21-03-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

sábado, 27 outubro 2012 10:46

5 Músicas para ouvires neste fim-de-semana

Fim-de-semana é sinónimo de música, festa e boa disposição, mesmo com chuva. O Portal 100% Deejay apresenta-te as 5 músicas que não vais poder deixar de ouvir neste último fim-de-semana de Outubro. Estás em casa, frente ao computador, com o aquecedor ligado? Então vais ter de clicar no play.
 
 
1
 
 
2
 
 
3
 
 
4
 
 
5
 
Publicado em Mix
O documentário “Tecla Tónica”, que pretende retratar a história da música eletrónica em Portugal, já tem data de estreia marcada. A exibição será no dia 30 de abril, pelas 21h30, no Grande Auditório da Culturegest em Lisboa, inserida no Indie Lisboa – Festival Internacional de Cinema Independente.
 
Com uma cronologia demonstrada no documentário desde os anos 60 até à atualidade, nesta longa-metragem será possível viajar ao longo do tempo e dos diferentes géneros de música eletrónica.
 
“Tecla Tónica” é uma produção de Eduardo Morais, com entrevistas a artistas como Carlos Maria Trindade, José Cid, Carlos Zíngaro, Vítor Rua, Tó Pereira (DJ Vibe), Moullinex e muitos outros.
 
Após a estreia do documentário, a garagem da Culturgest receberá uma after-party com Ghost Hunt, WASTE Club e Rui Miguel Abreu no line-up até às 4 horas da madrugada. Os bilhetes estão à venda na Ticketline, site oficial do Indie Lisboa, na Culturgest e São Jorge.
 
{youtube}iITOO5AeDd4{/youtube}
Publicado em Mix
A página do motor de busca mais famoso do mundo apresenta hoje um doodle que assinala o 66.º aniversário do estúdio de música eletrónica Westdeutscher Rundfunk (WDR), na Alemanha. Criado por Werner Meyer-Eppler, Herbert Eimert e Robert Beyer, tornou-se no primeiro estúdio dedicado em exclusivo à música eletrónica.
 
O WDR surgiu na cidade de Colónia com as experiências dos criadores, que se juntaram na rádio NDWR para desenvolver sons produzidos com equipamentos eletrónicos.
 
A experiência foi feita na noite de 18 de outubro de 1951, a preparar um programa para a rádio, a propósito da música eletrónica, que os três compositores aproveitaram uma divisão da rádio para criar um estúdio inovador, onde sintetizaram sons eletronicamente.
 
O espaço viria a tornar-se num paraíso para músicos e produtores que rumavam ao WDR para editar e misturar sons, criar batidas e usar novos equipamentos de origem eletrónica.
 
Nesta homenagem o doodle foi criado pelo ilustrador Henning Wagenbreth, que vive em Berlim, e celebra a diversidade de pensamento e imaginação que construiu o estúdio WDR e transformou as possibilidades da música. Note-se que foi graças a este estúdio que a música eletrónica se separou em definitivo dos outros estilos, nomeadamente do rock.
Publicado em Marcas

Zac Efron é o protagonista do filme “We Are Your Friends”, interpretando Cole Carter, um DJ em ascensão em Los Angeles, que trabalha na sua primeira produção e que pretende alcançar a fama.

 
A longa metragem da Warner Bros já tem data de estreia, dia 28 de agosto, com a realização de Max Joseph, da série Catfish (MTV), que conta ainda com Emily Ratajkowski (do videoclip “Blurred Lines”) e Wes Bentley (do filme “The Hunger Games”).
 
A banda sonora oficial de “We Are Your Friends” ainda não foi divulgada, mas as faixas podem ter a assinatura de grandes produtores internacionais. Para a performance de Zac Efron ser praticamente real, o ator esteve no set de gravações com Alesso, Nicky Romero, Dilon Francis e Classixx, que ofereceram alguns conselhos sobre djing.
 
 
Publicado em Mix

 

A revista norte americana Billboard realizou uma lista dos melhores festivais de música eletrónica da Europa, que vão acontecer este verão. A tabela conta com 20 festivais, espalhados por vários países do velho continente, que englobam os diversos tipos de música eletrónica.
 
Os famosos festivais Tomorrowland, Mysteryland, Ultra Europe e Sonar constam na lista, liderada pelo Berlin Festival, que decorreu na Alemanha, nos dias 29, 30 e 31 de maio.
 
Confere a lista completa:
 
  • 1 – Berlin Festival (Berlim, Alemanha, 29 e 31 de maio) – Cabeças de cartaz: Richie Hawtin, Dixon
  • 2 – Sonar (Barcelona, Espanha, 18 a 20 de junho) – Cabeças de cartaz: The Chemical Brothers, Skrillex
  • 3 – Fusion Festival (Larz, Alemanha, 25 a 28 de junho)
  • 4 – Hideout Festival (Pag, Croácia, 28 de junho a 2 de julho) – Cabeças de cartaz: Duke Dumont, Gordon City, Loco Dice
  • 5 – Exit Festival (Navi Sad, Sérvia, 9 a 12 de julho) – Cabeças de cartaz: Hardwell, Martin Garrix, Dixon
  • 6 – Ultra Europe (Split, Croácia, 10 a 12 de julho) – Cabeças de cartaz: Afrojack, David Guetta, Carl Cox, Zedd
  • 7 – Dour Festival (Dour, Bélgica, 15 a 19 de julho) – Cabeças de cartaz: Flume
  • 8 – Melt Festival (Ferropolis, Alemanha, 17 a 19 de julho) – Cabeças de cartaz: Bonobo, Jamie XX
  • 9 – Secret Garden Party (Abbots Ripton, Reino Unido, 23 a 26 de julho) – Cabeças de cartaz: Jungle, Caravan Palace
  • 10 – Tomorrowland (Boom, Bélgica, 24 a 26 de julho) – Cabeças de cartaz: David Guetta, Tiesto, Avicii, Axwell /\ Ingrosso
  • 11 – Dekmantel (Amesterdão, Holanda, 30 de julho a 2 de agosto) – Cabeças de cartaz: Machindrum, Mano Le Tough, Recondite
  • 12 – Kazantip (Popovka, Geórgia, 31 de julho a 16 de agosto) – Cabeças de cartaz: Marco Carola, Ricardo Villalobos, Jamie Jones
  • 13 – Eastern Electric (Londres, Reino Unido, 1 de agosto) – Cabeças de cartaz: Jamie Jones, Joris Voorn
  • 14 – SonneMondeStern (Saalburg Beach, Alemanha, 7 a 9 de agosto) – Cabeças de cartaz: Calvin Harris, The Chemical Brothers, Steve Aoki
  • 15 – Barrakud (Pag, Croácia, 8 a 15 de agosto) – Cabeças de cartaz: Sven Vath, Dubfire
  • 16 – Sziget Festival (Budapeste, Hungria, 10 a 17 de agosto) – Cabeças de cartaz: Avicii, Martin Garrix, Major Lazer
  • 17 – Pukkelpop (Hasselt, Bélgica, 20 a 22 de agosto) – Cabeças de cartaz: Kygo, Madeon, Knife Party
  • 18 – Creamfields (Cheshire, Reino Unido, 28 a 30 de agosto) – Cabeças de cartaz: Avicii, The Chemical Brothers, Armin van Buuren, Martin Garrix
  • 19 – Mysteryland (Haarlemmermeer, Holanda, 29 e 30 de agosto) – Cabeças de cartaz: Alesso, Martin Garrix, Steve Angello, The Martinez Brothers
  • 20 – Bestival (Isle Of Wight, Reino Unido, 10 a 13 de setembro) – Cabeças de cartaz: The Chemical Brothers, Skrillex, Duke Dumont
 
Publicado em Festivais
A história da música eletrónica em Portugal vai ser contada através de um documentário. “Tecla Tónica” é o nome da longa metragem realizada por Eduardo Morais e está neste momento a ser gravado, com o apoio da Jameson.
 
A imagem fica a cargo de João Pombeiro, enquanto que o som é obra de Helena Fagundes e as entrevistas feitas por Rui Miguel Abreu.
 
Rui Estêvão, DJ Vibe, DJ Ride e Carlos Lopes são algumas das caras conhecidas que foram entrevistadas para o documentário.
Publicado em Mix

 

A editora de Hardwell, Revealed Recordings, comemorou 5 anos de existência com o lançamento de uma compilação dos seus melhores temas, no passado dia 3 de abril.
 
As faixas foram escolhidas pelos fãs, através da página oficial da editora, que incluíram os hits “Never Say Goodbye”, “Spaceman” e “Apollo”. O Top 100 da Revealed Recordings está também disponível para audição através do Spotify.
 
“Cinco anos depois, o tempo voa quando nos divertimos! Eu sempre sonhei sobre criar a minha própria editora e uma plataforma para novos artistas, para ajudá-los a encontrar o seu caminho e a partilhar a música com o mundo”, revelou Hardwell sobre a sua editora, que lança agora a compilação intitulada “Revealed Recordings 5 Year Anniversary”.
 
Publicado em Mix
À semelhança do que acontece em Miami ou em Amesterdão, com a Miami Music Week e o Amsterdam Dance Event respetivamente, o Dubai vai receber uma conferência mundial de música eletrónica.
 
A cidade dos Emirados Árabes Unidos tem vindo a crescer a cada dia que passa e tornou-se num grande destino de férias de luxo, com várias discotecas e clubs de prestígio internacional.
 
Esta nova conferência está prevista para acontecer entre os dias 18 e 19 de fevereiro do próximo ano, no hotel JW Mariott Marquis, com grandes nomes da música eletrónica a nível mundial, incluindo marcas e pioneiros da tecnologia. Tal como acontece em Miami e em Amesterdão, a conferência do Dubai vai contar ainda com um festival, que vai decorrer durante os mesmos dias do evento.
 
Em breve, serão revelados mais detalhes sobre a conferência e os respetivos artistas.
Publicado em Eventos

Em plena semana dos Óscares, apesar de não existirem nomeados relacionados com a música eletrónica na edição deste ano, o Portal 100% DJ apresenta alguns títulos de documentários que merecem ser vistos pelos amantes de dance music, de vários géneros. Desde artistas como Hardwell, Swedish House Mafia, Richie Hawtin e Daft Punk a festivais como o Tomorrowland ou o Electric Daisy Carnival, existem documentários para todos os gostos que poderás ver na lista abaixo.

 
E para ti, qual é o documentário que merecia um Óscar?
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  • Paris/Berlin: 20 Years of Underground Techno
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Miss Sheila - The Story So Far (Brevemente/Soon) Teaser

#TheStorySoFar... Brevemente/Soon. Video by Feel Creations.

Publicado por Miss Sheila em Quarta, 28 de outubro de 2015
 
 
 
Publicado em Mix
segunda, 07 abril 2014 23:03

Editar música não é um hobby

Depois do aparente sucesso do meu artigo do mês passado relativo às estratégias de marketing para redes sociais, decidi escrever um outro sobre uma outra temática que também tem sido bastante referida nas mensagens e mails que tenho recebido. Trata-se do envio de demos para editoras. É um assunto que dá pano para mangas e por isso decidi divir este artigo em duas partes.
 
A primeira parte vai ser inteiramente dedicada ao factor "timing". Afinal qual é a altura certa para enviar uma demo para uma editora?
 
Em primeiro lugar é preciso que percebam que as editoras - principalmente as maiores - são estruturas empresariais com o objectivo de lucrar com venda de música. É por isso quando contactas com elas deves ser sempre o mais profissional possível, apresentando uma proposta de valor. Esquece quando te "vendem" a ideia de que as editoras vão fazer tudo por ti, que te vão apoiar só porque no texto de apresentação que lhes envias dizes que a desde tenra idade a música é tudo para ti, porque 90% das apresentações de DJ's em Portugal começam assim. Tu não és especial. A tua música é. E é por isso que deves deixar sempre que a música fale por ti. Eu sou dos que acredita que para além do dinheiro, as carreiras ainda se constroem com talento e trabalho. Sem estes dois "pequenos pormenores" nada dura muito.

Eu sou dos que acredita que para além do dinheiro, as carreiras ainda se constroem com talento e trabalho.

 
E é aqui que o factor "timing" deve desempenhar o papel chave. Será que a tua música é suficientemente boa para se destacar no "lamaçal" de demos de todo o mundo que os A&R das melhores editoras recebem diariamente? Mas mais importante que isso, será que se uma editora mais pequena decidir aceitar editar a tua música, isso vai ser bom para ti?
 
Responde a estas três perguntas:
1. Será que a tua música está a um nível suficiente para ser editada? A tua música está bem produzida? Sentes-te confortável com ela? Quando a ouves depois de uma faixa do teu produtor favorito sentes-te satisfeito, desiludido ou achas que podia estar melhor?
 
2. Será que lançar a tua música "oficialmente" vai ser bom para mim? Se te dissessem - "Dentro de 1 ano, a tua editora favorita vai dar-te 10 minutos para mostrares alguns dos teus trabalhos já editados e decidir se investe em ti ou não com base neles" - editavas a tua música?
 
3. A tua música soa bem? Se o teu DJ favorito decidir tocar a tua música para 30 mil pessoas vai ficar desiludido com a forma como a música soa? Mas mais importante que isso, se eu quiser ouvir a tua música no meu telemóvel com uns phones de 20 euros vou ficar satisfeito com o som da tua música? E se a comparar com um tema editado na editora para onde pensas enviar a tua música vou notar alguma diferença? Se não te sentires totalmente satisfeito com a qualidade das tuas músicas é normal. São precisos anos e anos de experiência para conseguir misturar ou masterizar música de forma competitiva.
 
Depois de leres isto certamente ficarás a sentir-te desencorajado. Não sintas. Há tempo para tudo e não queiras começar a construir a casa pelo telhado.
 
Foca-te na tua produção. Experimenta, compara, aprende. Pensa no teu futuro. O que queres fazer com a tua carreira: é só um hobby ou os passos que deres agora vão ser importantes no teu futuro dentro de um ou dois anos? Mostra a tua música a pessoas com experiência no mercado. Pergunta-lhes o que acham honestamente. Não leves a mal críticas negativas. São elas que te fazem aprender. Não penses nunca que és um prodígio porque se o fores, só com humildade e trabalho poderás algum dia materializar o teu talento em música de qualidade. E por fim, não queiras fazer trabalho que não é teu. A ti compete-te ser criativo e produzir música, não soar como um produtor que teve o apoio de um engenheiro de som com 20 anos de experiência no mercado.
 
Em suma, editar uma música, a curto prazo, pode parecer bom. Editar uma música que vai ser uma mancha no teu currículo, a longo prazo, pode ditar a "morte do artista", ou seja, a tua.

 

Hugo Serra Riço
Publicado em Música
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.