11-11-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

segunda, 28 novembro 2016 20:17

Lidl comercializa gira discos em Portugal

A cadeia de supermercados alemã Lidl acaba de anunciar que vai comercializar em Portugal os gira discos que se tornaram famosos o mês passado no Reino Unido, devido ao facto da marca alemã ter a sua primeira incursão neste tipo de material
 
O ION Record Player será disponibilizado nas lojas portuguesas a partir do dia 5 de dezembro, segunda-feira, pelo valor de 89,99 euros. O equipamento possui três anos de garantia, é um modelo all-in-one e permite converter temas para o formato digital.
 
Esta não é a primeira vez que uma cadeia de supermercados vende este tipo de material. No ano passado alguns supermercados do Reino Unido - Wholefoods, Tesco e Aldi -, entraram também no mercado do vinil. 
 
 
 
 
 
Publicado em Tech
O Governo vai mesmo avançar com a proibição de venda de álcool a menores de 18 anos. A lei em vigor prevê que seja proibida a venda a menores de 16. A proposta de legislação conjunta entre os Ministérios da Saúde e da Administração Interna "já iniciou o seu processo legislativo" e vai "dentro em breve" ser debatida em Conselho de Ministros, adiantou o secretário de Estado adjunto e da Saúde, Fernando Leal da Costa, para quem a ideia é prevenir o abuso de álcool entre os adolescentes.

O governante não esclareceu se o Governo vai também avançar com a subida generalizada do preço das bebidas alcoólicas e a definição de preços mínimos. São medidas que, conforme o Jornal Público noticiou, constam do plano de prevenção do suicídio, a concluir até final de março, e que desencadearam já uma oposição dos responsáveis do setor. O presidente da Associação de Produtores de Cerveja, Pires de Lima, que é também presidente do conselho nacional do CDS-PP, qualificou a proposta como "completamente disparatada".

Em resposta ao diretor do Programa Nacional para a Saúde Mental, Álvaro de Carvalho, para quem o consumo de álcool aumenta em períodos de crise, bem como as mortes a ele associadas, nomeadamente os suicídios, o secretário-geral da Associação dos Municípios Produtores de Vinho, José Arruda, também já veio criticar o "simplismo primário" que imputa aos que pensam que "é colocando restrições ao álcool que se resolve o problema dos suicídios em Portugal".

Se optar por se manter fiel àquilo que Leal da Costa defendeu publicamente em Abril passado, o Governo não se limitará a proibir a venda de álcool a menores de 18 anos. Na altura, o secretário de Estado adiantou que a comissão interministerial responsável pelas alterações à lei do álcool se preparava ainda para proibir a venda de bebidas alcoólicas nos postos de abastecimento de combustível e nas lojas de conveniência, neste último caso apenas a partir da meia-noite. A descida da taxa de alcoolemia de 0,5 gramas por litro de sangue para 0,2 gramas era outra das propostas a aplicar aos condutores encartados há menos de dois anos.

Na qualidade de presidente da Associação de Produtores de Cerveja, Pires de Lima diz desconhecer a existência de qualquer "estudo sério que relacione o preço do álcool com uma diminuição das depressões que levam ao suicídio". Mas, acrescenta, "mesmo que tal correlação exista, é disparatado penalizar as 99,99 por cento de pessoas que consomem álcool com moderação pela infinitésima parte dos consumidores que, por razões depressivas, podem consumir álcool e suicidar-se".

"Não é pelo facto de muitos suicidas se atirarem das pontes do Tejo abaixo que vamos impedir o acesso ou aumentar as portagens na ponte", acrescenta, para considerar que "se está, de forma primária, a usar o álcool como argumento para justificar este eventual aumento da taxa de suicídios em Portugal". No mesmo sentido, Pires de Lima lembra que o álcool "não pode servir de bode expiatório", mais ainda quando "o seu consumo, nomeadamente da cerveja, tem vindo a baixar ao longo dos últimos três anos, em Portugal".

Combater o mau uso do álcool passa, ainda no entender de Pires de Lima, "pelo investimento na educação dos jovens e pela fiscalização".
 
Fonte: Público.
Publicado em Mix

No aquecimento para duas atuações em Portugal - em Aveiro a 25 de abril, e em Faro a 10 de maio - falámos em exclusivo com Martin Solveig numa altura em que a EDM vive dias de verdadeira procura de identidade: se por um lado toda a gente toca as mesmas coisas e produz o mesmo tipo de música, por outro os produtores buscam o som do futuro, de um futuro que é já amanhã. Como não podia deixar de ser, graças à sua experiência na cena eletrónica, Martin mostra que está atento e lança pistas para o santo graal da EDM.

 
Olá Martin! Tens duas visitas em breve a Portugal - a 25 de abril na Queima em Aveiro e a 10 de maio na Semana Académica do Algarve - estás feliz por voltar ao nosso país?
Fico sempre feliz e excitado por voltar a Portugal porque considero que os portugueses são um dos melhores públicos do mundo. Na última década construí uma relação especial com os meus fãs portugueses: eles são dos poucos que seguem a minha carreira inteira desde o "Everybody" (de 2005) passando pelo "The Night Out" e "Hey Now", e claro, pelo "Hello" que foi um enorme sucesso também em Portugal. Sempre me senti muito bem recebido pelos portugueses. 
 

Sempre me senti muito bem recebido pelos portugueses.

 
Partilhaste recentemente com o mundo que 2014 seria um ano criativo para ti, que não tocarias muito e que cada atuação seria especial. Podes dizer-nos o que tens preparado para Portugal?
Tenho estado a trabalhar em muitas versões especiais e edits das minhas músicas. Estas versões não estão disponíveis em lado nenhum, não estão na internet, são apenas para usar nos meus DJ sets, por isso têm que vir ver-me e ouvir a música exclusiva que levo comigo e, espero que isso seja o que vai fazer a diferença nas minhas atuações em Portugal.
 
Tens estado ocupado em estúdio a fazer música nova. Quando é que podemos esperar novidades?
Estou neste momento no estúdio, tenho passado muito tempo aqui. Não sei quando a música será editada porque entrei num processo profundo de tentar reinventar o meu estilo, ou pelo menos trabalhar numa evolução sónica digna desse nome. Sinto que chegou a hora de o meu som evoluir. Obviamente um processo destes demora algum tempo e eu sempre preferi esperar até ter algo de verdadeiramente relevante para oferecer aos meus fãs do que apressar e editar algo que não estou seguro a 100%. 
 
Estás a produzir para outros artistas? Vamos ter mais colaborações com a Madonna ou outros artistas pop? 
Não estou a produzir para outros artistas. É algo que farei mais tarde.
 
"Blow", a tua colaboração com o Laidback Luke, foi o teu mais recente single. A música que estás a fazer segue aquela linha?
Não, o "Blow" não é de todo a direção em que estou a trabalhar. O tema foi produzido na alegria do momento, para fundir dois estilos num único tema e pelo divertimento de trabalhar com o Laidback Luke. Mas não define uma nova direcção para mim.
 

Sinto que Miami agora é mais uma celebração do sucesso mundial e do apreço pela EDM e da música de dança em geral.  

Como é que foi a Winter Music Conference? Ouviste alguma música nova e excitante que queiras partilhar connosco?
A WMC é sempre muito caótica, muito louca mas muito boa. Não estive em Miami muito tempo por isso não tive oportunidade de ouvir muita música mas ouvi alguns sets e destaco o do Diplo e do Dillon Francis que tocaram alguns temas exclusivos que são musicalmente entusiasmantes. Comparando os dias de hoje com os dias em que a internet não era tão globalmente disponível, eu diria que os DJ sets hoje têm que chegar a uma audiência mais genérica: para ter um bom feedback do público, tens que tocar uma série de temas que já são conhecidos pelas pessoas. Sinto que Miami agora é mais uma celebração do sucesso mundial e do apreço pela EDM e da música de dança em geral.
Sinto que há grandes mudanças no horizonte para a música eletrónica. Neste momento há duas tendências muito diferentes e muito fortes nos Estados Unidos e na Europa; e ambas vão em direções diferentes. Não estou com isto a querer dizer que uma tendência é melhor que a outra ou que uma vai sobrepor-se à outra, mas as coisas estão a evoluir muito. É uma oportunidade para quem quer inovar. Pode ser um pouco confuso no início mas no fim de contas precisamos que as músicas não soem todas iguais e é isso que irá acontecer, provavelmente, nos próximos anos. E é uma coisa boa.
 
 
Publicado em Entrevistas
No ano em que a MTV Portugal apaga 12 velas, o canal de música transforma o projeto MTV Linked pelo Talento, criado em 2010, em MTV Talento, com aposta em várias personalidades do nosso país, incluído DJs.
 
Pete Tha Zouk, Diego Miranda e Pedro Cazanova são os DJs e produtores português apoiados pela MTV, que fazem agora parte da ‘família’ de 40 membros de várias áreas como o desporto, solidariedade e humor.
 
“O MTV Talento tem por detrás o espírito de missão de toda a equipa da MTV Portugal, que procura utilizar o poder de influência da marca junto dos jovens para promover a qualidade do que de melhor se faz no nosso país. Hoje estamos ainda mais próximos do talento nacional e orgulhamo-nos em saber que os jovens reconhecem o nosso esforço e que o Talento que apoiamos é cada vez mais valorizado”, afirma Victor Mourão, Vice Presidente General Manager do canal de música português ao site oficial do mesmo.
 
A MTV Portugal salienta ainda que na sua playlist musical foi elevada para 50% a percentagem de música nacional. A mais recente faixa de Diego Miranda em colaboração com Mikkel Solnado, intitulada “Turn The Light Out” foi feita para a comemoração dos 12 anos da MTV Portugal.
 
{youtube}i6fRyaFM_PU{/youtube}
Publicado em Mix
O consumo médio per capita até pode ter descido, mas Portugal continua a um ser um dos países que consomem mais álcool.
 
Os novos dados foram divulgados esta segunda-feira num relatório da Organização Mundial da Saúde. Entre 2003 e 2010, o consumo do álcool em Portugal teve uma redução de 1,5 litros per capita, descendo de 14,4 no período 2003-2005 e para os 12,9 litros entre 2008-2010. Ainda assim um consumo mais elevado que a média europeia - desceu dos 11,9 litros para os 10,9. Na Europa, os homens consomem, em média, 18,7 litros per capita. Já as mulheres ficam-se pelos 7,6 litros, ou seja, menos de metade.
 
No documento, que contém uma lista com 44 países, a Bielorrússia surge como o país com consumo mais elevado - 17,5 litros de álcool per capita. É seguida de perto pela Moldávia, com 16,8 litros, e pela Lituânia, com 15,4.
 
Em território nacional, o vinho representa 55% do álcool consumido. Em segundo lugar surge a cerveja, com 31%, as bebidas espirituosas com 11% e outro tipo de bebidas com apenas 3%.
 
 
Fonte: Quero Saber.
 
Publicado em Mix
Portugal é o 13º país onde se realizam mais downloads ilegais, conclui a empresa Musicmetric.

Segundo este estudo sobre o consumo de música digital, citado pelo Jornal Público, a posição de Portugal é ainda mais cimeira se tiver em conta o número total de habitantes do país, atingindo nessa análise o 5º posto. Atrás de Portugal ficam apenas Reino Unido, Itália, Canadá e Austrália.

Pablo Alborán, voz do dueto "Perdóname", com Carminho, é o artista mais pirateado em Portugal.
Nos primeiros seis meses de 2012, ter-se-ão registado em Portugal 5.597.198 partilhas ilegais de ficheiros musicais. 

Em termos absolutos, os Estados Unidos são o país com mais partilhas (96.868.398 no mesmo período de tempo).
O estudo da Musicmetric analisa ainda o papel das redes sociais e de sites de streaming e venda de música digital no consumo de música online e em plataformas móveis.

Apesar da pirataria, as receitas das editoras discográficas no setor da venda de música digital subiram 8% em 2011, aproximando-se dos 4 mil milhões de euros, conclui o mesmo estudo.
Publicado em Mix
terça, 29 novembro 2016 19:25

Lisboa: a cidade mais divertida da europa

A marca internacional Time Out divulgou um top das “most fun cities”. Para se chegar às cidades mais divertidas do mundo, foram inquiridas 20 mil pessoas que analisaram seis parâmetros: Dinamismo, inspiração, comida e bebida, comunidade, sociabilidade e acessibilidade em termos monetários.
 
Lisboa alcançou 55,6 pontos tornando-se a cidade com melhor pontuação a nível europeu enquanto que a nível mundial o primeiro lugar é ocupado por Chicago, logo seguida por Melbourne. Depois de Lisboa, está Nova Iorque, Madrid, Cidade do México, São Paulo, Los Angeles, Barcelona e Londres.
 
“Os lisboetas não avaliaram com altas pontuações a cidade apenas pela capacidade de fazer amigos e encontrar o amor, eles são os habitantes com mais probabilidade de conhecer os vizinhos e encontrar amigos por coincidência, transformando-os naqueles com menos probabilidade de descrever a cidade como ‘solitária’ ou ‘esmagador’”, refere a Time Out London no seu site.
 
 
Publicado em Mix
sexta, 12 outubro 2012 21:14

Absolut Unique já chegou a Portugal

A 39ª edição da Moda Lisboa foi o palco escolhido para o lançamento em Portugal da nova Absolut Unique, uma edição limitada de quase quatro milhões de garrafas, numeradas individualmente e cada uma com um design exclusivo.

Para conseguir que cada garrafa se tornasse uma peça de arte única, a Absolut teve de remodelar e alterar totalmente todo o processo de produção. Foram montadas pistolas de tinta e máquinas de geração de cor e complexos algoritmos de revestimento, padrões e localização foram programados para garantir que não seriam fabricadas duas garrafas iguais.

Foram ainda usadas 38 cores e 51 tipos de padrões diferentes aplicados nas garrafas. O aspeto marcante foi conseguido através de contrastes de cor, complementado por um rótulo de papel branco mate que apresenta o número individual de cada garrafa.
 
Publicado em Marcas
O grupo de portugueses que se encontra desde quinta-feira no festival Tomorrowland, na Bélgica, reuniu-se esta tarde junto ao palco principal do evento para uma "fotografia de grupo" que culminou com A Portuguesa cantada a uma só voz.
O momento único ficou registado em vídeo e pode ser visualizado em baixo, numa cortesia de Bruno Macedo, a quem agradecemos o envio do mesmo.
 
O Festival belga regressa na próxima quinta-feira, dia 26 de julho, com a receção ao campista, e prolonga-se até ao domingo dia 29.
 

Publicado em Tomorrowland
Portugal está ao rubro com a confirmação do coletivo sueco de DJs - Swedish House Mafia - composto por Sebastian Ingrosso, Axwell e Steve Angello.
 
É já no próximo dia 18 de Dezembro, que os inúmeros fãs portugueses, vão poder ver ao vivo e a cores e sentir o gigantesco poder de três artistas mundialmente conhecidos pelos seus espectáculos arrepiantes, e pelas suas produções.
O Pavilhão Atlântico será palco desta atuação e os ingressos estão à venda nos locais habituais a partir de sexta-feira. Custam entre 40 e 80 euros.
 
A notícia de que os SHM poderiam atuar no nosso país, foi avançada pelo Portal 100% DEEJAY no passado sábado dia 22 de setembro.
 
Em 2011, este coletivo esteve agendado para o dia 7 de agosto no Festival Sudoeste, mas Axwell não atuou, (segundo um comunicado do mesmo) devido a uma infeção na garganta, que o impossibilitou de estar presente na Herdade da Casa Branca - Zambujeira do Mar. O live foi na altura assegurado pelos seus dois colegas Sebastian Ingrosso e Steve Angello, que levaram os milhares de festivaleiros ao rubro. No entanto, Axwell chegou a atuar no primeiro dia de evento - 3 de agosto.
 
Durante a última semana têm sido divulgadas inúmeras imagens na página oficial de Facebook, com o símbolo desta ‘One Last Tour’ também inscrita em diversos monumentos, incluindo a Torre de Belém em Lisboa, a Torre Eiffel, o Arco do Triunfo, entre outros.
 
Os SHM, estrearam-se nos palcos portugueses em 2010, como cabeças de cartaz da Beach Party organizada pela Rádio Nova Era e a sua mais recente e última produção intitula-se 'Don't You Worry Child'. No início do último Verão, através de um comunicado, anunciaram o seu término enquanto 'Swedish House Mafia' e prometeram seguir com as suas carreiras a título individual.
 
Publicado em Eventos
Pág. 1 de 8
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.