18-07-2019

  Diretor Ivo Moreira | Periodicidade Diária

Sobre Nós  |  Fala Connosco     

O DJ australiano Adam Sky morreu neste sábado, durante as suas férias no resort Hillstone Villas Resort, na ilha de Bali, na Indonésia, aos 42 anos.

Segundo a BBC, o artista terá morrido quando tentava salvar uma amiga que caiu no terraço. Enquanto corria para ajudá-la, Adam bateu numa porta de vidro, fazendo cortes profundos e perdendo muito sangue, acabando por morrer.

Segundo relatos dos órgãos de comunicação da Indonésia, a mulher sobreviveu e foi levada para o hospital com uma perna partida. De acordo com a Nine News, as autoridades estão a investigar e acreditam que o músico estaria alcoolizado quando aconteceu o acidente.

Adam foi classificado como o terceiro DJ mais popular da Ásia no ano passado. A Juice Magazine Asia descreveu-o mesmo como um "DJ superstar australiano em ascensão".
 
Publicado em Artistas
A causa da morte trágica de Avicii pode ter sido finalmente revelada. Através de um comunicado oficial, a família do DJ e produtor sueco dá a entender que Avicii poderá ter-se suicidado.
 
Recorde-se que Avicii faleceu no passado dia 20 de abril, com apenas 28 anos. O seu corpo foi encontrado num quarto de hotel no Omã. Esta triste notícia comoveu a comunidade de música eletrónica internacional e muitas foram as homenagens prestadas ao autor de “Wake Me Up”.
 
Confere abaixo o comunicado na íntegra:
 
“O nosso amado Tim estava à procura de algo. Era uma alma artística frágil que procurava encontrar respostas para questões existenciais. Um perfecionista que viajou e trabalhou duro em ritmo que levou a um stress extremo. Quando parou com as digressões, queria encontrar um equilíbrio na vida entre ser feliz e conseguir fazer o que ele mais amava – música. Ele realmente enfrentou muitos pensamentos sobre sentido, vida e felicidade. Ele não conseguiu ir além. Ele queria encontrar paz. O Tim não foi feito para a máquina de negócios em que ele se encontrava; era uma pessoa sensível que amava os seus fãs, mas evitava os holofotes. Tim, tu serás amado para sempre e deixas muitas saudades. A pessoa que tu eras e a tua música vão manter a tua memória viva. Nós te amamos”.
 
Publicado em Artistas
É uma notícia de última hora e uma das mais tristes de sempre para o mundo da música eletrónica internacional. O DJ e produtor Avicii faleceu hoje em Muscat, no Omã, aos 28 anos.
 
A notícia foi confirmada através de um comunicado oficial divulgado pelo representante do artista sueco: "É com profunda tristeza que anunciamos a perda de Tim Berling, mais conhecido por Avicii. Ele foi encontrado morto em Muscat, Omã, esta sexta-feira", pode ler-se no comunicado, onde ainda é referido que a família está "devastada" e que a privacidade dos mesmos "seja respeitada". A causa da morte ainda não foi confirmada.
 
Recorde-se que Avicii afastou-se dos palcos em março de 2016 devido a problemas de saúde, focando-se em estúdio a trabalhar em novas produções. No ano passado, lançou o EP "AVICI" com colaborações com Rita Ora, AlunaGeorge, entre outros.
 
Durante a sua carreira teve a oportunidade de subir à cabine dos melhores clubes e festivais internacionais como o Tomorrowland ou Ultra Music Festival além de ter lançado os álbuns “True” e “Stories” em 2013 e 2015 respetivamente. Para a posteridade, ficam os grandes hits "Seek Bromance", "Wainting For Love", "Wake Me Up", "Addicted To You", "Levels", "Hey Brother", entre outros.
 
Avicii teve presente várias vezes no nosso país, com atuações no MEO Sudoeste, Nova Era Beach Party, Rock In Rio Lisboa.
 
Publicado em Artistas
Com o álbum Láctea, editado em 1983, foi um dos precursores da música eletrónica em Portugal. Olhava convictamente o espaço (o álbum foi apresentado ao vivo no Planetário Calouste Gulbenkian), mas o seu coração estava em Angola, o país onde António Eduardo Benidy Neto nasceu em 1955.
 
O músico que chegou a Lisboa em meados da década de 1970 assinava como Tó Neto e, depois de Láctea, editou álbuns como Big Bang ou Angola - neste último, tal como o título indica, a influência da música africana fazia sentir-se de forma mais determinante. Tó Neto, que viu Láctea transformar-se décadas depois da edição num objeto de culto para colecionadores, atingindo valores inesperados, morreu domingo em Lagos, de ataque cardíaco.
 
Chegado a Lisboa na década de 1970 para estudar na Academia dos Amadores de Música e no Hot Clube, Tó Neto iria aprofundar a paixão pelas potencialidades abertas pelos sintetizadores e caixas de ritmos, influenciado pelo "pai engenheiro que desenvolvia pesquisa no mundo do som e da eletrónica", como afirmou numa entrevista de 2007 ao site A Trompa. Criou então música que, como ouvimos em Láctea, cruzava o balanço digital da new-wave com o desejo de ascensão do rock progressivo e traduziu visualmente as imagens evocadas pela música com recurso a lasers ou projecções vídeo nos concertos, algo hoje comum, mas uma surpresa à época.
 
Comparado por vezes a Jean-Michel Jarre, foi paralelamente ao seu percurso discográfico autor da banda-sonora do filme Vidas, de António Tavares Teles, e músico residente da RTP. Para além da Láctea, a sua discografia conta, entre outros, com Big Bang (1987), O Negro (1989), Angola (1994) ou Planetário (2000). 
 
O funeral realiza-se quinta-feira na capela do cemitério de Ferreira do Alentejo, às 12h30.
Aos seus familiares e amigos, o Portal 100% DJ envia sentidas condolências.
 
 
Fonte: Público.
Publicado em Artistas
domingo, 26 agosto 2018 15:51

Morreu o DJ e produtor Razat

Vítima de doença prolongada, o artista português morreu este sábado. A notícia é avançada pela página Crew Hassan. Razat era considerado, por muitos, um dos produtores de música mais versáteis em Portugal. Nas suas atuações criava uma viagem alucinante pela bass music, que considerava um potenciador dinâmico da pista de dança. O DJ atuou no passado sábado no evento "Fresh Liquid Nights" no Time Out Market em Lisboa.

Natural de Lisboa, Baltazar Gallego, criador do projeto Razat, lançou várias músicas exclusivas e EPs por editoras como a Heavy Artillery Recs, Lu10 e Horny Bass Music. Colaborou com diversos artistas como os Dealema, Orelha Negra, Ricardo Gordo, Zeder, Drop Trop, Stereossauro e, com Beatbombers que incluíram a sua faixa "Ready to Get Funky” no set vencedor dos IDA Awards de 2011 e "Crazy" - no set dos IDA Awards 2012. 

À família e amigos, o Portal 100% DJ envia sentidos pêsames.
Publicado em Artistas
Klas Bergling, pai de Avicii, fez esta semana a sua primeira aparição pública desde a morte do filho, que se suicidou em abril aos 28 anos de idade. Bergling esteve presente na cerimónia de entrega dos prémios Rockbjörnen, realizados anualmente pela publicação sueca Aftonbladet aos melhores artistas do último ano. 

Ao aceitar um prémio em nome do filho, Klas agradeceu aos fãs pelo apoio prestado, não só ao longo dos últimos anos mas especialmente nestes últimos meses. "Obrigado pelas homenagens que fizeram ao Tim e à sua música. Por parte de todos os seus fãs e não só: igrejas, escolas, festivais e muito mais. Tem sido quase incompreensível e tem aquecido os corações de toda a família durante este período difícil. Muito obrigado", disse.

Recorde-se que o DJ e produtor sueco pôs termo à vida no passado dia 20 de abril, em Mascate, capital do sultanato de Omã, onde se encontrava há alguns dias de férias com amigos. Desde o seu desaparecimento e por todo o mundo têm sido registadas inúmeras homenagens, feitas não só por colegas DJs como por fãs do artista.

Avicii atuou três vezes em Portugal: em 2012, em Leça da Palmeira, Matosinhos, em 2013 no festival Sudoeste, na Zambujeira do Mar, Odemira, e em 2016 no Rock in Rio Lisboa, ano em que anunciou que iria deixar de atuar ao vivo.
 
Publicado em Artistas
Considerado um dos pioneiros da house music, Frankie Knuckles, faleceu em Chicago aos 59 anos. A causa ainda não foi divulgada.
 
Conhecido como o "godfather" do house, Knuckles começou a atuar como DJ ainda nos anos 70 na garagem de um amigo e em pequenas casas de Nova York. Em 1977 inaugurou a discoteca Warehouse, onde popularizou o seu estilo apelidado portanto de "house", que mais tarde se viria a tornar um estilo musical.
 
Knuckles sofria de problemas de saúde devido à diabetes e no ano 2000 foi-lhe amputado o pé direito após um acidente. Um comunicado oficial sobre a sua morte deve ser emitido durante o dia de hoje.
 
Esta triste notícia espalhou-se entre amigos, fãs e colegas do mundo da música. São vários os artistas que estão a compartilhar as suas memórias através das redes sociais
 
À família enlutada e em nome de todos os fãs portugueses, o Portal 100% DJ envia as mais sentidas condolências reconhecendo que a partir de hoje a música fica mais pobre.
 
 
 

 

 
Publicado em Artistas
segunda, 21 setembro 2015 19:32

Faleceu Alan Green, o manager de David Guetta

Alan Green, manager do DJ e produtor David Guetta, faleceu no passado domingo de maneira inesperada, aos 46 anos. O empresário lutava contra a epilepsia há 20 anos, mas até ao momento a causa da morte não foi revelada.
 
Desde 2009 que Alan Green trabalhava com o artista francês, tendo também acompanhado a carreira de Sasha, Dave Clarke e Carl Cox, produzindo eventos como o Bestival, Radio One’s Big Weekend, The Warehouse Project e o festival Creamfields e clubs como Cream (Liverpool) e Tunnel (Glasgow), durante 25 anos no mundo da música. Alan era natural da Escócia.
 
David Guetta lamentou a morte do seu manager através da sua conta oficial do Twitter: “Alan, não consigo acreditar que tu partiste, meu amigo. Obrigado por tudo o que fizeste por mim. Perdi o meu manager e a comunidade da house music perdeu um amante de música. Estou muito triste e envio as minhas condolências a Lainie (esposa), amigos e família.”, afirmou o produtor francês na rede social.
 
Outros grandes nomes do mundo da música eletrónica também já deixaram os seus tesmundos nas redes sociais. “RIP Alan Green. Vamos ter saudades tuas. Uma pessoa verdadeira, um cavalheiro e genuína. Vou guardá-lo como recordação para sempre”, confessou Steve Lawler, segundo o Daily Record.
Publicado em Mix
Alex Omes, um dos co-fundadores do Ultra Music Festival faleceu hoje, aos 43 anos. Segundo o jornal Miami New Times, a causa da morte ainda é desconhecida.
 
Foi considerado uma das lendas da noite de Miami e criador do Ultra Music Festival, um dos maiores eventos de música eletrónica da atualidade. Alex Omes trabalhou no mundo da noite durante mais de 20 anos e esteve também envolvido em vários eventos com os Swedish House Mafia entre 2011 e 2012, em Miami.
 
A organização do festival americano publicou um comunicado oficial, onde lamenta a morte de Alex Omes: “A organização do Ultra Music Festival presta as mais profundas condolências à família de Alex Omes e estamos tristes com as notícias do seu falecimento. Nós iremos continuar a relembrar e a celebrar o Alex pelo seu amor, paixão e pelos contributos para a comunidade de EDM”.
 
Publicado em Mix
Desde que a notícia trágica da morte de Avicii foi divulgada, muitos foram os amigos, colegas e profissionais da área da música em geral que prestaram as suas homenagens e recordações fotográficas através das redes sociais.
 
Apresentamos abaixo alguns exemplos que estão a ser partilhados nas redes sociais:
 

 

 

So Sad....... So Tragic. Good Bye Dear Sweet Tim. ? Gone too Soon.

Uma publicação partilhada por Madonna (@madonna) a

Publicado em Artistas
Pág. 1 de 2
100% DJ. Projeto editorial independente cujos valores se guiam pelo profissionalismo, isenção e criatividade, tendo como base de trabalho toda a envolvente da noite nacional e internacional, 365 dias online.

Newsletter

Recebe novidades e conteúdos exclusivos no teu e-mail.

Este site utiliza cookies. Ao navegares neste site estás a consentir a sua utilização. Para mais informações consulta a nossa Política de Privacidade.