23-03-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

terça, 07 outubro 2014 20:06

App de Avicii ganha prémio sueco

Parece que não são só prémios musicais que o artista coleciona. A aplicação móvel “Avicii  | Gravity” acabou de ganhar um Swedish Design Award na categoria “Device – Smartphone".
 
A entrega do galardão decorreu em Estocolmo, na Suécia, com a presença do designer e do diretor de arte da aplicação. A app, disponível para IOS e Android, consiste num jogo para comandar uma nave espacial, onde é possível ouvir diversas músicas de Avicii. O seu último single “The Days”, já está presente na mais recente atualização da app.
 
Recordamos que o novo álbum do artista está previsto para 2015, tal como o regresso das atuações do DJ, que está em pausa devido a motivos de saúde.
 
Publicado em Artistas
A aplicação Untappd, que já tem presença no iOS e Android, chegou ao Windows Phone 8 a semana passada e alarga o número de utilizadores que podem partir à procura da 'loira' mais fresquinha com a ajuda do telemóvel. 
 
Sem adotar o estilo visual que carateriza os atuais sistemas operativos da Microsoft, o Untappd funciona como uma rede social de geolocalização que utiliza a opinião dos vários utilizadores para recomendar bares e cervejas que merecem ser testados. 
 
A chegada a mais um ecossistema móvel vem acompanhada de novidades. Os utilizadores agora podem fazer o carregamento de fotos para acompanhar "visualmente" as críticas, que agora podem incluir classificações de meia estrela. 
 
Com o Untappd, bebe-se socialmente e com moderação. 
 
Fonte: Sapo Tek.
Publicado em Mix
O Departamento de Justiça dos Estados Unidos está a investigar a conduta da Apple, acusada de usar a sua influência junto da indústria discográfica para acabar com o modelo de negócio da plataforma Spotify.
 
Segundo o The Verge, a empresa pode estar a pressionar as editoras para que não renovem os contratos com o Spotify, que disponibiliza de músicas de forma gratuita, uma vez que espera lançar um serviço de streaming pago em junho
 
Fontes do Verge indicam que a Apple chegou a dizer à Universal que está disposta a pagar as taxas do YouTube à editora, desde que a empresa interrompa as transmissões de suas músicas no site da Google.
 
O Spotify conta com 60 milhões de utilizadores, mas apenas 15 milhões optam por pagar pela versão premium do serviço. Os restantes beneficiam de músicas gratuitas, conseguidas graças a parcerias estabelecidas com as grandes editoras.
 
Fonte: Notícias ao Minuto.
Publicado em Mix
O YouTube pode deixar de ser apenas uma plataforma de vídeos online para passar a ser também um serviço de música por subscrição por streaming. De acordo com as informações apuradas o novo serviço do YouTube vai funcionar de maneira muito semelhante ao Spotify, mas terá os vídeos como fator "extra". 
 
A revelação é feita pela Billboard que cita inúmeras fontes próximas ao desenvolvimento do projeto. O projeto deve ser lançado ainda antes do final do ano e vai ficar disponível em duas modalidades - uma gratuita onde os utilizadores têm que conviver com anúncios, e outra paga que garante acesso a uma lista "ilimitada" de faixas musicais. 
 
O valor do serviço pago pode ascender aos 9,99 dólares - cerca de 7,25 euros - e vai também garantir acesso a músicas em formato offline. O principal foco do novo serviço do YouTube vai ser o segmento mobile, uma área onde as restantes propostas de mercado são mais "curtas". 
 
Entretanto surgiram ainda outros rumores de que a aplicação do YouTube está prestes a evoluir, por forma a permitir a reprodução de conteúdos em segundo plano - uma funcionalidade que daria jeito para a ferramenta de streaming. 
 
De acordo com as mesmas fontes um serviço de música por subscrição com componente de vídeo integrada não seria visto como um substituto direto do All Access da Google, e podia até ser a ferramenta de preferência para novas plataformas como os Google Glass.
 
Fonte: Sapo Tek.
 
Publicado em Mix
O Spotify recusa-se a apagar playlists criadas por utilizadores com alinhamentos exatamente iguais aos das compilações criadas pela Ministry of Sound. A acusação é feita pela editora londrina, que na segunda-feira interpôs uma ação judicial contra a plataforma de música.
 
O caso deverá fazer jurisprudência. Os 24 milhões de utilizadores que o Spotify tem atualmente, criaram desde o lançamento deste serviço de música online, em 2008, mais de mil milhões de playlists. É uma funcionalidade popular para reunir e partilhar conjuntos de canções com amigos - que também podem participar na construção dos alinhamentos - ou, nos casos de alguns sites, com leitores.
 
À escolha existem mais de 20 milhões de temas (dados de Dezembro de 2012), devidamente licenciados, que os utilizadores podem ouvir ou compilar. Entre eles estão os temas usados nas compilações da Ministry of Sound, que apenas detém os direitos para os editar em formato disco (físico ou digital) mas não para streaming
 
A Ministry of Sound, marca associada a uma discoteca de Londres com o mesmo nome, aceita essa contingência como uma dificuldade criada pela transformação da indústria da música no tempo da Internet. O que a deixa a lutar pelo que sobra - a curadoria. A editora defende que esse trabalho intelectual também deve estar protegido pela lei dos direitos de autor.
 
"O que fazemos é mais do que agrupar temas: há muita pesquisa na criação das nossas compilações e propriedade intelectual envolvida nisso. Não é apropriado que alguém faça corta-e-cola com elas", argumenta o presidente executivo da Ministry of Sound, Lohan Presencer, em declarações ao "Guardian", que deu a notícia do processo à imprensa.
 
A editora londrina - que se dedica à música de dança e já vendeu mais de 50 milhões de discos nos últimos 20 anos - exige na ação judicial que as playlists sejam apagadas, que o Spotify bloqueie de forma permanente a possibilidade de os seus alinhamentos voltarem a ser copiados e ainda uma indeminização que a compense por danos e custos com o processo.
 
O diário britânico lembra que, em 2010, houve um caso idêntico no Reino Unido, envolvendo as ligas de futebol inglesa e escocesa. Na altura, o Tribunal Superior deu razões a estes dois representantes dos clubes britânicos, que pretendia que os seus calendários (ordem dos jogos) fossem protegidos pela lei dos direitos de autor. Mas a decisão foi revertida na sequência de um recurso. No setor da música, é o primeiro caso a chegar à justiça.
 
Fonte: P3.
 
Publicado em Mix
quarta, 23 setembro 2015 12:24

Microsoft vai fechar serviço de música

De acordo com o The Next Web, a Microsoft anunciou que os utilizadores não vão poder fazer stream ou descarregar conteúdo do Zune a partir de 15 de novembro.
 
O dispositivo Zune e todas músicas que o utilizador detém vão trabalhar normalmente, no entanto os subscritores do Zune Music Pass vão ser migrados para o serviço Groove, também da Microsoft, que funciona na Xbox One, Windows 10 e dispositivos Android e iOS.
 
O Zune foi lançado em 2006 na altura em que os leitores de MP3 começaram a ser massificados.
Publicado em Mix
Com o fim de 2015, a aplicação Shazam, que dá a oportunidade aos seus utilizadores de descobrir o nome da música que estão a ouvir, divulgou a lista das músicas mais pesquisadas durante o ano passado.
 
DJ Snake, Kygo e Lost Frequencies são os artistas que contêm mais músicas no Top 10, composto também por Calvin Harris, Martin Solveig e Major Lazer.
 
Confere abaixo o Top 10:
 
  • 1 – Major Lazer & DJ Snake feat. MØ – Lean On
  • 2 – Lost Frequencies – Are You With Me
  • 3 – Kygo feat. Conrad Sewell – Firestone
  • 4 – DJ Snake & AlunaGeorge – You Know You Like
  • 5 – Feder feat. Lyse – Goodbye
  • 6 – Kygo feat. Parson James – Stole The Show
  • 7 – Calvin Harris feat. Disciples – How Deep Is Your Love
  • 8 – Lost Frequencies feat. Janieck Devy – Reality
  • 9 – The Avener – Fade Out Lines
  • 10 – Martin Solveig & GTA - Intoxicated
 
{youtube}YqeW9_5kURI{/youtube}
Publicado em Mix

 

A iniciativa Youtube for Artists, uma nova ferramenta do site de vídeos online, consegue aconselhar os artistas sobre os locais onde devem atuar, a partir do número de fãs que têm em determinado sítio ou de onde mais pessoas assistem aos seus vídeos.
 
Outra novidade desta aplicação do Youtube é que informa ainda os artistas quais são as músicas mais populares em determinado local, o que pode influenciar na escolha de singles ou de alinhamento da atuação.
 
 
Publicado em Mix
quarta, 10 novembro 2010 17:45

Drive Me 'oferece' boleias à noite

A campanha de segurança rodoviária 100% Cool vai entrar numa nova fase com o lançamento da Drive Me, uma rede social que quer ligar jovens para a "gestão" online de boleias.
A ideia é da Associação Nacional de Empresas de Bebidas Espirituosas (ANEBE) e o objectivo é garantir a saída e o regresso a casa em segurança, depois de uma saída nocturna, recorrendo ao grupo de cibercontactos.

A rede social, cujo lançamento está previsto para esta sexta-feira, passa assim a ser o mais recente recurso da 100% Cool.

Refira-se que o eixo central da 100% Cool, criada em 2004, são as brigadas que se deslocam aos locais de diversão nocturna para sensibilizar os jovens para o consumo moderado de álcool, realizar testes de alcoolemia e premiar simbolicamente os jovens com 0% de álcool.

A 100% Cool "difere em larga medida de muitas outras desenvolvidas no nosso país, pois procura evitar o lado repressivo, apostando antes na educação, motivação e responsabilização dos jovens para um consumo moderado de álcool", considera a ANEBE.
Publicado em Mix
terça, 26 novembro 2013 12:45

Uma aplicação nacional para amantes de gin

É a primeira aplicação portuguesa dedicada exclusivamente ao gin e pode ser descarregada gratuitamente. A 'App Gin Lovers' já se encontra disponível para smartphones.
 
Numa primeira fase, apenas estará na App Store, para iPhone e iPad. Em breve ficará também acessível no sistema Android. De acordo com os 'Gin Lovers', a aplicação permite aceder a novas receitas de gin tónico, sugestão de bares e outros locais para uma correta apreciação de gin, com a possibilidade de os selecionar com critério de aproximação geográfica em relação ao ponto onde nos encontramos, informação atualizada sobre o fenómeno do gin em Portugal e no mundo, entre outras possibilidades.
 
A aplicação será, no fundo, um complemento do site ginlovers.pt.
 
Publicado em Mix
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.