar.
 
Ao todo, cerca de 220 pessoas ficaram dentro do bar, 11 delas com ferimentos ligeiros, afastadas de terra por uma distância de entre 15 e 20 metros, até serem resgatadas pela Polícia Marítima.
 
A mesma fonte revelou terem estado envolvidos na operação várias ambulâncias do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e dos Bombeiros, um bote dos bombeiros sapadores do Douro, uma embarcação da Polícia Marítima do Douro e uma embarcação salva-vidas do Douro.
 
Os feridos foram transportados para os Hospitais de São João e Santo António, no Porto.
 
Publicado em Nightlife
 
O jovem de 17 anos que morreu em Lloret de Mar (Espanha) era aluno do 12.º ano da Escola Secundária de Castro Verde e estava acompanhado por 20 colegas, adiantou à Lusa o diretor daquele estabelecimento de ensino.

O professor Augusto Candeias disse à Lusa que o jovem morreu, depois de cair da janela do 5º andar do empreendimento hoteleiro onde estava alojado em Lloret de Mar.
O docente referiu ainda que o jovem estudante do 12.º ano partiu na sexta-feira ao final do dia para a viagem de finalistas do ensino secundário, que teve como destino aquela localidade espanhola, com cerca de 20 colegas da mesma escola.

Augusto Candeias adiantou que a escola não esteve envolvida na organização da viagem e que os alunos não foram acompanhados por professores.

«Estamos a fazer tudo o que está ao nosso alcance para garantir que os alunos têm o máximo apoio possível», referiu o diretor da secundária de Castro Verde, adiantando que a escola está a tentar contactar «um a um» os encarregados de educação dos alunos que estão em Lloret del Mar.

Fonte policial explicou que as investigações iniciais a este caso apontam para que não se trate de um caso de «balconing», prática em que jovens se lançam das varandas dos hotéis onde estão alojados para as piscinas.

Neste caso, testemunhos apontam para a queda do jovem, cujas circunstâncias estão ainda a ser confirmadas, explicou a fonte policial que se recusou a avançar mais pormenores.

O acidente ocorreu praticamente dois anos depois de um outro jovem português, também de 17 anos, ter morrido na sequência de uma queda da varanda de um hotel em Lloret de Mar.

Fonte da Polícia de Girona disse na altura à Lusa que os primeiros indícios apontavam para uma «queda acidental» que ocorreu quando o jovem se encontrava numa varanda do quarto andar de um empreendimento turístico daquela cidade.

Milhares de jovens portugueses deslocam-se todos os anos a Lloret del Mar na altura da Páscoa, em viagem de finalistas.
 
Última actualização 23:31h.
Publicado em Nightlife
É de conhecimento geral dos vários talentos de Steve Aoki, além do djing e produção: os seus gritos, saltos, lançamentos de bolos, banhos de champanhe e viagens em barcos insufláveis. Desta vez, um salto para um barco que estava apoiado no público, correu mal e uma fã acabou com o pescoço partido.
 
Brittany Hickman foi a vítima do acidente, ocorrido no Hard Rock Hotel de San Diego, há quase 3 anos atrás. “Fiquei presa por baixo do barco, porque eles atiraram-no exatamente para onde eu estava”, referiu Brittany ao canal de televisão americano ABC. Segundo os seus amigos que também estavam presentes juntos do palco, quando o artista saltou para cima do barco insuflável, bateu-lhe na cabeça e Brittany imeditamente desmaiou.
 
Um segurança contratado para o evento ajudou-a a sair do meio do público. Quando acordou, foi-lhe posta uma ligadura no tornozelo e foi enviada de volta para o lugar onde estava. Quando voltou a casa, o caso tornou-se mais grave do que se pensava.
 
Hickman dirigiu-se ao hospital e imediatamente foi aconselhada pelos médicos para não se mexer, depois de lhe colocarem um colar cervical. “(...) o médico disse-me que tinha partido o pescoço e que se tivesse levantado os braços ou tentado apanhar alguma coisa podia ter ficado paralisada”, afirmou a vítima do acidente à ABC.
 
Durante 3 dias Brittany ficou internada no hospital e ficou dois meses sem trabalhar. Está agora em curso um processo contra Steve Aoki e o Hard Rock Hotel de San Diego, nos Estados Unidos da América, cujo caso chegará ao tribunal no próximo dia 28 de agosto.
 
Steve Aoki é um dos cabeças de cartaz do festival MEO Sudoeste, subindo ao palco da Zambujeira do Mar no dia 9 de agosto.
 
Confere abaixo a reportagem transmitida no canal ABC, que incluí entrevista a Brittany Hickman e as imagens do acidente.
 
Publicado em Artistas
Pelo menos 32 pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas num incêndio ocorrido na passada sexta-feira no “Club Colectiv” em Bucareste, espaço localizado mesmo no centro da capital romena.
 
As últimas informações sobre o acidente indicam que houve quebras na segurança relativamente à utilização de pirotecnia durante um concerto para comemorar o Halloween. 
 
Esta tragédia tomou grandes dimensões e além da demissão do próprio primeiro-ministro da Roménia, Victor Ponta, já levou também à tomada de posição por parte de artistas relativamente à utilização deste tipo de material. É o caso do DJ e produtor Markus Schulz que divulgou um comunicado na sua página de Facebook onde proíbe a utilização de efeitos pirotécnicos nos seus sets dentro de clubs.
 
Markus Schulz desafia ainda toda a comunidade DJ, promotores e empresários de clubs a tomarem a mesma decisão. “Sinto que precisamos de mudar, para a segurança de todos” alerta o DJ, deixando bem claro que “o amor pela música superam qualquer efeito visual.”
 
Em baixo poderás conferir na íntegra o comunicado.
 
“Queridos amigos,
 
Hoje estou profundamente afetado pelas trágicas notícias do que ocorreu na passada noite na Romanica, onde 27 pessoas terão morrido e mais de 200 estão feridas devido a um incendio dentro de um club.
 
Ao sair para a noite, a coisa mais importante é estar num ambiente seguro. Às vezes, a melhor experiência sobre a cena que amamos é estar capacitados de partilhar as memórias com os nossos amigos na manhã seguinte.
 
Infelizmente, o evento em Bucareste é apenas um pequeno exemplo do que aconteceu demasiadas vezes até agora, e eu sinto que precisamos de mudar, para a segurança de todos.
 
De agora em diante, vou proibir a utilização de quaisquer chamas, grandes ou pequenas, ou pirotecnia em todos os meus sets dentro de um club. Sim, o meu trabalho é entreter, mas o bem-estar dos meus fãs ultrapassa qualquer DJ set. A música; e o amor pela música superam qualquer efeito visual.
Para os meus colegas DJs, artistas, promotores, proprietários do clube e pessoal, e membros da indústria, eu encorajo-vos a tomar a mesma decisão. Devemos aceitar a responsabilidade e honrar a segurança dos nossos seguidores.
 
Por favor, mantém aqueles que estão feridos e perderam entes queridos nos seus pensamentos.
 
Vamo-nos unir e fazer uma mudança para melhor.
Com amor,
Markus”
Publicado em Artistas
Pág. 1 de 3