06-06-2020
  Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Diária
A morte prematura do DJ e produtor Avicii foi devastadora e causou um impacto à escala planetária que foi muito além da comunidade da música eletrónica. A notícia abalou particularmente o seu país de origem, a Suécia, país onde no dia de hoje se multiplicaram homenagens ao artista. 
 
Também as redes sociais serviram nas últimas horas como palco de sentidas homenagens, sendo desde ontem, a palavra “Avicii” assunto do momento. Quem também se quis associar ao luto, foi Stefan Löfven, Primeiro-Ministro da Suécia que utilizou a sua página de Facebook para enviar condolências à família e amigos do artista, reconhecendo a influência do jovem, saudando-o como "um dos maiores músicos da Suécia nos tempos modernos". Confere em baixo a publicação.
 
Publicado em Artistas
Há imagens e atitudes que nos deixam surpreendidos mesmo até boquiabertos. No Festival Tomorrowland - que decorreu nos dois últimos fins-de-semana - as surpresas são uma constante e quando menos esperamos, eis que...
 
O que faz o primeiro-ministro Elio Di Rupo no Tomorrowland? Uma pergunta com inúmeras respostas: diverte-se, convive com as pessoas, orgulha-se do evento que tem no seu país, tira (muitas) selfies e comprova com os seus próprios olhos de que está no maior festival de música eletrónica de sempre. 
 
A sua visita surpresa não passou despercebida e foram vários os festivaleiros que quiseram registar o momento com as tão famosas selfies. Esta atitude de convívio e descontração do ilustre político está a revelar-se viral nas redes sociais, sitio onde Elio Di Rupo, de 63 anos, partilhou a sua presença no festival que durante seis dias, deu vida ao gigantesco parque natural De Schorre, em Boom, na Bélgica.
 
E tu, já imaginaste o primeiro-ministro de Portugal num festival de música eletrónica? (O "Paulinho das Feiras" não conta.)
 
 
 
Publicado em Tomorrowland
O primeiro-ministro António Costa anunciou esta tarde que a decisão sobre a eventual realização dos festivais de verão será anunciada "provavelmente na próxima semana". António Costa disse ainda que o governo ainda está a avaliar a situação dos festivais e acrescentou que "oportunamente tomaremos uma decisão pública sobre essa matéria".

Recorde-se que os representantes dos principais festivais do país estiveram esta terça feira reunidos com António Costa, os Ministros da Cultura, Saúde e Economia. À saída do encontro e respondendo aos jornalistas, Graça Fonseca não quis adiantar se haverá ou não condições para se realizarem alguns dos festivais ainda agendados e que geralmente concentram milhares de pessoas. 

"Ouvimos as preocupações de todos os promotores e quais são os grandes desafios que se colocam, principalmente este Verão, pela situação epidemiológica que temos vivido", disse a Ministra da Cultura, que prometeu apenas "uma abertura progressiva" da atividade cultural, sem avançar qualquer calendário.

O plano de desconfinamento apresentado no dia de hoje não contempla os festivais de verão, no entanto proíbe eventos ou ajuntamentos com mais de 10 pessoas. As salas de espetáculos e auditórios que tenham lugares marcados poderão abrir portas a partir do dia 1 de junho respeitando uma lotação reduzida e distanciamento físico.
Publicado em Eventos
Em entrevista à rádio TSF, o primeiro-ministro admitiu hoje que ainda não há data prevista para a reabertura de bares, discotecas e ginásios. "Ainda não está no nosso calendário, temos de ir fazendo de forma gradual", disse.

António Costa realçou que o desconfinamento da economia começou pelos "setores e atividades onde é mais fácil estabelecer normas de afastamento", e que as "atividades que vivem da proximidade e da interação estarão no último lugar das que poderão reabrir".

Sobre a reabertura dos bares e discotecas durante o verão, o representante governamental foi peremptório: "Se for necessário, terá de ser. Se não for, melhor".

Portugal regista, neste momento, 1.218 mortes relacionadas com a Covid-19 e 29.036 infectados, segundo o mais recente boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

A partir desta segunda-feira e seguindo várias regras de higiene e segurança podem reabrir em Portugal, os restaurantes, cafés, pastelarias e casas de chá.
Publicado em Nightlife