08-12-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O novo tema de Pedro Cazanova e Antony Preston – Pedro Cazanova Introduces Antony Preston "Go Where The Love Is" – acaba de atingir o terceiro lugar na lista das 40 mais tocadas da Rádio Nova Era.
Esta distinção acontece pouco mais de um mês após a sua estreia na rádio, em exclusivo, a 2 de Maio passado na Nova Era.

Pedro Cazanova estreou o tema perante uma pista de dança de milhares de pessoas no passado dia 2 de Abril, na gala Melhores do Ano da Rádio Nova Era.
 
Com um sucesso tão rápido na rádio e com as inúmeras actuações que Pedro Cazanova terá este Verão por todo o país está encontrado um dos temas que fará a banda sonora desta estação. Go where the love is!
 
Publicado em Música
O Twitter lançou o #music, um serviço que recomenda música com base nos artistas e nos gostos das outras pessoas que o utilizador segue, e que mostra as músicas mais populares na rede social.
 
Apresentado oficialmente nesta quinta-feira, a empresa diz que o #music está disponível nos EUA, Canadá, Reino Unido, Irlanda, Austrália e Nova Zelândia – mas a versão na web do serviço está acessível a utilizadores a partir de Portugal. Naqueles países, é ainda possível descarregar a aplicação para iPhone. O Twitter refere que em breve a aplicação chegará aos Android e a outros países.
 
O #music pode ser integrado com a loja iTunes e também com os serviços de música Spotify e Rdio para que o utilizador possa ouvir os temas musicais. Ao escolher uma canção, o #music toca a amostra que a loja da Apple disponibiliza gratuitamente, bem como um botão que encaminha o utilizador para o iTunes, onde pode a comprar.
 
O utilizador pode escolher ver as músicas mais populares, os "talentos escondidos", os artistas que siga, a música que está a ser ouvida pelas pessoas que segue e sugestões de músicos.
Publicado em Mix
terça, 10 outubro 2017 17:39

Steven Rod reinventa êxito dos Daft Punk

O DJ e produtor Steven Rod acaba de lançar uma nova versão do grande êxito da música eletrónica internacional "One More Time", da dupla Daft Punk. A faixa foi recentemente lançada pela editora italiana Casa Rossa e é uma colaboração com Richard Grey.
 
A nova versão está disponível nos estilos Big Room, Tribal e House, com os vocais do sucesso do ano 2000 e tem vindo a ser muito aclamada pela crítica especializada internacional.
 
Recorde-se que Steven Rod foi um dos artistas mais votados para estar presente no Top 30 de 2016 do Portal 100% DJ, tendo ficado colocado em 24º lugar.
 

Publicado em Música
Depois de em 2018 terem lançado o primeiro álbum de originais "Favela Rave", os Putzgrilla regressam com o single "Tá Controlado", juntando-se novamente aos Supa Squad e pela primeira vez a Vado Más Ki Ás, um dos mais promissores nomes do Rap português com raízes cabo-verdianas, que já pisou palcos tão importantes como o Musa ou o Festival Iminente.

"Tá Controlado" é um single feito a pensar no público e especialmente projetado para ser um hino das viagens de finalistas que se aproximam. À sonoridade rave, típica dos Putzgrilla, juntam-se as influências Afro, Funk, Trap e Dancehall, criando uma autêntica bomba para as pistas e festivais.

Os Putzgrilla são já um nome incontornável do panorama português tendo feito colaborações com diversos artistas como Virgul, 9 Miller ou Kranium, acumulando mais de 10 milhões de visualizações no seu canal de Youtube.

Publicado em Música
A forma como as pessoas ouvem, partilham e gerem os ficheiros musicais, sofreu, nos últimos anos uma grande revolução, e a aplicação Shazam veio também contribuir para tal. Com mais de 35 milhões de utilizadores registados, esta aplicação distingue-se por tornar os telemóveis nos melhores amigos dos melómanos que pretendem estar a par de todas as novidades.
Com um simples clique, a Shazam reconhece música e conteúdos multimédia em reprodução à volta do telemóvel e em apenas 10 segundos, ter-se-á a resposta traduzida num 'tag'.
 
Recentemente a empresa publicou a listagem dos temas que obtiveram mais “tags” neste ano. O hit de Avicii "Wake Me Up" foi procurado por cerca de 14,7 milhões de pessoas em todo o mundo.
 
Porém o tema com mais 'tags' foi "Blurred Lines" de Robin Thicke, recebendo um total de 17,8 milhões de procuras.
 
Confere a listagem em baixo.
 
1 - Robin Thicke – Blurred Lines
2 - Avicii – Wake Me Up
3 - Macklemore & Ryan Lewis – Thrift Shop
4 - Macklemore & Ryan Lewis – Can´t Hold Us
5 - P!NK – Just Give Me A Reason
6 - Daft Punk – Get Lucky
7 - Rihanna – Stay
8 - Lorde – Royals
9 - Passenger – Let Her Go
10 - Will.I.Am – Scream & Shout
 
Importa também recordar que em 2012, a plataforma Shazam se aliou ao Beatport cruzando cerca de um milhão e meio de temas eletrónicos. Desta forma este ano o Top eletrónico com mais tags é:
 
1 - Avicii – Wake Me Up
2 - Daft Punk  – Get Lucky
3 - Lana Del Rey & Cedric Gervais – Summertime Sadness
4 - Calvin Harris – I Need Your Love
5 - Krewella – Alive
6 - Swedish House Mafia – Don´t You Worry Child
7 - David Guetta – Play Hard
8 - Zedd – Clarity
9 - Calvin Harris – Sweet Nothing
10 - Martin Garrix Animals
 
E tu, qual foi a que «taggaste» mais?
 
Publicado em Mix
A música é capaz de provocar as mais fortes sensações e uma das mais fascinantes é descrita por algumas pessoas como um "orgasmo da pele". Escreve a BBC que esse "orgasmo" carateriza-se por arrepios ou formigueiros que percorrem o corpo e são provocados por algumas músicas.
 
Psyche Loui, violinista e pianista, além de ser psicóloga e investigadora de neurologia, conta à estação britânica que teve esta sensação quando ouviu o Concerto No. 2 para piano de Rachmaninov. No entanto, existem uma série de outras músicas com as quais isso pode acontecer.
 
Normalmente o nosso corpo apenas reage de forma tão intensa em situações que possam garantir ou ameaçar a nossa sobrevivência - a comida pode fazê-lo, bem como o ato sexual. Ou até um assustador passeio numa montanha russa. Mas o ato de ouvir música não parece encaixar em nenhuma dessas categorias.
 
Tal como aconteceu com Loui, muitas pessoas são capazes de distinguir o que lhes provoca essas sensações. Assim, através desses relatos, a psicóloga e violinista foi capaz de perceber quais são as caraterísticas das músicas que mais facilmente podem desencadear estas sensações. Por exemplo, mudanças na harmonia, saltos dinâmicos na melodia e notas dissonantes que chocam com a melodia principal estão entre os "culpados".
 
No youtube existe uma playlist com músicas que podem criar "orgasmos da pele". Entre outros, encontram-se músicas de Adele, Céline Dion e Oasis.
 
A investigadora acredita que um dos principais responsáveis por esta sensação é a forma como o nosso cérebro lida com as expetativas. Se a música for muito convencional não vai captar a nossa atenção, mas se for um registo muito fora do comum, o cérebro interpretará o som como ruído. Por isso, uma música que nos cause um "orgasmo" deve estar algures entre a familiaridade e o incomum.
 
A antecipação e a resolução das nossas expetativas provoca a liberação de dopamina, um neurotransmissor, que age em duas regiões-chave do cérebro pouco antes e logo após o "orgasmo". Este é o mesmo químico que é libertado no corpo quando uma pessoa está sob o efeito de drogas ou quando tem relações sexuais.
 
Esta investigação pode assim ajudar a explicar o facto de considerarmos algumas músicas "viciantes". Quando mais familiarizados estamos com uma música mais intensas podem ser as sensações de orgasmo, uma vez que ultrapassado a surpresa acabamos por condicionar a emoção que obtivemos com aquela música.
 
"As nossas experiências autobiográficas interagem com os dispositivos musicais para que todos encontremos uma diferente parte da música recompensadora", afirmou a artista à BBC.
 
Publicado em Mix
Um estudo levado a cabo pelo Instituto de Cardiologia da Universidade de Nis, na Sérvia, revela que ouvir música faz bem ao coração. Segundo os investigadores, ouvir música fortalece o coração e ajuda à recuperação dos doentes com problemas cardíacos.
 
As conclusões dão conta de que as sensações sentidas, ao ouvir os nossos temas e melodias preferidos, são benéficas à saúde do coração. 
 
Nos ensaios, os 74 pacientes em análise, com problemas cardíacos, foram divididos em três grupos: um para ter aulas de exercício físico durante três semanas, outro para ter as mesmas aulas mas também ouvir música à sua escolha, a qualquer altura do dia, durante 30 minutos, e um último que só ouvia música, sem fazer os exercícios cardio, ao contrário daquilo que é habitualmente prescrito aos doentes com este tipo de patologias.
 
No final, aqueles que ouviram música e levaram a cabo o plano de exercícios cardio revelaram significativas melhorias a nível do funcionamento do coração, com a aptidão física a registar uma evolução de 39%.  
 
O grupo que só praticou exercícios aeróbicos revelou uma melhoria de 29% nas suas capacidades físicas e aquele que não fez qualquer tipo de atividade, para além de ouvir as suas músicas preferidas durante uma hora e meia por dia, deu, mesmo assim, provas de 19% de evolução a nível cardíaco.
 
Os resultados foram apresentados no congresso anual da Sociedade Europeia de Cardiologia e dão conta da libertação de hormonas chave para o bom funcionamento do sistema cardiovascular. Em comunicado, Delijanin Ilic, líder da investigação, explica que "quando ouvimos música, o nosso cérebro liberta endorfinas que melhoram o desempenho do nosso coração". 
 
"Não há nenhuma música que seja a 'melhor' para se ouvir. O que interessa é aquilo que a pessoa gosta e a faz feliz", acrescenta a especialista. Embora os ensaios tenham sido feitos apenas com pacientes com problemas cardíacos, Ilic acredita que os resultados são aplicáveis a uma população muito mais abrangente.
 
 
Publicado em Mix
A nova aplicação Bangers promete revolucionar o mundo e a maneira como as pessoas se relacionam através da música. Disponível apenas para iPhone, a aplicação móvel dá a oportunidade a qualquer utilizador de fazer beats, remixes e criar produções originais numa experiência interativa.
 
Na App Store podes encontrar a aplicação de forma gratuita, em inglês e espanhol e não é preciso teres conhecimentos ou experiência em produção musical para começares a utilizá-la.
 
No Bangers estão incluídos temas dos artistas de música eletrónica mais conhecidos a nível internacional, como é o caso de Martin Garrix, Swedish House Mafia, DJ Snake, Skrillex, Dillon Francis, Oliver Heldens, David Guetta e Tiesto.
 
São mais de 70 músicas disponíveis na app, com uma vasta escolha de possibilidades de outros sons para misturar e depois partilhar com os teus amigos no Facebook. Além da partilha nas redes sociais, podes competir com outros utilizadores por um lugar no Top 20.
 
Publicado em Mix
segunda, 30 julho 2018 19:01

Mauro Barros lança novo single

Ninguém pára Mauro Barros. O DJ e produtor português acaba de lançar o seu mais recente single, intitulado “You Can’t Stop Me”, em colaboração com o artista americano Wes Writer. 
 
Com uma mensagem que pretende destacar a força e a motivação, o tema conta com uma energia contagiante que promete pôr todos os amantes de música eletrónica a dançar.
 
Esta faixa é mais uma prova do desafio que Mauro Barros começou no ano passado, explorando outros estilos musicais depois de “Funky Monkey”, “Hold Me Now” e “When The Sun Is Up”.
 
“You Can’t Stop Me” já está disponível em todas as plataformas digitais. Recorde-se que Mauro Barros foi um dos artistas mais votados para fazer parte do TOP 30 de 2017 do Portal 100% DJ, ficando colocado na 17ª posição.
 
Publicado em Música
segunda, 30 julho 2018 19:35

Frepz assina tema pela FWRD Records

O jovem artista Frepz assinou recentemente um novo tema pela editora FWRD Records. Com o nome de “Beaker North”, a faixa é uma colaboração com a portuguesa Roxana.
 
A produção foi feita num estilo future bass, com uma melodia viciante que irá certamente fazer parte da playlist de muitos dos fãs deste género musical inserido na eletrónica.
 
“Beaker North” está disponível nas diversas plataformas digitais.
 

 

Publicado em Música
Pág. 1 de 10
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.