14-12-2018

  Diretor : Ivo Moreira  |  Periodicidade : Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

A Red Bull Music Academy Radio – plataforma que acaba de ser alvo de uma profunda renovação – irá disponibilizar via streaming em direto as atuações que a Academia levará até ao palco do Neopop no próximo sábado dia 11 de agosto.
 
Pelo segundo ano consecutivo, a Red Bull Music Academy volta a assegurar a curadoria da noite de encerramento do festival Neopop que decorre no Forte de Santiago da Barra, em Viana do Castelo. A música que Scuba, Moodymann, Julio Bashmore, Cobblestone Jazz, Auntie Flo, Jorge Caiado e W//ATEVER irão tocar, poderá ouvir-se no entanto muito para lá das imponentes paredes de pedra da centenária fortificação que serve de cenário ao Neopop: quem se ligar em rbmaradio.com terá acesso via streaming às atuações de um cartaz recheado de nomes de primeira linha do universo da eletrónica mais dançante. Com inicio às 23 horas e um final cerca das 08:30 horas do dia seguinte.

Jorge Caiado e Clip!, dois ex-participantes da Academia, juntaram-se numa espécie de frente ibérica e criaram o projeto W//ATEVER a quem foi entregue a responsabilidade do arranque e para uma noite de antologia.
Auntie Flo, um dos nomes mais badalos do momento, merecedor de aplausos de gente tão diversa como Ricardo Villalobos ou Gilles Peterson, levará a sua house tropical até Viana do Castelo, depois de ter ajudado a recolocar Glasgow no mapa. Em regime de live act serão apresentados os Cobblestone Jazz, projecto liderado por Mathew Jonson, um dos mais importantes arquitetos do moderno edifício techno. Scuba, homem do momento que a partir do dubstep tem lançado pontes para o techno, drum n’ bass e até trance é outra das presenças confirmadas num cartaz que ainda contempla Julio Bashmore, nativo de Bristol e distinto artesão do novo house com trabalho lançado em etiquetas como a Dirtybird de Claude VonStroke ou na Fabric, e Moodymann, um dos principais estetas contemporâneos das pistas de dança, com duas décadas de carreira e uma reputação inabalável.

Todos estes nomes poderão ser vistos de perto no Forte de Santiago da Barra, explorando múltiplas vias eletrónicas para a dança – do techno ao house, do disco ao jazz – ou sintonizados em rbmaradio.com. E com qualidade de 256kbps, para que todos possam disfrutar de forma ainda mais plena de toda esta música de espírito aberto e de groove vincado.
Publicado em Festivais

 

O Untold Festival, que decorre entre os dias 30 de julho e 2 de agosto em Cluj-Napoca, na Roménia, aceita doações de sangue em troca de bilhetes para o evento eletrónico.
 
O festival vai acontecer na região da Transilvânia, conhecida pelas suas histórias de vampiros, nomeadamente o famoso Drácula. “Uma vez que a Roménia luta contra uma escassez aguda de sangue nas instalações médicas, uma campanha inspirada nesses mitos, com o objetivo de chamar a atenção para um problema real é muito bem recebida”, afirmou Bogdan Buta, diretor do festival, ao “The Guardian”.
 
Quem doar sangue num dos 42 centros de transfusões sanguíneas do país até ao dia 24 de julho, terá um desconto de 30% nas entradas para o festival. Existe também uma unidade móvel em Bucareste.
 
David Guetta, Armin van Buuren e DJ Premier são alguns dos artistas que fazem parte do cartaz da edição deste ano do Untold Festival.
 
 
Publicado em Festivais
É dos aftermovies mais esperados de sempre e acaba de ser lançado na Internet. O “pós” Tomorrowland apresenta, mais uma vez, incríveis planos de cortar a respiração, no ano em que o tema principal foi o “Reino Secreto da Melodia”, tento como cabeças de cartaz, a dupla Axwell /\ Ingrosso, Martin Garrix, Dillon Francis, Armin van Buuren, Deorro e Blasterjaxx que durante três dias levaram os festivaleiros à aventura mais épica das suas vidas. 
 
Com precisamente 19 minutos e 12 segundos, além de um grupo de portugueses, o vídeo mostra os magníficos momentos da 11ª edição do festival que decorreu nos dias 24, 25 e 26 de julho em Boom, na Bélgica, podendo ser exibidos com uma qualidade até 4K.
 
 
 
Confere ainda a track-list do Aftermovie.
 
  1. Dimitri Vegas and Like Mike featuring Ne-Yo – Higher Place 
  2. Dimitri Vegas and Like Mike featuring Ne-Yo – Higher Place ( Afrojack Tomorrowland Remix )
  3. Skrillex and Diplo - "Where Are Ü Now" with Justin Bieber ( Dimitri Vegas & Like Mike vs W&W Remix )
  4. Lost Frequencies feat. Janieck Devy – Reality w/ Yves V
  5. Yves V vs Dimitri Vangelis & Wyman - Daylight
  6. Armin van Buuren feat. Mr Probz – Another You
  7. Dimitri Vegas & Like Mike vs W&W - ID
  8. Symphony Of Unity – Café Del Mar by Energy 52
  9. ID – Other Level
  10. Major Lazer & DJ Snake - Lean On (feat. MØ) ( Dimitri Vegas & Like Mike Remix )
  11. Dimitri Vegas & Like Mike vs Steve Aoki & Ummet Ozcan – ID
Publicado em Tomorrowland
sexta, 08 agosto 2008 18:30

Rusga policial no Boom Festival

A GNR e a PJ encetaram uma operação conjunta no recinto do Boom Festival que visava encontrar substâncias ilícitas.

Eram cerca das 7 horas da manhã de hoje (8 de Agosto) quando uma operação conjunta entre o departamento de investigação criminal da GNR e a PJ entraram no recinto do Boom Festival. Cerca de 60 elementos das forças policiais, com viaturas e cães fizeram uma rusga em todo o local onde irá decorrer a 7ª edição do Boom Festival 2008, a Herdade do Torrão em Idanha-a-Nova.
As forças policiais inspeccionaram tendas, restaurantes, bares e lojas. Actualmente estão a laborar cerca de 200 pessoas dentro do local do Boom Festival, entre elementos da organização e trabalhadores externos.

Cerca de duas horas depois da operação se ter iniciado, a GNR e a PJ deram-na por terminada já que não foi encontrada qualquer substância ilícita dentro do recinto do Boom Festival 2008.

“Esta operação vem desmistificar uma série de assumpções que ligam directamente a organização do Boom Festival a situações associadas com substâncias ilegais. Estamos muito felizes pelas forças da ordem terem confirmado a rectidão do Boom Festival. Há anos que estamos a ser alvo de representações na praça pública para o nosso bom nome, que nos têm sido extremamente negativas. De certa forma, hoje de manhã foi feita justiça”, refere o Dr. Jorge Fialho, relações públicas do Boom Festival.
Publicado em Festivais
A organização do maior evento de música e entretenimento do mundo confirma as presenças de Stevie Wonder, Bryan Adams, Joss Stone e The Gift no Palco Mundo no dia 2 de junho, num dia transversal a todas as gerações.

Stevie Wonder é uma lenda viva... Após a sua atuação no Rock in Rio 2011, no Rio de Janeiro, para 100 mil pessoas, chega agora a vez do Rock in Rio-Lisboa receber o Rei da Motown. Para Roberto Medina, Presidente do Rock in Rio, o concerto de Stevie Wonder na edição do ano passado na Cidade Maravilhosa foi “o mais espetacular da história do evento”.

Bryan Adams é um dos maiores cantores românticos de todos os tempos, com mais de 30 anos de carreira e cerca de 60 milhões de discos vendidos em todo o mundo, o canadiano vem pela primeira vez ao Rock in Rio. Ao longo da sua longa e sólida carreira, Bryan Adams compôs temas que marcaram gerações: “Please Forgive Me”, “Run To You”, “Summer of ‘69”, “Straight from the Heart”, “Heaven” ou “Everything I Do (I Do It For You)” são apenas alguns temas conhecidos mundialmente e que vão pôr a Cidade do Rock a cantar em coro.

Joss Stone, a doce menina que encantou o público do Rock in Rio-Lisboa 2008 e do Rock in Rio 2011, volta para um concerto cheio de soul e boa música. Com apenas 24 anos, a norte-americana é já uma das principais referências do Soul mundial tendo, por isso, vendido mais de 11 milhões de discos e vencido um Grammy na categoria de “Melhor Performance de R&B” em 2007.
Temas como “You Had Me”, “Right to Be Wrong” ou “Cry Baby Cry” fazem parte do imaginário de milhões de pessoas em todo o mundo e a sua postura em palco e simpatia têm conquistado o público que assiste aos seus concertos.

Para os The Gift é uma dupla estreia. Depois de terem atuado com os Asteroids Galaxy Tour no Palco Sunset da edição brasileira, vão subir ao Palco Mundo do Rock in Rio-Lisboa onde vão mostrar porque são uma das principais referências da música nacional. A banda liderada por Sónia Tavares iniciou o seu percurso em 1994 e desde então a sua notoriedade e legião de fãs tem vindo a aumentar gradualmente. Com 5 discos editados e centenas de concertos dados por todo o país, a banda já arrecadou vários galardões entre os quais um prémio da MTV European Music Award e o Globo de Ouro na categoria de “Best Portuguese Act” e “Melhor Grupo” respectivamente.
 
Os bilhetes para o evento já se encontram à venda e custam 61 euros. Os bilhetes estão disponíveis na FNAC, em 68 sucursais do Millennium bcp, nos postos de abastecimento da BP aderentes (33 euros + 1.500 pontos BP premierplus) e no site oficial do evento em www.rockinriolisboa.sapo.pt. Já é também possível comprar bilhetes para o evento no Continente com 20% de desconto em cartão, nas lojas da Amadora, Braga, Cascais, Colombo, Guia, Matosinhos, Oeiras e Vasco da Gama e em http://www.rockinrio.continente.pt. Os bilhetes VIP estão pela primeira vez disponíveis para compra por 240 euros (site oficial e FNAC) e contemplam serviço de estacionamento e shuttle para a Cidade do Rock.
 
Confere o cartaz do Palco Mundo:
 
Publicado em Rock in Rio
Este ano, na quinta edição, passaram pelo Parque da Bela Vista, 353 mil pessoas vindas de vários pontos do país, e do Mundo.
 
À semelhança das edições anteriores, a organização voltou a apostar nos encontros únicos no Palco Sunset e no público adepto da música de dança. Até ao fecho de portas, a Eletrónica tomou conta do Parque da Bela Vista.

Uma das novidades do Rock in Rio-Lisboa 2012 chama-se Rock Street. Estreada no Rock in Rio 2011, no Rio de Janeiro, este novo espaço do evento bebe do espírito da cidade norte-americana Nova Orleães.

A Street Dance é outras das novidades do Rock in Rio-Lisboa 2012. A estreia foi na capital portuguesa. Segue agora para Madrid e para o próximo ano é a vez do Rio de Janeiro e Buenos Aires, na Argentina, acolher este espaço onde a dança de rua está em destaque.

Em 2014, o Parque da Bela Vista volta a ser a Cidade do Rock. O anúncio oficial foi feito este domingo, 03 de junho.
 
Publicado em Rock in Rio
quarta, 14 fevereiro 2018 22:22

Lisboa tem uma Nova Batida em setembro

Dos criadores de festivais como Soundwave, Paradise Island e Funk & Soul Weekender chega um novo evento à cidade de Lisboa. O Nova Batida pretende ser um festival citadino, que mistura música, arte, cultura e estilos de vida de vários pontos do planeta.

Organizado pela Soundcrash, o Nova Batida terá a sua primeira edição nos dias 14 e 15 de setembro em dois dos espaços mais populares da capital portuguesa, no LX Factory e no Village Underground Lisboa.

Mount Kimbie, Maribou State, Gilles Peterson, George Fitzgerald, Max Cooper, Stones Throw e MNDSGN são alguns dos artistas já confirmados. De acordo com a organização, o festival promoverá também aulas de surf e yoga, entre outras animações de rua. Os bilhetes já estão à venda com preços que variam entre os 20 e os 150 euros.
Publicado em Festivais
A Super Bock Super Rock lançou hoje uma aplicação para smartphones que permite aos festivaleiros ter informação em primeira mão sobre a edição deste ano, de 18 a 20 de julho, e encontrar tudo o que procuram no recinto da Herdade do Cabeço da Flauta, junto à Praia do Meco, em Sesimbra.
 
Além de ter o mapa do recinto e toda a informação útil sobre o festival - como chegar, localização, campismo, parceiros, preço e locais de compra dos bilhetes - a aplicação também dispõe de informação sobre os artistas que vão atuar na 19ª edição do Super Bock Super Rock (biografias e vídeos).
 
Cada utilizador poderá assinalar os concertos a que pretende assistir no e criar a sua agenda. Esta e outras funcionalidades irão sendo atualizadas de acordo com a divulgação do alinhamento final de atividades do festival.
 
Disponível para download gratuito, a aplicação dirige-se a telemóveis com Android e ao iPhone (IOS). Para instalar basta ir ao android market ou a appStore e pesquisar por "19SBSR".
Publicado em Festivais
Está fechado o cartaz do Palco Mundo para o dia 25 de maio do Rock in Rio-Lisboa 2012! Aos já anunciados Metallica juntam-se os Sepultura, que vão atuar com o grupo de percussão francês Tambours du Bronx, os Mastodon e os Evanescence. Os bilhetes exclusivos para este dia já estão à venda.

À semelhança do que aconteceu nas edições anteriores, o Rock in Rio-Lisboa reserva novamente um dia inteiro da sua programação ao Metal, proporcionando concertos inesquecíveis no Parque da Bela Vista.

Considerada a banda brasileira de Metal com maior repercussão internacional, combinando influências de trash metal, hardcore e ritmos tribais, os Sepultura apresentam-se no Rock in Rio-Lisboa 2012 com os percussionistas franceses Tambours du Bronx, grupo criado em 1987, formado por 17 membros que misturam o som das latas gigantes com hardcore e percussão eletrónica.

Espera-se que neste concerto os Sepultura apresentem alguns temas do novo disco que foi lançado no dia 24 de Junho de 2011. “KAIROS” é composto por 15 temas e é o 12º álbum da banda brasileira. A par desta novidade, existe uma grande expectativa em torno da parceria com os irreverentes Tambours du Bronx, já que a atuação conjunta destes dois nomes no palco Sunset do Rock in Rio 2011 tornou-se um dos concertos mais aplaudidos da edição brasileira.

Os interessados em adquirir bilhete para este dia podem fazê-lo na FNAC, em 69 sucursais do Millennium bcp, nos postos de abastecimento da BP aderentes (30 euros + 1.500 pontos BP Premium) e no site oficial do evento em www.rockinriolisboa.sapo.pt. Relembramos que quem adquiriu o Kit de Natal do Rock in Rio-Lisboa 2012 pode trocar o voucher entre 7 de março e 7 de abril por um bilhete para o Dia de Metal.

O Rock in Rio-Lisboa volta ao Parque da Bela Vista nos dias 25, 26 de maio e 1, 2 e 3 de junho de 2012 e até ao momento estão confirmadas as presenças de Metallica, Evanescence, Mastodon e Sepultura com os Tambours du Bronx no dia 25 de maio; Lenny Kravitz, Maroon 5, Ivete Sangalo e Expensive Soul no dia 1 de junho; e Bruce Springsteen e Xutos & Pontapés no dia 3 de junho.

 

Publicado em Rock in Rio
O Ultra Music Festival (UMF) regressa à baixa de Miami pela 18ª vez consecutiva nos próximos dias 18, 19 e 20 de março. É um dos festivais de música eletrónica mais famosos, reconhecidos e desejados a nível internacional, com um cartaz de luxo e repleto de novidades a cada ano que passa.
 
Este ano o cartaz é composto por nomes como Blasterjaxx, Don Diablo, Alok, Dyro, Julian Jordan, Afrojack, Carl Cox, Dash Berlin, deadmau5, Kygo e o português Diego Miranda que se estreia no UMF no Stage7.
 
Para quem não tem oportunidade de se deslocar, existem as habituais transmissões em direto através da internet, que deixam os fãs do evento literalmente colados ao ecrã durante várias horas. O livestream da edição deste ano já foi anunciado, através de um video que tem como protagonista Hardwell e o seu cão Jager van de Corput. A transmissão em direto vai ter início a 18 de março e prolonga-se durante os dois dias seguintes.
 
 
A exemplo do ano passado, o Portal 100% DJ esteve à conversa com vários amantes da música eletrónica que já embarcaram no avião com destino a Miami, para viver e experienciar toda a magia do UMF e da Miami Music Week.
 
João Santos é natural de Sintra, tem 22 anos e vai pela primeira vez ao festival. Com expectativas “muito elevadas”, pretende ver bem de perto artistas como The Prodigy, Yellow Claw, Andrew Rayel, e deadmau5. “Para mim existem dois festivais de música eletrónica no mundo: Tomorrowland (Bélgica) e UMF (Miami). O resto é cópia. Uma vez que já fui ao Tomorrowland, falta-me o UMF para cumprir o meu sonho. Não podia estar mais feliz!”, confessa o jovem ao Portal 100% DJ. As suas preferências recaem sobre Pete Tha Zouk e Massivedrum, quando questionado sobre os artistas nacionais que gostaria de ver no "UMF". Na mala de viagem leva a bandeira de Portugal, t-shirt da "Tomorrowland Crew Portugal", protetor solar e calçado confortável. Na opinião do português, no nosso país falta um festival “grandioso”, uma vez que estão reunidas todas as condições tais como “espaço, sol e cerveja”. “Bastava um espaço cuidado e um cartaz competitivo! As pessoas vinham de todo o lado. Vejam o exemplo do Tomorrowland”, diz. Uma vez que ir ao "UMF" não é um investimento barato, o jovem admite que “não foi nada fácil arranjar todo o dinheiro necessário” e teve de “fazer uma espécie de contrato” consigo mesmo: todos os meses, levantava uma quantia certa de dinheiro. O bilhete e os voos foram planeados com alguma antecedência “para garantir os melhores preços”.
 
 
Uma das representantes do sexo feminino português é Susana Coelho, de 35 anos, que partiu diretamente de Boliqueime para Miami pela primeira vez. Apesar de já ter estado presente em alguns festivais, “as expectativas são as mais altas possíveis” e nem as consegue exprimir por palavras. Em Portugal, Susana afirma que existem “excelentes profissionais e pessoas super talentosas” que poderiam subir a um dos palcos do "UMF", como vai acontecer com Diego Miranda. Sapatos e roupa confortável “para dançar e pular todos os segundos do festival”, máquina fotográfica “para poder reviver em Portugal os grandes momentos” e a bandeira nacional são alguns dos objetos que leva na bagagem. Para viajar até Miami, a algarvia realizou algumas poupanças mas afirma que “com algum esforço todos os meses, 'grão a grão' consegue-se. Quando colocamos metas e objetivos, tudo se consegue!”. Um dos conselhos que deixa a quem pretende ir ao "UMF" no futuro é comprar as viagens e bilhetes bastante tempo antes, uma vez que o preço é mais acessível e “não custa tanto, porque os pagamentos são faseados ao longo do ano”.
Hardwell, Armin van Buuren e Steve Angello são os artistas que deseja ver com mais atenção em Miami. “Já que temos tanto turismo, praia e clima fantásticos, porque não sermos conhecidos também por festivais brutais e controlados”, que ao mesmo tempo atraem “mais pessoas a virem conhecer o nosso país?”, questiona Susana deixando a sugestão para a realização de um grande festival em Portugal.
 
 
Tiago Rodrigues tem 27 anos e vive em Issy-les-Moulineaux, em França, de onde partiu em direção ao Ultra Music Festival pela primeira vez. O português não vive de ilusões e vai para Miami com o objetivo de “ver para crer”, toda a grandiosidade do festival de música eletrónica. Apesar de não estar presente atualmente em Portugal, Tiago não foge às suas origens e destaca Pete Tha Zouk como o artista nacional que gostaria de ver num palco do Ultra Music Festival. Na sua mala de viagem, além de todos os objetos essenciais, o português garante que não se vai esquecer da sua garrafa de whisky. Relativamente a Portugal, Tiago afirma que “a nível de festivais, não estamos mal servidos” e que não tem “razão de queixa” quando questionado a respeito do investimento feito para viajar até ao Ultra. Nos seus planos, a atuação de Martin Garrix será imperdível.
 
 
Residente em Leiria, Zé Manel leva as suas expectativas para Miami “muito altas, visto que o line-up está muito bom”. Em Portugal, considera que existem ótimos DJs como o Kura, afirmando que seria “muito bom” vê-lo atuar neste Festival. A câmara GoPro, carteira, bilhete do festival, bandeira de Portugal e da marca Armin van Buuren Intense são alguns dos objetos que irão consigo para Miami. “Infelizmente Portugal precisa de um festival a sério”, afirma Zé Manel ao Portal 100% DJ, poucos dias antes de embarcar no avião com destino aos Estados Unidos da América. Para esta viagem, o português admite que é fácil: “Basta querer. Lutei para ir, pois é complicado devido aos salários baixos que se recebe em Portugal”. Entre os artistas que pretende assistir estão deadmau5, Armin van Buuren e Tiesto.
 
 
Daniel Reis tem 28 anos e vive na Cordinhã (Coimbra). Esta vai ser a sua estreia no Ultra, juntamente com o seu irmão. As suas expectativas são “muito grandes” e consigo leva a bandeira de Portugal, uma “peça fundamental”, tal como o bilhete pois “sem ele não há festa”. Pete Tha Zouk seria a sua escolha nacional para estar presente no cartaz do UMF, se o português fizesse parte da equipa de organização do festival. A atuação dos The Prodigy é uma das mais esperadas por Daniel, que certamente irá assistir bem de perto, uma vez que para realizar esta “viagem de sonho para um festival único” teve “dois anos a juntar dinheiro”. Em relação ao facto de Portugal vir a receber no futuro um evento como o Ultra Music Festival, o jovem confessa que o território lusitano “não tem condições nem logística para um festival deste género”.
 
 
{youtube}F0xoBUDUYyo{/youtube}
 
Publicado em Reportagens
Pág. 1 de 11

Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Acesso Rápido

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.