28-02-2020

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

Portugal não é só Fado, Futebol e Fátima. É também DJs e produtores de extrema qualidade e valor. Este ano, depois de uma intensa pesquisa, decidimos apresentar os 10 DJs e Produtores que mais se destacaram em 2012, não só pelo seu trabalho desenvolvido neste ano que está prestes a findar, como também pela qualidade, quantidade e importância de gigs.
 
 
 
  • Christian F
O tema "Sunset Lovers" elevou-o à ribalta. Não faz de todo sentido algum falar em Verão, sem se falar de Christian F. Notou-se a sua presença em grandes clubs nacionais, mesmo aqueles com pé n'areia. "Sunset Lovers" é de tal maneira contagiante, que está nas playlists de várias rádios nacionais. É uma espécie de amor de Verão que jamais se enterra na areia.
 
 
 
  • Deepblue
"We Are Tomorrow" foi a alavanca do sucesso. No entanto, muito antes do lançamento do tema que virou hit das pistas de dança, Deepblue já produzia música. Pete Tha Zouk têm-no como o seu protegido – e merece. "A "We Are Tomorrow" revela toda a nossa paixão pela música" disse ao Portal 100% DJ. "Love Again" é o seu mais recente tema, produzido em conjunto com Diogo Menasso e Samie Lavie.
 
 
 
  • FunkYou2 - The Party Rockers!
Esta dupla por onde passa, "varre" tudo. Sem dúvida, que 2012 foi o ano da sua afirmação e com isso conquistaram o party people que gosta de uma noite de completa farra. Não estão à venda nas farmácias, mas há estudos que provam, quem toma a dose correta de FunkYou2, o stress e os problemas passam de vez. Tens a certeza que não queres uma caixinha de FY2?
 
 
 
  • Kura
"Produções explosivas" são as duas palavras que melhor o definem. Só em assinaturas, atrevemo-nos a dizer, que este ano, Kura, gastou a tinta duma simples esferográfica. Além de ter assinado com várias importantes editoras, assinou também o passaporte para o sucesso: fazer parte da Agência WBD, uma das maiores agências de artistas a operar no mercado. A sua discografia de 2012 é robusta com destaque para alguns originais e remisturas. O Warm-Up do espetáculo dos Swedish House Mafia, no Pavilhão Atlântico, ficará sem dúvida na listagem dos melhores momentos sua carreira.
 
 
 
  • Massivedrum
É uma autêntica fábrica de música e de gigs. O seu tempo é dividido entre atuações e horas no estúdio a produzir. Entre remisturas e originais, Massivedrum vai marcando o passo sempre em cima do momento. A sua grande legião de fãs faz com que a sua vida seja sempre "non-stop". Que continue sempre assim.
 
 
 
-
 
 
 
  • Pete Tha Zouk
Para onde quer que vá, leva uma bandeira às costas – a mais bonita do Mundo. Das "poucas" vezes que o vimos em Portugal, enche casas e se mais espaço houvesse...
Raramente orgulhar-se de dizer "lar doce lar", mas quando o faz, fá-lo como dever cumprido – animou o party people. No mais famoso Top de DJs (Revista britânica DJ Mag) ocupa o 47º lugar.
Em agosto atuou pela primeira vez no Festival Sudoeste, onde também, em conjunto com Deepblue, gravou o videoclip do tema "We Are Tomorrow". Corre contra o tempo e mostra o seu mundo a quem o segue. Hoje aqui, amanhã acolá. Pete, o próximo avião vai descolar!
 
 
 
  • Sandman
O sangue alentejano que lhe corre nas veias, dá-lhe garra e vontade de vencer. A sua residência no melhor club do Norte Alentejano – Crisfal (Portalegre), que entretanto encerrou portas – deu-lhe as asas necessárias para "voar".
Dos vários trunfos que teve no decorrer do ano 2012, destacamos a sua produção "With Arms Wide Open" e a inclusão na família Grooves Productions. Sabemos que para o novo ano, já está a preparar umas certas "bombas".
 
 
 
  • Soul Playerz
2012 foi o ano do salto. Destacaram-se pelas suas assinaturas em inúmeras compilações de música de dança que, entretanto, subiram aos tops de vendas das lojas. Nas suas viagens, DJ Enrage e Locodeck levam duas malas cheias de originais e remisturas, que antes de serem lançadas são sempre avaliadas e suportadas por grandes nomes da música, como é o caso de Erick Morillo, Ferry Corsten, Roger Sanchez, Marcus Schulz, entre outros. O destaque deste ano vai também para a importante presença em festivais e clubs nacionais partilhando a cabine com vários artistas de renome internacional.
 
 
 
  • The FOX
Trabalha sob a trilogia: Talento, técnica e experiência. Com uma agenda sempre ocupada, The FOX, caracteriza-se com o seu estilo muito próprio. É uma referência na música e na noite nacional. Este ano primou no update à sua imagem e nas suas produções musicais. A mais recente colectânea de música de dança "Anual Hits", conta também com a sua assinatura.
 
Publicado em 100% DJ
quinta, 07 janeiro 2016 19:30

As 10 músicas de Hardwell com mais sucesso

Robbert Van de Corput, mais conhecido por Hardwell, comemora hoje 28 anos de idade. É um dos artistas de música eletrónica preferidos dos portugueses, tendo passado já pelo nosso país várias vezes. Depois de ser eleito como o DJ e produtor número 1 pela revista DJ Mag durante dois anos consecutivos, o Portal 100% DJ apresenta a lista das 10 músicas com mais sucesso de Hardwell, segundo a sua página oficial de Youtube.
 
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
Publicado em Música
Com o fim de 2015, a aplicação Shazam, que dá a oportunidade aos seus utilizadores de descobrir o nome da música que estão a ouvir, divulgou a lista das músicas mais pesquisadas durante o ano passado.
 
DJ Snake, Kygo e Lost Frequencies são os artistas que contêm mais músicas no Top 10, composto também por Calvin Harris, Martin Solveig e Major Lazer.
 
Confere abaixo o Top 10:
 
  • 1 – Major Lazer & DJ Snake feat. MØ – Lean On
  • 2 – Lost Frequencies – Are You With Me
  • 3 – Kygo feat. Conrad Sewell – Firestone
  • 4 – DJ Snake & AlunaGeorge – You Know You Like
  • 5 – Feder feat. Lyse – Goodbye
  • 6 – Kygo feat. Parson James – Stole The Show
  • 7 – Calvin Harris feat. Disciples – How Deep Is Your Love
  • 8 – Lost Frequencies feat. Janieck Devy – Reality
  • 9 – The Avener – Fade Out Lines
  • 10 – Martin Solveig & GTA - Intoxicated
 
{youtube}YqeW9_5kURI{/youtube}
Publicado em Mix
Foi com agrado que recebi o convite da 100% DJ para efectuar uma antevisão do TOP 100 da DJ MAG. 
Se em anos anteriores foi relativamente "fácil" acertar nas posições cimeiras desta tabela (um lugar acima ou abaixo), este ano não tenho tantas certezas. 
Muitos de vocês poderão estar neste momento a pensar que é óbvio que este será o ano do Martin Garrix, outros que o Hardwell ou o Armin Van Buuren regressam ao primeiro lugar e ainda outros que os vencedores do ano passado (Dimitri Vegas e Like Mike) permanecem no topo da tabela, no entanto, nenhum de nós pode afirmar com toda a certeza que o seu palpite será o correcto. 
 
2016 foi ano de Campeonato Europeu de Futebol e tivemos o David Guetta com uma exposição planetária com o seu tema oficial, temos sempre um Tiësto na "corrida" e não nos podemos esquecer do "adeus" do Avicii, do "Sr. dos bolos" Steve Aoki, do Calvin (Harris) e do ano em grande do Oliver Heldens, sem esquecer o DJ Snake, KSHMR e o Kygo (qualquer um destes últimos três nomes devem subir lugares na tabela). 
 
A "luta" pelo Top 20 vai ser mais renhida que nunca e não arrisco dar a minha previsão para posições certas. Estou a esquecer-me de muitos nomes que poderão entrar nos 20 primeiros? 
Certamente que sim (Skrillex, Alesso, W&W, Afrojack, DVBBS, Axwell e Ingrosso, Nicky Romero e até os JackU ou o próprio Diplo). 
 
Por esta altura, já estarás tão baralhado e sem certezas tal como eu estou e nem sequer mencionei os Yellow Claw, Eric Prydz, Major Lazer, Carnage, Kaskade, Don Diablo ou o Steve Angello. Percebes agora as minhas dúvidas para a tabela deste ano? 
 
Falta-me falar dos "nossos" portugueses. Parece-me óbvio que o Kura e o Diego vão fazer parte do Top 100 mas também não consigo prever se irão subir ou descer na classificação. O importante para mim e para os portugueses é que ambos se mantenham nesta tabela sendo a sua classificação irrelevante. Teria certamente um relevo maior se estivessem a competir ou com probabilidades de entrar num Top 10 ou 20 mas não é o caso e assim sendo a classificação que tiverem, para nós portugueses, já é motivo de orgulho (seja ela qual for). 
 

O importante para mim e para os portugueses é que ambos se mantenham nesta tabela sendo a sua classificação irrelevante.

 
Gostava de deixar uma última nota. 
Muitos de vocês ainda se lembram dos nomes que compunham esta tabela à meia dúzia de anos atrás. Certamente 70% ou 80% desses nomes não entram neste Top. Podíamos divagar e voltar a abrir a discussão dos motivos e/ou da forma como estas votações são efectuadas e seria algo que não nos levaria a lado nenhum. Todos temos de compreender que a indústria da música electrónica mudou. É uma indústria que envolve milhões (dinheiro e pessoas) e devido a isso teve de ser adaptada. Hoje em dia "não se vende música" (formato físico ou até digital) como se vendia antigamente, as fontes de rendimento são outras (actuações, streaming, youtube, etc.) e o marketing tem uma importância vital no sucesso dos DJs, mas, na minha opinião, o principal factor de mudança foi a própria musica. 
 
Se à 10 anos atrás me dissessem que o D&B ia mover multidões, que ia haver um estilo "esquisito" como o Dubstep que enchia pavilhões e arenas ou que o Electro ia ter este impacto, eu iria desatar a rir. Tudo acelerou e o que antigamente era "Underground" passou a ser "pop". O que era "moda" e todos ouviam (House, Techouse, etc.) passaria para segundo plano em termos de massas. Alguém conseguiria prever que haveria festivais só com DJs que levassem mais pessoas que os concertos de bandas Internacionais? 
 
Quero acreditar que a música era e vai continuar a ser o principal factor para todas as tabelas, rankings, escolhas do público e até investimento desta indústria. Quem decide é sempre quem consome a música que é produzida. A dimensão que um DJ ou produtor atinge, se é com investimento em marketing, se é produzida por terceiros, se são factores externos (sejam eles quais forem) é sempre algo secundário porque se o público não consumir a música desse artista, não há marketing que lhe valha ou investimento que dê retorno. A música é sempre o primeiro factor de diferenciação.
 
Ricardo Silva
 
Publicado em Mix
sexta, 30 setembro 2011 23:58

DJ Mag Top 100 DJs Awards - A festa oficial

Já são conhecidos alguns pormenores de um dos acontecimentos com mais destaque na dance scene mundial - a entrega de prémios aos 100 melhores DJ's do Mundo, pela conhecida revista DJMAG.
Desta feita, o evento terá lugar em Amesterdão, inserido no Amsterdam Dance Event (ADE) no dia 20 de outubro, quinta-Feira, no fantástico Passenger Terminal.

Markus Schulz, David Guetta, Armin Van Buuren e Fedde Le Grand são os nomes já confirmados para o line-up desta grande festa que irá reconhecer os 100 melhores do Mundo. Um evento que, e segundo a organização, promete ser histórico.
Os bilhetes já estão à venda pelo preço de 25 euros (normal) e 157,50 euros o bilhete deluxe para quatro pessoas com várias regalias - conferir aqui.
 
Até lá as expectativas e as perguntas são muitas. Será que Van Buuren ocupará pelo quarto ano consecutivo o primeiro lugar do top? Será que o francês Guetta subirá do 2º para o 1º? Pete Tha Zouk e DJ Vibe subirão os seus lugares? As respostas são dadas apenas no dia 20 de Outubro.

O Amesterdam Dance Event decorre de 19 a 22 de Outubro.

 

Publicado em Eventos
Conhecido pela sua simplicidade e profissionalismo explosivo, o DJ algarvio, acarinhado por todos os portugues venceu na noite de ontem um importante prémio que valoriza por completo a sua carreira de DJ.
Levada a cabo pela Revista DJ Mag, o TOP 100 DJ's é uma importante votação a nível Mundial na dance scene que se realiza todos os anos, através de uma votação que é disponibilizada na web. Este ano, 500 mil pessoas votaram nos seus DJ favoritos.
Pela primeira vez, um DJ Português alcançou um lugar no TOP bastante reconhecedor.
Pete Tha Zouk subiu 44 posições e arrecadou este ano o 37º lugar. Sendo que é 2010 deu entrada neste importante TOP no lugar 81º.
O TOP também é ocupado pelo português DJ Vibe (84º) que subiu 16 posições em relação a 2010 que estava no último lugar (100º).
Esta dupla vitória é sem dúvida um orgulho para Portugal. 'O que é Nacional, é bom!'
Em jeito de 'medir a pulsação' e ainda na euforia do lugar alcançado, o Projecto 100 % DJ foi ao encontro de Pete Tha Zouk.

 

O que representa para ti estar entre os 100 melhores DJ’s do Mundo?
Representa todo o reconhecimento de um trabalho enquanto DJ, que faço com todo muito gosto, adoro aquilo que faço, principalmente sentir que faço muitas pessoas felizes enquanto estou a tocar!

Esta é uma excelente forma de recompensar o teu trabalho até agora desenvolvido?
Sim, é óptimo ter obtido esta classificação, para mim é quase indescritível o que senti quando vi a tabela deste ano... fiquei MUITO FELIZ!!!

Que mensagem deixas aos teus fiéis seguidores?
LUTEM PELOS VOSSOS SONHOS... mesmo que vos digam em algum ponto da vossa vida... Não vais conseguir!

 

Parabéns Pete Tha Zouk e DJ Vibe!
Publicado em Mix
O Festival belga Tomorrowland foi o evento mais votado pelos leitores da revista britânica DJ Mag, líder nas sondagens da área nightlife, fundada em janeiro de 1991.
 
O formulário da votação pública que decorreu nos primeiros meses do ano para definir os 100 melhores Clubs do Mundo - onde também figura a discoteca Lux -, incluía uma nova opção que permitia aos votantes escolher também o festival “número 1” do mundo.
 
Sem margem para dúvidas, o festival Tomorrowland foi o mais escolhido, elevando desta forma o estatuto de evento mais desejado pelo público e que este ano se realiza nos dias 24, 25 e 26 de julho em Boom, na Bélgica. Os bilhetes para esta edição já se encontram esgotados.
 
Avicii, Armin Van Buuren, Hardwell, Sven Vath, Solomun, Alesso e a Orquestra Nacional da Bélgica são alguns dos artistas que irão pisar os diferentes palcos espalhados pelo gigantesco jardim eletrónico. Este ano, uma das grandes novidades é um novo palco destinado a atuações com vinil, apresentado pela Cocoon Recordings e comandado por Sven Vath. 
 
Recorde-se que o aftermovie do festival belga de 2012 é um dos vídeos que os portugueses mais assistem no Youtube.
Publicado em Tomorrowland
O Optimus Alive, que decorrerá de 10 a 12 de julho no Passeio Marítimo de Algés, foi eleito pelo Gigwise, conceituado site inglês de música, como um dos 10 melhores festivais de 2014. O referido site destaca que o Optimus Alive foi já, em 2013, "um dos melhores festivais de verão" e que, este ano, os apreciadores terão oportunidade de ver em Portugal os Artic Monkeys, Imagine Gragons, MGMT, Chet Faker, The Black Keys e Caribou.
 
Da responsabilidade da promotora 'Everything is New', em parceria com a Optimus, este Festival tem já confirmados, além das bandas destacadas pelo Gigwise, os Interpol, os Poliça e The Lumineers. 
 
Os bilhetes estão já à venda e vão variar entre os 53 euros e os 105 euros, consoante se trate do bilhete diário ou o passe de três dias. Há, ainda, vários outros packs disponíveis e que incluem os bilhetes de comboio na Linha de Cascais ou o intercidades a partir do Porto e de Coimbra. O acesso ao campismo para três dias tem um custo extra de 16 euros.
 
Publicado em Festivais
O consumo médio per capita até pode ter descido, mas Portugal continua a um ser um dos países que consomem mais álcool.
 
Os novos dados foram divulgados esta segunda-feira num relatório da Organização Mundial da Saúde. Entre 2003 e 2010, o consumo do álcool em Portugal teve uma redução de 1,5 litros per capita, descendo de 14,4 no período 2003-2005 e para os 12,9 litros entre 2008-2010. Ainda assim um consumo mais elevado que a média europeia - desceu dos 11,9 litros para os 10,9. Na Europa, os homens consomem, em média, 18,7 litros per capita. Já as mulheres ficam-se pelos 7,6 litros, ou seja, menos de metade.
 
No documento, que contém uma lista com 44 países, a Bielorrússia surge como o país com consumo mais elevado - 17,5 litros de álcool per capita. É seguida de perto pela Moldávia, com 16,8 litros, e pela Lituânia, com 15,4.
 
Em território nacional, o vinho representa 55% do álcool consumido. Em segundo lugar surge a cerveja, com 31%, as bebidas espirituosas com 11% e outro tipo de bebidas com apenas 3%.
 
 
Fonte: Quero Saber.
 
Publicado em Mix
segunda, 07 novembro 2016 19:24

101 a 150: DJ Mag divulga segunda listagem

Depois da polémica divulgação dos resultados do Top 100 DJs deste ano, que deu a vitória ao jovem holandês Martin Garrix, a revista DJ Mag divulgou nos últimos dias as posições compreendidas entre os números 101 e 150.
 
Disclosure, Sander van Doorn, Kaskade, Richie Hawtin e o francês Bob Sinclar são alguns dos artistas que compõem esta segunda e menos importante listagem que não contempla artistas portugueses. 
 
Confere em baixo a listagem.
 
101. Cosmic Gate
102. Nucleya
103. Merk & Kremont
104. Chuckie
105. FTampa
106. Gunz For Hire
107. Warface
108. Disclosure
109. Tchami
110. Jetfire
111. Atmozfears
112. Knife Party
113. Sander van Doorn
114. Kaskade
115. Tenishia
116. Zomboy
117. Lost Frequencies
118. Frontliner
119. Noisecontrollers
120. Illusionize
121. R-Wan
122. Krewella
123. Francis Davila
124. Richie Hawtin
125. Quentin Mosimann
126. Kyroman
127. MAKJ
128. Julian Jordan
129. UMEK
130. Chapeleiro
131. Frequencerz
132. Kryder
133. Bob Sinclar
134. Curbi
135. Code Black
136. Junior Jack
137. Berg
138. TJR
139. Paul Kalkbrenner
140. Arty
141. 3 Are Legend
142. Solomun
143. Wasted Penguinz
144. Madeon
145. Fatboy Slim
146. Maceo Plex
147. Astrix
148. MOTi
149. Skazi
150. Orjan Nilsen
 
Publicado em Mix
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.