23-01-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 106

Um dos maiores festivais de música do Brasil e chega este ano a Portugal. O Villamix Festival é conhecido pela sua diversidade de música brasileira no cartaz e vai decorrer na Altice Arena, em Lisboa, no dia 6 de outubro.
 
As primeiras confirmações para a edição portuguesa são Alok, Jorge & Mateus, Wesley Safadão e MC Kevinho, num evento que tem a duração de 10 horas. 
 
O Villamix Festival conta já com 7 anos de sucessos, tendo uma média de 30 edições por ano em 24 cidades brasileiras diferentes. Ao todo, já recebeu mais de 2 milhões de pessoas e foi certificado no Guinness World Records por ter o maior palco do mundo.
 
Esta é a primeira internacionalização do festival e para Marcos Araújo, diretor do evento, “fazia todo o sentido ser o país irmão do Brasil a porta de entrada no Villamix Festival na Europa. Há uma proximidade de língua, culturas e Lisboa é hoje um dos mais reconhecidos destinos turísticos e residenciais não só para brasileiros como para muitos outros países”.
 
Os bilhetes vão estar disponíveis a partir do dia 1 de junho na Blueticket, entre os 35 e os 120 euros.
 
Publicado em Festivais
A 6ª edição do Ultra Europe vai decorrer entre os dias 6 e 8 de julho, em Split na Croácia e foi hoje divulgada a primeira fase de artistas confirmados para o evento.
 
Afrojack, Alesso, Armin van Buuren, Axwell /\ Ingrosso, Carl Cox, The Chainsmokers, David Guetta, DJ Snake, Eric Prydz, Galantis, Hardwell, Marco Carola, Marshmello e Steve Angello são os primeiros artistas já anunciados. A organização promete mais novidades no cartaz para breve.
 
Os bilhetes já se encontram à venda no site oficial do Ultra Europe.
 
Publicado em Ultra Music Festival
Depois de terem subido ao palco do festival Super Bock Super Rock em 2014 e 2016, os Disclosure estão de regresso à edição deste ano do evento português, que vai decorrer entre os dias 18 e 20 de julho, no Meco.
 
A dupla vem em modo DJ set no dia 20 de julho, no palco Super Bock, juntando-se assim aos já confirmados Lana Del Rey, The 1975, Metronomy, FKJ, Superorganism e Kaytranada.
 
Os bilhetes para o festival estão à venda nos locais habituais com preços entre os 58 e os 110 euros.
 
Publicado em Festivais
Portugal recebe, pela primeira vez na história, o Festival Eurovisão em Lisboa, na Altice Arena, no próximo dia 12 de maio e vai contar com a boa música da dupla Beatbombers.
 
Depois da faixa “Verdes Anos” ter sido escolhida para um anúncio do Festival Eurovisão da Canção, a dupla composta por DJ Ride e Stereossauro vai subir ao palco lisboeta durante o tradicional desfile de bandeiras.
 
“O convite surgiu de forma natural, já que o tema ‘Verdes Anos’ foi a banda sonora do anúncio do Festival Eurovisão da Canção. É sempre bom ter este tipo de reconhecimento e vai ser provavelmente a nossa maior atuação: vão estar milhões de pessoas por todo o mundo a ver. Temos um medley preparado com material original nosso e alguns temas inéditos”, afirmaram os Beatbombers.
 
Este ano, Portugal vai ser representado por ‘O Jardim’, faixa interpretada por Cláudia Pascoal e composta por Isaura, depois de na edição de 2017 o nosso país ter sido o grande vencedor com a música “Amar Pelos Dois” de Salvador Sobral.
 
Publicado em Eventos
O NOS Alive foi o Festival de Verão com melhor desempenho de retorno mediático, nos meios de comunicação social, durante o passado mês de abril.
 
O festival Super Bock Super Rock, que este ano volta a lisboa, concretamente ao Parque das Nações, foi o segundo classificado deste ranking levado a cabo pela Cision, seguido pelos festivais EDP Cool Jazz e Sumol Summer Fest.
 
Os Blur e os mediáticos Noel Gallagher e Florence Welch, e respetivas bandas, continuam a trazer notícias para o Super Bock Super Rock, mas a confirmação dos portugueses Jorge Palma e Sérgio Godinho no cartaz do festival foi uma das novidades que maior buzz gerou nos media nacionais, no mês de abril. Os dois músicos vão atuar juntos no Palco Super Bock do certame, a 17 de julho, num espetáculo totalmente concebido em conjunto.
 
A "Maratona dos Festivais de Verão - Ranking Cision" é um estudo realizado de forma continuada pela Cision que analisa a evolução do mediatismo comparado de diversos festivais de música realizados em Portugal, ao longo dos meses, até ao final do Verão.
 
O objeto de análise deste estudo são todas as notícias referentes aos diferentes festivais, veiculadas no espaço editorial português, em mais de 2000 meios de comunicação social (televisão, rádio, online e imprensa). Neste caso o Ranking reflete o resultado de 1 de abril de 2015 a 30 de abril de 2015 – com os diferentes festivais a serem ordenados pela posição alcançada.
 
  1. Nos Alive
  2. Super Bock Super Rock
  3. EDPCoolJazz 
  4. Sumol Summer Fest
  5. MEO Marés Vivas
  6. MEO Sudoeste
  7. O Sol da Caparica
  8. NOS Primavera Sound
  9. Vodafone Paredes de Coura
 
 
Publicado em Festivais
O retorno de patrocínio a um festival de música com naming sponsor não é proporcional à dimensão do evento mas, antes, à capacidade da marca de reclamar o seu domínio, a sua “ownership”. Esta é a principal conclusão do GfKTrack.Summer Festivals, estudo que se dedica aos Festivais de Verão e às marcas que os patrocinam.
As vagas da investigação levadas a cabo no primeiro trimestre deste ano fazem notar que o patrocínio de um grande evento não corresponde, necessariamente, a um retorno na mesma dimensão, tendência já visível, aliás, em 2011.

De qualquer forma, os Festivais de Música são os eventos/espectáculos culturais a que mais portugueses, com idades compreendidas entre os 15 e os 64 anos, assistem/visitam, correspondendo a 21% dos inquiridos. Estes eventos são apenas ultrapassados por aqueles que se encontram relacionados com o futebol, com 33% dos entrevistados a afluirem aos mesmos.

A maioria dos portugueses inquiridos pela GfK Metris no estudo GfKTrack.Summer Festivals refere, de forma espotânea e correcta, pelo menos um festival de música, o que denuncia o aumento da notoriedade deste tipo de espectáculos.
Ainda no que toca à notoriedade, destacam-se o Rock in Rio, com 89% de notoriedade total, seguido do Super Bock Super Rock, com 59%. O Sudoeste TMN chama a si uma fatia de 57% e o Optimus Alive de 55%. O estudo avança ainda que a associação das marcas ao universo dos festivais tende a centrar-se na posse do naming sponsor do evento. De facto, cinco das seis marcas mais associadas a festivais possuem o seu brand na designação do próprio evento.

A este nível destacam-se os festivais Super Bock Super Rock, Optimus Alive, Delta Tejo e Sumol Summer Fest.

A inexistência do naming sponsor, por sua vez, tende a gerar uma diluição do patrocínio, resultando em associações reduzidas das marcas ao evento patrocinado. Este cenário pode ainda, de acordo com o estudo, conduzir a associações erradas com marcas que nunca estiveram presentes/patrocinaram esses eventos.

Este dado torna-se ainda mais relevante num ano em que os eventos musicais e, particularmente, os festivais de música, apresentam uma contracção na intenção de frequência.
16% dos atuais visitantes de festivais de música vai reduzir a sua presença nestes eventos, contra os 7% que pretende aumentar a frequência. Nesse sentido, a boa associação de uma marca é um ponto fulcral no patrocínio a estes eventos, remata o estudo.
 
Fonte: Marketeer.
Publicado em Festivais
O DJ português mais internacionalmente conhecido da atualidade a acaba de adicionar mais um grande festival ao seu currículo. Kura é um dos mais recentes nomes confirmados para a 20ª edição do Ultra Music Festival, que vai decorrer em Miami entre os dias 23 e 25 de março.
 
O festival conta ainda com nomes como Afrojack, Carl Cox, David Guetta, Hardwell, Jamie Jones, Kaskade, Maceo Plex, Nicky Romero e Steve Aoki no cartaz. Kura é, até ao momento, o único português confirmado no line-up.
 
Depois do festival norte-americano, o artista português tem atuações marcadas no México, China, Espanha e República Checa, em vários festivais.
 
Os bilhetes para a edição deste ano do Ultra Music Festival em Miami já se encontram esgotados, mas poderás assistir às atuações de diversos artistas através da UMF.TV, como é habitual.
 
Publicado em Ultra Music Festival
O DJ e produtor português está a ter um dos melhores anos de sempre na sua carreira. Depois do Tomorrowland Brasil e do Ultra Music Festival em Miami, Diego Miranda subiu pela primeira vez a um dos palcos mais desejados do mundo, o do Tomorrowland, em Boom, na Bélgica. Após a sua atuação neste festival, o Portal 100% DJ esteve em exclusivo à conversa com o autor do hit “Turn The Lights Out”, onde foram falados temas sobre a sua presença nos grandes festivais internacionais, bem como os projetos que tem na manga para desenvolver a curto e médio prazo.
 
 
Quais eram as tuas expectativas para a atuação no Tomorrowland (Bélgica)?
Esperava sobretudo o apoio dos portugueses como foi no Ultra Music Festival de Miami e agradar o público que estaria ali para ver-me, porque estás perante pessoas de todo o mundo, de todas as nacionalidades. Era portanto uma grande responsabilidade. Mas fiquei extremamente feliz e realizado ao ver a reação do público quando reproduzi as minhas músicas mais recentes.
 
Antes deste Tomorrowland tiveste a oportunidade de pisar os palcos do Ultra Music Festival em Miami e do Tomorrowland Brasil. Conta-nos como foi essa experência. Ficaste orgulhoso de representar Portugal?
É sem dúvida uma grande honra e um grande privilégio! Fui um dos DJs portugueses a estar no Ultra Music Festival de Miami e o Tomorrowland Brasil será sempre um grande marco na minha carreira. Ao mesmo tempo, sei que isso é uma esperança para todos os jovens que anseiam tocar nesses festivais. É uma forma de abrir portas para o nosso país. E depois, estar a tocar e começar a aparecer a nossa bandeira por todos os lados do público é uma sensação única. Estou muito feliz!
 
Que projectos tens para desenvolver a curto prazo e que possas divulgar aos teus seguidores?
Finalmente vai sair pela Smash The House, editora dos Dimitri Vegas & Like Mike, o meu tema "Nashville" com Wolfpack, a faixa que tem passado em todo o mundo pela mão dos DJs oficiais do Tomorrowland, que dão todo o apoio, reproduzindo-a quase sempre no início dos seus sets. Assinei também uma música nova intitulada de "Weapons of the Future" pela Panda Funk, editora do Deorro, que sai no próximo mês. Vou lançar agora o meu novo tema "Crystalized" com o cantor Vince Kidd. É mais direcionada para a rádio, tropical mas muito fresh. Estou muito espectante. Vou ter várias colaborações também, uma delas é com WAO, um nome que vai dar muito que falar. Já tínhamos trabalhado juntos num tema mas agora ele vai estar em Portugal e acredito que vamos ter vários trabalhos juntos, porque além de um grande amigo é muito talentoso e os dois juntos terá um grande resultado com certeza. Para já é tudo mas sigam-me nas minhas redes sociais que eu vou sempre divulgando o que estou a fazer no momento. "The best is yet to come".. Fiquem atentos e nunca desistam dos vossos sonhos!
 

 

Publicado em Entrevistas
O encerramento da segunda edição do Festival Iminente, que decorreu no passado domingo, dia 17 de setembro em Oeiras, contou com uma atuação única e repleta de criatividade de DJ Ride e Vhils.
 
Os beats e skills de DJ Ride foram inseridos juntamente com uma sequência de footage vídeo de Vhils, tornando a atuação especial e única e focada nas tensões poéticas das dicotomias do espaço urbano/ser humano e centro/periferia.
 
O Festival Iminente contou com lotação esgotada e espetáculos de Mike El Nite, Yen Sung, Orelha Negra, DJ Marfox, DJ Big, Branko, Xinobi, Moullinex, entre outros.
 
Esta não é a primeira vez que a dupla portuguesa colabora num palco, tendo já atuado em Londres e no Centro Cultural de Belém.
 
Recorde-se que DJ Ride foi um dos artistas mais votados para o Top 30 de 2016 do Portal 100% DJ, tendo ficado colocado em 8º lugar.
 
Publicado em Eventos
Em 2013, para o estudo "Perfil do festivaleiro português e ambiente social nos festivais", foram contabilizados 127 festivais de música em Portugal, tendo sido retiradas bastantes conclusões apresentadas no Talkfest’14, através da análise de mais de 400 respostas.
 
Este ano, o estudo vai ser replicado em setembro, após a grande vaga de festivais, tendo-se incluído novos itens para análise do festivaleiro e das suas preferências, assim como das marcas. O Talkfest contabiliza até ao momento 106 festivais de música que acontecem em Portugal durante este ano, e o número pode pecar por defeito, uma vez que existem festivais que não têm atualizações desde a sua última edição.
 
Na infografia em baixo, podes conferir alguns dados resultantes do estudo efetuado pelo Talkfest, evento que volta a realizar-se no próximo ano entre os dias 4 e 6 de março no ISEG em Lisboa, subordinado ao tema "Life is a Festival".
 
 
 
Publicado em Infografias
Pág. 1 de 14
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.