20-06-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Erro

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens eventos-meoarena deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania da Câmara dos Deputados do Brasil aprovou no passado mês de novembro, um projeto de lei que regulamenta a profissão de DJ. Entretanto foi alterado e volta em breve ao Parlamento brasileiro para que possa ser novamente discutido e, por sua vez, votado.
 
Para exercer a profissão de DJ no Brasil, os artistas têm de ter frequentado um curso técnico de 800 horas, em instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação. Para realizar o curso, é obrigatório ter pelo menos 16 anos e o ensino médio completo (ou estar ainda a frequentar).
 
Esta nova regra não se aplica aos profissionais que já estejam a trabalhar na área há, pelo menos, cinco anos, nem para os DJ estrangeiros que permaneçam no Brasil até um mês.
 
A duração do trabalho de um DJ profissional também foi tida em conta e não pode superar as seis horas por dia e ir até 30 horas por semana. Essa duração é o período de apresentação ao público, incluindo também ensaios e atividades de promoção do artista. O DJ deverá ainda ter direito a um intervalo para refeição e descanso de 45 minutos, no mínimo. Em relação às horas extras, o pagamento tem uma subida de 100% sobre o valor normal. Se o artista trabalhar em condições perigosas, o projeto de lei prevê ainda que o mesmo deva receber um pagamento adicional.
 
Em Portugal, “Disc Jockey” é reconhecido como um profissional das artes do espetáculo. Isto é, desde 2010 que o Instituto Nacional de Estatística inclui o “Djing” na Classificação Portuguesa de Profissões com o número 26.59.1 e é conferido o direito de usar o C.A.E. 90010 a quem iniciar/exercer a atividade com esse número.
 
Em termos burocráticos, recorde-se que a PassMúsica (entidade legal de proteção dos direitos autor ligados à música) possui uma licença - a Licença de Reprodução para DJs - que abrange todas as pessoas que exerçam a atividade de DJ (profissional ou acessória) cujo objetivo objetivo passa por permitir aos DJs a utilização de gravações musicais em formatos diferentes daqueles em que foram adquiriram originalmente. A licença tem o valor anual de 350 euros.
Publicado em Mix

[sigplus] Erro crítico: A pasta da galeria de imagens eventos-meoarena deve ter um caminho relativo para a pasta base das imagens especificada na back-end.

Desde que foi inaugurada, em 1998, pela maior sala multiusos do país já passaram inúmeros eventos, das mais diferentes tipologias, desde congressos, exposições, concertos e até mesmo provas desportivas.
 
Localizada às portas de Lisboa, a (agora) Meo Arena dispõe de uma área total de construção de 47 mil metros quadrados e na sua capacidade máxima pode albergar 20 mil pessoas em pé e 12.900 sentadas. Tem dois balcões (1.º e 2.º andar) e a área total da arena é de 5.200 metros quadrados.
 
A ideia de construir este edifício remonta às primeiras discussões sobre o Plano de Urbanização da Expo 98. Ao contrário de outras cidades europeias, Lisboa não possuía uma sala polivalente para acolher eventos de grande envergadura. As salas existentes, tanto na capital como noutros pontos do país, ou tinham lotação limitada - até 4000 lugares -, ou eram dificilmente adaptáveis a eventos não convencionais, como o desporto de alta competição em recinto coberto. Além disso, não dispunham do aparato tecnológico exigido para coberturas televisivas modernas ou pelos grandes espetáculos musicais ou teatrais.
 

Na sua capacidade máxima pode albergar 20 mil pessoas em pé e 12.900 sentadas.

 
Recuando atrás no tempo, durante os 132 dias de Expo 98, o edifício era designado Pavilhão da Utopia, onde era realizado, quatro vezes ao dia, um espetáculo de efeitos teatrais clássicos com as modernas tecnologias multimédia, designado "Oceanos e Utopias". A sua autoria foi de François Confino e Philipe Genty, produzido pela empresa Rozon. 
 
Esta construção não foi feita ao acaso. A localização foi um dos pontos fortes aquando da fase de projeto, pois tinha a vantagem de servir não só a população da maior área metropolitana portuguesa, mas também o país no seu conjunto, dada a proximidade da Estação do Oriente (onde se interligam os principais meios de transporte público) e dos principais nós rodoviários.
 
Ao longo dos últimos anos, além dos concertos que estamos habituados a assistir com banda, também os espetáculos de música eletrónica têm vindo a ganhar o seu lugar cativo nesta arena portuguesa e a atingir um público-alvo cada vez maior. O primeiro evento com DJs aconteceu em 2003. O conhecido “Olá Love 2 Dance” contou com uma gigantesca produção, onde em destaque esteve a música e todo o conjunto de efeitos multimédia. Roger Sanchez, Luís leite, Carlos Manaça, Diego Miranda e Miss Blondie estreavam desta feita a maior “discoteca” do país. 
 
Na timeline em baixo, poderás conferir todos os eventos de música eletrónica que decorreram na Meo Arena a partir do ano 2003. De recordar que os dois últimos ainda vão acontecer este ano, dias 18 e 31 respetivamente.
 
 
{gallery}eventos-meoarena{/gallery}
 
Agradecimentos 
  • Meo Arena
  • Unilever Portugal
 
Publicado em Infografias
O ano de 2016 vai ser a última vez que poderás ter a oportunidade de ver uma atuação de Avicii. A notícia foi dada pelo próprio artista, através de um comunicado oficial na sua página de Facebook.
 
“Olá Mundo. Obrigado por me deixarem alcançar muitos dos meus sonhos. Vou ser eternamente grato por ter vivido e realizado tudo o que eu tenho neste momento com a ajuda da minha equipa e dos meus queridos fãs”, afirmou o artista sueco no início do comunicado.
 
Depois de muitos agradecimentos à sua equipa, família e amigos, Avicii desvenda um pouco dos motivos que o levaram a tomar esta decisão. “O meu caminho foi preenchido com sucesso, mas não veio sem percalços. Tornei-me adulto, enquanto crescia como artista, comecei a perceber-me melhor e a reparar que há tanta coisa que eu quero fazer durante o resto da minha vida. Tenho fortes e grandes interesses em diferentes áreas, mas há tão pouco tempo para explorá-las”, comunicou o produtor de “Levels”.
 
Outro dos motivos prende-se com a necessidade de “fazer uma mudança” e que “muito pouco sobrou da vida de uma pessoa real que está por detrás do artista”. Para concluir, Avicii declarou que “apesar de tudo, nunca vou deixar a música de lado, vou continuar a falar com os meus fãs através da mesma, mas decidi que em 2016 vou fazer a minha última digressão e os meus últimos espetáculos. Vamos fazer com que sejam as melhores!”.
 
Para deixar ainda alguma esperança aos seus admiradores, o artista deixa um pequeno recado no final do seu comunicado oficial: “uma parte de mim diz que nunca digas nunca, eu poderei voltar, mas não voltarei tão cedo”.
 
O artista sueco já tinha cancelado duas digressões há algum tempo atrás, devido a motivos de saúde. Avicii tem data marcada para a próxima edição do Rock in Rio Lisboa, no dia 29 de maio no Parque da Bela Vista.
 
{youtube}lhRuelm-vFU{/youtube}
Publicado em Artistas
Vai estar disponível dentro de poucas horas a mais popular e polémica votação de DJs de todo o Mundo, promovida pela revista Britânica - DJ Mag.
Até meados de setembro, os fãs dos artistas são mais uma vez convidados a votar nos seus cinco ídolos - por ordem de preferência (1-5) -, através da plataforma digital disponibilizada pela revista.
 
Nos últimos anos, esta votação tem-se revelado bastante polémica. Há registo de uma fraude que foi descoberta, quando vários DJs votaram várias vezes em si mesmos, utilizando softwares para camuflar o IP, e até mesmo uma venda de votos do Ebay por 1000 euros - situações que receberam inúmeras criticas e colocaram em causa a credibilidade da própria votação. No entanto ano após ano, a DJ Mag afirma que esta é uma eleição dos artistas mais populares e não necessariamente dos melhores da 'cena'.
 
É cada vez maior a preocupação da revista em melhorar a sua plataforma, a fim de evitar fraudes nas votações, e é também cada vez maior o número de candidatos em agressivas campanhas promocionais 'vota em mim'.
 
Recorde-se que o último vencedor foi Amin Van Buuren que voltou a conquistar o primeiro lugar, depois de em 2011, David Guetta lhe ter 'passado a perna' por apenas 1 lugar. Neste momento Van Buuren arrecada cinco primeiros prémios dos anos 2007, 2008, 2009, 2010 e 2012.
 
Pete Tha Zouk (47º), Diego Miranda (108º), e DJ Vibe (150º), foram os quatro portugueses que figuraram no Top, mas apenas Pete Tha Zouk ocupou lugar no Top 100.
 
A exemplo de outros anos, os resultados serão conhecidos no próximo mês de outubro na 18ª edição do ADE - Amsterdam Dance Event, que este ano decorre entre 16 e 20 de outubro.
 
 
Publicado em Mix
Um incêndio de grandes proporções lavra desde ontem em Pedrógão Grande, na região de Leiria, sendo considerado uma nas maiores tragédias de sempre em território nacional.
 
Até ao momento foram confirmadas 62 vítimas mortais e mais de 60 feridos. Vários artistas de música eletrónica portugueses como Kura e Miss Sheila já expressaram os seus votos de pesar em relação a esta grande tragédia nas suas redes sociais.
 

Publicado em Mix
Os Melhores do Ano da Nova Era vão decorrer no dia 14 de abril, na Exponor, em Matosinhos e são agora conhecidos todos os nomeados nas diversas categorias, cujos vencedores são escolhidos pelo público através do site oficial da rádio.

Hardwell, Marshmello e Martin Garrix estão nomeados na categoria de Melhor DJ, enquanto que os Karetus, com a sua colaboração com os Wet Bed Gang intitulada "Maluco", são candidatos ao prémio de Melhor Single Nacional.
 
Os Melhores do Ano vão contar com a atuação de Vini Vici, Karetus, Kevu, Club Banditz, entre muitos outros.
 
Confere todos os nomeados nas respetivas categorias:
 
Melhor Single
Ed Sheeran - Shape of You
Major Lazer - Sua Cara
Post Malone - Rockstar
 
Revelação
Dua Lipa
Lil Uzi Vert
Post Malone
 
Melhor Dance
Burak yeter - Tuesday
Camelphat - Cola
Martin Jensen - Solo
 
Melhor DJ
Hardwell
Marshmello
Martin Garrix
 
Melhor Single Nacional
Carolina Deslandes - A Vida Toda
Karetus & Wet Bed Gang - Maluco
Piruka - Se eu não acordar amanhã
 
Melhor Act Nacional
Diogo Piçarra
Mundo Segundo
Slow J
 
Publicado em Eventos
Uma listagem de regras, algumas hilariantes, está a tornar-se viral e a correr as redes sociais. O "regulamento" faz parte de um novo clube que vai abrir portas durante este mês de fevereiro, na cidade do pecado - Las Vegas.
 
No documento pode ler-se que não é permitido tocar alguns géneros musicais como trap, hip hop e até mesmo dubstep. Faixas de artistas como Hardwell, Calvin Harris, Martin Garrix, Tiësto, Swedish House Mafia e Wolfgang Gartner estão também proibidas de serem tocadas. Fora de questão, está também o DJ falar ao microfone. 
 
No remate final a administração do clube, que assina o documento, avisa que se alguma das regras for quebrada, o DJ sai imediatamente da cabine e não será renumerado. 
Que te parecem estas regras? Puro marketing?
 
 
Publicado em Nightlife

 

Todos os artistas têm as suas exigências/riders, ou seja, aquilo que acham necessário possuir num camarim ou palco, para que todo o espetáculo ocorra na melhor das condições. O cliente que contrata, por exemplo, um DJ, tem de conseguir responder aos pedidos feitos antes de cada performance. Se isso não acontecer, a atuação pode até ser cancelada, no pior dos cenários.
 
Há artistas mais simples e outros mais excêntricos. Há pedidos que podem fazer alguma confusão para quem lê a lista, mas para o artista podem ser essenciais. Para quem anda pelo mundo em digressão, só ao fim de alguns meses é que volta a casa, o que faz com que alguns pedidos de vestuário, principalmente roupa interior, façam sentido. Em relação ao álcool e às refeições, cada artista tem os seus gostos e apetites. Material de som e iluminação também são preciosos, uma vez que o artista quer sempre manter a qualidade do seu espetáculo, enquadrado na sua digressão. De lembrar também que as exigências podem ser diferentes de atuação para atuação, ou de país para país.
 
Em baixo, confere alguns dos pedidos feitos pelos artistas, numa pesquisa realizada pelo Portal 100% DJ.
 
  • David Guetta: Jato privado; Carros blindados; Hotel de 5 estrelas; Proteína líquida; Champanhe; Vodka; Comida típica do país, mas sem cebola e alho porque é alergico; Red Bull; Gatorade; Pastilhas.
 
  • Steve Aoki: 6 Meias; 6 Boxers; Bandeira do país; 2 Barcos insufláveis para 2/3 pessoas; 6 bolos grandes, um deles com o logótipo da Dim Mak (apenas para espetáculos da sua digressão ou para festivais onde é cabeça de cartaz); Listerine; Cadeira de realizador; Hotel (escolhido pelo artista) a 3.2 km de distância do local do espetáculo; Mel orgânico, Pizza grande de queijo; Prato de fruta variada; 3 T-shirts pretas com gola em V; 48 garrafas de água; Iogurte orgânico; 2 Garrafas de vodka premium; 3 Garrafas de champanhe (pode ser sem álcool, se a entrada de menores for permitida); Sumo de laranja; 2 Baldes de gelo; 4 Toalhas de banho; 3 Pacotes de pasta de dentes.
 
  • Calvin Harris: Garrafa de gel desinfetante; Snacks sem glúten de boa qualidade; Gengibre fresco; Fruta variada (que inclua maçãs, laranjas, bananas e morangos); Café da Starbucks; 4 Toalhas de banho pretas; 8 Red Bulls; 8 Garrafas de água mineral; 8 Latas de Coca Cola light; Garrafa de vodka premium;  20 Copos de plástico grandes; Balde de gelo.
 
  • Fatboy Slim: Pão sem trigo; Café instantâneo ou chá; Pratos; Guardanapos; Tábua de queijos; Fruta; Água destilada.
 
  • Tiesto: Velas; 4 Garrafas de Jagermeister; 3 Garrafas de Grey Goose; 50 Copos de plástico.
 
  • 2 Many DJS (especificamente para o Rock In Rio Lisboa 2010): Chá verde; Camarim decorado com velas; Tábua de engomar.
 
  • Moby: Roupa interior.
 
  • Deadmau5: Sofá para 6 pessoas; Espelho; 48 Garrafas de Corona ou Sol Beer; 16 Latas de Red Bull; Garrafa de vodka premium; Garrafa de champanhe premium; 2 Maços de tabaco Marlboro; 2 Pares de meias (brancas e pretas); 2 Embalagens de gel de banho de boa qualidade; Animal insuflável.
 
  • Dirty South: Garrafa de Grey Goose: 2 Garrafas de champanhe premium; 12 Garrafas de cerveja premium; 15 Garrafas de água; 6 Latas de Red Bull; Fruta e vegetais frescos; 2 Pacotes de pastilhas.
 
  • Roger Sanchez: 20 Garrafas de água; Garrafa grande de vodka; 10 Garrafas de cerveja; 10 Latas de Red Bull.
 
  • Paul van Dyk: 15 Garrafas de água pequenas; 6 Garrafas de Coca Cola light; 6 Garrafas de Coca Cola; 6 Garrafas de Sprite/7Up; 6 Latas de Red Bull; 2 Litros de sumo de tomate; 2 Litros de sumo de laranja; 2 Litros de sumo de manga ou pêssego; Café; Leite; Fatias de limão e lima; Gelo; Fruta fresca; Bolachas; Chocolates; Copos de vários tamanhos.
 
  • Afrojack: 2 Toalhas; Garrafa de 1 litro de Grey Goose; Garrafa de Dom Perignon; 10 Coca Colas light; 10 Sprites/7Ups; 10 Red Bulls; Sandes.
 
  • Chuckie: 4 Garrafas de Grey Goose.
 
  • Paris Hilton (especificamente para a atuação no Seven, em Vilamoura, em agosto de 2014): Passadeira vermelha; Bailarinas; Maquilhagem; Cabeleireiro; Comida especial para os seus cães.
 
  • Pauly D: Garrafa de Grey Goose; 12 Garrafas de água; 4 Garrafas de champanhe.
 
  • Jack U: 3 Garrafas de Champanhe Moet; 3 Garrafas de vodka Grey Goose; 1 garrafa de rum Havana Club de 7 anos; 1 garrafa de tequila Patron; 12 garrafas de cerveja local; 1 litro de água tónica; 12 latas de Coca-Cola light; 12 latas de Pepsi light; 24 latas de Coca-Cola; 6 latas de Ginger Ale; 24 latas de Red Bull sem açúcar; 2 garrafas de sumo de laranja; fruta fresca para 12 pessoas; vegetais frescos para 12 pessoas; 1 saco de pistachos; 2 maços de cigarros Camel; 2 isqueiros; 2 cinzeiros; 1 abre-latas; 1 saca-rolhas; 1 par de meias brancas da H&M; 2 pares de meias pretas da H&M; 1 t-shirt preta do tamanho M da H&M com gola em V e 95% de algodão; talheres; pratos em cerâmica e guardanapos para 10 pessoas; gelo; 8 saladas de frango.
 
Publicado em Mix
sexta, 29 maio 2015 19:29

E os DJs mais ricos do mundo são...

A Celebrity Networth, um website sobre economia e as fortunas de milionários, divulgou hoje a lista dos 50 DJs mais ricos do mundo. Calvin Harris, Tiesto e Avicii ocupam os primeiros lugares do pódio.
 
Outros nomes sonantes da música eletrónica como Guy-Manuel de Homem-Christo (Daft Punk), Paul Oakenfold, Paul van Dyk, David Guetta, Armin van Buuren e Steve Aoki fazem parte deste top 50.
 
Uma curiosidade acerca desta lista, é a presença de Swedish House Mafia, passado mais de um ano depois do fim do trio sueco.
 
Confere abaixo a lista completa e os respetivos valores:
 
  • 1 – Calvin Harris – 110 milhões de dólares
  • 2 – Tiesto – 105 milhões de dólares
  • 3 – Avicii – 75 milhões de dólares
  • 4 – Guy-Manuel de Homem-Christo – 70 milhões de dólares
  • 5 – Thomas Bangalter – 70 milhões de dólares
  • 6 – Paul Oakenfold – 65 milhões de dólares
  • 7 – Paul van Dyk – 60 milhões de dólares
  • 8 – David Guetta – 60 milhões de dólares
  • 9 – Armin van Buuren – 55 milhões de dólares
  • 10 – Steve Aoki – 55 milhões de dólares
  • 11 – Deadmau5 – 53 milhões de dólares
  • 12 – Afrojack – 50 milhões de dólares
  • 13 – John Digweed – 48 milhões de dólares
  • 14 – Kaskade – 43 milhões de dólares
  • 15 – Judge Jules – 42 milhões de dólares
  • 16 – Sasha – 40 milhões de dólares
  • 17 – Skrillex – 36 milhões de dólares
  • 18 – Pete Tong – 33 milhões de dólares
  • 19 – Moby – 32 milhões de dólares
  • 20 – Tom Joyner – 30 milhões de dólares
  • 21 – Kidd Kraddick – 30 milhões de dólares
  • 22 – Zedd – 25 milhões de dólares
  • 23 – Fatboy Slim – 24 milhões de dólares
  • 24 – Steve Angello – 24 milhões de dólares
  • 25 – Hardwell – 23 milhões de dólares
  • 26 – The Chemical Brothers – 22 milhões de dólares
  • 27 – Swedish House Mafia – 20 milhões de dólares
  • 28 – John Laws – 20 milhões de dólares
  • 29 – Ferry Corsten – 20 milhões de dólares
  • 30 – DJ Pauly D – 20 milhões de dólares
  • 31 – Ryan Lewis – 18 milhões de dólares
  • 32 – DJ Khalil – 16 milhões de dólares
  • 33 – Sebastian Ingrosso – 16 milhões de dólares
  • 34 – Carl Cox – 16 milhões de dólares
  • 35 – Axwell – 16 milhões de dólares
  • 36 – Eddie Piolin Sotelo – 15 milhões de dólares
  • 37 – Bob Kevoian – 15 milhões de dólares
  • 38 – Benny Benassi – 15 milhões de dólares
  • 39 – Tom Griswold – 15 milhões de dólares
  • 40 – Diplo – 15 milhões de dólares
  • 41 – John R. Gambling – 15 milhões de dólares
  • 42 – Martin Garrix – 14 milhões de dólares
  • 43 – Sven Vath – 14 milhões de dólares
  • 44 – Jeffrey Sutorius – 13,5 milhões de dólares
  • 45 – Tim Westwood – 13 milhões de dólares
  • 46 – Gareth Emery – 13 milhões de dólares
  • 47 – Darude – 12 milhões de dólares
  • 48 – Aphex Twin - 12 milhões de dólares
  • 49 – Don Geronimo – 10 milhões de dólares
Publicado em Mix
Por vezes a criatividade e as ideias escasseiam - e é exactamente isso que este Tumblr mostra: as mais hilariantes poses fotográficas que um artista pode fazer. O 'Posing DJs' está a tornar-se viral nas redes sociais e a fazer um tremendo sucesso. Quem sabe, não vá inspirar uns quantos books fotográficos que alguns DJs pretendam produzir.
 
Com ou sem efeitos, incluindo adereços imagináveis, há fototografias para todos os gostos. 
Este blogue "sensação" dá para soltar umas valentes gargalhadas, não colocando - como é óbvio - em causa a qualidade dos artistas que lá aparecem.
 
Confere todas as fotografias e escolhe a tua preferida. Clica aqui.
 
Publicado em Mix
Pág. 1 de 5
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.