17-11-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O arranque das votações será feito a 12 de julho (sábado) num evento de lançamento no Paradiso em Amesterdão. Do cartaz consta a presença de um DJ convidado "mistério", Andrew Rayel, Dannic, Dubvision e Dyro. 
 
A votação estará aberta até ao dia 15 de setembro e o Top 100 de 2014 será anunciado a 18 de outubro, data que, mais uma vez, coincidirá com a realização da mais importante conferência europeia de música - Amsterdam Dance Event (ADE). Também a 18 de outubro será realizado em Londres um evento de comemoração do artista que irá alcançar a primeira posição.
 
A revista anunciou ainda que em breve serão anunciados os detalhes sobre o novo sistema de votação. 
 
Recorda o histórico de vencedores Top 100 da DJ Mag:
 
  • 1997 - Carl Cox
  • 1998 - Paul Oakenfold
  • 1999 - Paul Oakenfold
  • 2000 - Sasha
  • 2001 - John Digweed
  • 2002 - Tiësto
  • 2003 - Tiësto
  • 2004 - Tiësto
  • 2005 - Paul van Dyk
  • 2006 - Paul van Dyk
  • 2007 - Armin van Buuren
  • 2008 - Armin van Buuren
  • 2009 - Armin van Buuren
  • 2010 - Armin van Buuren
  • 2011 - David Guetta
  • 2012 - Armin Van Buuren
  • 2013 - Hardwell
Publicado em Mix
quinta, 25 outubro 2012 21:30

Vox Pop: o Top 100 da revista DJ Mag

Segundo os resultados da mais famosa votação de deejays, Amin Van Buuren é o melhor DJ do Mundo. O DJ e Produtor de 35 anos, influente num género virado para o trance, voltou a conquistar o primeiro lugar, depois de em 2011, David Guetta ter ficado à sua frente por apenas 1 lugar. Van Buuren soma agora um total de 5 troféus só da Revista DJ Mag.
 
A grande novidade desta edição foi divulgação dos 49 DJs (através da Página de Facebook da Revista) que não entraram no TOP dos 100. Nessa mesma lista, estão os três portugueses: DJ Vibe, Mastiksoul e Diego Miranda. Já Pete Tha Zouk, ocupa a posição número 47.
Todos eles desceram de posição em relação ao ano de 2011.

Quisemos saber a opinião de três pessoas influentes na noite nacional e para este VOX POP convidámos, a Deejay Mariana Couto, Duarte Carvalho da editora Exklusive, e Nuno Gonçalves, Diretor da Revista Supernoite.
 
 

"Qual é a sua opinião sobre o TOP da DJ Mag?"

 
 
Mariana Couto, Deejay
 
Foi incredulamente que tomei conhecimento dos resultados da votação da DJ MAG. Na verdade, fiquei quase em estado de choque. Mas depois de alguns minutos percebi que, o que nos transmite o resultado desta votação é muito mais do que um golpe baixo à qualidade da house music. De facto, todos os DJs, e amantes da noite em geral, devem reflectir sobre este top.

Porque é uma votação que assenta nas opiniões dos clubbers, que votam nos seus artistas favoritos. Ponto. Sim, é evidente que aqui há uma grande dose de "engano": os resultados da votação também dependem diretamente de quanto o DJ investe na sua fan base em termos de campanha "pro voto". E sabemos que muitos investem ao ponto de parar sets, enquanto sabemos que outros se dedicam ao trabalho e deixam que o público fale por si.
(...) Quanto a mim, não votei. Nem neste, nem nenhum do género. A minha forma de homenagear os melhores do mundo, passa por comprar os seus temas, passa por ir vê los, passa por tocar as sonoridades que marcam. (...)
 
De facto, com a massificação e popularização da house music a barreira entre o bom e o mau esbateu-se e dessa mistura, às vezes quase irreal de sonoridades, resulta um top perfeitamente atípico, mas... que, também, dá uma lição de marketing (e aposto que o PSY é que não chegou a tempo...)
 
Quanto a mim, não votei. Nem neste, nem nenhum do género. A minha forma de homenagear os melhores do mundo, passa por comprar os seus temas, passa por ir vê los, passa por tocar as sonoridades que marcam.
O resto? É entretenimento.

PS - Já estive nos headquarters da DJ Mag, em Londres e lembro-me da Liz (na altura a diretora) me dizer que se a revista quisesse enriquecer com os DJs era fácil: não faltavam os que queriam comprar lugares no top. Como diz o outro: "agora pensa!"
 

 

Duarte Carvalho, Exklusive Records
 
O Top dos 100 melhores DJ Mag está cada vez mais polémico. Não concordo inteiramente com isto e passo a explicar porquê. Se olharmos para os primeiros 20, não acho nada estranho ver os nomes tais como, Armin Van Buuren, um gigante do trance que se rendeu ao progressivo, conquistando assim mais uma grande massa de público. Tiësto, já por várias vezes em número 1, de certa forma teve exactamente o mesmo percurso que o Armin. Avicii, acho que nem há comentários a fazer. David Guetta, foi somente o homem que abriu o mercardo norte-americano para a música de dança, e por aí fora...
(...) o que faz a diferença hoje em dia é somente isto, uma boa máquina de promoção a funcionar, algo que, seguramente qualquer um dos TOP 20 tem (...)
 
Creio que o Top se torna algo estranho quando verificamos que grandes mestres da cena electrónica, tais como, Roger Sanchez, Erick Morillo, Fatboy Slim, Sven Vath e outros, caíram do TOP 100.
 
Creio que isto se explica por uma questão de máquinas de promoção, seja em redes sociais, blogs, magazines, TV, e por aí fora, o que faz a diferença hoje em dia é somente isto, uma boa máquina de promoção a funcionar, algo que, seguramente qualquer um dos TOP 20 tem e os que estão mais abaixo são capazes de não ter ou, pelo menos, não se encontra a funcionar a pleno.
 

 

Nuno Gonçalves, Dir. Revista Supernoite
 
Bom, na minha humilde opinião e sem retirar mérito aos restantes DJs, acho que o TOP 10 dos 100 melhores DJs está ocupado realmente pelos "melhores" (Mas será que alguns deles são os melhores? Pelo género musical? Pelas suas capacidades técnicas? Ou pelos seus playbacks ao vivo? Pelo mediatismo que se faz em volta deles? Ficam as questões).
(...) na verdade há que saber dar valor a quem vence, mas temos de dar ainda mais valor a quem batalha ano após ano para, pelo menos tentar vencer, isso sim é um esforço reconhecido.
Voltando à realidade dos 100 melhores, quero apenas dizer que, para a quantidade de DJs que concorre, mais uma vez Portugal está de Parabéns pelas excelentes participações dos nossos artistas (ainda que não inseridos nos 100 melhores), que demonstram mais uma vez que, o que é nacional é bom, e muito.
 
Para finalizar quero apenas deixar uma nota crítica, não só ao mundo da música, mas ao mundo em geral: "as votações valem o que valem, desde que inventaram o dinheiro tudo é subjectivo", na verdade há que saber dar valor a quem vence, mas temos de dar ainda mais valor a quem batalha ano após ano para, pelo menos tentar vencer, isso sim é um esforço reconhecido.
Parabéns a todos os DJs Portugueses que participaram nesta votação.
 
 
Publicado em Mix
segunda, 07 novembro 2016 19:24

101 a 150: DJ Mag divulga segunda listagem

Depois da polémica divulgação dos resultados do Top 100 DJs deste ano, que deu a vitória ao jovem holandês Martin Garrix, a revista DJ Mag divulgou nos últimos dias as posições compreendidas entre os números 101 e 150.
 
Disclosure, Sander van Doorn, Kaskade, Richie Hawtin e o francês Bob Sinclar são alguns dos artistas que compõem esta segunda e menos importante listagem que não contempla artistas portugueses. 
 
Confere em baixo a listagem.
 
101. Cosmic Gate
102. Nucleya
103. Merk & Kremont
104. Chuckie
105. FTampa
106. Gunz For Hire
107. Warface
108. Disclosure
109. Tchami
110. Jetfire
111. Atmozfears
112. Knife Party
113. Sander van Doorn
114. Kaskade
115. Tenishia
116. Zomboy
117. Lost Frequencies
118. Frontliner
119. Noisecontrollers
120. Illusionize
121. R-Wan
122. Krewella
123. Francis Davila
124. Richie Hawtin
125. Quentin Mosimann
126. Kyroman
127. MAKJ
128. Julian Jordan
129. UMEK
130. Chapeleiro
131. Frequencerz
132. Kryder
133. Bob Sinclar
134. Curbi
135. Code Black
136. Junior Jack
137. Berg
138. TJR
139. Paul Kalkbrenner
140. Arty
141. 3 Are Legend
142. Solomun
143. Wasted Penguinz
144. Madeon
145. Fatboy Slim
146. Maceo Plex
147. Astrix
148. MOTi
149. Skazi
150. Orjan Nilsen
 
Publicado em Mix
A ‘campanha eleitoral’ para o Top 100 da DJ Mag deste ano já começou. Além dos artistas internacionais, são muitos os DJs e produtores portugueses que estão a apelar ao voto, utilizando, maioritariamente, as redes sociais.
 
Kura, que se estreou o ano passado na lista ocupando a posição número 42, iniciou a sua campanha através de um vídeo que mostra os bastidores da vida de DJ. “As votações da DJ Mag já começaram, o vosso apoio é mais importante do que nunca!”, revelou Kura na sua página oficial de Facebook.
 
Há também outros DJs portugueses empenhados a tentar a sua sorte para a edição deste ano do mais disputado TOP 100 de DJs, com apelo ao voto através das redes sociais, junto dos fãs. É o caso do DJ The Fox, que considera que “esta entrada em votação é idealizada de forma a querer mostrar mais do que se faz em Portugal. A produção é o foco e um resultado inesperado pode acontecer!”.
 
Tom Enzy também já iniciou a sua ‘campanha eleitoral’, afirmando que “tem sido um ano incrível” e que “é o momento certo para fazer isto acontecer!”. Depois de apelar votos aos seus fãs, agradece por tornar este “sonho em realidade”.
 
Depois de atuarem no mesmo palco de grandes nomes como Dimitri Vegas & Like Mike ou Steve Angello, a dupla Club Banditz decidiu também apelar ao voto. “As votações da DJ Mag já começaram, o vosso apoio é muito importante!”, relatam os DJs e produtores na página oficial de Facebook.
 
Diego Miranda é também outro português que quer continuar a marcar presença na lista mais cobiçada da música eletrónica. Além de apelar ao voto durante as suas atuações o DJ aposta ainda na distribuição de autocolantes pelos fãs. Através de um vídeo com alguns dos melhores momentos da sua carreira nos últimos anos, o DJ tem contado com o apoio dos seus seguidores para fazer história.
 
Desde o ano 1997 que a presença de portugueses na lista já vem sendo habitual. DJ Vibe foi o estreante, na posição número 36, a mais alta de um DJ nacional até aos dias de hoje.
 
Pete Tha Zouk, Diego Miranda e Kura também já estiveram presentes no Top 100 da DJ Mag nos últimos anos.
 
Em baixo poderás conferir todas as posições de DJs portugueses no Top da DJ Mag, nos respetivos anos:
 
DJ Vibe:
  • 1997 - #36
  • 1998 - #87
  • 2004 - #80
  • 2005 - #40
  • 2006 - #47
  • 2007 - #40
  • 2008 - #79
  • 2010 - #100
  • 2011 - #84
 
Pete Tha Zouk:
  • 2010 - #80
  • 2011 - #37
  • 2012 - #47
 
Diego Miranda:
  • 2013 - #94
  • 2014 - #70
 
Kura:
  • 2014 - #42
 
 
{youtube}b_fjj48U3zk{/youtube}
Publicado em Mix
O DJ Português Pete Tha Zouk ocupa este ano a 47º posição no TOP100 da Revista DJ Mag - o ranking que anualmente atesta a popularidade dos DJs mundiais através do voto do público.

Com o Holandês Armin Van Buuren a encabeçar a lista, Tiësto em 2º lugar, Avicii em 3º e com David Guetta em 4º, este TOP é usado como referência pelos promotores de festas mundiais, já que o voto é do público e os 100 mais atestam a capacidade de mobilização de pessoas que cada DJ consegue.

Pete Tha Zouk é o destaque nacional deste ano, que conquistou a 47ª posição, descendo 10 lugares em relação a 2011. Numa entrevista exclusiva ao Portal 100% DEEJAY, o próprio afirmou já estar à espera que o TOP oscilasse nas posições.
Questionado sobre a sua chegada ao número 1 do TOP, o DJ algarvio não vacila e garante que "vai continuar a trabalhar para agradar às pessoas" e que, se algum dia ganhar esse prémio "é com elas que vai partilhar essa alegria".


Mais uma vez, repetiste a proeza de estar no TOP100. Descreve-nos a sensação de estar nos 50 melhores do Mundo.
É uma sensação muito boa mas de muita responsabilidade, porque é necessário trabalhar mais e melhor para conseguir manter-me no Top50.
 
Desceste 10 posições em relação a 2011. Estavas à espera que este ano o TOP 100 oscilasse tanto nas posições?
Sim, estava. A EDM explodiu nos Estados Unidos que, como sabemos, é um mercado gigantesco e isto trouxe não só mais público a votar como mais artistas a fazer campanha pelo voto. Este ano a globalização é uma coisa patente no Top100, os DJs de trance continuam a liderar mas temos muitas entradas de artistas – como as Nervo, por exemplo – que têm nome primariamente nos Estados Unidos. Seria apenas natural que com mais concorrência houvesse descidas, novas entradas e algumas subidas de posição. Independentemente de ter descido continuo a estar no Top50, e há dois anos consecutivos, é um motivo de grande alegria.  
 
Como te sentes ter 'ao lado' Martin Solveig, DJ com que partilhaste a cabine no Festival Sudoeste?
É uma grande honra! O Martin é um excelente DJ e produtor, e estar ao lado dele é algo que faria qualquer DJ feliz!
 
Seria apenas natural que com mais concorrência houvesse descidas, novas entradas e algumas subidas de posição. Independentemente de ter descido continuo a estar no Top50, e há dois anos consecutivos, é um motivo de grande alegria.

Esperas num futuro próximo estar no número 1?
Bem… nunca se sabe! Vou trabalhar para continuar a agradar às pessoas que acompanham o meu trabalho e,
se algum dia lá chegar, é com elas que vou partilhar essa alegria.

Na tua opinião, deveriam estar mais portugueses no TOP100?
Penso que temos que olhar para o TOP100 como um top de popularidade e não como um decalque da qualidade dos DJs. O que está em causa no TOP100 é a capacidade de mobilização de um artista, é saber quantas pessoas votam em ti quando confrontadas com a questão: Quem é, para ti, o melhor DJ do mundo?

O que podemos esperar de pete Tha Zouk nos próximos meses?
Nos próximos meses vou dividir-me entre Portugal, Brasil, Angola e Estados Unidos, mas podem sempre acompanhar tudo ou no Facebook www.facebook.com/djpetethazouk ou no Twitter em www.twitter.com/petethazouk.

Que mensagem gostarias de deixar aos teus fãs?
Tenho que lhes agradecer pelo voto de confiança que me deram, uma vez mais e pelo terceiro ano consecutivo. São eles que dão sentido a todo o meu trabalho e tento retribuir o melhor que posso a cada actuação. Estamos juntos!
 
Publicado em Mix
O website Resident Advisor divulgou hoje a lista dos 100 DJs do ano, escolhido através de uma votação online aberta ao público. Este top representa o oposto daquele que é apresentado pela conhecida revista DJ Mag onde o pódio é ocupado pelos irmãos Dimitri Vegas & Like Mike.
 
Nicole Moudaber, Steve Lawer, Luciano, Dubfire, Carl Cox, Jeff Mills, John Digweed, Sven Vath e Richie Hawtin são alguns dos artistas presentes nesta nova lista, liderada por Dixon, Maceo Plex e Tale Of Us, que ocupam o primeiro, segundo e terceiro lugar, respetivamente.
 
É uma disputa que levanta muitas críticas, até pelos próprios artistas de estilos musicais diferentes, mas esta batalha está longe de terminar, apesar de haver lugar para todos.
 
Confere abaixo o Top 100 do Resident Advisor:
 
  • 1 – Dixon
  • 2 – Maceo Plex
  • 3 – Tale Of Us
  • 4 – Ben UFO
  • 5 – Jackmaster
  • 6 – Ricardo Villalobos
  • 7 – Seth Troxler
  • 8 – Ben Klock
  • 9 – Ame
  • 10 – Rodhad
  • 11 – Four Tet
  • 12 – Laurent Garnier
  • 13 – Solomun
  • 14 – Motor City Drum Ensemble
  • 15 – Mano Le Tough
  • 16 – Jamie Jones
  • 17 – Bicep
  • 18 – Mind Against
  • 19 – Adam Beyer
  • 20 – Nina Kraviz
  • 21 – Richie Hawtin
  • 22 – Raresh
  • 23 – Marco Carola
  • 24 – Marcel Dettmann
  • 25 – John Talabot
  • 26 – Hunee
  • 27 – The Martinez Brothers
  • 28 – Job Jobse
  • 29 – Sven Vath
  • 30 – DJ Koze
  • 31 – Joris Voorn
  • 32 – Loco Dice
  • 33 – Eats Everything
  • 34 – Zip
  • 35 – Gerd Janson
  • 36 – Floating Points
  • 37 – The Black Madonna
  • 38 – Joseph Capriati
  • 39 – Hot Since 82
  • 40 – Apollonia
  • 41 – Skream
  • 42 – DVS1
  • 43 – John Digweed
  • 44 – Jeff Mills
  • 45 – Jeremy Underground
  • 46 – Daniel Avery
  • 47 – Rhadoo
  • 48 – Patrick Topping
  • 49 – Pan-Pot
  • 50 – DJ Tennis
  • 51 – Joy Orbinson
  • 52 – Roman Flugel
  • 53 – Black Coffee
  • 54 – Helena Hauff
  • 55 – Scuba
  • 56 – Adriatique
  • 57 – Sasha
  • 58 – Lee Burridge
  • 59 – Carl Cox
  • 60 – Jamie xx
  • 61 – Robert Hood
  • 62 – Enzo Siragusa
  • 63 – Claude VonStroke
  • 64 – Move D
  • 65 – Objekt
  • 66 – Midland
  • 67 – Levon Vincent
  • 68 – Dubfire
  • 69 – Chris Liebing
  • 70 – Len Faki
  • 71 – Alan Fitzpatrick
  • 72 – Kerri Chandler
  • 73 – tINI
  • 74 – Blawan
  • 75 – Maya Jane Coles
  • 76 – Donato Dozzy
  • 77 – DJ Harvey
  • 78 – Petre Inspirescu
  • 79 – Sonja Moonear
  • 80 – Luciano
  • 81 – Jasper James
  • 82 – Fur Coat
  • 83 – wAFF
  • 84 – Kolsch
  • 85 – George FitzGerald
  • 86 – Richy Ahmed
  • 87 – Hernan Cattaneo
  • 88 – Function
  • 89 – Barac
  • 90 – Mike Servito
  • 91 – Tama Sumo
  • 92 – Steve Lawler
  • 93 – Dusky
  • 94 – Barnt
  • 95 – Carl Craig
  • 96 – Ryan Elliot
  • 97 – Margaret Dygas
  • 98 – Omar-S
  • 99 – Answer Code Request
  • 100 – Nicole Moudaber
 
{youtube}WwTjqXtYyJA{/youtube}
Publicado em Mix
A discoteca Lux, localizada na capital portuguesa, subiu 38 lugares na tabela dos melhores clubs do mundo realizada pela revista DJ Mag. O prestigiado espaço de diversão noturna alcançou a posição número 58, depois de no ano passado ter estado colocada em 96º lugar.
 
O Top 3 da lista, divulgada hoje, é composto pelo Space Ibiza, Green Valley e Amnesia, em primeiro, segundo e terceiro lugar respetivamente. No ano passado, o pódio era ocupado por Green Valley, Space Ibiza e Hakkasan.
 
Confere a lista completa:
 
  • 1 – Space Ibiza (Espanha)
  • 2 – Green Valley (Brasil)
  • 3 – Amnesia (Espanha)
  • 4 – Pacha Ibiza (Espanha)
  • 5 – Octagon (Coreia do Sul)
  • 6 – Zouk (Singapura)
  • 7 – Hakkasan (Estados Unidos da América)
  • 8 – Ushuaia (Espanha)
  • 9 – Sirena (Brasil)
  • 10 – BCM Planet Dance (Espanha)
  • 11 – Papaya (Croácia)
  • 12 – DC10 (Espanha)
  • 13 – Echostage (Estados Unidos da América)
  • 14 – Paradise Club (Grécia)
  • 15 – Fabric (Reino Unido)
  • 16 – Berghain/Panorama Bar (Alemanha)
  • 17 – Bootshaus (Alemanha)
  • 18 – Anzu (Brasil)
  • 19 – Motion (Reino Unido)
  • 20 – Noa Beach Club (Croácia)
  • 21 – Warung (Brasil)
  • 22 – Cavo Paradiso (Grécia)
  • 23 – Ministry Of Sound (Reino Unido)
  • 24 – Guaba Beach Club (Chipre)
  • 25 – Cocorico (Itália)
  • 26 – Zouk KL (Malásia)
  • 27 – Sankeys (Espanha)
  • 28 – The Warehouse Project (Reino Unido)
  • 29 – Baum (Bogotá)
  • 30 – Air (Holanda)
  • 31 – Digital (Reino Unido)
  • 32 – Omnia (Estados Unidos da América)
  • 33 – Exchange (Estados Unidos da América)
  • 34 – Arma 17 (Rússia)
  • 35 – Marquee (Estados Unidos da América)
  • 36 – Elrow (Espanha)
  • 37 – Matahari (Brasil)
  • 38 – Club Space (Estados Unidos da América)
  • 39 – Barbarellas (Croácia)
  • 40 – El Fortin (Brasil)
  • 41 – Yalta (Bulgária)
  • 42 – Avalon (Estados Unidos da América)
  • 43 – Icon (Estados Unidos da América)
  • 44 – Guendalina (Itália)
  • 45 – Aquarius (Croácia)
  • 46 – New City Gas (Canadá)
  • 47 – Fabrik (Espanha)
  • 48 – Output (Estados Unidos da América)
  • 49 – White Club (Emirados Árabes Unidos)
  • 50 – Surrender/Encore Beach Club (Estados Unidos da América)
  • 51 – Versuz (Bélgica)
  • 52 – Privilege (Espanha)
  • 53 – Cacao Beach (Bulgária)
  • 54 – Egg LDN (Reino Unido)
  • 55 – Womb (Japão)
  • 56 – D-Edge (Brasil)
  • 57 – Lost Beach Club (Equador)
  • 58 – Lux (Portugal)
  • 59 – Sub Club (Escócia)
  • 60 – Myst (China)
  • 61 – The Palace (Filipinas)
  • 62 – Beach Club MTL (Canadá)
  • 63 – Sankeys MCR (Reino Unido)
  • 64 – Colosseum Club (Indonésia)
  • 65 – Elements (China)
  • 66 – Duel:Beat (Itália)
  • 67 – Rex Club (França)
  • 68 – Watergate (Alemanha)
  • 69 – Mint Club (Reino Unido)
  • 70 – Drai’s (Estados Unidos da América)
  • 71 – La Huaka (Peru)
  • 72 – Cielo (Estados Unidos da América)
  • 73 – E11even (Estados Unidos da América)
  • 74 – Concrete (França)
  • 75 – Revelin (Croácia)
  • 76 – Xoyo (Reino Unido)
  • 77 – Tresor (Alemanha)
  • 78 – Dragonfly (Indonésia)
  • 79 – Light Nightclub (Estados Unidos da América)
  • 80 – Chinese Laundry (Austrália)
  • 81 – Club Cubic (China)
  • 82 – Foundation Seattle (Estados Unidos da América)
  • 83 – Velvet (Paraguai)
  • 84 – Modo Ultra Club (China)
  • 85 – Loft Metropolis (França)
  • 86 – Phonox (Reino Unido)
  • 87 – Kitty SU (Índia)
  • 88 – Razzmatazz (Espanha)
  • 89 – Cé La Vi (Malásia)
  • 90 – Mad Club (Suíça)
  • 91 – Verboten (Estados Unidos da América)
  • 92 – Illuzion (Tailândia)
  • 93 – Stealth (Reino Unido)
  • 94 – Coda (Canadá)
  • 95 – Rainbow Venues (Reino Unido)
  • 96 – X2 (Indonésia)
  • 97 – Studio 338 (Reino Unido)
  • 98 – Space Ibiza NY (Estados Unidos da América)
  • 99 – Robert Johnson (Alemanha)

 

Publicado em Mix
Pelo segundo ano consecutivo, o DJ holandês Hardwell ficou classificado em 1º lugar no Top 100 da conceituada revista DJ Mag, arrecandando o título de "melhor DJ do mundo". Depois de receber e agradecer o prémio no Amesterdam Music Festival, o artista demonstrou aquilo que faz de melhor: a arte de djing, numa atuação cheia de energia.
 
Nos restantes lugares do pódio, Dimitri Vegas & Like Mike ficaram colocados em segundo lugar, enquanto que Armin van Buuren, também já eleito o melhor do mundo em edições anteriores, ficou-se pelo 3º lugar. Uma das grandes surpresas do Top 5 foi Martin Garrix, que com apenas 18 anos, alcançou a quarta posição.
 
Portugal marcou presença no Top 100, com destaque à estreia de Kura na 42ª posição. Diego Miranda continua na tabela, com uma subida de 24 posições em relação a 2013, ficando em 70º lugar.
 
A nível do "Top 50", recorde-se que Vibe atingiu a posição número 40 em 2007 e Pete Tha Zouk o 37º lugar em 2011. Em 2012 o algarvio desceu 10 posições alcançando o número 47.
 
A nível de ausências, foram muitas as que se fizeram notar num ano de grande ascenção para vários artistas, como é o caso de Tommy Trash, Sunnery James & Ryan Marciano, o brasileiro FTAMPA, Cedric Gervais, Alvaro e Jay Hardway que por diversas vezes marcou presença em Portugal.
 
A votação para o Top 100 DJ Mag esteve aberta desde 12 de julho até 15 de setembro, no site oficial da revista.
 
Os resultados foram divulgados via Twitter e no Amesterdam Music Festival, transmitido em direto através do Youtube, com cerca de 14 mil pessoas a assistir online.
 
Confere em baixo, além do histórico de vencedores, a listagem completa e oficial.
 
 
Histórico de Vencedores TOP 100 da DJ Mag:
1997 - Carl Cox
1998 - Paul Oakenfold
1999 - Paul Oakenfold
2000 - Sasha
2001 - John Digweed
2002 - Tiësto
2003 - Tiësto
2004 - Tiësto
2005 - Paul van Dyk
2006 - Paul van Dyk
2007 - Armin van Buuren
2008 - Armin van Buuren
2009 - Armin van Buuren
2010 - Armin van Buuren
2011 - David Guetta
2012 - Armin Van Buuren
2013 - Hardwell
2014 - Hardwell
 
Publicado em Artistas
Diego Miranda é cada vez mais um nome conhecido e aclamado na música eletrónica nacional e internacional. Tendo já estado presente na famosa lista Top 100 da revista DJMag, foi este ano novamente nomeado para um MTV Europe Music Award, na categoria de Best Portuguese Act. Depois de um verão cheio de atuações em Portugal e no estrangeiro, o DJ concedeu uma entrevista exclusiva ao portal 100% DJ, onde fala sobre a sua carreira, as nomeações da MTV e o seu futuro.

 

Qual foi a tua reação ao saber que estavas novamente nomeado para um Best Portuguese Act dos MTV Europe Music Awards?
Foi com enorme orgulho que soube. É verdade que também tenho trabalhado muito para isso e o facto de ter sido o único português a entrar para o Top100 do mundo, no último ano pela DJ Mag, também deve ter contribuído para isso. Mas esta nomeação tem um sabor diferente porque é uma competição, não só a nível de DJ’s, mas a nível de todos os músicos e bandas. E... como já tinha sido o único DJ em Portugal a ser nomeado pela MTV em 2011, desta vez não estava tanto à espera, por isso é uma grande alegria e uma grande honra poder representar a música eletrónica que se faz em Portugal para todo o mundo. 
 
Quais são as expectativas em relação aos resultados das votações? Acreditas que a competição vai ser renhida?
Provavelmente vai ser difícil, porque há fãs de bandas nomeadas que também são meus fãs, pois tratam-se de estilos completamente diferentes. Mas só posso dizer que vou trabalhar cada vez mais e estou a contar com o apoio de todos os meus fãs que são incansáveis e apoiam-me incondicionalmente. A eles, só lhes posso dizer "obrigado" e que tenho os melhores fãs do mundo. 
 
Pensas que é importante a MTV (e outros meios de comunicação social) dar importância aos DJ’s, uma vez que a música eletrónica tem cada vez mais público? 
Claramente que sim. Temos de saber acompanhar a evolução e hoje em dia os concertos deram lugar a festivais com DJ’s. Se um DJ tem capacidade de mover massas, encher estádios, inclusive como bandas e é um fenómeno, tem de se lhe dar o devido valor como qualquer outro músico ou artista. 
 
Em relação aos últimos meses, qual foi a experiência/trabalho que mais te marcou e mais gostaste de realizar? Porquê? 
É difícil enumerar porque foram várias, mas posso citar algumas, nomeadamente, adorei ter feito a Tour da Ballantines que realizou uma produção magnífica em todas as festas. Há dois clubs que me marcam sempre que lá passo: Green Valley no Brasil (eleito o melhor club do mundo) e Ushuaia em Ibiza. A Tour do Happy Holi, que começou em Portugal e já vai no Brasil, com festas que são sempre mágicas e únicas. Também finalizei um tema há pouco tempo, "Believer" com a cantora americana Miss Palmer, e estou com outros projetos e colaborações novas que ainda não posso revelar e que me têm dado muito gozo fazer. 
 

Temos de saber acompanhar a evolução e hoje em dia os concertos deram lugar a festivais com DJ’s.

 
Quando poderemos ouvir novo material original? Há alguma colaboração que está a ser planeada? 
Como disse, acabei de lançar o tema "Believer" e tenho vários projetos/colaborações que estão a sair mensalmente pela minha nova editora "Less is More", mas mais mainstream. Também tenho o cantor Mitch Crown, com quem já estou a trocar ideias para trabalharmos juntos num novo tema e paralelamente quero começar a trabalhar no meu novo álbum, em que vou incluir alguns temas que já saíram e muitas novidades, mas que só deve estar finalizado no próximo ano! 
 
No futuro, que projetos e novidades podemos esperar do Diego Miranda? 
Em termos de música, vou continuar a produzir e a lançar temas novos e vou continuar a tocar muito porque já tenho a agenda cheia até ao próximo ano. Quero também trabalhar mais na minha editora para que cresça e para que dê oportunidade a outros artistas e novos talentos de crescerem. Também estou a lançar uma linha de roupa com o meu estilo, para os verdadeiros fãs… basicamente, o que posso dizer é que, não vou parar!
 
Que objetivos ainda pretendes atingir a nível profissional?
Não penso nisso, só posso dizer que "o céu é o limite!" 
 
Quais são as tuas inspirações, a nível de DJ's? E com quem desejarias trabalhar um dia? 
Existem alguns que admiro bastante e que às vezes não têm nada a ver com o estilo que toco hoje em dia, mas que serão sempre uma referência para mim, como é o caso de Carl Cox com toda a sua técnica. A nível de produtores, atualmente, existem vários como é o caso do Calvin Harris ou David Guetta porque nunca descuram a parte melódica nos seus temas e conseguem manter-se sempre atuais.
 
Nota de redação: Para votares acede a pt.mtvema.com/vota.
 
 
Publicado em Entrevistas
segunda, 15 outubro 2012 22:28

Top 100 DJ Mag: DJ Vibe ocupa número 150

A mais famosa votação a nível mundial de DJs acaba de divulgar a posição número 150, que corresponde exatamente ao Português DJ Vibe.
 
Até sexta-feira, dia em que será conhecido o TOP 100, a Revista DJ Mag irá divulgar em género de countdown, os artistas que ocupam as posições compreendidas entre os números 100 e 150.

Recorde-se que em 2011, Vibe ocupava a posição número 84 e em 2010 a posição número 100.

Prevê-se portanto que este, seja um ano de grandes oscilações no TOP 100 da Revista DJ Mag.
Que chegue sexta-feira!
 
 
O TOP em 2011 era neste figurino:
 
1. David Guetta
2. Armin Van Buuren
3. Tiesto
4. DeadMau5
5. Above & Beyond
6. Avicii
7. Afrojack
8. Dash Berlin
9. Markus Schulz
10. Swedish House Mafia
Publicado em Mix
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.