20-01-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

domingo, 16 setembro 2012 15:07

Rádio Nova Era dá música ao Metro

À semelhança do que acontece nas principais capitais europeias, a Rádio Nova Era vai levar a música às estações do Metro do Porto.
Esta ousada iniciativa vai arrancar já no próximo mês de outubro com um dos mais destacados DJs portugueses, Pedro Cazanova.
 
Dia 26 de outubro, entre as 17 e as 19 horas, a Nova Era estará com emissão em direto da estação de Metro da Trindade.
Durante a emissão, Pedro Cazanova fará um live-set especial para o audiório FM e online da rádio, bem como, para os milhares de pessoas que circulam na estação da Trindade.
 
Até Março, durante todos os meses, a Nova Era dá Música a Metro.
Publicado em Eventos
É já no próximo dia 27 de setembro que o conhecido conceito Boiler Room regressa a Portugal, desta vez na cidade do Porto com o tema “Into the Dark”, em parceria com a Eristoff. No cartaz constam nomes como Carl Craig, Surgeon e Violet.
 
“Podemos esperar alguns mestres do techno desde Detroit e Europa unidos por uma estrela do techno portuguesa que desafia quaisquer rótulos ou convenções. Esta será a sua estreia no Boiler Room. Vai ser uma experiência de clubbing única de que toda a gente vai falar nas semanas seguintes”, referiu Tom Wilshire, produtor musical do conceito.
 
O Boiler Room existe desde 2010 e foi criado com o objetivo de promover o mundo real e as culturas e subculturas de música underground.
 
Publicado em Eventos
Corria o ano de 2008 quando Bernardo Macambira, co-proprietário da antiga discoteca Voice, no Porto, foi detido durante um mês e meio devido a um pagamento fora de prazo de uma multa de 435 euros, relativamente a uma fiscalização ao espaço noturno onde foi encontrado um CD pirata no ano 2000. Agora, o Supremo Tribunal de Justiça tomou a decisão de que o Estado terá de pagar 66 mil euros de indemnização ao ex-marido de Rute Marques, pois a sua detenção foi ilegal.
 
Segundo a Move Notícias, a discoteca Voice estava na posse de cinco sócios, mas apenas Bernardo foi acusado e condenado, constituindo assim outra ilegalidade neste caso. A condenação consistia em quatro meses de prisão ou o pagamento de uma multa devido ao aproveitamento de obra cultural usurpada.
 
Após todo este caso, o empresário da noite da Invicta decidiu processar o Estado depois da sua libertação. Em 2012 venceu o processo, mas o Estado recorreu imediatamente ao Supremo Tribunal de Justiça, que averiguou que a razão estava do lado de Bernardo Macambira.
 
{youtube}NuWnPE3VUEA{/youtube}
Publicado em Nightlife
quarta, 17 novembro 2010 18:15

Optimus Hype volta à carga

O Optimus Hype prepara-se para regressar em grande ao Porto já no dia 4 de Dezembro, sábado, às 23h00.
Desta vez é o magnífico espaço do Palácio da Bolsa, na cidade Invicta, que irá acolher mais uma festa de música electrónica com um cartaz de luxo e uma produção de alto nível.

Em rigoroso exclusivo para Portugal, a Optimus apresenta um espectáculo integrado na tournée de Natal dos Soulwax, a banda formada pelos irmãos que dão também corpo à dupla 2 Many Dj’s, e que protagonizaram em Lisboa, a maior enchente dos Optimus Hype até ao momento.
Está assim garantida uma noite memorável, complementada com as actuações de outros nomes de referência - Goose (numa inesperada sessão live), Mixhell, Paul Chambers, João Dinis, Let There Be Rock, Uma Napper e The Boys Who?. Com o VJing a cargo dos Dub Video Connection, estão reunidos os argumentos mais que suficientes para marcar o dia 4 de Dezembro na agenda.

Depois do sucesso das quatro primeiras edições, o regresso do projecto ao Porto vem novamente colocar a cidade (e o país) na rota dos maiores acontecimentos de música electrónica do mundo.
Os bilhetes para a 5ª edição do Optimus Hype, no Porto, estão já disponíveis na Ticketline, Lojas Fnac, Worten, C.C Dolce Vita, El Corte Inglês e Abreu com um preço de 15€ (pré-venda) e 20€ (à porta).
 
Publicado em Eventos
Aproximando-se a data do concerto de apresentação do novo álbum "Komba" no Coliseu do Porto a 19 de Novembro, Sábado, os Buraka Som Sistema juntamente com a Everything is New e a Enchufada, anunciam agora uma parceria com a FNAC que oferece um desconto de 50% na compra do bilhete para o concerto.
 
O desconto será oferecido nas bilheteiras da FNAC a quem apresente o cartão FNAC no acto da compra. Para além desta parceria, todos os estudantes universitários que apresentem o cartão da faculdade ao comprarem a sua entrada nas bilheteiras do Coliseu do Porto, terão também um desconto de 50% na compra do mesmo.
 
 
Se o festival de celebração da vida que os Buraka vão apresentar não nos faz esquecer a crise durante uma noite, então não sabemos o que fará.
Publicado em Artistas
Após dois anos de sucesso consecutivo, o projecto Zenith Lounge estará de volta em Maio para a temporada Verão 2012.

Inspirado no conceito cosmopolita Nova-Iorquino de dinamização dos terraços de grandes edifícios, regressa ao Porto, o Zenith Lounge localizado no topo do HF Ipanema Park com uma vista privilegiada para a Foz do Rio Douro e para a Cidade Invicta.

Apostando na inovação e exclusividade de modo a proporcionar experiências únicas aos seus clientes, num ambiente elegante, trendy e ao mesmo tempo informal e descontraído.

Este club funcionará de Maio a Outubro, de Terça a Sábado, entre as 22 horas e as 3 horas da manhã proporcionando diariamente animadas noites com uma vista fantástica sobre o Rio Douro.

Em datas específicas, o Zenith realizará pool parties e sunset parties durante a tarde, com prolongamento pela noite dentro.
Publicado em Nightlife
quinta, 10 janeiro 2019 23:08

Hard Club recebe Laurent Garnier

O festival NEOPOP começa a sua temporada com uma festa única no próximo dia 18 de janeiro. O Hard Club, no Porto, vai receber Laurent Garnier como cabeça de cartaz do evento.
 
Rui Vargas, Gusta-vo, Seginho, Marco Briosa, João Azevedo, Pierre, Sam & Zé Nuno, Ziko e Eduardo compõem o resto do line-up da festa que terá início às 00h00.
 
Os bilhetes já se encontram em pré-venda a 20 euros e podem ser adquiridos através da MadeOfYouTickets e da Ticketline.
 
Publicado em Eventos
A Associação de Bares da Zona Histórica (ABZH) do Porto revelou hoje que vai “avançar com um projecto de policiamento gratificado” 24 horas por dia em mais de 20 ruas do centro histórico da cidade.
A proposta, que vai ser apresentada à Câmara do Porto e a PSP, prevê a criação de “uma pequena taxa” paga pelos comerciantes das zonas abrangidas pelo projecto, para sustentar “todos os encargos com o policiamento gratificado”, explicou à Agência Lusa, António Fonseca, presidente da ABZH.

O serviço será feito por polícias, nas “horas vagas dos agentes” e deve “reforçar o policiamento habitualmente prestado pela PSP”.
“O modelo não prejudicará o serviço normal das forças policiais, visto tratar-se de um serviço prestado nas horas vagas dos agentes”, esclareceu também a ABZH, em comunicado.

A ideia surgiu a propósito dos problemas de ruído e vandalismo causados pela nova “movida” nocturna da zona dos Clérigos, mas António Fonseca disse à Lusa que a ideia é alargar o projecto a outras áreas do centro histórico.

“Estamos a falar de vinte e tal ruas. A zona de animação noturna está na génese, mas a ideia é alargar a outras ruas, como Santa Catarina, Sá da Bandeira e Cedofeita”, observou.

António Fonseca garantiu que a ABZH fez “uma auscultação entre os comerciantes”, nomeadamente proprietários de bares e mercearias, e estes “mostraram-se disponíveis para dividir uma taxa simbólica” para terem mais policiamento.

“Temos de ser realistas. Estamos conscientes de que não podemos ter um polícia em cada esquina. Mas, com um projecto destes, poderia pensar-se numa cobertura integral de policiamento no centro do Porto. Julgo que será um grande contributo no policiamento de proximidade”, afirmou o responsável.

Falta agora saber “qual o suporte legal para a criação desta taxa” e “quanto poderá custar” o serviço.
“Vamos reunir com a PSP para saber quantos efectivos são precisos para ter este policiamento 24 horas por dia nas ruas identificadas para o projecto”, esclareceu António Fonseca, adiantando que, durante quatro horas, um polícia gratificado custa “mais ou menos 40 euros”.
 
Fonte: Sapo e Lusa.
 
Publicado em Mix
A divulgação foi feita na reunião pública do executivo pelo vereador da Proteção Civil e Fiscalização, António Sousa Lemos, que acrescentou estarem pendentes dez processos, devido a providências cautelares interpostas pelos donos dos estabelecimentos.

Novas medidas para disciplinar a noite portuense foram aprovadas hoje pela autarquia, incluindo a proibição da venda de bebidas em vasilhame de vidro, para consumo na via pública, e a possibilidade de encerrar estabelecimentos ou de lhes reduzir horários, em caso de infração.

As alterações incluídas no Código Regulamentar do Município mereceram o voto contra da CDU, que pretendia uma duplicação do valor das coimas, e não impediram duas moradoras de se queixarem de mercearias abertas "até à meia-noite", cafés a vender "litrosas", esplanadas que não cumprem horários, estacionamento caótico e falta de limpeza das ruas.

A Câmara poderá ainda proceder à "cassação da autorização de utilização" do estabelecimento se, "nos últimos três anos", o seu titular tiver sido condenado por "três contraordenações relacionadas com o exercício da atividade".
Nestes casos, o novo código regulamentar determina que durante dois anos "não pode ser concedido ao titular" novo título de utilização.

As novas "regras de funcionamento dos estabelecimentos" impõem que os espaços com "aparelho emissor de som com amplificação ou mesa de mistura" comprem e instalem um "limitador de potência sonora, que deverá ser calibrado e selado pelos serviços municipais competentes".

A Câmara pretende também proibir "a instalação de colunas e demais equipamentos de som no exterior do estabelecimento ou nas respetivas fachadas", e vedar a instalações dos mesmos na via pública. O incumprimento reiterado destas regras pode determinar "a restrição do horário de funcionamento para as 24:00", durante um período mínimo de 30 dias ou de 90 dias, no máximo.

O espaço pode ser encerrado pela Câmara quando a culpa do agente e a gravidade da infração "o justifique" ou nos "casos de reincidência". Porém, o fecho deverá ser feito "durante um período não inferior a três meses e não superior a dois anos".

A Câmara do Porto aprovou em março medidas para disciplinar a movida noturna, mas, segundo explica Rui Rio na proposta hoje votada, "importa acautelar a eficácia das referidas medidas".

A Associação de Bares da Zona Histórica (ABZH) do Porto disse no dia 11 à Lusa que disciplinar a movida implica mexer na "lei geral", já que a distinção feita entre sociedades por quotas e empresários em nome individual permite que os primeiros paguem multas "entre os 2.500 e os 30.000 euros" e os segundos "entre os 250 e os 3.000 euros".
 
Fonte: Lusa.
Publicado em Nightlife
segunda, 24 outubro 2011 19:17

Incêndio destruiu discoteca Vogue

Um incêndio destruiu ontem à noite as instalações da discoteca Vogue, na zona industrial do Porto, disse hoje à Lusa fonte da PSP.

De acordo com a fonte, houve "perda total" do espaço, que aquela hora se encontrava encerrado.
O fogo, que deflagrou cerca das 18:30h, obrigou ao corte ao trânsito da Avenida Fontes Pereira de Melo e afectou os edifícios contíguos, um estabelecimento de restauração e as instalações do Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT).

Estes dois edifícios foram, sobretudo, afectados pelo fumo intenso provocado pelo incêndio.

Os Sapadores do Porto estiveram no combate às chamas, com 16 homens auxiliados por seis viaturas.

As causas do incêndio, que foi dado como extinto cerca das 21:45h, estão a ser investigadas pela Polícia Judiciária.
 
Fonte: I Online.
Publicado em Nightlife
Pág. 1 de 10
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.