Diretor Ivo Moreira  \  Periodicidade Semanal
Portugal recebe, pela primeira vez na história, o Festival Eurovisão em Lisboa, na Altice Arena, no próximo dia 12 de maio e vai contar com a boa música da dupla Beatbombers.
 
Depois da faixa “Verdes Anos” ter sido escolhida para um anúncio do Festival Eurovisão da Canção, a dupla composta por DJ Ride e Stereossauro vai subir ao palco lisboeta durante o tradicional desfile de bandeiras.
 
“O convite surgiu de forma natural, já que o tema ‘Verdes Anos’ foi a banda sonora do anúncio do Festival Eurovisão da Canção. É sempre bom ter este tipo de reconhecimento e vai ser provavelmente a nossa maior atuação: vão estar milhões de pessoas por todo o mundo a ver. Temos um medley preparado com material original nosso e alguns temas inéditos”, afirmaram os Beatbombers.
 
Este ano, Portugal vai ser representado por ‘O Jardim’, faixa interpretada por Cláudia Pascoal e composta por Isaura, depois de na edição de 2017 o nosso país ter sido o grande vencedor com a música “Amar Pelos Dois” de Salvador Sobral.
 
Publicado em Eventos
O maior festival de música do Brasil chega a Portugal pela primeira vez no próximo dia 6 de outubro e a lotação está esgotada. O VillaMix vai decorrer no Altice Arena e conta com Alok no cartaz.
 
“A estratégia de internacionalizar o festival para a Europa via Portugal já se revelou uma aposta ganha. Esgotar a primeira edição do evento faltando, ainda, uma semana para a sua realização é um feito extraordinário, com o qual estamos muito satisfeitos”, referiu Pedro Neto, diretor do festival.
 
As portas do Altice Arena abrem às 18h30, com as atuações a começar pelas 20h30 até às 06h00. Além de Alok, o cartaz conta ainda com Blaya, Matheus e Kauan, Jorge & Mateus e Wesley Safadão.
 
Publicado em Festivais
sábado, 14 outubro 2017 14:12

Meo Arena muda de nome. Mais uma vez

O anúncio será feito no próximo dia 16, segunda-feira, no espaço de eventos do Parque das Nações, em Lisboa, perante mais de 1500 convidados. Entre eles estão parceiros corporativos, clientes empresariais, universidades, startups, parceiros tecnológicos e de conteúdos, mas também colaboradores da Altice/PT. O antigo pavilhão Atlântico chamar-se-á Altice Arena.
 
O grupo fundado por Patrick Drahi anunciou em maio, em Nova Iorque, que iria unificar as diversas marcas do grupo, com presença em dez países, sob o mesmo nome: Altice. O primeiro passo foi dado logo na República Dominicana, onde o grupo operava com a marca Orange.
 
Segundo o Diário de Notícias, na estratégia da mudança da marca levada a cabo de forma gradual a opção tem sido dar prioridade a eventos de grande exposição mediática, como foi o caso da Champions. O próximo grande passo vai ser alterar o nome do Meo Arena, uma das maiores salas de espetáculos do país e que recebe eventos internacionais, para Altice Arena.
Publicado em Nightlife
sexta, 22 outubro 2021 09:58

Swedish House Mafia regressam a Portugal

10 anos depois, o coletivo formato pelos DJs suecos Axwell, Steve Angello e Sebastian Ingrosso está de regresso a Portugal. O espectáculo está agendado para 15 de outubro do próximo ano e acontece na Altice Arena, em Lisboa.

 

A Tour do próximo ano servirá como promoção do álbum "Paradise Again", que é também lançado em 2022 e do qual já se conhecem três singles: “It Gets Better”, “Lifetime”, onde participam Ty Dolla Sign e 070 Shake, e “Moth To a Flame”, protagonizado por The Weeknd.

 

Os bilhetes estarão à venda a partir de dia 29 de outubro nas habituais plataformas de venda e os preços variam entre os 42 e os 89 euros. Serão também disponibilizados alguns pacotes VIP (cujos valores ainda não foram divulgados).  

 

Publicado em Eventos
A Altice Arena, em Lisboa, acolhe esta quinta e sexta-feira o Rádio SBSR.FM em Sintonia, um festival de música portuguesa que inclui concertos e conferências, adaptado à pandemia atual. O uso de máscara será obrigatório e em todo o recinto será disponibilizado álcool gel.

Ao longo dos dois dias e a partir das 17h15, pelos três palcos do festival vão passar artistas e bandas como ProfJam e benjiprice, Capitão Fausto, B Fachada, Papillon, Chico da Tina, Afonso Cabral, Paulo Bragança, Amaura, Sreya e o espetáculo "Closer Integral" - Joy Division 40 anos depois, que junta Flak, Alexandre Cortez, Luís San Payo, Filipe Valentim, João Peste e Nancy Knox.

Luís Montez, responsável pela promotora Música no Coração explicou que "era quase uma obrigação da Música no Coração ajudar a nova música portuguesa. Se os artistas consagrados estão a passar dificuldade, imaginem os emergentes, os novos, e muitos deles com trabalhos acabados de sair que ainda não tiveram oportunidade de mostrar ao vivo".

Para este evento está assegurada "a questão do afastamento". "A Altice Arena tem uma capacidade para 20 mil lugares e nós vamos trabalhar para cinco mil, um quarto da capacidade", disse Montez.

Os palcos estarão situados em três salas diferentes - Arena, Sala Tejo e Sala Fernando Pessoa - e o público poderá circular entre eles. "Há vários corredores e só vão ter um sentido. As pessoas entram por um lado e saem pelo outro, nunca há cruzamento", explicou o promotor.

Além da componente musical, o festival inclui seis conferências, subordinadas ao tema "A Indústria da Música no Contexto Atual" que decorrerão entre as 15 horas e as 17h15 e terão transmissão nas redes sociais. 

Durante o festival, será feita no local uma recolha de alimentos não perecíveis para a União Audiovisual, grupo informal criado em contexto de pandemia para ajudar trabalhadores do setor da Cultura.
Publicado em Festivais
Um dos maiores festivais de música do Brasil e chega este ano a Portugal. O Villamix Festival é conhecido pela sua diversidade de música brasileira no cartaz e vai decorrer na Altice Arena, em Lisboa, no dia 6 de outubro.
 
As primeiras confirmações para a edição portuguesa são Alok, Jorge & Mateus, Wesley Safadão e MC Kevinho, num evento que tem a duração de 10 horas. 
 
O Villamix Festival conta já com 7 anos de sucessos, tendo uma média de 30 edições por ano em 24 cidades brasileiras diferentes. Ao todo, já recebeu mais de 2 milhões de pessoas e foi certificado no Guinness World Records por ter o maior palco do mundo.
 
Esta é a primeira internacionalização do festival e para Marcos Araújo, diretor do evento, “fazia todo o sentido ser o país irmão do Brasil a porta de entrada no Villamix Festival na Europa. Há uma proximidade de língua, culturas e Lisboa é hoje um dos mais reconhecidos destinos turísticos e residenciais não só para brasileiros como para muitos outros países”.
 
Os bilhetes vão estar disponíveis a partir do dia 1 de junho na Blueticket, entre os 35 e os 120 euros.
 
Publicado em Festivais